Você está na página 1de 253

CONTRATO Nº.

: 4600195044

CONTRATO DE EXECUÇÃO DE OBRAS DE CONSTRUÇÃO E MONTAGEM - LOTE I

CONDIÇÕES ESPECIAIS:

CONTRATANTE:
1. Razão Social: 2. CNPJ:
PETROBRAS DISTRIBUIDORA S.A., contratualmente denominada de 34.274.233/0001-02
“BR”
3. Endereço:
Rua Correa Vasques, 250 - 6º Andar / Edifício LUBRAX / Cidade Nova - Rio de Janeiro / RJ / 20211-140
4. Município: 5. Estado:
Rio de Janeiro RJ
6. Representante:
Gerente Executivo de Engenharia, Saúde, Meio Ambiente e Segurança (GESMS), Sr. Álvaro Henrique Vianna
de Moraes Júnior.
CONTRATADA:
7. Razão Social: 8. CNPJ:
INNOVA RIO ENGENHARIA E CONSTRUÇÕES LTDA, contratualmente 06.181.476/0001-52
denominada de “CONTRATADA”, registrada no Conselho Regional de
Engenharia e Agronomia (CREA-RJ) sob o nº 2004201292.
9. Endereço:
Avenida das Américas, nº 3.301 – Bloco 5 – Sala 121 e 122 – Barra da Tijuca – CEP 22.631-003
10. Município: 11. Estado:
Rio de Janeiro RJ
12. Representante(s) legal (s):
Sr. João Paulo Credmann Bottrel
Diretor de Obras

12.1. Representante(s) técnico (s):


Sr. João Paulo Credmann Bottrel

13. LICITAÇÃO: CONVITE ELETRÔNICO GSC/GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A (LOTE I)

14. RUBRICA ORÇAMENTÁRIA: 4401000007

15. OBJETO DO CONTRATO: Implantação da planta de lubrificantes que compõem o empreendimento de


ampliação e modernização da Fábrica de Lubrificantes da BR.

16. CONDIÇÃO DE PAGAMENTO: Os pagamentos devidos pela execução dos serviços serão efetuados 20
(vinte) dias corridos após a apresentação da nota fiscal fatura à BR, observadas todas as condições descritas
na cláusula sexta deste contrato;

17. ÍNDICE DE REAJUSTE: Aplicável nos termos do item 7 das Condições Gerais.

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
1/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

IR = [0,35 (M/Mo) + 0,50 (T/To) + 0,09 (L/Lo) + 0,06 (V/Vo)]

Onde:

• IR = Índice de Reajuste;

• Mo e M = Valores do Índice Nacional de Custo da Construção - Mão-de-Obra (FGV) - Código:


160906 - Coluna 1, no mês anterior ao da apresentação da proposta e no mês anterior ao da
aplicação do reajuste;

• To e T = Valores do Índice Nacional de Custo da Construção – Materiais (FGV) - Código:


160914 - Coluna 2, no mês anterior ao da apresentação da proposta e no mês anterior ao da
aplicação do reajuste;

• Lo e L = Valores do Índice ao Produtor Amplo – Industria de Transformação - Produtos


Derivados de Petróleo e Álcool (FGV) - Código:1006819 - Coluna 26, no mês anterior ao da
apresentação da proposta e no mês anterior ao da aplicação do reajuste;

• Vo e V = Valores do Índice ao Produtor Amplo – Industria de Transformação - Metalurgia


Básica (FGV) - Código: 1006823 - Coluna 30, no mês anterior ao da apresentação da
proposta e no mês anterior ao da aplicação do reajuste;

17.1. A variação do índice M na fórmula de reajustamento representará a variação da parcela do preço


relativa à mão-de-obra, desde a data da proposta, não cabendo, portanto, nenhuma reivindicação salarial
por conta de acordos, convenções ou dissídios ocorridos no curso da contratação e na vigência do
Contrato.

18. DATA BASE PARA O REAJUSTE: 11/12/2017

19. PRAZO CONTRATUAL: O presente CONTRATO terá o prazo de vigência de 35 (trinta e cinco) meses
corridos, com início em 01/03/2018 e término em 01/02/2021, podendo ser prorrogado mediante a celebração
de Termo Aditivo.

O prazo para execução dos serviços objeto do presente Contrato é de 32 (trinta e dois) meses corridos,
contados a partir da emissão da Ata de Reunião de Abertura da Obra.

20. DADOS PARA FATURAMENTO:

RAZÃO SOCIAL: PETROBRAS DISTRIBUIDORA S.A. - BR


GERÊNCIA REGIONAL DE ENGENHARIA, SEGURANÇA E MEIO AMBIENTE SUDESTE – GRESE
Rua Correa Vasques, nº 250 - 6º andar - Bairro: Cidade Nova
Rio de Janeiro/RJ - CEP: 20.211-140

21. LOCAL DE COBRANÇA /APRESENTAÇÃO DA FATURA:


GERÊNCIA REGIONAL DE ENGENHARIA, SEGURANÇA E MEIO AMBIENTE SUDESTE – GRESE
Rua Correa Vasques, nº 250 - 6º andar - Bairro: Cidade Nova
Rio de Janeiro/RJ - CEP: 20.211-140

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
2/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

22. VALOR GLOBAL ESTIMADO DO CONTRATO: R$ 87.180.278,44 (oitenta e sete milhões, cento e oitenta
mil, duzentos e setenta e oito reais e quarenta e quatro centavos).

23. FORO: COMARCA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO no Estado do Rio de Janeiro.

CONDIÇÕES GERAIS:

1. TERMINOLOGIA

1.1. AUTORIZAÇÃO DE SERVIÇO E/OU ATA DE REUNIÃO DE ABERTURA – Documento emitido pela
BR que solicita e autoriza a execução dos serviços nele descritos;

1.2. NÃO CONFORMIDADE – Qualquer condição, serviço ou material apontado pela BR em desacordo com
as especificações e condições estabelecidas para determinado serviço;

1.3. RELATÓRIO DIÁRIO DE OBRAS (RDO) – documento emitido pela CONTRATADA, para registro das
AUTORIZAÇÕES DE SERVIÇO, anotações de irregularidade encontradas e de todas as ocorrências
relativas à execução do Contrato, emitido na periodicidade definida pela FISCALIZAÇÃO, em 2 (duas)
vias, sendo a primeira da BR e a segunda da CONTRATADA assinada pelo seu representante e pela
FISCALIZAÇÃO.

1.4. BOLETIM DE MEDIÇÃO DE SERVIÇOS – Documento emitido pela BR, contendo os itens da
PLANILHA DE PREÇOS, para fins de faturamento pela CONTRATADA, de acordo com o critério de
medição respectivo, reunindo os resultados das medições dos serviços executados, e/ou dos
equipamentos fornecidos, assinados por ambas as partes.

1.5. PLANILHA DE PREÇOS – Documento contendo os itens de serviço e/ou dos equipamentos
fornecidos a serem executados e/ou fornecidos com seus respectivos valores.

1.6. FISCALIZAÇÃO – Equipe composta pelo FISCAL DE SERVIÇO e pelo FISCAL DE CONTRATO.

1.7. FISCAL DE SERVIÇO – Preposto da BR responsável pela fiscalização direta, acompanhamento e


garantia de qualidade de determinado serviço de campo;

1.8. FISCAL DE CONTRATO – Preposto da BR responsável pela gestão do Contrato;

1.9. TERMO DE RECEBIMENTO DEFINITIVO (TRD) – Documento assinado pelas partes contratantes,
quando da conclusão dos serviços, para aceitação definitiva, atendida todas as exigências da
FISCALIZAÇÃO.

2. OBJETO

2.1. O presente CONTRATO tem por objeto a prestação, pela CONTRATADA à BR, dos serviços
especificados no item 15 das Condições Especiais, segundo especificações contidas neste Instrumento e
seus anexos.
CONTRATO Nº.: 4600195044

2.2. O detalhamento do objeto do presente Contrato está contemplado no ANEXO I – Especificação dos
Serviços deste Contrato.

3. OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA

3.1. Manter, durante toda a execução do Contrato, em compatibilidade com as obrigações por ela
assumidas, todas as condições de admissibilidade assumidas na Licitação.

3.2. Executar os serviços ora contratados, de acordo com a Especificação dos Serviços – Anexo I deste
Contrato, nos prazos e condições aqui estabelecidos.

3.3. Permitir e facilitar a ação da FISCALIZAÇÃO, fornecendo informações ou provendo acesso à


documentação e aos serviços em execução e atendendo prontamente às observações e exigências por ela
apresentadas.

3.4. Manter a frente dos serviços um representante credenciado por escrito, por tempo integral, capaz de
responsabilizar-se pela direção técnica dos serviços contratados, na forma do item 12.1 das Condições
Especiais e representá-la perante a BR.

3.5. Elaborar e manter, no local de serviço, o RELATÓRIO DIÁRIO DE OBRAS (RDO).

3.6. Comunicar, por escrito, à BR, quaisquer erros, omissões ou discrepâncias eventualmente encontradas
nas normas, desenhos e especificações que lhe forem fornecidos, no decorrer da execução dos serviços, a
fim de serem corrigidos.

3.7. Registrar a responsabilidade técnica relativa a este Contrato, nos conselhos de classe competentes e
de acordo com a regulamentação dos mesmos, encaminhando à BR a documentação comprobatória antes
do início dos serviços. Caberá ainda à CONTRATADA comprovar junto à FISCALIZAÇÃO o cumprimento
de todas as exigências constantes nas resoluções dos conselhos de classe competentes, para eventuais
aditamentos contratuais.

3.8. No caso de disciplinas da engenharia, cumprir integralmente o disposto na resolução 1.025/2009 do


Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA), ou a que a vier substituir, no que se refere às
Anotações de Responsabilidade Técnica (ART).

3.9. No caso de campos de atuação de arquitetura e urbanismo, cumprir integralmente o disposto na


resolução 17/2012 do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR), ou a que a vier substituir,
no que se refere aos Registros de Responsabilidade Técnica (RRT).

3.10. Refazer ou reparar, as suas expensas e nos prazos estipulados pela FISCALIZAÇÃO, os serviços
rejeitados por terem sido executados em discordância com os projetos, especificações, normas aplicáveis
ou com a boa prática de construção, inclusive reparos de soldas e radiografias do reparo.

3.11. Apresentar à FISCALIZAÇÃO da BR Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA - NR-9),


Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO), Laudo Técnico de Condições Ambientais
do Trabalho (LTCAT - IN 84 do INSS), Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria
da Construção (PCMAT - NR-18) e Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO - NR-7),
que demonstrem o gerenciamento de riscos ambientais por parte da construtora, bem como a necessidade

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
4/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

ou não da contribuição adicional prevista no parágrafo 6º do art. 57 da Lei nº 8.213, de 1991, com a redação
dada pela Lei nº 9.732, de 1998.

3.11.1. A CONTRATADA deverá entregar à BR cópias autenticadas dos Atestados de Saúde Ocupacional
(ASO) emitidos em decorrência dos exames médicos a que os empregados que a CONTRATADA utilizar na
execução dos serviços contratados.

3.11.2. Os exames médicos serão realizados na forma da NR 7 e em conformidade com o Programa de


Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) da CONTRATADA.

3.11.3. As cópias autenticadas dos Atestados de Saúde Ocupacional (ASO) serão entregues à BR antes do
início dos serviços hora contratados, bem como semestralmente, no caso de serviços realizados em área
operacional, ou anualmente, em se tratando de serviços realizados na área administrativa.

3.12. Preservar e manter a BR a salvo de quaisquer reivindicações, demandas, queixas e representações


de qualquer natureza, decorrentes da ação ou omissão de seus prepostos e suas subcontratadas.

3.13. Fazendo-se necessário refazer qualquer trabalho, dentro do período de garantia, mesmo após o prazo
contratual, a CONTRATADA assumirá o ônus relativo aos recursos e materiais empregados, e em caso de
não realizá-los, legitima a BR a contratá-los com terceiro, reconhecendo desde já sua responsabilidade pelo
pagamento. Para fins deste pagamento, não se aplica o limite descrito na CLÁUSULA VIGÉSIMA –
RESPONSABILIDADE DAS PARTES.

3.14 Obedecer às determinações legais ou emanadas das autoridades constituídas, sendo a única
responsável pelas providências necessárias e pelos efeitos decorrentes de eventuais inobservâncias delas.

3.15. Obter as licenças junto às repartições competentes, necessárias à execução dos serviços, quando
requerido pela FISCALIZAÇÃO da BR.

3.15.1. As licenças que porventura só possam ser obtidas diretamente pela BR deverão ser
solicitadas em tempo hábil à BR, de modo a não alterar o andamento dos serviços ou, se for o
caso, impedir a entrada em operação da unidade. A falta de solicitação em tempo hábil sujeitará a
CONTRATADA às sanções previstas neste Contrato, a BR, como, por exemplo, desmobilização
não programada em face da paralisação dos serviços, além da responsabilidade pelos eventuais
prejuízos, daí decorrentes, causados à BR.

3.16. Responder por qualquer dano ou prejuízo causado à BR ou a terceiros, por ação ou omissão de seus
prepostos e/ou empregados, em decorrência da execução dos serviços previstos neste Contrato, observada
a cláusula vigésima de responsabilidade das partes.

3.17. Arcar com as indenizações ou reclamações oriundas de erros ou imperícias praticados na execução
dos serviços contratados e com os efeitos decorrentes da inobservância e/ou sua infração e de suas
subcontratadas do Contrato, de leis, de regulamentos ou posturas em vigor.

3.18. Arcar com quaisquer despesas relacionadas com prêmios de seguros, efetuados para proteção de seu
pessoal, de seus bens e de responsabilidade perante terceiros, vinculadas ao presente Contrato, em
observância à legislação em vigor.

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
5/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

3.18.1.Fica certo que na hipótese de não ser efetuado qualquer seguro ou serem insuficientes aqueles
contratados, a CONTRATADA arcará com todos os ônus decorrentes de eventuais sinistros, como se
segurados fossem.

3.19. Manter a BR livre e a salvo de toda e qualquer reclamação de indenização por perdas e danos ou
prejuízos de qualquer natureza que tenha sofrido ou causado a terceiros, em decorrência deste Contrato,
independentemente de haver ou não contratado seguro adequado e suficiente para tais circunstâncias.

3.20. Não divulgar nem fornecer, sob as penas da lei, dados e informações referentes aos serviços
realizados, nem os que lhe forem transmitidos pela BR, a menos que expressamente autorizada pela BR.

3.21. Cumprir o Cronograma Físico, previsto Anexo IV deste Contrato.

3.22. A CONTRATADA deverá elaborar, até 15 dias após a emissão da AUTORIZAÇÃO DE SERVIÇO, ou
da realização da ATA DE REUNIÃO DE ABERTURA, em comum acordo com a Fiscalização, um
Cronograma Físico detalhado do contrato, com base no Anexo IV, no mínimo no nível dos itens da Planilha
de Preços, que compreenda as tarefas semanais. Este Cronograma, após a aprovação da Fiscalização,
passará a ser parte integrante do Contrato, substituindo o Cronograma Físico constante no ANEXO IV. O
cronograma físico deverá ser atualizado (alteração da linha base) somente mediante solicitação da
FISCALIZAÇÃO.

3.22.1 O cronograma físico a ser entregue semanalmente, deverá integrar a documentação à ser
encaminhada para a Fiscalização como parte da aprovação dos serviços realizados.

3.23. A CONTRATADA deverá elaborar, até 15 dias após a emissão da AUTORIZAÇÃO DE SERVIÇO, ou
da realização da ATA DE REUNIÃO DE ABERTURA, um Cronograma Financeiro detalhado que
compreenda as tarefas semanais, no mínimo no nível dos itens da Planilha de Preços. O cronograma físico
deverá ser atualizado (alteração da linha base) somente mediante solicitação da FISCALIZAÇÃO.

3.23.1 O cronograma físico a ser entregue semanalmente, deverá integrar a documentação à ser
encaminhada para a Fiscalização como parte da aprovação dos serviços realizados.

3.24. Executar o controle de qualidade dos serviços em conformidade com o disposto nos Requisitos para o
Sistema de Qualidade na forma prevista na documentação técnica anexa a este Contrato ou, na sua
ausência, conforme exigido pela norma técnica aplicável.

3.25. Submeter à apreciação da FISCALIZAÇÃO, antes do início dos serviços, os documentos referentes ao
Sistema da Qualidade.

3.26. Fornecer, às suas expensas, todos os materiais, ferramentas, equipamentos e instrumentos


necessários às atividades de garantia da qualidade, inclusive os utilizados em teste de capacitação do seu
pessoal e para qualificação de pessoal e de procedimentos.

3.27. Implantar e manter, às suas expensas, durante todo o prazo contratual um sistema de garantia da
qualidade dos serviços contratados, obrigando-se ainda, com relação a este assunto, a:

a) Proceder, a todas as qualificações de operários especializados e dos processos de montagem e


soldagem dentro de critérios ditados pelas normas vigentes e expedir os respectivos certificados,
respondendo pelos custos de passagens, materiais e equipamentos utilizados na qualificação
centralizada de pessoal e procedimentos. A capacidade do pessoal a ser utilizado pela CONTRATADA

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
6/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

poderá ser comprovada através de testes, conforme roteiro de seleção/avaliação de pessoal aprovado
pela FISCALIZAÇÃO.

b) Executar ensaios não destrutivos adicionais, resultantes do aumento de amostragem em


decorrência de defeitos detectados nos serviços.

c) Executar ensaios e testes adicionais, sempre que a FISCALIZAÇÃO julgar necessário para
melhor comprovar a qualidade requerida para serviços, equipamentos ou materiais de fornecimento da
CONTRATADA.

3.28. Responsabilizar-se pelo cumprimento das leis e regulamentos pertinentes à proteção do meio
ambiente e à saúde pública, inclusive pela obtenção e manutenção válida de todas as licenças, autorizações
e estudos exigidos para o pleno desenvolvimento de suas atividades, devendo adotar, ainda, as medidas e
procedimentos cabíveis, a fim de afastar qualquer risco de dano que possa ser causado pelas atividades
que desenvolve.

3.29. É de exclusiva responsabilidade da CONTRATADA e seus representantes, independentemente de


culpa, as sanções impostas pelas normas ambientais e por todos e quaisquer danos causados ao meio
ambiente decorrentes do exercício de suas atividades ou sinistros de qualquer natureza, especialmente em
razão de defeitos, armazenamento ineficaz, má utilização ou conservação dos bens, produtos e
equipamentos de sua propriedade ou que estejam sob sua posse em razão de empréstimo, locação ou outra
forma negocial, ainda que transferidas a terceiros estranhos a este contrato.

3.30. A CONTRATADA deverá fornecer, mensalmente ou em periodicidade menor, sempre que solicitado
pela FISCALIZAÇÃO da BR, os elementos necessários à aprovação dos serviços executados.

3.31. As PARTES estabelecem que o presente CONTRATO não cria qualquer tipo de associação,
sociedade, mandato, agenciamento, consórcio e representação entre a CONTRATADA e a BR, sendo certo
que quaisquer valores exigidos judicialmente ou administrativamente da BR, em razão das atividades da
CONTRATADA, serão ressarcidos por esta, no prazo de 05 (cinco) dias corridos, a contar da sua
apresentação pela BR.

3.32. Responder exclusivamente pela supervisão, direção técnica e administrativa e mão-de-obra


necessária à execução dos serviços contratados.

3.33. A CONTRATADA far-se-á representar nos serviços, objeto deste Contrato por profissional habilitado,
devidamente registrado na correspondente entidade de classe, em caráter permanente, que dirigirá os
serviços durante todo o prazo contratual, respondendo pela direção técnica dos serviços e cujo nome,
acompanhado do respectivo currículo a ser submetido previamente à BR, para avaliação de sua capacidade
técnico-profissional.

3.33.1 O preposto e representante técnico da Contratada poderão ser a mesma pessoa desde que esta
reúna os poderes de representação e direção técnica requeridos.

3.33.2. Em caso de falta ou impedimento, o profissional representante da CONTRATADA deverá ser


substituído por um preposto, com amplos poderes para representá-la e cujo nome, com experiência e
capacidade técnico-profissional comprovadamente superior ou equivalente ao representante anterior.

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
7/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

3.34. Confiar os serviços a profissionais idôneos e habilitados e utilizar o mais alto nível da técnica atual. A
comprovação da capacidade do profissional, mediante a realização de testes de qualificação, conforme as
normas vigentes, poderá ser exigida pela BR, que terá o direito de acompanhá-los, se julgar necessário.

3.35. Apresentar à FISCALIZAÇÃO uma relação nominal de todos os empregados que executarão os
serviços bem como comunicar, por escrito, qualquer alteração ocorrida nesta relação.

3.36. Manter seus empregados uniformizados, identificados pelo nome e logotipo da CONTRATADA
estampado no uniforme, utilizando os equipamentos de proteção individual (E.P.I).

3.37. Obrigar seu pessoal, quando nas instalações da BR ao uso ostensivo de crachás de identificação
fornecidos pela BR, os quais serão devolvidos ao término do Contrato ou retirada do empregado das
atividades relacionadas com o presente Contrato.

3.38. Sempre que solicitado pela FISCALIZAÇÃO, a CONTRATADA deverá apresentar o currículo dos
profissionais designados para os serviços contratados, para comprovar a experiência em serviços da
mesma natureza do objeto deste Contrato.

3.39. Submeter à apreciação da FISCALIZAÇÃO, antes do início dos serviços, a previsão de mobilização e
desmobilização de seu pessoal, inclusive de supervisão e de inspeção, em função do cronograma
contratual.

3.40. Apresentar, para aprovação da FISCALIZAÇÃO, o horário de execução dos serviços e, com
antecedência mínima de 24 (vinte e quatro) horas, todas as alterações a este referente.

3.41. Respeitar e fazer seu pessoal respeitar a legislação sobre Segurança, Meio Ambiente e Saúde e sua
regulamentação, as disciplinas, regulamentos e normas da BR, em vigor no local de execução dos serviços.

3.42. Observar todos os procedimentos, políticas, diretrizes e normas relacionadas à Segurança da


Informação da Petrobras Distribuidora.

3.43. Agir com probidade na execução dos serviços contratados, observando as cláusulas constantes do
Código de Ética do Sistema Petrobras, obrigando-se, desde já, a conhecer e respeitar.

3.44. Afastar imediatamente da execução dos serviços contratados, mediante iniciativa própria ou por
solicitação da FISCALIZAÇÃO da BR, qualquer empregado ou preposto que revele inaptidão para o serviço
e/ou crie embaraço às atividades da BR.

3.45. A CONTRATADA terá responsabilidade integral perante a BR pelo cumprimento das obrigações
contratuais, não sendo esta responsabilidade de forma alguma diminuída ou dividida pela eventual
participação de terceiros, por ele contratados, na execução do objeto deste contrato.

3.46. Cumprir o horário de trabalho acordado com a FISCALIZAÇÃO, quando prestando serviços nas
instalações da BR.

3.46.1. Os serviços prestados em horário extraordinário para cada etapa dos serviços devem ser
programados com antecedência adequada, mediante prévia autorização da FISCALIZAÇÃO.

3. 47. Arcar com os encargos e despesas, decorrentes de alojamento, alimentação, transporte, assistência
médica e de pronto-socorro, que forem devidos ao seu pessoal, em quaisquer circunstâncias.

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
8/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

3.48. Providenciar quando necessário, no prazo de até 30 (trinta) dias, contados da data de início do prazo
contratual, a matrícula da obra de construção civil, objeto deste Contrato, no Cadastro Específico do INSS
(CEI), junto ao Instituto Nacional do Seguro Social, na forma da legislação em vigor.

3.49. A CONTRATADA declara que é, para todos os efeitos deste CONTRATO, única e exclusiva
empregadora, razão pela qual todas as verbas trabalhistas e indenizatórias que porventura a BR venha a
responder, em razão dos funcionários e prepostos da CONTRATADA deverão serão ressarcidas pela
CONTRATADA, no prazo de 05 (cinco) dias corridos, a contar da sua apresentação pela BR, sem prejuízo
de eventuais penalidades aplicáveis à CONTRATADA em face de tais atos.

3.50. Responder, mesmo após o término contratual, pelos débitos trabalhistas, previdenciários, tributários e
demais encargos relativos aos seus empregados e prepostos que estiverem prestando serviços à BR,
devendo efetuar seguro aos empregados utilizados na execução dos serviços contratados contra o risco de
acidente de trabalho.

3.51. Caberá à CONTRATADA manter válida e vigente a CNDT no decorrer da vigência contratual e
apresentar mensalmente à Fiscalização da BR, documento que comprove o pagamento de todos os débitos
trabalhistas e encargos afins que por lei ou por livre acordo a CONTRATADA tenha a obrigação de recolher
no período, tais como o comprovante de recolhimento do FGTS de seus empregados e o comprovante de
regularidade perante o INSS.

3.52. Apresentar mensalmente à FISCALIZAÇÃO da BR, documento que comprove o pagamento de todos
os débitos trabalhistas e previdenciários que por lei ou por livre acordo a CONTRATADA tenha a obrigação
de recolher no período, tais como e exemplificativamente o comprovante de recolhimento do Fundo de
Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) de seus empregados e o comprovante de regularidade perante o
Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Obriga-se ainda a elaborar a manter atualizados os perfis
profissiográficos previdenciários de seus empregados, consoante o disposto no Decreto 4.032/01.

3.53. A comprovação de pagamento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e do Instituto
Nacional do Seguro Social (INSS) dos empregados da CONTRATADA, nos moldes do estabelecido acima,
deverá vir acompanhada da Relação dos Empregados (RE) que prestam ou prestaram serviços descritos no
presente CONTRATO para a BR, informando os respectivos salários e recolhimentos através do aplicativo
Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social (SEFIP). A
CONTRATADA ainda deverá comunicar à BR, por escrito, acerca de qualquer alteração ocorrida nesta
relação.

3.54. Na hipótese de a CONTRATADA se tratar de cooperativa ou autônomo ficará obrigada a apresentar a


inscrição e recolhimentos mensais efetuados junto ao INSS dos cooperativados utilizados na prestação de
serviços ou do autônomo, conforme o caso. A demonstração de regularidade desses comprovantes será
condicionante para o pagamento.

3.55. Ocorrendo o descumprimento do estabelecido nos itens 3.52, 3.53, 3.54, a BR estará autorizada a
reter os pagamentos devidos pela prestação dos serviços estipulados neste CONTRATO à CONTRATADA,
retenção esta que perdurará até que a CONTRATADA apresente os comprovantes de regularidade fiscal à
FISCALIZAÇÃO da BR.

3.56. Discriminar, obrigatoriamente, dentre os empregados utilizados na prestação dos serviços ora
contratados, aqueles empregados alocados na sua execução que tenham realizado atividade que ensejam
aposentadoria especial, nos termos da Lei nº. 10.666, de 08 de maio de 2003, e INSS 87/2003.

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
9/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

3.57. Apresentar, sempre que solicitadas, à FISCALIZAÇÃO da BR, as carteiras profissionais atualizadas
de empregados utilizados na execução dos serviços contratados.

3.58. Fornecer todos os equipamentos de construção e montagem, máquinas, veículos, combustíveis,


lubrificantes, ferramentas, utensílios, materiais de consumo, equipamentos de proteção individual, móveis e
materiais de escritório, conforme definido na Especificação dos Serviços – Anexo I, a este Contrato, bem
como qualquer outro componente necessário à execução dos serviços.

3.59. Apresentar à FISCALIZAÇÃO a relação de todos os materiais, ferramentas e equipamentos que


deverão compor o seu Canteiro de Obra, para fins de saída de materiais, ferramentas e equipamentos,
quando necessário.

3.60. Manter instalações adequadas, de acordo com os padrões estabelecidos pela FISCALIZAÇÃO, com
suficientes recursos técnicos, inclusive de pessoal especializado, para poder prestar assistência rápida e
eficiente ao seu equipamento, providenciando, às suas expensas, combustíveis, lubrificantes, materiais de
consumo e peças de reposição para esse fim, de modo a não prejudicar o bom andamento dos serviços.
Tais instalações, com expressa autorização prévia da BR, poderão ser feitas no canteiro da Obra.

3.61. Fornecer todos os materiais e/ou equipamentos, com exceção daqueles cujo fornecimento seja
encargo da BR, com requisitos de qualidade, utilidade, resistência e/ou segurança recomendados pelas
normas aplicáveis.

3.62. Apresentar, sempre que for exigida pela FISCALIZAÇÃO, amostra de qualquer material a ser
empregado nos serviços.

3.63. Providenciar a colocação de todos os materiais, equipamentos e instrumentos sob sua


responsabilidade de fornecimento no local da obra, no prazo acordado com a FISCALIZAÇÃO, compatível
com as exigências para inspeção de recebimento, visando não comprometer o cronograma dos serviços.

3.64. Proceder à retirada de suas máquinas, equipamentos e instalações do canteiro de obra, às suas
expensas, após o término dos serviços ou rescisão do Contrato, ou ainda aqueles que tenham sido
recusados, no prazo fixado pela FISCALIZAÇÃO, findo o qual, após a devida notificação à CONTRATADA,
a BR fica com o direito de promover sua retirada, como lhe convier, e debitando as respectivas despesas à
CONTRATADA, com o que cessará qualquer responsabilidade da BR por perdas, danos, furtos ou
extravios.

3.65. Responsabilizar-se pela correta utilização, guarda e conservação dos materiais, equipamentos,
ferramentas, máquinas, veículos e/ou instalações, fornecidos pela BR, bem como ressarcir, pelo valor
atualizado, eventuais extravios, danos ou depreciações não relacionadas com a execução do presente
Contrato.

3.66. Carregar, transportar e descarregar os materiais e equipamentos necessários à execução do presente


Contrato.

3.67. Submeter à aprovação da BR, antes do início dos serviços, os procedimentos de elevação de carga
dos principais equipamentos, definidos pela BR.

3.68. Aplicar os materiais, cujo fornecimento seja encargo da BR.

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
10/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

3.69. Devolver todo o material excedente, cujo fornecimento tenha sido da BR devidamente identificado.

3.70. Responsabilizar-se pela perda de materiais provenientes de requisição com descrição imperfeita, de
aplicação inadequada ou não autorizada pela FISCALIZAÇÃO.

3.71. Garantir a qualidade e perfeição dos materiais, equipamentos e demais elementos fornecidos,
respondendo na forma da Lei, por quaisquer defeitos decorrentes da execução dos serviços objeto do
presente Contrato.

3.72. Comprar, desde que solicitado, material que, eventualmente, venha a faltar durante a execução dos
serviços, e cuja responsabilidade no fornecimento caiba à BR.

3.73. Disponibilizar previamente à FISCALIZAÇÃO o cumprimento das condicionantes, tanto do canteiro


quanto da obra as licenças junto às repartições competentes, necessárias para instalação do canteiro de
obra ou das adaptações eventualmente necessárias no local fornecido pela BR.

3.74. Instalar um canteiro de obras ou fazer as adaptações eventualmente necessárias no local fornecido
pela BR, conforme definido na Especificação dos Serviços – Anexo I, deste Contrato, tais como instalações
de banheiros, vestiários e área de alimentação para os funcionários, conforme previsto ou necessário para
cada caso ou tipo de obra.

3.75. Submeter à aprovação prévia da BR o projeto de suas instalações provisórias de ar, água e
eletricidade.

3.76. Executar e manter, sob sua responsabilidade, os serviços internos de sinalização e proteção,
referentes aos serviços objeto deste Contrato.

3.77. Manter as áreas do canteiro de obras e das diversas frentes de trabalho constantemente limpas e
desimpedidas, removendo todos os resíduos oriundos da obra tais como sobras de materiais existentes,
sucatas de ferro e outros, e executar os serviços de drenagem e regularização do terreno, que forem
necessários.

3.78. Submeter a apreciação da FISCALIZAÇÃO, antes mesmo do início da instalação do canteiro de obra,
o Plano de Gerenciamento de Resíduos (PGR), bem como os certificados de destinação referente à obra,
mesmo que sejam resíduos não perigosos (lixo, entulho, lâmpada, efluente sanitário e etc.).

3.79. Providenciar as necessárias ligações de água, ar comprimido e energia elétrica, das redes da BR até o
local dos serviços, orientado pela FISCALIZAÇÃO, inclusive o abaixamento para as tensões de uso e suas
distribuições, conforme previsto na Especificação dos Serviços – Anexo I, deste Contrato. Quando não
previstas como de obrigação da BR providenciar o abastecimento de água, eletricidade, ar comprimido e
outras utilidades necessárias à execução dos serviços objeto do Contrato.

3.80. Executar, às suas expensas, linhas provisórias para testes, drenagem e pré-operação dos sistemas
cuja montagem e/ou fornecimento estejam incluídos no objeto do Contrato, conforme previsto na
Especificação dos Serviços – Anexo I, deste Contrato.

3.81. Permitir que terceiros executem em seu canteiro de obra, durante a execução deste Contrato, outros
serviços expressamente indicados pela BR, que diligenciará para que a sua execução não colida e nem
cause atrasos ou danos aos serviços a cargo da CONTRATADA.

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
11/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

3.81.1. A permissão ora concedida não servirá de pretexto à CONTRATADA para justificar inadimplemento
de cláusulas ou condições do presente Contrato, especialmente quanto às que se referem a prazos e
preços, a menos que a CONTRATADA comprove e a BR reconheça que a intervenção de terceiros foi à
causa de tal inadimplemento.

3.82. Executar, quando necessário, serviços topográficos, em absoluta conformidade com os detalhes do
projeto fornecido pela BR.

3.83. Colocar em local visível da Obra placa da empresa com nome do Responsável Técnico e o número de
sua inscrição no CREA.

3.84. Fornecer aparelhos intercomunicadores para utilização no acompanhamento dos serviços, com faixa
de operação que não interfira com os utilizados pelo serviço local de telecomunicações da BR, e cuja
freqüência seja compatível com as dos aparelhos utilizados pela FISCALIZAÇÃO, submetendo-os
previamente à apreciação da FISCALIZAÇÃO.

3.85. Apresentar até 30 (trinta) dias após a assinatura do Contrato, cópia de todos os acordos firmados com
todos os municípios que sejam contemplados com obras e/ou serviços e/ou fornecimento de
equipamentos objeto deste Contrato, em relação ao recolhimento de todos os tributos relativos ao presente
instrumento contratual.

3.86. Após a assinatura do instrumento contratual a CONTRATADA deverá examinar e enviar a legislação
do ISS do local onde serão executados os serviços.

3.87. No caso de o pagamento do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) estar sob a
responsabilidade da CONTRATADA, esta se obriga a encaminhar cópia quitada e autenticada da guia de
pagamento correspondente, junto com o BOLETIM DE MEDIÇÃO DE SERVIÇOS referente ao mês
subseqüente, sob pena de a fatura correspondente a este boletim ficar retida até a quitação do imposto em
pauta.

3.88. Registrar nas cópias de projetos fornecidos pela BR as modificações efetuadas no decorrer dos
serviços, de forma a mantê-las atualizadas "como construído" e apresentar à FISCALIZAÇÃO as referidas
cópias com as anotações, sempre que solicitado.

3.89. Preencher, mensalmente, o Anexo V – “Check-List” para verificação de itens de SMS para contratadas
dentro das instalações da BR.

3.90. A CONTRATADA deve se abster de utilizar, em todas as atividades relacionadas com a execução
deste instrumento, mão-de-obra infantil, nos termos do inciso XXXIII do artigo 7º da Constituição da
República, nem utilizar mão-de-obra em condição análoga à de escravo, bem como, fazer constar cláusula
específica nesse sentido nos contratos firmados com os fornecedores de seus insumos e/ou prestadores de
serviços, sob pena de multa ou rescisão deste Contrato, sem prejuízo da adoção de outras medidas
cabíveis.

3.91. A CONTRATADA não poderá promover no recrutamento e na contratação da sua força de trabalho
qualquer tipo de discriminação, seja em virtude de cor/raça/etnia, idade, sexo, estado civil, orientação sexual
e de posição política, ideológica, filosófica e/ou religiosa, ou por qualquer outro motivo, sob pena de extinção
do CONTRATO, independentemente das penalidades que lhe forem aplicáveis;

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
12/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

3.91.1 A CONTRATADA envidará os maiores esforços para: (i) promover a diversidade humana e cultural,
(ii) combater a discriminação de qualquer natureza, (iii) contribuir para o desenvolvimento sustentável, para
a redução da desigualdade social e (iv) estimular a equidade de raça/etnia e gênero.

3.92. A CONTRATADA deverá requerer todos os procedimentos e normas relacionadas à Segurança da


Informação da BR, bem como ao Código de Ética do Sistema Petrobras, obrigando-se, desde já, a conhecer
e respeitar.

3.93 – A CONTRATADA não poderá manter, durante a execução do contrato, administrador ou sócio com
poder de direção que seja cônjuge, companheiro(a) ou parente em linha reta ou colateral, por
consanguinidade ou afinidade, até o terceiro grau, de empregado(a) da BR detentor(a) de função de
confiança: (i) que autorizou a contratação; (ii) que assinou o contrato; (iii) responsável pela demanda; (iv)
responsável pela contratação; (v) hierarquicamente imediatamente superior ao responsável pela demanda;
(vi) hierarquicamente imediatamente superior ao responsável pela contratação.

3.93.1 – O descumprimento da obrigação acima acarretará multa ou rescisão contratual.

3.94 – A CONTRATADA não poderá utilizar, na execução dos serviços, objeto deste Contrato, profissional
que seja cônjuge, companheiro(a) ou parente em linha reta ou colateral, por consanguinidade ou afinidade,
até o terceiro grau de empregado da BR detentor(a) de função de confiança: (i) que autorizou a contratação;
(ii) que assinou o contrato; (iii) responsável pela demanda; (iv) responsável pela contratação; (v)
hierarquicamente imediatamente superior ao responsável pela demanda; (vi) hierarquicamente
imediatamente superior ao responsável pela contratação.

3.94.1 – O descumprimento da obrigação acima acarretará multa ou rescisão contratual.

3.95. A CONTRATADA se obriga, sempre que solicitado pela BR, a emitir uma declaração por escrito de
que cumpriu ou vem cumprindo a exigência contida nos itens 3.91, 3.92, 3.93 e 3.94.

3.96. Caso ocorra acidente grave ou fatal com qualquer empregado da CONTRATADA alocado na
prestação dos serviços objeto deste CONTRATO, durante sua vigência, a CONTRATADA deverá:

3.96.1. Comunicar o acidente de forma imediata à FISCALIZAÇÃO, para as providências legais.

3.96.2. Providenciar para que, com a máxima urgência, os familiares sejam notificados do ocorrido,
fornecendo o devido apoio social.

3.96.3. Instituir formalmente, uma Comissão de Investigação, em até 48 (quarenta e oito) horas após o
acidente, para, no prazo máximo de 15 (quinze) dias, identificar as causas e elaborar Relatório
recomendando medidas que se façam necessárias para evitar acidentes semelhantes.

3.96.4. O Relatório deverá conter, no mínimo, as seguintes informações relativas ao acidente:

a) Descrição;

b) Local preciso;

c) Dados relativos às pessoas acidentadas;

d) Causas básicas e imediatas.

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
13/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

3.97. Garantir à Comissão de Investigação autoridade e autonomia suficientes para conduzir as


investigações sem quaisquer restrições.

3.98. Divulgar, somente após a conclusão dos trabalhos da Comissão de Investigação, e quando solicitado
pela FISCALIZAÇÃO, os resultados do Relatório, de modo a repassar a experiência no acidente a outras
empresas contratadas.

3.100. Garantir os serviços realizados pelo período mínimo estabelecido na legislação brasileira,
independentemente do encerramento contratual.

4. OBRIGAÇÕES DA BR

4.1. Fornecer as especificações, instruções e localizações que se fizerem necessárias para a execução
completa dos serviços.

4.2. Atender ao que for estabelecido como obrigações da BR na Especificação de Serviços – Anexo I e seus
anexos.

4.3. Emitir a AUTORIZAÇÃO DE SERVIÇO E/OU ATA DE REUNIÃO DE ABERTURA.

4.4. Notificar, por escrito, a CONTRATADA, fixando-lhe o prazo, para corrigir erros, defeitos ou
irregularidades encontrados na execução dos serviços.

4.5. Notificar, por escrito, a CONTRATADA, da aplicação de eventual multa, de notas de débito e da
suspensão da prestação de serviços.

4.6. Proceder a medição dos serviços executados, na forma da Cláusula Oitava– Medição, deste Contrato.

4.7. Efetuar os pagamentos devidos pela realização dos serviços neste Contrato.

4.8. Fornecer, quando de obrigação da BR, as utilidades, conforme definido na Especificação dos Serviços –
Anexo I, deste Contrato.

4.9. Delimitar, quando necessário, uma área para instalação do canteiro de obras da CONTRATADA.

4.10. Fornecer, em tempo hábil e de acordo com o previamente estabelecido com a CONTRATADA, nas
áreas de armazenagem indicadas pela FISCALIZAÇÃO, os materiais e equipamentos cujo fornecimento
seja da BR.

4.11. Colaborar com a CONTRATADA, quando solicitada, no estudo e interpretação dos projetos em
execução, fornecendo os elementos adicionais que reconhecidamente se fizerem necessários à
compreensão dos projetos.

4.12. Informar à CONTRATADA sobre quaisquer alterações de horários e rotinas de serviço.

5. PRAZO

5.1. O contrato possui prazo de validade descrito no item 19 das Condições Especiais, podendo ser
automaticamente extinto após a assinatura do Termo de Recebimento Definitivo (TRD).

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
14/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

5.2. O prazo para execução dos serviços objeto do presente Contrato está especificado no item 19 das
Condições Especiais.

5.3. Serão acrescidos aos prazos referidos no item 5.2 os dias de paralisação dos serviços por causas que
independam da vontade ou do controle da CONTRATADA, verificados e aceitos pela FISCALIZAÇÃO.

5.3.1. Serão acrescidos ao prazo indicado no item 5.2 os dias em que os serviços estiverem paralisados
devido às chuvas e suas consequências, capazes de, comprovadamente, influir no andamento dos serviços,
desde que registrados no RELATÓRIO DIÁRIO DE OBRAS e reconhecidos pela FISCALIZAÇÃO.

5.3.2. Serão acrescidos aos prazos referidos no item 5.2 os dias de paralisação decorrentes de solicitações
feitas pela BR, que, comprovadamente, afetem o andamento dos serviços, ou decorrentes de atrasos no
fornecimento de materiais de responsabilidade da BR, desde que essas ocorrências sejam comunicadas,
por escrito, pela CONTRATADA.

5.4. Não caberá qualquer extensão do prazo de execução dos serviços como decorrência da adoção, por
parte da BR, de medida prevista no item 10.1.6 da Cláusula Décima deste Contrato.

5.5. Se a BR verificar, a qualquer tempo, que o andamento dos serviços não permitirá a sua execução no
prazo previsto no Cronograma, consideradas as prorrogações de prazo previstas, por culpa exclusiva da
CONTRATADA, poderá exigir, e esta se obriga a atender, o emprego de mais mão-de-obra, bem como a
execução de serviços em horas extras e/ou a utilização de equipamentos adicionais, tanto quanto for
necessário, de modo a eliminar o atraso e permitir a conclusão dos serviços na data prevista, sem que isto,
no entanto, implique qualquer alteração dos preços contratuais.

5.5.1. O fato de a BR não usar os direitos previstos no item 5.4 desta Cláusula, não constituirá, em hipótese
alguma, motivo de alegação pela CONTRATADA para se eximir da responsabilidade de executar os
serviços no prazo contratual previsto e/ou das cominações legais e contratuais a que estiver sujeita.

5.6. O término contratual não importará na ineficácia das cláusulas de foro, responsabilidade trabalhista,
fiscal, ambiental, propriedade de resultados, confidencialidade e garantia, que restarão vigentes pelos
prazos nelas estabelecidos ou pelos prazos prescricionais legalmente previstos.

6. VALOR E FORMA DE PAGAMENTO

6.1. O valor global do contrato encontra-se definido no item 22 das Condições Especiais sendo meramente
estimativo e, portanto, não confere à CONTRATADA o direito ao seu exaurimento, sendo fixado tão
somente com a finalidade de destaque para custeio interno da BR ao presente CONTRATO, através da
rubrica orçamentária indicada no item 14 das Condições Especiais, não cabendo à CONTRATADA o direito
a qualquer reclamação ou indenização.

6.2. O valor real a ser pago à CONTRATADA será aquele referente aos serviços que forem efetivamente
executados, concluídos e aceitos pela FISCALIZAÇÃO da BR, conforme PLANILHA DE PREÇOS - Anexo
II do presente Contrato, tendo por base o cronograma físico-financeiro previsto.

6.3. A aprovação, pela BR, da PLANILHA DE PREÇOS que integra a proposta da CONTRATADA, não
justificará qualquer alteração do preço global contratual, ainda que tal documento seja omisso em relação a
qualquer serviço ou inexato quanto às quantidades dos serviços indispensáveis à fiel execução deste
Contrato.
CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830
“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
15/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

6.4. O preço dos serviços não previstos neste Contrato, mas necessários a sua execução, deverá ser objeto
de ajuste prévio entre as PARTES contratantes e formalizadas através de Aditivo contratual, desde que
comprovado que seus valores são consentâneos com os de mercado.

6.5. No valor global deste Contrato estão compreendidos todas as despesas com mão-de-obra, seguros,
custos, insumos, supervisão, administração, tributos, licenças, emolumentos fiscais, despesas, inclusive
quaisquer adicionais relativos à remuneração de seu pessoal, exceto as reembolsáveis, quando previstas,
bem como as demais obrigações legais que incidam direta ou indiretamente na prestação dos serviços,
inclusive lucro, necessários à sua perfeita execução, até o término do Contrato, não cabendo, pois,
quaisquer reivindicações de revisão de preços, seja a que título for.

6.6. Os custos referentes à mão-de-obra refletem os preços atualizados no mês da proposta, não cabendo,
portanto, nenhuma reivindicação salarial por conta de acordos, convenções, dissídios ou reenquadramento
sindical ocorridos no curso da contratação.

6.7. Os recursos financeiros necessários à cobertura deste Contrato estão devidamente equacionados e
assegurados especificamente no orçamento do exercício corrente e previstos nos seguintes para cobrir o
período de execução total do objeto contratual.

6.8.. A CONTRATADA deverá, a critério da BR, comprovar o pagamento do adicional de periculosidade aos
seus empregados, se os serviços exigirem o pagamento deste valor.

6.9. Quando necessária à alteração do valor contratual, nas mesmas condições contratuais, os acréscimos
nos serviços contratados, solicitados pela BR, por acordo entre as PARTES, será observado o limite de 25%
(vinte e cinco por cento) do valor inicial do contrato.

6.10. O contrato poderá ser alterado mediante acordo entre as PARTES, principalmente nos seguintes
casos:

a. Quando houver modificação do projeto ou das especificações para melhor adequação técnica
aos seus objetivos;

b. Quando conveniente a substituição de garantia de cumprimento das obrigações contratuais;

c. Quando necessária a modificação do regime ou modo de realização do Contrato, em face de


verificação técnica da inaplicabilidade dos termos contratuais originários;

d. Quando seja comprovadamente necessária a modificação da forma de pagamento, por


imposição de circunstâncias supervenientes, respeitados o valor do Contrato.

6.11. Os pagamentos devidos serão efetuados mensalmente pela BR por meio de um único documento de
cobrança, em nome da CONTRATADA, cujo vencimento dar-se-á no 30º (trigésimo) dia contado da data
final do período de medição, desde que a CONTRATADA apresente até o dia 10 (dez) do mês seguinte ao
período de medição, os documentos de cobrança (nota fiscal e/ou fatura) indispensáveis à regularidade do
pagamento.

6.11.1. Caso a CONTRATADA entregue os documentos de cobrança em prazo posterior ao estipulado no


item 6.11 ou com incorreção/incompletos, a data de vencimento do boleto bancário será postergada por

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
16/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

tantos dias quantos corresponderem ao atraso na entrega dessa documentação, sem que seja devida uma
nova atualização de preços.

6.11.2. Em caso de Pool deverá ser apresentado um documento de cobrança (Nota Fiscal e/ou Fatura)
específico, com o texto preenchido conforme detalhado no Anexo VII – Instrução de Faturamento.

6.11.2.1. Este documento de cobrança deverá ser apresentado até o dia 10 (dez) do mês seguinte ao
período de medição, para avaliação da FISCALIZAÇÃO da BR e posterior encaminhamento às demais
Companhias participantes do referido Pool.

6.12. Nenhum faturamento da CONTRATADA será processado sem que tenha sido previamente emitido o
respectivo BOLETIM DE MEDIÇÃO DE SERVIÇOS.

6.13. A cobrança das despesas de viagem, levantamento topográfico, sondagem e outros, quando previstas
neste Contrato, serão efetuados mediante apresentação de recibos, desde que tipificadas como despesas
acessórias e tenham sido previamente solicitadas e autorizadas pela BR, não estando embutidas no preço.

6.13.1. A BR auditar as despesas incorridas, detendo a prerrogativa de desconsiderar despesas fora


dos parâmetros de reembolso.

6.14. A CONTRATADA quando da emissão da Nota Fiscal de Serviços, deverá acrescentar as notas fiscais
de aquisição das máquinas e equipamentos para fins de comprovação dos gastos e correta composição do
imposto devido.

6.15. Não há remuneração pelo prazo de pagamento dos documentos de cobrança.

6.16. Após aprovação do BOLETIM DE MEDIÇÃO DE SERVIÇOS, pelo fiscal a CONTRATADA deverá
encaminhar os documentos de cobrança, em 02 (duas) vias, ao Protocolo da BR, indicado no item 21 das
Condições Especiais.

