Você está na página 1de 90

Capítulo 21 Teoria Cinética dos Gases

Hallyday Resnick 3 a Edição

Exercícios e Problemas

Hallyday Resnick 3 a Edição Exercícios e Problemas Moléculas de ar estão continuamente atingindo esta

Moléculas de ar estão continuamente atingindo esta página. Estas “bolas de tênis moleculares” são tão pequenas que seria preciso cerca de 10 13 delas para cobrir o ponto final desta sentença. Existem tantas e são tão rápidas que ocorrem cerca de 10 24 colisões nesta área minúscula a cada segundo. É desta maneira que explicamos a pressão atmosférica.

24E. (19-18/8 a edição) Calcule a velocidade média quadrática dos átomos de hélio a 1.000 K. A massa molar do hélio é 4,00 g/mol.

Dados:

M = 4x10 -3 kg/mol

Tabela 21-1

R = 8,31 j/mol.K T = 1.000K 3 RT  V rms M  J
R
= 8,31 j/mol.K
T
= 1.000K
3 RT
V rms
M
J
3 8,31
1.000 K
mol . K
V rms
kg
 3
4 x 10
mol

V rms

V rms

V

rms

V rms

24930

j

mol

4 x 10

3

kg

mol

24930 x 10

3 j mol

4 mol kg

j mol 4 x 10  3 kg mol 24930 x 10 3 j mol 4
j mol 4 x 10  3 kg mol 24930 x 10 3 j mol 4

j

6232500

 

kg

6232500

Nm .

kg

V

rms

V rms

V rms

V

rms

V

rms

V

rms

6232500

kgm

s

2

m

kg

6232500V rms V rms V rms V rms    6232500 kgm s 2 m

2

kgm 1

s

2

kg

6232500rms    6232500 kgm s 2 m kg 6232500 2 kgm 1 s 2

2

m

s

2

2496,497547

2,49 10

2,5 10

/

m s

3

m / s

x

3

m / s

x

25E. (19-19/8 a edição) A menor temperatura possível no espaço sideral é de 2,7 K. Qual é a velocidade média quadrática das moléculas de hidrogênio nesta temperatura? (Use a Tabela 21-1)

Dados:

M = 2,02x10 -3 kg/mol

Tabela 21-1

R = 8,31 j/mol.K T = 2,7K 3 RT  V rms M  J
R
= 8,31 j/mol.K
T
= 2,7K
3 RT
V rms
M
J
3 8,31
 
2,7
K
mol . K
V rms
kg
3
2,02 x 10
mol

V rms

V

rms

V rms

V rms

67,311

j

mol

2,02 x 10

3

kg

mol

67,311 x 10

3 j mol

2,02

mol kg

33322,277232,02 x 10  3 kg mol 67,311 x 10 3 j mol 2,02 mol kg

j

kg

33322,277233 kg mol 67,311 x 10 3 j mol 2,02 mol kg 33322,27723 j kg Nm

Nm .

kg

V

rms

V

rms

V

rms

V

rms

V

rms

33322,27723Nm . kg V rms V rms V rms V rms V rms   

kgm

s

2

m

kg

33322,27723V rms V rms V rms V rms    33322,27723 kgm s 2 m

2

kgm 1

s

2

kg

33322,27723rms V rms    33322,27723 kgm s 2 m kg 33322,27723 2 kgm 1

m

2

s

2

182,5439049

182,5

/

m s

/

m s

26P. (19-20/8 a edição) Encontre a velocidade média rms dos átomos de argônio a 313K. A massa molar do argônio é 39,9 g/mol.

