Você está na página 1de 5

1

Dize: Ó Allah, Soberano do poder! Tu concedes a soberania a quem Te apraz


e a retiras de quem desejas; exaltas quem queres e humilhas a Teu bel
prazer. Em Tuas mãos está todo o Bem, porque só Tu és Onipotente. Surata:
3:26. 1

absolutamente nada ou algo que se assemelhe a ele.

É o Originador dos céus e da terra... Nada se assemelha a Ele, e Ele é o


2
Oniouvinte, o Onividente.

do quanto existe nos céus e na terra glorifica Deus, porque Ele é o Poderoso, o
Prudentíssimo. Seu é o reino dos céus e da terra; dá a vida e dá a morte, e é Onipotente.
Ele é o Primeiro e o Último; o Visível e o Invisível, e é Onisciente. Ele foi Quem criou os
céus e a terra, em seis dias; então, assumiu o trono. Ele bem conhece o que penetra na
terra e tudo quanto dela sai; o que desce do céu e tudo quanto a ele ascende, e está
convosco onde quer que estejais, e bem vê tudo quanto fazeis. 3

Alá é eterno, pois criou todas as coisas, mesmo o mal foi criado por Alá, não
existe uma disputa entre o bem e o mal, Alá é soberano sobre todas as coisas.

Suas são as chaves dos céus e da terra; prodigaliza e restringe a Sua graça a
4
quem Lhe apraz, porque é Onisciente. Surata: 42:12.

3.4 PÓS-REFORMA.

1
http://www.ebooksbrasil.org/eLibris/alcorao.html#AAL%20IMRAN. Acesso em 03/01/2018.
2
http://leiaosagradoalcorao.blogspot.com.br/2010/11/42-surata-ax-xura-consulta.html. Acesso em 02/01/2018.
3
http://leiaosagradoalcorao.blogspot.com.br/2010/11/57-surata-al-hadid-o-ferro.html. Acesso em 02/01/2018.
4
http://www.islamemlinha.com/index.php/artigos/caracteristicas-do-muculmano/item/a-confianca-em-allah-tawakol-ala-allah. Acesso em 02/01/2018
2

Alá não é imutável no sentido de manter uma lei que até ele mesmo se submeta,
isso por que ao que parece ele é EX– LEX ( sem lei), ele quem faz a lei ser verdadeira ou
não. Tal lei não é extática ou absoluta, pois somente Alá é absoluto e soberano.

Depois de nos conscientizarmos de que a Sua Vida é uma Vida absoluta, de que o

Onipotência;

E se lhes perguntares quem criou os céus e a terra, seguramente te responderão:


Allah! Dize-lhes: Tereis reparado nos que invocais, em vez de Allah? Se Allah
quisesse prejudicar-me, poderiam, acaso, impedi-Lo? Ou então, se Ele quisesse
favorecer-me com alguma graça, poderiam eles privar-me dela? Dize-lhes (mais):
Allah me basta! A Ele se encomendam aqueles que estão confiantes. Surata:
39:38.5

Alá é um Deus absurdamente transcendente, inigualável e inatingível, não existem leis


para Alá, pois leis cerceiam ações, mas Alá não pode ser cerceado por ninguém, portanto
as leis são apenas conceitos humanos. Qualquer descrição ou conceituação humana de
Alá não passa de conceitos qualitativamente errôneos e vazios.

5
http://www.islamemlinha.com/index.php/artigos/caracteristicas-do-muculmano/item/a-confianca-em-allah-tawakol-ala-allah. Acesso em 02/01/2018
3