6.17. Os valores dos preços básicos e do reajustamento, quando previsto, deverão constar de modo
destacado no BOLETIM DE MEDIÇÃO DE SERVIÇOS.

6.18. Nos documentos de cobrança deverão constar obrigatoriamente, além da data de assinatura do
instrumento contratual, as seguintes informações:

a. Número do instrumento contratual, e aditivo, quando houver;

b. Período da execução dos serviços ou evento e o número do BOLETIM DE MEDIÇÃO DE


SERVIÇOS;

c. Nome e código do banco;

d. Agência, código e conta-corrente.

6.19. A CONTRATADA deverá apresentar à BR, junto a documentação de medição, até o dia 15 #10# de
cada mês, sob pena de suspensão imediata dos pagamentos, os seguintes documentos, com exceção do
referente ao item 6.24.2, quando houver retenção, em favor do INSS, pela BR:

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
17/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

6.19.1. Cópia da folha de pagamento específica dos empregados que estiverem envolvidos na execução
dos serviços contratados, devidamente quitada, referente ao mês de competência anterior ao da execução
dos serviços, indicando no cabeçalho o número deste Contrato.

6.19.2. Cópia autenticada da Guia da Previdência Social (GPS), devidamente quitada, referente ao mês de
competência anterior ao da execução dos serviços, referente a todos os empregados da CONTRATADA em
atuação na execução do Contrato.

6.19.3. Declaração, conforme modelo Anexo VI deste Contrato, de que possui escrituração contábil, firmada
pelo contador responsável da CONTRATADA, e que os valores ora apresentados encontram-se
devidamente contabilizados.

6.19.4. Cópia da Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço devidamente quitada,
referente ao mês de competência anterior ao da execução dos serviços e informações à Previdência Social
(GFIP), específica para este Contrato, juntamente com o recibo de entrega da mesma, devidamente
autenticada, indicando o número e a denominação da matrícula CEI cadastrada para estes serviços. Caso
não seja exigido matrícula CEI para os referidos serviços pela legislação em vigor, deverá ser indicada a
Razão Social da BR e o CNPJ do tomador dos serviços.

6.19.5. Caso ocorra paralisação da obra a CONTRATADA deverá fornecer cópia da GFIP negativa.

6.19.6. Cópia da Certidão Negativa Conjunta Federal para fins de comprovação de regularidade da
contribuição previdenciária.

6.20. Quando da emissão do BOLETIM DE MEDIÇÃO DE SERVIÇOS final, além da apresentação dos
documentos indicados nos itens anteriores, deverão ser apresentados até 3 (três) dias úteis antes do
vencimento do documento de cobrança, aqueles referentes ao mês da medição final, e, ainda, a baixa da
obra no CEI e apresentação da respectiva Certidão Negativa Conjunta Federal para fins de comprovação de
sua regularidade com suas contribuições previdenciárias.

6.21. Fica assegurado à BR o direito de deduzir do pagamento devido à CONTRATADA, por força deste
Contrato ou em outro contrato mantido com a BR, comunicando-lhe, em qualquer hipótese, a decisão, com
antecedência de cinco dias úteis, por escrito, importâncias correspondentes a:

6.21.1. Todos os débitos a que tiver dado causa, notadamente multas de qualquer espécie e os decorrentes
de obrigações tributárias, previdenciárias e trabalhistas, acrescidos de consectários;

6.22.2. Despesas relativas à correção de falhas;

6.22.3. Dedução relativa a insumos de sua responsabilidade não fornecidos;

6.22.4. Utilização de materiais ou equipamentos da BR cujo fornecimento seja obrigação da


CONTRATADA.

6.22.5 – Caso a BR realize retenções/deduções nas faturas da CONTRATADA que, posteriormente,


verifiquem-se incorretas ou em desacordo com o determinado neste Contrato, os valores incorretamente
retidos deverão ser devolvidos no prazo de 05 (cinco) dias úteis, contados da conclusão do procedimento
interno da BR que reconhecer a realização de retenções/deduções indevidas, atualizado monetariamente
com base no IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), pro rata die;

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
18/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

7. REAJUSTAMENTO DE PREÇOS

7.1. Os preços contratuais serão reajustados, anualmente, na data base descrita no item 18 das Condições
Especiais, para mais ou para menos.

7.2. Nos cálculos de reajustamento anual dos preços contratuais utilizar-se-ão os índices referentes ao mês
anterior ao do reajuste, ainda que não publicados, mas já dados a conhecer pelo órgão competente.

7.3. Havendo atraso na divulgação de pelo menos um dos índices componentes da fórmula de
reajustamento, será utilizado, a título provisório, o último fator de reajustamento definitivo já conhecido.
Eventuais diferenças serão pagas ou compensadas por ocasião do pagamento de quaisquer documentos de
cobrança posteriores, quando existentes, ou pelos meios adequados à satisfação desse eventual crédito ou
débito.

7.4. O pagamento de eventual complemento de reajuste, devido a não disponibilidade de índices por
ocasião da emissão do BOLETIM DE MEDIÇÃO DE SERVIÇOS, será efetuado juntamente com o
pagamento do principal.

7.5. O valor inicial e de reajuste de preço, deverão constar de modo destacado, em um único documento de
cobrança.

7.6. A CONTRATADA realizará o cálculo dos reajustamentos, apresentando seu resultado para aprovação
da FISCALIZAÇÃO.

7.7. O reajustamento não atingirá os serviços executados até o período de medição do mês anterior ao
aniversario do contrato. O cálculo pró-rata para os dias contados do aniversário do contrato até o final do
mês correspondente deverá ser calculado da seguinte forma:

= (1 + ) −1

Onde:

• = á
• =
• = º = 30 – ( á )

7.8. Todos os cálculos parciais da fórmula de reajustamento deverão ser feitos sem limitação do número de
casas decimais (ponto flutuante) e sem arredondamento, sendo que as divisões deverão preceder as
multiplicações, considerando-se, somente para o valor final do fator de reajustamento, 4 (quatro) casas
decimais, sem arredondamento.

7.9. O primeiro reajustamento de preço previsto nesta cláusula somente ocorrerá após o primeiro ano de
vigência deste contrato.

7.9.1. É nula de pleno direito e não surtirá nenhum efeito a aplicação da cláusula de reajustamento em
período inferior a um ano.

8. MEDIÇÃO
CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830
“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
19/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

8.1. A BR procederá, por intermédio da FISCALIZAÇÃO, a medição dos serviços executados, reunindo os
resultados encontrados em BOLETIM DE MEDIÇÃO DE SERVIÇOS, assinado por ambas as PARTES, e
entregue à CONTRATADA até dia 5º (quinto) dia útil do mês subsequente ao período de medição dos
serviços para fins de apresentação dos documentos de cobrança.

8.2. O período de medição dos serviços a ser considerado é do dia 1 (um) até o dia 30 (trinta) do mês de
competência.

8.3. Os serviços registrados no BOLETIM DE MEDIÇÃO DE SERVIÇOS poderão ser rejeitados pela BR a
qualquer momento, caso constatado alguma irregularidade sendo obrigação da CONTRATADA refazê-lo.

8.4. A CONTRATADA deverá acompanhar as medições ou avaliações procedidas pela BR, oferecendo, na
oportunidade, as impugnações ou considerações que julgar necessária, as quais serão submetidas à
apreciação e julgamento da BR.

8.5. A assinatura da CONTRATADA por seu representante junto a BR implicará no reconhecimento da


exatidão do BOLETIM DE MEDIÇÃO DE SERVIÇOS, para efeito de faturamento.

8.6. O BOLETIM DE MEDIÇÃO DE SERVIÇOS será conforme modelo a ser fornecido pela BR e deverá
conter, no mínimo, todos os itens contidos na Planilha de Preços.

9. MULTAS

9.1. Em caso de não cumprimento, por parte da CONTRATADA, das exigências da FISCALIZAÇÃO da BR,
dentro do prazo por esta fixado, a BR poderá aplicar à CONTRATADA, através de notificação por escrito e
sem prejuízo do disposto no item 9.6 ou do 14.1. deste Instrumento, as seguintes multas:

9.1.1. Pelo atraso no cumprimento do prazo contratual, indicado no item 5.2 do presente Contrato, 0,2%
(dois décimos por cento), por dia, sobre o valor do saldo não realizado do Contrato;

9.1.2. Pelo atraso no cumprimento dos prazos parciais, estabelecidos no Cronograma detalhado elaborado
pela CONTRATADA, 0,02% (dois centésimos por cento), por dia, sobre o valor estabelecido no item da
Planilha de Preços correspondente à etapa em atraso;

9.1.3. Pelo atraso no cumprimento de exigência contratual ou solicitação da Fiscalização, 0,02% (dois
centésimos por cento), por dia, sobre o valor estabelecido no item 22 das Condições Especiais;

9.1.4. As multas moratórias, estipuladas acima, não poderão ser aplicadas simultânea e cumulativamente
nos casos em que o termo final do prazo parcial coincidir com o tempo final do Contrato, quando será
aplicada, apenas, a multa relativa ao prazo total.

9.2. O montante correspondente à soma dos valores básicos das multas moratórias fica limitado à
importância equivalente a 20% (vinte por cento) do valor contratual no item 22 da Cláusula de Condições
Especiais.

9.3. A BR, sem prejuízo da faculdade de rescindir este Contrato, poderá aplicar à CONTRATADA as
seguintes multas compensatórias, respondendo ainda a CONTRATADA por qualquer indenização
suplementar no montante equivalente ao prejuízo excedente que causar, na forma do Parágrafo Único, do
art. 416, do Código Civil:
CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830
“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
20/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

9.3.1. Em razão do inadimplemento de suas obrigações trabalhistas, previdenciárias ou tributárias, mediante


notificação por escrito, 100% (cem por cento) do valor do débito.

9.3.1.1. O pagamento da referida multa não exonerará a CONTRATADA da obrigação de restituir à BR o


valor que a ela for imposto por força de eventual condenação subsidiária proferida pela Justiça do Trabalho
ou pelas instâncias administrativas competentes, acrescido de todos os dispêndios envolvidos, tais como,
custas judiciais, honorários advocatícios, custos extrajudiciais, dentre outros.

9.3.2. Automaticamente, sem notificação, pelo não atendimento ao item 6.23 deste Contrato, ou sua
apresentação desconforme, 5% (cinco por cento) sobre o valor do documento de cobrança.

9.3.2.1. O item 9.3.2. acima não se aplica, no que tange ao item 6.23.2, quando for de responsabilidade da
BR proceder a retenção em favor do INSS.

9.3.3. Pelo descumprimento total do objeto contratual será aplicada, mediante notificação escrita à
CONTRATADA, a multa compensatória no valor correspondente a 100% (cem por cento) do valor total
atualizado do Contrato.

9.4. Pela não informação a BR no prazo de 1 (uma) hora da ocorrência de acidentes de trabalho nas
dependências da BR ocorrido com seus empregados ou terceiros a seu serviço, vinculados à execução
deste Contrato, R$ 5.000,00 (cinco mil reais) por cada ocorrência.

9.5. Pela não emissão da Comunicação de Acidente do Trabalho – CAT, nas condições e nos prazos legais,
em caso de acidente de trabalho ocorrido com seus empregados vinculados à execução deste Contrato, R$
5.000,00 (cinco mil reais) por cada ocorrência.

9.6. Pelo descumprimento das condições estabelecidas na Clausula Décima Sexta – Confidencialidade, será
aplicada multa no montante de 10% (dez por cento) do valor contratual, independentemente da indenização
que trata a alínea “b”, do item 16.3 deste Contrato, se vigente o presente Contrato.

9.8. O valor básico de cada multa aplicada, exceto as compensatórias, será reajustado pelo fator de
reajustamento definitivo, correspondente ao último dia do período de aplicação calculado de acordo com a
fórmula indicada no item 17 das Condições Especiais.

9.8.1. Quando não conhecido o fator de reajustamento definitivo por ocasião do cálculo do valor da multa a
ser cobrada, será utilizado o último fator de reajustamento conhecido, sendo que, nesta hipótese, as
eventuais diferenças a maior ou a menor, em qualquer caso, serão pagas ou compensadas por ocasião do
pagamento do documento de cobrança seguinte, quando existente, ou pelo meio adequadas à satisfação
desse eventual crédito/débito.

9.9. As multas a que porventura a CONTRATADA der causa serão descontadas de qualquer documento de
cobrança já em processamento nos órgãos pagadores da BR e dos que se seguir, se for o caso,
reservando-se a BR o direito de utilizar, se necessário, outro meio adequado à liquidação do débito.

9.10. As penalidades estabelecidas nesta Cláusula não excluem quaisquer outras previstas em lei ou neste
Contrato, nem a responsabilidade da CONTRATADA por perdas e danos que causar à BR, em
consequência do inadimplemento de qualquer condição ou Cláusula deste Contrato.

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
21/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

9.11. Caso a CONTRATADA execute os serviços em desconformidade, por culpa ou dolo, no todo ou em
parte, será multada na quantia de 10% sobre o valor do serviço a que se referir o boletim de medição, sem
prejuízo de responder perante a BR ou a terceiros pelos danos que eventualmente vier a ocasionar. Essa
multa não se aplica aos casos de mora identificadas pela FISCALIZAÇÃO, que possuem regulamentação
específica no item 9.1.

9.12. Em caso de aplicação de multa compensatória, de seu montante deverão ser deduzidos todos os
valores recebidos em razão da aplicação de multas moratórias pelo mesmo evento.

9.13. Salvo na hipótese prevista no subitem 9.3.2, a CONTRATADA poderá recorrer da aplicação da multa,
em petição motivada, dentro do prazo improrrogável de 05 (cinco) dias corridos a partir da data do
recebimento da notificação. Neste caso, a BR irá avaliar as justificativas apresentadas e comunicará a sua
decisão em manter ou relevar a multa.

10. FISCALIZAÇÃO

10.1. A FISCALIZAÇÃO dos serviços, objeto deste Contrato, será exercida por preposto designado pela
BR, encarregado de verificar o cumprimento das obrigações da CONTRATADA, visando assegurar que os
serviços sejam executados atendendo ao estipulado pelo presente Contrato e que terá amplos poderes
para, não limitados a:

10.1.1. Acompanhar todas as fases do Contrato e execução dos serviços, solucionando quaisquer casos
concernentes a estes, de responsabilidade da BR.

10.1.2. Solicitar à CONTRATADA todas as informações e esclarecimentos necessários ao perfeito


conhecimento e controle dos serviços.

10.1.3. Determinar a prioridade de serviços e controle das suas condições de execução e solucionar
quaisquer casos concernentes a esses assuntos.

10.1.4. Transmitir à CONTRATADA as instruções e determinações da BR.

10.1.5. Recusar serviços que não tenham sido executados de acordo com as disposições deste Contrato.

10.1.6. Sustar ou solicitar o refazimento dos serviços que tenham sido julgados inadequados, por
desatendimento às especificações e que não estejam sendo executados de acordo com a boa técnica ou
que atentem contra a segurança pessoal ou de bens da BR e/ou terceiros ou que venha a agredir o meio
ambiente ou interfira com a preservação ambiental, conforme legislação pertinente.

10.1.6.1. Ordenar que seja refeitos serviços executados se suspeitar da existência de vícios ocultos. Se os
defeitos forem comprovados, a recomposição ficará por conta da CONTRATADA, caso contrário, a BR
arcará com essas despesas.

10.1.7. Solicitar, sem qualquer ônus para a BR, a substituição de qualquer empregado da CONTRATADA
que embaraçar ou dificultar a ação fiscalizadora da BR.

10.1.8. Recusar os empregados cuja habilitação e experiência julgar inadequadas para o exercício das
funções ou que executem serviço que repute de rendimento ou qualidade não satisfatórios, correndo por
conta exclusiva da CONTRATADA quaisquer despesas que de tal fato possam decorrer.

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
22/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

10.1.9. Exigir a retirada do local de prestação dos serviços os materiais e/ou equipamentos recusados,
podendo a BR proceder a esta remoção, à custa da CONTRATADA.

10.1.10. Autorizar a retirada, do local das obras, de máquinas, equipamentos e materiais da


CONTRATADA, desde que essa medida não acarrete prejuízo ao bom andamento dos serviços.

10.1.11. No caso de inobservância, pela CONTRATADA, das exigências da FISCALIZAÇÃO, terá esta,
além do direito de aplicação das sanções previstas neste Contrato, também o de suspender a execução dos
serviços contratados.

10.1.12. Efetuar a medição dos serviços executados, verificação de fornecimento quando previsto ou
realização do evento, emitindo os respectivos BOLETINS DE MEDIÇÃO DE SERVIÇOS.

10.1.13. Anotar no RELATÓRIO DIÁRIO DE OBRAS (RDO) as irregularidades ou falhas que encontrar na
execução dos serviços, incluindo as observações que julgar necessárias, assinando-o e encaminhando para
conhecimento da CONTRATADA.

10.1.14. Notificar, por escrito, a CONTRATADA, quanto a aplicação das penalidades previstas neste
Contrato.

10.1.15. Requerer à CONTRATADA a documentação relativa à comprovação do adimplemento de suas


obrigações trabalhistas para com os empregados envolvidos diretamente com os serviços, inclusive
contribuições previdenciárias e depósitos do FGTS.

10.2. A ação ou omissão da FISCALIZAÇÃO em nada diminui ou exime a total responsabilidade da


CONTRATADA pela execução dos serviços contratados.

10.3. Na vigência do prazo contratual, a BR realizará e comunicará a avaliação de desempenho da


CONTRATADA, abrangendo os aspectos relativos a equipamentos e materiais, recursos humanos,
instalações, qualidade e eficácia.

10.4. No final dos serviços, os resultados das avaliações de desempenho serão comunicados e
consolidados através de atestado de execução de serviço, quando solicitado.

10.5. Quando atendidos os termos deste Contrato, o exercício da FISCALIZAÇÃO, pela BR, não importará
em abuso de direito.

11. ACEITAÇÃO DOS SERVIÇOS

11.1. A aceitação definitiva dos serviços dar-se-á na sua conclusão e após a assinatura, pelas partes
contratantes, do TERMO DE RECEBIMENTO DEFINITIVO (TRD).

11.2. Antes da assinatura do TERMO DE RECEBIMENTO DEFINITIVO, a CONTRATADA deverá atender a


todas as exigências da FISCALIZAÇÃO, relacionadas com a correção de quaisquer imperfeições ou
defeitos verificados, corrigindo-os, sem quaisquer ônus para a BR, bem como demais pendências
porventura existentes.

11.3. A aceitação definitiva e total dos serviços pela BR e a assinatura do TERMO DE RECEBIMENTO
DEFINITIVO se dará após 35 (trinta e cinco) dias corridos, contados a partir da realização da medição final,
ressalvado o disposto no item 11.2 desta Cláusula.
CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830
“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
23/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

11.3.1. No caso de não aposição da assinatura no TRD pela CONTRATADA, no prazo máximo de 60
(sessenta) dias corridos, contados da data da emissão do referido TRD, fica implícita a concordância da
mesma, ou seja, que a CONTRATADA dá à BR, plena, rasa e geral quitação de todos os seus direitos
relativos aos serviços objeto deste Contrato, especialmente aqueles correspondentes ao preço ajustado e
reajustamento, quando houver, para nada mais reclamar sob qualquer título ou pretexto, com fundamento
na contratação, definitivamente quitada.

11.4. A critério exclusivo da BR poderão ser lavrados e assinados pelas partes contratantes Termos de
Recebimento Parcial, quando uma parte bem definida dos serviços estiver concluído e já realizada a
respectiva medição.

11.5. Os serviços registrados no documento de medição serão considerados como provisoriamente aceitos
apenas para efeito de pagamento parcial.

11.6. A assinatura do TERMO DE RECEBIMENTO DEFINITIVO (TRD), cuja data fixa o início dos prazos
previstos no Art. 618 do Código Civil Brasileiro, não exime a CONTRATADA das responsabilidades que lhe
são cometidas pela legislação em vigor e por este Contrato, nem exclui as garantias legais e contratuais, as
quais podem ser arguidas pela BR a qualquer tempo.

12. CESSÃO, TRANSFERÊNCIA E SUBCONTRATAÇÃO

12.1. A BR poderá ceder o presente Contrato, total ou parcialmente, mediante anuência prévia da
CONTRATADA, dispensada esta nos casos em que o CESSIONÁRIO seja empresa sob controle ou com
participação acionária da BR.

12.2. A CONTRATADA não poderá ceder, negociar ou dar em garantia, a qualquer título, no todo ou em
parte, os créditos, de qualquer natureza, decorrentes ou oriundos deste CONTRATO, sem autorização
prévia e por escrito da BR.

12.3. A CONTRATADA poderá ceder exclusivamente de forma parcial, o escopo e os créditos


correspondentes, previstos no Contrato, no caso de expressa e prévia solicitação da CONTRATADA e após
expressa e prévia análise e autorização da BR.

12.4. No caso da CONTRATADA requerer a cessão parcial, a solicitação deverá ser mediante comunicação
escrita dirigida ao FISCAL DE CONTRATO, contendo as informações e documentação abaixo relacionadas,
de forma a permitir a análise do pleito pela BR, com base em requisitos mínimos, a saber:

12.4.1. Requisitos Mínimos:

12.4.1.1. Cessão parcial, necessariamente relativa a parte do escopo do Contrato, escopo parcial este,
correspondente em valor a no máximo 40% do valor do Contrato, considerando-se por referência a Planilha
de Preços – (Anexo da Carta-Convite) e as linhas de serviços nela previstas.

12.4.1.2. No caso de haver solicitação de mais de uma cessão, vale o limitante de 40% do valor do Contrato,
para o total de cessões;

12.4.1.3. No que se refere especificamente à Cláusula Nona - Multas, estas incidirão na cedente e na
cessionária, na mesma proporção do escopo objeto da cessão.

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
24/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

12.4.1.4. É compulsória a responsabilidade solidária da cedente e cessionária, com relação a todas as


cláusulas contratuais que incidirem sobre a Cedente;

12.4.2. Documentação a ser apresentada junto com a solicitação por parte da CONTRATADA:

12.4.2.1. A CONTRATADA/cedente deverá indicar a empresa proposta como cessionária, apresentando os


mesmos documentos de habilitação previstos para a CONTRATADA por ocasião da Carta-Convite

12.4.2.2. A CONTRATADA/cedente deverá apresentar Memorial Descritivo do escopo de serviços a ser


cedido, juntamente com Planilha de Preços Unitária Específica, onde todos os itens referentes ao escopo
cedido serão relacionados, aí se considerando os mesmos valores da PLANILHA DE PREÇOS.

12.5. A ocorrência dos casos acima, devidamente autorizados pela BR, não exime a CONTRATADA de
quaisquer de suas responsabilidades contratuais.

12.6. A CONTRATADA poderá subcontratar parcialmente os serviços integrantes do objeto contratual,


desde que a subcontratada atenda as exigências da BR, e esta, por sua vez, autorize, previamente e por
escrito, a subcontratação.

12.7. O vínculo jurídico entre CONTRATADA e a sua subcontratada não se estende à BR, permanecendo a
primeira integralmente obrigada pelo fiel e perfeito cumprimento dos serviços contratados, na forma do
presente CONTRATO.

12.8. Incumbe à CONTRATADA dar pleno conhecimento do CONTRATO, e seus anexos, à sua
subcontratada, eximindo a BR de quaisquer reclamações futuras por parte desta.

12.9 Em caso de inadimplência contratual da subcontratada ou de qualquer fato que imponha a


responsabilidade desta, a BR poderá acionar tanto a CONTRATADA quanto a subcontratada, isolada ou
conjuntamente, para a aplicação integral das sanções e/ou dos ressarcimentos cabíveis.

12.10. É vedada qualquer quarteirização de serviços já subcontratados.

13. PROPRIEDADE DOS RESULTADOS E DEMAIS DIREITOS DE PROPRIEDADE INTELECTUAL

13.1. A BR será a única e exclusiva proprietária dos resultados decorrentes do cumprimento do presente
Contrato, passíveis ou não de proteção legal através do Direito de Propriedade Intelectual.

13.2. A CONTRATADA garante que todos os projetos, desenhos ou especificações por ela elaborados
referentes ao objeto deste Contrato não infringirão direitos autorais, patentes ou outros direitos relacionados
à propriedade intelectual detidos por terceiros no Brasil ou no Exterior. Em qualquer circunstância, a
CONTRATADA indenizará e manterá a BR livre de qualquer reclamação, responsabilidade, demanda ou
custos decorrentes da infração de tais direitos ou privilégios.

13.3. A CONTRATADA declara para os devidos fins que adquiriu todas as autorizações e licenças
necessárias para o uso de materiais, softwares, projetos, desenhos, equipamentos ou processos de
execução protegidos pelos direitos de propriedade intelectual de terceiros.

13.4. A CONTRATADA se responsabilizará pessoal, exclusiva e integralmente, por todas as infrações


referentes ao uso indevido ou não autorizado do uso de materiais, softwares, projetos, desenhos,

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
25/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

equipamentos ou processos de execução protegidos por marcas, patentes, direitos autorais, segredos de
negócio e demais direitos de propriedade intelectual.

13.5. Responder pelas infrações que cometer quanto ao direito de uso ou processos de execução
protegidos por marcas ou patentes, arcando, neste caso, pessoal e diretamente por quaisquer indenizações,
taxas ou comissões que forem devidas, bem como por quaisquer reclamações resultantes do mau uso que
deles fizer.

13.6. A CONTRATADA não poderá fazer uso do nome BR, da marca BR, da expressão “a serviço da BR ou
da PETROBRAS DISTRIBUIDORA” ou expressões similares, em especial em uniformes, veículos,
ferramentas e equipamentos, de propriedade ou não da CONTRATADA, salvo quando prévia e
expressamente autorizada, por escrito, pela PETROBRAS DISTRIBUIDORA.

13.7. É vedado à CONTRATADA a utilização ou citação da marca ou do logotipo do PETROBRAS


DISTRIBUIDORA em suas faturas, notas fiscais, cartões de visita pessoais ou corporativos e impressos
fiscais de qualquer tipo ou natureza, exceto quando autorizado, por escrito, pelo PETROBRAS
DISTRIBUIDORA.

13.8. A CONTRATADA não adotará ou registrará, seja como uma marca comercial, marca de serviço, razão
social, logotipo ou nome de domínio da Internet idênticos ou confusamente similares às marcas e demais
sinais distintivos de titularidade da BR.

14. EXTINÇÃO

14.1. A BR poderá rescindir este Contrato, de pleno direito, sem que assista à CONTRATADA qualquer
direito de indenização ou de retenção, nos seguintes casos:

14.1.1. Não cumprimento ou cumprimento irregular de cláusulas contratuais, especificações, projetos ou


prazos;

14.1.2. Atraso superior a 60 dias no cumprimento de seu objeto, levando a BR a presumir a impossibilidade
de conclusão do serviço ou do fornecimento nos prazos estipulados;

14.1.3. Atraso injustificado no início do serviço ou fornecimento;

14.1.4. Paralisação do serviço ou do fornecimento sem justa causa e prévia comunicação à BR;

14.1.5. Cessão, a terceiros, em garantia ou a qualquer título, total ou parcial, do presente Contrato ou dos
créditos que dele decorrem. Subcontratação total ou parcial dos serviços objeto deste Contrato sem prévia e
expressa anuência da BR;

14.1.6. A associação, fusão, cisão ou incorporação da CONTRATADA que prejudique a execução do


CONTRATO;

14.1.7. Não atendimento das determinações regulares do preposto da BR designado para acompanhar e
fiscalizar a execução deste Contrato, assim como as de seus superiores;

14.1.8. Cometimento reiterado de faltas na sua execução, anotadas no RELATÓRIO DIÁRIO DE OBRAS
(RDO), correspondência específica ou documento similar, desde que atingido o limite estabelecido no item
9.3 deste Contrato, para a soma dos valores das multas aplicadas.
CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830
“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
26/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

14.1.9. Pedido ou proposição de recuperação judicial ou extrajudicial, se a CONTRATADA não prestar


caução suficiente para garantir o cumprimento das obrigações contratuais, requerimento, decretação ou
homologação de falência, convolação de recuperação judicial em falência, ou, ainda, legítimo protesto de
título de emissão ou co-obrigação de qualquer das PARTES, sem sustação no prazo legal.

14.1.10. Dissolução da sociedade, alteração social ou modificação da finalidade ou da estrutura da empresa,


que, a juízo da BR, prejudique a execução do serviço, ou o falecimento da CONTRATADA quando esta for
pessoa física;

14.1.11. Suspensão dos serviços por determinação de autoridades competentes, motivada pela
CONTRATADA, a qual responderá por eventual aumento de custos daí decorrentes e por perdas e danos
que a BR, como conseqüência, venha a sofrer;

14.1.12. Deixar a CONTRATADA de apresentar ou apresentar com desconformidade a comprovação de


adimplemento das obrigações trabalhistas, inclusive salários, contribuições previdenciárias (GPS) e Guia de
Recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e Informações à Previdência Social (GFIP),
quando da entrega da correspondente fatura.

14.1.13. Se atingido o prazo de 2 (dois) meses sem a apresentação da CNDT negativa ou positiva com
efeito negativa.

14.1.14. Não cumprimento das exigências da FISCALIZAÇÃO, por mais de 10 (dez) dias corridos, contados
após o término do prazo estipulado por esta, por escrito, para atendimento dessas exigências, sem
justificativa aceita pela BR, independente da multa contratual prevista;

14.1.15. Pela incidência de multas à Contratada, decorrentes de motivos diversos, ao atingir o percentual
correspondente a 20% do valor total do Contrato.

14.1.16. Ocorrência de caso fortuito ou de força maior, regularmente comprovada, impeditiva de execução
do Contrato;

14.1.17. O protesto de títulos que caracterizem insolvência da CONTRATADA;

14.2. Rescindido este contrato, nos termos do item 14.1, a CONTRATADA ficará sujeita ao percentual de
50% (cinquenta por cento) sobre o valor do saldo não realizado do Contrato.

14.3. Rescindido o Contrato, a BR imitir-se-á na posse imediata e exclusiva dos serviços executados. A
CONTRATADA responderá na forma legal, conforme o art. 249 e seu Parágrafo Único, do Código Civil, e
na forma contratual pela infração ou execução inadequada que tenha dado causa à rescisão.

14.3.1. Neste caso, fica a CONTRATADA obrigada a reembolsar a BR pelo que esta tiver de despender
além do valor contratual, e a ressarcir perdas e danos que ela venha a sofrer em consequência da rescisão
em tela;

14.3.2. Caso a BR decida não rescindir o Contrato nos termos desta Cláusula, e sem prejuízo das
penalidades previstas consoante a Cláusula Nona, poderá a seu exclusivo critério, suspender a sua
execução, até que a CONTRATADA cumpra integralmente a condição contratual infringida;

14.3.3. A rescisão acarretará as seguintes consequências imediatas a critério da BR:

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
27/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

14.33.1. Retenção dos créditos decorrentes deste Contrato ou de quaisquer outras contratações que a
CONTRATADA mantenha com a BR, para compensação, até o limite dos prejuízos a ela causados;

14.3.3.2. Acionamento da garantia contratual, quando prevista, para ressarcimento da BR dos valores das
multas e indenizações a ela devidos.

14.3.4. Quando a CONTRATADA for notificada da ocorrência de situação permissiva de aplicação de


rescisão contratual, lhe será garantido o prazo de 10 (dez) dias para defesa.

14.4. A CONTRATADA poderá rescindir este Contrato nos casos de:

14.4.1. Suspensão de sua execução, por ordem escrita da BR por prazo superior a 120 (cento e vinte) dias,
salvo em caso de calamidade pública, grave perturbação de ordem interna ou guerra;

14.4.2. Atraso superior a 90 (noventa) dias dos pagamentos devidos pela BR, salvo em caso de calamidade
pública, grave perturbação de ordem interna, ressalvadas, ainda, as postergações de pagamento motivadas
pelo não atendimento pela CONTRATADA das disposições contratuais relativas à correta emissão e
apresentação de seus documentos de cobrança, seus anexos obrigatórios e informações bancárias;

14.4.3. Não liberação por parte da BR de área, local ou equipamento para execução dos serviços ou
fornecimento, nos termos e prazos contratuais;

14.5. O presente Contrato poderá ser RESILIDO:

14.5.1. Por mútuo acordo entre as PARTES.

14.5.2. Por iniciativa de qualquer das PARTES, na ocorrência de caso fortuito ou de força maior por prazo
superior de 15 (quinze) dias corridos.

15. INCIDÊNCIAS FISCAIS

15.1. Os tributos (impostos, taxas, emolumentos, contribuições fiscais e parafiscais), que sejam devidos em
decorrência direta ou indireta deste instrumento contratual ou de sua execução, são de exclusiva
responsabilidade do contribuinte assim definido na norma tributária, sem direito a reembolso.

15.2. A BR, quando fonte retentora, deve descontar e recolher, nos prazos da Lei, dos pagamentos que
efetuar, os tributos a que esteja obrigada pela legislação vigente. Em caso de obtenção, pela
CONTRATADA, de decisão judicial determinando que não seja efetuada a retenção e/ou recolhimento de
tributo de qualquer natureza, a BR só dará cumprimento à ordem após ser intimada em caráter oficial pelo
Poder Judiciário.

15.3. A BR, sempre que designada pela legislação tributária como responsável solidária pelo recolhimento
de tributos e contribuições de qualquer espécie, poderá exigir da CONTRATADA os respectivos
comprovantes de recolhimento, sendo-lhe facultado, em caso de recusa, suspender o pagamento das
parcelas subseqüentes, até que seja atendida a exigência.

15.4. A CONTRATADA declara haver considerado, na apresentação de sua proposta, os tributos incidentes
sobre a execução dos serviços, não cabendo qualquer reivindicação devida a erro nessa avaliação, para

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
28/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

efeito de solicitar revisão de preço ou reembolso por recolhimentos determinados pela autoridade
competente.

15.5. Uma vez apurado, no curso da contratação, que a CONTRATADA acresceu indevidamente, a seus
preços, valores correspondentes a tributos, contribuições fiscais e parafiscais e emolumentos de qualquer
natureza, incidentes ou não incidentes sobre o fornecimento ou a execução dos serviços contratados ou
deixou de fazer deduções tributárias autorizadas por lei, tais valores serão imediatamente excluídos, com a
conseqüente redução dos preços praticados e o reembolso a BR dos valores porventura pagos à
CONTRATADA.

15.6. Ocorrendo a criação de novos tributos, alteração de alíquotas e/ou alteração de base de cálculo,
durante o prazo contratual, que venham a majorar comprovadamente o ônus da CONTRATADA, o preço
originariamente acordado será aumentado proporcionalmente à majoração ocorrida.

15.7. No mesmo sentido, se durante o prazo de vigência do CONTRATO ocorrer a extinção de tributos
existentes, a alteração de alíquotas ou de base de cálculo, a instituição de incentivos fiscais de qualquer
natureza e/ou isenção ou redução de tributos federais, estaduais e/ou municipais, que venham a diminuir o
ônus da CONTRATADA, o preço originariamente acordado será diminuído, compensando-se, na primeira
oportunidade, a diferença decorrente das respectivas alterações.

15.8. A Contratada ressarcirá à BR os valores pagos a título de tributos, atualizados monetariamente desde
a data dos efetivos pagamentos até a data da efetiva devolução, nas seguintes hipóteses:

15.8.1. Reconhecimento de ilegalidade ou inconstitucionalidade, total ou parcial, da cobrança de tributo, em


processo administrativo ou judicial em que a CONTRATADA seja parte.

15.8.2. Declaração judicial de ilegalidade ou inconstitucionalidade do tributo, total ou parcial, proferida em


decisão definitiva do Supremo Tribunal Federal ou do Superior Tribunal de Justiça, em matérias que sejam
objeto de ato declaratório do Procurador Geral de Fazenda Nacional, aprovada pelo Ministro de Estado de
Fazenda, autorizando a não interpor recurso ou a desistir de recurso que tenha sido interposto.

15.8.3. Declaração judicial de inconstitucionalidade do tributo, total ou parcial, proferida em decisão definitiva
do STF, que seja objeto de súmula vinculante, proferida em sede de controle abstrato de constitucionalidade
ou, se proferida em sede de controle concreto de constitucionalidade, seja submetida ao procedimento a
que alude o art. 52, X, da Constituição da República.

16. CONFIDENCIALIDADE

16.1. A CONTRATADA obriga-se, pelo prazo de 10 (dez) anos, a manter sob sigilo todas as informações
que lhe forem transmitidas pela BR, visando à execução do objeto contratual.

16.2. A CONTRATADA se compromete, ainda, a cientificar os seus empregados e prepostos sobre o


caráter sigiloso das informações confidenciais às quais poderão ter acesso em razão deste instrumento,
tomando todas as medidas cabíveis para que tais informações confidenciais somente sejam divulgadas às
pessoas que dela dependam para a execução do presente.

16.3. A CONTRATADA obriga-se a submeter à prévia e expressa autorização, por escrito da BR, qualquer
texto que porventura pretenda publicar, decorrente ou relacionado com a execução do presente instrumento
contratual, incluindo relatórios, artigos técnicos e/ou outros documentos de qualquer natureza, devendo o
referido texto conter menção expressa à colaboração das partes para a sua execução.
CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830
“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
29/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

16.4. Quaisquer informações obtidas pela CONTRATADA durante a execução contratual, nas dependências
da BR ou dela originárias, ainda que não diretamente envolvidas com a mencionada execução contratual,
devem ser mantidas em confidencialidade nos termos e prazos da presente Cláusula.

16.5. A CONTRATADA reconhece que as especificações técnicas, para fins de execução deste Contrato,
não são passíveis de apropriação, estando titularizadas pela BR.

16.6. O não cumprimento da obrigação de confidencialidade importará:

a. Na rescisão contratual, se vigente o presente Contrato;

b. Em qualquer hipótese, na responsabilidade por perdas e danos;

16.7. Só serão legítimos como motivos de exceção à obrigatoriedade de confidencialidade, a ocorrência das
seguintes hipóteses:

a. A informação já era comprovadamente conhecida anteriormente as tratativas de contratação,


sejam elas diretas ou através de procedimento licitatório;

b. Houve prévia e expressa anuência da BR, mediante autorização da maior autoridade do órgão
responsável pelo presente Contrato, quanto à liberação da obrigação de confidencialidade;

c. A informação foi comprovadamente conhecida por outra fonte, de forma legal e legítima,
independentemente do presente Contrato;

d. Determinação judicial e/ou governamental para conhecimento das informações, desde que
notificada imediatamente a BR, previamente à liberação, e sendo requerido segredo de
justiça no seu trato judicial e/ou administrativo.

16.8. Qualquer divulgação sobre qualquer aspecto ou informação sobre o presente instrumento contratual
está adstrita à prévia autorização da BR, ressalvada a mera informação sobre sua existência.

17. CASO FORTUITO E FORÇA MAIOR

17.1. As PARTES contratantes não responderão pelo não cumprimento das obrigações ou pelos prejuízos
resultantes de caso fortuito ou força maior, na forma do Artigo 393 do Código Civil Brasileiro, caso em que
qualquer das PARTES pode pleitear a rescisão contratual.

17.2. O período de interrupção dos serviços, decorrentes de eventos caracterizados como força maior ou
caso fortuito, será acrescido ao prazo contratual.

17.3. Ocorrendo circunstâncias que justifiquem a invocação da existência de caso fortuito ou de força maior,
a parte impossibilitada de cumprir a sua obrigação deverá dar conhecimento à outra, por escrito e
imediatamente, da ocorrência e suas conseqüências.

17.4. Durante o período impeditivo definido no item 17.2 acima, as PARTES suportarão independentemente
suas respectivas perdas.

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
30/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

17.5. Se a razão impeditiva ou suas causas perdurarem por mais de 60 (sessenta) dias consecutivos,
qualquer uma das PARTES poderá notificar à outra, por escrito, para o encerramento do presente
CONTRATO, sob as condições idênticas às estipuladas no item 17.4 acima.

18. CLAUSULA DÉCIMA OITAVA – MEIO AMBIENTE

18.1. A CONTRATADA se responsabiliza pelo cumprimento das leis e regulamentos pertinentes à proteção
ao meio ambiente, inclusive pela obtenção e manutenção válida de todas as licenças, autorizações e
estudos exigidos para o pleno desenvolvimento de suas atividades, devendo adotar, ainda, as medidas e
procedimentos cabíveis, a fim de afastar qualquer agressão, perigo ou risco de dano ao meio ambiente que
possa ser causado pelas atividades que desenvolve, ainda que contratadas ou delegadas a terceiros.

18.1.1. Para os fins deste contrato, a expressão meio ambiente ou aquelas relativas à responsabilidade
ambiental abrangem os demais temas regulados pelas normas a ela referentes, tais como saúde pública,
ordenamento urbano, patrimônio histórico/cultural e administração ambiental.

18.1.2. A CONTRATADA obriga-se ao atendimento das instruções de meio ambiente da BR, constantes do
Anexo III deste Contrato.

18.2. São de exclusiva responsabilidade da CONTRATADA e seus representantes, as sanções impostas


pelas normas ambientais e por todos e quaisquer danos causados ao meio ambiente decorrente do
exercício de suas atividades ou sinistros de qualquer natureza, especialmente o armazenamento, utilização,
conservação e manuseio de resíduos nas instalações até a destinação adequada em conformidade com a
legislação, embalagens, produtos e equipamentos de sua propriedade ou que estejam sob sua posse em
razão de empréstimo, locação ou outra forma negocial, ainda que transferidas a terceiros estranhos a este
contrato.

18.2.1. A responsabilidade ambiental da CONTRATADA abrange todas as sanções e exigências contidas


na Lei nº 9.605/98 e outras leis ou atos normativos que tratam ou venham a tratar de matéria ambiental.

18.2.2. A responsabilidade da CONTRATADA pelos danos ambientais causados ou originados durante a


vigência do contrato e eventuais prorrogações, permanece ainda que seus efeitos sejam conhecidos ou
ocorram após o encerramento do contrato.

18.2.3. A CONTRATADA se obriga a manter a BR a salvo de todos e quaisquer ônus, riscos, prejuízos ou
despesas decorrentes de eventuais danos ambientais ou autuações/sanções decorrentes do
descumprimento das leis e normas que regulamentam o meio ambiente, seja perante órgãos ou entes de
direito público, seja perante particulares ou entidades de natureza privada, reparando direta ou
regressivamente todos os danos, prejuízos e/ou despesas causadas e, eventualmente, imputadas, direta ou
indiretamente, à BR.

18.2.4. Caso a CONTRATADA infrinja as normas relacionadas ao meio ambiente ou não adote as
providências aptas a evitar danos ou prejuízos neste sentido, a BR poderá, a seu critério, suspender de
imediato o contrato até que a CONTRATADA adote as medidas necessárias a suprir sua falta.

18.2.5. Em ocorrendo quaisquer danos ao meio ambiente, a CONTRATADA está obrigada a comunicar
imediatamente as autoridades competentes, bem como a realizar todas as medidas no sentido de reparar e
minimizar os danos e impactos ambientais. A CONTRATADA também se compromete a comunicar à BR,
imediatamente e de forma eficaz, referidos danos, bem como as notificações, citações e autos de infração
que receber, sem que este fato implique em assunção de qualquer responsabilidade por parte da BR.

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
31/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

18.2.5.1. Caso a CONTRATADA descumpra a obrigação prevista no item 18.2.5 acima ficará responsável
pelos prejuízos decorrentes de sua conduta.

19. CLÁUSULA DÉCIMA NONA – SEGURANÇA DO TRABALHO E SAÚDE OCUPACIONAL

19.1. A CONTRATADA obriga-se ao atendimento das instruções de segurança do trabalho e saúde


ocupacional da BR, constante dos Anexos III e V deste Contrato.

20. RESPONSABILIDADES DAS PARTES

20.1. A responsabilidade da BR e da CONTRATADA por perdas e danos será limitada aos danos diretos de
acordo com o Código Civil Brasileiro e legislação aplicável, excluídos os lucros cessantes e os danos
indiretos, ficando os danos diretos limitados a 100% (cem por cento) do valor total contratual reajustado,
respeitado o item 9.2 deste Contrato.

20.2. Será garantido à BR o direito de regresso em face da CONTRATADA no caso da BR vir a ser
obrigada a reparar, nos termos do Parágrafo Único, do art. 927, do Código Civil, eventual dano causado pela
CONTRATADA, não se aplicando, nesta hipótese, o limite de 100 % (cem por cento) previsto no item acima.

20.3. Será objeto de regresso o que efetivamente o terceiro vier a obter em juízo ou fora dele, acrescido de
todos os dispêndios envolvidos, tais como, custas judiciais, honorários advocatícios, custos extrajudiciais,
dentre outros.

20.4. Não se aplicarão aos danos diretos, previstos no item 20.1, os limites estabelecidos nesta cláusula,
nas hipóteses abaixo discriminadas:

20.4.1. Dolo por qualquer das Partes na execução do objeto contratual, que cause danos à outra ou a
terceiros, observando-se o disposto nos artigos 927 e 932, inciso III, do Código Civil;

20.4.2. Dano ambiental decorrente do descumprimento de legislação ambiental;

20.4.3. Descumprimento da legislação ambiental, fiscal, trabalhista e previdenciária.

2.4.4. Para fins do disposto exclusivamente nesta cláusula, entende-se por valor contratual reajustado o
valor inicial do contrato acrescido de seus reajustes e aditivos.

21. ONEROSIDADE EXCESSIVA E DO DESEQUILÍBRIO DA EQUAÇÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA DO


CONTRATO

21.1. As hipóteses de caso fortuito ou de força maior, previstas no art. 393 do Código Civil Brasileiro, serão
excludentes de responsabilidade das PARTES contratantes, exceto nos casos de mora estipulados nos arts.
394, 395 e 399 do Código Civil Brasileiro.

21.2. Qualquer suspensão na execução dos serviços, em decorrência dos fatos assinalados neste item, será
limitada ao período durante o qual tal causa ou suas consequências persistirem. Esse período será
acrescido ao prazo contratual previsto.

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
32/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

21.3. Se o CONTRATO for encerrado por motivo de força maior ou caso fortuito, a CONTRATADA terá
direito a receber da BR apenas o valor dos serviços executados e aprovados até o encerramento.

21.4. Se o impedimento resultante de caso fortuito ou força maior perdurar por mais de 30 (trinta) dias
contínuos ou, se denunciado, desde logo, como capaz de retardar, por prazo superior a 30 (trinta) dias, o
cumprimento deste instrumento, qualquer das PARTES poderá optar pelo encerramento ou, se o caso, pela
suspensão imediata dos serviços, satisfazendo ambas as obrigações reciprocamente devidas, até a data de
início do referido impedimento.

21.5. Durante a eventual suspensão, as PARTES suportarão as respectivas perdas e custos.

21.6. Ocorrendo circunstâncias que justifiquem a invocação da existência de caso fortuito ou de força maior,
a parte impossibilitada de cumprir a sua obrigação deverá dar conhecimento à outra, por escrito, até 24
(vinte e quatro) horas da ocorrência do caso fortuito ou força maior.

21.6.1. Para fins do disposto no item 21.1, a recomposição do equilíbrio econômico-financeiro do contrato
será implementada tomando-se como base os efeitos dos fatos que lhe deram causa, da seguinte forma:

21.6.2.A parte afetada pelo desequilíbrio econômico e financeiro do contrato comunicará a outra parte, nos
30 (trinta) dias seguintes da ocorrência, o fato que possa caracterizar o desequilíbrio econômico financeiro
do contrato, apresentando requerimento fundamentado, acompanhado de relatórios técnicos e financeiros e
documentação comprobatória.

21.6.3. A recomposição do equilíbrio econômico-financeiro do contrato, será, relativamente ao fato


específico que lhe deu causa única, completa e final, para todo o prazo do contrato.

22. DECLARAÇÕES DAS PARTES

22.1. As PARTES declaram que exercem a sua liberdade de contratar, observados os preceitos de ordem
pública e o princípio da função social do presente Contrato, que atende também aos princípios da
economicidade, razoabilidade e oportunidade, permitindo o alcance dos respectivos objetivos societários
das PARTES e atividades empresariais, servindo, consequentemente, a toda a sociedade;

22.2. As PARTES estabelecem que o presente CONTRATO não cria qualquer tipo de associação,
sociedade, mandato, agenciamento, consórcio e representação entre a CONTRATADA e a BR, sendo certo
que quaisquer valores exigidos judicialmente ou administrativamente da BR, em razão das atividades da
CONTRATADA, serão ressarcidos por esta, no prazo de 05 (cinco) dias corridos a contar da sua
apresentação pela BR.

22.3. As PARTES sempre guardarão na execução deste Contrato os princípios da probidade e da boa-fé,
presentes também, tanto na sua negociação, quanto na sua celebração;

22.4. Este Contrato é firmado com a estrita observância dos princípios indicados nos itens antecedentes,
não importando, em nenhuma hipótese, em abuso de direitos, a qualquer título que seja;

22.5. Em havendo nulidade de qualquer estipulação do presente Contrato, restarão válidas as demais
disposições contratuais, não afetando assim a validade do negócio jurídico ora firmado em seus termos
gerais.

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
33/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

23. CLÁUSULA DE CONFORMIDADE

23 .1 – A CONTRATADA, com relação às atividades, operações, serviços e trabalhos vinculados ao objeto


do presente contrato, declara e garante que ela própria ou suas controladas, controladoras e sociedades
sob controle comum, suas sucessoras, cessionárias, seus administradores, diretores, prepostos,
empregados, representantes e agentes, ou terceiros a seu serviço, incluindo subcontratados.