Dados:

M = 39,9x10 -3 kg/mol

R = 8,31 j/mol.K T = 313K 3 RT  V rms M  J
R
= 8,31 j/mol.K
T
= 313K
3 RT
V rms
M
J
3 8,31
  313 K
mol . K
V rms
kg
 3
39,9 x 10
mol
j
7803,09
mol
V rms
kg
 3
39,9 x 10
mol

V

rms

V rms

V rms

7803,09 x 10

3 j mol

39,9

mol kg

 

j

195566,1654

kg

195566,1654x 10 3 j mol 39,9 mol kg   j 195566,1654 kg Nm . kg V

Nm .

kg

V

rms

V

rms

V

rms

V

rms

V

rms

195566,1654kg 195566,1654 Nm . kg V rms V rms V rms V rms V rms 

kgm

s

2

m

kg

195566,1654rms V rms V rms V rms V rms  195566,1654 kgm s 2 m kg

2

kgm 1

s

2

kg

195566,1654V rms V rms  195566,1654 kgm s 2 m kg  195566,1654 2 kgm 1

/

m s

m

2

s

/

2

442,2286348

442

m s

*27P. (19-22/8 a edição) Considere o Sol como uma gigantesca bola de gás ideal à alta temperatura. A pressão e a temperatura na atmosfera solar são 0,0300 Pa e 2,00 x 10 6 K, respectivamente. Calcule a velocidade rms dos elétrons livre (massa = 9,11 x 10 -31 kg) na atmosfera solar.

Dados:

P = 0,03Pa T = 2x10 6 K m = 9,11x10 -3 kg k =
P
= 0,03Pa
T
= 2x10 6 K
m
= 9,11x10 -3 kg
k = 1,38x10 -23 j/K
3 RT
V rms
M
3 kN T
A
V rms
mN
A
3 RT  V rms M 3 kN T   A  V rms mN

V

rms

V

rms

V rms M 3 kN T   A  V rms mN A V rms

9,088913282 10

x

/

m s

13

m

2

/

s

2

9533579,224

V rms

V rms

V rms

V rms

3 kT  9,53 10 x V rms m  j   23 
3 kT
 9,53 10
x
V rms
m
j 
 23
6
3
1,38 10
x
2 x 10 K
K
 31
9,11 x 10
kg
 17
8,28 x 10
j
 31
9,11 x 10
kg
 17
31
8,28 10
x
x Nm
10
.
9,11 kg

6

m / s

28P. (19-21/8 a edição) (a) Encontre a velocidade média quadrática de uma molécula de nitrogênio a 20°C. (b) A que temperatura a velocidade média quadrática será a metade e o dobro desse valor?

Dados:

a) V rms = ?

M N2 = 28x10 -3 kg/mol T = 20 0 C + 273 = 293K b) T = ?

a)

V rms

V rms

V rms

V rms

V rms

V rms

3 RT M
3 RT
M

3 8,31

J

mol . K

  293 K

28 x 10

3

kg

mol

7304,49

j

mol

28 x 10

3

kg

mol

7304,49 x 10

3

j mol

28 mol kg

260874,642928 x 10  3 kg mol 7304,49 x 10 3 j mol 28 mol kg

j

kg

260874,64293 kg mol 7304,49 x 10 3 j mol 28 mol kg 260874,6429 j kg Nm

Nm .

kg

V rms

V rms

V rms

V rms

V rms

260874,6429Nm . kg V rms V rms V rms V rms V rms   

kgm

s

2

m

kg

260874,6429V rms V rms V rms    260874,6429 kgm s 2 m kg 2

2

kgm 1

s

2 kg

260874,6429rms V rms    260874,6429 kgm s 2 m kg 260874,6429 2 kgm 1

m

2

s

2

510,7588892

511

/

m s

/

m s

b)

 V rms   T  2 3 RT  T  V 2
V rms
T 
2
3
RT
T
 V
2
2 V 
rms
rms
M
V
3 RT
2
rms
  
3
RT
2
M
2
2
V
 
rms
M
2
2
  
3
RT
rms
  V
3 RT
M
2
 2
4 V 
rms
M
2
V
3 RT
2
rms
3
RT M V
4
rms
4 M
2
4
MV
2
12 RT MV
rms
T
rms
3 R
2
MV
rms
T 
2
kg 
m 
12 R
3
4.28 10
x
511
mol
s
2
kg 
m 
T
3
28
x 10
511
j
mol
s
3 8,31
T 
mol . K
j
12 8,31
2
mol . K
kg
m
 3
112 10
x
.261121
2
2
mol
s
kg
m
T
3
28
x 10
.261121
j
2
mol
s
24,93
T 
mol . K
j
99,72
kg m m
.
.
mol . K
29245,552
2
kg m m
.
.
mol . s
T
7311,388
j
2
mol . s
T 
24,93
j
99,72
mol . K
Nm .
mol . K
Nm .
29245,552
mol
7311,388
T
j
mol
T
24,93
j
mol . K
99,72
mol . K
j
29245,552
j
mol
7311,388
T
mol
j
T 
24,93
j
mol . K
99,72
mol . K
29245,552
j mol . K
T
7311,388
j mol . K
T
24,93
mol
j
99,72
mol
j
T
1173,106779
K
T 
73,31917369
K
T
900,106779
0 C
T

