Você está na página 1de 2

a) O eu lírico expressa um sentimento de revolta à escravidão

1. A terceira geração do romantismo possui características e ao tráfico de seres humanos.


marcantes que se relacionam com o momento histórico,
político e social. Assinale a alternativa que melhor descreve b) Há uma crítica ao comportamento submisso dos escravos.
essa fase da literatura brasileira:
c) Castro Alves foi um poeta que se destacou por meio da
a) ( ) é conhecida também com byroniana ou ultrarromântica denúncia social, expressa em seus poemas.
por possuir uma visão pessimista e decadente da vida e da
sociedade. Possui como características o sofrimento d) O poema épico “O Navio Negreiro” é marcado pelo
amoroso, a valorização da morte, a tristeza, a melancolia e o pessimismo, a revolta e o valor da morte, algumas
misticismo. características da terceira geração do Romantismo.
b) ( ) é conhecida também como condoreira. Possui como e) o sentimento nacionalista está presente no poema ao
marca poética a denúncia das desigualdades sociais e a apresentar uma idealização do Brasil por alguém que está
defesa da liberdade. exilado.
c) ( ) é conhecida também como nacionalista ou indianista. O 3. Assinale a alternativa mais adequada em relação ao poema
foco poético está na natureza tropical, no patriotismo, nos abaixo:
eventos históricos e no indígena brasileiro. O GONDOLEIRO DO AMOR
2. Leia um trecho do poema de Castro Alves “O Navio Dama-negra
Negreiro”, poeta da terceira geração do romantismo, e julgue Teus olhos são negros, negros,
as alternativas em verdadeiras ou falsas: Como as noites sem luar...
O navio negreiro São ardentes, são profundos,
Senhor Deus dos desgraçados! Como o negrume do mar;
Dizei-me vós, Senhor Deus! Sobre o barco dos amores,
Se é loucura... se é verdade Da vida boiando à flor,
Tanto horror perante os céus?! Douram teus olhos a fronte
Ó mar, por que não apagas do Gondoleiro do amor.
Co'a esponja de tuas vagas Tua voz é a cavatina
De teu manto este borrão?... Dos palácios de Sorrento,
Astros! noites! tempestades! Quando a praia beija a vaga,
Rolai das imensidades! Quando a vaga beija o vento;
Varrei os mares, tufão! E como em noites de Itália,
Quem são estes desgraçados Ama um canto o pescador,
Que não encontram em vós Bebe a harmonia em teus cantos
Mais que o rir calmo da turba O Gondoleiro do amor.
Que excita a fúria do algoz? Teu sorriso é uma aurora,
Quem são? Se a estrela se cala, Que o horizonte enrubesceu,
Se a vaga à pressa resvala Rosa aberta com o biquinho
Como um cúmplice fugaz, Das aves rubras do céu.
Perante a noite confusa... Nas tempestades da vida
Dize-o tu, severa Musa, Das rajadas no furor,
Musa libérrima, audaz!... Foi-se a noite, tem auroras
São os filhos do deserto, O Gondoleiro do amor.
Onde a terra esposa a luz. Teu seio é vaga dourada
Onde vive em campo aberto Ao tíbio clarão da lua,
A tribo dos homens nus... Que, ao murmúrio das volúpias,
São os guerreiros ousados Arqueja, palpita nua;
Que com os tigres mosqueados Como é doce, em pensamento,
Combatem na solidão. Do teu colo no langor
Ontem simples, fortes, bravos. Vogar, naufragar, perder-se
Hoje míseros escravos, O Gondoleiro do amor!?
Sem luz, sem ar, sem razão. . . Teu amor na treva é - um astro,
São mulheres desgraçadas, No silêncio uma canção,
Como Agar o foi também. É brisa - nas calmarias,
Que sedentas, alquebradas, É abrigo - no tufão;
De longe... bem longe vêm... Por isso eu te amo querida,
Trazendo com tíbios passos, Quer no prazer, quer na dor...
Filhos e algemas nos braços, Rosa! Canto! Sombra! Estrela!
N'alma — lágrimas e fel... Do Gondoleiro do amor.
Como Agar sofrendo tanto, ALVES, Castro. Poesias completas de Castro Alves.
Que nem o leite de pranto
Têm que dar para Ismael.
(...)
a) Na terceira geração, há a presença de um sensualismo por 5. (UNIP) Assinale a característica não-aplicável à poesia
meio de uma descrição de uma mulher real, concreta, com romântica:
características típicas da mulher. Além disso, o amor é a) artista goza de liberdade na metrificação e na distribuição