(i) não realizaram, não ofereceram, não prometeram e não autorizaram qualquer pagamento, presente,
promessa, entretenimento ou outra qualquer vantagem, seja diretamente ou indiretamente, para ouso ou
benefício direto ou indireto de qualquer autoridade ou funcionário público , conforme definido nos artigos
327, caput, § § 1º e 2º e 337-D caput e parágrafo único, ambos do Código Penal Brasileiro, partido político,
autoridade de partido político, candidato a cargo eletivo, ou qualquer outro indivíduo ou entidade, quando tal
oferta, pagamento, presente, promessa, entretenimento ou qualquer outra vantagem constituir violação às
leis aplicáveis, incluindo, mas não limitado, à Lei 12.846/13 e ao Código Penal Brasileiro, United Kingdom
Bribery Act 2010 ou ao United States Foreign Corrupt Practices Act de 1977, inclusive suas futuras
alterações, e às demais regras e regulamentos deles decorrentes (coletivamente denominados as “Leis
Anticorrupção”);

(ii) se comprometem a não praticar quaisquer dos atos mencionados no item (i) acima e a cumprir as Leis
Anticorrupção.

23.2 – A CONTRATADA se obriga a notificar imediatamente a PETROBRAS CONTRATANTE de qualquer


investigação ou procedimento iniciado por uma autoridade governamental relacionado a uma alegada
violação das mencionadas Leis Anticorrupção e das obrigações da CONTRATADA, ou suas controladas,
controladoras e sociedades sob controle comum, suas sucessoras, cessionárias, de seus administradores,
diretores, prepostos, empregados, representantes e agentes, ou terceiros a seu serviço, incluindo
subcontratados, referentes ao Contrato. A CONTRATADA envidará todos os esforços para manter a
PETROBRAS CONTRATANTE informada quanto ao progresso e ao caráter de tais investigações ou
procedimentos, devendo fornecer todas as informações que venham a ser solicitadas pela PETROBRAS
CONTRATANTE.

23.3 – A CONTRATADA declara e garante que ela própria e suas controladas, controladoras e sociedades
sob controle comum, suas sucessoras, cessionárias, seus administradores, diretores, prepostos,
empregados, representantes e agentes, ou terceiros a seu serviço, incluindo subcontratados, foram
informados de suas obrigações em relação às Leis Anticorrupção e que todos possuem políticas e
procedimentos adequados em vigor e em relação à ética e conduta nos negócios e às Leis Anticorrupção. A
existência de tais políticas e procedimentos poderá ser objeto de auditoria análise realizada pela
PETROBRAS.

23.4 – A CONTRATADA deverá defender, indenizar e manter a PETROBRAS CONTRATANTE isenta de


responsabilidade em relação a quaisquer reivindicações, danos, perdas, multas, custos e despesas,
decorrentes ou relacionadas a qualquer descumprimento pela CONTRATADA das garantias e declarações
previstas nesta cláusula e nas Leis Anticorrupção.

23.5 – A CONTRATADA deverá responder, de forma célere e detalhada, com o devido suporte documental,
qualquer notificação da PETROBRAS CONTRATANTE relacionada aos compromissos, garantias e
declarações previstas nesta cláusula.

23.6 – A CONTRATADA deverá, em relação às matérias sujeitas a este Contrato:

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
34/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

(i) Desenvolver e manter controles internos adequados relacionados às obrigações da CONTRATADA


previstas no item 23.1;
(ii) Elaborar e preparar seus livros, registros e relatórios de acordo com as práticas contábeis usualmente
adotadas, aplicáveis à CONTRATADA;
(iii) Elaborar livros, registros e relatórios apropriados das transações da CONTRATADA, de forma que
reflitam correta e precisamente, e com nível de detalhamento razoável os ativos e os passivos da
CONTRATADA;
(iv) Manter os livros, registros e relatórios acima referidos pelo período mínimo de 10 (dez) anos após o
encerramento deste Contrato;
(v) Cumprir a legislação aplicável.

23.7 – Havendo fundado receio (como, por exemplo, em virtude de mídia adversa) de que a CONTRATADA,
ou de quaisquer das pessoas físicas ou jurídicas mencionadas na cláusula 23.1, descumpriu quaisquer das
obrigações previstas na alínea (i) do item 23.1, a CONTRATADA deverá permitir que a CONTRATANTE,
mediante comunicado por escrito com, no mínimo, 05 (cinco) dias úteis de antecedência, tenha acesso aos
documentos e informações relativas ao objeto do presente contrato, para verificar a conformidade da
CONTRATADA com os compromissos assumidos na cláusula 23.1.

23.8 – A CONTRATADA concorda em cooperar e auxiliar a auditoria, verificação ou investigação conduzida


pela PETROBRAS CONTRATANTE, em relação a qualquer alegada suspeita ou comprovada não-
conformidade com as obrigações deste CONTRATO ou das Leis Anticorrupção pela CONTRATADA ou por
qualquer de e suas controladas, controladoras e sociedades sob controle comum, suas sucessoras,
cessionárias, seus administradores, diretores, prepostos, empregados, representantes e agentes, ou
terceiros a seu serviço, incluindo subcontratados.

23.9 – A CONTRATADA reportará por escrito, para o endereço eletrônico


https://www.contatoseguro.com.br/petrobras, qualquer solicitação, explícita ou implícita, de qualquer
vantagem pessoal feita por empregado da PETROBRAS CONTRATANTE ou por qualquer membro do
Grupo da PETROBRAS outra pessoa, para a CONTRATADA, ou para qualquer membro do Grupo da
CONTRATADA, com relação às atividades, operações, serviços e trabalhos vinculados ao objeto do
presente contrato.

24. GARANTIA DE CUMPRIMENTO DAS OBRIGAÇÕES CONTRATUAIS

24.1 Para garantia do fiel e perfeito cumprimento de todas as obrigações ora ajustadas, deverá a
CONTRATADA dentro de 10 (dez) dias, contados a partir da assinatura do CONTRATO, apresentar à BR
uma das garantias abaixo discriminadas, equivalente a 10% (dez por cento) do valor do CONTRATO;

a) Caução em dinheiro, a ser depositada na XXXXXXXXXX.


b) Fiança Bancária, emitida por instituição bancária aceita pela BR, consoante modelo por esta última
estipulada.
c) Seguro Garantia, feito junto a entidade autorizada pela SUSEP (Superintendência de Seguros Privados),
aceita pela BR e de acordo com o modelo também por esta apresentado.

24.1.1 A garantia terá validade até a emissão, pela BR, do Termo de Recebimento dos Serviços.

24.1.2 Caso ocorra vencimento da garantia antes do encerramento das obrigações contratuais, a
CONTRATADA deverá providenciar, às suas custas, a respectiva renovação, sob pena de bloqueio dos
pagamentos devidos.
CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830
“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
35/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

24.1.3 Nenhum pagamento será feito à CONTRATADA até que seja aceita, pela BR, a garantia de que trata
o "caput" desta Cláusula.

24.1.4 A BR poderá deduzir da garantia multas e penalidades previstas neste CONTRATO, bem como o
valor dos prejuízos que lhe forem causados.

24.1.5 No caso de execução da garantia, em decorrência do disposto no parágrafo anterior, a


CONTRATADA se obriga a complementá-la, às suas expensas, no prazo máximo de 10 (dez) dias, que se
contará do aviso escrito da BR.

24.1.6 A garantia de que trata esta Cláusula será devolvida à CONTRATADA após a emissão do Termo de
Recebimento a que se refere o item 24.1.1 desta Cláusula, mediante solicitação expressa e por escrito, até
30 (trinta) dias do recebimento, pela BR, desta solicitação.

24.1.7 O valor da Garantia será atualizado nas mesmas condições de atualização do CONTRATO, devendo
a CONTRATADA providenciar, às suas custas, a respectiva renovação sob pena de bloqueio dos
pagamentos devidos.

25. DOCUMENTOS COMPLEMENTARES

25.1. Os documentos relacionados abaixo passam a fazer parte integrante deste Contrato, em tudo aquilo
que não o contrarie, de forma a complementarem-se uns aos outros, sendo que em caso de dúvida
prevalecerá sempre o expressamente disposto neste Contrato.

ANEXO I - Especificação dos Serviços;


ANEXO II - Planilha de Preços;
ANEXO III - Condições Específicas de SMS para Contratadas e seus anexos;
ANEXO IV - Cronograma Físico;
ANEXO V - “Check-List” para verificação de itens de SMS para contratadas dentro das inst. da
BR;
ANEXO VI - Declaração de escrituração contábil;
ANEXO VII - Instrução de Faturamento (para Contratações em Pool – Não se aplica);
ANEXO VIII - Relatório Diário de Obra (RDO);
ANEXO IX - Boletim de Medição de Serviço (BMS).

25.2. Fica reservado à BR o poder para resolver todo e qualquer caso singular, duvidoso ou omisso, não
previsto no presente CONTRATO, na Planilha de Preço Unitário, nas especificações, normas e em tudo
mais que, de qualquer forma, se relacionar direta ou indiretamente com o objeto do presente CONTRATO,
garantindo o contraditório e a ampla defesa.

26. FORO

26.1. Os documentos relacionados no item XV fazem parte integrante deste CONTRATO, em tudo aquilo
que não o contrarie, de forma a complementar uns aos outros, sendo que em caso de dúvida prevalecerá
sempre o expressamente disposto neste CONTRATO.

E por estarem justas e acordadas, as partes contratantes firmam o presente instrumento, assinando de
forma digital.

CONVITE ELETRÔNICO GCONT/GCSERV/GESMS/GAP 800031711694/A – LOTE I - ID DA OPORTUNIDADE NA PETRONECT Nº 7001935830


“O presente material é titularizado com exclusividade pela BR, e qualquer reprodução, utilização ou divulgação do mesmo, sem a prévia e expressa
autorização da titular, importa em ato ilícito nos termos da legislação pertinente, através da qual serão imputadas as responsabilidades cabíveis.”
36/37
CONTRATO Nº.: 4600195044

ASSINADO DE FORMA DIGITAL POR:

Álvaro Henrique Vianna de Moraes Júnior


Gerente Executivo de Engenharia, Saúde, Meio Ambiente e Segurança (GESMS)
PETROBRAS DISTRIBUIDORA S.A.

João Paulo Credmann Bottrel


Diretor de Obras
INNOVA RIO ENGENHARIA E CONSTRUÇÕES LTDA
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 1/178
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

REVISÃO ORIGINAL A B C D
DATA 02/08/2016 19/09/2016 18/10/2016 22/11/2016 12/04/2017
PREPARADO FCA FCA FCA FCA FCA
CONFERIDO LPE LPE LPE LPE LPE
APROVADO AVAM AVAM AVAM AVAM AVAM

REV. DESCRIÇÃO DAS REVISÕES


O ORIGINAL
A APLICADO COMENTÁRIOS
B APLICADO COMENTÁRIOS
C APLICADO COMENTÁRIOS APLICADO
D COMENTÁRIOS
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 2/178
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

1. OBJETIVO ................................................................................................................. 5
2. DEFINIÇÕES ............................................................................................................. 6
3. DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS .................................................................................. 7
3.1. PROJETO EXECUTIVO ............................................................................................. 7 3.2.
DOCUMENTAÇÃO INICIAL DA OBRA ...................................................................... 7
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 3/178
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS ANTES DO INÍCIO DE QUALQUER


ATIVIDADE 7
CONDIÇÕES GERAIS ........................................................................................................... 8
PROCEDIMENTOS A SEREM APRESENTADOS ................................................................ 9
CRONOGRAMA FÍSICO ..................................................................................................... 10

3.3. OBRAS CIVIS .......................................................................................................... 11


3.3.1. SONDAGEM ............................................................................................................ 11
3.3.2. NOVA BACIA DE TANQUES ................................................................................... 11
3.3.3. PLDCT DE ÓLEOS BÁSICOS .................................................................................. 14
3.3.4. PIPE RACK .............................................................................................................. 17
3.3.5. FUNDAÇÕES, BASES, ESTRUTURAS METÁLICAS .............................................. 25
3.3.6. RELOCAÇÃO DA PLECT/PLDCT ............................................................................ 34
3.3.7. ÁREA DE RECUPERAÇÃO ..................................................................................... 37
3.3.8. URBANIZAÇÃO ....................................................................................................... 42
3.4. OBRAS MECÂNICAS ............................................................................................... 44
3.1.1. TANQUES DE ÓLEO BÁSICO ................................................................................. 44
3.1.1.1. PROJETO DE DETALHAMENTO..................................................................... 44
3.1.1.2. FABRICAÇÃO E MONTAGEM DOS TANQUES TQ-4306, TQ-4307, TQ-4308,
TQ-4309, TQ-4310, TQ-4311, TQ-4312, TQ-4314 ............................................................... 45
MEDIÇÕES, INSPEÇÕES, ENSAIOS E TESTES ............................................................... 47
TESTE HIDROSTÁTICO DOS TANQUES TQ-4306, TQ-4307, TQ-4308, TQ-4309, TQ-4310,
TQ-4311, TQ-4312, TQ-4314 ............................................................................................... 52
PINTURA INTERNA DOS TANQUES TQ-4306, TQ-4307, TQ-4308, TQ-4309, TQ-4310, TQ-
4311, TQ-4312, TQ-4314 ..................................................................................................... 53
PINTURA EXTERNA DOS TANQUES TQ-4306, TQ-4307, TQ-4308, TQ-4309, TQ-4310, TQ-
4311, TQ-4312, TQ-4314 ..................................................................................................... 53
PINTURA PROMOCIONAL DOS TANQUES TQ-4306, TQ-4307, TQ-4308, TQ-4309, TQ-
4310, TQ-4311, TQ-4312, TQ-4314 ..................................................................................... 53
3.1.1.3. ARQUEAÇÃO DOS TANQUES TQ-4306, TQ-4307, TQ-4308, TQ-4309, TQ-
4310, TQ-4311, TQ-4312, TQ-4314 ..................................................................................... 54
3.1.2. TRATAMENTO SUPERFICIAL DOS MATERIAIS EXISTENTES ............................. 54
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 4/178
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

3.1.2.1. TRATAMENTO DAS CHAPAS EXISTENTES .................................................. 54


3.1.2.2. TRATAMENTO SUPERFICIAL DAS TUBULAÇÕES, CONEXÕES, VÁLVULAS E
ACESSÓRIOS A SEREM FORNECIDOS PELA BR ............................................................ 56
3.1.3. INTERVENÇÕES NOS TANQUES EXISTENTES.................................................... 57
ALTERAÇÃO DOS FUNDOS DOS TANQUES .................................................................... 57
ABERTURA E FECHAMENTO DE BOCAIS ........................................................................ 59

3.1.4. EQUIPAMENTOS .................................................................................................... 63


3.1.4.1. MONTAGEM E INSTALAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS - FORNECIMENTO BR 63

3.1.4.2. FORNECIMENTO, MONTAGEM E INSTALAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS -


FORNECIMENTO CONTRATADA ...................................................................................... 65
3.1.5. SISTEMA DE TUBULAÇÕES ................................................................................... 67
3.1.6. ÁREA DE RECUPERAÇÃO ..................................................................................... 81
3.1.7. SISTEMA DE COMBATE A INCÊNDIO .................................................................... 83
3.5. OBRAS ELÉTRICAS ................................................................................................ 85
3.5.1. INTERVENÇÕES ELÉTRICAS................................................................................. 85 3.5.2.
SISTEMA DE ATERRAMENTO................................................................................ 89

3.6. PRÉ-OPERAÇÃO ............................................ ERRO! INDICADOR NÃO DEFINIDO.


3.7. APRESENTAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO FINAL DA OBRA ................................... 92
APRESENTAÇÃO DO “AS BUILT” E DO “DATA BOOK” ....................................................
92

3.8. LIMPEZA E BOTA FORA ......................................................................................... 92


4. FORNECIMENTO DE MATERIAIS .......................................................................... 93
4.1. FORNECIMENTO CONTRATADA ........................................................................... 93
4.2. FORNECIMENTO BR .............................................................................................. 94
5. OBSERVAÇÕES GERAIS DE RESPONSABILIDADE DA CONTRATADA .............. 94
PROPOSTA DE PREÇOS ................................................................................................... 96
CANTEIRO DE OBRAS ....................................................................................................... 96
DESMOBILIZAÇÃO ............................................................................................................. 98
6. DOCUMENTOS E ANEXOS .................................................................................... 99
6.1. DESENHOS ............................................................................................................. 99
6.2. ESPECIFICAÇÕES, MEMORIAIS DE CÁLCULO, MEMORIAL DESCRITIVO E
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 5/178
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

RELATÓRIOS.................................................................................................................... 123
6.3. FOLHAS DE DADOS ............................................................................................. 127
1.1. MEMÓRIAS DE CÁLCULO .................................................................................... 129
6.4. LISTAS LISTAS (TUBULAÇÕES, CABOS ELÉTRICOS, ELETRODUTOS, ETC.) . 129
6.5. LISTAS DE MATERIAIS ......................................................................................... 134
6.6. NORMAS, PADRÕES E PROCEDIMENTOS BR ................................................... 135
7. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA ........................................................................ 149
7.1. NORMAS PETROBRAS ......................................................................................... 149
7.2. NORMAS REGULAMENTADORAS DO MINISTÉRIO DO TRABALHO ................. 155
7.3. NORMAS ABNT (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS) ........... 155
7.4. NORMAS ESTRANGEIRAS ................................................................................... 166
7.4.1. NORMAS ISO (INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR STANDARDIZATION) .. 166
7.4.2. NORMAS API (AMERICAN PETROLEUM INSTITUTE) ......................................... 166
7.4.3. NORMAS ASME (AMERICAN SOCIETY OF MECHANICAL ENGINEERS) .......... 166
7.5. NORMAS ASTM (AMERICAN SOCIETY FOR TESTING MATERIALS) ................. 166

1. OBJETIVO
A presente especificação tem por objetivo apresentar de modo sucinto os serviços necessários
para a implantação da planta de lubrificantes a serem executados pela CONTRATADA na
fábrica de lubrificantes da BR localizada na Avenida Fabor, s/n, Campos Elíseos, Duque de
Caxias – RJ.
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:
6/178 Os
INDUSTRIAL
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

serviços consistem basicamente em, não se limitado a:


a. Remoção de interferências;
b. Desmontagens, relocações, demolições, recomposições;
c. Construção de bases e fundações diretas e indiretas;
d. Fornecimento, montagem e instalação de equipamentos;
e. Montagem e instalação de equipamentos, instrumentos, válvulas, conexões e acessórios
fornecidos pela BR;

f. Aterramento de equipamentos e estruturas;


g. Remoção e/ou relocação de tubulações existentes;
h. Fornecimento, fabricação e montagem do novo sistema de tubulações;
i. Fornecimento, fabricação e montagem de estruturas metálicas;
j. Adequações no sistema de alívio térmico;
k. Implantação de sistema de linhas pigueadas;
l. Adequações nas plataformas existentes de carregamento e descarregamento de caminhões;

m. Nova plataforma de descarregamento de óleo básico;


n. Fabricação e montagem de tanques de armazenamento;
o. Intervenção em tanques existentes;
p. Adequações no sistema de distribuição de vapor e condensado;
q. Adequações no sistema de geração e distribuição de ar comprimido;
r. Adequações no sistema de combate a incêndio;
s. Condicionamento dos equipamentos, acessórios e instrumentos;
t. Comissionamento e pré-operação da planta de lubrificantes.

Será obrigatória a apresentação do ATESTADO DE VISITA TÉCNICA, devidamente assinado pelo


Representante BR, para conhecimento dos locais das obras e instalações existentes.

O ATESTADO DE VISITA TÉCNICA deverá ser enviado junto com a proposta do licitante. A
visita deverá ser agendada, com antecedência, junto ao Coordenador do empreendimento, Engº
Flavio da Costa Almeida, telefones (21) 2354-1187 ou (21) 97119-8368.

2. DEFINIÇÕES
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO
AT
INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA: –
INDUSTRIAL 7/178 Alta
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Tensão
BR – PETROBRAS DISTRIBUIDORA S.A.
CA - Certificado de aprovação
CT - Caminhões-Tanque
CONTRATADA – Empresa responsável pela execução dos serviços objeto do contrato
EC – Especificação de Construção
EPC –Equipamento de proteção coletiva
EPI – Equipamento de proteção individual
GEI – Gerência Industrial
IN - Industrial
INSTALAÇÃO – Unidade operacional ou industrial da BR
LM – Lista de Material
N – Norma PETROBRAS - NORTEC
NBR – Norma Técnica Brasileira
NE – Norma de Engenharia da BR
PE – Procedimento de Engenharia da BR
PLECT – Plataforma de Enchimento de Caminhões-Tanque
PLDCT – Plataforma de Descarga de Caminhões-Tanque
REDUC – Refinaria de Duque de Caxias
SCI – Sistema de Combate à Incêndio

3. DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS

3.1. PROJETO EXECUTIVO


Os serviços compreenderão a complementação do projeto entregue pela BR através da
geração de novos documentos em meio eletrônico, bem como todas as revisões nos
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 8/178
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

documentos existentes que se fizerem necessárias de acordo com as Normas PETROBRAS,


ABNT e ES-GEI50-A-005.

Os serviços deverão ser executados em conformidade com as Normas PETROBRAS, ABNT


e Normas Estrangeiras já normalmente adotadas no mercado brasileiro e de acordo com os
documentos constantes no projeto.

3.2. DOCUMENTAÇÃO INICIAL DA OBRA

DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS ANTES DO INÍCIO DE QUALQUER


ATIVIDADE
Antes do início de qualquer atividade a CONTRATADA deverá apresentar a seguinte
documentação:

Equipe de trabalho da obra, com a lista completa dos funcionários, com RG, cópia da carteira
de trabalho, do contrato de trabalho, do ASO e dos crachás de identificação dos funcionários,
para movimentação no interior das instalações da BR;

Os dados dos funcionários deverão ser apresentados em arquivo eletrônico na formatação


compatível com o SISPAT;

Todas as vezes que houver alterações no quadro de funcionários, deverá ser encaminhada para
a BR a lista atualizada;

Deverá ser apresentado o “curriculum vitae” dos responsáveis pela execução da obra, para
aprovação da BR;

ART dos serviços a serem executados, sendo uma por cada especialidade;
Certificado de capacitação na norma NR-10, para os funcionários envolvidos com serviços de
eletricidade;

Certificado de capacitação na norma NR-20, para todos os funcionários;


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 9/178
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Certificado de capacitação na norma NR-33, para os funcionários envolvidos em serviços em locais


confinados;

Certificado de capacitação na norma NR-35, para os funcionários envolvidos em trabalhos em


altura;

Apresentação do check-list de máquinas e equipamentos que serão utilizados nos serviços;


PCMAT (Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção),
conforme NR-6, NR-18, NR-21, NR-24 e NR-33, visando garantir a execução de suas atividades
dos funcionários com segurança, saúde e conforto (empresas com mais de 20 funcionários);
PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais), conforme NR-9, item 9.1.1 e
PGGESMS-035 - Plano de Emergência da GESMS e para suas Obras Contratadas.

PCMSO (Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional), conforme a NR-5 e NR-7;


LTCAT (Laudo Técnico de Condições Ambientais do Trabalho);
PEL (Plano de Emergência Local);
Lista de presença do treinamento admissional de sua responsabilidade, para todos os seus
empregados, visando garantir a execução de suas atividades com segurança (NR-18 / 18.28.1),
que deve ter o conteúdo mínimo de: informações sobre as condições e meio ambiente de
trabalho; riscos inerentes a sua função; uso obrigatório dos EPIs adequados, incluindo botas,
luvas, óculos, capacetes e protetores auriculares; informações sobre os EPCs; existentes no
canteiro de obra.

Obs.: Independente do treinamento da CONTRATADA, a BR ministrará um treinamento específico


de segurança para a obra, com um tempo estimado de 8 horas.

CONDIÇÕES GERAIS
Qualquer trabalho somente poderá ser iniciado após a emissão da PT (Permissão de Trabalho)
diária, pelo Técnico de Segurança da Unidade Operacional ou pelo Responsável da Área.
Novos tipos de serviços deverão ser analisados pelo Técnico de Segurança do Terminal na
Análise Preliminar de Risco (APR) ou na AST (Análise de Segurança do Trabalho). Após este
procedimento e respectiva liberação, as demais PTs serão emitidas pelo responsável da área;

A CONTRATADA deverá indicar um colaborador, que tenha função de liderança, para receber
treinamento de “Requisitante de PT”, que ficará como responsável pelas solicitações;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:


10/17 A
INDUSTRIAL
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

CONTRATADA deverá entregar mensalmente à Fiscalização BR, o “Check-List de SMS para


CONTRATADAS”, com os itens preenchidos em conjunto com a medição dos serviços;

A CONTRATADA deverá incluir na equipe de trabalho no mínimo um técnico de segurança que


deverá ficar o tempo integral na obra, até o término da mesma;

A CONTRATADA deverá realizar o DDSMS (Diálogo Diário de Saúde, Meio Ambiente e


Segurança) diariamente antes do início de execução dos serviços;

Os funcionários da CONTRATADA que realizarão serviços em altura e em espaço confinado,


deverão passar por avaliação médica da GEI, diariamente, antes da realização dos serviços.

Os nomes dos funcionários aprovados na avaliação médica deverão constar da PT;

A CONTRATADA deverá participar dos programas de prevenção de acidentes da BR, como o


“Programa de Obras Seguras”;

A CONTRATADA será auditada por empresas certificadoras que auditam regularmente a


GEI.

PROCEDIMENTOS A SEREM APRESENTADOS


A CONTRATADA deverá apresentar os procedimentos inerentes aos serviços que irá executar
dentro da Unidade Operacional da BR, tais como:

a. Procedimento para execução de fundações e estruturas de concreto armado, baseado na


norma N-1644.

b. Procedimento de pavimentação baseado na norma N-1602.


c. Procedimento de fornecimento, fabricação e montagem de estruturas metálicas conforme
norma N-293;

d. Procedimento para manuseio, armazenamento, embalagem, preservação e entrega de


materiais conforme NR-11, considerando que antes da aquisição de todos os materiais, as
respectivas propostas deverão ser aprovadas pela BR.
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 11/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

e. Procedimento para garantir o uso de equipamentos de inspeção, medição e ensaios somente


dentro dos prazos de validade das respectivas calibrações e de seus graus de incerteza,
incluindo com o controle de somente permitir a utilização dos equipamentos após a
apresentação dos certificados de calibração dos instrumentos aferidos. O procedimento deverá
indicar os métodos de armazenamento e preservação destes equipamentos, além do critério
de aceitação dos resultados de aferição/calibração dos mesmos. No mínimo, deverão ser
apresentados os certificados de calibração das máquinas de solda, amperímetros, aparelhos
para verificação de pintura, aparelhos utilizados para verificação de juntas soldadas e aparelhos
utilizados para testes de equipamentos elétricos.

f. Procedimento de soldagem baseado nas normas N-133 e N-2301;


g. Procedimento de montagem de tubulações baseado nas normas N-76 e N-115;
h. Procedimento de pintura externa de tubulações de acordo com a norma N-442. Deverá ser
considerado no procedimento que os serviços de pintura deverão ser acompanhados por
inspetores qualificados;

i. Procedimento de construção, montagem e condicionamento de instrumentação e automação


conforme norma N-858;

j. Procedimento de construção de drenagem e de despejos líquidos em unidades industriais


baseado na norma N-1601;

k. Procedimento de construção, montagem e comissionamento de redes elétricas baseado na


norma N-1600.

CRONOGRAMA FÍSICO
A CONTRATADA deverá apresentar para aprovação da fiscalização da BR, o cronograma físico
detalhado, elaborado em MS PROJECT, baseado no cronograma de marcos que será entregue
pela BR. Após aprovado pela Fiscalização da BR, a CONTRATADA deverá acatar todos os prazos
parciais e totais, devendo atualizá-lo mensalmente com a parcela dos itens realizados para
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 12/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

constatação da evolução dos serviços e dos atrasos que ficarão sujeitos à aplicações de sansões
contratuais previstas.

3.3. OBRAS CIVIS

3.3.1. SONDAGEM
Execução dos serviços de sondagem, de acordo com a norma N-845, nos locais onde serão
executados os serviços de forma a confirmar o tipo de fundação a ser adotada e investigação
geológica. Para tanto, a CONTRATADA deverá prever a execução de 10 (dez) furos de
sondagem. Caso a CONTRATADA entenda que seja necessária a execução de mais furos de
sondagem além dos indicados, estes serviços serão de sua responsabilidade não cabendo
custo adicional para a BR. Os furos de sondagem deverão ser executados até as
profundidades em que os critérios recomendados pela NBR-6484 sejam atendidos. Os
resultados das sondagens deverão complementar o relatório RL-GEI50-D-001, bem como o
desenho DE-GEI50-G-091 e serem apresentados a FISCALIZAÇÃO para aprovação.

Documentos de referência:
DE-GEI50-G-091 RL-GEI50-D-001

3.3.2. NOVA BACIA DE TANQUES


Consiste na execução dos serviços de construção da bacia para os tanques TQ-4306, TQ4307,
TQ-4308, TQ-4309, TQ-4310, TQ-4311, TQ-4312 e TQ-4314, incluindo o fornecimento de
todos os materiais, de acordo com as Normas ABNT, PETROBRAS, Normas do Ministério do
Trabalho (NR’s) e documentos de projeto.

É de responsabilidade da CONTRATADA a execução de todos os serviços necessários a sua


completa execução, não se limitando a:

a. Construção das fundações e bases dos conjuntos motobomba, escadas, plataformas e


passarela de interligação entre dos tanques;

b. Dimensionamento, fornecimento e instalação de chumbadores do tipo pré-concretagem,


conforme norma PETROBRAS N-134, para fixação dos conjuntos motobomba, escadas,
plataformas e passarelas;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 13/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

c. Construção do dique de contenção em concreto armado;

Figura 1 - Nova bacia de tanques

d. Adequação das bases dos tanques existentes para a construção do rebaixo para porta de
limpeza;

Figura 2 - Detalhe do rebaixo para instalação da porta de limpeza

e. Concretagem das aberturas para passagem das tubulações de drenagem dos tanques, poços
de drenagem etc., inclui o tratamento das armaduras;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 14/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Figura 3 - Aberturas para passagem das tubulações de drenagem dos tanques

f. Relocação da escada de acesso existente, para a nova bacia de tanques junto ao tanque TQ-
4306;

Figura 4 - Escada de acesso existente

g. Projeto, fornecimento, fabricação e montagem de estruturas metálicas para suportes, escadas,


passarelas, plataformas etc;

h. Elaboração de projeto, fornecimento, fabricação e montagem de passarela em estrutura


metálica para interligação entre os novos tanques, incluindo a construção de pilares de
sustentação em estrutura metálica e suas respectivas fundações e bases. É responsabilidade
da CONTRATADA a adequação da estrutura de suportação da passarela de forma a não
comprometer o costado dos tanques;

i. Construção dos sistemas de drenagem pluvial e oleosa da nova bacia de tanques incluindo a
construção de caixas de passagem, canaletas, lançamento de tubulações de ferro fundido,
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 15/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

instalação de grades tipo SELMEC etc. Inclui a interligação com os sistemas existentes e
qualquer adequação necessária;

j. Construção e recuperação de calçadas;


k. Construção de estruturas em concreto armado, tais como: dormentes, escadas, bases,
muretas, canaletas, caixas e etc;

l. Pavimentação da bacia de tanques em concreto armado;


m. Relocação de poste de iluminação viária;

É responsabilidade da CONTRATADA, a verificação e compatibilização das dimensões das bases


a serem construídas aos conjuntos motobomba a serem instalados;

Estão incluídas todas as atividades necessárias, tais como: limpeza, escavação, demolição,
aterro, reaterro, compactação, forma, armadura, escoramento, esgotamento de águas,
botafora e etc. Inclui o fornecimento de todos os recursos necessários a execução dos
serviços.

Não caberá a CONTRATADA solicitação de prorrogação de prazos parciais ou totais e/ou


ressarcimento de custos adicionais pela execução dos serviços de construção da nova bacia
de tanques decorrentes da elaboração, revisão e complementação do projeto executivo.

Documentos de referência:
DE-GEI50-A-026 DE-GEI50-D-582 DE-GEI50-D-583 DE-GEI50-D-584
DE-GEI50-E-2044 DE-GEI50-E-865 DE-GEI50-G-091 DE-GEI51-D-001
DE-GEI51-D-002 DE-GEI51-D-003 DE-GEI51-D-044 DE-GEI51-D-045
DE-GEI51-D-046 DE-GEI51-D-667 DE-GEI51-D-668 DE-GEI51-D-669
DE-GEI51-D-715 DE-GEI51-E-627 DE-GEI51-E-659 DE-GEI51-E-660
DE-GEI51-E-661 DE-GEI51-F-413 DE-GEI51-F-414 DE-GEI51-F-415
DE-GEI51-F-481 DE-GEI51-F-482 DE-GEI51-F-483 DE-GEI51-F-484
DE-GEI51-F-485 DE-GEI51-H-224 DE-GEI55-D-008 ET-GEI50-G-006
ET-GEI50-G-009 MC-GEI50-D-006 MC-GEI51-D-003 MC-GEI51-D-012
MC-GEI51-D-015 MC-GEI51-F-015 RL-GEI50-D-001
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 16/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

3.3.3. PLDCT DE ÓLEOS BÁSICOS


Consiste na execução dos serviços de construção de uma plataforma de descarga de
caminhões (PLDCT), incluindo o fornecimento de todos os materiais, de acordo com as
Normas ABNT, PETROBRAS, Normas do Ministério do Trabalho (NR’s) e documentos de
projeto.

É de responsabilidade da CONTRATADA a execução de todos os serviços necessários a sua


completa execução, não se limitando a:

a. Construção de estruturas em concreto armado, tais como: fundações, bases, pilares, lajes
niveladas, dormentes, escadas, ilha etc. A CONTRATADA deverá desconsiderar a
construção das fundações indicadas no projeto de número DE-GEI51-D-688 (sapatas 1 a
5) por já terem sido executadas em outra fase do empreendimento. É de responsabilidade
da CONTRATADA verificação das fundações existentes conforme projetos de números DE-
GEI51-D-663 e 688 bem como possíveis adequações. Inclui a remoção e substituição de
01 (um) chumbador Dn ¾”;

b. Construção das fundações e bases dos conjuntos motobomba. É de responsabilidade da


CONTRATADA, a verificação e compatibilização das dimensões das bases a serem
construídas, aos conjuntos motobomba a serem instalados;

c. Dimensionamento, fornecimento e instalação de chumbadores do tipo pré-concretagem,


conforme norma PETROBRAS N-134, para fixação dos conjuntos motobomba;

d. Fornecimento e montagem de 02 (duas) escadas pantográficas. É de responsabilidade da


CONTRATADA as adequações necessárias na PLDCT para a instalação das escadas
pantográficas;

e. Fornecimento e instalação de 02 (dois) conjuntos trava-quedas retráteis de cabo de aço,


troles, trilhos e acessórios e escada de acesso. É de responsabilidade da CONTRATADA
as adequações necessárias na PLDTC para a instalação dos conjuntos trava-quedas;

f. Projeto, fornecimento, fabricação e montagem de estruturas metálicas para suportes,


escadas de acesso, escadas pantográficas, trava-quedas, plataformas, passarelas etc que
compõe a PLDCT conforme padrão existente. Inclui a adequação de pilares, vigas e
estrutura de cobertura em função da instalação das escadas pantográficas e os conjuntos
trava-quedas;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 17/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Figura 5 - Padrão de PLDCT existente

g. Projeto, fornecimento, fabricação e montagem da cobertura;


h. Construção dos sistemas de drenagem pluvial e oleosa da nova bacia de tanques incluindo
a construção de caixas de passagem, canaletas, lançamento de tubulações de concreto e
de ferro fundido, instalação de grades tipo SELMEC etc. Inclui a interligação com os
sistemas existentes e qualquer adequação necessária;

Figura 6 - Área de construção da PLDCT

Estão incluídas todas as atividades necessárias, tais como: limpeza, escavação, demolição,
aterro, reaterro, compactação, forma, armadura, escoramento, esgotamento de águas,
botafora e etc. Inclui o fornecimento de todos os recursos necessários a execução dos
serviços.
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 18/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Não caberá a CONTRATADA solicitação de prorrogação de prazos parciais ou totais e/ou


ressarcimento de custos adicionais pela execução dos serviços de construção da PLDCT de
óleos básicos decorrentes da elaboração, revisão e complementação do projeto executivo.

Documentos de referência:
DE-GEI50-A-026 DE-GEI50-E-864 DE-GEI50-G-091 DE-GEI50-H-240
DE-GEI50-H-297 DE-GEI51-D-001 DE-GEI51-D-002 DE-GEI51-D-003
DE-GEI51-D-016 DE-GEI51-D-662 DE-GEI51-D-663 DE-GEI51-D-664
DE-GEI51-D-665 DE-GEI51-D-666 DE-GEI51-D-667 DE-GEI51-D-668
DE-GEI51-D-670 DE-GEI51-D-676 DE-GEI51-D-688 DE-GEI51-D-689
DE-GEI51-D-690 DE-GEI51-D-718 DE-GEI51-F-421 DE-GEI51-H-236
DE-GEI55-E-029 ET-GEI50-G-006 ET-GEI50-G-007 MC-GEI51-D-005
MC-GEI51-D-007 MC-GEI51-F-015 RL-GEI50-D-001

3.3.4. PIPE RACK


Consiste na execução dos serviços necessários para a instalação do pipe rack, incluindo o
fornecimento de todos os materiais, de acordo com as Normas ABNT, PETROBRAS, Normas
do Ministério do Trabalho (NR’s) e documentos de projeto.

É de responsabilidade da CONTRATADA a execução de todos os serviços necessários a sua


completa execução, não se limitando a:

a. A CONTRATADA deverá desconsiderar a construção das estruturas metálicas, fundações e


bases do pipe rack do trecho 01 eixos 12 a 25, indicadas nos desenhos DE-GEI51-D-033 e
DE-GEI51-D-034. O limite de bateria para a construção do pipe rack está indicado na
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 19/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

figura abaixo:

PIPE RACK TRECHO 1 A SER


DESCONSIDERADO

Figura 7 - Limite de bateria pipe rack

PIPE RACK TRECHO 1 A SER


DESCONSIDERADO

Figura 8 - Mapa de Interferências - Pipe-rack - Ilustrativo


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 20/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

03 04
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 21/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

05

06

07 08

09
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 22/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

10 11

12 13

Figura 9 – Exemplos de interferências Pipe-rack

b. Remanejamento e/ou remoção das interferências existentes tais como: eletrodutos,


equipamentos, cabos, sistema de iluminação, estruturas metálicas, tubulações, sistema de
aterramento, sistema de TELECOM, etc. Inclui demolições de caixas de passagem, remoção
de cabos de fibra ótica e de telefonia, eletrodutos, suportes e etc;

c. Adequações dos sistemas de drenagem existentes, incluindo a construção de caixas e


canaletas, lançamento de tubulações, demolições, instalação de grades etc;

d. Remoção e posterior recomposição da pavimentação;


e. Relocação de postes do sistema de iluminação viária;
f. Demolição e recomposição de estruturas e pisos de concreto armado;
g. Demolição e recomposição de alvenaria;
h. Relocação de escadas, plataformas, passarelas etc;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 23/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

i. Construção de fundação indireta, blocos de fundação etc. Para tanto a CONTRATADA deverá
considerar a cravação de 176 (cento e setenta e seis) estacas hélice continua DN 40 cm,
incluindo perfuração, fornecimento de todos os materiais, injeção, arrasamento e etc;

j. Desmontagem do sistema de exaustão (exaustor, dutos, suportes, eletrodutos, cabos etc)


existente do prédio de lubrificantes na atual área de recuperação de frascos;

Figura 10 - Sistema de exaustão a desmontar

k. Relocação do sistema de exaustão das batedeiras, incluindo o fornecimento, fabricação,


montagem de dutos (inclusive flexíveis), colarinhos, caixas, abraçadeiras, curvas, juntas,
flanges, elementos de fixação, filtro e etc;

l. Fornecimento e instalação de ventilador centrífugo, capacidade 21000 m³/h, rotação 375 rpm,
velocidade de descarga de 8,0 m/s, carcaça em aço carbono, motor trifásico 7,5 cv, IP-55.,
inclui adequações necessárias a interligação do equipamento ao sistema de exaustão existente;

m. Fornecimento, fabricação e montagem de escada, plataforma e suportes metálicos para a


instalação do ventilador e dutos;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 24/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Figura 11 - Sistema de exaustão a relocar

Figura 12 - Sistema de exaustão a relocar


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI – GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 25/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

n. Projeto, fornecimento, fabricação, montagem e instalação das estruturas metálicas para o pipe-
rack, suportes, escadas, plataformas, passarelas, chumbadores etc;

o. Construção de estruturas de concreto (paredes, muros, dormentes, caixas, pavimentos e etc);

p. Transporte e movimentação de cargas;


q. Projeto, fornecimento, fabricação, montagem e instalação de estrutura metálica para
interligação entre os trechos 1 e o trecho 2 do pipe-rack, afim de eliminar o ponto baixo
existente. Inclui a construção de fundações diretas e indiretas, superestruturas, blocos, pilares
e bases. A CONTRATADA deverá apresentar o projeto a Fiscalização BR para aprovação
antes da execução dos serviços;

Situação Situação
atual proposta

Figura 13 - Adequação trecho piperack

r. Limpeza das áreas onde serão executados os serviços, através de hidrojateamento, com
posterior remoção por caminhão vácuo e destinação final de resíduos;

s. Remoção e posterior destinação final de aproximadamente 250 m3 de resíduo contaminado


provenientes de demolições, escavações etc. Para tanto a CONTRATADA deverá emitir
manifesto de resíduos conforme legislação vigente.

As interferências estão indicadas nos relatórios fotográficos que compõe o projeto. Caso alguma
interferência seja encontrada pela CONTRATADA e que não conste nos relatórios fotográficos,
será de responsabilidade da CONTRATADA a sua remoção e/ou remanejamento sem ônus para
a BR.
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 26/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

É de responsabilidade da CONTRATADA a verificação “in loco” de todas as


interferências e/ou dificuldades inerentes à execução dos serviços durante a visita
técnica. A BR não aceitará pleitos posteriores em função do não conhecimento da área
de execução dos serviços.

Estão incluídas todas as atividades necessárias, tais como: limpeza, escavação, demolição,
aterro, reaterro, compactação, forma, armadura, escoramento, esgotamento de águas,
botafora e etc. Inclui o fornecimento de todos os recursos necessários a execução dos
serviços.

Não caberá a CONTRATADA solicitação de prorrogação de prazos parciais ou totais e/ou


ressarcimento de custos adicionais pela execução dos serviços de construção e montagem
decorrentes da elaboração, revisão e complementação do projeto executivo.

Documentos de referência:
DE-GEI50-C-014 DE-GEI50-E-2023 DE-GEI50-E-2024 DE-GEI50-E-2025
DE-GEI50-E-2026 DE-GEI50-E-2027 DE-GEI50-E-2028 DE-GEI50-E-2029
DE-GEI50-E-2030 DE-GEI50-E-2035 DE-GEI50-E-2058 DE-GEI50-E-2059
DE-GEI50-E-2060 DE-GEI50-E-2061 DE-GEI50-E-2062 DE-GEI50-E-2071
DE-GEI50-E-2073 DE-GEI50-E-2075 DE-GEI50-E-2077 DE-GEI50-E-859
DE-GEI50-E-861 DE-GEI50-E-864 DE-GEI50-G-104 DE-GEI51-A-094
DE-GEI51-A-095 DE-GEI51-A-098 DE-GEI51-A-099 DE-GEI51-A-100
DE-GEI51-A-101 DE-GEI51-A-102 DE-GEI51-A-103 DE-GEI51-D-017
DE-GEI51-D-018 DE-GEI51-D-019 DE-GEI51-D-020 DE-GEI51-D-021
DE-GEI51-D-022 DE-GEI51-D-023 DE-GEI51-D-024 DE-GEI51-D-025
DE-GEI51-D-026 DE-GEI51-D-027 DE-GEI51-D-028 DE-GEI51-D-029
DE-GEI51-D-030 DE-GEI51-D-031 DE-GEI51-D-032 DE-GEI51-D-033
DE-GEI51-D-034 DE-GEI51-D-035 DE-GEI51-D-036 DE-GEI51-D-037
DE-GEI51-D-038 DE-GEI51-D-039 DE-GEI51-D-040 DE-GEI51-D-041
DE-GEI51-D-042 DE-GEI51-D-043 DE-GEI51-D-047 DE-GEI51-D-048
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 27/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

DE-GEI51-D-049 DE-GEI51-D-050 DE-GEI51-D-051 DE-GEI51-D-052


DE-GEI51-D-053 DE-GEI51-D-055 DE-GEI51-D-056 DE-GEI51-D-057
DE-GEI51-D-058 DE-GEI51-D-059 DE-GEI51-D-060 DE-GEI51-D-061
DE-GEI51-D-062 DE-GEI51-D-063 DE-GEI51-D-064 DE-GEI51-D-072
DE-GEI51-D-073 DE-GEI51-E-635 DE-GEI51-G-479 DE-GEI51-G-480
DE-GEI51-G-481 DE-GEI51-G-482 DE-GEI51-G-554 DE-GEI51-G-555
DE-GEI51-G-602 DE-GEI51-G-610 DE-GEI51-G-642 ET-GEI50-G-006
MC-GEI51-A-012 MC-GEI51-D-001 MC-GEI51-D-011 MC-GEI51-D-013
MC-GEI51-D-014 MC-GEI51-D-015 MC-GEI51-D-019 MC-GEI51-D-020
MC-GEI54-A-002

3.3.5. FUNDAÇÕES, BASES, ESTRUTURAS METÁLICAS


Consiste na execução dos serviços de construção fundações, bases e estruturas metálicas
para a instalação dos equipamentos e tubulações que compõe o novo sistema da planta de
lubrificantes, incluindo o fornecimento de todos os materiais, de acordo com as Normas ABNT,
PETROBRAS, Normas do Ministério do Trabalho (NR’s) e documentos de projeto.

É de responsabilidade da CONTRATADA a execução de todos os serviços necessários a sua


completa execução, não se limitando a:

a. Levantamento, remanejamento e/ou remoção de interferências tais como: equipamentos,


eletrocalhas, eletrodutos, cabos, painéis, luminárias, estruturas metálicas (escadas,
plataformas, passarelas, suportes etc), dutos de ventilação, exaustores, ventiladores,
estantes

(drives estáticos), ponte rolante e etc.


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 28/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Figura 14 - Ponte Rolante

Figura 15 - Equipamentos

Mezanino

Figura 16 –Mezanino e poços


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 29/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Figura 17 - Estantes a serem removidas

Figura 18 - Área de Mistura – Demolições / Remoções

b. Demolição de estruturas de concreto (paredes, venezianas, blocos, pisos etc);


c. Construção das fundação indireta, blocos de fundação etc. Para tanto a CONTRATADA
deverá considerar a cravação de 50 (cinquenta) estacas hélice continua DN 40 cm, incluindo
perfuração, fornecimento de todos os materiais, injeção, arrasamento e etc;

d. Construção de estruturas de concreto armado (paredes, muros, bases, blocos, pavimentos,


pilares, envelopes etc.);
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 30/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

e. Adequações nos sistemas de drenagem existentes de forma a atender a nova planta


incluindo a construção de caixas e canaletas, recuperação das caneletas existentes etc.;

Figura 19 - Sistemas de drenagem

f. Construção de canaletas para o sistema de drenagem oleosa incluindo a construção de


caixas de passagem, canaletas, lançamento de tubulações de ferro fundido, instalação de
grades tipo SELMEC etc. Inclui a interligação com os sistemas existentes;

Figura 20 - Sistemas de drenagem


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 31/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

g. Dimensionamento, fornecimento e instalação dos chumbadores para a fixação dos


equipamentos, suportes, estruturas metálicas e etc.;
h. Elaboração de projeto, fornecimento, fabricação, montagem e instalação das estruturas
metálicas para suportes (tubulações, eletrodutos, bandejas etc), escadas, plataformas

(blender, manifolds etc), passarelas, equipamentos, coberturas, etc.;

Figura 21 - Estrutura dos Blenders

i. Elaboração de projeto executivo bem como o fornecimento, fabricação e montagem de


passarela em estrutura metálica para interligação entre as estruturas dos Blenders e a
passarela das batedeiras da área de mistura no interior do prédio de lubrificantes. A
CONTRATADA deverá apresentar o projeto a Fiscalização BR para aprovação antes da
execução dos serviços, inclui a remoção de interferências;

j. Elaboração de projeto executivo e construção das fundações, bases, estruturas metálicas


necessários a implantação do sistema de descarregamento de aditivos;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 32/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Figura 22 – Passarela

k. Elaboração de projeto executivo e construção das fundações, bases, estruturas metálicas e


passadiços para instalação do manifold X5000 conforme proposta conceitual abaixo;

Figura 23 – Local de Instalação do Manifold X5000


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 33/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Figura 24 - Condição proposta - Fundação Manifold X5000

l. Fornecimento e instalação de cercamento em grade tipo nyloford com painéis e portões


pivotantes, com cobertura em estrutura metálica e telhas perfil trapezoidal galvalume,
prépintada para os Manifolds X5100 e X5200;

m. Limpeza das áreas onde serão executados os serviços, através de hidrojateamento, com
posterior remoção por caminhão vácuo e destinação final de resíduos;

n. Recuperação do piso existente no interior da fábrica de lubrificantes onde serão instalados


os equipamentos dos sistemas de mistura e envase conforme especificação técnica
ESGEI50-D-001.
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 34/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Figura 25 - Piso existente a ser recuperado

Figura 26 - Delimitação da área do piso a ser recuperado

Estão incluídas todas as atividades necessárias, tais como: limpeza, escavação, demolição, aterro,
reaterro, compactação, forma, armadura, escoramento, esgotamento de águas, botafora,
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 35/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

transporte e movimentação de cargas e etc. Inclui o fornecimento de todos os recursos


necessários a execução dos serviços.