199,6808263
0 C
T
900
0 C
T
 200
0 C

29E. A que temperatura os átomos do hélio têm a mesma velocidade rms que os do hidrogênio a 20°C?

Dados:

T = ?

V rms(He) = V rms(H2)

T= 20 0 C + 273 = 293K 3 RT  V rms ( H
T= 20 0 C + 273 = 293K
3
RT
V rms ( H
)
2
M
J
3 8,31
  293 K
mol . K
V rms ( H
)
2
kg
 3
2,02 x 10
mol
j
7304,49
mol
V rms ( H
)
2
kg
 3
2,02 x 10
mol
3
7304,49 x 10
j mol
V rms ( H
)
2
2,02
mol kg
j
3616084,158
V rms ( H
)
2
kg
Nm .
3616084,158
V rms ( H
)
2
kg

V

rms ( H )

2

V

rms ( H )

2

V

rms ( H )

2

V

rms ( H )

2

V

rms ( H )

2

3616084,158rms ( H ) 2 V rms ( H ) 2 V rms ( H )

kgm

s

2

m

kg

3616084,158H ) 2 V rms ( H ) 2    3616084,158 kgm s 2

2

kgm 1

s

2

kg

3616084,158( H ) 2    3616084,158 kgm s 2 m kg 3616084,158 2 kgm

2

m

s

2

1901,60042

1902

/

m s

/

m s

3 RT  He  V  rms H  2  M 2 
3 RT
He
V
rms H
2 
M
2
3
RT
2
He
V
rms H
2 
M
3 RT
He
2
 V
rms H
2 
M
2
3 RT
 MV
He
rms H
2 
2
MV
rms H
2 
T 
He
3 R
2
kg  
m 
 3
 
4
x
10
mol
1901,60042
s
T 
He
j
3 8,31
mol . K
kgm . m
14464,33663
2
mol . s
T 
He
j
24,93
mol . K
Nm .
14464,33663
mol
T 
He
j
24,93
mol . K
j
14464,33663
mol
T 
He
j
24,93
mol . K
T
580,1980197
K
He
0
T
307,1980197
C
He
0
T
307
C
He

*30P. (19-24/8 a edição) A densidade de um gás a 273 K e 1,00 x 10 -2 atm, é 1,24 x 10 -5 g/cm 3 . (a) Encontre a velocidade V rms para as moléculas do gás. (b) Ache a massa molar do gás e identifique-o.

Dados:

T

= 273K

P

= 1x10 -2 atm

ρ

= 1,24x10 -5 g/cm 3

a)

b) M = ?

V rms =

PV nRT n

 

n

M

am

M

PV M

am

RT

M

M

am

V

M

am

. V

PV

. V

RT M

RT M

P

M . P RT

M

RT

P

PV

RT

1,24 x 10

1,24 x 10

1,24 10

x

5

5

5

g

cm

3

10

3

kg

10

6

x

10

m

3

3

x

10

0,0124

kg

m

3

6

kg

m

3

a)

V

rms

V rms

V

rms

V rms

3 RT M 3 RT  RT P P 3 RT  RT 3 P
3 RT
M
3 RT
RT
P
P
3 RT
RT
3 P

V rms

V rms

V rms

V

rms

V rms

V rms

V rms

3

  0,0124

kg  

m

j

mol . K

3 1.01 x 10 Pa

8,31

273 K

3

0,0124

kg M

m

3

M

28.131012

1,01 x 10

kg . j

3

3

m mol

N

2

m

  1,01 x 10

28.131012

3 N

m

2


kg j

.

2

m

1,01 10

x

3

3

m mol N

28.131012 x 10

3

1,01

kg j

.

