Você está na página 1de 7

(IV Exame Unificado OAB) Com relação ao contrato de aprendizagem, assinale a alternativa correta.

O aprendiz é um trabalhador que não tem vínculo de emprego reconhecido pela CLT e, por isso, a duração do
trabalho pode exceder de quatro horas diárias, nos termos do ajuste entre contratante e contratado.
É um contrato especial de trabalho que pode ser ajustado de forma expressa ou tácita.
. É um contrato por prazo determinado cuja duração jamais poderá ser superior a dois anos.
Salvo condição mais favorável, ao menor aprendiz deve ser assegurado o salário mínimo hora.
A duração do trabalho do aprendiz não pode exceder de quatro horas diárias, sendo vedada a prorrogação e a
compensação de jornada.

2a Questão (Ref.:201705323353) Pontos: 0,1 / 0,1

Os princípios estão situados no ordenamento jurídico cumprindo uma função integrativa de lacunas, partindo das leis
para atingir as regras gerais que delas derivam. Com base nessa premissa, assinale a alternativa correta.

O princípio da vedação à redução Salarial não sofre qualquer tipo de mitigação, não podendo Acordo Coletivo
de Trabalho ou Convenção Coletiva de Trabalho dispor sobre redução salarial.
Em relação ao princípio da aplicação da norma mais favorável, a Teoria do Conglobamento defende que através
da comparação das diversas regras sobre cada instituto ou matéria, respeitando-se o critério da especialização,
deve ser buscada a norma mais favorável ao caso.
O princípio da proteção, que busca conferir ao trabalhador uma equidade processual, subdivide-se em 3 (três)
outros princípios: in dubio pro societa, da aplicação da norma mais favorável e da condição mais benéfica.
O princípio da inalterabilidade contratual veda a possibilidade de alterações no contrato de trabalho, lesivas ou
benéficas ao trabalhador.
Segundo o princípio da primazia da realidade no Direito do Trabalho, predomina a verdade real em face da
verdade formal, ou seja, predomina a verdade da forma em face da verdade dos fatos.

3a Questão (Ref.:201705326224) Pontos: 0,0 / 0,1

(FCC-2018) No Direito do Trabalho, as sentenças normativas da Justiça do Trabalho, os costumes e a Convenção


Coletiva de Trabalho são classificados, respectivamente, como fontes:

material autônoma, formal heterônima e formal autônoma.


material heterônima, formal autônoma e material heterônima.
formal autônoma, material heterônima e formal autônoma.
formal heterônima, formal autônoma e formal autônoma.
formal autônoma, material heterônima e material heterônima

4a Questão (Ref.:201705275209) Pontos: 0,1 / 0,1

Invocando a regra da condição mais benéfica ao empregado, que se insere no princípio da proteção peculiar ao Direito
do Trabalho, é correto afirmar:

Havendo dúvida quanto ao alcance da norma tutelar, julga-se a favor do empregado.


As condições estabelecidas em convenção coletiva de trabalho, quando mais favoráveis, prevalecem sobre as
estipuladas em acordo.
A supressão de direitos trabalhistas instituídos por regulamento de empresa só alcança os empregados
admitidos posteriormente.
As normas legais não prevalecem diante de normas instituídas por convenção ou acordo coletivo, por terem
estas destinação mais específica.
Havendo conflito entre duas normas jurídicas, prevalece a mais favorável ao empregado.
5a Questão (Ref.:201705321324) Pontos: 0,0 / 0,1

(FCC 2017) Analise as assertivas abaixo expostas:

I - As Convenções da Organização Internacional do Trabalho ratificadas pelo Brasil são fontes formais heterônomas do
Direito do Trabalho. Mesmo quando não ratificadas internamente, podem se enquadrar como fontes materiais do
Direito do Trabalho.

II - O critério hierárquico de normas jurídicas no Direito do Trabalho brasileiro é informado, de maneira geral, pelo
princípio da norma mais favorável, harmonizado pela teoria do conglobamento.

