Você está na página 1de 78

AULA

 01    
INTRODUÇÃO À SUINOCULTURA
ORIGEM E EVOLUÇÃO DOS SUÍNOS
APRESENTAÇÃO DO PLANO DE AULA  
 
 
Introdução  à  suinocultura  

Suinocultura  
no  BRASIL  
Introdução  à  suinocultura  

Brasil Europa
8.5 bi km² 10.4 bi km²
Introdução  à  suinocultura  
BRASIL NO MUNDO DA SUINOCULTURA

ü  5º  maior  país  do  mundo  

ü  8º  maior  economia  

ü  1º  la;no-­‐americana  

 
 
 
Introdução  à  suinocultura  

BRASIL NO MUNDO DA SUINOCULTURA

4º maior PRODUTOR MUNDIAL


3,2 milhões toneladas
 
Introdução  à  suinocultura  

BRASIL NO MUNDO DA SUINOCULTURA

ü  Exporta 16 a 18% da produção


ü  600 mil toneladas

ü  4º maior EXPORTADOR


ü  14,5% da carne suína comercializada no mundo
 
 
Introdução  à  suinocultura  

MAPA DE CONCENTRAÇÃO DA SUINOCULTURA

Centro-Oeste 40%
(inclui Sudeste e Nordeste)

Sul 60%
Introdução  à  suinocultura  

MATRIZES INDUSTRIAIS X SUBSISTÊNCIA  


 
Introdução  à  suinocultura  

SUINOCULTURA NO MUNDO

Produção  mundial  (mil  toneladas)  


Introdução  à  suinocultura  
Introdução  à  suinocultura  
Introdução  à  suinocultura  
MUDANÇAS NO SISTEMA DE PRODUÇÃO DE SUÍNOS

     MATADOURO  
MERCADO

INSUMOS  

PORCA  E  
CACHAÇO  
MISTURA      CRIADOR  
DE   DE  
RAÇÃO   PORCO  

ESTERCO   GenéFca  nacional  


Introdução  à  suinocultura  
MUDANÇAS NO SISTEMA DE PRODUÇÃO DE SUÍNOS

   MATADOURO/  
     FRIGORÍFICO   MERCADO

INSUMOS  
MATERIAL  
GENÉTICO  
FÁBRICA   PRODUTOR  
DE   DE
RAÇÃO   PORCO  

DEJETOS  
Introdução  à  suinocultura  
MUDANÇAS NO SISTEMA DE PRODUÇÃO DE SUÍNOS

MATADOURO/  
FRIGORÍFICO   MERCADO  
INSUMOS  E  MATÉRIAS-­‐PRIMAS    

MATERIAL  
GENÉTICO  

FÁBRICA  
PRODUTOR  DE  
DE   SUÍNOS  
RAÇÃO   Entrada  e  maior  
parFcipação  do  Duroc.  
DEJETOS  
Introdução  à  suinocultura  
MUDANÇAS NO SISTEMA DE PRODUÇÃO DE SUÍNOS
INSUMOS  E  MATÉRIAS-­‐PRIMAS    

     FRIGORÍFICO   MERCADO  

T.  CROSS   I.A.

MATERIAL  
GENÉTICO  

Suinocultor  

FÁBRICA  
DE  
RAÇÃO  
DEJETOS  

Large  White.  
Introdução  à  suinocultura  

TIPIFICAÇÃO  DE  CARCAÇAS  

AGROINDÚSTRIA

SUINOCULTOR  
TERMINADOR   UPL   Introdução  de  outras  
CONDOMÍNIOS   raças  e  especialização  do  
melhoramento  genéFco  
Introdução  à  suinocultura  

   

 
                                                                                                                                                           

           AGROINDÚSTRIA  
             INTEGRADORA  
SUINOCULTOR  

UPL

TERMINADOR  
Introdução  à  suinocultura  
MUDANÇAS NO SISTEMA DE PRODUÇÃO DE SUÍNOS