N m mol

.

.

28.131012

3

x 10 kg j

.

1,01

j . mol

kg

mol

g

mol

303

N

m

2

0,0124

kg

m

3

3 303 N m 0,0124 m 2 kg
3
303
N m
0,0124 m
2 kg

M

M

M

M

303 kg m . m  0,0124 s 2 kg 2 m  244354,8387 2
303
kg m
.
m
0,0124
s
2 kg
2
m
244354,8387
2
s
 494,3226059
m s
/
 494
m s
/

27852 ,48713

M 27,85248713

M

28

g mol

/

31P. (19-23/8 a edição) A massa da molécula de hidrogênio é de 3,3 x 10 -24 g. Se 10 23 moléculas de hidrogênio por segundo atingisse 2,0 centímetro quadrados de uma parede, a ângulo de 55° com a normal à parede, com velocidade 1,0 x 10 5 cm/s, qual pressão elas exerceria sobre a parede?

Dados:

m

= 3,3x10 -24 g

3,3x10 -27 kg

N

= 10 23 s -1

A= 2 cm 2

2x10 -4 m 2

V

= 1x10 5 cm/s

1x10 3 m/s

θ = 55 0

2 V = 1x10 5 cm/s 1x10 3 m/s θ = 55 0 2 P 

2

P mV cos

P

A

2

N

A t

mV cos

P

P

P

2

1 x 10

23

s

4

2

m

2 x 10

0,378560448

kg . m

s

2

1

4

m 0,378560448 x 10 N

4

2 x 10

2

2

2

m

P

1892,80224

P x

1,9 10

3 Pa

N

2

m



. 1 10

x

27



kg x

. 1 10

3

/

m s

.cos 55

0

P

P

P

1892,80224

10

5

dyn

10

4

cm

2

18928,0224

dyn cm

/

1,89 10

x dyn cm

/

4

2

2

32P. (19-26/8 a edição) Qual é a energia cinética de translacional média das moléculas de nitrogênio a 1.600 K (a) em joules e (b) em elétron-volts?

a)

K

K

K

K

méd

méd

méd

méd

3

2

KT

3   1,38 10

2

3

2

x

j

23

K

j

2,208 10

x

20

3,321 10

x

20

j

1.600 K

b)

K

K

K

K

méd

méd

méd

méd

3

2

KT

3   8,62

2

3

2

0,20688

eV

x 10

5

K

0,13792 eV

eV

1.600 K

*33P. (a) Determine o valor médio, em elétron-volts, da energia cinética translacional das partículas de um gás ideal a 0,00°C e a 100°C. (b) Qual é a energia cinética translacional por mole de um gás ideal a esta temperatura, em joules?

Dados:

a) K méd = ?

T = 0 0 C + 273K = 273K T = 100 0 C + 273K = 373K

b) K méd = ?

a)

K

méd

K

K

K

K

méd

méd

méd

méd

3

KT

2

3 8,62

x

10

5

eV

K

273 K

3 8,62 10

x

2

5

eV

273

2

0,0352989

0,0353

eV

eV

K

K

K

K

K

méd

méd

méd

méd

méd

3

KT

2

3 8,62

x

10

5

eV

K

373 K

3 8,62 10

x

2

5

eV

373

2

0,0482289

0,0483

eV

eV

b)

K

K

K

K

K

méd

méd

méd

méd

méd

3

KT

2

3

  8,31

j

 

273

K

mol . K

 

2

 

  8,31

j

 

3

mol

273

 

2

j mol

/

j mol

/

3.402,945

3.402

K

K

K

K

K

méd

méd

méd

méd

méd

3

KT

2

3

  8,31

j

 

373

K

mol . K

 

3

2

  j

8,31

mol

373

 

2

j mol

/

j mol

/

4.649,445

4.650

34E. A que temperatura a energia cinética de translação de uma molécula é igual a 1,00 eV?