III - Na qualidade de fonte normativa autônoma do Direito do Trabalho, a sentença normativa somente pode ser
prolatada, pelos Tribunais do Trabalho, em processos de dissídio coletivo de natureza econômica em que tenha havido
comum acordo entre as partes relativamente ao ajuizamento da respectiva ação coletiva.

IV - A doutrina jurídica e a equidade, por força da especificidade do Direito do Trabalho, consubstanciam fonte formal
desse campo jurídico, submetendo-se, naturalmente, ao princípio justrabalhista da norma mais favorável.

Assinale a alternativa CORRETA:

Apenas as assertivas I e IV estão corretas.


Nenhuma das opções esta correta
Apenas as assertivas II, III e IV estão corretas.
Apenas as assertivas I e II estão corretas.
Apenas as assertivas I, II e III estão corretas.

(CESPE 2018) Acerca dos grupos econômicos e da sucessão de empregadores, julgue os itens a seguir, considerando
a reforma trabalhista de 2017.

I Uma vez caracterizada a sucessão trabalhista, apenas a empresa sucessora responderá pelos débitos de natureza
trabalhista, podendo-se acionar a empresa sucedida somente se comprovada fraude na operação societária que
transferiu as atividades e os contratos de trabalho.

II Para a justiça do trabalho, a mera identidade de sócios é suficiente para configurar a existência de um grupo
econômico.

III Configurado o grupo econômico, as empresas responderão subsidiariamente pelas obrigações decorrentes das
relações de emprego.

Assinale a opção correta.

Apenas o item I está certo.


Todos os itens estão certos.
Apenas os itens I e II estão certos.
Apenas o item III está certo.
Apenas os itens II e III estão certos.
2a Questão (Ref.:201705320851) Pontos: 0,1 / 0,1

(FCC 2018) Sobre grupo econômico e implicações no contrato de trabalho, considere:

I. As empresas que integram um grupo econômico respondem solidariamente pelas obrigações decorrentes da relação
de emprego, quando, mesmo guardando cada uma delas personalidade jurídica própria, estiverem sob a direção,
controle ou administração de outra, exceto se possuírem cada uma sua autonomia.

II. Para a configuração do grupo econômico, é necessário que haja identidade de sócios, independentemente da
demonstração de interesse integrado, comunhão de interesses e a atuação conjunta das empresas dele integrantes.

III. O sócio retirante responde subsidiariamente pelas obrigações trabalhistas da sociedade relativas ao período em
que figurou como sócio, somente em ações ajuizadas até dois anos depois de averbada a modificação do contrato,
observada a ordem de preferência.

IV. O sócio retirante responderá subsidiariamente com os demais quando ficar comprovada fraude na alteração
societária decorrente da modificação do contrato.

Está correto o que consta de

I e IV, apenas.
I, II, III e IV.
II, apenas.
I e III, apenas.
III, apenas.

3a Questão (Ref.:201705308422) Pontos: 0,1 / 0,1

Sobre o trabalho rural, à luz da legislação vigente, assinale a alternativa correta:

E empregado rural a pessoa física que presta serviços em área rural, ainda que destinada exclusivamente ao
descanso e entretenimento do empregador e de sua família.
O produtor rural pessoa física poderá realizar contratação de trabalhador rural por pequeno prazo para o
exercício de atividades de natureza temporária. A contratação de trabalhador rural por pequeno prazo que,
dentro do período de 1 (um) ano, superar 2 (dois) meses fica convertida em contrato de trabalho por prazo
indeterminado, observando-se os termos da legislação aplicável.
Durante o prazo do aviso prévio, se a rescisão tiver sido promovida pelo empregador, o horário normal do
empregado rural será reduzido de 2 (duas) horas diárias, sem prejuízo do salário integral, ou por 7 (sete) dias
corridos, caso opte por trabalhar a jornada integral.
Salvo as hipóteses de autorização legal ou decisão judiciária, poderá ser descontada do empregado rural,
calculada sobre o salário mínimo, até o limite de 30% (trinta por cento) pela ocupação da morada; rescindido
ou findo o contrato de trabalho, o empregado será obrigado a desocupar a casa de imediato.
Considera-se trabalho noturno o executado entre as vinte e duas horas de um dia e às cinco horas do dia
seguinte, na lavoura, e entre as vinte e três horas de um dia e às seis horas do dia seguinte, na atividade
pecuária.