expresso de forma real, concreto e possível de ser vivido e rítmica.
realizado. b) importante é o culto da forma, a arte pela arte.
c) a poesia é primordialmente pessoal, intimista e amorosa.
b) a visão dos românticos era impregnada de um olhar d) enfatiza-se a auto-expressão, o subjetivismo, o
pessoal sobre a realidade, que era descrita de forma individualismo.
idealizada. Isso também se aplicava à pátria. O sentimento e) a linguagem do poeta é a mesma do povo: simples,
nacionalista de um país recém-independente era expresso de espontânea.
forma exagerada, uma vez que eram exaltados apenas os
aspectos positivos da pátria. 6. (UFV) Assinale a alternativa falsa:
c) o pessimismo presente no poema era conhecido como
“mal do século”, no qual o artista achava impossível realizar a) Romantismo, como estilo, não é modelado pela
seus desejos. Há a presença de tédio, morbidez, sofrimento, individualidade do autor; a forma predomina sempre sobre
pessimismo, negativismo, satanismo, masoquismo, cinismo e o conteúdo.
autodestruição. b) Romantismo é um movimento de expressão universal,
inspirado nos modelos medievais e unificado pela
4. prevalência de características comuns a todos os escritores
Navio Negreiro da época.
c) Romantismo, como estilo de época, consistiu
Castro Alves
basicamente num fenômeno estético-literário desenvolvido
Era um sonho dantesco... O tombadilho
em oposição ao intelectualismo e à tradição racionalista e
Que das luzernas avermelha o brilho,
clássica do século XVIII.
Em sangue a se banhar.
d) Romantismo, ou melhor, o espírito romântico, pode ser
Tinir de ferros... estalar do açoite...
sintetizado numa única qualidade: a imaginação. Pode-se
Legiões de homens negros como a noite,
creditar à imaginação a capacidade extraordinária dos
Horrendos a dançar...
românticos de criarem mundos imaginários.
Negras mulheres, suspendendo às tetas
e) Romantismo caracterizou-se por um complexo de
Magras crianças, cujas bocas pretas
características, como o subjetivismo, o ilogismo, o senso de
Rega o sangue das mães:
mistério, o exagero, o culto da natureza e o escapismo.
Outras, moças... mas nuas, espantadas,
No turbilhão de espectros arrastadas,
07. (FEI-SP) Assinale o item que contém somente
Em ânsia e mágoas vãs.
características românticas:
Presa nos elos de uma só cadeia,
a) Subjetivismo, bucolismo, sentimentalismo.
A multidão faminta cambaleia,
b) subjetivismo, nacionalismo, pastoralismo.
E chora e dança ali!
c) Culto à natureza, nacionalismo, culto ao contraste.
Um de raiva delira, outro enlouquece...
d) Conceitismo, liberdade de formas, cultismo.
Outro, que de martírios embrutece,
e) Nacionalismo, culto à natureza, liberdade de
Cantando, geme e ri!
formas.
No entanto o capitão manda a manobra
E após, fitando o céu que se desdobra
15. (FMABC-SP) Assinale a alternativa em que se encontram
Tão puro sobre o mar,
três características do movimento literário ao qual se dá o
Diz do fumo entre os densos nevoeiros:
nome de Romantismo:
"Vibrai rijo o chicote, marinheiros!
Fazei-os mais dançar!..."
a) predomínio da razão, perfeição da forma, imitação dos
Com base no poema apresentado acima, assinale a opção antigos gregos e romanos
correta. b) reação anticlássica, busca de temas nacionais,
sentimentalismo e imaginação
a) O estilo, a seleção lexical e a sintaxe do poema prenunciam c) anseio de liberdade criadora, busca de verdades absolutas
características do modernismo literário. e universais, arte pela arte
b) Por focalizar um problema social, o poema é d) desejo de expressar a realidade objetiva, visão
predominantemente dissertativo. materialista do universo
e) preferência por temas medievais, rebuscamento de
c) Da temática do poema permite-se concluir que se trata de conteúdo e de forma, tentativa de expressar a realidade
um exemplo de poesia condoreira, em que a emoção é inconsciente.
utilizada para reforçar a denúncia que se pretende
empreender.
d) O esquema de rimas apresentado no poema pode ser
representado por AABBCC.