Você está na página 1de 4

LISTA DE FIGURAS

Figura 1 – Localidades coloniais de Mato Grosso


Figura 2 – Mapa da atual localização do município de Cáceres
Figura 3 – Mapa do território quilombola pesquisado e dos mananciais de água
Figura 4 – Conjunto de imagens dos territórios quilombolas Exu e Pita Canudo
Figura 5 – Rota dos quilombos Exu e Pita Canudo
Figura 6 – Mapa da localização da Vila Maria do Paraguai no século XIX
Figura 7 – Casos de alforrias concedidas em Vila Maria no século XIX, entre os
anos de 1858 e 1877
Figura 8 – Livro de notas n.º 4 (1877 a 1879)
Figura 9 – Território quilombola da morraria em Cáceres
Figura 10 – Mapa de Mato Grosso com os atuais quilombos
Figura 11 – Mapa indicando alguns antigos quilombos na fronteira oeste de Mato
Grosso
Figura 12 – Trânsito negro entre os quilombos na fronteira oeste de Cáceres
Figura 13 – Território quilombola Exu
Figura 14 – Conjunto de fotografias sobre o território quilombola Exu
Figura 15 – Mapa aproximado da ocupação atual pelas famílias tradicionais da
comunidade
Figura 16 – Conjunto de fotografias de moradores do quilombo Exu
Figura 17 – Figueira centenária de Exu
Figura 18 – Baía de Exu
Figura 19 – Fotos do galho da figueira envolvendo o moirão da antiga construção
Figura 20 – Conjunto de imagens do galho da figueira envolvendo o moirão da
antiga construção
Figura 21 – Altar de uma família quilombola de Exu
Figura 22 – Território Pita Canudos
Figura 23 – Estrada principal às margens da BR-343 que dá acesso ao quilombo
Pita Canudos
Figura 24 – Mapa de ocupação do território de Pita Canudos
Figura 25 – Conjunto de fotografias de locais de Pita Canudos
Figura 26 – Altar de uma família quilombola de Pita Canudos
Figura 27 – Antigo forno para a queima da cal
Figura 28 – Bocaina do Buracão/Água Milagrosa
Figura 29 – Buracão
Figura 30 – A Loca
Figura 31 – Cemitério dos adultos (esq.) e dos anjinhos (dir.)
Figura 32 – Bairro São Jorge, em Cáceres, onde, no horizonte, avistam–se as
serras do quilombo Pita Canudos.
Figura 33 – Mapa dos bairros onde se localizam a maioria dos descendentes
quilombos Exu e Pita Canudos.
Figura 34 – A palmeira na natureza (esq.) e as suas folhas usadas na cobertura
das casas (dir.) em Exu
Figura 35 – Casa de uma família em Exu
Figura 36 – Poço na casa da família (esq.) e chiqueiro (dir.) em Exu
Figura 37 – Plantas medicinais e ornamentais em Exu
Figura 38 – Mocotó e carne em processo de secagem
Figura 39 – Peixe do rio Sepotuba (esq.) e banana verde frita, queijo e bolo de
queijo (dir.)
Figura 40 – Pés de mandioca e pasto para o gado e criação de galinhas em Exu
Figura 41 – Cenas do cotidiano em Exu
Figura 42 – Tacho para fazer farinha (dir.) e capela desativada (esq.) em Exu
Figura 43 – Sítio arrendado pela família quilombola de Pita Canudos
Figura 44 – Espaço do quintal em Pita Canudos
Figura 45 – Roça com produção de mandioca e banana em Pita Canudos
Figura 46 – Criação de animais para subsistência da família em Pita Canudos
Figura 47 – Quintal com os animais (porcos e galinhas) e girau usado para lavar
vasilhas (dir.) e fogão a lenha (esq.)
Figura 48 – Casa 4: São Benedito, com oferenda de café (dir.), e estatueta de
Preto Velho
Figura 49 – Casa 4: trechos de rezas a Nossa Sra. da Aparecida, São Gonçalo e
Santa Rita
Figura 50 – Casa 6: placa de homenagem a uma família quilombola por manter a
tradição de festejo de santo com siriri e cururu
Figura 51 – Casa 3: quintal com cultivo de café, mandioca, mamão e planta
medicinal, plantados
Figura 52 – Casa 1: quintal com cultivo pé de mandioca, galinheiro e outras
plantas frutíferas
Figura 53 – Casa 4: quintal com plantação de bananal e quiabo
Figura 54 – Casa 2: quintal com plantação de abóbora e verduras (couve e rúcula)
Figura 55 – Casa 5: fogão à lenha e vassoura artesanal
Figura 56 – Casa 5: pote e pilão
Figura 57 – Casa 6: antigo pote de barro utilizado para reservar para beber
Figura 58 – Casa 4: gamela e apá
Figura 59 – Casa 2: foice e machado
Figura 60 – O pilão com arroz
Figura 61 – Casa 4: a pamonha e o preparo do bolo de arroz
Figura 62 – Casa 10: pamonha
Figura 63 – Casa 4: banana verde com carne seca
Figura 64 – Reunião da Associação Quilombola de Pita Canudos
Figura 65 – Reunião da Associação Quilombola de Pita Canudos

LISTA DE QUADROS
Quadro 1 – Decreto n.º 5135 – Manumissão de escravos pelos fundo de
manutenção
Quadro 2 – Informações sobre Matias Mendes, Antônio Eustáquio Pereira e Luiz
Amâncio de Almeida Silva
RESUMO

O trabalho tem como lócus, duas comunidades quilombolas na fronteira oeste de Mato
Grosso. Especificamente refere ao estudo dos processos educativos e registro da memória
social constituídos por quilombolas das comunidades Exu e Pita Canudo, no município
de Cáceres. Busca-se identificar os referenciais da construção social do passado e os
processos educativos não-formais que ocorrem nas relações sociais e produções, na
(re)elaboração da identidade cultural quilombola. Os instrumentos utilizados para a
coleta de dados foram o registro Oral através do estudo da Memória, pesquisa
Documental e Observação Participante.

Interesses relacionados