PRODUTOR  DE  SUÍNOS  

UPL – 6 KG

AGROINDUSTRIA    
ESPECIALIZADA  

Empresas  de  GenéFca   TERMINADOR

Sistema  núcleo  filial    


de     CRECHE
melhoramento  genéFco.  
Introdução  à  suinocultura  

SUINOCULTURA ALTAMENTE TECNIFICADA


Introdução  à  suinocultura  

SUINOCULTURA ALTAMENTE TECNIFICADA


Introdução  à  suinocultura  

SUINOCULTURA ALTAMENTE TECNIFICADA


Introdução  à  suinocultura  

SUINOCULTURA ALTAMENTE TECNIFICADA


Introdução  à  suinocultura  

SUINOCULTURA ALTAMENTE TECNIFICADA


Introdução  à  suinocultura  

SUINOCULTURA ALTAMENTE TECNIFICADA


Introdução  à  suinocultura  

SUINOCULTURA ALTAMENTE TECNIFICADA


Introdução  à  suinocultura  

SUINOCULTURA ALTAMENTE TECNIFICADA


Introdução  à  suinocultura  

SUINOCULTURA ALTAMENTE TECNIFICADA


Introdução  à  suinocultura  

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO MEDICO VETERINÁRIO

Ø  Produtividade;

Ø  Baixo Custo;


Introdução  à  suinocultura  

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO MEDICO VETERINÁRIO

Ø  Uniformidade

Ø  Rendimento
Introdução  à  suinocultura  

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO MEDICO VETERINÁRIO

Ø  A d e q u a ç ã o e
eficiência para o
processamento
Introdução  à  suinocultura  

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO MEDICO VETERINÁRIO

Ø A l i m e n t o s e g u r o ,
saudável e saboroso.
Introdução  à  suinocultura  

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO MEDICO VETERINÁRIO

ü  Gerenciamento Administrativo


ü  Formação da equipe;
ü  Definição de metas;

ü  Gerenciamento Técnico.


ü  Treinamento dos setores;
ü  Preparação de marrãs;
ü  Reprodução;
ü  Gestação
ü  Maternidade
Introdução  à  suinocultura  

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO MEDICO VETERINÁRIO

ü  Assessoria técnica;

ü  Nutrição (técnica e comercial);

ü  Genética (técnica e comercial);

ü  Reprodução (técnica e comercial);


Introdução  à  suinocultura  

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO MEDICO VETERINÁRIO

ü  Laboratório de diagnóstico;

ü  Laboratório farmacêutico (técnica e comercial);

ü  Sanitarista;

ü  Inspeção e tecnologia da carne suína;

ü  Ensino e pesquisa;


ORIGEM E EVOLUÇÃO DOS SUÍNOS
Origem  e  evolução  dos  suínos  

HISTÓRIA MUNDIAL

ü  Origem do suíno moderno foi do Javali;


ü  Javali Asiatico: Sus Vittatus
ü  Javali Indiano: Sus Cristatus
ü  Javali Europeu: Sus scrofa

30% 70%
ü  Suínos selvagens e javalis
ü Anterior mais desenvolvido (defesa e ataque)
 
 
 
 
Origem  e  evolução  dos  suínos  
EVOLUÇÃO DAS RAÇAS DE SUÍNOS
 
Domesticação (2000 a.C. – chineses)

ü  Menor necessidade de defesa;

ü  Alimento disponível sem esforço;

ü  Seleção de animais mais prolíficos;

ü  Seleção de animais para gordura;


Origem  e  evolução  dos  suínos  
EVOLUÇÃO DAS RAÇAS DE SUÍNOS
 
Suínos “tipo banha”

ü  Tardios / Baixo desempenho produtivo


ü  Produção de gordura

50% 50%
Origem  e  evolução  dos  suínos  
EVOLUÇÃO DAS RAÇAS DE SUÍNOS
 
Segunda metade do século 20

Produção industrial de óleo vegetal


Custo menor que da gordura animal
Doenças cardiovasculares
Associação com consumo de gordura animal
 
 
Seleção
  para rendimento de cortes nobres na carcaça
Origem  e  evolução  dos  suínos  
EVOLUÇÃO DAS RAÇAS DE SUÍNOS
 
Suíno  “;po  carne”  (peso  de  pernil)  

