Você está na página 1de 1

PRIMEIROS SOCORROS

6.2.2 Lesões no peito: avaliação e


controle
O peito se estende da base do pescoço até o
abdômen superior.

OBJETIVOS DO SOCORRISTA

As hemorragias no No terreno, você deverá:


peito não podem ser > auxiliar na respiração espontânea, se a vítima
controladas no local. estiver consciente ou não;
> identificar desconforto respiratório;
> se encontrar uma lesão na parte frontal do peito
da vítima, procurar pelo orifício de entrada e saída
correspondente nas costas ou laterais;
> conhecer as circunstâncias da lesão e as possíveis
consequências tardias que afetam a respiração;
> minimizar o estado de choque;
> monitorar a condição da vítima a cada dez minutos;
> organizar uma evacuação urgente para um
hospital.

EXAME

Retire as roupas da vítima que expõem o peito, mas


sem tentar tirar qualquer tecido preso na ferida.

Observe
> A vítima consciente está sentada. A respiração é
rápida, superficial e irregularou difícil e dolorosa.
> A vítima está agitada e “lutando” para respirar.
> Coloração azulada dos lábios, leitos ungueais e
Cruz Vermelha Britânica

pele.
> Lesão visível no peito (frente e/ou costas); inchaço
ou contusão.
> Movimento paradoxal de um segmento do peito
durante a respiração. Duas ou mais costelas
[ver Técnica de salvamento 6.1.2 – estão fraturadas em dois locais que criam esse
Respiração: avaliação e controle] movimento flutuante. O segmento pode ser visto
movendo-se em oposição ao resto da parede
torácica. A isso chamamos de tórax instável.
> Escarro ou tosse com sangue espumoso e bem
vermelho.

188