K

méd

3

2

kT

1 eV

2

eV

3  

2

8,62 x 10

5

3

8,62 x 10

5

eV

K

T

eV

K

T

T

2 eV

3

  8,62 x 10

5

eV

K

T

T

2 eV

2,586 x 10

2

eV

4

2,586 10

x

4

eV

K

K

eV

T

7733,9

K

35E. Uma amostra de oxigênio (O 2 ) a 273 K e l,0 atm é confinada em um recipiente cúbico de aresta 10 cm. Calcule a razão entre (1) a variação na energia potencial gravitacional de uma molécula de oxigênio caindo de uma altura igual à aresta da caixa e (2) sua energia cinética translacional média.

36P. Mostre que a equação do gás ideal (Eq. 21-4) pode ser escrita nas formas alternativas: (a) p = ρRT/M, onde ρ é a densidade de massa do gás e M, a massa molar; (b) PV = NkT, onde N é o número de partículas do gás (átomos ou moléculas).

a)

PV nRT

P

V

P

nRT

V

M

am

V

M

am

nRT

M

am

P

P

nRT .

RT

M am

n

M am

n

M

am

M

M

M am

n

1 n

M M

am

P

RT

1

M

P

RT

M

b)

PV nRT

n

N

N

A

PV

N

N

A

RT

PV NT

R

N

A

PV NTK

PV NKT

37P. (19-27/8 a edição) Uma amostra de água com a superfície aberta à atmosfera a 32,0°C, evapora devido ao escape das moléculas através de sua superfície. O calor de vaporização (539 cal/g) é aproximadamente igual εn, onde ε é a energia média das moléculas que escapam e n o número de moléculas por grama, (a) Encontre ε. (b) Qual é a razão de ε e a energia cinética média das moléculas da água, supondo que a energia cinética se relacione com a temperatura do mesmo modo que para os gases.

Dados:

T = 32 0 C + 273 = 305K

L V = 539 col/g

L V = εn

a) ε = ?

b) R = ε/K méd

38P. A lei de Avogadro afirma que, sob as mesmas condições de temperatura e pressão, volumes iguais de diferentes gases contêm o mesmo número de moléculas. Esta lei é equivalente à lei dos gases ideais?

Lei de Avogadro é relacionada ao comportamento dos gases ideais segundo a qual um aumento do número de partículas implica no aumento do número de colisões e um igual número de partículas para gases diferentes implica em um igual número de colisões

Elas não são equivalentes.

A lei de Avogadro diz como a pressão, volume e temperatura

são relacionados, por isso você não pode usá-lo, por exemplo, para calcular a variação de volume quando a pressão aumenta

a temperatura constante. A lei dos gás ideal, no entanto,

implica a lei de Avogadro. Onde N = nNA (PV / RT) NA = pV / KT, onde K = R / NA foi utilizado. Se os dois gases têm o mesmo volume, o mesmo pressão, e à mesma temperatura, então pV / kt é o mesmo para eles. Isto implica que N é também o mesmo.

*39E. (19-28/8 a edição) O livre caminho médio das moléculas de nitrogênio a 0,0°C e 1,0 atm é 0,80 x 10 -5 cm. Nesta temperatura e pressão existem 2,7 x 10 19 moléculas por cm 3 . Qual é o diâmetro molecular?

Dados:

T

= 0,0 0 C + 273 = 273K

P

= 1atm = 1,01x10 5 Pa

λ

= 0,8x10 -5 cm

N/V = 2,7x10 19 moléculas/cm 3

1   2 2  d N V  /  1 2 d
1
2
2
d N V
/
1
2
d 
2

N / V
1
d
2

N / V
1
d
moléculas 
 5
19
2
0,8 10
x
cm
2,7 10
x
3
cm
1
d
moléculas
14
9,596627146 x 10
2
cm
 14
1 x 10
2
d
cm
9,596627146
1
cm
10
 15
2
d
1,042032773 10
x
cm
 8
3,23 x 10
8
d
3,228053242 10
x
cm
x 
0,323
d
0,323
nm

7 nm

cm

nm

xnm

40E. (19-29/8 a edição) A 2.500 km acima da superfície da Terra, a densidade da atmosfera é cerca de l molécula/cm 3 . (a) Qual o valor do livre caminho médio previsto pela Eq. 24? (b) Qual o seu significado sob estas condições? Suponha que o diâmetro molecular seja de 2,0 x 10 -8 cm.

