Você está na página 1de 6

PRODUÇÃO DE MUDAS DE MACAÚBA

1. Introdução

O plantio da macaúba é feito utilizando-se mudas obtidas de sementes pré-


germinadas (Figura 1).

2. Obtenção das sementes

As sementes são extraídas dos frutos da macaúba após a remoção da casca e


fibras.

3. Pré-germinação das sementes

As sementes são submetidas a tratamento especial realizado pela ACROTECH


para propiciar o desenvolvimento das primeiras estruturas das sementes que irão
produzir a muda.

Figura 1 - Semente pré-germinada de macaúba.

4. Produção de mudas

A produção de mudas é feita em duas etapas: pré-viveiro e viveiro.

4.1. Pré-viveiro
Considerando-se que as sementes pré-germinadas são estruturas sensíveis, é
necessário a utilização do pré-viveiro para a sua aclimatação, antes do seu plantio no
viveiro. O pré-viveiro é a fase preparatória onde as mudas ganham vigor em pequenos
recipientes para suportar as condições ambientais do viveiro definitivo.

4.1.1. Localização: o pré-viveiro deve ser instalado em terreno nivelado, bem


drenado e de fácil acesso à água para irrigação.

4.1.2. Infra-estrutura: cobertura de sombrite 50%


4.1.3. Recipiente: tipo tubete (Figura 2) de 63 mm de diâmetro e 130 mm de
comprimento e oito estrias. Capacidade de 180 cm3 de substrato por tubete.

Figura 2 – Tubete para acomodar sementes pré-germinadas de macaúba em pré-viveiro.

4.1.4. Substrato: substrato comercial para mudas (ex.: Plantimax, Bioplanta,


etc).

4.1.5. Plantio da semente pré-germinada: o plantio da semente (Figura 3) deve


ser feito o mais rápido possível após o recebimento da semente, com o substrato
levemente úmido, tomando o cuidado para não danificar a radícula ou destacar a
plântula da semente.

ATENÇÃO: sementes pré-germinadas recebidas devem ser acomodadas em


local fresco, em ambiente protegido.

Figura 3 – Semente pré-germinada de macaúba plantada em tubetes no pré-viveiro.

4.1.6. Irrigação: duas a três vezes ao dia


4.1.7. Formação de mudas no pré-viveiro: a formação de mudas no tubete
ocorre 30 a 60 dias após o plantio da semente pré-germinadas no tubete.

4.1.8. Caracterização e tamanho da planta para o transplantio: faz-se o


transplantio quando a muda apresentar a primeira folha aberta (Figura 4). Normalmente
a muda possui de 10 a 15 cm de altura.

Figura 4 – Muda de macaúba pronto para o transplantio em viveiro

4.2. Viveiro

Viveiro é o local onde as mudas são engordadas até atingir o tamanho ideal para
o plantio. O viveiro é o local onde as mudas permanecerão por mais tempo; este período
varia de 5 a 10 meses, dependendo das condições ambientais. Após este período as
mudas estarão aptas para o plantio no campo.

4.2.1. Recipiente: no viveiro as mudas de macaúba são acomodadas em sacola


de polietileno perfurada (Figura 5), não reciclado de dimensões 35,0 x 17,0 cm e
volume aproximado de 8 litros (1 metro cúbico de substrato enche aproximadamente
125 sacos).
Figura 5 – Recipiente utilizado no viveiro para a produção de mudas de macaúba.

4.2.2. Transferência das mudas produzidas no pré-viveiro para o viveiro:


seqüência de transplantio nas Figuras 6, 7 e 8.

Atenção: no transplantio deve-se tomar o cuidado de não desmanchar o torrão


que abriga o sistema radicular das plântulas.

Figura 6 – Retirada da muda do tubete.


Figura 7 - Detalhe do orifício no substrato para receber a muda do pré-viveiro

Figura 8 – Acomodação da muda de pré-viveiro em sacolas de polietileno.

4.2.3. Espaçamento: em fileiras duplas de 40,0 cm entre plantas e 60,0 cm entre


ruas. Um hectare comporta aproximadamente 50.000 mudas.
4.2.4. Local: terreno nivelado bem drenado e de fácil acesso à água para
irrigação.
4.2.5. Substrato: o substrato é constituído de areia, subsolo e esterco de curral
curtido ou outra fonte de matéria orgânica disponível, na proporção de 2:1:1 (subsolo
argiloso) ou 1:1:1 (subsolo de textura média).
4.2.6. Adubação do substrato: 2,0 Kg de superfosfato simples por metro cúbico
de substrato
4.2.7. Irrigação: após o estabelecimento da plântula, irrigar em dias alternados
(dia sim dia não)
4.2.8. Tratos culturais: controle químico ou manual das ervas daninhas no
viveiro e manual dentro das sacolas de muda.
4.2.9. Controle fitossanitário: manter a atenção no aparecimento de pragas e
doenças. Em eventuais casos de ocorrência, consultar um agrônomo para a
recomendação de controle.
4.2.10. Adubação de cobertura: iniciar 21 dias após o transplantio com a
formulação apresentada na Tabela abaixo:

Tabela - Agenda de adubação com os nutrientes N, K e Mg para as mudas de macaúba


em viveiro definitivo (g/100 L de água). Utilizar 100 ml da solução por planta.

Semanas após N K Mg
transplantio
3 400 150 100
5 400 600 50
7 550 200 150
10 600 850 100
13 750 300 200
16 600 850 100
19 1150 450 300
22 900 1300 150
25 1500 600 400
28 1200 1700 650
32 1200 1700 650
36 1500 2150 700
40 1500 2150 1000

4.2.11. Caracterização da muda para o plantio definitivo: o plantio da


macaúba é realizado quando a muda atingir de 50-60 cm de altura com pelo menos seis
folhas abertas.

Figura 9 – Muda de macaúba pronta para o plantio no campo