Você está na página 1de 6
DIREITOS HUMANOS E ANTROPOLOGIA EM A ‘AO = y by iH! 31° RBA - Reuniao Brasileira de Antropologia 9 a 12 de dezembro de 2018 Brasflia - DF WoTICiAS ——_INSORIGOES: PROGRAWAGAD -CRONOGR AWA AREA DO INSCRITO. _cONTATD ai ‘aston Boal apm aa Acasa . Comissicdrgaindere — Programagao tages oem GRADE DE PROGRAMAGAO™ sinh Feira de Litas xteiomere| reasersen | eaoser00 eanser720 Feira de Artesanaas sane = bein amit is esas Rede ae ‘Simpasias specials 1290, Count Ne | Bemesederasane sr a me amma] ew, | pean | examresiny Sobre a UnB # ICS ‘san = soe ttt a ‘Grade de programagao sujelta a alteracdes, * Prémio Lévi-Strauss: exposico e avaliagio de pésteres; ‘*s* Prémio Pierre Verger: exibi¢do de filmes premiados. OBSERVAGOES: + A exibigdo de todos os filmes selecionados para 0 Prémio Pierre Verger, com a presenga do juri, ocorrerd nos dias 07, 08 e 09 de dezembro, com sua abertura as 19h no dia 07 de dezembro de 2018. Nestes dias haveré também a abertura da exposigao fotografia e uma palestra sobre fotografia, antropologia e o Prémio Pierre Verger. Em breve, programacao detalhada; + Caso ocorram participacées simulténeas de membros de ‘SEs, Féruns e MRs, o dia e hordrio destas atividades poderao softer alteragées 318 RBA - Noricus —_twscargoes Espanol Acassbilidede Conissie Orgaricadora Rerras Ped-ovea Fire de Lies fa de Artesanatos Laegamentos de Lives Montana Conteréneias Dostes Fireae Grapes de Trabatte esas Redendae Simpésiog Espectas Minicursos Iteinas Fréaios Subee 9 ABA Sobce 9 Un e 108 Sobce Grasiia/OF Reuniaéo Brasileira de Antropologia 9 a 12 de dezembro de 2018 Brasflia - DF __prosiuungho | enowosenun Ate no nse conrara ved Baa ie TA Mi, Soran Same GT 46. Misica, Som e Formas Expressivas Wagner Neves Diniz Chaves (Departamento de Antropologia Cultural/UFRJ) (Coordenador/a) Joao Miguel Manzolillo Sautchuk (DAN/UnB) (Coordenador/a) Resumo: Expressiva, comunicacional e performativa, aglutinadora de miitiplos conhecimentos, significados agenciamentos, a musica é um campo fértl para investigagao antropolégica de um conjunto de temas e questées, possibilitando o didlogo entre diferentes nichos dos debates antropolégicos, tals quais etnomusicologia, etnologia indigena, cultura popular, patriménio, antropologia urbane, antropologia do Estado e anélise de rituals e performances. Apostando na relativizagdo da nogao de “miisica” como categoria analitica e partindo da superagéc do antigo dilema que apartava andlise dos aspectos sonoros e interpretagio dos sistemas de pensamento e agao, este Grupo de Trabalho volta a atengao para as conexdes entre miltiplos aspectos das praticas musicais e produgdes sonoras e seus significados sociais, principalmente as relagdes da “misica” com outros meios expressivos e priticas socials, e as dimensées técnicas & praticas do fazer musical. Tendo em vista esta perspective geral, pretende-se explorar os seguintes eixos tematicos: 1) miisica e linguagem; 2) interagéo no fazer musical; 3) teorias musicais nativas; 4) musica, ritual e performance; 5) mediaco, apropriagio € identidade; 6) gravacdo, representaco fonografica e arquivos; 7) paisagem sonora. Programagao