De forma auxiliar a CONTRATADA no tratamento das interferências, foram elaborados


relatórios fotográficos e relatório de Clash da maquete eletrônica, anexos a esta especificação,
cabendo a CONTRATADA o tratamento de todas as interferências indicadas. Caso alguma
interferência seja levantada pela CONTRATADA e que não conste nos relatórios fotográficos,
será de responsabilidade da CONTRATADA a sua remoção e/ou remanejamento sem ônus
para a BR.

É de responsabilidade da CONTRATADA a verificação “in loco” de todas as


interferências e/ou dificuldades inerentes à execução dos serviços durante a visita
técnica. A BR não aceitará pleitos posteriores em função do não conhecimento da área
de execução dos serviços.

Não caberá a CONTRATADA solicitação de prorrogação de prazos parciais ou totais e/ou


ressarcimento de custos adicionais pela execução dos serviços de construção fundações,
bases, estruturas metálicas e de concreto, remoção e/ou remanejamento de interferências
decorrentes da elaboração, revisão e complementação do projeto executivo.

Documentos de referência:
DE-GEI50-A-026 DE-GEI50-A-169 DE-GEI50-A-175 DE-GEI50-A-195
DE-GEI50-C-008 DE-GEI50-C-009 DE-GEI50-E-2035 DE-GEI50-E-380
DE-GEI50-E-859 DE-GEI50-G-091 DE-GEI50-G-101 DE-GEI50-G-104
DE-GEI51-A-089 DE-GEI51-A-090 DE-GEI51-A-091 DE-GEI51-A-092
DE-GEI51-A-093 DE-GEI51-A-094 DE-GEI51-A-095 DE-GEI51-A-097
DE-GEI51-A-098 DE-GEI51-A-099 DE-GEI51-A-100 DE-GEI51-A-101
DE-GEI51-A-102 DE-GEI51-A-103 DE-GEI51-D-016 DE-GEI51-D-028
DE-GEI51-D-029 DE-GEI51-D-030 DE-GEI51-D-031 DE-GEI51-D-032
DE-GEI51-D-033 DE-GEI51-D-035 DE-GEI51-D-036 DE-GEI51-D-037
DE-GEI51-D-038 DE-GEI51-D-039 DE-GEI51-D-040 DE-GEI51-D-041
DE-GEI51-D-042 DE-GEI51-D-043 DE-GEI51-D-045 DE-GEI51-D-047
DE-GEI51-D-049 DE-GEI51-D-052 DE-GEI51-D-053 DE-GEI51-D-061
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 36/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

DE-GEI51-D-062 DE-GEI51-D-063 DE-GEI51-D-064 DE-GEI51-D-065


DE-GEI51-D-066 DE-GEI51-D-067 DE-GEI51-D-070 DE-GEI51-D-071
DE-GEI51-D-074 DE-GEI51-D-416 DE-GEI51-D-676 DE-GEI51-D-687
DE-GEI51-D-715 DE-GEI51-E-627 DE-GEI51-F-449 DE-GEI51-F-451
DE-GEI51-G-557 DE-GEI51-G-665 DE-GEI51-G-673 DE-GEI51-G-865
DE-GEI51-G-928 DE-GEI51-G-929 DE-GEI51-G-930 DE-GEI51-G-931
DE-GEI51-G-932 DE-GEI51-G-933 DE-GEI51-G-934 DE-GEI51-G-935
ET-GEI50-A-001 ET-GEI50-A-002 ET-GEI50-C-001 ET-GEI50-C-003
ET-GEI50-D-007 ET-GEI50-G-006 ET-GEI50-G-009 ET-GEI50-G-037
MC-GEI51-A-011 MC-GEI51-A-012 MC-GEI51-D-012 MC-GEI51-D-015
MC-GEI51-D-016 MC-GEI51-D-020 MC-GEI51-F-011 MC-GEI51-F-012
MC-GEI51-F-013 MC-GEI51-F-016 MC-GEI51-G-005 RL-GEI50-D-001
QS4124AC902P200PET12
KK4124AC512P132PET12
LS4124AC512P132PET12

3.3.6. RELOCAÇÃO DA PLECT/PLDCT


Consiste na execução dos serviços de relocação da PLECT/PLDCT, incluindo o fornecimento
de todos os materiais, de acordo com as Normas ABNT, PETROBRAS, Normas do Ministério
do Trabalho (NR’s) e documentos de referência.

É de responsabilidade da CONTRATADA a execução de todos os serviços necessários a sua


completa execução, não se limitando a:
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 37/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Figura 27 – Relocação da PLECT/PLDCT

a. Construção de estruturas em concreto armado, tais como: bases, pilares, lajes niveladas,
escadas, etc;

b. Desmontagem, relocação e posterior montagem das estruturas metálicas da PLECT/PLDCT


existente tais como: plataforma, escadas, guarda corpo e etc.

c. Desmontagem da cobertura do contentor de armazenamento do sistema de drenagem;


d. Relocação da base do contentor existente para a nova área de instalação da
PLECT/PLDCT;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 38/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Figura 28 - PLECT/PLDCT

e. Construção de canaleta de drenagem oleosa no perímetro da área de carregamento e


interligação com o sistema de drenagem oleosa existente;

f. Remoção, recomposição e nivelamento da pavimentação existente na nova área de


carregamento de caminhões;

g. Projeto, fornecimento, fabricação e montagem de estruturas metálicas e suportes, para o


sistema de trava-quedas, para os sistemas de tubulações de processo e de utilidades, sistemas
elétricos para interligação entre as bombas existentes e o novo local de instalação da
PLECT/PLDCT;

Estão incluídas todas as atividades necessárias, tais como: limpeza, escavação, demolição,
aterro, reaterro, compactação, forma, armadura, escoramento, esgotamento de águas,
botafora e etc. Inclui o fornecimento de todos os recursos necessários a execução dos
serviços.

De forma auxiliar a CONTRATADA no tratamento das interferências, foram elaborados


relatórios fotográficos e relatório de Clash da maquete eletrônica, anexos a esta especificação,
cabendo a CONTRATADA o tratamento de todas as interferências indicadas. Caso alguma
interferência seja levantada pela CONTRATADA e que não conste nos relatórios fotográficos,
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 39/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

será de responsabilidade da CONTRATADA a sua remoção e/ou remanejamento sem ônus


para a BR.

É de responsabilidade da CONTRATADA a verificação “in loco” de todas as


interferências e/ou dificuldades inerentes à execução dos serviços durante a visita
técnica. A BR não aceitará pleitos posteriores em função do não conhecimento da área
de execução dos serviços.

Não caberá a CONTRATADA solicitação de prorrogação de prazos parciais ou totais e/ou


ressarcimento de custos adicionais pela execução dos serviços de relocação da
PLECT/PLDCT incluindo a construção de fundações, bases, estruturas metálicas e de
concreto, remoção e/ou remanejamento de interferências decorrentes da elaboração, revisão
e complementação do projeto executivo.

3.3.7. ÁREA DE RECUPERAÇÃO


Consiste na execução dos serviços de construção da nova área de recuperação composta de:
sala da supervisão, banheiros, áreas de recuperação de embalagens, área dos tanques de
armazenamento e conjuntos motobomba, rampa, cercamentos, portões, portas e demais itens
indicados no projeto conceitual, incluindo o fornecimento de todos os materiais, de acordo com
as Normas ABNT, PETROBRAS, Normas do Ministério do Trabalho (NR’s) e documentos de
referência.
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 40/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Figura 29 - Nova área de recuperação

É de responsabilidade da CONTRATADA a execução de todos os serviços necessários a sua


completa execução, não se limitando a:

a. Remanejamento e/ou remoção de interferências (tubulações, eletrocalhas, equipamentos,


eletrodutos, cabos, acessórios, luminárias, estruturas metálicas, sistema de aterramento,
sistema de TELECOM e etc);

b. Demolições de estruturas, pisos e lajes em concreto armado;


c. Projeto, fornecimento, fabricação e montagem de estruturas metálicas;

Figura 30 - Implantação da nova área de recuperação – Área interna


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 41/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

d. Projeto, fornecimento e instalação dos sistemas de ventilação, exaustão e condicionamento de


ar (equipamentos, tubulações, dutos, grelhas, filtros, venezianas, cortinas de ar e etc) para a
sala da supervisão e banheiros. Para tanto a CONTRATADA deverá considerar que os
equipamentos a serem fornecidos e instalados deverão ser do tipo airsplit e/ou multisplit,
splitcassette e built in, cortinas de ar. As unidades condensadoras deverão ser instaladas na
cobertura do prédio;

e. Projeto, fornecimento e instalação de toda a infraestrutura de TELECOM incluindo, eletrocalhas,


caixas, eletrodutos, conexões, acessórios e etc. Inclui a interligação a infraestrutura do prédio
de lubrificantes existente;

f. Projeto, fornecimento e instalação de toda a infraestrutura hidráulica para água potável (tubos,
conexões, acessórios, louças, metais e etc) contemplando a área a ser construída.

Inclui a interligação com a rede de água potável existente;


g. Projeto, fornecimento e instalação de toda a infraestrutura para drenagem do esgotamento
sanitário (tubos, conexões, acessórios, louças, metais, etc). Inclui a interligação com o sistema
existente;

h. Construção dos sistemas de drenagem oleosa e pluvial incluindo a construção de caixas de


passagem, canaletas, lançamento de tubulações de concreto e de ferro fundido, instalação de
grades tipo SELMEC etc. Inclui a interligação com os sistemas existentes e qualquer adequação
necessária;

i. Construção de fundação indireta, blocos de fundação etc. Para tanto a CONTRATADA deverá
considerar a cravação de 10 (dez) estacas hélice continua DN 40 cm, incluindo perfuração,
fornecimento de todos os materiais, injeção, arrasamento e etc;

j. Construção de estruturas de concreto armado (paredes, muros, bases, blocos, pavimentos,


pilares, envelopes etc.);

k. Construção de alvenaria;
l. Construção de fundação para recebimento do poço removido da área de mistura com
adequação de grades;

m. Dimensionamento, fornecimento e instalação de chumbadores do tipo pré-concretagem,


conforme norma PETROBRAS N-134, para fixação dos conjuntos motobomba;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 42/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

n. Construção do dique de contenção em concreto armado para 02 (dois) tanques de


armazenamento de capacidade de 15 m3 cada; Inclui o fornecimento e montagem de
cercamento em grades tipo nylofor 3d e portão de acesso;

o. Fornecimento e instalação de todos os materiais de acabamento, pinturas e sinalizações de


segurança interna e externa à sala e nas áreas indicadas em projeto, como as placas de
sinalização, advertência, rota de fuga etc. Todos os itens deverão ser executados conforme
desenhos de arquitetura e de segurança (caso existentes) e conforme o Manual de Sinalização
de Segurança da PETROBRAS para áreas industriais no Brasil;

p. Dimensionamento, fornecimento e instalação de ventiladores eólicos industriais para a


cobertura existente da área de recuperação em telhas tipo trapezoidais. Inclui o fornecimento e
instalação de bases, anéis de nivelamento, aros de acabamento e acessórios e/ou
componentes necessários ao perfeito funcionamento dos equipamentos;

q. Fornecimento e instalação de chuveiro lava olhos, bem como, interligação a rede de água
potável existente;

r. Substituição de telhas translúcidas e tubos de descida de águas pluviais (danificadas);

Figura 31 - Danos no fechamento lateral em telhas e tubos de descida de águas pluviais

s. Limpeza e recuperação de 03 (três) portas de alumínio instaladas na fachada lateral do prédio


da área de recuperação;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 43/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Figura 32 - Porta de alumínio a recuperar

t. Demolição de piso e posterior recomposição das áreas afetadas;


u. Desmontagem do atual sala do ARMAC instalado no interior do prédio de recuperação de
embalagens, incluindo a remoção, divisórias, cobertura, sistemas elétricos, instalações
hidráulicas, equipamentos e acessórios e etc;

v. Fornecimento de chapas de aço para cobertura provisória de valas em locais de travessia nas
áreas de intervenção;

w. Pintura do piso com tinta epóxi de alta espessura na cor verde e sinalizações em amarelo
conforme padrão existente, série poxcolor tinta (ref.: Polipiso ou equivalente técnico);

Figura 33 – SALA DO ARMAC ATUAL

Todas as instalações para a sala de supervisão e banheiros (elétrica, hidráulica, esgotamento


sanitário, Telecom e etc) deverão ser embutidas em paredes e pisos.
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 44/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Estão incluídas todas as atividades necessárias, tais como: limpeza, escavação, demolição,
aterro, reaterro, compactação, forma, armadura, escoramento, esgotamento de águas,
botafora e etc. Inclui o fornecimento de todos os recursos necessários a execução dos
serviços.

É de responsabilidade da CONTRATADA a verificação “in loco” de todas as


interferências e/ou dificuldades inerentes à execução dos serviços durante a visita
técnica incluindo os custos referentes na proposta comercial a ser apresentada. A BR
não aceitará pleitos posteriores em função do não conhecimento da área de execução
dos serviços.

Não caberá a CONTRATADA solicitação de prorrogação de prazos parciais ou totais e/ou


ressarcimento de custos adicionais pela execução dos de construção da nova área de
recuperação decorrentes da elaboração, revisão e complementação do projeto executivo.

Documentos de referência:
DE-FABR50-H-042 DE-GEI50-C-009 DE-GEI50-C-011 DE-GEI50-D-621
DE-GEI50-D-622 DE-GEI50-D-623 DE-GEI50-D-625 DE-GEI50-D-627
DE-GEI50-D-628 DE-GEI50-D-630 DE-GEI50-D-635 DE-GEI50-D-636
DE-GEI50-D-637 DE-GEI50-D-638 DE-GEI50-D-781 DE-GEI50-D-782 ET-GEI50-
G-006 ET-GEI50-A-001 ET-GEI50-A-002 ET-GEI50-C-001
ET-GEI50-C-003 ET-GEI50-D-007 ET-GEI50-G-009 ET-GEI50-G-037

3.3.8. URBANIZAÇÃO
Consiste na complementação e revisão do projeto executivo, bem como na execução dos
serviços de pavimentação, urbanização, paisagismo, incluindo o fornecimento de todos os
materiais, de acordo com as Normas ABNT, PETROBRAS, Normas do Ministério do Trabalho
(NR’s) e documentos de projeto.
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 45/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Figura 34 - Áreas de urbanização

É de responsabilidade da CONTRATADA a execução de todos os serviços necessários a sua


completa execução, não se limitando a:

a. Fornecimento, instalação, assentamento e pintura de meio fio em concreto pré-moldado;


b. Recomposição da pavimentação em paralelepípedo no entorno das PLDCTs de óleos básicos,
e da nova bacia de tanques;

c. Adequações na pavimentação existente das áreas com sinais afundamento da pavimentação


em área próxima a bacia de tanques e a PLDCT a serem construídas;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 46/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Figura 35 - Afundamento da pavimentação

d. Demolição do lago/chafariz existente e posterior aplicação de grama;

Figura 36 - Lago e jardim

Estão incluídas todas as atividades necessárias, tais como: limpeza, escavação, demolição,
desmontagem, aterro, reaterro, compactação, forma, armadura, escoramento, bota-fora e etc.
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 47/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Não caberá a CONTRATADA solicitação de prorrogação de prazos parciais ou totais e/ou


ressarcimento de custos adicionais pela execução dos serviços de serviços de pavimentação,
urbanização, paisagismo, decorrentes da elaboração, revisão e complementação do projeto
executivo.

Documentos de referência:
DE-GEI50-D-787 ET-GEI50-C-003

3.4. OBRAS MECÂNICAS

3.4.1. TANQUES DE ÓLEO BÁSICO


Consiste na elaboração de projeto de detalhamento, fornecimento, fabricação e montagem de
8 (oito) novos tanques verticais (TQ-4306, TQ-4307, TQ-4308, TQ-4309, TQ-4310, TQ-4311,
TQ-4312, TQ-4314), de acordo com as normas PETROBRAS N-270, N-271, N-1888, API STD
650, Normas ABNT, Normas do Ministério do Trabalho (NR’s).

CAPACIDADE CAPACIDADE
TAG PRODUTO OPERACIONAL GEOMÉTRICA SERPENTINA
(m³) (m³)
NEUTRO
TQ-4306 800 875 E-4306A
MÉDIO
TQ-4307 NEXBASE 3050 800 875 E-4307A

TQ-4308 NEXBASE 3043 800 875 E-4308A

TQ-4309 NEXBASE 3050 800 875 E-4309A


LUB GIL 225
TQ-4310 800 875 E-4310A
(CH220R)
TQ-4311 ETRO 6 800 875 E-4311A
LUB GIL 225
TQ-4312 800 875 E-4312A
(CH220R)
TQ-4314 ETRO 6 800 875 E-4314A

3.4.1.1. PROJETO DE DETALHAMENTO


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO
O
INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 48/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

projeto executivo deverá ser elaborado de acordo com as normas PETROBRAS N-270, N271, N-
1888, API STD 650, Normas ABNT, Normas do Ministério do Trabalho (NR’s) e submetido à
aprovação da Fiscalização BR, não eximindo a responsabilidade técnica da CONTRATADA.

ALTURA DIÂMETRO
TAG PRODUTO SERPENTINA
(m) (m)
NEUTRO
TQ-4306 800 9,15 E-4306A
MÉDIO
TQ-4307 NEXBASE 3050 800 9,15 E-4307A

TQ-4308 NEXBASE 3043 800 9,15 E-4308A

TQ-4309 NEXBASE 3050 800 9,15 E-4309A


LUB GIL 225 9,15
TQ-4310 800 E-4310A
(CH220R)
TQ-4311 ETRO 6 800 9,15 E-4311A
LUB GIL 225 9,15
TQ-4312 800 E-4312A
(CH220R)
TQ-4314 ETRO 6 800 9,15 E-4314A

O projeto de detalhamento deverá ser submetido à aprovação da Fiscalização BR, não eximindo
a responsabilidade técnica da CONTRATADA.

A CONTRATADA deverá fornecer a ART do Engenheiro responsável pela análise e verificação


do projeto de detalhamento para a fabricação e montagem do tanque, que não poderá ser o
mesmo responsável por sua fabricação e montagem.

A BR fornecerá à CONTRATADA os procedimentos em arquivo editável (.dwg) de forma a facilitar


a elaboração do projeto de detalhamento para a fabricação e montagem do tanque.

A numeração BR definitiva dos documentos de projeto gerados pela CONTRATADA deverá ser
solicitada à Fiscalização BR.

3.4.1.2. FABRICAÇÃO E MONTAGEM DOS TANQUES TQ-4306, TQ-4307,


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO
TQ-
INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 49/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

4308, TQ-4309, TQ-4310, TQ-4311, TQ-4312, TQ-4314


Fabricação e montagem dos tanques TQ-4306, TQ-4307, TQ-4308, TQ-4309, TQ-4310, TQ4311,
TQ-4312, TQ-4314, após a aprovação, pela Fiscalização BR, do projeto de detalhamento,
fornecendo e instalando todos os acessórios necessários à interligação das tubulações de entrada
e saída de produtos e o funcionamento operacional do mesmo.

A fabricação e montagem dos tanques TQ-4306, TQ-4307, TQ-4308, TQ-4309, TQ-4310, TQ4311,
TQ-4312, TQ-4314 deverá atender integralmente as normas N-271 e N-1888. Incluindo:

a. Fornecimento, fabricação e instalação de portas de limpeza;


b. Fornecimento, fabricação e instalação de capuz de ventilação;
c. Fornecimento, fabricação e instalação de serpentinas de aquecimento;
d. Fornecimento, fabricação e montagem de 01 (um) tubo acalmador para o tanque TQ-4306,
visando a futura montagem de indicador de nível tipo radar. Para tanto a CONTRATADA deverá
seguir as orientações do fornecedor do medidor de nível tipo radar. Os tubos a serem fornecidos
deverão ser de aço carbono e terem furos oblongos ou circulares de Ø 19 mm a cada 500 mm
alternadamente ao longo de seu comprimento interno ao tanque, conforme PT-IN-007.

e. Limpeza interna dos tubos de dreno de fundo na base dos tanques TQ-4306, TQ-4307, TQ-
4312 e TQ-4314 por método mecânico ou químico para remoção das oxidações e incrustações
existentes com posterior fornecimento e montagem de flanges, válvulas de bloqueio e
acessórios. Para os tanques TQ-4308 a TQ-4311, é de responsabilidade da CONTRATADA o
fornecimento, fabricação e montagem do sistema de drenagem incluindo todos os materiais
(flanges, válvulas tubos e etc) e recursos necessários conforme padrão existente;

Figura 37 - Dreno de fundo existente


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 50/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

A CONTRATADA deverá executar a soldagem das chapas do tanque e de seus componentes


de acordo com as normas N-133, N-270, N-271 e API STD 650. A qualificação dos soldadores
e/ou operadores de soldagem deverá estar de acordo com a norma N-133.

Para a orientação dos bocais, portas de limpeza e capuz de ventilação, a CONTRATADA


deverá seguir as indicações dos projetos de tubulação de números DE-GEI51-E-659,
DEGEI51-E-660 e DE-GEI51-E-661.

Não caberá a CONTRATADA solicitação de prorrogação de prazos parciais ou totais e/ou


ressarcimento de custos adicionais pela execução dos serviços de Fabricação e montagem
dos tanques decorrentes da elaboração, revisão e complementação do projeto executivo.

Documentos de referência:
DE-GEI50-E-865 DE-GEI51-E-659 DE-GEI51-E-660 DE-GEI51-E-661
DE-GEI51-F-330 DE-GEI51-F-331 DE-GEI51-F-332 DE-GEI51-F-333
DE-GEI51-F-413 DE-GEI51-F-414 DE-GEI51-F-415 DE-GEI51-G-872
DE-GEI51-G-888 ET-GEI51-G-014 FD-GEI51-G-022

MEDIÇÕES, INSPEÇÕES, ENSAIOS E TESTES


A CONTRATADA deverá executar as medições, inspeções, ensaios e testes do tanque de acordo
com as normas N-270, N-271, API STD 650 e NE-342 e conforme abaixo:

Medições a serem realizadas durante a montagem do tanque:


- A raio do anel do costado (circularidade), medido a partir de 300 mm acima da solda angular
entre o fundo e o costado, não deve exceder às seguintes tolerâncias:

• Para tanques com diâmetro de até 12,0 metros a tolerância é de 13,0 mm no raio;
• Para tanques com diâmetro maior que 12,0 metros e menor ou igual a 45,0 metros a
tolerância é de 19,0 mm no raio;

- O desalinhamento máximo (prumo) permissível para cada anel do costado é de 15,0 mm. - O
desalinhamento máximo (prumo) permissível entre o topo do costado e o fundo do costado é
de 1/200 da altura total do tanque.
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 51/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

- O nivelamento do topo do 1º anel do costado deve ser tal que apresente um desnível máximo
de 3 mm para pontos consecutivos distantes 9.000 mm, ao longo do perímetro, e com um
máximo de 6 mm para pontos não consecutivos. Na medição deve ser usado teodolito ou nível
óptico. Esta medição deve ser feita em cada anel do costado.

- A medição de barrigas nas chapas do costado do tanque e de embicamento nos cordões de


solda deverá ser realizada utilizando-se um gabarito com a curvatura de projeto do costado do
tanque (aplicado na direção horizontal), ou régua (aplicada na direção vertical), ambos com
comprimento de 1.000 mm. A medida máxima permissível é de 15,0 mm, determinada pela
flecha medida no ponto médio do gabarito.

Todas as medições acima deverão ser feitas com o costado livre, ou seja, sem estar estaiado.
Nota: A montagem de cada anel do costado somente deve ser realizada após a aprovação do
relatório referente ao anel anterior.

- A tolerância da flecha vertical das vigas do teto, antes de sua montagem, considerando-se as
vigas apoiadas nas extremidades e sujeitas ao peso próprio, é de 2 mm/m de comprimento e
no máximo 10 mm.

- O desalinhamento máximo (prumo) das colunas é de 1/200 da altura total da coluna.

- Ensaio Não Destrutivo - Inspeção Visual:


A realização do ensaio de inspeção visual deverá ser conforme o código ASME - Seção V -
Artigo 9, com a norma API-650 - Seção 8 - item 8.5, com as complementações e exceções
expressas nos itens 4.1 a 4.8 da norma N-1597.

Todas as soldas do costado devem ser examinadas visualmente, verificando-se mordeduras,


porosidade, reforço, desalinhamento, limpeza de raiz e limpeza entre passes:

- A mordedura nas soldas verticais do costado, soldas dos bocais, soldas das chapas de
reforço, soldas da porta de limpeza e solda interna do rodo está limitada a uma profundidade
de 0,4 mm;

- A mordedura nas soldas horizontais do costado e soldas de topo entre chapas anulares está
limitada a uma profundidade de 0,8 mm;

- A frequência de superfície porosa no cordão de solda não pode exceder a um conjunto de


poros em qualquer comprimento de 100 mm e o diâmetro dos conjuntos de poros não pode
ser superior a 2,5 mm;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 52/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

- A espessura do reforço das soldas de topo no costado não pode exceder a:


• Para chapas com espessura menor ou igual a 12,70 mm: 2,5 mm para juntas verticais
soldadas e 3,0 mm para juntas horizontais soldadas;
• Para chapas com espessura maior que 12,70 mm até 25,40 mm, inclusive: 3,0 mm para
juntas verticais soldadas e 5,0 mm para juntas horizontais soldadas;

• Para chapas com espessura maior que 25,40 mm: 5,0 mm para juntas verticais soldadas
e 6,0 mm para juntas horizontais soldadas.

O reforço não precisa ser removido, a menos que exceda a limitação acima, ou seja, exigida pela
inspeção radiográfica.

- Ensaio Não Destrutivo - Líquido Penetrante:


O ensaio de líquido penetrante deverá ser realizado após o ensaio visual e deverá estar em
conformidade com o código ASME, Seção V, Artigo 6, com a norma API-650 - Seção 8 - item
8.4, com as complementações e exceções expressas na norma N-1596.

A aceitação do ensaio, a remoção e o reparo de defeitos deverão estar de acordo com os


parágrafos 8.3, 8.4 e 8.5, do Apêndice 8, seção VIII do código ASME.

- Ensaio Não Destrutivo - Radiografia:


O ensaio de radiografia deverá ser realizado conforme a Norma API-650 - Seção 8 - item 8.1,
norma N-1595 e deverá estar em conformidade com o código ASME, Seção V, Artigo 2. A
execução da inspeção radiográfica deve ser realizada nas soldas de topo do costado, nas
soldas de topo das chapas anulares e nas soldas de topo das conexões tentes ao fundo. A
quantidade e a localização das juntas a serem examinadas devem ser conforme o item

8.1.2, Seção 8 da Norma API-650 e a definições abaixo:

Quantidade de juntas de topo soldadas das chapas anulares do fundo a serem radiografadas:
- Radiografia de 10% das juntas duplamente soldadas (soldadas pelos dois lados);
- Radiografia de 50% das juntas soldadas somente por um lado (com utilização de cobrejunta).
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI – GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 53/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

As radiografias deverão ser localizadas preferencialmente na região de apoio do 1º anel do


costado e deverão mostrar um comprimento mínimo de 150 mm do cordão de solda. Os filmes
deverão ter o comprimento de 17”.

Quantidade de juntas de topo verticais soldadas do costado do tanque a serem radiografadas:


Para solda de topo com espessura mais fina da chapa do costado do tanque menor ou igual a
3/8”:
- Retirar uma radiografia nos primeiros 3,0 metros de junta vertical soldada para cada tipo e
espessura, executada por cada soldador ou operador de soldagem;

- Retirar uma radiografia adicional para cada 30 metros de junta vertical soldada, do mesmo tipo e
espessura;

25% dos pontos a serem inspecionados por radiografia devem estar localizados nas
interseções entre as juntas verticais e as juntas horizontais soldadas, sendo no mínimo 2
interseções deste tipo;

- Retirar uma radiografia, de forma aleatória, em cada junta vertical soldada do 1º anel do costado
do tanque.

Para solda de topo com espessura mais fina da chapa do costado do tanque acima de 3/8” até,
inclusive 1”:

- Retirar uma radiografia nos primeiros 3,0 metros de junta vertical soldada para cada tipo e
espessura, executada por cada soldador ou operador de soldagem;

- Retirar uma radiografia adicional para cada 30 metros de junta vertical soldada, do mesmo tipo e
espessura;

- Retirar radiografia de 100% das interseções entre as juntas verticais e as juntas horizontais
soldadas envolvendo chapas na faixa de espessura citada;

- Retirar duas radiografias em cada junta vertical soldada do 1º anel do costado do tanque, sendo
uma posicionada o mais próximo possível do fundo do tanque e a outra radiografia localizada de
forma aleatória.

Para solda de topo com espessura mais fina da chapa do costado do tanque superior a 1”:
- Retirar radiografia de 100% das juntas verticais soldadas;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 54/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

- Retirar radiografia de 100% das interseções entre as juntas verticais e as juntas horizontais
soldadas.

Quantidade de juntas de topo horizontais soldadas do costado do tanque a serem radiografadas:

- Retirar uma radiografia nos primeiros 3,0 metros de junta horizontal soldada para cada tipo e
espessura, executada por cada soldador ou operador de soldagem. A espessura supra referida
é a da chapa mais fina da junta horizontal considerada;
- Retirar uma radiografia adicional para cada 60 metros de junta horizontal soldada, do mesmo tipo
e espessura; Notas:

1 - Retirar radiografia de 100% da solda da periferia da chapa de reforço da porta de limpeza;


2 - As chapas do costado do tanque podem ser consideradas tendo a mesma espessura
quando a diferença entre elas for de 1/8”;

3 - Cada radiografia deve mostrar um comprimento de 150 mm de cordão de solda;


4 - Os filmes radiográficos deverão ter comprimento de 17”;
5 - Um número igual de radiografias deve ser retirada de cada soldador ou operador envolvido na
soldagem, exceto quando a quantidade de trabalho de determinado soldador ou operador de
soldagem for muito inferior a média do grupo;

6 - Os pontos a serem radiografados devem ser localizados pela Fiscalização BR.

- Ensaio Não Destrutivo - Ultrassom:


O exame radiográfico poderá ser substituído pelo ensaio por ultrassom conforme item 8.3,
Seção 8 e apêndice “U” da norma API-650, desde que a menor espessura das chapas,
soldadas entre si, seja igual ou superior a 3/8” (9,5 mm).

A substituição do exame radiográfico pelo ensaio por ultrassom deverá ser aprovado pela
Fiscalização BR.

Caso aprovado, o ensaio por ultrassom deverá ser executado deverá estar em conformidade
com o código ASME, Seção V, Artigo 4 e o item 8.3, Seção 8 e apêndice “U” da norma API650,
nas mesmas quantidades e localização indicadas para o exame radiográfico.

- Ensaio Não Destrutivo - Partículas Magnéticas:


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 55/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

O exame por partículas magnéticas deverá estar em conformidade com o código ASME -
Seção V - Artigo 7, com a norma API-650 - Seção 8 - item 8.2, com as complementações
expressas nos itens 4.1 a 4.13.2 da norma N-1598 e exceções expressas em relação ao código
ASME - seção V - Artigo 7.

Para tanques com caimento da periferia para o centro, deverá ser efetuado o ensaio por partículas
magnéticas, conforme norma N-1598, nas seguintes soldas:

- Solda interna de ligação do costado às chapas anulares (rodo do tanque).


- Solda de ligação das chapas anulares com as chapas centrais do fundo.
- Solda de ligação da bacia de drenagem com as chapas centrais do fundo.

A aceitação do ensaio, a remoção e o reparo de defeitos deverão estar de acordo com os


parágrafos 6.3, 6.4 e 6.5, do Apêndice 6, seção VIII do código ASME.

NOTA: O exame por partículas magnéticas poderá ser substituído pelo ensaio por líquido
penetrante, que deverá ser executado conforme norma N-1596, ou pelo ensaio de ACFM que
deverá ser realizado conforme norma ABNT NBR 15.248.

- Ensaio Não Destrutivo - Capilaridade:


O exame de capilaridade deverá ser realizado conforme item 4.3 da norma N-1593.
O exame de capilaridade deverá ser executado no cordão interno da solda do rodo do tanque
(antes da soldagem do lado externo do rodo do tanque). O tempo mínimo de penetração do
ensaio deverá ser de 24 hs.

- Ensaio Não Destrutivo - Formação de Bolhas com Pressão Negativa:


O exame por formação de bolhas com pressão negativa deverá estar em conformidade com a
norma API-650 - Seção 8 - item 8.6 e com o item 4.2 da norma N-1593.

Deverá ser feito o teste de estanqueidade com utilização de caixa de vácuo nos cordões de solda
das chapas do fundo do tanque e das chapas do teto do tanque.

- Ensaio Não Destrutivo - Formação de Bolhas com Pressão Positiva:


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO
O
INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 56/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

exame por formação de bolhas com pressão positiva deverá estar em conformidade com o item
4.1 da norma N-1593.

Deverá ser feito o teste de estanqueidade com utilização de ar comprimido ou gás inerte,
injetado através dos orifícios de teste de Ø ¼”; para inspeção dos cordões de solda das chapas
de reforço dos bocais, bocas de visita e porta de limpeza.

TESTE HIDROSTÁTICO DOS TANQUES TQ-4306, TQ-4307, TQ-4308, TQ-4309, TQ-4310,


TQ-4311, TQ-4312, TQ-4314
A CONTRATADA deverá executar o Teste Hidrostático e verificação do recalque de acordo com
a norma N-1807.

Para a execução do teste hidrostático a CONTRATADA deverá instalar pinos de referência na


base em concreto dos tanques TQ-4306, TQ-4307, TQ-4308, TQ-4309, TQ-4310, TQ4311,
TQ-4312, TQ-4314. Estes pinos deverão ser chumbados na parede do anel de concreto 100
mm abaixo do topo do anel. A quantidade dos pinos a ser instalada deverá ser obtida pela
fórmula: N > D/3, onde D = diâmetro do tanque.

O espaçamento entre pinos, medidos na circunferência do costado, deverá ser no máximo de 10


metros.

A CONTRATADA deverá instalar referências de nível (benchmark) profundas conforme a


norma Petrobras N-47, sendo dispostas de maneira a minimizar os erros provindos de
transportes sucessivos de leituras.

Para as leituras, deve ser usado nível de precisão, tal que permita estimar décimo de milímetro,
devendo ser as leituras precisas até o milímetro, de forma a atender as condições prescritas
na norma ABNT NBR 6.122.

O fornecimento e descarte da água do teste hidrostático será de responsabilidade da


CONTRATADA conforme legislação ambiental vigente
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 57/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PINTURA INTERNA DOS TANQUES TQ-4306, TQ-4307, TQ-4308, TQ-4309, TQ-4310, TQ-
4311, TQ-4312, TQ-4314
Os tanques não serão pintados internamente.

PINTURA EXTERNA DOS TANQUES TQ-4306, TQ-4307, TQ-4308, TQ-4309, TQ-4310, TQ-
4311, TQ-4312, TQ-4314
Execução de tratamento e pintura externa dos tanques TQ-4306, TQ-4307, TQ-4308, TQ4309,
TQ-4310, TQ-4311, TQ-4312, TQ-4314 conforme norma N-2913.

PINTURA PROMOCIONAL DOS TANQUES TQ-4306, TQ-4307, TQ-4308, TQ-4309, TQ-


4310, TQ-4311, TQ-4312, TQ-4314
Execução de pintura promocional no costado (logotipo e número de identificação do TQ) conforme
manual de sinalização da PETROBRAS.

Figura 38 - Pintura de identificação

3.4.1.3. ARQUEAÇÃO DOS TANQUES TQ-4306, TQ-4307, TQ-4308, TQ-


4309, TQ-4310, TQ-4311, TQ-4312, TQ-4314
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI – GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 58/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

A CONTRATADA deverá após a realização dos testes e pintura efetuar a arqueação dos
tanques. Para tanto a CONTRATADA deverá contratar entidade credenciada pelo INMETRO
para sua execução. Inclui a emissão de todos os relatórios e certificados.

3.4.2. TRATAMENTO SUPERFICIAL DOS MATERIAIS EXISTENTES

3.4.2.1. TRATAMENTO DAS CHAPAS EXISTENTES


Consiste no tratamento de 130.000 kg de chapas de aço, conforme especificado na tabela abaixo:

QUANTIDADES DE MATERIAIS ARMAZENADOS / APLICADOS

DIMENSÕES PESO PESO UNIT PESO TOTAL


ESP. QTD. ÁREA (m2)
(m) ( Kg/m 2) (Kg) (kg)

1/4” 1,8 10,03 16 18,05 49,85 899,99 14.399,87

1/4” 1,8 9,398 16 16,92 49,85 843,28 13.492,52

1/4” 1,5 7,144 16 10,72 49,85 534,19 8.547,08

1/4” 2,44 6 32 14,64 49,85 729,80 23.353,73

1/4” 2,44 5 8 12,2 49,85 608,17 4.865,36

1/4” 2,44 1,35 7 3,294 49,85 164,21 1.149,44

3/16” 1,8 6 98 10,8 37,4 403,92 39.584,16

3/16” 1,8 6,35 20 11,43 37,4 427,48 8.549,64

3/16” 0,56 6 20 3,36 37,4 125,66 2.513,28

3/16” 1,733 4,135 54 7,166 37,4 268,01 14.472,36

PESO TOTAL (kg) 130.927,44

É de responsabilidade da CONTRATADA a execução de todos os serviços necessários a sua


completa execução, não se limitando a:

a. Remoção, movimentação e transporte das chapas para o local, fora da área da GEI, onde serão
executados os serviços;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 59/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

b. Remoção, movimentação e transporte dos materiais que não serão tratadas para área a ser
informada pela FISCALIZAÇÃO;

c. Desempeno;
d. Tratamento de superfície conforme norma PETROBRAS;
e. Inspeção, incluindo medição de espessura conforme norma PETROBRAS;
f. Transporte até a GEI, armazenamento e preservação;
g. Elaboração de relatório dos serviços executados;

Figura 39 – Chapas a serem tratadas

3.4.2.2. TRATAMENTO SUPERFICIAL DAS TUBULAÇÕES, CONEXÕES,


VÁLVULAS E ACESSÓRIOS A SEREM FORNECIDOS PELA BR

Consiste no tratamento superficial de tubulações, flanges, conexões e acessórios que encontram-


se armazenados na GEI.
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO
É
INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:
60/17 de
INDUSTRIAL
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

responsabilidade da CONTRATADA a execução de todos os serviços necessários a sua completa


execução, não se limitando a:

a. Remoção, movimentação e transporte das tubulações, flanges, conexões e acessórios até o


local, fora da área da GEI, onde serão executados os serviços;

b. Remoção, movimentação e transporte dos materiais que não serão tratadas para área a ser
informada pela FISCALIZAÇÃO;

c. Tratamento superficial e pintura de fundo conforme norma PETROBRAS;


d. Inspeção, incluindo medição de espessura conforme norma PETROBRAS;
e. Transporte até a GEI, armazenamento e preservação;
f. Elaboração de relatório dos serviços executados;

Figura 40 - Tubulações, conexões e acessórios

3.4.3. INTERVENÇÕES NOS TANQUES EXISTENTES


Consiste na adequação dos tanques existentes, incluindo o fornecimento de todos os
materiais, de acordo com as normas PETROBRAS N-270, N-271, norma API 650, Normas
ABNT, Normas do Ministério do Trabalho (NR’s).
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 61/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

ALTERAÇÃO DOS FUNDOS DOS TANQUES


Consiste na execução da alteração dos fundos dos tanques TQ-4240; TQ-4241; TQ-4242;
TQ-4244, TQ-4245; TQ-4246; TQ-4248; TQ-4249; TQ-4250; TQ-4252; TQ-4253; TQ-4254;
TQ-4257; TQ-4258; TQ-4260; TQ-4261; TQ-4262; TQ-4269; TQ-4270; TQ-4274 conforme os
requisitos das normas ABNT, PETROBRAS, API, Normas do Ministério do Trabalho (NR’s) e
documentos de projeto.

É de responsabilidade da CONTRATADA a execução de todos os serviços necessários a sua


completa execução, não se limitando a:

a. Drenagem, limpeza interna, desgaseificação e descarte de resíduos;


b. Fornecimento, fabricação, e montagem das modificações dos fundos dos tanques incluindo
inspeção conforme normas PETROBRAS e API 653;

c. Abertura no teto com posterior recomposição para a passagem das chapas do fundo, incluindo
tratamento superficial das chapas e posterior pintura. Inclui inspeção conforme normas
PETROBRAS e API 653;

d. Substituição do bocal do dreno existente por outro com diâmetro de 4”;


e. Fornecimento, de areia lavada, seca, isenta de resíduos orgânicos e sal para o fundo dos
tanques;

Figura 41 - Fornecimento e lançamento de areia

f. Arqueação dos tanques com o fundo modificado, por empresa credenciada pelo INMETRO;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 62/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

g. Teste hidrostático. A BR irá fornecer o produto adequado para execução do teste hidrostático e
de estanqueidade de cada tanque, cabendo a CONTRATADA o fornecimento de toda a mão
de obra, equipamento e materiais necessários para o esgotamento e enchimento dos tanques;

h. Elaboração de relatórios individuais incluindo os serviços executados, testes, ensaios,


certificados de materiais etc;

A liberação dos tanques será feita pela FISCALIZAÇÃO, de acordo com o cronograma do
empreendimento podendo haver alterações eventuais solicitadas pela fábrica de forma a não
prejudicar a operação.

É responsabilidade da CONTRATADA o fornecimento dos meios necessários para movimentação


e transporte dos materiais bem como dos equipamentos.

É de responsabilidade da CONTRATADA a verificação “in loco” de todas as


interferências e/ou dificuldades inerentes à execução dos serviços durante a visita
técnica incluindo os custos referentes na proposta comercial a ser apresentada. A BR
não aceitará pleitos posteriores em função do não conhecimento da área de execução
dos serviços.

ABERTURA E FECHAMENTO DE BOCAIS


Consiste no fornecimento, fabricação, transporte, montagem e remanejamento de tubulações,
conexões, suportes, válvulas, flanges, inspeções, acessórios e equipamentos necessários
para abertura, instalação de tie-ins e fechamento de bocais, conforme os requisitos das normas
ABNT, PETROBRAS, API, Normas do Ministério do Trabalho (NR’s) e documentos de projeto,
nos seguintes tanques e batedeiras:

TANQUES DE ARMAZENAMENTO
TQ-4201, TQ-4202, TQ-4203, TQ-4204; TQ-4205; TQ-4206; TQ-4207; TQ-4208; TQ-4209;
TQ-4210; TQ-4211; TQ-4212; TQ-4213; TQ-4214; TQ-4215; TQ-4216; TQ-4217; TQ-4218;
TQ-4219; TQ-4220; TQ-4221; TQ-4222; TQ-4223; TQ-4224; TQ-4225; TQ-4226;TQ-4227;
TQ-4228; TQ-4231; TQ-4232; TQ-4233; TQ-4234; TQ-4235; TQ-4236; TQ-4237; TQ-4238;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO
TQ-
INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 63/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

4239; TQ-4240; TQ-4241; TQ-4242; TQ-4243; TQ-4244; TQ-4245; TQ-4246; TQ-4247;


TQ-4248; TQ-4249; TQ-4250; TQ-4251; TQ-4252;TQ-4253; TQ-4254; TQ-4255; TQ-4256;
TQ-4257; TQ-4258; TQ-4259; TQ-4260; TQ-4261; TQ-4262; TQ-4263; TQ-4264; TQ-4265;
TQ-4266; TQ-4269; TQ-4267; TQ-4268; TQ-4270; TQ-4271; TQ-4272; TQ-4273; TQ-4274;
TQ-4275; TQ-4276; TQ-4277; TQ-4278; TQ-4279;TQ-4280; TQ-4281; TQ-4282; TQ-4283;
TQ-4284; TQ-4285; TQ-4286; TQ-4287; TQ-4288; TQ-4289; TQ-4290; TQ-4291; TQ-4292;
TQ-4293; TQ-4294;TQ-4295;TQ-4296; TQ-4297; TQ-4298; TQ-4299; TQ-4300; TQ-4301; TQ-
4302;TQ-4303; TQ-4304; TQ-4305

BATEDEIRAS DO SISTEMA DE MISTURA


D-4201; D-4202; D-4203; D-4204; D-4205; D-4206; D-4207; D-4208; D-4209; D-4210;
D-4211; D-4212; D-4213; D-4214; D-4215; D-4216; D-4217; D-4218; D-4219; D-4220

Figura 42 - Tanques e batedeiras

É de responsabilidade da CONTRATADA antes da abertura e fechamento dos bocais a


verificação de toda documentação de projeto (desenhos, folhas de dados, especificações e
etc.) para confirmação de todos os diâmetros nominais das tubulações, válvulas, instrumentos,
acessórios e etc. a serem instalados, incluindo os materiais fornecidos pela BR.
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO
É
INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:
64/17 de
INDUSTRIAL
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

responsabilidade da CONTRATADA a execução de todos os serviços necessários a sua completa


execução, não se limitando a:

a. Drenagem, limpeza interna, desgaseificação e descarte de resíduos;


b. Fornecimento, fabricação, e montagem e instalação de tubo acalmador nos tanques: TQ-
4202 / TQ-4203 / TQ-4204 / TQ-4206 / TQ-4209 / TQ-4216 / TQ-4217 / TQ-4278 / TQ-4298
/ TQ-4299 / TQ-4300 / TQ-4301 / TQ-4302 / TQ-4303 / TQ-4304;
c. Elaboração de projeto, fornecimento, transporte e instalação de um aquecedor de sucção TAG
E4264B para o tanque TQ-4264 conforme DE-GEI51-F-473. Estão incluídos abertura do bocal
e todos os materiais e recursos necessários a sua instalação;

d. Elaboração de projeto, relocação e condicionamento dos aquecedores de sucção dos tanques


TQ-4212 e TQ-4292 para os tanques TQ-4237 e TQ-4238 respectivamente, conforme DE-
GEI51-F-356 e DE-GEI51-F-374. Para os tanques TQ-4212 e TQ-4292 a CONTRATADA
deverá prever o fechamento dos bocais do costado e dos flanges das linhas de entrada de
vapor, saídas de condensado e de produto, incluindo todos os materiais e acessórios
necessários. Para os tanques TQ-4237 e TQ-4238 a CONTRATADA deverá prever a abertura
dos bocais;

Figura 43 - Aquecedores de sucção

e. Instalação de chapas de reforço nos bocais conforme normas PETROBRAS e API;


f. Fornecimento, fabricação e montagem de todos os suportes necessários, incluindo suportes
em cantoneira para posterior fixação de eletrodutos no costado dos tanques;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 65/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

g. Fornecimento, fabricação, montagem de todos os materiais necessários para a substituição das


bocas de visita do teto das batedeiras existentes com dimensões internas de 40x40 cm
conforme desenho DE-GEI51-F-042 por bocas de visita com mesmas características e
dimensões internas de 80x80cm em aço ASTM A-36;

Figura 44 - Bocas de visita

h. Tratamento superficial interno e externo e posterior pintura externa das áreas afetadas pela
abertura e fechamento de bocais;
i. Arqueação dos tanques TQ-4237, TQ-4238 e TQ-4264, por empresa credenciada pelo
INMETRO;
j. Teste hidrostático. A BR irá fornecer o produto adequado para execução do teste hidrostático e
de estanqueidade de cada tanque, cabendo a CONTRATADA o fornecimento de toda a mão
de obra, equipamento e materiais necessários para o esgotamento e enchimento dos tanques;

k. Elaboração de relatórios individuais incluindo os serviços executados, testes, ensaios,


certificados de materiais etc;

l. Substituição de juntas, porcas, arruelas, parafusos e estojos;

A liberação dos tanques será feita pela FISCALIZAÇÃO da BR, de acordo com o cronograma
do empreendimento podendo haver alterações eventuais solicitadas pela BR de forma a não
prejudicar a operação.
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 66/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Para elevação e orientação dos novos bocais e/ou tie-ins a CONTRATADA deverá utilizar as
plantas de tubulação e as folhas de dados dos tanques. Caso ocorra alguma divergência a BR
deverá ser consultada.

É responsabilidade da CONTRATADA o fornecimento dos meios necessários para movimentação


e transporte dos materiais bem como dos equipamentos.

É de responsabilidade da CONTRATADA a verificação “in loco” de todas as


interferências e/ou dificuldades inerentes à execução dos serviços durante a visita
técnica incluindo os custos referentes na proposta comercial a ser apresentada. A BR
não aceitará pleitos posteriores em função do não conhecimento da área de execução
dos serviços.