4a Questão (Ref.:201705324051) Pontos: 0,0 / 0,1

Acerca do contrato de trabalho marque a opção correta:

I - Não há limite de idade para o aprendiz portador de deficiência.


II - O teletrabalhador esta sujeito a controle de frequência.

III - Os contratos de trabalho verbais pressumem-se por prazo indeterminado.

São corretas:

Todas estão corretas


I e II
I e III
Todas estão incorretas
II e III

5a Questão (Ref.:201705317480) Pontos: 0,1 / 0,1

Conforme previsão da Consolidação das Leis do Trabalho, em relação aos sujeitos do


contrato de trabalho, é INCORRETO afirmar que:

as instituições de beneficência e os profissionais liberais que admitirem


trabalhadores como emprega- dos equiparam se ao empregador.
o tempo em que o empregado estiver à
disposição do empregador, aguardando ordens de serviço, considera-se como de serviço
efetivo, salvo disposição especial expressamente consignada.
não haverá distinções relativas à espécie de
emprego e à condição de trabalhador, exceto
quanto ao trabalho intelectual, técnico e manual, em razão das suas peculiaridades.
não se distingue entre o trabalho realizado no
estabelecimento do empregador, o executado no
domicílio do empregado e o realizado a distância,
desde que estejam caracterizados os pressupostos da relação de emprego.
Será considerado empregado aquele que presta serviços de forma pessoal e natureza
não eventual, mediante retribuição pecuniária e sob a dependência do empregador.

1a Questão (Ref.:201705320497) Pontos: 0,1 / 0,1


Com base nas previsões legais da CLT acerca do contrato individual do trabalho, assinale a alternativa correta.

Para fins de contratação, o empregador não exigirá, do candidato a emprego, comprovação de experiência
prévia por tempo superior a nove meses no mesmo tipo de atividade.
Contrato individual de trabalho é o acordo que sempre deve ser feito de forma expressa, em razão da
especificidade do contrato, correspondente à relação de emprego.
O contrato de experiência, que não poderá exceder a 60 dias, é uma das possibilidades apresentadas pela lei
para os contratos por prazo determinado.
A mudança na propriedade ou na estrutura jurídica da empresa não afetará os contratos de trabalho dos
respectivos empregados.
Os direitos oriundos da existência do contato de trabalho deixarão de existir em caso de falência, concordata
ou dissolução da empresa.

2a Questão (Ref.:201705303451) Pontos: 0,1 / 0,1

(Câmara de Feira de Santana/BA ¿ 2018 ¿ Procurador Jurídico Adjunto) Assinale a alternativa


correta sobre qual a figura jurídica que identifica a total paralisação dos efeitos do contrato de
trabalho.
Suspensão
Interrupção
.
Mitigação
Celebração

3a Questão (Ref.:201705320877) Pontos: 0,1 / 0,1

(VUNESP 2018) De acordo com o entendimento exposto pelo Tribunal Superior do Trabalho ¿ TST, o sucessor

responde subsidiariamente por débitos trabalhistas de empresa não adquirida, integrante do mesmo grupo
econômico da empresa sucedida, quando, à época, a empresa devedora direta era solvente ou idônea
economicamente, ressalvada a hipótese de má-fé ou fraude na sucessão.
não responde, solidária ou subsidiariamente, por débitos trabalhistas de empresa não adquirida, integrante do
mesmo grupo econômico da empresa sucedida, quando, à época, a empresa devedora direta era solvente ou
idônea economicamente, ressalvada a hipótese de má-fé ou fraude na sucessão.
responde solidariamente por débitos trabalhistas de empresa não adquirida, integrante do mesmo grupo
econômico da empresa sucedida, quando, à época, a empresa devedora direta era solvente ou idônea
economicamente, ressalvada a hipótese de má-fé ou fraude na sucessão.
não responde solidariamente por débitos trabalhistas de empresa não adquirida, integrante do mesmo grupo
econômico da empresa sucedida, quando, à época, a empresa devedora direta era solvente ou idônea
economicamente, ressalvada a hipótese de má-fé ou fraude na sucessão.
responde subsidiariamente por débitos trabalhistas de empresa não adquirida, integrante do mesmo grupo
econômico da empresa sucedida, quando, à época, a empresa devedora direta era solvente ou idônea
economicamente, independentemente da hipótese de má-fé ou fraude na sucessão.