70% 30%
Origem  e  evolução  dos  suínos  
EVOLUÇÃO DAS RAÇAS DE SUÍNOS

Final do século 20
 

ü  Tipificação de carcaças → Preço por classificação

ü  Cruzamentos industriais planejados → Linhagens

paternas , Linhagens maternas

ü  Seleção para maior musculatura

ü  Seleção para mínimo de gordura na carcaça


Origem  e  evolução  dos  suínos  
EVOLUÇÃO DAS RAÇAS DE SUÍNOS
 
Suíno “quatro pernis” (musculatura)

50% 50%
Origem  e  evolução  dos  suínos  
EVOLUÇÃO DAS RAÇAS DE SUÍNOS
 

Tipo Banha Tipo Carne


Origem  e  evolução  dos  suínos  
EVOLUÇÃO DAS RAÇAS DE SUÍNOS

toucinho  de  5  a  6  cm  


 
40  a  45%  de  carne  magra  e  espessura  de   55 a 60% de carne magra e espessura
de toucinho de 1 a 1,5 cm

1970 Hoje
Origem  e  evolução  dos  suínos  
HISTÓRIA DO MELHORAMENTO GENÉTICO
 
ü  O primeiro investimento em melhoramento genético de
suínos ocorreu na Dinamarca em 1910.

ü  No Brasil em 1916 foi fundada a fazenda de criação de


Barueri SP, com objetivo do melhoramento do porco
Nacional.(piau e canastra)

ü  Em 1956 o departamento nacional de produção animal e o


departamento de produção Animal da secretaria da
agricultura do Estado de São Paulo, desenvolveu projetos
de melhoramento suíno com a raça Duroc-Jersey.
 
Origem  e  evolução  dos  suínos  
HISTÓRIA DO MELHORAMENTO GENÉTICO
 
ü  Ainda na década de 50 teve a importação da raça
Wessex.

ü  Na década de 60 teve a introdução do Duroc americano,


Landrace e Large White, e Yorkshire.

ü  Somente em 1970 teve inicio os testes de progênie.


Origem  e  evolução  dos  suínos  
HISTÓRIA DO MELHORAMENTO GENÉTICO
 
ü  Década de houve 80 a entrada de empresas de
melhoramento genético em suínos e com isso a ampliação
do plantel núcleo existente.

ü  Em 1990 teve inicio a preocupação com a seleção


genética para aumento do rendimento de carnes.

ü  2000 utilização de marcadores genéticos.


Origem  e  evolução  dos  suínos  

CLASSIFICAÇÃO DAS RAÇAS DE SUÍNOS  


ü  Quanto ao exterior

ü  Quanto à aptidão


Origem  e  evolução  dos  suínos  

CLASSIFICAÇÃO QUANTO AO EXTERIÓTIPO  


1.  Tipo de orelha

2.  Tipo de perfil fronto-nasal

3.  Tipo de pelagem


Origem  e  evolução  dos  suínos  

CLASSIFICAÇÃO QUANTO AO EXTERIÓTIPO  


Tipos de orelha

Asiática Ibérica Céltica


Origem  e  evolução  dos  suínos  

CLASSIFICAÇÃO QUANTO AO EXTERIÓTIPO  


Tipos de Perfil fronto-nasal

Retilíneo Concavilíneo Ultra-concavilíneo

Sub-concavilíneo
Origem  e  evolução  dos  suínos  

CLASSIFICAÇÃO QUANTO AO EXTERIÓTIPO  


Tipos de pelagem

-­‐  Simples → Uma cor


Branco, Preto, Marrom

-  Composta
Selado (faixa branca no dorso)
Extremidades claras (patas e cauda)
Oveiro (manchas arredondadas)
Mouro (mistura de pelos claros e escuros)
Origem  e  evolução  dos  suínos  
CLASSIFICAÇÃO DE RAÇAS PURAS PELA
APTIDÃO PRODUTIVA  
•  Raças com aptidão materna

ü Ótima habilidade materna;

ü Alta prolificidade;

ü Precocidade reprodutiva;
-­‐  
Origem  e  evolução  dos  suínos  
CLASSIFICAÇÃO DE RAÇAS PURAS PELA
APTIDÃO PRODUTIVA  
•  Raças com aptidão paterna