Documentos de referência:
DE-GEI50-E-2022 DE-GEI50-E-2036 DE-GEI50-E-2037 DE-GEI50-E-2038
DE-GEI50-E-2039 DE-GEI50-E-2040 DE-GEI50-E-2041 DE-GEI50-E-2042
DE-GEI50-E-2043 DE-GEI50-E-2044 DE-GEI50-E-2045 DE-GEI50-E-2046
DE-GEI50-E-2047 DE-GEI50-E-2048 DE-GEI50-E-2049 DE-GEI50-E-2050
DE-GEI50-E-2051 DE-GEI50-E-2052 DE-GEI50-E-2053 DE-GEI50-E-2054
DE-GEI50-E-2063 DE-GEI50-E-2064 DE-GEI50-E-2065 DE-GEI50-E-2066
DE-GEI50-E-2067 DE-GEI50-E-2068 DE-GEI50-E-2069 DE-GEI50-E-2070
DE-GEI50-E-366 DE-GEI50-E-380 DE-GEI50-I-103 DE-GEI50-I-104
DE-GEI50-I-105 DE-GEI50-I-106 DE-GEI51-F-333 DE-GEI51-F-335
DE-GEI51-F-338 DE-GEI51-F-339 DE-GEI51-F-340 DE-GEI51-F-342
DE-GEI51-F-343 DE-GEI51-F-344 DE-GEI51-F-345 DE-GEI51-F-346
DE-GEI51-F-347 DE-GEI51-F-349 DE-GEI51-F-350 DE-GEI51-F-351
DE-GEI51-F-352 DE-GEI51-F-353 DE-GEI51-F-354 DE-GEI51-F-355
DE-GEI51-F-356 DE-GEI51-F-357 DE-GEI51-F-358 DE-GEI51-F-359
DE-GEI51-F-360 DE-GEI51-F-365 DE-GEI51-F-367 DE-GEI51-F-368
DE-GEI51-F-369 DE-GEI51-F-370 DE-GEI51-F-371 DE-GEI51-F-372
DE-GEI51-F-375 DE-GEI51-F-376 DE-GEI51-F-383 DE-GEI51-F-384
DE-GEI51-F-386 DE-GEI51-F-387 DE-GEI51-F-391 DE-GEI51-F-392
DE-GEI51-F-393 DE-GEI51-F-394 DE-GEI51-F-395 DE-GEI51-F-396
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 67/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Figura 2 – Ilustração ILB

Figura 46 – Ilustração Manifold


DE-GEI51-F-374 DE-GEI51-F-472 DE-GEI51-F-473 DE-GEI51-G-469
RL-GEI50-A-094 DE-GEI50-E-2021 DE-GEI50-E-859
ET-GEI51-G-003 DE-GEI51-G-470 DE-GEI51-G-471

3.4.4. EQUIPAMENTOS
3.4.4.1.
MONTAGEM E INSTALAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS
-
FORNECIMENTO BR
Consiste na movimentação, pré-montagem, tratamento superficial, transporte, montagem,
instalação, pré-testes, condicionamento, comissionamento e pré-operação dos equipamentos
indicados no documento LM-GEI50-G-003-C como de fornecimento “ABB imported” a serem
disponibilizados pela BR e que se encontram na GEI.
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 68/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Figura 47 - Ilustração Blenders

Figura 48 - Conjuntos motobomba

A BR preserva-se no direito de entregar somente a empresa vencedora da licitação os desenhos


de conjunto dos equipamentos.

3.4.4.2. FORNECIMENTO, MONTAGEM E INSTALAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS -


FORNECIMENTO CONTRATADA

Consiste no fornecimento, movimentação, pré-montagem, transporte, montagem, instalação,


condicionamento, comissionamento e pré-operação dos seguintes equipamentos:

a. 01 (um) vaso de condensado V-9001;


b. 01 (um) sistema de dessuperaquecedor de vapor E-9001;
c. 02 (dois) conjuntos motobomba de condensado P9002A e P-9002B;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 69/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

d. 04 (quatro) conjuntos motobomba P-2100 / P-2101/ P-2303 e P-2305;


e. 01 (um) sistema FERBRAX conforme DE-GEI50-G-500 (misturador, instrumentos, válvulas,
conjuntos motobomba, acessórios etc);

f. 02 (dois) Transmissores (medidores) de nível; para tanque com teto fixo tipo radar;
g. 02 (duas) Fitas termométricas, com 6 sensores spot tipo Pt 100

Como os equipamentos serão de fornecimento da CONTRATADA será também de sua


responsabilidade a elaboração de projeto executivo e construção de suas fundações e bases.

É responsabilidade da CONTRATADA o fornecimento dos meios necessários para movimentação


e transporte dos materiais bem como dos equipamentos.

É de responsabilidade da CONTRATADA a verificação “in loco” de todas as


interferências e/ou dificuldades inerentes à execução dos serviços durante a visita
técnica incluindo os custos referentes na proposta comercial a ser apresentada. A BR
não aceitará pleitos posteriores em função do não conhecimento da área de execução
dos serviços.

Não caberá a CONTRATADA solicitação de prorrogação de prazos parciais ou totais e/ou


ressarcimento de custos adicionais pela execução dos serviços de construção e montagem
decorrentes da elaboração, revisão e complementação do projeto executivo.

Documentos de referência:
DE-GEI51-E-628 DE-GEI51-E-635 DE-GEI51-E-653 DE-GEI51-E-655
DE-GEI51-E-656 DE-GEI51-E-657 DE-GEI51-E-658 DE-GEI51-E-659
DE-GEI51-F-335 DE-GEI51-F-336 DE-GEI51-F-337 DE-GEI51-F-480
DE-GEI51-G-555 DE-GEI51-G-556 DE-GEI51-G-557 DE-GEI51-G-578
DE-GEI51-G-664 MA-GEI51-G-002 DE-GEI50-E-366 DE-GEI50-E-380
FD-GEI50-G-003 FD-GEI50-G-004 FD-GEI50-G-045 FD-GEI50-G-151
DE-GEI51-A-098 DE-GEI51-A-099 DE-GEI51-A-100 DE-GEI51-A-101
DE-GEI51-A-102 DE-GEI51-A-103 DE-GEI51-D-054 DE-GEI51-D-682
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 70/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

DE-GEI51-G-554 DE-GEI51-G-555 DE-GEI50-E-859 DE-GEI50-A-026


DE-GEI50-A-026 DE-GEI50-E-366 DE-GEI50-E-380 DE-GEI50-E-859
DE-GEI51-D-687 DE-GEI51-G-557 DE-GEI51-G-588 DE-GEI51-G-589
DE-GEI51-G-590 DE-GEI51-G-665 DE-GEI51-G-666 DE-GEI51-G-667
DE-GEI51-G-668 DE-GEI51-G-669 DE-GEI51-G-670 DE-GEI51-G-673
DE-GEI51-G-673 DE-GEI51-G-684 DE-GEI51-G-701 DE-GEI51-G-702
DE-GEI51-G-703 DE-GEI51-G-704 DE-GEI51-G-705 DE-GEI51-G-706
DE-GEI51-G-707 DE-GEI51-G-708 DE-GEI51-G-709 DE-GEI51-G-710
DE-GEI51-G-711 DE-GEI51-G-712 DE-GEI51-G-713 DE-GEI51-G-714
DE-GEI51-G-715 DE-GEI51-G-716 DE-GEI51-G-717 DE-GEI51-G-718
DE-GEI51-G-719 DE-GEI51-G-720 DE-GEI51-G-721 DE-GEI51-G-722
DE-GEI51-G-723 DE-GEI51-G-724 DE-GEI51-G-725 DE-GEI51-G-726
DE-GEI51-G-764 DE-GEI51-G-765 DE-GEI51-G-770 DE-GEI51-G-771
DE-GEI51-G-772 DE-GEI51-G-773 DE-GEI51-G-774 DE-GEI51-G-786
DE-GEI51-G-787 DE-GEI51-G-788 DE-GEI51-G-789 DE-GEI51-G-790
DE-GEI51-G-805 DE-GEI51-G-806 DE-GEI51-G-807 DE-GEI51-G-808
DE-GEI51-G-809 DE-GEI51-G-810 DE-GEI51-G-811 DE-GEI51-G-821
DE-GEI51-G-822 DE-GEI51-G-823 DE-GEI51-G-824 DE-GEI51-G-825
DE-GEI51-G-826 DE-GEI51-G-827 DE-GEI51-G-846 DE-GEI51-G-852
DE-GEI51-G-865 DE-GEI51-G-902 DE-GEI51-G-903 DE-GEI51-G-904
DE-GEI51-G-943 DE-GEI51-G-944 DE-GEI51-G-926 DE-GEI51-G-927
DE-GEI51-G-500 DE-GEI50-A-193 DE-GEI51-F-335 DE-GEI51-F-337
KK4124AC512P132PET12
LS4124AC512P132PET12
N4324AC802P180PET12
QS4124AC902P200PET12

3.4.5. SISTEMA DE TUBULAÇÕES


Consiste na complementação e revisão do projeto executivo existente bem como na execução
dos serviços para implantação dos novos sistemas de tubulações, incluindo o fornecimento de
todos os materiais, de acordo com as Normas ABNT, PETROBRAS, Normas do Ministério do
Trabalho (NR’s) e documentos de projeto.
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO
A
INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 71/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

implantação do novo sistema de tubulações deverá ser realizada tendo como prioridade minimizar
as paradas operacionais.

É de responsabilidade da CONTRATADA a execução de todos os serviços necessários a sua


completa execução, não se limitando a:

a. Levantamento, remanejamento e/ou remoção de interferências tais como: equipamentos,


tubulações, válvulas, acessórios, eletrocalhas, eletrodutos, cabos, painéis, luminárias,
estruturas metálicas (escadas, plataformas, passarelas, suportes etc), etc, bem como
demolição de estruturas de concreto (venezianas, blocos, pisos, paredes etc) e alvenarias;

Figura 49 – Detalhes de interferências

b. Abertura de novos bocais no costado dos tanques de armazenamento TAG’s 4243, 4247,
4251, 4255, 4259 a 4262 e 4267 a 4270, visando o remanejamento provisório das
tubulações, válvulas, conexões, acessórios, instrumentos, suportes provisórios e etc. Inclui
o fechamento dos bocais existentes após a remoção das tubulações provisórias;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 72/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Figura 50 - Tanques TQ-4243/4247/4251/4255/4259/4260/4261/4262/4267/4268/4269/4270

c. Tratamento das chapas do costado afetadas pela abertura e/ou fechamento de bocais;
d. Para manutenção das temperaturas e operacionalidade dos tanques TQ-4243, TQ-4247,
TQ-4251, TQ-4255, TQ-4259 e TQ-4267 a TQ-4270 durante a execução do serviços, é de
responsabilidade da CONTRATADA, o fornecimento, montagem e interligação entre os
tanques e as redes de vapor e condensado existentes de mangueiras com capacidade de
250°C, pressão máxima de 300 PSI e extremidades fla ngeadas classe 150 lbs, incluindo o
fornecimento de juntas e demais elementos de fixação.

Figura 51 - Sistema de bombeio existente


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 73/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

e. Remoção de tubulações, válvulas, conexões, instrumentos e acessórios do sistema de


batedeiras;

f. Desmontagem de 06 (seis) poços de mistura;

Figura 52 - Poços de mistura

g. Desmontagem de 06 (seis) conjuntos motobomba de transferência entre os poços e as


batedeiras existentes;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 74/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Figura 53 - Sistemas de tubulações a serem desmontados

h. Fornecimento e montagem de caps, flanges, juntas e elementos de fixação (parafusos,


estojos porcas e etc.) para bloqueio das tubulações remanescentes do sistema de
batedeiras;

i. . Fornecimento, transporte, fabricação e montagem de tubulações, válvulas, instrumentos,


conexões, mangotes, acessórios etc. necessários para a implantação do novo sistema de
envase;

j. . Projeto, fornecimento, transporte, fabricação e montagem de tubulações, válvulas,


instrumentos, conexões, mangotes, acessórios etc. necessários a implantação dos
sistemas de descarregamento de aditivos na área da plataforma de carregamento junto a
bacia de tanques 01 existente. Inclui o fornecimento e instalação de tubulações, válvulas,
conexões para os sistemas de pig e de alimentação de ar comprimido e a instalação de
bomba para o sistema de descarregamento,

k.. Projeto, fornecimento, transporte, fabricação e montagem de tubulações, válvulas,


instrumentos, conexões, acessórios etc. necessários para a instalação de uma nova linha
de envase que sairá do equipamento MANIFOLD X-5000 até o enchimento da segunda
linha de bombonas. Inclui o fornecimento e instalação de tubulações, válvulas, conexões
para os sistemas de pig e de alimentação de ar comprimido;

l. . Fornecimento, transporte, fabricação e montagem de tubulações, válvulas, instrumentos,


conexões, mangotes, acessórios etc. necessários para a implantação do novo sistema de
mistura;

m. Projeto, fornecimento, transporte, fabricação e montagem de tubulações, válvulas,


instrumentos, conexões, acessórios etc. necessários para instalação do sistema de produto
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 75/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

acabado (FERBRAX) que sairá do equipamento “ILB-X3101” e irá até os tanques TQ-4215
e TQ-4292.

n. Fornecimento, transporte, fabricação e montagem de tubulações, válvulas, instrumentos,


conexões, mangotes, acessórios etc. necessários para a implantação do novo sistema de
pig;

o. Fornecimento, transporte, fabricação e montagem de tubulações, válvulas, instrumentos,


conexões, mangotes, acessórios etc. necessários para a implantação dos sistemas de
descarregamento de caminhão tanque;

p. Fornecimento, fabricação e montagem do sistema de tubulações para interligação entre os


tanques existentes da área de mistura e o novo local de instalação da PLECT/PLDCT;

q. Fornecimento, transporte, fabricação e montagem de tubulações, válvulas, instrumentos,


conexões, mangotes, acessórios etc. necessários para a adequação do sistema de vapor e
condensado incluindo, a instalação de headers e sub-headers e suas respectivas
derivações valvuladas;

r. . Fornecimento, transporte, fabricação e montagem de tubulações, válvulas, instrumentos.


conexões, acessórios e etc. para a instalação do sistema de dessuperaquecimento de
vapor;

s.. Fornecimento, transporte, fabricação e montagem de tubulações, válvulas, instrumentos,


conexões, mangotes, acessórios etc. necessários para a adequação do sistema de ar
comprimido de serviço e instrumento, incluindo a instalação de headers e sub-headers e
suas respectivas derivações valvuladas;

t. . Fornecimento, transporte, fabricação, montagem de tubulações, válvulas, instrumentos,


conexões, mangotes, acessórios etc. necessários para os sistemas provisórios;

u. Remanejamento das tubulações de forma adequar a interligação do trecho 1 ao trecho 2 do


pipe-rack afim de eliminar ponto baixo no sistema de tubulações. O projeto deverá ser
apresentado à Fiscalização da BR para aprovação;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 76/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Situação Situação
atual proposta

Figura 54 – Adequação tubulação

v.. Dimensionamento, fornecimento e instalação de válvulas de alívio térmico nos bocais de


sucção e descarga dos tanques (novos e existentes) e batedeiras. Inclui o fornecimento e
instalação de válvulas de alívio térmico, válvulas de bloqueio, tubos, conexões acessórios
e etc;

w. Elaboração de projeto, fornecimento, fabricação, montagem e instalação das estruturas


metálicas para suportes etc.;

x.. Transporte, montagem e instalação de instrumentos, válvulas, conexões e acessórios,


fornecidos pela BR, nos bocais dos tanques, batedeiras e sistemas de tubulação. Para tanto
a CONTRATADA deverá prever:

i. Limpeza e tratamento superficial, interno e externo, de todas as válvulas e


instrumentos a serem fornecidos pela BR a fim de eliminar sujeiras, pontos de
corrosão etc;

ii. Teste hidrostático e de vedação em todas as válvulas;


iii. Inspeção de recebimento, preservação, testes em bancada, montagem,
instalação e condicionamento de válvulas (manuais e automáticas) e
instrumentos e seus respectivos acessórios a serem fornecidos pela BR de
acordo com os requisitos das normas ABNT, PETROBRAS, API, Normas do
Ministério do Trabalho (NR’s). Para tanto a CONTRATADA deverá disponibilizar
uma bancada testes para calibração, ajustes e testes. Os testes deverão ser
feitos na GEI e deverão ser registrados em fichas técnicas apropriadas (uma por
válvula e por instrumento) a serem apresentadas pela Fiscalização da BR.
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 77/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Figura 55 - Curvas de pig a serem fornecidas pela BR

Figura 56 - Válvulas, conexões, instrumentos e acessórios a serem fornecidos pela BR

A CONTRATADA deverá desconsiderar a montagem de bombas, tubulações, válvulas, filtros,


instrumentos e etc., das linhas de processo e utilidades que interligam a planta de lubrificantes
à planta de graxas. Para o limite de bateria das linhas de utilidades serão indicados na figura
abaixo que será as linhas de tag's: 4"-V7-0054-001-A3-IQ, 2"-C7-0054-035-A3-PP, 1"-AI0051-
494-A1-NI; Para as linhas de processo limite de baterias são os bocais dos tanques:
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 78/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

TQ-4201, TQ-4204, TQ-4277, TQ-4299, TQ-4300 e TQ-4305 indicados nos documentos


DEGEI51-F-338,DE-GEI51-F-340, DE-GEI51-F-343, DE-GEI51F-344, DE-GEI51-F-345 e
DEGEI51-F-347.

2"-C7-0054-035-A3-PP

1"-AI-0051-494-A1-NI
4"-V7-0054-001-A3

Figura 57 - Limite de bateria

A liberação dos tanques será feita pela FISCALIZAÇÃO da BR, de acordo com o cronograma
do empreendimento podendo haver alterações eventuais solicitadas pela BR de forma a não
prejudicar a operação.

É de responsabilidade da CONTRATADA a destinação final dos resíduos.

É responsabilidade da CONTRATADA o fornecimento dos meios necessários para


movimentação e transporte dos materiais e equipamentos, bem como a construção de acessos
provisórios.

É responsabilidade da CONTRATADA a entrega de todos materiais e equipamentos


desmontados para armazenamento em local a ser indicado pela FISCALIZAÇÃO no interior
das instalações da Fábrica de Lubrificantes da PETROBRAS DISTRIBUIDORA.

Toda a instalação deverá ser executada de acordo com a documentação da ABB e


complementada pelos documentos de projeto que deverão ser complementados e/ou
revisados e novos documentos a serem elaborados pela CONTRATADA.
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO
De
INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 79/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

forma auxiliar a CONTRATADA no tratamento das interferências, foram elaborados relatórios


fotográficos e relatório de Clash da maquete eletrônica, anexos a esta especificação, cabendo a
CONTRATADA o tratamento de todas as interferências indicadas. Caso alguma interferência seja
levantada pela CONTRATADA e que não conste nos relatórios fotográficos, será de
responsabilidade da CONTRATADA a sua remoção e/ou remanejamento sem ônus para a BR.

É de responsabilidade da CONTRATADA a verificação “in loco” de todas as


interferências e/ou dificuldades inerentes à execução dos serviços durante a visita
técnica incluindo os custos referentes na proposta comercial a ser apresentada. A BR
não aceitará pleitos posteriores em função do não conhecimento da área de execução
dos serviços.

Não caberá a CONTRATADA solicitação de prorrogação de prazos parciais ou totais e/ou


ressarcimento de custos adicionais pela execução dos serviços de implantação dos sistemas
de tubulações decorrentes da elaboração, revisão e complementação do projeto executivo.

Documentos de referência:
DE-GEI50-A-026 DE-GEI50-A-028 DE-GEI50-A-067 DE-GEI50-A-072
DE-GEI50-A-093 DE-GEI50-A-193 DE-GEI50-E-2015 DE-GEI50-E-
2020
DE-GEI50-E-2021 DE-GEI50-E-2022 DE-GEI50-E-2023 DE-GEI50-E-
2024
DE-GEI50-E-2025 DE-GEI50-E-2026 DE-GEI50-E-2027 DE-GEI50-E-
2028
DE-GEI50-E-2029 DE-GEI50-E-2030 DE-GEI50-E-2032 DE-GEI50-E-
2033
DE-GEI50-E-2034 DE-GEI50-E-2036 DE-GEI50-E-2037 DE-GEI50-E-
2038
DE-GEI50-E-2039 DE-GEI50-E-2040 DE-GEI50-E-2041 DE-GEI50-E-
2042
DE-GEI50-E-2043 DE-GEI50-E-2044 DE-GEI50-E-2045 DE-GEI50-E-
2046
DE-GEI50-E-2047 DE-GEI50-E-2048 DE-GEI50-E-2049 DE-GEI50-E-
2050
DE-GEI50-E-2051 DE-GEI50-E-2052 DE-GEI50-E-2053 DE-GEI50-E-
2054
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 80/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

DE-GEI50-E-2055 DE-GEI50-E-2056 DE-GEI50-E-2058 DE-GEI50-E-


2059
DE-GEI50-E-2060 DE-GEI50-E-2061 DE-GEI50-E-2062 DE-GEI50-E-
2063
DE-GEI50-E-2064 DE-GEI50-E-2065 DE-GEI50-E-2066 DE-GEI50-E-
2067
DE-GEI50-E-2068 DE-GEI50-E-2069 DE-GEI50-E-2070 DE-GEI50-E-
2071
DE-GEI50-E-2072 DE-GEI50-E-2073 DE-GEI50-E-2074 DE-GEI50-E-
2075
DE-GEI50-E-2076 DE-GEI50-E-2077 DE-GEI50-E-2078 DE-GEI50-E-
2079
DE-GEI50-E-2080 DE-GEI50-E-2081 DE-GEI50-E-366 DE-GEI50-E-380
DE-GEI50-E-858 DE-GEI50-E-859 DE-GEI50-E-860 DE-GEI50-E-861
DE-GEI50-E-862 DE-GEI50-E-864 DE-GEI50-E-865 DE-GEI50-I-109
DE-GEI50-I-110 DE-GEI50-I-112 DE-GEI50-I-113 DE-GEI50-K-003
DE-GEI51-A-089 DE-GEI51-A-091 DE-GEI51-A-092 DE-GEI51-A-093
DE-GEI51-A-094 DE-GEI51-A-095 DE-GEI51-A-097 DE-GEI51-A-098
DE-GEI51-A-099 DE-GEI51-A-100 DE-GEI51-A-101 DE-GEI51-A-102
DE-GEI51-A-103 DE-GEI51-D-001 DE-GEI51-D-002 DE-GEI51-D-003
DE-GEI51-D-005 DE-GEI51-D-006 DE-GEI51-D-007 DE-GEI51-D-010
DE-GEI51-D-011 DE-GEI51-D-019 DE-GEI51-D-020 DE-GEI51-D-021
DE-GEI51-D-022 DE-GEI51-D-023 DE-GEI51-D-026 DE-GEI51-D-027
DE-GEI51-D-029 DE-GEI51-D-030 DE-GEI51-D-031 DE-GEI51-D-032
DE-GEI51-D-034 DE-GEI51-D-038 DE-GEI51-D-039 DE-GEI51-D-040
DE-GEI51-D-046 DE-GEI51-D-050 DE-GEI51-D-051 DE-GEI51-D-055
DE-GEI51-D-056 DE-GEI51-D-057 DE-GEI51-D-058 DE-GEI51-D-059
DE-GEI51-D-060 DE-GEI51-D-061 DE-GEI51-D-663 DE-GEI51-D-664
DE-GEI51-D-665 DE-GEI51-D-666 DE-GEI51-D-670 DE-GEI51-E-631
DE-GEI51-E-632 DE-GEI51-E-633 DE-GEI51-E-635 DE-GEI51-E-636
DE-GEI51-E-637 DE-GEI51-E-638 DE-GEI51-E-639 DE-GEI51-E-640
DE-GEI51-E-641 DE-GEI51-E-644 DE-GEI51-E-645 DE-GEI51-E-646
DE-GEI51-E-647 DE-GEI51-E-648 DE-GEI51-E-649 DE-GEI51-E-653
DE-GEI51-E-655 DE-GEI51-E-656 DE-GEI51-E-657 DE-GEI51-E-658
DE-GEI51-E-659 DE-GEI51-E-660 DE-GEI51-E-661 DE-GEI51-F-330
DE-GEI51-F-331 DE-GEI51-F-332 DE-GEI51-F-333 DE-GEI51-F-334
DE-GEI51-F-335 DE-GEI51-F-336 DE-GEI51-F-337 DE-GEI51-F-338
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 81/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

DE-GEI51-F-339 DE-GEI51-F-340 DE-GEI51-F-341 DE-GEI51-F-342


DE-GEI51-F-343 DE-GEI51-F-344 DE-GEI51-F-345 DE-GEI51-F-346
DE-GEI51-F-347 DE-GEI51-F-349 DE-GEI51-F-350 DE-GEI51-F-351
DE-GEI51-F-352 DE-GEI51-F-353 DE-GEI51-F-354 DE-GEI51-F-355
DE-GEI51-F-356 DE-GEI51-F-357 DE-GEI51-F-358 DE-GEI51-F-359
DE-GEI51-F-360 DE-GEI51-F-365 DE-GEI51-F-366 DE-GEI51-F-367
DE-GEI51-F-368 DE-GEI51-F-369 DE-GEI51-F-370 DE-GEI51-F-371
DE-GEI51-F-372 DE-GEI51-F-374 DE-GEI51-F-375 DE-GEI51-F-376
DE-GEI51-F-377 DE-GEI51-F-378 DE-GEI51-F-379 DE-GEI51-F-380
DE-GEI51-F-381 DE-GEI51-F-382 DE-GEI51-F-383 DE-GEI51-F-384
DE-GEI51-F-385 DE-GEI51-F-386 DE-GEI51-F-387 DE-GEI51-F-472
DE-GEI51-F-480 DE-GEI51-G-494 DE-GEI51-G-495 DE-GEI51-G-
496
DE-GEI51-G-497 DE-GEI51-G-499 DE-GEI51-G-500 DE-GEI51-G-
867
DE-GEI51-G-868 DE-GEI51-G-869 DE-GEI51-G-870 DE-GEI51-I-115
DE-GEI51-I-116 DE-GEI51-I-117 DE-GEI51-I-118 DE-GEI51-I-119
DE-GEI51-I-120 DE-GEI51-I-121 DE-GEI51-I-122 DE-GEI51-I-123
DE-GEI51-I-124 DE-GEI51-I-125 DE-GEI51-I-126 DE-GEI51-I-127
DE-GEI51-I-128 DE-GEI51-I-129 DE-GEI51-I-131 DE-GEI51-I-132
DE-GEI51-I-133 DE-GEI51-I-134 DE-GEI51-I-135 DE-GEI51-I-136
DE-GEI51-I-137 DE-GEI51-I-138 DE-GEI51-I-139 DE-GEI51-I-140
DE-GEI51-I-141 DE-GEI51-I-142 DE-GEI51-I-143 DE-GEI51-I-144
DE-GEI51-I-145 DE-GEI51-I-146 DE-GEI51-I-147 DE-GEI51-I-148
DE-GEI51-I-149 DE-GEI51-I-150 DE-GEI51-I-151 DE-GEI51-I-152
DE-GEI51-I-153 DE-GEI51-I-154 DE-GEI51-I-155 DE-GEI51-I-156
DE-GEI51-I-157 DE-GEI51-I-158 DE-GEI51-I-159 DE-GEI51-I-160
DE-GEI51-I-175 DE-GEI51-I-176 DE-GEI51-I-177 DE-GEI51-K-003
DE-GEI55-D-202 DE-GEI55-D-203 DE-GEI55-E-020 DE-GEI55-E-021
DE-GEI55-E-023 DE-GEI55-E-029 DE-GEI55-E-030 DE-GEI55-E-031
DE-GEI55-E-032 ET-GEI50-A-003 ET-GEI50-D-007 ET-GEI50-G-001
FD-GEI50-D-064 FD-GEI50-D-066 FD-GEI50-D-067 FD-GEI50-G-051
FD-GEI50-I-012 FD-GEI51-G-022 LI-GEI50-I-003 LM-GEI50-G-
007
LT-GEI50-A-004 LT-GEI50-E-001 LT-GEI50-E-003 LT-GEI50-E-005
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 82/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

LT-GEI50-E-006 LT-GEI50-E-007 LT-GEI50-E-008 LT-GEI50-E-009


LT-GEI50-E-010 LT-GEI50-E-011 LT-GEI50-E-012 LT-GEI50-E-013
LT-GEI50-E-014 LT-GEI50-E-015 LT-GEI50-E-016 LT-GEI50-E-017
LT-GEI50-E-018 LT-GEI50-E-019 LT-GEI50-E-020 LT-GEI50-E-021
LT-GEI50-E-022 LT-GEI50-E-023 LT-GEI50-E-024 LT-GEI50-E-025
LT-GEI50-E-026 LT-GEI50-E-027 LT-GEI50-E-028 LT-GEI50-E-029
LT-GEI50-E-030 LT-GEI50-E-031 LT-GEI50-E-032 LT-GEI50-E-033
LT-GEI50-E-034 LT-GEI50-E-035 LT-GEI50-E-036 LT-GEI50-E-037
LT-GEI50-E-038 LT-GEI50-E-039 LT-GEI50-E-040 LT-GEI50-E-041
LT-GEI50-E-043 LT-GEI50-E-044 LT-GEI50-E-045 LT-GEI50-E-046
LT-GEI50-E-047 LT-GEI50-E-048 LT-GEI50-E-049 LT-GEI50-E-050
LT-GEI50-E-051 LT-GEI50-E-053 LT-GEI50-E-055 LT-GEI50-E-056
LT-GEI50-E-057 LT-GEI50-E-058 LT-GEI50-E-059 LT-GEI51-E-026
LT-GEI51-E-027 LT-GEI51-E-028 LT-GEI51-E-029 LT-GEI51-E-030
LT-GEI51-E-031 LT-GEI51-E-034 LT-GEI51-E-036 LT-GEI51-E-037
LT-GEI51-E-038 LT-GEI51-E-039 LT-GEI51-E-040 LT-GEI51-E-045
LT-GEI51-E-046 LT-GEI51-E-047 LT-GEI51-E-048 LT-GEI55-E-005
LT-GEI55-E-006 LT-GEI55-E-007 LT-GEI55-E-008 MC-GEI50-E-003
MC-GEI50-E-004 MC-GEI50-E-005 MC-GEI50-E-006 MC-GEI50-E-007
MC-GEI50-E-008 MC-GEI50-E-009 MC-GEI50-E-010 MC-GEI50-E-011
MC-GEI50-E-012 MC-GEI50-E-013 MC-GEI50-E-014 MC-GEI50-E-015
MC-GEI50-E-016 MC-GEI50-E-017 MC-GEI50-E-018 MC-GEI50-E-019
MC-GEI50-I-003 MC-GEI54-E-001 MC-GEI54-E-002 MC-GEI54-E-003
MC-GEI54-E-004 MC-GEI54-E-005 MC-GEI54-E-006 MC-GEI54-E-007
RL-GEI50-A-072 RL-GEI50-A-073 RL-GEI50-A-090 RL-GEI50-A-094
DE-GEI50-A-026 DE-GEI50-A-175 DE-GEI50-C-009 DE-GEI50-C-014
DE-GEI50-E-2023 DE-GEI50-E-2024 DE-GEI50-E-2025 DE-GEI50-E-2026
DE-GEI50-E-2027 DE-GEI50-E-2028 DE-GEI50-E-2029 DE-GEI50-E-2030
DE-GEI50-E-2035 DE-GEI50-E-2058 DE-GEI50-E-2059 DE-GEI50-E-2060
DE-GEI50-E-2061 DE-GEI50-E-2062 DE-GEI50-E-2071 DE-GEI50-E-2072
DE-GEI50-E-2073 DE-GEI50-E-2075 DE-GEI50-E-2076 DE-GEI50-E-2077
DE-GEI50-E-861 DE-GEI50-G-163 DE-GEI51-A-094 DE-GEI51-A-095
DE-GEI51-A-099 DE-GEI51-A-100 DE-GEI51-A-101 DE-GEI51-A-102
DE-GEI51-A-103 DE-GEI51-D-017 DE-GEI51-D-018 DE-GEI51-D-019
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 83/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

DE-GEI51-D-020 DE-GEI51-D-021 DE-GEI51-D-022 DE-GEI51-D-023


DE-GEI51-D-024 DE-GEI51-D-025 DE-GEI51-D-026 DE-GEI51-D-027
DE-GEI51-D-028 DE-GEI51-D-029 DE-GEI51-D-030 DE-GEI51-D-031
DE-GEI51-D-032 DE-GEI51-D-033 DE-GEI51-D-034 DE-GEI51-D-035
DE-GEI51-D-036 DE-GEI51-D-037 DE-GEI51-D-038 DE-GEI51-D-039
DE-GEI51-D-040 DE-GEI51-D-041 DE-GEI51-D-042 DE-GEI51-D-043
DE-GEI51-D-047 DE-GEI51-D-048 DE-GEI51-D-049 DE-GEI51-D-050
DE-GEI51-D-051 DE-GEI51-D-052 DE-GEI51-D-053 DE-GEI51-D-055
DE-GEI51-D-056 DE-GEI51-D-057 DE-GEI51-D-058 DE-GEI51-D-059
DE-GEI51-D-060 DE-GEI51-D-061 DE-GEI51-D-062 DE-GEI51-D-063
DE-GEI51-D-064 DE-GEI51-D-072 DE-GEI51-D-073 DE-GEI51-G-479 DE-GEI51-G-480 DE-
GEI51-G-481 DE-GEI51-G-482 DE-GEI51-G-554

DE-GEI51-G-642 MC-GEI51-D-020
Relatório de Interferências na construção das bases do Pipe Rack – Trechos 1 a 3
Croquis de Remoção de interferências – Pipe Rack - Trechos 1 a 3 (arranjos)

DE-GEI50-E-2036 DE-GEI50-E-2037 DE-GEI50-E-2038 DE-GEI50-E-2039


DE-GEI50-E-2040 DE-GEI50-E-2041 DE-GEI50-E-2042 DE-GEI50-E-2043
DE-GEI50-E-2044 DE-GEI50-E-2046 DE-GEI50-E-2047 DE-GEI50-E-2048
DE-GEI50-E-2049 DE-GEI50-E-2050 DE-GEI50-E-2051 DE-GEI50-E-2052
DE-GEI50-E-2053 DE-GEI50-E-2054 DE-GEI50-E-2063 DE-GEI50-E-2064
DE-GEI50-E-2065 DE-GEI50-E-2066 DE-GEI50-E-2067 DE-GEI50-E-2068
DE-GEI50-E-2069 DE-GEI50-E-2070 DE-GEI50-G-105 DE-GEI50-G-106
DE-GEI50-G-107 DE-GEI50-G-108 DE-GEI50-I-103 DE-GEI50-I-104
DE-GEI50-I-105 DE-GEI50-I-106 DE-GEI51-E-338 DE-GEI51-E-339
DE-GEI51-E-645 DE-GEI51-E-659 DE-GEI51-E-660 DE-GEI51-E-661
DE-GEI51-F-330 DE-GEI51-F-331 DE-GEI51-F-332
DE-GEI51-F-333 DE-GEI51-F-335 DE-GEI51-F-338 DE-GEI51-F-339
DE-GEI51-F-340 DE-GEI51-F-342 DE-GEI51-F-343 DE-GEI51-F-344
DE-GEI51-F-345 DE-GEI51-F-346 DE-GEI51-F-347 DE-GEI51-F-349
DE-GEI51-F-350 DE-GEI51-F-351 DE-GEI51-F-352 DE-GEI51-F-353
DE-GEI51-F-354 DE-GEI51-F-355 DE-GEI51-F-356 DE-GEI51-F-357
DE-GEI51-F-358 DE-GEI51-F-359 DE-GEI51-F-360 DE-GEI51-F-365
DE-GEI51-F-366 DE-GEI51-F-367 DE-GEI51-F-368 DE-GEI51-F-369
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 84/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

DE-GEI51-F-370 DE-GEI51-F-371 DE-GEI51-F-372 DE-GEI51-F-374


DE-GEI51-F-375 DE-GEI51-F-376 DE-GEI51-F-377 DE-GEI51-F-378
DE-GEI51-F-379 DE-GEI51-F-380 DE-GEI51-F-381 DE-GEI51-F-382
DE-GEI51-F-383 DE-GEI51-F-384 DE-GEI51-F-385 DE-GEI51-F-386
DE-GEI51-F-387 DE-GEI51-F-391 DE-GEI51-F-392 DE-GEI51-F-393
DE-GEI51-F-394 DE-GEI51-F-395 DE-GEI51-F-396 DE-GEI51-F-431
DE-GEI51-F-472 DE-GEI51-F-473 ET-GEI50-D-007 LM-GEI50-G-006
RL-GEI50-A-094 RM-GEI50-E-009 LI-GEI54-E-001

3.4.6. ÁREA DE RECUPERAÇÃO


Consiste na implantação da nova área de recuperação incluindo o fornecimento, montagem e
instalação de tanques, conjuntos motobomba, tubulações, instrumentos, ventiladores,
válvulas, acessórios etc. conforme indicada no projeto conceitual. Inclui o fornecimento de
todos os materiais, de acordo com as Normas ABNT, PETROBRAS, Normas do Ministério do
Trabalho (NR’s) e documentos de projeto.

É de responsabilidade da CONTRATADA a execução de todos os serviços necessários a sua


completa execução, não se limitando a:

a. Elaboração de projeto, fornecimento, fabricação e montagem de 2 (dois) novos tanques


verticais com capacidade de 15m3 cada, de acordo com as normas PETROBRAS N-270,

N-271, norma API 650, Normas ABNT, Normas do Ministério do Trabalho (NR’s);
b. Elaboração de projeto, fornecimento, fabricação, montagem e instalação de todo sistema de
bombeamento (de tubulações, instrumentos, válvulas, filtros, conexões, acessórios etc);

c. Remanejamento de tubulações, válvulas, conexões, acessórios, instrumentos e etc,


necessários para o sistema de bombeamento da antiga área de recuperação anteriormente
citada nesta especificação;

d. Fornecimento e instalação de instrumentos de temperatura e de nível para intertravamento


com as bombas de transferência;

e. Fornecimento e montagem de estruturas metálicas (suportes, escadas, plataformas etc);


f. Adequação de 01(um) poço, remanejado da área de mistura. Este poço deverá ser embutido
na laje na nova área de recuperação sendo de responsabilidade da CONTRATADA, as
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 85/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

adequações necessárias tais como: construção de fundações diretas e indiretas, bases,


pilares, fechamento de paredes em alvenaria, superestruturas, instalação de grades e etc;

g. Fornecimento, montagem e instalação das interligações das tubulações e equipamentos da


nova área de recuperação ao sistema de utilidades existentes (linhas de vapor, condensado e
ar comprimido);

h. Instalação de 02 (dois) conjuntos motobomba remanejados da área de mistura para nova bacia
de tanques de recolhimento, bem como válvulas, filtros, acessórios, suportes e instrumentos;

i. Fornecimento de material e mão-de-obra para supervisão, transporte e montagem no interior


do prédio de recuperação de embalagens, de 01 (um) poço de mistura, 01(uma) furadeira de
frascos e 01 (uma) envolvedora com seus respectivos acessórios nas áreas indicadas em
projeto. Inclui o fornecimento, fabricação e instalação dos sistemas de ar comprimido;

j. Fornecimento e montagem de 10(dez) ventiladores industriais bifásicos de 220V.

A liberação da área será feita pela FISCALIZAÇÃO da BR, de acordo com o cronograma do
empreendimento podendo haver alterações eventuais solicitadas pela BR de forma a não
prejudicar a operação.

É responsabilidade da CONTRATADA o fornecimento dos meios necessários para


movimentação e transporte dos materiais e equipamentos, bem como a construção de acessos
provisórios.

É responsabilidade da CONTRATADA a entrega de todos materiais e equipamentos


desmontados para armazenamento em local a ser indicado pela FISCALIZAÇÃO no interior
das instalações da Fábrica de Lubrificantes da PETROBRAS DISTRIBUIDORA.

Toda a instalação deverá ser executada de acordo com a documentação da ABB e


complementada pelos documentos de projeto que deverão ser complementados e/ou
revisados e novos documentos a serem elaborados pela CONTRATADA.
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 86/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

De forma auxiliar a CONTRATADA no tratamento das interferências, foram elaborados


relatórios fotográficos e relatório de Clash da maquete eletrônica, anexos a esta especificação,
cabendo a CONTRATADA o tratamento de todas as interferências indicadas. Caso alguma
interferência seja levantada pela CONTRATADA e que não conste nos relatórios fotográficos,
será de responsabilidade da CONTRATADA a sua remoção e/ou remanejamento sem ônus
para a BR.

É de responsabilidade da CONTRATADA a verificação “in loco” de todas as


interferências e/ou dificuldades inerentes à execução dos serviços durante a visita
técnica incluindo os custos referentes na proposta comercial a ser apresentada. A BR
não aceitará pleitos posteriores em função do não conhecimento da área de execução
dos serviços.

Não caberá a CONTRATADA solicitação de prorrogação de prazos parciais ou totais e/ou


ressarcimento de custos adicionais pela execução dos serviços de implantação da nova área
de recuperação decorrentes da elaboração, revisão e complementação do projeto executivo.

Documentos de referência:
DE-FABR50-H-042 DE-GEI50-C-009 DE-GEI50-C-011 DE-GEI50-D-621

3.4.7. SISTEMA DE COMBATE A INCÊNDIO


Consiste na execução dos serviços para adequação do sistema de combate à incêndio,
incluindo o fornecimento de todos os materiais, de acordo com as Normas ABNT,
PETROBRAS, Normas do Ministério do Trabalho (NR’s) e documentos de projeto.

É de responsabilidade da CONTRATADA a execução de todos os serviços necessários a sua


completa execução, não se limitando a:

a. Fornecimento, fabricação e montagem de tubulações, válvulas, conexões, acessórios e etc.


para adequação do sistema de combate à incêndio;

b. Desmontagem de tubulações;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 87/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

c. Fornecimento e instalação de hidrantes e seus respectivos acessórios, abrigo de mangueiras,


mangueiras, esguichos, chave de mangueiras, derivante tipo “y” engate rápido

(storz), extintores portáteis, extintores sobre rodas, carretas proporcionadoras portateis etc;
d. Adequação de 02 hidrantes verticais de quatro saídas, instalados junto a construção da nova
bacia. A CONTRATADA deverá modificar os hidrantes para serem operados com 03 saídas.
Inclui o reaproveitamento de conexões, válvulas, canhões e acessórios, bem como, tratamento
de superfície e pintura;

Figura 58 - Adequação de hidrantes

De forma auxiliar a CONTRATADA no tratamento das interferências, foram elaborados


relatórios fotográficos e relatório de Clash da maquete eletrônica, anexos a esta especificação,
cabendo a CONTRATADA o tratamento de todas as interferências indicadas. Caso alguma
interferência seja levantada pela CONTRATADA e que não conste nos relatórios fotográficos,
será de responsabilidade da CONTRATADA a sua remoção e/ou remanejamento sem ônus
para a BR.

É de responsabilidade da CONTRATADA a verificação “in loco” de todas as


interferências e/ou dificuldades inerentes à execução dos serviços durante a visita
técnica incluindo os custos referentes na proposta comercial a ser apresentada.

Não caberá a CONTRATADA solicitação de prorrogação de prazos parciais ou totais e/ou


custos adicionais na execução dos serviços de ampliação e reforma do prédio das
transportadoras decorrentes das revisões e complementações do projeto executivo.
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 88/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Não caberá a CONTRATADA solicitação de prorrogação de prazos parciais ou totais e/ou


ressarcimento de custos adicionais pela execução dos serviços de adequação do sistema de
combate à incêndio decorrentes da elaboração, revisão e complementação do projeto
executivo.

Documentos de referência:
DE-GEI50-A-194 DE-GEI50-E-2015 DE-GEI50-E-2019 DE-GEI50-E-2055
DE-GEI50-E-2057 DE-GEI51-E-631 DE-GEI51-E-632 DE-GEI51-E-633
DE-GEI51-K-003 DE-GEI55-E-019 DE-GEI55-E-020 DE-GEI55-E-021
DE-GEI55-E-022 DE-GEI56-K-004 ET-GEI50-G-037 LM-GEI50-G-017
MC-GEI50-E-002 MD-GEI50-E-001 RL-GEI50-A-088

3.5. OBRAS ELÉTRICAS

3.5.1. INTERVENÇÕES ELÉTRICAS


Consiste na execução dos serviços de intervenções elétricas necessárias para a modernização
da planta de lubrificantes incluindo o fornecimento de todos os materiais de acordo com as
normas ABNT, PETROBRAS e documentos de projeto.

É de responsabilidade da CONTRATADA a execução de todos os serviços necessários a sua


completa execução, não se limitando a:

a. Fornecimento e montagem de eletrocalhas, eletrodutos, acessórios e etc;


b. Fornecimento, montagem e interligação de painel elétrico de distribuição para a área de
recuperação;

c. Fornecimento, montagem e interligação de 02 (dois) paineis elétricos de iluminação para a área


de recuperação;

d. Fornecimento, instalação, interligação e testes de transformador;


e. Fornecimento e montagem de suportes e estruturas metálicas;
f. Fornecimento de painel elétrico para o acionamento e automação de 03 (três) bombas de
transferência de 10CV da área dos tanques de armazenamento e do poço. Para o painel de
acionamento das bombas de transferência na área dos tanques, é de responsabilidade da
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 89/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

CONTRATADA, o fornecimento e instalação de acionamento automático/manual e sinalização.


O acionamento da bomba de transferência entre o poço e os tanques de armazenamento,
deverá ser executado através de chave automático/manual, com indicação de nível no painel
para os dois tanques com intertravamento entre os sensores de nível e o painel;

g. Fornecimento, lançamento, interligação e testes de cabos elétricos;


h. Fornecimento e instalação de tomadas nas áreas de recuperação;
i. Interligação entre a subestação SE-921 e o novo painel de distribuição da área de recuperação,
inclui o fornecimento de toda infraestrutura necessária (eletrocalhas, eletrodutos, cabos,
suportes e etc;)

j. Fornecimento e montagem de sistema de iluminação para a área dos tanques de


armazenamento. O acionamento do sistema deverá ser efetuado pelo novo painel de
iluminação da área de recuperação.

k. Fornecimento e instalação de eletrocalhas, eletrodutos, suportes e acessórios para futura


instalação do sistema de TELECOM para a sala de supervisão;

l. Fornecimento e instalação de sistema de medição de temperatura digital, para medição do


poço. O indicador digital deve ser instalado no painel de acionamento das bombas de
transferência dos tanques de armazenamento.

m. Fornecimento e montagem de tomadas para instalação de 10(dez) ventiladores industriais


bifásicos de 220V;

n. Projeto, fornecimento e instalação de toda a infraestrutura elétrica da área de recuperação


incluindo eletrocalhas, cabos, eletrodutos, conexões, acessórios, luminárias, interruptores,
tomadas e etc;

o. Fornecimento e instalação de automação para o portão de acesso da rampa com acionamento


e controle pela sala de supervisão;

p. Desmontagem e posterior montagem de eletrodutos, cabos, conexões, acessórios, painéis etc;

q. Remoção e reinstalação de cabos, inclusive do sistema de TELECOM;


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 90/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Figura 59 - Interferências sistemas elétrico, aterramento e TELECOM


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 91/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

r. Fornecimento e montagem de eletrodutos, conexões, acessórios, painéis, cabos etc, para


alimentação do novo ventilador / exaustor do sistema de exaustão das batedeiras, bem como
interligação ao sistema elétrico existente;

Figura 60 - Sistema de ventilação

s. Relocação de um transformador de 25 KVA (massa aproximada de 150 Kg) e sistemas elétricos


instalados junto ao tanque TQ-4239 para uma distância aproximada de 5 metros, incluindo
fornecimento e lançamento de cabos alimentadores e de distribuição, emendas, caixa de
distribuição, conduletes, desmontagem e relocação de estruturas, fabricação e montagem de
plataforma e escada de acesso, demolições, construção de bases, tratamento de superfície e
pintura e etc;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 92/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Figura 61 – Transformador e sistemas elétricos a serem relocados

t. Relocação das botoeiras de comando dos conjuntos motobomba da PLECT/PLDCT a ser


relocada, incluindo fornecimento e lançamento de cabos, emendas, conduletes, eletrodutos,
suportes e etc.;

De forma a auxiliar a CONTRATADA no tratamento das interferências, foram elaborados


relatórios fotográficos e relatório de Clash da maquete eletrônica, anexos a esta especificação,
cabendo a CONTRATADA o tratamento de todas as interferências indicadas. Caso alguma
interferência seja levantada pela CONTRATADA e que não conste nos relatórios fotográficos,
será de responsabilidade da CONTRATADA a sua remoção e/ou remanejamento sem ônus
para a BR.

É de responsabilidade da CONTRATADA a verificação “in loco” de todas as


interferências e/ou dificuldades inerentes à execução dos serviços durante a visita
técnica incluindo os custos referentes na proposta comercial a ser apresentada.

Não caberá a CONTRATADA solicitação de prorrogação de prazos parciais ou totais e/ou custos
adicionais na execução dos serviços de construção e montagem decorrentes das revisões e
complementações do projeto executivo.

Não caberá a CONTRATADA solicitação de prorrogação de prazos parciais ou totais e/ou


ressarcimento de custos adicionais pela execução dos serviços de intervenções elétricas
decorrentes da elaboração, revisão e complementação do projeto executivo.

Documentos de referência:
Relatório de Interferências na construção das bases do pipe rack – trechos 1 a 3
DE-GEI50-H-248
Projeto conceitual – Distribuição elétrica – Área de recuperação
DE-GEI-REC-CE-01 Planta de cabeamento estruturado da área de recuperação
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO
DE-
INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 93/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

GEI-MCX-D-001 Planta de infraestrutura de telecomunicações e energia estabilizada p/


atendimento ao ambiente Mecalux

DE-GEI-D-01 Planta de Tubulações externas de telecomunicações, existentes e projetadas

3.5.2. SISTEMA DE ATERRAMENTO


Consiste na complementação e revisão do projeto executivo existente bem como a execução
dos serviços de fornecimento e instalação de materiais para a ampliação da malha de
aterramento existente, incluindo a cravação de hastes de terra, lançamento de cabos de cobre
nú diretamente enterrados no solo, execução de emendas e conexões, interligação de todos
os equipamentos metálicos não energizados à malha de terra, como luminárias,
equipamentos, envelopes elétricos e estruturas metálicas, conforme projeto e de acordo com
as normas PETROBRAS N-300 e N-1600.