4a Questão (Ref.:201705313617) Pontos: 0,1 / 0,1

(XX EXAME DE ORDEM UNIFICADO) Após ter sofrido um acidente do trabalho reconhecido pela empresa, que
emitiu a competente CAT, um empregado afastou-se do serviço e passou a receber auxílio-doença acidentário. Sobre a
situação descrita, em relação ao período no qual o empregado recebeu benefício previdenciário, assinale a afirmativa
correta.

Haverá interrupção contratual e a empresa estará dispensada de depositar o FGTS na conta vinculada do
trabalhador.
A situação retrata caso de suspensão contratual e a empresa ficará desobrigada de depositar o FGTS na
conta vinculada do trabalhador.
A situação é tratada pelo direito previdenciário devendo o INSS se manifestar sobre a interrupção do conrato
de trabalho, sob pena de multa para a empresa.
Ter-se-á suspensão contratual e a empresa continuará obrigada a depositar o FGTS na conta
vinculada do trabalhador.
Ocorrerá interrupção contratual e a empresa continua com a obrigação de depositar o FGTS para o
empregado junto à CEF.

5a Questão (Ref.:201705321323) Pontos: 0,1 / 0,1

A legislação sobre a aplicação de leis trabalhistas no espaço e eventual conflito de normas estabelece que

a relação de trabalhadores contratados ou transferidos para prestar serviços no exterior é regida pela lei
brasileira, quando for mais favorável do que a legislação territorial, no conjunto de normas e em relação a cada
matéria.
o Direito do Trabalho brasileiro aplica-se às relações empregatícias que ocorram dentro do espaço interno do
território brasileiro, à exceção da hipótese de técnico estrangeiro domiciliado ou residente no exterior e alocado
para prestação de serviços especializados no Brasil, em caráter provisório, ainda que com estipulação de
pagamento em moeda brasileira.
as relações de trabalho marítimo, em rotas internacionais, são regidas pela lei do pavilhão do navio,
independentemente de limitações impostas pela lei do lugar da execução do contrato ou pela lei do lugar em
que foi celebrado.
a relação de trabalhador contratado no Brasil para prestar serviços no exterior é regida pela lei vigente no país
em que ocorrerá a prestação de serviços, e não pela lei brasileira, salvo na hipótese de contrato para prestação
de serviços de natureza transitória, por período não superior a noventa dias.
a relação de trabalhador contratado no Brasil, mas posteriormente cedido à empresa sediada no estrangeiro
para trabalhar no exterior, ainda que mantido o vínculo com o empregador brasileiro, passa a ser regida pela
lei vigente no país da prestação de serviços, e não mais pela lei brasileira.

1a Questão (Ref.:201705321371) Pontos: 0,1 / 0,1


Os preceitos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) se aplicam, de um modo geral, aos

empregados domésticos.
empregados das empresas públicas.
funcionários públicos civis.
trabalhadores rurais.
servidores de autarquias com regime próprio.

2a Questão (Ref.:201705324060) Pontos: 0,0 / 0,1

Acerca da suspensão e interrupção marque a alternativa correta:

Na greve os contratos de trabalho permanecem suspensos.


O intervalo intrajornada é considerado interrupção do contrato de trabalho.
A redução da jornada no aviso prévio trabalhado é considerado suspensão do contrato de trabalho.
A ausência justificada é causa de suspensão do contrato de trabalho.
As férias são suspensão do contrato de trabalho.

3a Questão (Ref.:201705325248) Pontos: 0,1 / 0,1

Determinada empresa celebrou acordo coletivo de trabalho com o sindicato da categoria profissional, objetivando a
redução do intervalo intrajornada de seus empregados para 30 (trinta) minutos. Diante da situação proposta, assinale
a alternativa correta, considerando a legislação atual.