Dados:

h = 2.500km

N/V = 1molécula/cm 3 = 10 6 moléculas/m 3 a) λ = ?

d = 2x10 -8 cm = 2x10 -10 m

a)

1

2 2  d N V  / 
2
2
d N V
/

1

2
2

2

 

10

10

2

10

6

x

 

m

 

m

3

 

1

 
 

20

2

 

6

molécula

2
2

4

x

10

m

.10

molécula

m

3

1

1,777153175 x 10

1 x 10

13

m

13

m

1,777153175

5,6266976977 x 10 m

12

9

5,63 x 10 km

b) O valor do livre caminha médio perde o significado usual porque para esta altitude a densidade de N partículas é tão pequena que a teoria cinética não pode mais ser aplicada.

*41E. Qual é o livre caminho médio para 15 esferas em um saco que

é

sacudido vigorosamente? Considere o volume do saco igual a 1,0 L

e

o

diâmetro das esferas como sendo 1,0 cm.

Dados:

N = 15 V = 1L = 1x10 -3 m 3 d = 1cm =
N
= 15
V
= 1L = 1x10 -3 m 3
d
= 1cm = 1x10 -2 m
1
2
2
dN V
/

1

3 15 x 10  2  2  2  1 x 10 m
3
15 x 10
2
 2
2
1 x 10
m
3
m
1
m
 4
3
2
.10
.15 x 10

1

6,6642324407

0,150052719 m

0,15 m

15

cm

m

N

V

N

V

15

1 10

x

3

m

15 10

x

3

3

m

3

42E. Deduza uma expressão, em termos de N/V, v e d, para a freqüência de colisões de uma molécula ou um átomo em um gás.

v f

f

f

v

v

1

2
2

d N V

/

2

2 2  d  N / V  f  v 1 2 f
2
2
d
N / V
f
 v
1
2
f 
2
d N Vv
/

f 2

1

2

2

N Vdv

/

1

2

f 2

Nd v

2

43P. (19-31/8 a edição) Num certo acelerador de partículas, os prótons percorrem um caminho circular de diâmetro igual a 23 m numa câmara, cuja pressão é de 10 -6 mm Hg e temperatura de 295 K. (a) Calcule o número de moléculas de gás por metro cúbico nesta pressão, (b) Qual é o livre caminho médio das moléculas do gás nestas condições se o diâmetro molecular é 2,0 x 10 -8 cm?

Dados:

D = 23m P= 1x10 -6 mmHg

T = 295k

a) N/V = ?

b) λ = ?

d = 2x10 -8 cm = 2x10 -10 m

a)

PV

N

V

N

V

N

V

N

V

N

V

N

V

NKT

P

b)

KT

1,333 10

x

4

Pa

1,38 10

1,333 10

x

x

23

4

j

K

N

295 K

m

2

4,071 10

x

21

1,333 10

x

4

x

j

10

21

4,071

3,274379759 x 10

3,27 10

x

N

1

2

m j

16

N 1

2

m Nm

16 moléculas

m

3

P x

1

1 10

6

mmHg

1333

Pa

cmHg

 6  1 P  x 1 10 x cmHg 10  7 P
6
1
P
 x
1
10
x cmHg
10
7
P
 x
1
10
cmHg
7
P
 x
1
10
1333
Pa
4
P 
1,333 10
x
Pa
1
2
2
d N V
/

1

 2 x 10 1

2

x

10

1

10

m

2

3,27

5,811290883 x 10

3

m

1 x 10

3

m

5,811290883

x

10

16

moléculas

3

m

172,0788066 m

172

m

44P. (19-30/8 a edição) Em que freqüência o comprimento de onda do som no ar será igual ao livre caminho médio do oxigênio a l,0 atm e a

0°C? Considere o diâmetro da molécula de oxigênio igual a 3,0 x 10 -8

cm.

2 f  2  d N Vv  /   nN  2
2
f
2
d N Vv
/
 nN 
2
A
f
2
d 
v
V
2
f
2
dN   n   v
A
V
PV nRT
n
P
V RT
2
f
2
dN   P 
v
A
RT
10 m

2
f
2
3 10
x
6,02 10
x

Dados:

f = ?