ü Alto rendimento de carcaça;

ü Ótima qualidade de carcaça;

ü Alto Ganho de Peso Diário (GPD);

ü Ótima Conversão Alimentar (CA);


Origem  e  evolução  dos  suínos  
CLASSIFICAÇÃO DE RAÇAS PURAS PELA
APTIDÃO PRODUTIVA  
•  -­‐  Raças com dupla aptidão

ü  Duplo propósito (reprodutivas e carcaça)


Origem  e  evolução  dos  suínos  

PRINCIPAIS RAÇAS PURAS  


•  Mais de 98 % dos cruzamentos para melhoramento
Genético de suínos tiveram origem nas seguintes raças
puras.
ü  Large White ü  Moura

ü  Pietran ü  Wessex

ü  Landrace
ü  Duroc
ü  Piau
ü  Hampshire
 
Origem  e  evolução  dos  suínos  

PRINCIPAIS RAÇAS PURAS  


Large White  
 
PADRÃO DA RAÇA:

No registro genealógico, participou com 22,55% em 1998,


passando a ocupar o primeiro lugar na composição do
rebanho das granjas produtoras de animais puros de origem.
Das raças puras criadas, foi última a ser introduzida no país,
no início da década
Origem  e  evolução  dos  suínos  

PRINCIPAIS RAÇAS PURAS  


Large White  
 
E pelo desempenho apresentado, vem aumentando
anualmente a sua participação. A raça é muito utilizada na
produção de híbridos e se caracteriza pela sua prolificidade.
 
Origem  e  evolução  dos  suínos  

PRINCIPAIS RAÇAS PURAS  


Large White  
 
Origem: Inglaterra
Orelha: Asiática
Perfil fronto-nasal: concavilíneo
Pelagem: branca
Dupla aptidão
Origem  e  evolução  dos  suínos  

 
PRINCIPAIS RAÇAS PURAS

PIETRAIN  
 PADRÃO DA RAÇA:
É uma raça que possui uma excelente massa muscular,
sendo muito utilizada em cruzamentos. Nos últimos anos tem
sido importado suínos e sêmen da Inglaterra, Alemanha e
França.

Apresenta como principais características, ótimos pernis,


menor camada de gordura e muito boa para cruzamentos.
 
Origem  e  evolução  dos  suínos  

 
PRINCIPAIS RAÇAS PURAS

PIETRAIN  
 PADRÃO DA RAÇA:
 
Baixa qualidade da carne das linhagens portadoras do gene
de sensibilidade ao halotano (PSE – carne pálida, mole e
exsudativa)

Animais halotano negativos (boa qualidade de carne)

Tem aumentado sua participação no registro genealógico,


3,42% do total registrado.
 
Origem  e  evolução  dos  suínos  

 
PRINCIPAIS RAÇAS PURAS

PIETRAIN  
 
Origem: Bélgica
Orelha: Asiática
Perfil fronto-nasal: subconcavilíneo
Pelagem: Oveira
Suíno de “4 pernis”
Aptidão paterna
Origem  e  evolução  dos  suínos  

PRINCIPAIS RAÇAS PURAS  


LANDRACE  
 PADRÃO DA RAÇA:
Em 1998, a raça Landrace participou com 15,47% dos
registros PO emitidos no país, ficando atrás apenas da raça
Large White.

Suas características básicas são prolificidade, habilidade


materna e desempenho reprodutivo.
 
Origem  e  evolução  dos  suínos  

PRINCIPAIS RAÇAS PURAS  


LANDRACE  
 
Origem: Dinamarca
Orelha: Céltica
Perfil fronto-nasal: retilíneo
Pelagem: branca
Dupla aptidão: utilizada nos programas de produção de
híbridos.
Origem  e  evolução  dos  suínos  

PRINCIPAIS RAÇAS PURAS  


HAMPSHIRE  
 PADRÃO DA RAÇA:
Participou com 0,18% no registro genealógico.

É uma raça que tem tido um desempenho negativo no registro


genealógico nos últimos 5 anos.
 