O acordo coletivo de trabalho é ilegal, mas o empregador ficará obrigado apenas a remunerar o período
remanescente do intervalo não usufruído regularmente.
Não há óbice legal à mencionada redução do intervalo por meio de acordo coletivo de trabalho.
O acordo coletivo de trabalho é ilegal, pois não está em conformidade com o entendimento sumulado do
Supremo Tribunal Federal.
O acordo coletivo de trabalho é legal, mas depende de homologação judicial.
O acordo coletivo de trabalho é ilegal, pois a redução do intervalo depende de autorização do Ministério do
Trabalho e Previdência Social.

4a Questão (Ref.:201705322286) Pontos: 0,1 / 0,1


De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho, à empregada que adotar ou obtiver guarda judicial para fins de
adoção de criança ou adolescente será concedida licença-maternidade

de 120 dias mediante apresentação do termo judicial de guarda à adotante ou guardiã, sendo que a adoção ou
guarda judicial conjunta ensejará a concessão de licença-maternidade a apenas um dos adotantes ou
guardiães empregado ou empregada.
dependendo da idade da criança que poderá variar de 30 a 180 dias, mediante a apresentação do termo
judicial de guarda à adotante ou guardiã, sendo que a adoção ou guarda judicial conjunta ensejará a concessão
de licença-maternidade aos dois adotantes ou guardiães empregado ou empregada.
dependendo da idade da criança que poderá variar de 30 a 180 dias, independentemente da apresentação do
termo judicial de guarda à adotante ou guardiã, sendo que a adoção ou guarda judicial conjunta ensejará a
concessão de licença-maternidade a apenas um dos adotantes ou guardiães empregado ou empregada.
de 120 dias mediante apresentação do termo judicial de guarda à adotante ou guardiã, sendo que a adoção ou
guarda judicial conjunta ensejará a concessão de licença-maternidade aos dois adotantes ou guardiães
empregado ou empregada.
de 180 dias mediante apresentação da Certidão de Nascimento da criança e do termo judicial de guarda à
adotante ou guardiã, sendo que a adoção ou guarda judicial conjunta ensejará a concessão de licença-
maternidade a apenas um dos adotantes ou guardiães empregado ou empregada.

5a Questão (Ref.:201705321359) Pontos: 0,1 / 0,1

Em relação à formação histórica do Direito do Trabalho, considere:

I. Nas formações socioeconômicas centrais, como no caso da Europa Ocidental, a legislação trabalhista, desde seu
nascedouro, cumpriu a importante missão de generalizar ao conjunto do mercado de trabalho aquelas condutas e
direitos alcançados pelos trabalhadores nos segmentos mais avançados da economia, impondo, a partir desse modelo,
condições mais modernas, ágeis e civilizadas de gestão de força de trabalho.

II. O Direito do Trabalho deve ser considerado produto cultural do século XIX e das transformações e condições
sociais, econômicas e políticas que colocam a relação de trabalho subordinada como núcleo do processo produtivo
característico daquela sociedade e que tornaram possível o aparecimento deste ramo novo da ciência jurídica, com
características próprias e autonomia doutrinária.

III. A doutrina clássica informa que o surgimento do Direito do Trabalho no Brasil se deu apenas por influências
exógenas, a saber: as transformações que ocorreram na Europa, ocasionando a crescente elaboração legislativa de
proteção ao trabalhador e o compromisso assumido pelo Brasil em ingressar na Organização Internacional do
Trabalho, criada em 1919. Neste contexto, o Código Civil de 1916 não apresentou nenhum instituto que tenha servido
de supedâneo para elaboração do Direito do Trabalho pátrio.

IV. A Constituição Federal de 1988 inovou ao trazer princípios básicos de organização sindical que não estavam
presentes nas Cartas Magnas de 1937 e 1967, como a unicidade sindical compulsória por categoria profissional ou
econômica e a contribuição sindical obrigatória às empresas e aos trabalhadores.

Está correto o que se afirma APENAS em

III e IV.
I e II
I
II e IV
III