Caberá a CONTRATADA a realização de medição da resistência de aterramento de toda a


malha de aterramento, conforme Norma ABNT NBR-7117, procedendo o seu isolamento num
dos poços de inspeção, devendo o resultado da medição ser igual ou inferior a 10 ohms. Caso
o valor seja superior ao indicado, a CONTRATADA deverá acrescentar tantas hastes quantas
necessárias espaçadas de 3 metros, até atingir o valor de 10 ohms. A CONTRATADA deverá
emitir relatório de medições de aterramento.

É de responsabilidade da CONTRATADA a elaboração de projeto fornecimento e instalação


de materiais para a malha de aterramento e SPDA para as estruturas da cobertura dos
BLENDERS, estruturas da PLECT/PLECT, novos equipamentos, área de recuperação, pipe
rack e da nova bacia de tanques, bem como a interligação dessas estruturas ao sistema de
aterramento existente.

Não caberá a CONTRATADA solicitação de prorrogação de prazos parciais ou totais e/ou


custos adicionais na execução dos serviços de projeto, construção e montagem decorrentes
das revisões e complementações do projeto executivo.

Não caberá a CONTRATADA solicitação de prorrogação de prazos parciais ou totais e/ou


ressarcimento de custos adicionais pela execução dos serviços de ampliação da malha de
aterramento decorrentes da elaboração, revisão e complementação do projeto executivo.
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 94/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Documentos de referência:
Projeto conceitual – Ampliação da Cobertura da PLDCT
DE-GEI50-H-240 DE-GEI50-H-297 DE-GEI51-A-100 DE-GEI51-A-101
DE-GEI51-A-102 DE-GEI51-A-103 DE-GEI51-D-050 DE-GEI51-D-056
DE-GEI51-D-058 DE-GEI51-D-662 DE-GEI51-E-635 DE-GEI51-H-224 DE-GEI51-
H-236 DE-GEI55-D-052 DE-GEI55-D-053 DE-GEI55-D-101

ET-GEI50-G-009

3.6. PRÉ-OPERAÇÃO, COMISSIONAMENTO E OPERAÇÃO ASSISTIDA


Consiste na execução dos serviços de comissionamento, pré-operação e operação assistida
de todos os sistemas da planta de lubrificantes de acordo com a ET-GEI50- A-001, normas
aplicáveis, documentos do projeto e recomendações dos Fabricantes.

Para os equipamentos de seu fornecimento, é obrigação da CONTRATADA a contratação dos


serviços de comissionamento, parametrização, partida e pré-operação junto aos respectivos
fabricantes.

A CONTRATADA deverá atuar de maneira imediata nos casos de necessidade de assistência


técnica de fornecedores em todas as disciplinas para os equipamentos e materiais fornecidos
pela mesma.

A CONTRATADA deverá prever, para essa fase, o fornecimento de sobressalentes de todos


os tipos usados no projeto, bem como deverá atuar de maneira imediata nos casos de
necessidade de assistência técnica de fornecedores em todas as disciplinas para os
equipamentos e materiais fornecidos pela mesma.

A CONTRATADA deverá manter para a etapa de pré-operação durante o período de 06 (seis)


meses, no mínimo os seguintes recursos:

a. Canteiro e demais infraestruturas compatíveis com o efetivo.


b. Equipe mínima composta por:
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI – GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 95/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

i. 01 (um) engenheiro;
ii. 01 (um) técnico de segurança;
iii. 01 (um) técnico de instrumentação;
iv. 01 (um) técnico de mecânica;
v. 02 (dois) instrumentistas;
vi. 04 (quatro) encanadores;
vii. 02 (dois) soldadores;
viii. 06 (seis) ajudantes.

Inclui o fornecimento de materiais, ferramentas, equipamentos, dispositivos e demais recursos


necessários a execução dos serviços.

3.7. APRESENTAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO FINAL DA OBRA

APRESENTAÇÃO DO “AS BUILT” E DO “DATA BOOK”


A CONTRATADA deverá apresentar ao final dos serviços em cada Unidade Operacional da BR o
“AS BUILT” e o “DATA BOOK”, conforme abaixo:

- “AS BUILT” do projeto original em meio magnético (AutoCad 2.000, última edição), indicando
de forma clara e através de revisões de documentos as modificações ocorridas na obra.

- “DATA BOOK" em 2 (duas) pastas e meio magnético, contendo:


• Notas fiscais de aquisição dos materiais;
• Certificados de qualidade dos materiais;
• Certificados de conformidade dos materiais elétricos para a área classificada, fornecidos por
laboratório credenciado pelo INMETRO;

• Procedimentos;
• Relatórios de inspeção;
• Relatórios de recebimento e inspeção de materiais;
• Certificados de calibração de instrumentos;
• Documentação relativa a execução de ensaios de corpos de provas de concreto e solos;
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 96/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

• Testes (estanqueidade, hidrostático, radiográfico de tubulações e resistência de isolamento e


de condutividade elétricas).

• Documentos de projeto revisados conforme construído (“AS BUILT”);


• Lista final das sobras de materiais fornecidos pela BR, verificada, carimbada e assinada pela
CONTRATADA, Fiscalização BR e Gerente da Instalação BR, constando a descrição completa
do material, com unidade, quantidade e o código do material, conforme indicado na Nota Fiscal;

• Certificado de qualificação de soldadores;


• Laudo da resistência da malha de aterramento.

3.8. LIMPEZA E BOTA FORA


Todas as áreas afetadas pelas obras civis, mecânicas e elétricas, ao final do serviço, deverão
ser limpas e todas as sobras devem ser descartadas e/ou ser depositadas em local apropriado.

A CONTRATADA é responsável pela destinação final de todo e qualquer resíduo gerado durante
a realização dos serviços.

A CONTRATADA deverá recompor todas as áreas danificadas pela obra.

Se durante o serviço de escavação, a CONTRATADA identificar a presença de contaminação


de solo por hidrocarbonetos, deverá ser comunicado imediatamente à Fiscalização BR. É de
responsabilidade da CONTRATADA a destinação final dos resíduos contaminados.

A CONTRATADA deverá fornecer à Fiscalização BR a documentação do local de bota-fora,


para que sejam apresentados os documentos à área de segurança e meio ambiente da GEI.
Todos os certificados e romaneio de transporte e destinação final do bota-fora e dos resíduos
gerados devem ser entregues à Fiscalização BR.

4. FORNECIMENTO DE MATERIAIS

4.1. FORNECIMENTO CONTRATADA


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 97/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Caberá a CONTRATADA o fornecimento de todos os materiais e equipamentos necessários à


obra, excluindo os materiais relacionados no item 4.2, que serão de fornecimento da BR.

Antes da aquisição dos materiais é responsabilidade da CONTRATADA o levantamento dos


materiais que serão utilizados no empreendimento, bem como a elaboração das respectivas
requisições de materiais, conforme modelo anexo, que deverão ser encaminhadas a
Fiscalização BR para aprovação.

Logo após a aquisição a CONTRATADA deverá encaminhar à BR as notas fiscais.

A CONTRATADA deverá fazer o LEVANTAMENTO GERAL DE MATERIAIS a serem


fornecidos, de acordo com o projeto fornecido e a ser elaborado e/ou revisado, Normas e
padrões de engenharia que compõem o projeto, e incluir o custo na proposta a ser
apresentada.

Os DOCUMENTOS FORNECIDOS pela BR têm seus quantitativos indicados de forma


ORIENTATIVA, devendo a CONTRATADA realizar o seu PRÓPRIO LEVANTAMENTO E
CONTAGEM, para cada tipo produto e serviços a serem empregados, assim como indicações
nos projetos apresentados pela BR, inclusive os REVISADOS / COMPLEMENTADOS pela
CONTRATADA, necessários à completa execução e funcionalidade de TODO o
EMPREENDIMENTO, mesmo em ocorrência de ajustes necessários nos arranjos
apresentados no projeto por ocasião da montagem. Desta forma a BR não aceitará quaisquer
reivindicações posteriores à assinatura do contrato, com relação a cobranças adicionais.

4.2. FORNECIMENTO BR
A BR fornecerá os equipamentos, válvulas, instrumentos e demais materiais conforme as
seguintes listas:

LM-GEI50-G-002 PIGGED EQUIPMENTS LIST


LM-GEI50-G-003 EQUIPMENTS LIST – LOBP
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 98/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

LI-GEI54-E-001 INSTRUMENTS LIST


LM-GEI50-G-009 LIST OF PIGGED EQUIPMENTS PER LINE
3BFR 4 B02839 F13-01-00 LIST OF VALVES AND ACCESSORIES

5. OBSERVAÇÕES GERAIS DE RESPONSABILIDADE DA CONTRATADA

A CONTRATADA deverá acatar as considerações gerais complementares relacionadas a seguir:

a. Obedecer ao horário normal de trabalho administrativo da Unidade Operacional de 07:00 h


às 17:00 h, de segunda a sexta-feira;

b. Para atendimento ao cronograma de execução a CONTRATADA deverá dimensionar sua


equipe prevendo, se necessário, os custos relacionados a trabalho em regime e horários
extraordinários aos sábados, domingos e feriados, bem como extensão de sua jornada de
trabalho;

c. Os serviços a quente e os serviços elétricos em área classificada ou quando for necessária


a interrupção da operação da Unidade Operacional, somente poderão ser executados nos
dias e horários pré-estabelecidos pela BR, após programação prévia aprovada pela BR,
podendo nestes casos serem executados à noite, sábados, domingos ou feriados: No caso
de trabalhos noturnos, ficará por conta da CONTRATADA toda a infraestrutura necessária de
iluminação;

d. Instalar o canteiro de obras, em local a ser definido em comum acordo com a Unidade
Operacional, conforme NR-18, contendo no mínimo um vestiário, um refeitório, um
almoxarifado um escritório, um escritório para fiscalização da BR, um banheiro coletivo e uma
área para o “pipe-shop”, incluindo para jateamento e pintura.

e. Fornecer e instalar a placa de licença da obra em local visível em comum acordo com a
BR, conforme item 6 do manual de sinalização da PETROBRAS;
f. Apresentar mensalmente à Fiscalização BR, uma lista contendo os materiais de fornecimento
da BR e da CONTRATADA, a quantidade recebida e o nome do fornecedor, o número da
nota fiscal e o valor de aquisição dos mesmos;

g. Elaborar diariamente os diários de obra (Dos) em 2 vias, indicando o número do Contrato, a


obra que se refere às condições climáticas, data completa, contagem de dias contratuais,
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 99/17
8
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

efetivo da obra, número e tipo de máquinas e equipamentos empregados e discriminação


detalhada dos serviços executados, com um campo para as observações da BR:

h. Os dias de chuva somente serão aceitos como justificativa para prorrogação do prazo
contratual se registrados e aceitos pela BR;

i. Os originais dos DOs serão de propriedade da BR.


j. Verificar o projeto e a situação existente de campo, antes da execução de qualquer serviço,
devendo ser confrontando os valores, a fim de que não ocorram problemas de espaço,
ajustes e alinhamentos. As cotas, elevações, níveis e dimensões indicadas nos projetos são
aproximados, não devendo ser utilizadas para serviços de pré-fabricação;

k. Assegurar que os equipamentos utilizados para controlar a carga eletrostática não


proporcionem nenhum risco adicional de choques elétricos às pessoas, mesmo que tenha
condutores energizados até o nível de 250VCA ou 100VCC;

l. Atender na íntegra a norma NR-10, com especial atenção aos itens afetos à garantia da
segurança dos empregados, usuários e terceiros nas instalações e serviços elétricos;

m. Executar todas as locações e acessos onde serão realizados os trabalhos;


n. Executar todos os serviços de limpeza com água, desgaseificação e secagem com ar
comprimido das tubulações e equipamentos da Unidade Operacional:

o. Utilização de geradores para os serviços a serem executados no campo.


p. Por se tratar de uma área operacional, com elevado tráfego de veículos e movimentação de
equipamentos, as áreas que sofrerão intervenções serão liberadas parcialmente conforme
orientação da FISCALIZAÇÃO. Estas áreas, após liberadas, deverão ser totalmente isoladas
com a instalação de tapumes, cerquites e sinalização de segurança conforme ITC-GESMS-
054-041 – (Sinalização provisória para obra);

q. É imprescindível que a CONTRATADA analise o relatório de interferências do modelo 3D,


RL-GEI50-A-094, juntamente com o projeto executivo para verificar as interferências
existentes.

PROPOSTA DE PREÇOS
Para a elaboração da proposta de preços, a CONTRATADA deverá considerar os custos para
os quantitativos estabelecidos nas listas de materiais fornecidas pela BR. Para os materiais e
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 100/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

eventuais serviços necessários à execução do empreendimento, que não estiverem


contemplados nas listas de materiais fornecidas pela BR, cabe à CONTRATADA apurar e
fornecer as quantidades definitivas com base nos desenhos e documentos técnicos do projeto.
Os custos destes materiais e serviços já deverão estar incluídos na proposta de preços.

Da mesma forma, todos os materiais de consumo, como por exemplo: eletrodos, parafusos,
estojos, juntas e outros, serão de responsabilidade da CONTRATADA, que deverá apura-los,
para fornecimento das quantidades necessárias para a execução do empreendimento, e cujos
custos também deverão estar incluídos na proposta de preços.

Os custos para a elaboração, revisão, complementação do projeto executivo deverão estar


incluídos na proposta de preços.

CANTEIRO DE OBRAS
A BR fornecerá local para a construção do canteiro de obras dentro da GEI, que será montado
e custeado pela CONTRATADA, obedecendo aos preceitos da NR-18, com instalação de
contêineres de almoxarifado, banheiro, vestiário, escritório e outros tipos de contêineres
necessários. A CONTRATADA terá um prazo de 30 (trinta) dias para fazer sua mobilização.

O local está determinado na figura abaixo.


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 101/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Área de implantação
do canteiro

A área acima será dividida entre 03 (três) empresas.

Todos os custos do canteiro dentro da GEI são de responsabilidade da CONTRATADA e já devem


estar incluídos no seu orçamento.

Para a implantação do canteiro da CONTRATADA, a BR disponibilizará:


i.Energia elétrica somente para os escritórios. Para a execução dos serviços é de
responsabilidade da CONTRATADA a locação de grupo geradores;
ii.Água industrial para execução dos serviços. Para consumo humano, será de responsabilidade
da CONTRATADA o fornecimento de água;

iii.Fossa para esgotamento sanitário. É de responsabilidade da CONTRATADA a interligação


do esgoto sanitário a fossa, bem como seu esgotamento e destinação final dos resíduos,
através da locação de caminhão vácuo;

A CONTRATADA deverá manter em seu canteiro, para uso da Fiscalização da BR, uma sala
com área igual a 12 metros quadrados em um container metálico com sanitários e equipado
com o seguinte:

a. 02 (duas) mesas com as suas respectivas cadeiras;


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 102/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

b. 01 (uma) mesa com 04 (quatro) cadeiras;


c. 01 (um) aparelho de ar condicionado;
d. 01 (um) computador com as seguintes especificações mínimas: Core I7, 2,6 GHz, 16 GB
RAM, HD 1TB, USB 2.0, gravador / leitor de DVD, Monitor LED 21”;
e. 01 (uma) impressora laser;
f. Material de consumo (papel, toner, CD / DVD virgem, etc.) conforme necessidade ou sempre
que solicitado pela Fiscalização;

A CONTRATADA deverá instalar no computador os seguintes softwares: Windows 8, pacote


OFFICE (Word, Excel e Project), AutoCad 2015, PDMS (AVEVA), AutocadNavisworks Manager.
A configuração do computador deverá ser suficiente.

A CONTRATADA deve apresentar previamente layout e demais documentos necessários à


implantação do canteiro para aprovação da Fiscalização, bem como, atendimento a legislação
vigente.

Caso a CONTRATADA entenda que as facilidades disponibilizadas pela BR sejam insuficientes,


será de sua responsabilidade a complementação e/ou ampliação das mesmas.

A BR não se responsabiliza por eventuais interrupções no fornecimento de energia elétrica e


água de serviço, cabendo à CONTRATADA dispor de geradores para suprir energia elétrica e
caminhões pipa nessas ocasiões.

Todos os demais recursos necessários serão de responsabilidade da CONTRATADA incluindo


suas instalações, distribuições e interligações.

DESMOBILIZAÇÃO
A CONTRATADA deverá fazer a desmobilização após a conclusão dos serviços e observar as
seguintes orientações:
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO
-
INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 103/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Executar, quando do término da obra, a listagem, acondicionamento e estocagem dos materiais


que não tenham sido utilizados de propriedade da BR.

A lista final das sobras de materiais deverá ser verificada, carimbada e assinada pela
CONTRATADA, Fiscalização da BR e Gerente da Instalação BR.
A lista de sobra de materiais deverá constar a descrição completa do material com unidade,
quantidade e o código do material, conforme indicado na nota fiscal.

- Recompor às suas expensas tudo o que for danificado por força da execução dos serviços. -
Entregar, no final da obra, todas as instalações limpas e devidamente desimpedidas de
entulho, lixo etc.

É imprescindível que a CONTRATADA analise o relatório de interferências do modelo 3D,


RLGEI50-A-094, juntamente com o projeto executivo para verificar as interferências existentes.

É de responsabilidade da CONTRATADA, antes da entrega da obra, os reparos de todas as


áreas danificadas em função da execução dos serviços. Não implicando custos adicionais a
BR. Todas as instalações provisórias deverão ser retiradas pela CONTRATADA até o término
do prazo contratual e a área onde foram instaladas deverá ser devolvida limpa e recomposta.

6. DOCUMENTOS E ANEXOS

6.1. DESENHOS

NÚMERO DESCRIÇÃO
DE-GEI50-A-026 PLANTA DE ARRANJO GERAL.
PROJETO BÁSICO - UTILIDADES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
DE-GEI50-A-028 - DISTRIBUIÇÃO DE AR DE INSTRUMENTO E DE INSTRUMENTO
GERAL
PROJETO BÁSICO - UTILIDADES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
DE-GEI50-A-067
- DISTRIBUIÇÃO DE AR DE INSTRUMENTO
PROJETO BÁSICO - UTILIDADES - FLUXOGRAMA DE
DE-GEI50-A-072
ENGENHARIA - DISTRIBUIÇÃO DE VAPOR GERAL
PROJETO BÁSICO - UTILIDADES - FLUXOGRAMA DE
DE-GEI50-A-093
ENGENHARIA - DISTRIBUIÇÃO DE AR DE SERVIÇO GERAL
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 104/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJETO BÁSICO - UTILIDADES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO


DE-GEI50-A-137
- DISTRIBUIÇÃO DE AR SERVIÇO GERAL
PROJETO EXECUTIVO - ÁREA GERAL - SISTEMS DE COMBATE A
DE-GEI50-A-175
INCÊNDIO - DORMENTES - FORMAS E ARMADURAS
PROJETO BÁSICO - UTILIDADES - FLUXOGRAMA DE
DE-GEI50-A-193 ENGENHARIA - SISTEMA DE DESSUPERAQUECIMENTO DE
VAPOR
PROJETO EXECUTIVO - ÁREA GERAL - REDE DE DRENAGEM
DE-GEI50-C-008 PLUVIAL, CONTAMINADA E REDE DE ESGOTO SANITÁRIO -
PLANTA PARCIAL 1
PROJETO EXECUTIVO - ÁREA GERAL - REDE DE DRENAGEM
DE-GEI50-C-009 PLUVIAL, CONTAMINADA E REDE DE ESGOTO SANITÁRIO -
PLANTA PARCIAL 2
PROJETO EXECUTIVO - ÁREA GERAL - DRENAGEM PLUVIAL -
DE-GEI50-C-010 INTERLIGAÇÃO ARMAZÉM VERTICAL, TRANSPALETEIRA E
DOCAS À DRENAGEM EXTERNA
PROJETO EXECUTIVO – ÁREA GERAL DRENAGEM PLUVIAL –
DE-GEI50-C-014 CAIXAS (BL) – DETALHES E DRENAGEM CONTAMINADA - CAIXAS
(CV11A E CP11A) - DETALHES

DE-GEI50-C-016 PROJETO EXECUTIVO – GERAL – PAVIMENTAÇÃO – PARTE 2

PROJETO EXECUTIVO - ÁREA GERAL - PAVIMENTAÇÃO -


DE-GEI50-C-017
PLANTA E CORTES
PROJETO EXECUTIVO – AREA GERAL - REDE DE DRENAGEM
DE-GEI50-C-019 PLUVIAL, DRENAGEM CONTAMINADA E REDE DE ESGOTO
SANITÁRIO – PLANTA PARCIAL 3

QUADRA CD – PLATAFORMA DE CARREGAMENTO – ÓLEOS


DE-GEI50-E-006 LUBRIFICANTES – PLANTA DE TUBULAÇÃO

PROJETO EXECUTIVO - GERAL - ARRANJO PARCIAL - MANIFOLD


DE-GEI50-E-859
DE MISTURA / ENVASE GRANEL
PROJETO EXECUTIVO - GERAL - ARRANJO PARCIAL - TANQUES
DE-GEI50-E-860
ATUAIS (LADO OESTE)
PROJETO EXECUTIVO - GERAL - ARRANJO PARCIAL - TANQUES
DE-GEI50-E-861
ATUAIS (CENTRAL)
PROJETO EXECUTIVO - GERAL - ARRANJO PARCIAL - ENVASE 1
DE-GEI50-E-862
LITRO
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 105/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJETO DETALHADO - GERAL - ARRANJO PARCIAL - TANQUES


DE-GEI50-E-864
ATUAIS (LADO LESTE)
PROJETO EXECUTIVO - FLUXOGRAMA DE ENGENHARIA -
DE-GEI50-E-2015
SISTEMA DE COMBATE A INCÊNDIO GERAL
DE-GEI50-E-2020 PROJETO DETALHADO - GERAL - CADERNO DE TIE-INS
DE-GEI50-E-2021 PROJETO DETALHADO - GERAL - PADRÃO DE SUPORTES
PROJETO DETALHADO - GERAL - BOOK DE SUPORTES
DE-GEI50-E-2022
ESPECIAIS
PROJETO EXECUTIVO - PIPE RACK 1 - TANCAGEM - PLANTA DE
DE-GEI50-E-2023
TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 9300 / 10000 / 10600
PROJETO EXECUTIVO - PIPE RACK 1 - TRAVESSIA RUA D -
DE-GEI50-E-2024
PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 7300 / 13400 / 14100
PROJETO EXECUTIVO - PIPE RACK 1 - ÓLEO DE BASE II - TQ4277
DE-GEI50-E-2025 / 78 / 79 - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 12700 E
ACIMA
PROJETO EXECUTIVO - PIPE RACK 1 - ÓLEO DE BASE II - TQ4203
DE-GEI50-E-2026 / 06 / 09 / 13 - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL.
12770 E ACIMA
PROJETO EXECUTIVO - PIPE RACK 1 PARA GRAXA - PLANTA DE
DE-GEI50-E-2027
TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 12770 E ACIMA
PROJETO EXECUTIVO - PIPE RACK 2 - TUBOVIA ÓLEO BASE II -
DE-GEI50-E-2028
PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 9770 / 12470
PROJETO EXECUTIVO - PIPE RACK 2 - TUBOVIA PRODUTO
DE-GEI50-E-2029
FINAL - PLANTA DE TUBULAÇÃO - EL. 9770 / 10470 / 11230
PROJETO EXECUTIVO - PIPE RACK 2 - TUBOVIA PRODUTO FINAL
DE-GEI50-E-2030 - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 10000 /
10700 / 11400
PROJETO EXECUTIVO - INTERLIGAÇÃO II P/ CARREG. E DESC. DE
DE-GEI50-E-2032
CAMINHÕES - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES
PROJETO EXECUTIVO - ÁREA DAS PLATAFORMAS DE
DE-GEI50-E-2033
TRANSFERÊNCIA - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES
PROJETO EXECUTIVO - PIPE RACK 2 - BLENDER V-3110, V-3111 -
DE-GEI50-E-2034 PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTE - EL. 9770 / 10320 / 11022
/ 11720
PROJETO EXECUTIVO - TANQUES ATUAIS (TQ 4202 / 4203 / 4205
DE-GEI50-E-2036 E 4206) - PRODUTO ACABADO - PLANTA DE TUBULAÇÃO E
SUPORTES - EL. 7000 E ACIMA
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM ATUAIS (TQ 4211 / 4213 / 4208
DE-GEI50-E-2037 / 4209) - PRODUTO ÓLEO BASE E ACABADO - PLANTA DE
TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 7000 ACIMA
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 106/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM ATUAIS (TQ 4277 / 4279 /


DE-GEI50-E-2038 4201) - PRODUTO ACABADO - PLANTA DE TUBULAÇÃO E
SUPORTES - EL. 7000 E ACIMA
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM ATUAIS (TQ 4207 / 4210) -
DE-GEI50-E-2039 PRODUTO ÓLEO BASE E ACABADOS - PLANTA DE TUBULAÇÃO E
SUPORTES - EL. 7000 E ACIMA
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM ATUAIS (TQ 4202 / 4204) -
DE-GEI50-E-2040 PRODUTO ÓLEO BASE E ACABADOS - PLANTA DE TUBULAÇÃO E
SUPORTES - EL. 7000 E ACIMA
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM DE PRODUTOS FINAIS -
DE-GEI50-E-2041
PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 7000 E 13000
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM DE PRODUTOS FINAIS -
DE-GEI50-E-2042
PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 7000 E 13000
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM DE PRODUTOS FINAIS -
DE-GEI50-E-2043
PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 7000 E ACIMA
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM ÓLEO DE BASE I - PLANTA DE
DE-GEI50-E-2044
TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 7500 E ACIMA
PROJETO EXECUTIVO - ÁREA X5100 - PLANTA DE TUBULAÇÃO E
DE-GEI50-E-2045
SUPORTES - EL. 7000 E ACIMA
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM ÓLEO DE BASE I - PLANTA DE
DE-GEI50-E-2046
TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 7500 E ACIMA
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM ÓLEO DE BASE I - PLANTA DE
DE-GEI50-E-2047
TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 7500 E ACIMA
PROJ. DETALHADO - TANCAGEM ATUAIS (TQ - 4275A TQ - 4284) -
DE-GEI50-E-2048
PLANTA DE TUBULAÇÃO - PRODUTO ADITIVO
PE - TANQUES ATUAIS - ADITIVOS (TQ-
DE-GEI50-E-2049 4224/28/34/38/63/64/65/66/75/80/81/82) - PLANTA DE TUBULAÇÃO E
SUPORTE EL. 7000 ACIMA.
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM ATUAIS - ADITIVOS (TQ 4275
DE-GEI50-E-2050 / 76 / 80 / 82 / 83 / 84 / 85) - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES
- EL. 7000 E ACIMA
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM ATUAIS (TQ 4215 / 20 / 90 / 92)
DE-GEI50-E-2051
- PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM ATUAIS (TQ 4216 / 19 / 91 / 93
DE-GEI50-E-2052
/ 94 / 96) - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM ATUAIS (TQ 4214 / 17 / 18 / 95
DE-GEI50-E-2053
/ 97) - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM ÓLEO DE BASE I - PLANTA DE
DE-GEI50-E-2054
TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 7500 E ACIMA
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 107/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJETO EXECUTIVO - PLANTA DE SEGURANÇA - SISTEMA DE


DE-GEI50-E-2055
COMBATE A INCÊNDIO GERAL
PROJETO EXECUTIVO SISTEMA DE COMBATE A INCÊNDIO
DE-GEI50-E-2056
GERAL PLANTA DE TUBULAÇÃO
PROJETO EXECUTIVO - PIPE RACK 3 LADO SUL RUA 2 - PRODUTO
DE-GEI50-E-2058 FINAL - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL.
10000 / 10700 / 11400
PROJETO EXECUTIVO - PIPE RACK 3 LADO SUL RUA 2 - PRODUTO
DE-GEI50-E-2059 FINAL - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL.
10378 / 11020 / 11720
PROJETO EXECUTIVO - PIPE RACK 3 RUA 2 PRODUTO FINAL -
DE-GEI50-E-2060
PLANTA DE TUBUL. E SUPORTES - EL. 10378/11020/11720.
PROJ. EXEC. - PIPE RACK 2 - BLENDER LADO LESTE - PLANTA DE
DE-GEI50-E-2061 TUBUL. E SUPORTES - EL. 11379/12070/12770 / EL.
9517/10215/10915/11615.
PROJETO EXECUTIVO - PIPE RACK - MISTURA ILB1 / ILB2 -
DE-GEI50-E-2062 PLANTA DE TUBUL. / SUP. EL. 9520 / EL.10200 / EL.10900 /
EL.11600
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM ATUAIS (TQ 4214 / 17 / 18 / 95
DE-GEI50-E-2063 / 97) - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 13000 E ACIMA

PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM ATUAIS (TQ 4219 / 93 / 94 / 95


DE-GEI50-E-2064 / 96) - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 13000 E ACIMA

PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM ATUAIS (TQ 4215 / 20 / 90 / 91


DE-GEI50-E-2065 / 92 / 93) - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 13000 E
ACIMA
PE - TANCAGEM ATUAIS - ADITIVO (TQ - 4275/76 E TQ - 4280 À TQ
DE-GEI50-E-2066 - 4285) PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTE EL. 13000 E ACIMA.

PE - TANQUES ATUAIS - ADITIVOS (TQ-


DE-GEI50-E-2067 4224/28/34/38/63/64/65/66/75/80/81/82) - PLANTA DE TUBULAÇÃO E
SUPORTE EL. 13000 ACIMA.
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM ATUAIS - PRODUTOS FINAIS
DE-GEI50-E-2068 I (TQ 4239 @ TQ 4246) - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES -
EL. 13000 E ACIMA
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM ATUAIS - PRODUTOS FINAIS
DE-GEI50-E-2069 I (TQ 4251 @ TQ 4262) - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES -
EL. 13000 E ACIMA
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM ATUAIS - PRODUTOS FINAIS
DE-GEI50-E-2070 I (TQ 4267 @ TQ 4274 E TQ 4286 2 TQ 4289) - PLANTA DE
TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 13000 E ACIMA
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 108/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJETO EXECUTIVO - PIPE RACK MISTURA ILB1 / ILB2. - PLANTA


DE-GEI50-E-2071 DE TUBULAÇÃO E SUPORTE - EL. 9570 / EL. 10970 / EL. 12070

PROJETO EXECUTIVO - RELOCAÇÃO DE LINHAS - BLENDER


DE-GEI50-E-2072
PLANTA DE TUBULAÇÃO
PROJETO EXECUTIVO - INTERFERÊNCIA RELOCAÇÃO DAS
DE-GEI50-E-2073
LINHAS PLANTA DE TUBULAÇÃO
PROJETO EXECUTIVO - UTILIDADES ÁGUA POTÁVEL E AR
DE-GEI50-E-2074
COMPRIMIDO - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTE
PROJETO EXECUTIVO - PIPE RACK 3 - TUBOVIA - RUA 2 - PLANTA
DE-GEI50-E-2075 DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 9770 / 10320 / 11020 / 11720

DE-GEI50-E-2076 PROJETO EXECUTIVO PLANTA CHAVE DO PIPE RACK


PROJETO EXECUTIVO - PIPE RACK 2 - CENTRAL DO BLENDER -
DE-GEI50-E-2077 PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 9780 / 11370 / 12070 /
12780
PROJETO EXECUTIVO SISTEMA DE AQUECIMENTO DIAGRAMA
DE-GEI50-E-2078
DOS TRAÇOS FÁBRICA DE LUBRIFICANTES.
PROJETO EXECUTIVO SISTEMA DE AQUECIMENTO VAPOR E
DE-GEI50-E-2079
CONDENÇADO FÁBRICA DE LUBRIFICANTE.
PROJETO EXECUTIVO - FÁBRICA DE LUBRIFICANTES RUA 2 -
DE-GEI50-E-2080 TUBOVIA - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. PISO A
10300
PROJETO EXECUTIVO DETALHESDO SISTEMA DE COMBATE A
DE-GEI50-E-2081
INCÊNDIO PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES
PROJETO EXECUTIVO SISTEMA DE AQUECIMENTO VAPOR E
DE-GEI50-E-2082
CONDENSADODET. ISOMÉTRICO FÁBRICA DE LUBRIFICANTE.
PROJETO DETALHADO - GERAL - ARRANJO PARCIAL - TANQUES
DE-GEI50-E-865
NOVOS
DE-GEI50-G-091 PROJETO BÁSICO - GERAL - LOCAÇÃO DE SONDAGENS
PROJETO EXECUTIVO - GERAL - MALHA DE ATERRAMENTO -
DE-GEI50-H-297
PLANTA E DETALHES
DE-GEI50-I-109 DETALHES TÍPICOS DE MONTAGEM PNEUMÁTICO
DE-GEI50-I-110 DETALHES TÍPICOS DE MONTAGEM PROCESSO
DE-GEI50-I-112 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI50-I-113 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
PROJETO EXECUTIVO - PLANTA DE CLASSIFICAÇÃO DE ÁREAS
DE-GEI50-K-003
- LUBRIFICANTES E GRAXA
DE-GEI51-A-089 PROJETO DETALHADO - LUBRIFICANTES - PLANTA EL+3650
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 109/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJETO DETALHADO - LUBRIFICANTES - ELEVAÇÃO DOS


DE-GEI51-A-091
EIXOS
PROJETO DETALHADO - LUBRIFICANTES - ELEV. FILAS E PL.
DE-GEI51-A-092
GRADES
PROJETO DETALHADO - LUBRIFICANTES - CORTES E
DE-GEI51-A-093
DETALHES
PROJETO DETALHADO - LUBRIFICANTES - PIPE RACK DA
DE-GEI51-A-094
MISTURA - PLANTAS E DETALHES
PROJETO DETALHADO - LUBRIFICANTES - PIPE RACK DA
DE-GEI51-A-095
MISTURA - ELEVAÇÕES E DETALHES
PROJETO DETALHADO - LUBRIFICANTES - X-5000 MANIFOLD DE
DE-GEI51-A-097
MISTURA - PASSARELA DE OPERAÇÃO
PROJETO DETALHADO - LUBRIFICANTES - BLENDERS - PLANTA
DE-GEI51-A-098
DAS BASES E NA EL.8200
PROJETO DETALHADO - LUBRIFICANTES - BLENDERS -
DE-GEI51-A-099
PLANTAS NAS EL. 9650/13050/16595
PROJETO DETALHADO - LUBRIFICANTES - BLENDERS -
DE-GEI51-A-100
ELEVAÇÕES NOS EIXOS #7/7´/#8/#9
PROJETO DETALHADO - LUBRIFICANTES - BLENDERS -
DE-GEI51-A-101
ELEVAÇÃO NO EIXO E
PROJETO DETALHADO - LUBRIFICANTES - BLENDERS -
DE-GEI51-A-102 ELEVAÇÃO NO EIXO #12 E PLANTA DAS FIXAÇÕES NO SKID DOS
EQUIPAMENTOS
PROJETO DETALHADO - LUBRIFICANTES - BLENDERS - PLANTA
DE-GEI51-A-103
DA COBERTURA E FECHAMENTO NOS EIXOS #7/#9/#12
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES NOVOS -
DE-GEI51-D-001
PLATAFORMA DE DESCARREGAMENTO - PISO - FORMAS
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES NOVOS -
DE-GEI51-D-002 PLATAFORMA DE DESCARREGAMENTO - PISO - FORMAS
CORTES E DETALHES
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES NOVOS -
DE-GEI51-D-003
PLATAFORMA DE DESCARREGAMENTO - PISO - ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES NOVOS -
DE-GEI51-D-016 PLATAFORMA DE DESCARREGAMENTO - DRENAGEM PLUVIAL E
CONTAMINADA - PLANTA
PROJETO EXECUTIVO - FLUXOGRAMA DE ENGENHARIA -
DE-GEI50-E-2013
SISTEMA DE COMBATE A INCÊNDIO GERAL
PROJETO EXECUTIVO - GERAL - AREA DA MISTURA - BLENDER -
DE-GEI50-E-2035
PLANTA DE LOCAÇÃO
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 110/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

DE-GEI50-G-104 BLENDING AREA AND MANIFOLD – CIVIL WORK GUIDE


DRAWING GUIDE
DE-GEI50-G-163
ROUTING PIGGED LINE – VIEWS GENERAL ARRANGEMENT

PROJETO DETALHADO - GERAL - DETALHES TÍPICOS -


DE-GEI50-H-240
ATERRAMENTO E SPDA
DE-GEI50-H-247 PROJETO EXECUTIVO - DETALHES TÍPICOS - ILUMINAÇÃO
PROJETO DETALHADO - GERAL - DETALHES TÍPICOS DE FORÇA
DE-GEI50-H-248
E CONTROLE
PROJETO EXECUTIVO - GERAL - MALHA DE ATERRAMENTO -
DE-GEI50-H-297
PLANTA E DETALHES
PROJETO BÁSICO ÁREA DOS TQ. DE PRODUTO FINAL E ÓLEO
DE-GEI51-E-635
BASE PLANTA DE LOCAÇÃO
PROJETO EXECUTIVO - UNIDADE DE LUBRIFICANTES - 1L -
DE-GEI51-E-636
PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 11760 E ACIMA
PROJETO EXECUTIVO - UNIDADE DE LUBRIFICANTES - 1L -
DE-GEI51-E-637
PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 11760 E ACIMA
PROJETO EXECUTIVO - UNIDADE DE LUBRIFICANTES - ENVASE
DE-GEI51-E-638 PARTE 2 - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. PISO A
11900
PROJETO EXECUTIVO - UNIDADE DE LUBRIFICANTES - ENVASE
DE-GEI51-E-639 PARTE 1 - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. PISO A
12180
PROJETO EXECUTIVO - UNIDADE DE LUBRIFICANTES - ENVASE
DE-GEI51-E-640 PARTE 3 - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. PISO A
12180
PROJETO EXECUTIVO - UNIDADE DE LUBRIFICANTES - ENVASE
DE-GEI51-E-641 PARTE 4 - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. PISO A
11900
PROJETO EXECUTIVO MANIFOLD E ENVASE - X5000 PLANTA DE
DE-GEI51-E-644
TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 6550 E ACIMA.
PROJETO EXECUTIVO MANIFOLD E ENVASE - X5000 PLANTA DE
DE-GEI51-E-645
TUBULAÇÃO E SUPORTE - EL. 6550 E ACIMA.
PROJETO EXECUTIVO MANIFOLD E ENVASE - BATEDEIRA
DE-GEI51-E-646
PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTE - EL. 6550 E ACIMA.
PROJETO EXECUTIVO MANIFOLD E ENVASE - 20L PLANTA DE
DE-GEI51-E-647
TUBULAÇÃO E SUPORTE - EL. 6550 E ACIMA.
PROJETO EXECUTIVO MANIFOLD E ENVASE - D4221 PLANTA DE
DE-GEI51-E-648
TUBULAÇÃO E SUPORTE - EL. 6550 E ACIMA.
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 111/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJETO EXECUTIVO MANIFOLD E ENVASE PLANTA DE


DE-GEI51-E-649
TUBULAÇÃO E SUPORTE EL. 2000 A 12900
PROJETO EXECUTIVO - FÁBRICA DE LUBRIFICANTES - V-3301 /
DE-GEI51-E-653 V-3302 / V-3303 - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL.PISO
A 12500
PROJETO EXECUTIVO - FÁBRICA DE LUBRIFICANTES -
DE-GEI51-E-655 BLENDER - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. PISO A
12780
PROJETO EXECUTIVO - FÁBRICA DE LUBRIFICANTES -
DE-GEI51-E-656 BLENDER - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 12780 A
16400
PROJETO EXECUTIVO - FÁBRICA DE LUBRIFICANTES -
DE-GEI51-E-657 BLENDER - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 16400 A
19800
PROJETO EXECUTIVO - FÁBRICA DE LUBRIFICANTES - GERAL -
DE-GEI51-E-658 ILB1 / ILB2 - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. PISO A
13000
PROJETO EXECUTIVO - ÁREA DOS TANQUES NOVOS (TQ 4312 /
DE-GEI51-E-659
4314) - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 7000 E ACIMA
PROJETO EXECUTIVO - ÁREA DOS TANQUES NOVOS (TQ 4310 /
DE-GEI51-E-660
4311) - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 7000 E ACIMA
PROJETO EXECUTIVO - ÁREA DOS TANQUES NOVOS (TQ 4306 /
DE-GEI51-E-661
4307) - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 7000 E ACIMA
DE-GEI51-F-330 P&ID - BASE OIL STORAGE TANKS - TQ 4306 / 4307
DE-GEI51-F-331 P&ID - BASE OIL STORAGE TANKS - TQ 4308 / 4309
DE-GEI51-F-332 P&ID - BASE OIL STORAGE TANKS - TQ 4310/ 4311
DE-GEI51-F-333 P&ID - BASE OIL STORAGE TANKS - TQ 4312/ 4314
DE-GEI51-F-334 P&ID - RAW MATERIAL RECEIPT
DE-GEI51-F-335 P&ID - TANK UNLOADING STATION
DE-GEI51-F-336 P&ID - ADDITIVE TRUCK UNLOADING STATION (PLATFORM 6)
DE-GEI51-F-337 P&ID - ADDITIVE TRUCK UNLOADING STATION
DE-GEI51-F-338 P&ID - BASE OIL STORAGE TANKS - TQ 4201 / 4279
DE-GEI51-F-339 P&ID - BASE OIL STORAGE TANKS - TQ 4202 / 4203
DE-GEI51-F-340 P&ID - BASE OIL STORAGE TANKS - TQ 4204 / 4205
P&ID - BASE OIL STORAGE TANKS EXISTING SITUATION - TQ4206
DE-GEI51-F-341
/ TQ4209
DE-GEI51-F-342 P&ID - BASE OIL STORAGE TANKS - TQ 4207 / 4208
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 112/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

P&ID - BASE OIL STORAGE TANKS EXISTING SITUATION - TQ4277/


DE-GEI51-F-343
TQ4278
DE-GEI51-F-344 P&ID - BASE OIL STORAGE TANKS - TQ 4299 / 4301
DE-GEI51-F-345 P&ID - BASE OIL STORAGE TANKS - TQ 4298 / 4300
DE-GEI51-F-346 P&ID - BASE OIL STORAGE TANKS - TQ 4302 / 4304
P&ID - BASE OIL STORAGE TANKS EXISTING SITUATION - TQ4303/
DE-GEI51-F-347
TQ4305
DE-GEI51-F-349 P&ID - ADDITIVE STORAGE TANKS - TQ 4221 / 4222
DE-GEI51-F-350 P&ID - ADDITIVE STORAGE TANKS - TQ 4223
DE-GEI51-F-351 P&ID - ADDITIVE STORAGE TANKS - TQ 4225 / 4226
P&ID - ADDITIVE STORAGE TANKS EXISTING SITUATION - TQ
DE-GEI51-F-352
4227 / 4228
DE-GEI51-F-353 P&ID - ADDITIVE STORAGE TANKS - TQ 4231 / 4232
DE-GEI51-F-354 P&ID - ADDITIVE STORAGE TANKS - TQ 4234 / 4233
DE-GEI51-F-355 P&ID - ADDITIVE STORAGE TANKS - TQ 4235 / 4236
DE-GEI51-F-356 P&ID - ADDITIVE STORAGE TANKS - TQ 4237 / 4238
DE-GEI51-F-357 P&ID - ADDITIVE STORAGE TANKS - TQ 4265 / 4275
DE-GEI51-F-358 P&ID - ADDITIVE STORAGE TANKS - TQ 4276 / 4285
DE-GEI51-F-359 P&ID - ADDITIVE STORAGE TANKS - TQ 4280 / 4284
P&ID - BASE OIL STORAGE TANKS EXISTING SIT UATION -
DE-GEI51-F-360
TQ4282 / 4283
DE-GEI51-F-365 P&ID - FINISHED PRODUCT TANKS - TQ 4266 / 4281
DE-GEI51-F-366 P&ID - FINISHED PRODUCT TANKS - TQ 4213
DE-GEI51-F-367 P&ID - FINISHED PRODUCT TANKS - TQ 4294 / 4293
DE-GEI51-F-368 P&ID - FINISHED PRODUCT TANKS - TQ 4214 / 4295
P&ID - FINISHED PRODUCT STORAGE TANKS EXISTING
DE-GEI51-F-369
SITUATION - TQ4290 / 4291
P&ID - FINISHED PRODUCT STORAGE TANKS EXISTING
DE-GEI51-F-370
SITUATION - TQ4219 / 4216
P&ID - FINISHED PRODUCT STORAGE TANKS EXISTING
DE-GEI51-F-371
SITUATION - TQ4296 / 4217
P&ID - FINISHED PRODUCT STORAGE TANKS EXISTING
DE-GEI51-F-372
SITUATION - TQ4297 / 4218
DE-GEI51-F-374 P&ID - FINISHED PRODUCT TANKS - TQ 4212
DE-GEI51-F-375 P&ID - FINISHED PRODUCT TANKS - TQ 4210
DE-GEI51-F-376 P&ID - FINISHED PRODUCT TANKS - TQ 4263 / 4215
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 113/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

DE-GEI51-F-377 P&ID - FINISHED PRODUCT TANKS - TQ 4239 / 4240 / 4241 / 4242


DE-GEI51-F-378 P&ID - FINISHED PRODUCT TANKS - TQ 4243 / 4244 / 4245 / 4246
DE-GEI51-F-379 P&ID - FINISHED PRODUCT TANKS - TQ 4247 / 4248 / 4249 / 4250
DE-GEI51-F-380 P&ID - FINISHED PRODUCT TANKS - TQ 4251 / 4252 / 4253 / 4254
DE-GEI51-F-381 P&ID - FINISHED PRODUCT TANKS - TQ 4255 / 4256 / 4257 / 4258
DE-GEI51-F-382 P&ID - FINISHED PRODUCT TANKS - TQ 4259 / 4260 / 4261 / 4262
DE-GEI51-F-383 P&ID - FINISHED PRODUCT TANKS - TQ 4267 / 4268 / 4269 / 4270
DE-GEI51-F-384 P&ID - FINISHED PRODUCT TANKS - TQ 4271 / 4272 / 4273 / 4274
DE-GEI51-F-385 P&ID - FINISHED PRODUCT TANKS - TQ 4286 / 4287 / 4288 / 4289
DE-GEI51-F-386 P&ID - FINISHED PRODUCT TANKS - TQ 4292
DE-GEI51-F-387 P&ID - FINISHED PRODUCT STORAGE TANKS - TQ 4220
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
DE-GEI51-F-449 MANIFOLD PIGUEÁVEL - BASE PARA X5100 - FORMAS E
ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO - LUBRIFICANTES - MANIFOLDS DE
DE-GEI51-F-451 ENVASE E GRANEL - BASE PARA X-5200 - FORMAS E
ARMADURAS
DE-GEI51-F-472 P&ID - FINISHED PRODUCT TANKS - TQ 4224
DE-GEI51-F-480 P&ID - DEMISTER
DE-GEI51-G-494 P&ID - DISTRIBUTION TO FILLING LINES - X5404 - X5402
DE-GEI51-G-495 P&ID - DISTRIBUTION TO FILLING LINES - X5400 - X5401
DE-GEI51-G-496 P&ID - DISTRIBUTION TO FILLING LINES - OPTION LINES 3-4-5-6
DE-GEI51-G-497 P&ID - DISTRIBUTION TO FILLING LINES - X5510 - X5500
DE-GEI51-G-498 P&ID - DISTRIBUTION TO FILLING LINES - X5511 - X5501
DE-GEI51-G-499 P&ID - ILB UNIT 1 PART 1 - X3101
DE-GEI51-G-500 P&ID - ILB UNIT 1 PART 2 - X3101
DE-GEI51-G-556 GENERAL ARRANGEMENT - X5100 MANIFOLD
DE-GEI51-G-578 MANIFOLD ASSEMBLY - X5100 MANIFOLD
DE-GEI51-G-664 CIVIL GUIDE DRAWINGS & LOADS - OF PIGGED MANIFOLD 2 X 7
DE-GEI51-G-867 P&ID - DISTRIBUTION TO FILLING LINES - X5420 -X5421
DE-GEI51-G-868 P&ID - DISTRIBUTION TO FILLING LINES - X5422 -X5423
DE-GEI51-G-869 P&ID - DISTRIBUTION TO FILLING LINES - X5502 - X5503
DE-GEI51-G-870 P&ID - DISTRIBUTION TO FILLING LINES - X5504 - X5505
PROJETO EXECUTIVO - LUBRIFICANTES - MANIFOLD DE ENVASE
DE-GEI51-G-928
E GRANEL - PISO - FORMAS - PLANTA E CORTES
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 114/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJETO EXECUTIVO - LUBRIFICANTES - MANIFOLD DE ENVASE


DE-GEI51-G-929
E GRANEL - PISO - FORMAS - CORTES E DETALHES
PROJETO EXECUTIVO - LUBRIFICANTES - MANIFOLD DE ENVASE
DE-GEI51-G-930
E GRANEL - PISO E BASES - ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO - LUBRIFICANTES - MANIFOLD DE ENVASE
DE-GEI51-G-931
E GRANEL - BASES - ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO - LUBRIFICANTES - MANIFOLDS DE
DE-GEI51-G-932
ENVASE E GRANEL - BASE PARA X-5000 - FORMAS
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
DE-GEI51-G-933
BASES PARA BOMBAS - FORMAS E ARMADURAS - PARTE 1
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
DE-GEI51-G-934
BASES PARA BOMBAS - FORMAS E ARMADURAS - PARTE 2
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
DE-GEI51-G-935
BASES PARA BOMBAS - FORMAS E ARMADURAS - PARTE 3
PROJETO EXECUTIVO - LUBRIFICANTES - MANIFOLD DE ENVASE
DE-GEI51-G-941
E GRANEL - BASE PARA X-5000 - ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO -TANQUES NOVOS - TANQUES DE
DE-GEI51-H-224
ARMAZENAGEM - ATERRAMENTO - PLANTA E DETALHES
PROJETO EXECUTIVO - TANQUES NOVOS - PLATAFORMA DE
DE-GEI51-H-236 DESCARREGAMENTO - ÓLEO BASE - ATERRAMENTO E SPDA -
PLANTA
DE-GEI51-I-114 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-115 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-116 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-117 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-118 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-119 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-120 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-121 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-122 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-123 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-124 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-125 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-126 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-127 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-128 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-129 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 115/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