Origem  e  evolução  dos  suínos  

PRINCIPAIS RAÇAS PURAS  


HAMPSHIRE  
 

Origem: EUA
Orelha: Asiática
Perfil fronto-nasal: retilíneo
Pelagem: selada
Qualidade de carcaça e rusticidade
Aptidão paterna
 
Origem  e  evolução  dos  suínos  

PRINCIPAIS RAÇAS PURAS  


DUROC  
 PADRÃO DA RAÇA:

Foi a primeira raça a ser introduzida no país e, portanto, a que


iniciou o melhoramento e a tecnificação da suinocultura
brasileira.
 
Origem  e  evolução  dos  suínos  

PRINCIPAIS RAÇAS PURAS  


DUROC  
 PADRÃO DA RAÇA:
A rusticidade e a fácil adaptação a todas as regiões do país,
fizeram com que seu uso em cruzamentos industriais
propiciasse uma melhoria na qualidade da carne das raças
brancas.

Já foi a raça mais registrada, hoje participa com 1,94% do


total emitido no país, com previsão de manter esta
participação.
 
Origem  e  evolução  dos  suínos  

PRINCIPAIS RAÇAS PURAS  


DUROC  
 
Origem: EUA
Orelhas: Ibéricas
Perfil fronto-nasal: subconcavilíneo
Pelagem: Simples (pelagem vermelha)
Rusticidade e fácil adaptação
Aptidão paterna
Marmorização da massa muscular
Origem  e  evolução  dos  suínos  

PRINCIPAIS RAÇAS PURAS  


MOURA  
 PADRÃO DA RAÇA:
É uma raça nativa, há muito tempo criada no país, no entanto,
somente em 1990, foi aprovada pelo MA e registrada.

De 1990 a 1995, foram registrados na ABCS, 1.668 suínos, no


estado do Paraná.
 
Origem  e  evolução  dos  suínos  

PRINCIPAIS RAÇAS PURAS  


MOURA  
 PADRÃO DA RAÇA:
É uma raça que está disseminada principalmente nos estados
do sul do país.

Suas principais características são, a prolificidade,


comprimento e rusticidade. Nos últimos 4 anos não houve
registro genealógico da raça.
 
Origem  e  evolução  dos  suínos  

PRINCIPAIS RAÇAS PURAS  


MOURA  
 Origem: Brasil
Orelhas: ibéricas a célticas
Pelagem: Moura
Perfil fronto-nasal: subconcavilíneo
Rusticidade
Origem  e  evolução  dos  suínos  

PRINCIPAIS RAÇAS PURAS  


WESSEX  
 PADRÃO DA RAÇA:
Foi uma raça preferida pelas granjas que utilizavam o sistema
de produção extensivo ou criação ao ar livre. Como este
sistema é pouco utilizado no Brasil, os registros vem
diminuindo. Em 1998 não emitiu nenhum registro
Origem  e  evolução  dos  suínos  

PRINCIPAIS RAÇAS PURAS  


WESSEX  
 PADRÃO DA RAÇA:
Em 1998 não emitiu nenhum registro genealógico e a
tendência é de que seja extinta ou substituída por outra raça
mais moderna.
Origem  e  evolução  dos  suínos  

PRINCIPAIS RAÇAS PURAS  


WESSEX  
  Origem: Inglaterra
Orelhas: Célticas
Perfil fronto-nasal: retilíneo
Pelagem: Selada
Prolificidade, rusticidade e habilidade materna
Dupla aptidão
Origem  e  evolução  dos  suínos  

PRINCIPAIS RAÇAS PURAS  


PIAU, CARUNCHO, ETC...  
 PADRÃO DA RAÇA:
Foi a primeira raça nativa a ser registrada, em 1989.

De 1989 a 1995, já foram registrados na ABCS, 1.250


suínos nos estados do RS, SC e PR.

É uma raça que se caracteriza pela sua rusticidade. Nos 4


últimos anos não houve registro genealógico da raça.
 
Origem  e  evolução  dos  suínos  

PRINCIPAIS RAÇAS PURAS  


PIAU, CARUNCHO, ETC...  
 

Origem: Brasil
Orelhas: ibéricas
Perfil fronto-nasal: subconcavilíneo
Pelagem: oveira
Rusticidade