Você está na página 1de 1

Agrupamento (171268) Escola Secundária João de Barros (402000)

EB 23 Corroios (343869) EB1/JI Miratejo (239690)


EB1 D. Nuno A. Pereira (253716) EB1 J. Afonso (247200)

Serviços de Psicologia e Orientação


Avaliação Sumativa no Ensino Secundário para os Cursos Científico-Humanísticos
10º Ano 11º Ano 12º Ano

 Matrícula em todas as  Matrícula em todas as disciplinas do  Matrícula em todas as disciplinas do ano,


Frequência

disciplinas do ano. ano, inclusive nas de continuação inclusive nas de continuação em que obteve,
 No caso de ser repetente, em que obteve classificação de 8 PELA 1ª VEZ, classificação de 8 ou 9 valores.
poderá fazer inscrição só ou 9 valores.
nas que reprovou.
 Nas disciplinas anuais e bienais, não sujeitas a exame final, a classificação final da disciplina (CFD) tem que ser maior
ou igual a 10 valores e é obtida a partir da :
 classificação interna de frequência (CIF) obtida no 3º Período, se a disciplina for anual;
Aprovação por

 se a disciplina for bienal, é igual à média aritmética simples arredondada às unidades, das classificações internas de
disciplina

frequência (CIF) obtidas no 3º período dos dois anos.


 Nas disciplinas sujeitas a exame final a classificação final da disciplina tem que ser maior ou igual a 10 valores e obtida
a partir da seguinte fórmula:
CFD = 7xCIF + 3 x CE / 10 Sendo,

CFD - Classificação final na disciplina; CIF – Classificação interna de frequência, obtida; CE : Classificação de exame.
Exames nacionais obrigatórios :

 à disciplina de Português, à disciplina trienal do curso e às duas disciplinas bienais, ou só a uma destas e a Filosofia.
 para admissão a exame como interno, o aluno tem que ter média de CIF de pelo menos 10 valores e nota superior a 8 no
Realização de Provas de Exame

último período em que frequentou a disciplina.

Exames de equivalência à frequência :

 podem fazer exames de equivalência à frequência (1ª fase) nas disciplinas terminais, desde que tenham anulado a
matrícula até ao 5º dia da última semana do 3º Período.
 após afixação dos resultados dispõem de 2 dias para realizarem inscrição nos exames.
 nas disciplinas bienais e de Filosofia não podem realizar exames de equivalência à frequência.

Melhorias de nota :
No ano terminal da disciplina os alunos podem fazer exame de equivalência à frequência/exame nacional para melhoria de
nota na 2ª fase de exames do ano em que frequentaram essa disciplina (exºPortuguês) , ou nas 2 fases de exames do ano
seguinte.

Conclusão de ensino secundário:


 Obtenção de classificação maior ou igual a 10 em todas as
Transitar de ano

disciplinas, ou em todas menos duas (excluindo EMR desde que haja  12º ano
assiduidade).  Obtenção de classificação maior ou igual
 Em disciplinas trienais não há lugar a progressão se houver duas a 10 em todas as disciplinas que
classificações consecutivas inferiores a 10. compõem o plano de estudos do
 O aluno não progride de ano se cumulativamente tiver duas CIF respectivo curso;
negativas, anulado a matrícula a pelo menos uma disciplina, ou sido  A classificação de frequência no ano
excluído por faltas a uma disciplina. terminal das disciplinas plurianuais não
pode ser inferior a 8 valores.,
Notas
1. Os alunos retidos renovam a matrícula nas disciplinas sem aprovação, podendo matricular-se nas restantes
para melhoria de nota, desde que a disciplina não esteja em ano terminal, e não seja sujeita a exame nacional. Se for disciplina sujeita a
exame nacional só poderá fazer melhoria através do exame.
2. Um aluno não pode matricular-se mais que 3 vezes no mesmo ano , podendo fazê-lo em curso equivalente , ou outro sistema alternativo.
3. Para o calculo da média de ensino secundário para efeitos de acesso ao ensino superior, conta sempre a melhor nota obtida no exame
nacional realizado, independentemente do ano em que tal aconteça.
4. Em caso de reprovação no 12º ano devido à nota de exame, na 1ª fase, a classificação Interna Final (CIF) mantém-se válida para a 2ª fase.

DL 139/2012, de 5 de julho, e Portaria 243