DE-GEI51-I-130 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS


DE-GEI51-I-131 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-132 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-133 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-134 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-135 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-136 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-137 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-138 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-139 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-140 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-141 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-142 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-143 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-144 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-145 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-146 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-147 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-148 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-149 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-150 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-151 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-152 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-153 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-154 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-155 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-156 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-157 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-158 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-159 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-160 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS
DE-GEI51-I-175 DETALHES TÍPICOS DE MONTAGEM PNEUMÁTICO
DE-GEI51-I-176 DETALHES TÍPICOS DE MONTAGEM PROCESSO
DE-GEI51-I-177 DETALHES TÍPICOS DE MONTAGEM SUPORTES
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 116/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJETO EXECUTIVO - TANQUES NOVOS - PLANTA DE


DE-GEI51-K-003
SEGURANÇA
PROJETO DETALHADO-ARMAZ./EXP.-DESC. ÓLEOS ADIT.-
DE-GEI55-D-202
SUPORTE DE TUBULAÇÃO - PLANTA NA EL. 13220 E CORTES
PROJETO DETALHADO-ARMAZ./EXP.-DESC. ÓLEOS ADIT.-
DE-GEI55-D-203
SUPORTE DE TUBULAÇÃO - PLANTA NA EL. 10610 E CORTES
PROJETOEXECUTIVO - ARMAZENAGEM E EXPEDIÇÃO - DOCAS
DE-GEI55-E-020 DE EXPEDIÇÃO E RECEBIMENTO - PLANTA DE SEGURANÇA -
PARTE 1
PROJETO EXECUTIVO - ARMAZENAGEM E EXPEDIÇÃO - DOCAS
DE-GEI55-E-021 DE EXPEDIÇÃO E RECEBIMENTO - PLANTA DE SEGURANÇA -
PARTE 2
PROJETO EXECUTIVO - PLATAFORMA DE CARREGAMENTO E
DE-GEI55-E-023 DESCARREGAMENTO DE ÓLEOS ADITIVOS - PLANTA DE
SEGURANÇA
PROJETO EXECUTIVO - PLATAFORMA DE DESCARREGAMENTO
DE-GEI55-E-029 DE ÓLEO BASE - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL.
7000 A 12100
PROJETO EXECUTIVO - PLATAFORMA DE DESCARREGAMENTO
DE-GEI55-E-030 DE ADITIVOS - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 5460
A 13000
PROJETO EXECUTIVO - PLATAFORMA DE DESCARREGAMENTO
DE-GEI55-E-031 DE ADITIVOS - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 5460
A 11900
PROJETO EXECUTIVO - PLATAFORMA DE DESCARREGAMENTO
DE-GEI55-E-032 DE ÓLEO BASE - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL.
5460 A 11800
PROJETO EXECUTIVO - ÁREA GERAL - SISTEMS DE COMBATE A
DE-GEI56-A-001
INCÊNDIO - DORMENTES - FORMAS E ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO - EDIFICAÇÕES - PRÉDIO 4
DE-GEI56-D-201
TRANSPORTADORAS - PLANTA DE SEGURANÇA
PROJETO EXECUTIVO - EDIFICAÇÕES - PRÉDIO 3 - OFICINA DE
DE-GEI56-K-003
MANUTENÇÃO - PLANTA DE SEGURANÇA
PROJETO EXECUTIVO - EDIFICAÇÕES - PORTARIA PRINCIPAL -
DE-GEI56-K-004
PLANTA DE SEGURANÇA

RELATÓRIO DE INTERFERÊNCIAS NA CONSTRUÇÃO DAS


S/N
BASES DO PIPE RACK – TRECHOS 1 A 3
CROQUIS DE REMOÇÃO DE INTERFERÊNCIAS – PIPE RACK -
S/N
TRECHOS 1 A 3 (ARRANJOS)
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 117/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -


DE-GEI51-D-017 PIPE-RACK - TRECHO 1 - ESTAQUEAMENTO - FORMAS E
ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
DE-GEI51-D-018 PIPE-RACK - TRECHO 1 - FUNDAÇÃO - FORMAS - PLANTA E
DETALHES
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
DE-GEI51-D-019
PIPE-RACK - TRECHO 1 - FUNDAÇÃO - FORMAS - DETALHES
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
DE-GEI51-D-020
PIPE-RACK - TRECHO 1 - FUNDAÇÃO - FORMAS - DETALHES
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
DE-GEI51-D-021
PIPE-RACK - TRECHO 1 - FUNDAÇÃO - BLOCOS - ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
DE-GEI51-D-022
PIPE-RACK - TRECHO 1 - FUNDAÇÃO - VIGAS - ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
DE-GEI51-D-023 PIPE-RACK - TRECHO 1 - FUNDAÇÃO - PEDESTAIS -
ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
DE-GEI51-D-024 PIPE-RACK - TRECHO 2 - FUNDAÇÃO - FORMAS - PLANTA E
DETALHES
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
DE-GEI51-D-025
PIPE-RACK - TRECHO 2 - FUNDAÇÃO - FORMAS - DETALHES
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
DE-GEI51-D-026
PIPE-RACK - TRECHO 2 - FUNDAÇÃO - BLOCOS - ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
DE-GEI51-D-027 PIPE-RACK - TRECHO 2 - FUNDAÇÃO - BLOCOS, PEDESTAIS E
VIGAS - ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
DE-GEI51-D-028 PIPE-RACK (TRECHO 3) BLENDER - FUNDAÇÃO FORMAS -
PLANTAS, CORTES E DETALHES
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
DE-GEI51-D-029 PIPE-RACK (TRECHO 3) E BLENDERS - FUNDAÇÃO - FORMAS -
DETALHES
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
DE-GEI51-D-030 PIPE-RACK (TRECHO 3) BLENDERS - FUNDAÇÃO - FORMAS -
DETALHES
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
DE-GEI51-D-031 PIPE-RACK (TRECHO 3) E BLENDERS - FUNDAÇÃO - VIGAS -
ARMADURAS
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 118/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -


DE-GEI51-D-032 PIPE-RACK (TRECHO 3) E BLENDERS - FUNDAÇÃO - BLOCOS -
ARMADURAS
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK -
DE-GEI51-D-033
TRECHO 1 - PLANTA DE LOCAÇÃO
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK -
DE-GEI51-D-034
TRECHO 1 - PLANTA DAS BASES
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK -
DE-GEI51-D-035
TRECHO 1 - PLANTAS E ELEVAÇÕES
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK -
DE-GEI51-D-036
TRECHO 1 - PLANTAS E ELEVAÇÕES
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK -
DE-GEI51-D-037
TRECHO 1 - ELEVAÇÕES
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK -
DE-GEI51-D-038
TRECHO 1 - PLANTAS
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK -
DE-GEI51-D-039
TRECHO 1 - PLANTAS
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK -
DE-GEI51-D-040
TRECHO 1 - PLANTAS
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK -
DE-GEI51-D-041
TRECHO 1 - ELEVAÇÕES
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK -
DE-GEI51-D-042
TRECHO 1 - ELEVAÇÕES
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK -
DE-GEI51-D-043
TRECHO 1 - ELEVAÇÕES
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
DE-GEI51-D-047 PIPE-RACK (TRECHO 3) E BLENDERS - FUNDAÇÃO -
PEDESTAIS - ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
DE-GEI51-D-048 PIPE-RACK - TRECHO 2 - ESTAQUEAMENTO - FORMA E
ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
DE-GEI51-D-049 PIPE-RACK (TRECHO 3) E BLENDERS - ESTAQUEAMENTO -
FORMAS E ARMADURAS
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK
DE-GEI51-D-050
TRECHO 2 - PLANTAS
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK
DE-GEI51-D-051
TRECHO 2 - PLANTAS
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK
DE-GEI51-D-052
TRECHO 2 - ELEVAÇÕES EIXOS A/B/C/C´/C
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 119/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK


DE-GEI51-D-053
TRECHO 2 - ELEVAÇÕES EIXOS #1 À #9
PROJETO EXECUTIVO – LUBRIFICANTES – BLENDER – PLNTA
DE-GEI51-D-054
DE COBERTURA E FACHADAS
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK
DE-GEI51-D-055
TRECHO 3 - PLANTA DAS BASES E NA EL. 9980
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK
DE-GEI51-D-056
TRECHO 3 - PLANTAS NAS EL. 10530 E EL.11580
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK
DE-GEI51-D-057
TRECHO 3 - PLANTAS NAS EL. 11230, EL.12280 E EL.12550
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK
DE-GEI51-D-058
TRECHO 3 - PLANTAS NAS EL. 11930, EL.13330 E EL.13350
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK
DE-GEI51-D-059
TRECHO 3 - PLANTAS NAS EL. 12950, EL.12980 E EL.13950
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK
DE-GEI51-D-060
TRECHO 3 - PLANTAS NAS EL. 14350 E EL.14750
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK
DE-GEI51-D-061
TRECHO 3 - ELEVAÇÃO EIXO A, VISTA A E CORTE B
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK
DE-GEI51-D-062 TRECHO 3 - ELEVAÇÃO EIXOS 10 e E, CORTES C, D e DETALHE

PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK


DE-GEI51-D-063 TRECHO 3 - ELEVAÇÕES EIXOS #1 À #3, #12, C, D, G e
DETALHES
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PIPE RACK
DE-GEI51-D-064 TRECHO 3 - ELEVAÇÕES EIXOS 7À9, #11, CORTES E À G E
DETALHES
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
DE-GEI51-D-072
BLENDERS - SUPERESTRUTURA - ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
DE-GEI51-D-073
BLENDERS - SUPERESTRUTURA - FORMAS
ESTRUTURA METALICA – ESTAÇÃO DE CARREGAMENTO –
DE-GEI51-D-587
DETALHES DAS COLUNAS
ESTRUTURA METALICA – ESTAÇÃO DE CARREGAMENTO –
DE-GEI51-D-588
DETALHES DAS VIGAS DA COBERTURA
DE-GEI51-D-589 ESTAÇÃO DE CARREGAMENTO - PLATAFORMA

DE-GEI51-D-590 ESTAÇÃO DE CARREGAMENTO – DETALHE DAS ESCADAS

DE-GEI51-D-591 ESTAÇÃO DE CARREGAMENTO - PASSARELA


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 120/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

DE-GEI51-D-682 PLATFORM FOR ABB – GUIDE DRAWING


PROJETO BÁSICO – ÁREA DOS TQS DE PRODUTO FINAL E
DE-GEI51-E-635
ÓLEO BASE – PLANTA DE LOCAÇÃO
DE-GEI51-F-335 P&D TANK UNLOADING STATION

DE-GEI51-G-479 P&D AUTOMATIC BATCH BLENDING 10T

DE-GEI51-G-480 P&D ADDITIVE METERING HOPPER – 1T V3111

DE-GEI51-G-481 P&D AUTOMATIC BATCH BLENDING 20T V3120

DE-GEI51-G-482 P&D ADDITIVE METERING HOPPER – 2T V3121


SKID BLENDER 20T + KETTLE 2T – GENERAL DRAWING
DE-GEI51-G-554
V3120V3121
ABB 10T ITEM V3110 + KETTLE 1T ITEM V3111 - GENERAL
DE-GEI51-G-555
ASSEMBLY DRAWING
DE-GEI51-G-602 BLENDER 20T V3120 STEEL STRUCTURE – DETAIL DRAWING
BLENDER 10T V3110 - STEEL STRUCTURE – STEEL
DE-GEI51-G-610
STRUCTURE DRAWING
SKID BLENDER 10T V3110+ KETTLE 1T V3111– GENERAL
DE-GEI51-G-642
PÍPING DRAWING
DE-GEI53-C-006 DRENAGEM PLATAFORMA DE ENCHIMENTO
QUADRA CC – PLATAFORMA DE CARREGAMENTO DE ÓLEOS
DE-GEI53-E-002
ISOLANTES –PLANTA DE TUBULAÇÃO
PROJETO BASICO – ARMAZENAGEM E EXPEDIÇÃO – PLAT. DE
DE-GEI55-D-052
CARREGAMENTO E DESCARREGAMENTO DE ADITIVOS –
PLANTA DE COBERTURA
PROJETO BASICO – ARMAZENAGEM E EXPEDIÇÃO – PLAT. DE
DE-GEI55-D-053
CARREGAMENTO E DESCARREGAMENTO DE ADITIVOS –
CORTE AA E BB, FACHADA 1 E 2
PROJETO EXECUTIVO - ARMAZENAGEM / EXPEDIÇÃO - PLAT.
DE-GEI55-D-080 DE CARREG. E DESCARREG. DE CAMINHÕES - FUNDAÇÃO -
FORMAS
PROJETO EXECUTIVO - ARMAZENAGEM / EXPEDIÇÃO - PLAT.
DE-GEI55-D-084 DE CARREG. E DESCARREG. DE CAMINHÕES - FUNDAÇÃO -
ARMADURAS
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 121/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJETO EXECUTIVO - ARMAZENAGEM / EXPEDIÇÃO –


PLATAFORMA DE DESCARREGARREGAMENTO DE
DE-GEI55-D-090
CAMINHÕES - DRENAGEM OLEOSA - PLANTA, CORTES E
DETALHES
PROJETO DETALHADO-ARMAZ./EXP.-DESC. ÓLEOS ADIT.-PL
DE-GEI55-D-092
BASES/QUADRO/CARGAS
PROJETO DETALHADO-ARMAZ./EXP.-DESC. ÓLEOS ADIT.-EL.
DE-GEI55-D-093
FILAS,EIXOS,CORTES,DET.
PROJETO DETALHADO-ARMAZ./EXP.-DESC. ÓLEOS
DE-GEI55-D-094
ADIT.PLANO DA COBERTURA
PROJETO DETALHADO-ARMAZ./EXP.-DESC. ÓLEOS
DE-GEI55-D-095
ADIT.PLANO DAS TERÇAS
PROJETO DETALHADO - ARMAZ. E EXP. - PLATAFORMA DE
DE-GEI55-D-101 DESCARREGAMENTO DE CAMINHÕES - ATERRAMENTO E
SPDA - PLANTAS E CORTES
PROJETO DETALHADO - PLATAFORMA DE
DE-GEI55-D-102 DESCARREGAMENTO – DIAG. TRIFILAR E QUADRO DE
CARGAS PL930010
PROJETO DETALHADO-ARMAZ./EXP.-DESC. ÓLEOS ADIT.-
DE-GEI55-D-202
SUPORTE DE TUBULAÇÃO - PLANTA NA EL. 13220 E CORTES
PROJETO DETALHADO-ARMAZ./EXP.-DESC. ÓLEOS ADIT.-
DE-GEI55-D-203
SUPORTE DE TUBULAÇÃO - PLANTA NA EL. 10610 E CORTES
PROJETO EXECUTIVO - ARMAZENAGEM / EXPEDIÇÃO -
DE-GEI55-D-204 PLATAF. DE CARREGAMENTO E DESCARREGAMENTO DE
CAMINHÕES - PISO - FORMAS - PLANTA
PROJETO EXECUTIVO - ARMAZENAGEM / EXPEDIÇÃO -
DE-GEI55-D-205 PLATAF. DE CARREGA. E DESCARREG. DE CAMINHÕES - PISO
- FORMAS - CORTES E DETALHES
PROJETO EXECUTIVO - ARMAZENAGEM / EXPEDIÇÃO -
DE-GEI55-D-206 PLATAFORMA DE CARREGAMENTO E DESCARREGAMENTO
DE CAMINHÕES - PISO - ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO - ARMAZENAGEM / EXPEDIÇÃO -
DE-GEI55-D-207 PLATAFORMA DE CARREGAMENTO E DESCARREGAMENTO
DE CAMINHÕES - CAIXAS - ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO - ARMAZENAGEM / EXPEDIÇÃO –
DE-GEI55-D-208 PLATAFORMA DE CARREGAMENTO E DESCARREGAMENTO
DE CAMINHÕES - TERRAPLENAGEM - PLANTA E CORTES
PROJ. EXECUTIVO-ARMAZENAGEM/EXPEDIÇÃO-PLATAFORMA
DE-GEI55-D-210 DE CARREGAMENTO E DESCARREGAMENTO DE
CAMINHÕESCANALETA-FORMAS E ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO - PLATAFORMA DE CARREGAMENTO E
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO
DE-
INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 122/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

GEI55-E-023 DESCARREGAMENTO DE ÓLEOS ADITIVOS - PLANTA


DE SEGURANÇA
PROJETO EXECUTIVO - PLAT.DE CARREG.E DESCARREG.DE
ÓLEOS ADITIVOS - FLUXOGRAMA DE ENGENHARIA - SIST. DE
DE-GEI55-E-024
COMBATE A INCÊNDIO

PROJETO EXECUTIVO - PLATAFORMA DE


DESCARREGAMENTO DE ADITIVOS - PLANTA DE TUBULAÇÃO
DE-GEI55-E-030
E SUPORTES - EL 5.460 A 13.000

PROJETO EXECUTIVO - PLATAFORMA DE


DESCARREGAMENTO DE ADITIVOS - PLANTA DE TUBULAÇÃO
DE-GEI55-E-031
E SUPORTES - EL 5.460 A 11.900

PROJETO EXECUTIVO - PLATAFORMA DE


DESCARREGAMENTO DE ÓLEO BASE - PLANTA DE
DE-GEI55-E-032
TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL 5.460 A 11.800

PROJETO DETALHADO – ARMAZENAGEM E EXPEDIÇÃO –


DE-GEI55-H-009 PLATAFORMA DE DESCARREGAMENTO DE CAMINHÕES – PLANTA
– DISP. DE ELETROD. DE FORÇA E CONTROLE
PROJETO DETALHADO – ARMAZENAGEM E EXPEDIÇÃO –
DE-GEI55-H-011 PLATAFORMA DE DESCARREGAMENTO DE CAMINHÕES –
ILUMINAÇÃO – PLANTA E CORTES
PROJETO DETALHADO - TANQUES NOVOS - PASS. TANQ.
DE-GEI50-D-582
PLANO DE SUPORTES E QUADRO DE CARGAS
PROJETO DETALHADO - TANQUES NOVOS – PASSARELA DE
DE-GEI50-D-583
ACESSO AOS TANQUES EL.+19700
PROJETO DETALHADO - TANQUES NOVOS - PASS. TANQ. -
DE-GEI50-D-584
CORTES E DETALHES
DE-GEI50-G-105 DATASHEET FOR INSTRUMENT INSIDE SKIDS - FLOW

DE-GEI50-G-106 DATASHEET FOR INSTRUMENT INSIDE SKIDS - LEVEL

DE-GEI50-G-107 DATASHEET FOR INSTRUMENT INSIDE SKIDS - PRESSURE

DE-GEI50-G-108 DATASHEET FOR INSTRUMENT INSIDE SKIDS - TEMPERATURE


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 123/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJETO DETALHADO - GERAL - DETALHES TÍPICOS -


DE-GEI50-H-240
ATERRAMENTO E SPDA
PROJETO EXECUTIVO – GERAL – MALHA DE ATERRAMENTO –
DE-GEI50-H-297
PLANTA E DETALHES
DE-GEI50-I-103 HOOK-UP FOR INSTRUMENT - FLOW

DE-GEI50-I-104 HOOK-UP FOR INSTRUMENT - LEVEL

DE-GEI50-I-105 HOOK-UP FOR INSTRUMENT - PRESSURE

DE-GEI50-I-106 HOOK-UP FOR INSTRUMENT - TEMPERATURE

PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES NOVOS -


DE-GEI51-D-001
PLATAFORMA DE DESCARREGAMENTO - PISO - FORMAS
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES NOVOS -
DE-GEI51-D-002 PLATAFORMA DE DESCARREGAMENTO - PISO - FORMAS -
CORTES E DETALHES
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES NOVOS -
DE-GEI51-D-003
PLATAFORMA DE DESCARREGAMENTO - PISO - ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO-TANCAGEM-TANQUES NOVOS-
DE-GEI51-D-016 PLATAFORMA DE DESCARREGAMENTO-DRENAGEM PLUVIAL E
CONTAMINADA-PLANTA.
PROJETO DETALHADO - TANQUES NOVOS - PASSARELA DE
DE-GEI51-D-044
ACESSO ENTRE OS DIQUES NOVOS E EXISTENTE - PLANTAS
PROJETO DETALHADO - TANQUES NOVOS - PASSARELA DE
DE-GEI51-D-045
TRANSPOSIÇÃO DA TUBOVIA - PLANTAS E CORTES
PROJETO DETALHADO - TANQUES NOVOS - PASSARELA DE
DE-GEI51-D-046 ACESSO ENTRE OS DIQUES NOVOS E EXISTENTE -
ELEVAÇÕES E CORTES
PROJETO EXECUTIVO – TANQUES NOVOS – PLATAFORMA DE
DE-GEI51-D-662 DESCARREGAMENTO – ÓLEO BASE – ATERRAMENTO E SPDA -
CORTES
PROJETO EXECUTIVO - TANQUES NOVOS -
DE-GEI51-D-663 DESCARREGAMENTO DE CAMINHÕES - COBERTURA - PLANO
DAS BASES E DETALHES
PROJETO EXECUTIVO - TANQUES NOVOS -
DE-GEI51-D-664 DESCARREGAMENTO DE CAMINHÕES - COBERTURA - QUADRO
DE CARGAS
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 124/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJETO DETALHADO - TANQUES NOVOS -


DE-GEI51-D-665 DESCARREGAMENTO DE CAMINHÕES - COBERTURA -
ELEVAÇÃO DAS FILAS E EIXOS
PROJETO DETALHADO - TANQUES NOVOS -
DE-GEI51-D-666 DESCARREGAMENTO DE CAMINHÕES - COBERTURA - PLANO
DA COBERTURA E ELEV. DAS FILAS A & B
PROJETO BÁSICO - TANQUES NOVOS - SITUAÇÃO,
DE-GEI51-D-667
COBERTURA, PLANTA EL.+7,90/+10,73

DE-GEI51-D-668 HOOK-UP FOR INSTRUMENT - TEMPERATURE

PROJETO BÁSICO - TANQUES NOVOS - FORMA DA FUNDAÇÃO -


DE-GEI51-D-669
PLANTAS, CORTES E DETALHES
PROJETO DETALHADO - TANQUES NOVOS -
DE-GEI51-D-670 DESCARREGAMENTO DE CAMINHÕES - COBERTURA - PLANO
DAS TERÇAS E TAPAMENTOS
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES NOVOS -
DE-GEI51-D-676 PLATAFORMA DE DESCARREGAMENTO - DRENAGEM PLUVIAL
E CONT. - CORTES E DETALHES
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES NOVOS -
DE-GEI51-D-688 PLATAFORMA DE DESCARREGAMENTO - FUNDAÇÃO -
FORMAS
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES NOVOS -
DE-GEI51-D-689 PLATAFORMA DE DESCARREGAMENTO - FUNDAÇÃO -
FORMAS
PROJETO DETALHADO - TANQUES NOVOS
DE-GEI51-D-690 DESCARREGAMENTO DE CAMINHÕES - ARMAÇÃO DAS
SAPATAS (1ª PARTE)
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES NOVOS -
DE-GEI51-D-715
DRENAGEM CONTAMINADA. - PLANTA
PROJETO DETALHADO - TANQUES NOVOS
DE-GEI51-D-718 DESCARREGAMENTO DE CAMINHÕES - ARMAÇÃO DAS
SAPATAS (2ª PARTE)

DE-GEI51-E-338 P&ID - LOBP - BASE OIL STORAGE TQ4201 & TQ4279

DE-GEI51-E-339 P&ID - LOBP - BASE OIL STORAGE TQ4202 & TQ4203

PROJETO BÁSICO ÁREA DOS TANQUES NOVOS PLANTA DE


DE-GEI51-E-627
LOCAÇÃO.
PROJETO EXECUTIVO MANIFOLD E ENVASE - X5000 PLANTA
DE-GEI51-E-645
DE TUBULAÇÃO E SUPORTE - EL.6550 E ACIMA.
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 125/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJETO EXECUTIVO - ÁREA DOS TANQUES NOVOS (TQ-4312


DE-GEI51-E-659 E TQ-4314) - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTE - EL 7000 E
ACIMA
PROJETO EXECUTIVO – ÁREA DOS TANQUES NOVOS (TQ-4312
DE-GEI51-E-659 a TQ-4314) – PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES – EL 7000 E
ACIMA
PROJETO EXECUTIVO – ÁREA DOS TANQUES NOVOS (TQ-4310
DE-GEI51-E-660 e TQ-4311) – PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES – EL 7000 E
ACIMA
PROJETO EXECUTIVO – ÁREA DOS TANQUES NOVOS (TQ-4306
DE-GEI51-E-661 e TQ-4307) – PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES – EL 7000 E
ACIMA

DE-GEI51-F-391 P&ID - LOBP - FINISHED PRODUCT TANKS D4213 & D4214

DE-GEI51-F-392 P&ID - LOBP - FINISHED PRODUCT TANKS D4206 & D4212

DE-GEI51-F-393 P&ID - LOBP - FINISHED PRODUCT TANKS D4205 & D4211

DE-GEI51-F-394 P&ID - LOBP - FINISHED PRODUCT TANKS D4202 & D4208

DE-GEI51-F-395 P&ID - LOBP - FINISHED PRODUCT TANKS D4201 & D4207

DE-GEI51-F-396 P&ID - LOBP - FINISHED PRODUCT TANKS D4204 & D4210

PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES NOVOS -


DE-GEI51-F-413
ESTAQUEAMENTO - FORMAS E ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES NOVOS -
DE-GEI51-F-414
BASES DOS TANQUES - PLANTA
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES NOVOS -
DE-GEI51-F-415
FORMAS E ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO - TANQUES NOVOS - PLATAFORMA DE
DE-GEI51-F-421
DESCARREGAMENTO - PLANTA DE ILUMINAÇÃO E TOMADAS
PROJ. DETALHADO - TANCAGEM ATUAIS (TQ-4302) - PLANTA
DE-GEI51-F-431
DE TUBULAÇÃO - OLEO BASE (LADO LESTE)

DE-GEI51-F-472 P&ID - LOBP - ADDITIVE STORAGE TQ4224

DE-GEI51-F-473 P&ID - LOBP - ADDITIVE STORAGE TQ4264

PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES NOVOS - DIQUE


DE-GEI51-F-481
DE CONTENÇÃO - FORMAS
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 126/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES NOVOS - DIQUE


DE-GEI51-F-482
DE CONTENÇÃO - FORMAS - DETALHES
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES NOVOS - DIQUE
DE-GEI51-F-483
DE CONTENÇÃO - ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES NOVOS - DIQUE
DE-GEI51-F-484
DE CONTENÇÃO - ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES NOVOS - DIQUE
DE-GEI51-F-485
DE CONTENÇÃO - ARMADURAS
PROJETO BÁSICO - TANQUES ATUAIS - MODIFICAÇÃO DOS
DE-GEI51-G-469
TANQUES EXISTENTES - BOCAIS DE COSTADO E TETO
PROJETO BÁSICO - TANQUES ATUAIS - DESENHO DE
DE-GEI51-G-470 ARRANJO, CORTES E DETALHES TANQUES TQ-4239@4262,
4267@4270 &4272@4274
PROJETO BÁSICO - TANQUES ATUAIS - DETALHE DE
DE-GEI51-G-471 FABRICAÇÃO - FUNDO CÔNICO - TANQUES TQ-4239@4262,
4267@4270, 4272@4274
TANQUE DE ARMAZENAGEM DE ÓLEOS BÁSICOS TQ-4306 A
DE-GEI51-G-872
TQ-4312 E TQ-4314 - CAP. 800m³ CONJUNTO
TANQUE DE ARMAZENAGEM DE ÓLEOS BÁSICOS TQ-4306 A
DE-GEI51-G-888
TQ-4312 E TQ-4314 - CAP. 800m³ DRENO – DN 1 ½ - BOCAL B3
PROJETO EXECUTIVO - TANQUES NOVOS – TANQUES DE
DE-GEI51-H-224
ARMAZENAGEM - ATERRAMENTO – PLANTAS E DETALHES
PROJETO EXECUTIVO – TANQUES NOVOS – PLATAFORMA DE
DE-GEI51-H-236 DESCARREGAMENTO – ÓLEO BASE – ATERRAMENTO E SPDA -
CORTES

DE-GEI52-F-010 BOCA DE VISITA – TETO – TQ6701 F e TQ6701 G

DE-GEI52-F-012 COSTADO – TQ6701 F e TQ6701 G

DE-GEI52-F-014 TETO – TQ6701 F e TQ6701 G

DE-GEI52-F-015 PLATAFORMA ENTRE TANQUES 6701 A/B/C/D/E/F/G – PARTE 1

DE-GEI52-F-016 PLATAFORMA ENTRE TANQUES 6701 A/B/C/D/E/F/G – PARTE 2

DE-GEI52-F-017 BOCA DE VISITA – COSTADO DIAM. 24” – TQ6701 F e TQ6701 G

DE-GEI52-F-018 PORTA DE LIMPEZA – TQ6701 F e TQ6701 G

DE-GEI52-F-019 BACIA DE DRENAGEM – TQ6701 F e TQ6701 G


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 127/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

ARRANJO SERPENTINA DE AQUECIMENTO – TQ6701 E, TQ6701


DE-GEI52-F-021
F e TQ6701 G
PROJETO DETALHADO - ARMAZEM E EXPEDIÇÃO - CAIXAS DE
DE-GEI55-D-008
DRENAGEM PLUVIAL - ARMAÇÕES - PARTE II
PROJETO EXECUTIVO - PLATAFORMA DE
DE-GEI55-E-029 DESCARREGAMENTO DE ÓLEO BASE - PLANTA DE
TUBULAÇÃO E SUPORTES EL 7.000 A 12.100

DE-GEI50-A-787 PROJETO EXECUTIVO - GERAL - PAISAGISMO - PLANTA GERAL


PROJETO BASICO - UTILIDADES FLUXOGRAMA DE ENGENHARIA
DE-GEI50-A-072 DISTRIBUIÇÃO DE VAPOR GERAL
PROJETO DETALHADO - LUBRIFICANTES - CASA DE CONTROLE -
DE-GEI51-A-096 PLANTAS, ELEVAÇÕES E DETALHES
PROJETO BASICO - UTILIDADES FLUXOGRAMA DE ENGENHARIA
DE-GEI50-A-193 SISTEMA DE DESSUPERAQUECIMENTO DE VAPOR
PROJETO DETALHADO - TANQUES NOVOS - PASSAR. DE
DE-GEI51-D-044 ACESS. ENTRE O DIQUE NOVO E EXIST. - PLANTAS
PROJETO DETALHADO - TANQUES NOVOS - PASSARELAS DE
DE-GEI51-D-045 TRANSPOSIÇÃO DA TUBOVIA - PLANTAS E CORTES
PROJETO DETALHADO - TANQUES NOVOS - PASSAR. DE
ACESS. ENTRE O DIQUE NOVO E EXIST. - EELCAÇÕES E
DE-GEI51-D-046 CORTES
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PLATAF. DE
ACESSO A BOMBA P-4297 - PLANTAS, ELEVAÇÕES, DETALHES E
DE-GEI51-D-065 CORTES
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - PLATAFORMA PARA
VASO DE CONDENSADO - PLANTAS, ELEVAÇÕES, DETALHES E
DE-GEI51-D-066 CORTES
PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS - ESCADA DE
DE-GEI51-D-067 ACESSO A BOMBA P-4289 - PLANTAS, CORTES E DETALHES
PROJETO EXECUTIVO - TANQUES EXISTENTES - BASES PARA
PLATAFORMAS DE ACESSO AO VASO DE CONDENSAO, P4297 E
DE-GEI51-D-070 P-4289 - FORMAS
PROJ. EXECUTIVO-TANCAGEM-TANQUES EXISTENTES-BASES
PARA PLATAFORMAS DE ACESSO AO VASO DE CONDENSADO,
DE-GEI51-D-071 P4297 E P-4289-ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO - ARMAZENAGEM / EXPEDIÇÃO –
PLATAFORMA DE DESCARREGARREGAMENTO DE CAMINHÕES
DE-GEI55-D-090 - DRENAGEM OLEOSA - PLANTA, CORTES E DETALHES
PROJETO DETALHADO - ARMAZ. E EXP. - PLATAFORMA DE
DESCARREGAMENTO DE CAMINHÕES - ATERRAMENTO E SPDA
DE-GEI55-D-101 - PLANTAS E CORTES
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 128/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJETO DETALHADO-ARMAZ./EXP.-DESC. ÓLEOS ADIT.-


DE-GEI55-D-202 SUPORTE DE TUBULAÇÃO - PLANTA NA EL. 13220 E CORTES
PROJETO DETALHADO-ARMAZ./EXP.-DESC. ÓLEOS ADIT.-
DE-GEI55-D-203 SUPORTE DE TUBULAÇÃO - PLANTA NA EL. 10610 E CORTES
PROJETO EXECUTIVO - ARMAZENAGEM / EXPEDIÇÃO - PLATAF.
DE CARREGAMENTO E DESCARREGAMENTO DE CAMINHÕES -
DE-GEI55-D-204 PISO - FORMAS - PLANTA
PROJETO EXECUTIVO - ARMAZENAGEM / EXPEDIÇÃO - PLATAF.
DE CARREGA. E DESCARREG. DE CAMINHÕES - PISO - FORMAS
DE-GEI55-D-205 - CORTES E DETALHES
PROJETO EXECUTIVO - ARMAZENAGEM / EXPEDIÇÃO -
PLATAFORMA DE CARREGAMENTO E DESCARREGAMENTO DE
DE-GEI55-D-206 CAMINHÕES - PISO - ARMADURAS
PROJETO EXECUTIVO - ARMAZENAGEM / EXPEDIÇÃO -
PLATAFORMA DE CARREGAMENTO E DESCARREGAMENTO DE
DE-GEI55-D-207 CAMINHÕES - CAIXAS - ARMADURAS
PROJ. EXECUTIVO-ARMAZENAGEM/EXPEDIÇÃO-PLATAFORMA
DE CARREGAMENTO E DESCARREGAMENTO DE CAMINHÕES-
DE-GEI55-D-210 CANALETA-FORMAS E ARMADURAS
PROJETO DETALHADO - TANQUES NOVOS - PASS. TANQ. PL. SUP.
DE-GEI50-D-582 QUADR. CARG.
PROJETO DETALHADO - TANQUES NOVOS - PASS. TANQ. PASS.
DE-GEI50-D-583 EL.+19700
PROJETO DETALHADO - TANQUES NOVOS - PASS. TANQ. -
DE-GEI50-D-584 CORTES E DETALHES
PROJETO EXECUTIVO - TANQUES NOVOS - PLATAFORMA DE
DESCARREGAMENTO - ÓLEO BASE - ATERRAMENTO E SPDA -
DE-GEI51-D-662 CORTES
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES NOVOS -
PLATAFORMA DE DESCARREGAMENTO - DRENAGEM PLUVIAL E
DE-GEI51-D-676 CONTAMINADA - CORTES E DETALHES
PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES NOVOS -
DE-GEI51-D-715 DRENAGEM CONTAMINADA – PLANTA
PROJETO EXECUTIVO - FLUXOGRAMA DE ENGENHARIA -
DE-GEI50-E-015 SISTEMA DE COMBATE A INCÊNDIO GERAL

DE-GEI50-E-020 PROJETO DETALHADO - GERAL - CADERNO DE TIE-INS

DE-GEI50-E-021 PROJETO DETALHADO - GERAL - PADRÃO DE SUPORTES


PROJETO EXECUTIVO - PLATAFORMA DE CARREGAMENTO E
DESCARREGAMENTO DE ÓLEOS ADITIVOS - PLANTA DE
DE-GEI55-E-023 SEGURANÇA
PROJETO BÁSICO - DESCARREGAMENTO DE ADITIVOS E
DE-GEI55-E-025 BALANÇA - PLANTA DE LOCAÇÃO
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 129/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJ. DETALHADO - TANCAGEM ATUAIS (TQ - 4275A TQ - 4284) -


DE-GEI50-E-048 PLANTA DE TUBULAÇÃO - PRODUTO ADITIVO
PE - TANQUES ATUAIS - ADITIVOS (TQ-
4224/28/34/38/63/64/65/66/75/80/81/82) - PLANTA DE TUBULAÇÃO E
DE-GEI50-E-049 SUPORTE EL. 7000 ACIMA.
PE - TANCAGEM ATUAIS - ADITIVO (TQ - 4275/76 E TQ - 4280 À TQ
- 4285) PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTE EL. 7000 E ACIMA.
DE-GEI50-E-050
PROJETO EXECUTIVO - PLANTA DE SEGURANÇA - SISTEMA DE
DE-GEI50-E-055 COMBATE A INCÊNDIO GERAL
PROJETO EXECUTIVO SISTEMA DE COMBATE A INCÊNDIO GERAL
DE-GEI50-E-056 PLANTA DE TUBULAÇÃO
PROJETO EXECUTIVO - PIPE RACK 3 RUA 2 PRODUTO FINAL -
DE-GEI50-E-060 PLANTA DE TUBUL. E SUPORTES - EL. 10378/11020/11720.
PROJ. EXEC. - PIPE RACK 2 - BLENDER LADO LESTE - PLANTA
DE TUBUL. E SUPORTES - EL. 11379/12070/12770 / EL.
DE-GEI50-E-061 9517/10215/10915/11615.
PROJETO EXECUTIVO - PIPE RACK - MISTURA ILB1 / ILB2 -
PLANTA DE TUBUL. / SUP. EL. 9520 / EL.10200 / EL.10900 /
DE-GEI50-E-062 EL.11600
PE - TANCAGEM ATUAIS - ADITIVO (TQ - 4275/76 E TQ - 4280 À TQ
- 4285) PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTE EL. 13000 E ACIMA.
DE-GEI50-E-066
PE - TANQUES ATUAIS - ADITIVOS (TQ-
4224/28/34/38/63/64/65/66/75/80/81/82) - PLANTA DE TUBULAÇÃO E
DE-GEI50-E-067 SUPORTE EL. 13000 ACIMA.
PROJETO EXECUTIVO - RELOCAÇÃO DE LINHAS - BLENDER
DE-GEI50-E-072 PLANTA DE TUBULAÇÃO
PROJETO EXECUTIVO - INTERFERÊNCIA RELOCAÇÃO DAS
DE-GEI50-E-073 LINHAS PLANTA DE TUBULAÇÃO
PROJETO EXECUTIVO - UTILIDADES ÁGUA POTÁVEL E AR
DE-GEI50-E-074 COMPRIMIDO - PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTE

DE-GEI50-E-076 PROJETO EXECUTIVO PLANTA CHAVE DO PIPE RACK


PROJETO EXECUTIVO SISTEMA DE AQUECIMENTO DIAGRAMA
DE-GEI50-E-078 DOS TRAÇOS FÁBRICA DE LUBRIFICANTES.
PROJETO EXECUTIVO SISTEMA DE AQUECIMENTO VAPOR E
DE-GEI50-E-079 CONDENÇADO FÁBRICA DE LUBRIFICANTE.
PROJETO EXECUTIVO DETALHESDO SISTEMA DE COMBATE A
DE-GEI50-E-081 INCÊNDIO PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTES
PROJETO EXECUTIVO SISTEMA DE AQUECIMENTO VAPOR E
DE-GEI50-E-082 CONDENSADODET. ISOMÉTRICO FÁBRICA DE LUBRIFICANTE.
PROJETO EXECUTIVO MANIFOLD E ENVASE - D4221 PLANTA DE
DE-GEI51-E-628 TUBULAÇÃO E SUPORTE - EL. 6550 E ACIMA.
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 130/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

DE-GEI51-E-631 PROJETO EXECUTIVO - LUBRIFICANTES - PLANTA SEGURANÇA


PROJETO EXECUTIVO - LUBRIFICANTES - FLUXOGRAMA DE
DE-GEI51-E-632 ENGENHARIA - SISTEMA DE COMBATE A INCÊNDIO
PROJETO EXECUTIVO - TANQUES NOVOS - FLUXOGRAMA DE
DE-GEI51-E-633 ENGENHARIA - SISTEMA DE COMBATE A INCÊNDIO
PROJETO BÁSICO ÁREA DOS TQ. DE PRODUTO FINAL E ÓLE
DE-GEI51-E-635 BASE PLANTA DE LOCAÇÃO
PROJETO EXECUTIVO MANIFOLD E ENVASE - X5000 PLANTA DE
DE-GEI51-E-644 TUBULAÇÃO E SUPORTES - EL. 6550 E ACIMA.
PROJETO EXECUTIVO MANIFOLD E ENVASE - X5000 PLANTA DE
DE-GEI51-E-645 TUBULAÇÃO E SUPORTE - EL. 6550 E ACIMA.
PROJETO EXECUTIVO MANIFOLD E ENVASE - BATEDEIRA
DE-GEI51-E-646 PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTE - EL. 6550 E ACIMA.
PROJETO EXECUTIVO MANIFOLD E ENVASE - 20L PLANTA DE
DE-GEI51-E-647 TUBULAÇÃO E SUPORTE - EL. 6550 E ACIMA.

DE-GEI51-E-648 PROJETO BASICOÁREA DA MISTURA PLANTA DE LOCAÇÃO


PROJETO EXECUTIVO MANIFOLD E ENVASE PLANTA DE
DE-GEI51-E-649 TUBULAÇÃO E SUPORTE EL. 2000 A 12900
PROJETO EXECUTIVO FABRICA DE LUBRIFICANTES - BLENDER
DE-GEI51-E-657 PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTE - EL. 16400 A19800.
PROJETO EXECUTIVOFABRICA DE LUBRIFICANTES - ILB1 / ILB2
DE-GEI51-E-658 PLANTA DE TUBULAÇÃO E SUPORTE - EL. PISO A 13000.
PROJETO EXECUTIVO SISTEMA DE AQUECIMENTO VAPOR E
DE-GEI50-E-2082
CONDENSADODET. ISOMÉTRICO FÁBRICA DE LUBRIFICANTE.

DE-GEI51-G-555 ESTRUTURA PARA O V-3110 E V-3111

DE-GEI51-G-561 AGITATOR SUPPORT - BLENDER 20T V-3120

DE-GEI51-G-599 ESTRUTURA PARA O V-3121


PROJETO DETALHADO - GERAL - DETALHES TÍPICOS -
DE-GEI50-H-240 ATERRAMENTO E SPDA

DE-GEI50-H-247 PROJETO EXECUTIVO - DETALHES TÍPICOS - ILUMINAÇÃO


PROJETO EXECUTIVO - GERAL - MALHA DE ATERRAMENTO -
DE-GEI50-H-297 PLANTA E DETALHES
PROJETO EXECUTIVO - PLANTA DE CLASSIFICAÇÃO DE ÁREAS -
DE-GEI50-K-003 LUBRIFICANTES E GRAXA
PROJETO EXECUTIVO - TANQUES NOVOS - PLANTA DE
DE-GEI51-K-003 SEGURANÇA

DE-GEI51-I-175 DETALHES TÍPICOS DE MONTAGEM PNEUMÁTICO

DE-GEI51-I-176 DETALHES TÍPICOS DE MONTAGEM PROCESSO


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 131/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

DE-GEI51-I-177 DETALHES TÍPICOS DE MONTAGEM SUPORTES

DE-GEI50-I-109 DETALHES TÍPICOS DE MONTAGEM PNEUMÁTICO

DE-GEI50-I-110 DETALHES TÍPICOS DE MONTAGEM PROCESSO

DE-GEI50-I-112 PLANTA DISTRIBUIÇÃO DE INSTRUMENTOS

6.2. ESPECIFICAÇÕES, MEMORIAIS DE CÁLCULO, MEMORIAL DESCRITIVO E


RELATÓRIOS
NÚMERO DESCRIÇÃO
PROJETO EXECUTIVO - GERAL - CRITÉRIOS PARA PROJETO DE
ET-GEI50-A-001
FUNDAÇÕES E ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO
PROJETO EXECUTIVO - GERAL - CRITÉRIOS PARA EXECUÇÃO DE
ET-GEI50-A-002
FUNDAÇÕES E ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO
ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA - CRITÉRIO DE PROJETO
ET-GEI50-A-003
INSTRUMENTAÇÃO
PROJETO EXECUTIVO – ÁREA GERAL - CRITÉRIOS PARA
ET-GEI50-C-003
EXECUÇÃO - PAVIMENTAÇÃO
ET-GEI50-D-007 ESPECIFICAÇÃO DE TUBULAÇÃO - GERAL
ET-GEI50-G-001 PROJETO BÁSICO – GERAL – CRITÉRIO DE PROJETO
ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA –ÁREA GERAL
ET-GEI50-C-001 CRITÉRIOSPARAEXECUÇÃO DRENAGEM PLUVIAL, ONTAMINADA
E ESGOTO SANITÁRIO
ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA – PROJETO BASICO - MODIFICAÇÃO
ET-GEI51-G-003
NO FUNDO DOS TANQUES
ET-GEI51-G-014 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DOS TANQUES DE ÓLEOS
DESENHO DE ARRANJO, CORTES E DETALHES TANQUES TQ-4239
ET-GEI51-G-003
À TQ-4262, TQ-4267 À TQ-4270 E TQ-4272 À TQ-4274.
ET-GEI50-G-001 PROJETO BÁSICO – GERAL – CRITÉRIO DE PROJETO
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 132/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA - CRITÉRIO DE PROJETO


ET-GEI50-A-003
INSTRUMENTAÇÃO
SPECIFICATION FOR SELF-OPERATED PRESSURE CONTROL
ET-GEI50-G-015
VALVE – LOBP
ET-GEI50-G-016 SPECIFICATION FOR CONTROL VALVE – LOBP
ET-GEI50-G-018 SPECIFICATION FOR PIGGED LINE EQUIPMENTS – LOBP
ET-GEI51-G-004 AUTOMATIC BATCH BLENDER SKID ‘ V3110 & V3120
ET-GEI51-G-005 SPECIFICATIONFOR SECONDARY BASE OILS MANIFOLD “X5200”.
ET-GEI51-G-006 SPECIFICATION FOR PIGGABLE MANIFOLDS “X5000 & X5100”.
SPECIFICATION FOR LOADING ARMS – “LOBP”. L5310; L5320;
ET-GEI51-G-007 L5340; L5330; L5341; L5350”.

SPECIFICATION FOR IN LINE BLENDING SYSTEM AND PREMIXERS


ET-GEI51-G-008
“ILB-1: X3101 & ILB-2: X3102”.
ET-GEI51-G-009 SPECIFICATION FOR ANTIFOAM DOSING UNIT SKID “V3301”.
ET-GEI51-G-010 SPECIFICATION FOR PPM UNIT OF PPD “V3302 & V33033”.
ET-GEI51-G-011 SPECIFICATION FOR DRUM DECANTING SYSTEM LOBP “DDS”.
ET-GEI51-G-012 SPECIFICATION FOR DRUM OVEN “X3601 & X3602
PROJ. EXECUTIVO - GERAL - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA - SISTEMA
ET-GEI50-D-007 DE COMBATE A INCÊNDIO - EQUIPAMENTOS, DISPOSITIVOS E
MATERIAIS
PROJETO BASICO – GERAL – CRITERIO DE PROJETO –
ET-GEI50-G-006
ESTRUTURA METALICA
PROJETO BASICO – GERAL – CRITERIOS DE PROJETO DE
ET-GEI50-G-009
ELETRICIDADE
PROJETO BÁSICO-ESPEC. TEC.-GERAL-CRITÉRIO DE PROJ.ESTR.
ET-GEI50-G-006 MET.

PROJETO EXECUTIVO - GERAL - ESPECIFICAÇÃO DE MATERIAL


ET-GEI50-D-007
DE TUBULAÇÃO
PROJETO BÁSICO - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA - GERAL -
ET-GEI50-G-009
CRITÉRIOS DE PROJETO DE ELETRICIDADE
PROJETO BÁSICO - TANQUES ATUAIS - MODIFICAÇÃO DO FUNDO
ET-GEI51-G-003
DOS TANQUES
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 133/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

ET-GEI51-G-015 DATASHEET OF DEDUSTING FILTER – LOBP. “F3101


ET-GEI50-I-009 ESPEC. TÉCNICA - SIST. DESSUPERAQ.