1. A LITERATURA E CULTURA SEMITA NA TORAH.

Jesus de Nazaré um judeu praticante é sem dúvida o fomentador do cristianismo,


religião monoteísta que se consolida a partir do século 1° D.C. O Cristianismo tem como
principal dogma a crença na existência de um único Deus, o Pai, cujo seu filho Jesus
Cristo e o Espírito Santo são um em essência. O monoteísmo cristão é certamente um
dogma que herdou do judaísmo, que foi o berço para seu nascimento, Além disso, o
cristianismo anexou como parte de seu livro sagrado a Biblia Hebraica denominado no
cristianismo de Antigo Testamento. Jesus Cristo segundo a tradição cristã é o filho de
Deus que veio ao mundo para salvar os homens do pecado e da ira de Deus. Jesus
precisava morrer para aplacar a ira de Deus, somente este sacrifício seria suficiente para
satisfazer a justiça divina, tal interpretação é fruto da leitura da Biblia Hebraica ou Antigo
Testamento totalmente com pressuposições Cristãs.
4

1.1 A TORAH E OUTRAS LITERATURAS.

Os atributos de Deus não são características ou qualidades isoladas de Deus, não podem
ser separados ou tomados à parte um dos outros, cada atributo é qualificado pelos outros
e predica os outros também. O Deus cristão é totalmente antagônico as divindades
Judaicas e Islâmicas no principal de seu atributo que é a sua unicidade, para o
cristianismo “Deus é um em essência e três em pessoa. Ele é um de uma maneira e três
de outra maneira6” essa concepção da divindade é chamada pelos cristãos de
TRINDADE, um Deus que existe em três pessoas (Pai, Filho e Espirito Santo). Uma das
principais confissões denominacionais diz o seguinte:

I. Há um só Deus vivo e verdadeiro, o qual é infinito em seu ser e perfeições. Ele é


um espírito puríssimo, invisível, sem corpo, membros ou paixões; é imutável,
imenso, eterno, incompreensível, onipotente, onisciente, santíssimo,
completamente livre e absoluto, fazendo tudo para a sua própria glória e segundo
o conselho da sua própria vontade, que é reta e imutável. É cheio de amor, é
gracioso, misericordioso, longânimo, muito bondoso e verdadeiro remunerador dos
que o buscam e, contudo, justíssimo e terrível em seus juízos, pois odeia todo o
pecado; de modo algum terá por inocente o culpado.
II. Deus tem em si mesmo, e de si mesmo, toda a vida, glória, bondade e bem-
aventurança. Ele é todo suficiente em si e para si, pois não precisa das criaturas
que trouxe à existência, não deriva delas glória alguma, mas somente manifesta a
sua glória nelas, por elas, para elas e sobre elas. Ele é a única origem de todo o
ser; dele, por ele e para ele são todas as coisas e sobre elas tem ele soberano
domínio para fazer com elas, para elas e sobre elas tudo quanto quiser. Todas as
coisas estão patentes e manifestas diante dele; o seu saber é infinito, infalível e
independente da criatura, de sorte que para ele nada é contingente ou incerto. Ele
é santíssimo em todos os seus conselhos, em todas as suas obras e em todos os
seus preceitos. Da parte dos anjos e dos homens e de qualquer outra criatura lhe
são devidos todo o culto, todo o serviço e obediência, que ele há por bem requerer
deles.
III. Na unidade da Divindade há três pessoas de uma mesma substância, poder e
eternidade - Deus o Pai, Deus o Filho e Deus o Espírito Santo, O Pai não é de
ninguém - não é nem gerado, nem procedente; o Filho é eternamente gerado do
Pai; o Espírito Santo é eternamente procedente do Pai e do Filho.7

A grande maioria dos estudos relacionados sobre o ser de Deus no cristianismo sustenta
a divisão entre atributos COMUNICÁVEIS (Deus compartilha com suas criaturas) e
atributos INCOMUNICÁVEIS (Deus não compartilha com suas criaturas, lembrando que

6
R.C . Sproul, Somos Todos Teólogos, uma introdução a teologia sistemática. São José dos Campos-SP. Editora Fiel. Pág. 94.
7
Confissão de fé de Westminster(1643-1646). Pag. 5.
5

esta divisão é apenas para fins didáticos, pois não existe separação entre Deus e seus
atributos). Vamos trabalhar os mesmos atributos, estes atributos também são
compartilhados pelas três pessoas da Trindade, todos possuem os mesmos atributos:

 Unicidade;
 Eternidade;
 Imutabilidade;
 Onipotente;