P

= 1 atm = 1,01x10 5 Pa

T

= 0 0 C + 273 = 273K

d

= 3x10 -8 cm = 3x10 -10 m

v

= 331m/s

23

1

mol

5

1,01 x 10 Pa

8,31

j

mol . K

273

K

331

m

s

f

f

f

f

 

3


1,01 x 10

5 N

 

79676796,61

 

m

 

m

2

79676796,61

s mol

.

m

3

2268,63

1,01 10

x

5

mol

j

N mol

s

s

1

s

79676796,61

. mol

3

2268,63 m

2

Nm

m

. mol

44,52026113

mol

3

m

3547231791

 

f

3,5 10

x Hz

9

45P. (a) Qual é o volume molar (o volume por mol) de um gás ideal nas condições normais (0°C, 1,0 atm)? (b) Calcule a razão da velocidade quadrática média dos átomos de hélio em relação à dos de neônio nestas condições. (c) Qual seria o livre caminho médio dos átomos de hélio nestas condições? Suponha o diâmetro atômico d como sendo 1,0 x 10 -8 cm. (d) Qual seria o livre caminho médio dos átomos de neônio nestas condições? Admita o mesmo diâmetro atômico do hélio, (e) Comente os resultados dos itens (c) e (d), levando em conta o fato de os átomos de hélio se deslocarem mais rapidamente que os átomos de neônio

46P. O livre caminho médio λ das moléculas de um gás pode ser determinado a partir de certas medidas (por exemplo, a partir de medidas da viscosidade do gás). A 20°C e à pressão 75 cm de Hg. tais medidas forneceram para o argônio λ Ar = 9,9 x 10 -6 cm e para o nitrogênio λ N2 = 27,5 x 10 -6 cm. (a) Calcule a razão entre o diâmetro efetivo das moléculas de argônio e de nitrogênio. (b) Qual o livre caminho médio para o argônio a 20°C e 15 cm de Hg? (c) Qual o livre caminho médio para o argônio a -40°C e 75 cm de Hg?

Dados:

T 1 = 20 0 C P 1 = 75cmHg λ Ar = 9,9x10 -6 cm

λ N2 = 27,5x10 -6 cm a) λ Ar / λ N2 =?

b) λ = ? T 2 = 20 0 C P 2 = 15cmHg

c) λ = ? T 2 = -40 0 C P 2 = 75cmHg

a)

1 2  2  d  N V /  Ar Ar  
1
2
2
d
N V
/
Ar
Ar
1
N
2
2
2
d
N V
/
N
2
2
1
2
d
N V
/
N
Ar
2
2
2
d N V
/
1
N
Ar
2
2
d
N
Ar
2
2
d
N
Ar
2
2
 d 
N
Ar
 
2
d
N
Ar 
2
d
N
2
Ar
d
Ar
N
2
d  6   27,5 10 x cm N  2   
d
6
27,5 10
x
cm
N
2
6
d
9,9 10
x
cm
Ar
 d  27,5 N  2     d 9,9  
d
27,5
N
2
d
9,9
Ar
d
N
2
 1,666666667
d
Ar 
d
N
2
 1,7
d
Ar 

b)

1   2 2  d N V  /  PV nRT 
1
2
2
d N V
/
PV nRT
nRT
V 

P

N nN

A

N nN

A

V

N

V

nRT

P

nN

A

P

nRT

N PN

A

V RT 1   PN 2 2  d A RT 1 RT 
V
RT
1
 
PN
2
2
 d
A
RT
1 RT
 
2
2
d PN
A

RT

2

Ar

2 2  dNP A 2 RT 1 2 2  dNP A 1
2
2
dNP
A
2
RT
1
2
2
dNP
A
1

RT

2

Ar

2
2

dNP

A

2

2

2
2

dNP

A

1

2

RT

1

Ar

T

2

T

1

20

15

P

1

P

2

0 C

T


2

273

P cmHg

2

Ar

9,9 10

P

x

1

T

2

6

cm

Ar

T 1 P

2

293 K

293 K 75 cmHg

9,9 x 10

6

cm

293 K 15 cmHg

RT

2
2

d PN

A

2

9,9 x 10

6

cm

R

T

4,95 x 10

2
2

dN P

A

2

5

5

cm