Você está na página 1de 2

DOMINA CONCURSOS

Vygotsky

No livro Formação Social da Mente – Vygotsky tem por objetivo caracterizar os aspectos tipicamente
humanos do comportamento e elaborar hipóteses de como essas características se desenvolveram
durante a vida do indivíduo e enfatiza três aspectos:

• Relação entre seres humanos e o seu ambiente físico e social.

• Novas formas de atividade que fizeram com que o trabalho fosse o meio fundamental de
relacionamentos entre o homem e a natureza e as conseqüências psicológicas dessas formas de
atividade.

• A natureza das relações entre o uso de instrumento e desenvolvimento da linguagem.

O estudo do desenvolvimento infantil começou a ser feita por comparação à botânica, associado à
maturação do organismo como um todo. Como maturação por si só, é um fator secundário e não explica o
desenvolvimento de formas mais complexas do comportamento humano, a psicologia moderna passou a
estudar a criança a partir dos modelos zoológicos, isto é, da experimentação animal.
Segundo Vygotsky, o momento de maior significado no curso do desenvolvimento intelectual, que dá
origem às formas puramente humanas de inteligência prática e abstrata, acontece quando a fala e a
atividade prática estão juntas.

A criança, antes de controlar o próprio comportamento, começa a controlar o ambiente com a ajuda da
fala, produzindo novas relações com o ambiente, além de uma nova organização do próprio ambiente. A
criação dessas formas caracteristicamente humanas de comportamento produz o intelecto, e constitui a
base do trabalho produtivo: à forma especificamente humana do uso de instrumento.

Experiências feitas por Vygotsky concluíram que a fala da criança é tão importante quanto a ação para
atingir um objetivo. Sua fala e ação fazem parte de uma mesma função psicológica complexa, dirigida para
a solução do problema em questão.

Conclui-se também que quanto mais complexa a ação exigida pela situação e menos direta a solução,
maior a importância que a fala adquire na operação como um todo.

“Essas observações, me levam a concluir que as crianças resolvem suas tarefas práticas com a ajuda da
fala, assim como dos olhos e das mãos”. (Vygotsky)

A criança quando se confronta com um problema mais complicado, apresenta ótima variedade complexa
de respostas que incluem tentativas diretas de atingir o objetivo, uso de instrumentos, fala dirigidas as
pessoas ou que simplesmente acompanha a ação e apelos verbais direto ao objeto de atenção. O
desenvolvimento da percepção e da atenção, o uso de instrumentos e da fala afeta várias funções
psicológicas:

 Operações sensório-motoras e atenção – cada uma das quais é parte de um sistema dinâmico de
comportamento.

Para o desenvolvimento da criança principalmente na primeira infância, o que se reveste de importância


primordial são as interações com os adultos (assimétricas), portadores de todas as mensagens de cultura.

WWW.DOMINACONCURSOS.COM.BR 3
DOMINA CONCURSOS

Nessa interação o papel essencial corresponde aos diferentes sistemas semióticos seguida de uma
função individual: começam a ser utilizado como instrumentos de organização e de controle do
comportamento individual.

A abordagem dialética, admitindo a influência da natureza sobre o homem, afirma que o homem, por sua
vez, age sobre a natureza e cria, através das mudanças por ele provocadas, novas condições naturais
para a sua existência. Essa posição representa o elemento-chave da abordagem de estudo e
interpretação das funções psicológicas superiores FPS, do homem e serve como base dos novos métodos
de experimentação e análise.

Com relação à interação entre aprendizado e ensino – O aprendizado é considerado um processo


puramente externo que não esta envolvido ativamente no desenvolvimento, simplesmente se utilizará dos
avanços do desenvolvimento ao invés de fornecer um impulso para modificar seu curso.
Para Vygotsky não existe melhor maneira de descrever a educação do que considerá-la como a
organização dos hábitos de conduta e tendências comportamentais adquiridos. O aprendizado não altera
nossa capacidade global de focalizar a atenção, ao invés disso, desenvolve várias capacidades de
focalizar a atenção sobre várias coisas.

Numa abordagem sobre a zona de desenvolvimento proximal, o ponto de partida da discussão é o fato de
que o aprendizado das crianças começa muito antes delas freqüentam a escola.

A zona de desenvolvimento proximal é resumidamente à distância entre o nível de desenvolvimento real,


que se costuma determinar através da solução independe de problemas e o nível de desenvolvimento
potencial, determinado através da solução de problemas sob orientação de um adulto.

O brinquedo tem um papel marcante para desenvolvimento, o brinquedo não é uma atividade pura e
simples de prazer a uma criança, pois há outras atividades que dão mais prazer, como o habito de chupar
chupeta, em relação aos jogos que marcam a perda e ganho com freqüência e é acompanhado pelo
desprazer da perda. A criança em idade pé-escolar envolve-se num mundo ilusório para resolver suas
questões e considera essencial e reconhece a enorme influência do brinquedo no desenvolvimento da
criança.

O brinquedo não é o aspecto predominante da infância, mas um fator muito importante do


desenvolvimento, demonstra o significado da mudança que ocorre no desenvolvimento do próprio
brinquedo, de uma predominância de situações imaginárias para as predominâncias de regras e mostra as
transformações internas das crianças que surgem em conseqüência do brinquedo.

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

WWW.DOMINACONCURSOS.COM.BR 4