NÚMERO DESCRIÇÃO

MC-GEI50-E-003 MEMÓRIA DE CÁLCULO DE FLEXIBILIDADE 01

MC-GEI50-E-004 MEMÓRIA DE CÁLCULO DE FLEXIBILIDADE 02

MC-GEI50-E-005 MEMÓRIA DE CÁLCULO DE FLEXIBILIDADE 03

MC-GEI50-E-006 MEMÓRIA DE CÁLCULO DE FLEXIBILIDADE 04

MC-GEI50-E-007 MEMÓRIA DE CÁLCULO DE FLEXIBILIDADE 05

MC-GEI50-E-008 MEMÓRIA DE CÁLCULO DE FLEXIBILIDADE 06

MC-GEI50-E-009 MEMÓRIA DE CÁLCULO DE FLEXIBILIDADE 07

MC-GEI50-E-010 MEMÓRIA DE CÁLCULO DE FLEXIBILIDADE 08

MC-GEI50-E-011 MEMÓRIA DE CÁLCULO DE FLEXIBILIDADE 09

MC-GEI50-E-012 MEMÓRIA DE CÁLCULO DE FLEXIBILIDADE 10

MC-GEI50-E-013 MEMÓRIA DE CÁLCULO DE FLEXIBILIDADE 11

MC-GEI50-E-014 MEMÓRIA DE CÁLCULO DE FLEXIBILIDADE 12

MC-GEI50-E-015 MEMÓRIA DE CÁLCULO DE FLEXIBILIDADE 13

MC-GEI50-E-016 MEMÓRIA DE CÁLCULO DE FLEXIBILIDADE 14

MC-GEI50-E-017 MEMÓRIA DE CÁLCULO DE FLEXIBILIDADE 15

MC-GEI50-E-018 MEMÓRIA DE CÁLCULO DE FLEXIBILIDADE 16

MC-GEI50-E-019 MEMÓRIA DE CÁLCULO DE FLEXIBILIDADE 17

MC-GEI50-I-003 MEMÓRIA DE CÁLCULO - VÁLVULAS

PROJETO DETALHADO – TANQUES NOVOS – PIPE RACK –


MC-GEI51-D-001
TRECHO 1
PROJETO EXECUTIVO – TANCAGEM - TANQUES NOVOS –
MC-GEI51-D-003
DRENAGEM CONTAMINADA
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 134/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJETO EXECUTIVO – TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -


MC-GEI51-D-011
PIPE RACK – TRECHOS 1 E 2
PROJETO DETALHADO – TANQUES NOVOS - PASSARELA DE
MC-GEI51-D-012
ACESSO ENTRE O DIQUE NOVO E EXISTENTE
PROJETO DETALHADO – TANQUES ATUAIS - PIPE RACK
MC-GEI51-D-013
TRECHO 1
PROJETO DETALHADO – TANQUES ATUAIS - PIPE RACK
MC-GEI51-D-014
TRECHO 2
PROJETO DETALHADO – TANQUES ATUAIS - PIPE RACK
MC-GEI51-D-015
TRECHO 3 + BLENDERS
PROJETO DETALHADO – TANQUES ATUAIS - PLATAFORMA
MC-GEI51-D-016
PARA VASO DE CONDENSADO
PROJETO EXECUTIVO – TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES-
MC-GEI51-D-019
PIPE RACK (TRECHOS 1 a 3) e BLENDERS - ESTAQUEAMENTO
PROJETO EXECUTIVO – TANCAGEM – TANQUES EXISTENTES
MC-GEI51-D-020
- PIPE-RACK (TRECHO 3) e BLENDERS
MC-GEI51-F-011 PROJETO DETALHADO - TANQUES ATUAIS – BASE DE BOMBAS

PROJETO DETALHADO – TANQUES ATUAIS – PIPE RACK –


MC-GEI51-F-014
TRECHO I E II
PROJETO EXECUTIVO – TANCAGEM - TANQUES EXISTENTES -
MC-GEI51-F-016
BASES PARA BOMBAS
MC-GEI54-E-001 MEMÓRIA DE CÁLCULO DE FLEXIBILIDADE 01

PROJETO BÁSICO - UTILIDADES - MEMORIA DE CALCULO DO


MC-GEI50-A-006
SISTEMA DE ÁGUA INDUSTRIAL E POTÁVEL
PROJETO DETALHADO - TANQUES NOVOS - PASS.ACESSO -
MC-GEI50-D-006
MEM. CÁLCULOS
PROJETO DETALHADO - TANQUES NOVOS - COBERT. DESC. -
MC-GEI51-D-005
MEM. CÁLCULOS
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 135/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJETO DETALHADO - TANQUES NOVOS -


MC-GEI51-D-007 DESCARREGAMENTO DE CAMINHÕES - COBERTURA -
FUNDAÇÃO
MC-GEI51-F-015 PROJETO EXECUTIVO - TANCAGEM - TANQUES NOVOS

MC-GEI50-I-003 MEMÓRIA DE CÁLCULO - VÁLVULAS

PROJETO DETALHADO - TANQUES NOVOS - PASS.ACESSO -


MC-GEI50-D-006
MEM. CÁLCULOS
MC-GEI51-G-005 MEMÓRIA DE CÁLCULO –UNIDADE DE LUBRIFICANTES
MANIFOLDS DE ENVASE E GRANEL - BASES PARA
EQUIPAMENTOS
MC-GEI54-G-002 DIMENSIONAMENTO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO

PROJETO DETALHADO – LUBRIFICANTES - PIPE RACK


MC-GEI51-A-012
MISTURA
PROJETO DETALHADO - ARMAZENAGEM E EXPEDIÇÃO -

MC-GEI55-D-002 PLATAFORMA DE DESCARRREGAMENTO DE CAMINHÕES -

ILUMINAÇÃO
PROJETO EXECUTIVO – ARMAZENAGEM / EXPEDIÇÃO –
MC-GEI55-D-011 PLATAFORMA DE CARREGAMENTO E DESCARREGAMENTO
DE CAMINHÕES
PROJETO EXECUTIVO- ARMAZENAGEM / EXPEDIÇÃO
MC-GEI55-D-013 PLATAFORMA DE DESCARREGAMENTO DE CAMINHÕES -
DRENAGEM OLEOSA
PROJETO DETALHADO – ARMAZENAGEM E EXPEDIÇÃO –
MC-GEI55-D-014
DESCARREGAMENTO DE CAMINHÕES
MC-GEI54-E-002 MEMÓRIA DE CÁLCULO DE FLEXIBILIDADE 02

NÚMERO DESCRIÇÃO
RL-GEI50-A-094 RELATÓRIO DE INTERFERÊNCIAS DO MODELO 3D
RL-GEI50-D-001 PROJETO DETALHADO – GERAL – RELATÓRIO DE SONDAGEM

6.3. FOLHAS DE DADOS


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 136/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

NÚMERO DESCRIÇÃO

FD-GEI50-D-064 FOLHA DE DADOS - VÁLVULAS DE CONTROLE

FD-GEI50-D-066 FOLHA DE DADOS - VÁLVULAS DE ALÍVIO E SEGURANÇA

FD-GEI50-D-067 FOLHA DE DADOS - VÁLVULAS AUTO-OPERADAS

FD-GEI50-G-048 FOLHA DE DADOS - VÁLVULAS ON-OFF

FD-GEI50-G-051 FOLHA DE DADOS DE PROCESSO PARA INSTRUMENTOS

FD-GEI50-G-052 FOLHA DE DADOS DE FILTROS CESTOS

FD-GEI50-I-012 FOLHA DE DADOS - MANÔMETROS

FD-GEI51-G-022 FOLHA DE DADOS - VISORES DE NÍVEL


FD-GEI50-G-046 PROJETO EXECUTIVO - TANQUES DE ÁGUA POTÁVEL

PROJETO EXECUTIVO - TANQUES NOVOS - TANQUE DE ÓLEO


FD-GEI51-G-022
BÁSICO

FD-GEI50-I-001 FOLHA DE DADOS TERMÔMETRO

FD-GEI50-I-003 FOLHA DE DADOS TERMÔMETRO

FD-GEI50-I-004 FOLHA DE DADOS - PRESTOSTATO

FD-GEI50-I-012 FOLHA DE DADOS - MANÔMETROS

FD-GEI50-I-013 FOLHA DE DADOS - VISORES DE NÍVEL

FD-GEI50-I-014 FOLHA DE DADOS - TERMÔMETROS BIMATÁLICOS E POÇOS

FD-GEI50-I-015 FDS - TRANSM. PRESSÃO E PRESSOSTATOS

FD-GEI50-I-016 FOLHA DE DADOS - VÁLVULAS DE CONTROLE

FD-GEI50-I-017 FOLHA DE DADOS - VÁLVULAS DE ALÍVIO E SEGURANÇA

FD-GEI50-I-018 FOLHA DE DADOS - VÁLVULAS AUTO-OPERADAS

FD-GEI50-I-019 FOLHA DE DADOS - VÁLVULAS ON-OFF

FD-GEI51-G-022 FOLHA DE DADOS DOS TANQUES DE ÓLEOS


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 137/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJETO EXECUTIVO - LUBRIFICANTES - SALA


DE
FD-GEI51-G-027 CONTROLE - FOLHA DE DADOS - PAINEL DE ILUMINAÇÃO E
TOMADAS - PL-960003
PROJETO EXECUTIVO - LUBRIFICANTES - SALA
DE
FD-GEI51-G-028 CONTROLE - FOLHA DE DADOS - TRANSFORMADOR DE
ILUMINAÇÃO - TL-960003
FOLHA DE DADOS DE PROCESSO PARA INSTRUMENTOS
DE-GEI50-A-026
GERAL PARA UTILIDADES
FOLHA DE DADOS DE PROCESSO - INSTRUMENTOS DE
FD-GEI50-A-006
PRESSÃO
FOLHA DE DADOS DE PROCESSO - INSTRUMENTOS VÁLVULA
FD-GEI50-A-008
DE CONTROLE
FOLHA DE DADOS DE PROCESSO - INSTRUMENTOS VÁLVULA
FD-GEI50-A-009
DE SEGURANÇA
FOLHA DE DADOS DE PROCESSO - INSTRUMENTOS
FD-GEI50-A-010
VÁLVULA ON-OFF
DATASHEET OF SELF-OPERATED PRESSURE CONTROL
FD-GEI50-G-005
VALVE – LOBP
DATASHEET OF SECONDARY BASE OILS MANIFOLD – LOBP -
FD-GEI51-G-014
“X5200”.
DATASHEET OF PIGGABLE MANIFOLDS- LOBP “X5000 &
FD-GEI51-G-015 X5100”.

DATASHEET OF LOADING ARMS – LOBP ”L5330; L5340;


FD-GEI51-G-016
L5341; L5350
DATASHEET OF IN LINE BLENDING SYSTEM AND PREMIXERS
FD-GEI51-G-017
- LOBP “ILB-1: X3101 & ILB-2:X3102
FD-GEI51-G-018 DATASHEET OF PPM UNIT OF PPD – LOBP “V3302 & V33033”.

FD-GEI51-G-019 DATASHEET OF PPM UNIT ANTIFOAM – LOBP “V3301


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 138/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

DATASHEET OF DRUM DECANTING SYSTEM (DDS) – LOBP


FD-GEI51-G-020
“U3501 & U3502”

1.1. MEMÓRIAS DE CÁLCULO

6.4. LISTAS LISTAS (TUBULAÇÕES, CABOS ELÉTRICOS, ELETRODUTOS, ETC.)

NÚMERO DESCRIÇÃO

LI-GEI50-I-003 LISTA DE INSTRUMENTOS

LM-GEI50-G-003 EQUIPMENT LIST - LOBP

LM-GEI50-G-007 LIST OF TIE-IN LOBP

PROJETO BÁSICO - UTILIDADES - LISTA DE LINHAS GERAL PARA


LT-GEI50-A-004
UTILIDADES
LT-GEI50-E-001 PROJETO DETALHADO - GERAL - LISTA DE TIE INS

LT-GEI50-E-002 PROJETO BÁSICO – LISTA DE TIE-INS

LT-GEI50-E-003 LISTA DE SUPORTES - UTILIDADES - PROJETO EXECUTIVO

LISTA DE SUPORTES - PIPE-RACK TRECHO 1 - PROJETO


LT-GEI50-E-005
EXECUTIVO
LISTA DE SUPORTES - PIPE-RACK TRECHO 1- PROJETO
LT-GEI50-E-006
EXECUTIVO
LISTA DE SUPORTES - PIPE-RACK TRECHO 1- PROJETO
LT-GEI50-E-007
EXECUTIVO
LISTA DE SUPORTES - PIPE-RACK TRECHO 2- PROJETO
LT-GEI50-E-008
EXECUTIVO
LISTA DE SUPORTES - PIPE-RACK TRECHO 2- PROJETO
LT-GEI50-E-009
EXECUTIVO
LT-GEI50-E-010 LISTA DE SUPORTES - INTERLIGAÇÃO

LT-GEI50-E-011 LISTA DE SUPORTES - INTERLIGAÇÃO - PROJETO EXECUTIVO

LT-GEI50-E-012 LISTA DE SUPORTES - INTERLIGAÇÃO


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 139/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

LISTA DE SUPORTES - PIPE-RACK TRECHO 1 - PROJETO


LT-GEI50-E-013
EXECUTIVO
LISTA DE SUPORTES - PIPE-RACK TRECHO 1 - PROJETO
LT-GEI50-E-014
EXECUTIVO
LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS - ÓLEO BASE 1 -
LT-GEI50-E-015
PROJETO EXECUTIVO
LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS - ÓLEO BASE 1 -
LT-GEI50-E-016
PROJETO EXECUTIVO
LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS - PRODUTO FINAL 1 -
LT-GEI50-E-017
PROJETO EXECUTIVO
LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS - PRODUTO FINAL 1 -
LT-GEI50-E-018
PROJETO EXECUTIVO
LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS - PRODUTO FINAL 1 -
LT-GEI50-E-019
PROJETO EXECUTIVO
PROJETO EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS -
LT-GEI50-E-020
OLEO BASE 2
PROJETO EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS -
LT-GEI50-E-021
OLEO BASE 2
PROJETO EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS -
LT-GEI50-E-022
OLEO BASE 2
PROJETO DE EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - TANQUES
LT-GEI50-E-023
ATUAIS - OLEO BASE 2
PROJETO EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS -
LT-GEI50-E-024
OLEO BASE 2
PROJETO EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS -
LT-GEI50-E-025
PRODUTO FINAL 1
PROJETO EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS -
LT-GEI50-E-026
PRODUTO FINAL 1
PROJETO EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS -
LT-GEI50-E-027
PRODUTO FINAL 1
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 140/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJETO EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS -


LT-GEI50-E-028
OLEO BASE 2
LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS - ADITIVOS - PROJETO
LT-GEI50-E-029
EXECUTIVO
PROJETO EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS -
LT-GEI50-E-030
ADITIVOS
PROJETO EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS -
LT-GEI50-E-031
ADITIVOS
LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS - ÓLEO BASE 1 -
LT-GEI50-E-032
PROJETO EXECUTIVO
LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS - Ó LEO BASE 1 -
LT-GEI50-E-033
PROJETO EXECUTIVO
LISTA DE SUPORTES - PIPE-RACK TRECHO 2- PROJETO
LT-GEI50-E-034
EXECUTIVO
LISTA DE SUPORTES - PIPE-RACK TRECHO 3- PROJETO
LT-GEI50-E-035
EXECUTIVO
LT-GEI50-E-036 LISTA DE SUPORTES - PIPE RACK TRECHO 3

LISTA DE SUPORTES - PIPE-RACK TRECHO 3- PROJETO


LT-GEI50-E-037
EXECUTIVO
LT-GEI50-E-038 LISTA DE SUPORTES - PIPE RACK TRECHO 3

LT-GEI50-E-039 PROJETO EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - INTERLIGAÇÃO

LT-GEI50-E-040 PROJETO EXECUTIVO LISTA DE SUPORTES - PIPE RACK 3


LISTA DE SUPORTES - PIPE-RACK TRECHO 3 - PROJETO
LT-GEI50-E-041
EXECUTIVO
LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS - ADITIVOS - PROJETO
LT-GEI50-E-043
EXECUTIVO
PROJETO EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS -
LT-GEI50-E-044
PRODUTOS FINAIS 2
PROJETO EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS -
LT-GEI50-E-045
PRODUTOS FINAIS 2
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 141/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PROJETO EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS -


LT-GEI50-E-046
PRODUTOS FINAIS 2
LT-GEI50-E-047 LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS - PRODUTOS FINAIS 2

LT-GEI50-E-048 LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS - PRODUTOS FINAIS 2

PROJETO EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS -


LT-GEI50-E-049
PRODUTOS FINAIS 2
LT-GEI50-E-050 LISTA DE SUPORTES - TANQUES ATUAIS - ADITIVOS

PROJETO EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - SISTEMA DE


LT-GEI50-E-051
COMBATE A INCÊNDIO
LT-GEI50-E-053 PROJETO EXECUTIVO - ÁREA GERAL - LISTA DE CLIP

LT-GEI50-E-055 LISTA DE SUPORTES - PIPE RACK TRECHO 3

LT-GEI50-E-056 PROJETO EXECUTIVO LISTA DE SUPORTES - PIPE RACK 3

PROJ. EXECUTIVO LISTA DO SISTEMA DE AQUECIMENTO


LT-GEI50-E-057 LUBRIFICANTE.

LT-GEI50-E-058 PROJETO EXECUTIVO LISTA DE SUPORTES - PIPE RACK 3

LT-GEI50-E-059 LISTA DE SUPORTE SISTEMA DE COMBATE A INCÊNDIO

LT-GEI51-E-026 PROJETO EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - LUBRIFICANTES

LT-GEI51-E-027 PROJETOEXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - LUBRIFICANTES

LT-GEI51-E-028 PROJETO EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - LUBRIFICANTES

LT-GEI51-E-029 PROJETO EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - LUBRIFICANTES

LT-GEI51-E-030 PROJETO EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - LUBRIFICANTES

LT-GEI51-E-031 PROJETO EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - LUBRIFICANTES

PROJETO EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTE - MANIFOLD E


LT-GEI51-E-034
ENVASE
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 142/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

LM-GEI50-G-
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 143/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

LISTA DE MATERIAIS:
013
ABB 3BFR 4
B02839 – AUTOMATION EQUIPIMENTS LIST
H020001
C48004280A DATA SHEET TWIN VALVE

C48004299B DATA SHEET WM PIG LAUNCHING STATION OPTION P

C48004301B DATA SHEET H OR X PIGGED VALVE

C48004303A 1 WAY PIGGABLE VALVE

C48004304C DATA SHEET 2 WAY VALVE

C48004328B 1 PIG RECEIVING STATION

C48004599A DATA SHEET RECEIVING TWIN VALVE

C48300280C DATA SHEET COMPACT PIG STATION WITH BV


LC-GEI50-H006
PROJETO EXECUTIVO - GERAL - LISTA DE CABOS ELÉTRICOS

LI-GEI50-H-001 PROJETO DETALHADO - GERAL - LISTA DE CARGAS ELÉTRICAS

LT-GEI50-A-004 LISTA DE LINHAS GERAL PARA UTILIDADES


PROJETO EXECUTIVO - LISTA DO SISTEMA DE AQUECIMENTO -
LT-GEI50-E-057
LUBRIFICANTE
PROJETO EXECUTIVO – LISTA DE SUPORTES – PLATAFORMA
LT-GEI55-E-006
DE DESCARREGAMENTO DE ADITIVOS – PARTE 1
PROJETO EXECUTIVO – LISTA DE SUPORTES – PLATAFORMA
LT-GEI55-E-007
DE DESCARREGAMENTO DE ADITIVOS – PARTE 2
PROJETO EXECUTIVO – LISTA DE SUPORTES – PLATAFORMA
LT-GEI55-E-008
DE DESCARREGAMENTO DE ADITIVOS – PARTE 2
PROJETO DE EXECUTIVO - LISTA DE SUPORTES - TANQUES
LT-GEI51-E-041
ATUAIS - OLEO BASE 3

6.5. LISTAS DE MATERIAIS


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 144/1
6.6. 78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

NORMAS, PADRÕES E PROCEDIMENTOS BR

Nº DESCRIÇÃO
NE-002 LAJE NIVELADA FORMA E ARMAÇÃO
NE-004 MASTRO PARA BANDEIRAS
NE-006 ESCADA PARA TALUDES
NE-009 TABELA PARA SUPORTES
NE-010 TABELA PARA BASES EM CONCRETO ARMADO
NE-011 TABELA DE SUPORTE PARA TUBULAÇÃO DORMENTE EM
CONCRETO ARMADO
NE-012 SUPORTE PILARETE - PERFIL "H"
NE-013 SUPORTE PILARETE - PERFIL "I" TIPO I
NE-014 SUPORTE PILARETE - PERFIL "I" TIPO II
NE-015 SUPORTE PILARETE - PERFIL "L"
NE-016 PÓRTICO I - PERFIL "H"
NE-017 PÓRTICO I - PERFIL "I" TIPO I
NE-018 PÓRTICO I - PERFIL "I" TIPO II
NE-019 PÓRTICO I - PERFIL "L"
NE-020 PÓRTICO II - PERFIL "H"
NE-021 PÓRTICO II - PERFIL "I" - TIPO I
NE-022 PÓRTICO II - PERFIL "I" TIPO II
NE-023 PÓRTICO II - PERFIL "L"
NE-024 VIGAS EM BALANÇO - PERFIL "I" - CARGA MÁXIMA 1000 KG
NE-025 VIGAS EM BALANÇO - PERFIL "L" - CARGA MÁXIMA 450 KG
NE-026 SUPORTE PARA TUBULAÇÃO DORMENTE EM CONCRETO ARMADO
NE-027 BASE EM CONCRETO ARMADO (UMA PERNA)
NE-028 BASE EM CONCRETO ARMADO (DUAS PERNAS)
NE-029 BASE EM CONCRETO ARMADO (TRÊS PERNAS)
NE-030 GUIA PARA TUBO NÃO ISOLADO ATÉ 04"
NE-031 GUIA PARA TUBO NÃO ISOLADO DE 06" A 14"
NE-032 GUIA PRA TUBO ISOLADO ATÉ 012
NE-033 GUIA PARA TUBO ISOLADO DE 014" A 022"
NE-034 GUIA TRAVA PARA TUBO NÃO ISOLADO DE 01" A 02"
NE-035 GUIA TRAVA PRA TUBO NÃO ISOLADO DE 2 1/2" A 010"
NE-036 GUIA TRAVA PARA TUBO ISOLADO ATÉ 012"
NE-037 ANCORAGEM PARA TUBO NÃO ISOLADO ATÉ 04"
NE-038 ANCORAGEM PARA TUBO NÃO ISOLADO DE 06" A 014"
NE-039 ANCORAGEM PARA LIHAS ISOLADAS ATÉ 022"
NE-040 PATIM PARA TUBO ISOLADO ATÉ 08"
NE-041 PATIM PARA TUBO ISOLADO DE 010" A 012"
NE-042 PATIM PARA TUBO ISOLADO DE 014" A 022"
NE-043 SUPORTE DESLIZANTE (APOIO SIMPLES)
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 145/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

NE-044 SUPORTE DE ARRASTADO - TIPO I


NE-045 SUPORTE DE ARRASTO - TIPO II
NE-046 SUPORTE DE ARRASTO - TIPO III
NE-047 SUPORTE DE ARRASTO - TIPO IV
NE-048 SUPORTE DE ARRASTO - TIPO V
NE-049 DRENAGEM OLEOSA EM DEPÓSITOS DE AEROPORTOS
NE-050 TABELA PARA CAIXAS DE DRENAGEM
NE-051 BOCA DE LOBO SIMPLES - BLS
NE-052 BOCA DE LOBO MÚLTIPLA - BLM
NE-053 CAIXA DE PASSAGEM SEM TAMPA - CPS
NE-054 CAIXA DE PASSAGEM COM TAMPA - CPT
NE-055 CONJUNTO CAIXA DE PASSAGEM (CPS) E CAIXA COM VÁLVULA
(CVS) PARA AS SUB - BACIAS
NE-056 CAIXAS COM VÁLVULAS TIPOS: CVG E CVB
NE-057 POÇO DE VISITA - PV
NE-058 CAIXA SIFONADA - CS
NE-059 ARMAÇÃO TÍPICA PARA CAIXAS C/ ALTURA MAIOR OU IGUAL A 1,50
M
NE-060 DRENAGEM PARA PLATAFORMA DE BOMBAS
NE-061 CANALETAS PARA DRENAGEM TIPO "U"
NE-062 TABELA PARA CAIXA DE PASSAGEM ELÉTRICA
NE-063 CAIXA DE PASSAGEM ELÉTRICA
NE-064 POSTE E LUMINÁRIA USO EXTERNO - TIPO I
NE-065 POSTE E LUMINÁRIA USO EXTERNO - TIPO II
NE-066 POSTE PARA ILUMINAÇÃO ESTERNA - TIPO I
NE-067 POSTE PARA ILUMINAÇÃO EXTERNA - TIPO II
NE-068 LUMINÁRIA E TOMADA
NE-069 LUMINÁRIA E TOMADA DE SOLDA
NE-070 LUMINÁRIA E COMANDO PARA 1 BOMBA
NE-071 LUMINÁRIA E COMANDO PARA 2 BOMBAS
NE-072 LUMINÁRIA E COMANDO PARA 3 BOMBAS
NE-073 PLATAFORMA DESCARREGAMENTO DE VAGÕES - TANQUE
LUMINÁRIA E COMANDO PARA 4 BOMBAS
NE-074 ATERRAMENTO DE LINHAS E ELETRODUTOS
NE-075 ISOLAMENTO E ATERRAMENTO DE DESVIO FERROVIÁRIO
NE-077 ILUMINAÇÃO DE ESCADA DE TANQUE
NE-078 DIAGRAMA DE COMANDO DO SISTEMA DE COMBATE A INCÊNDIO
NE-079 FLUXOGRAMA DO SISTEMA DE PRESSURIZAÇÃO DA REDE DE
INCÊNDIO
NE-080 VASO DE PRESSURIZAÇÃO DA REDE DE INCÊNDIO
NE-081 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DO SISTEMA DE PRESSURIZAÇÃO
NE-082 HIDRANTE DE PASSEIO
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 146/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

NE-083 DETALHE DO MISTURADOR ÁLCOOL / GASO A


NE-084 TABELA DE DIMENSÕES E PESOS DE TANQUES VERTICAIS
NE-089 CAPUZ DE VENTILAÇÃO PARA TANQUES
NE-090 TANQUES 10, 15 E 20 M³ PARA QUEROSENE DE AVIAÇÃO (ÁREAS)
NE-091 TANQUES 50 E 100 M³ PARA QUEROSENE DE AVIAÇÃO (ÁEREOS)
NE-092 TANQUES 10, 15 E 20 M³ PARA GASOLINA DE AVIAÇÃO ÁEREOS.
NE-094 TANQUE 50 E 100 M³ PARA GASOLINA DE AVIAÇÃO
NE-095 PLATAFORMA METÁLICA PARA MANUTENÇÃO DE CÂMARAS DE
ESPUMA MCS
NE-099 PLATAFORMA DE ENCHIMENTO DE CT'S ATÉ 2 BRAÇOS DE
ENCHIMENTO C/ COBERTURA
NE-100 SEPARADOR DE ÁGUA E ÓLEO GERAL
NE-101 SEPARADOR DE ÁGUA E ÓLEO DETALHES
NE-105 HIDRANTE PARA COMBUSTÍVEL DE DEPÓSITO DE AEROPORTOS
NE-106 PONTO BAIXO PARA LINHA DE HIDRANTE PARA COMBUSTÍVEL DE
DEPÓSITO DE AEROPORTOS
NE-107 DISPOSITIVO DE DRENAGEM PARA TANQUES AEREOS DE
DEPÓSITO DE AEROPORTOS
NE-108 DISPOSITIVO PARA TESTE HIDROSTÁTICO DE TUBULAÇÕES
NE-109 TOMADA PARA INSTALAÇÃO TERMÔMETRO EM TUBULAÇÕES
NE-116 BLOCO PARA CÂMARA DE CALÇADA
NE-117 BOCAL DE DESCARGA DE CT'S EM TANQUES ENTERRADOS
NE-119 PLATAFORMA DE ENCAMINHAMENTO DE CT'S PLANTA DE
LOCAÇÃO E DRENAGEM DAS ILHAS
NE-122 PLATAFORMA DE ENCHIMENTO DE CT'S SUPERESTRUTURA
ESQUEMA GERAL DE MONTAGEM
NE-123 PLATAFORMA DE ENCHIMENTO DE CT'S SUPERESTRUTURA
PLANTA E DETALHES
NE-124 PLATAFORMA DE ENCHIMENTO DE CT'S SUPERESTRUTURA
CORTE TRANSVERSAL E
DETALHES
NE-125 PLATAFORMA DE ENCHIMENTO DE CT'S SUPERESTRUTURA
CORTE LONGITUDINAL E DETALHES
NE-126 PLATAFORMA DE ENCHIMENTO DE CT'S INSTALAÇÃO ELÉTRICAS
PLANTA, CORTES E DETALHES
NE-128 "MASTER METER" EM PLATAFORMA DE ENCHIMENTO
NE-130 FLUXOGRAMA DE GAV-100 P/ DEPÓSITO DE AEROPORTOS -
PADRÃO Nº 1
NE-131 FLUXOGRAMA DE GAV-100 P/DEPÓSITO DE AEROPORTOS -
PADRÃO Nº2
NE-132 FLUXOGRAM DE GAV-100 P/ DEPÓSITO DE AEROPORTOS -
PADRÃO Nº 3
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 147/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

NE-133 FLUXOGRAMA DE QAV-1 UNIDADES OPERACIONAIS EM


AEROPORTOS - PADRÃO Nº 1
NE-134 FLUXOGRAMA DE QAV-1 UNIDADES OPERACIONAIS EM
AEROPORTOS - PADRÃO Nº2
NE-135 FLUXOGRAMA DE QAV-1 UNIDADE OPERACIONAIS EM
AEROPORTOS - PADRÃO N º 3
NE-136 FLUXOGRAMA DE QAV-1 EM BASES
NE-137 FLUXOGRAMA DE GAV EM BASES
NE-139 TANQUE HORIZONTA DE 50M³ SOBRE SKID
NE-141 TANQUE DE DRENAGEM PARA QAV-1 EM BASES
NE-142 TANQUE DE DRENAGEM PRA GAV EM BASES
NE-146 PASSARELA ENTRE TANQUES PLANTAS, CORTES E DETALHES
NE-150 CHAPA DE ATERRAMENTO DE CAMINHÕES - TANQUE
NE-151 TANQUE DE LGE PARA SISTEMA DE COMBATE A INCÊNDIO
NE-154 ESQUEMA UNIFILAR PARA INSTALAÇÃO DE CPD'S EM BASES
NE-155 DIQUE INTERMEDIÁRIO DE 45 CM PARA BACIA DE CONTENÇÃO
NE-156 ARMAZÉM DE LUBRIFICANTES
NE-157 DEPÓSITO DE AEROPORTO - PRÉDIO ADIMINISTRATIVO TIPO 1.
(43,575 M²)
NE-158 ESPECIFICAÇÃO DE MATERIAL PARA CONTRUÇÃO DE PRÉDIO
ADMINISTRATIVO TIPO 2 PARA DEPÓSITO DE AEROPORTO
NE-159 GUARITA
NE-160 PRÉDIO DE SERVIÇOS
NE-161 PRÉDIO ADMINISTRATIVO/ARMAZÉM DE LUBRIFICANTES - TIPO I
NE-162 PRÉDIO ADMINISTRATIVO TIPO II
NE-163 PRÉDIO ADMINISTRATIVO TIPO III
NE-168 ESCADA PANTOGRÁFICA
NE-169 CASTELO D'ÁGUA DESMONTAVEL PARA TRANSPORTE
CAPACIDADE : 11.000 L
NE-171 TANQUE DE DRENAGEM CAPACIDAE 700 L COM BOMBA ELETRICA
NE-172 TANQUE DE FRENAGEMCAPACIDADE 200L COM BOMBA MANUAL
NE-173 DRENO DE FUNDO DE TANQUES VERTICAIS QAC-1, GASOLINA E
ÓLEO DIESEL
NE-175 PINTURA DE IDENTIFICAÇÃO DE TUBULAÇÕES DE PRODUTOS PARA
DEPÓSITOS DE AEROPORTO
NE-177 DESCARGA SELADA PARA CAMINHÕES-TANQUES
NE-179 FLUXOGRAMA DE DRENAGEM DE PRODUTOS
NE-180 GUARITA PADRÃO
NE-183 ESPECIFICAÇÃO PARA OBRAS
NE-185 REQUISITOS BÁSICOS DE SUPRIMENTO DE MATERIAIS
NE-186 ACIONAMENTO REMOTO DA VÁLVULA DE ABERTURA DO BICO DE
CARREGAMENTO DE ÓLEOS COMBUSTÍVEIS
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 148/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

NE-189 UTILIZAÇÃO DAS VÁLVULAS DE PRESSÃO E VÁCUO ( V.P.V. ),


CORTA-CHAMAS ( C.C. ) E CAPUZ DE VENTILAÇÃO ( C.V. ) NOS
TANQUES DE TETO FIXO
NE-342 REQUISITOS DO SISTEMA DA QUALIDADE
NE-345 MEMORIAL DESCRITIVO PARA CONTRATAÇÃO DE MONTAGEM DE
ESTRUTURAS DE SUPORTAÇÃO DE SISTEMA TRAVA-QUEDAS
NE-346 SISTEMA TRAVA-QUEDAS EM PLECTS COM
ESTRUTURA SUPORTÁVEL - OPÇÃO 1
NE-347 SISTEMA TRAVA-QUEDAS EM PLECTS - ESTRUTURA FIXADA NAS
COLUNAS DA COBERTURA - OPÇÃO 2
NE-348 SISTEMA TRAVA-QUEDAS EM PLECTS, COM ESTRUTURA PRESA A
COBERTURA - OPÇÃO 3
NE-349 SISTEMA TRAVA-QUEDAS EM PLECTS, COM ESTRUTURA PRESA A
COBERTURA - OPÇÃO 4
NE-350 SISTEMA TRAVA-QUEDAS EM PLDVT SEM COBERTURA -
ESTRUTURA DE SUPORTAÇÃO
NE-351 SISTEMA TRAVA-QUEDAS EM PLEVT COM COBERTURA -
ESTRUTURA DE SUPORTAÇÃO
NE-352 SISTEMA TRAVA-QUEDAS EM PLECTS COM ESTRUTURA NÃO
SUPORTÁVEL-OPÇÃO 1
PE-GE-001 CODIFICAÇÃO DE DOCUMENTOS TÉCNICOS DE ENGENHARIA
PE-GE-002 PADRONIZAÇÃO DE DOCUMENTOS TÉCNICOS DE ENGENHARIA
PE-GE-004 ELABORAÇÃO DE DESENHOS EM AUTO CAD
PE-GE-006 PROCEDIMENTO DE PINTURA
PE-IN-002 ESPECIFICAÇÃO PARA PROJETO
PT-GE-014 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 50 m³
PT-GE-014-01 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 50 m³ - FOLHA DE
DADOS
PT-GE014- TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 50 m³ -
02 DESENHO DE CONJUNTO
PT-GE014- TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 50 m³ -
03 COSTADO
PT-GE014- TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 50 m³ - TETO
04 CÔNICO
PT-GE014- TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 50 m³ - FUNDO
05
PT-GE014- TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 50 m³ -
06 ESTRUTURA DE SUPORTAÇÃO DO TETO
PT-GE014- TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 50 m³ - PORTA
07 DE LIMPEZA 24” x 24”
PT-GE014- TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 50 m³ - ESCADA
08 HELICOIDAL
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 149/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PT-GE014- TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 50 m³ -


09 AMOSTRADOR DE COSTADO
PT-GE014- TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 50 m³ -
10 GUARDACORPO DO TETO
PT-GE014- TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 50 m³ -
11 SEQUÊNCIA DE SOLDAGEM
PT-GE-015 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 120 m³
PT-GE-015-01 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 120 m³ - FOLHA
DE DADOS
PT-GE-015-02 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 120 m³ -
DESENHO DE CONJUNTO
PT-GE-015-03 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 120 m³ -
COSTADO
PT-GE-015-04 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 120 m³ - TETO
CÔNICO
PT-GE-015-05 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 120 m³ - FUNDO
PT-GE-015-06 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 120 m³ -
ESTRUTURA DE SUPORTAÇÃO DO TETO
PT-GE-015-07 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 120 m³ - PORTA
DE LIMPEZA 24” x 24”
PT-GE-015-08 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE D E 120 - ESCADA
m³ HELICOIDAL
PT-GE-015-09 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 120 m³ -
AMOSTRADOR DE COSTADO
PT-GE-015-10 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 120 m³ -
GUARDA-CORPO DO TETO
PT-GE-015-11 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 120 m³ -
SEQUÊNCIA DE SOLDAGEM
PT-GE-016 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 280 m³
PT-GE-016-01 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 280 m³ - FOLHA
DE DADOS
PT-GE-016-02 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 280 m³ -
DESENHO DE CONJUNTO
PT-GE-016-03 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 280 m³ -
COSTADO
PT-GE-016-04 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 280 m³ - TETO
CÔNICO
PT-GE-016-05 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 280 m³ - FUNDO
PT-GE-016-06 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 280 m³ -
ESTRUTURA DE SUPORTAÇÃO DO TETO
PT-GE-016-07 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 280 m³ - PORTA
DE LIMPEZA 24” x 24”
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 150/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PT-GE-016-08 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE D E m³ -


2 HELICOIDAL ESCADA
80
PT-GE-016-09 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 280 m³ -
AMOSTRADOR DE COSTADO
PT-GE-016-10 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 280 m³ -
GUARDA-CORPO DO TETO
PT-GE-016-11 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 280 m³ -
SEQUÊNCIA DE SOLDAGEM
PT-GE-017 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 355 m³
PT-GE-017-01 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 355 m³ - FOLHA
DE DADOS
PT-GE-017-02 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 355 m³ -
DESENHO DE CONJUNTO
PT-GE-017-03 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 355 m³ -
COSTADO
PT-GE-017-04 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 355 m³ - TETO
CÔNICO
PT-GE-017-05 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 355 m³ - FUNDO
PT-GE-017-06 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 355 m³ -
ESTRUTURA DE SUPORTAÇÃO DO TETO
PT-GE-017-07 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 355 m³ - PORTA
DE LIMPEZA 24” x 24”
PT-GE-017-08 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE D E 55 - ESCADA
3 HELICOIDAL m³
PT-GE-017-09 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 355 m³ -
AMOSTRADOR DE COSTADO
PT-GE-017-10 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 355 m³ -
GUARDA-CORPO DO TETO
PT-GE-017-11 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 355 m³ -
SEQUÊNCIA DE SOLDAGEM
PT-GE-018 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 495 m³
PT-GE-018-01 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 495 m³ - FOLHA
DE DADOS
PT-GE-018-02 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 495 m³ -
DESENHO DE CONJUNTO
PT-GE-018-03 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 495 m³ -
COSTADO
PT-GE-018-04 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 495 m³ - TETO
CÔNICO
PT-GE-018-05 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 495 m³ - FUNDO
PT-GE-018-06 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 495 m³ -
ESTRUTURA DE SUPORTAÇÃO DO TETO
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 151/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PT-GE-018-07 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 495 m³ - PORTA


DE LIMPEZA 24” x 24”
PT-GE-018-08 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE D E m³ -
4 HELICOIDAL ESCADA
95
PT-GE-018-09 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 495 m³ -
AMOSTRADOR DE COSTADO
PT-GE-018-10 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 495 m³ -
GUARDA-CORPO DO TETO
PT-GE-018-11 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 495 m³ -
SEQUÊNCIA DE SOLDAGEM
PT-GE-019 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 700 m³
PT-GE-019-01 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 700 m³ - FOLHA
DE DADOS
PT-GE-019-02 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 700 m³ -
DESENHO DE CONJUNTO
PT-GE-019-03 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 700 m³ -
COSTADO
PT-GE-019-04 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 700 m³ - TETO
CÔNICO
PT-GE-019-05 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 700 m³ - FUNDO
PT-GE-019-06 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 700 m³ -
ESTRUTURA DE SUPORTAÇÃO DO TETO
PT-GE-019-07 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 700 m³ - PORTA
DE LIMPEZA 24” x 24”
PT-GE-019-08 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE D E 00 - ESCADA
7 HELICOIDAL m³
PT-GE-019-09 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 700 m³ -
AMOSTRADOR DE COSTADO
PT-GE-019-10 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 700 m³ -
GUARDA-CORPO DO TETO
PT-GE-019-11 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 700 m³ -
SEQUÊNCIA DE SOLDAGEM
PT-GE-020 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 900 m³
PT-GE-020-01 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 900 m³ - FOLHA
DE DADOS
PT-GE-020-02 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 900 m³ -
DESENHO DE CONJUNTO
PT-GE-020-03 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 900 m³ -
COSTADO
PT-GE-020-04 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 900 m³ - TETO
CÔNICO
PT-GE-020-05 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 900 m³ - FUNDO
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 152/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PT-GE-020-06 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 900 m³ -


ESTRUTURA DE SUPORTAÇÃO DO TETO
PT-GE-020-07 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 900 m³ - PORTA
DE LIMPEZA 24” x 24”
PT-GE-020-08 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE D E m³ -
9 HELICOIDAL ESCADA
00
PT-GE-020-09 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 900 m³ -
AMOSTRADOR DE COSTADO
PT-GE-020-10 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 900 m³ -
GUARDA-CORPO DO TETO
PT-GE-020-11 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 900 m³ -
SEQUÊNCIA DE SOLDAGEM
PT-GE-021 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.100 m³
PT-GE-021-01 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.100 m³ - FOLHA
DE DADOS
PT-GE-021-02 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.100 m³ -
DESENHO DE CONJUNTO
PT-GE-021-03 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.100 m³ -
COSTADO
PT-GE-021-04 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.100 m³ - TETO
CÔNICO
PT-GE-021-05 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.100 m³ - FUNDO

PT-GE-021-06 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.100 m³ -


ESTRUTURA DE SUPORTAÇÃO DO TETO
PT-GE-021-07 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.100 m³ - PORTA
DE LIMPEZA 36” x 48”
PT-GE-021-08 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.100 m³ -
ESCADA HELICOIDAL
PT-GE-021-09 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.100 m³ -
AMOSTRADOR DE COSTADO
PT-GE-021-10 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.100 m³ -
GUARDA-CORPO DO TETO
PT-GE-021-11 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.100 m³ -
SEQUÊNCIA DE SOLDAGEM
PT-GE-022 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.360 m³
PT-GE-022-01 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.360 m³ - FOLHA
DE DADOS
PT-GE-022-02 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.360 m³ -
DESENHO DE CONJUNTO
PT-GE-022-03 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.360 m³ -
COSTADO
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 153/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PT-GE-022-04 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.360 m³ - TETO


CÔNICO
PT-GE-022-05 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.360 m³ - FUNDO

PT-GE-022-06 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.360 m³ -


ESTRUTURA DE SUPORTAÇÃO DO TETO
PT-GE-022-07 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.360 m³ - PORTA
DE LIMPEZA 36” x 48”
PT-GE-022-08 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.360 m³ - ESCADA
HELICOIDAL
PT-GE-022-09 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.360 m³ -
AMOSTRADOR DE COSTADO
PT-GE-022-10 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.360 m³ -
GUARDA-CORPO DO TETO
PT-GE-022-11 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.360 m³ -
SEQUÊNCIA DE SOLDAGEM
PT-GE-023 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.600 m³
PT-GE-023-01 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.600 m³ - FOLHA
DE DADOS
PT-GE-023-02 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.600 m³ -
DESENHO DE CONJUNTO
PT-GE-023-03 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.600 m³ -
COSTADO
PT-GE-023-04 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.600 m³ - TETO
CÔNICO
PT-GE-023-05 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.600 m³ - FUNDO

PT-GE-023-06 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.600 m³ -


ESTRUTURA DE SUPORTAÇÃO DO TETO
PT-GE-023-07 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.600 m³ - PORTA
DE LIMPEZA 36” x 48”
PT-GE-023-08 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.600 m³ - ESCADA
HELICOIDAL
PT-GE-023-09 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.600 m³ -
AMOSTRADOR DE COSTADO
PT-GE-023-10 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.600 m³ -
GUARDA-CORPO DO TETO
PT-GE-023-11 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.600 m³ -
SEQUÊNCIA DE SOLDAGEM
PT-GE-024 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.940 m³
PT-GE-024-01 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.940 m³ - FOLHA
DE DADOS
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 154/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PT-GE-024-02 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.940 m³ -


DESENHO DE CONJUNTO
PT-GE-024-03 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.940 m³ -
COSTADO
PT-GE-024-04 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.940 m³ - TETO
CÔNICO
PT-GE-024-05 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.940 m³ - FUNDO

PT-GE-024-06 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.940 m³ -


ESTRUTURA DE SUPORTAÇÃO DO TETO
PT-GE-024-07 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.940 m³ - PORTA
DE LIMPEZA 36” x 48”
PT-GE-024-08 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.940 m³ - ESCADA
HELICOIDAL
PT-GE-024-09 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.940 m³ -
AMOSTRADOR DE COSTADO
PT-GE-024-10 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.940 m³ -
GUARDA-CORPO DO TETO
PT-GE-024-11 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 1.940 m³ -
SEQUÊNCIA DE SOLDAGEM
PT-GE-025 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.250 m³
PT-GE-025-01 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.250 m³ - FOLHA
DE DADOS
PT-GE-025-02 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.250 m³ -
DESENHO DE CONJUNTO
PT-GE-025-03 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.250 m³ -
COSTADO
PT-GE-025-04 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.250 m³ - TETO
CÔNICO
PT-GE-025-05 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.250 m³ - FUNDO

PT-GE-025-06 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.250 m³ -


ESTRUTURA DE SUPORTAÇÃO DO TETO
PT-GE-025-07 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.250 m³ - PORTA
DE LIMPEZA 36” x 48”
PT-GE-025-08 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.250 m³ - ESCADA
HELICOIDAL
PT-GE-025-09 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.250 m³ -
AMOSTRADOR DE COSTADO
PT-GE-025-10 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.250 m³ -
GUARDA-CORPO DO TETO
PT-GE-025-11 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.250 m³ -
SEQUÊNCIA DE SOLDAGEM
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 155/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PT-GE-026 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.790 m³


PT-GE-026-01 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.790 m³ - FOLHA
DE DADOS
PT-GE-026-02 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.790 m³ -
DESENHO DE CONJUNTO
PT-GE-026-03 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.790 m³ -
COSTADO
PT-GE-026-04 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.790 m³ - TETO
CÔNICO
PT-GE-026-05 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.790 m³ - FUNDO

PT-GE-026-06 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.790 m³ -


ESTRUTURA DE SUPORTAÇÃO DO TETO
PT-GE-026-07 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.790 m³ - PORTA
DE LIMPEZA 36” x 48”
PT-GE-026-08 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.790 m³ - ESCADA
HELICOIDAL
PT-GE-026-09 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.790 m³ -
AMOSTRADOR DE COSTADO
PT-GE-026-10 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.790 m³ -
GUARDA-CORPO DO TETO
PT-GE-026-11 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 2.790 m³ -
SEQUÊNCIA DE SOLDAGEM
PT-GE-027 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 3.360 m³
PT-GE-027-01 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 3.360 m³ - FOLHA
DE DADOS
PT-GE-027-02 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 3.360 m³ -
DESENHO DE CONJUNTO
PT-GE-027-03 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 3.360 m³ -
COSTADO
PT-GE-027-04 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 3.360 m³ - TETO
CÔNICO
PT-GE-027-05 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 3.360 m³ - FUNDO

PT-GE-027-06 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 3.360 m³ -


ESTRUTURA DE SUPORTAÇÃO DO TETO
PT-GE-027-07 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 3.360 m³ - PORTA
DE LIMPEZA 36” x 48”
PT-GE-027-08 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 3.360 m³ - ESCADA
HELICOIDAL
PT-GE-027-09 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 3.360 m³ -
AMOSTRADOR DE COSTADO
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 156/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PT-GE-027-10 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 3.360 m³ -


GUARDA-CORPO DO TETO
PT-GE-027-11 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 3.360 m³ -
SEQUÊNCIA DE SOLDAGEM
PT-GE-028 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.040 m³
PT-GE-028-01 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.040 m³ - FOLHA
DE DADOS
PT-GE-028-02 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.040 m³ -
DESENHO DE CONJUNTO
PT-GE-028-03 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.040 m³ -
COSTADO
PT-GE-028-04 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.040 m³ - TETO
CÔNICO
PT-GE-028-05 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.040 m³ - FUNDO

PT-GE-028-06 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.040 m³ -


ESTRUTURA DE SUPORTAÇÃO DO TETO
PT-GE-028-07 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.040 m³ - PORTA
DE LIMPEZA 48” x 48”
PT-GE-028-08 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.040 m³ - ESCADA
HELICOIDAL
PT-GE-028-09 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.040 m³ -
AMOSTRADOR DE COSTADO
PT-GE-028-10 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.040 m³ -
GUARDA-CORPO DO TETO
PT-GE-028-11 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.040 m³ -
SEQUÊNCIA DE SOLDAGEM
PT-GE-029 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.815 m³
PT-GE-029-01 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.815 m³ - FOLHA
DE DADOS
PT-GE-029-02 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.815 m³ -
DESENHO DE CONJUNTO
PT-GE-029-03 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.815 m³ -
COSTADO
PT-GE-029-04 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.815 m³ - TETO
CÔNICO
PT-GE-029-05 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.815 m³ - FUNDO

PT-GE-029-06 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.815 m³ -


ESTRUTURA DE SUPORTAÇÃO DO TETO
PT-GE-029-07 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.815 m³ - PORTA
DE LIMPEZA 48” x 48”
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 157/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PT-GE-029-08 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.815 m³ - ESCADA


HELICOIDAL
PT-GE-029-09 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.815 m³ -
AMOSTRADOR DE COSTADO
PT-GE-029-10 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.815 m³ -
GUARDA-CORPO DO TETO
PT-GE-029-11 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 4.815 m³ -
SEQUÊNCIA DE SOLDAGEM
PT-GE-030 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 5.750 m³
PT-GE-030-01 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 5.750 m³ - FOLHA
DE DADOS
PT-GE-030-02 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 5.750 m³ -
DESENHO DE CONJUNTO
PT-GE-030-03 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 5.750 m³ -
COSTADO
PT-GE-030-04 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 5.750 m³ - TETO
CÔNICO
PT-GE-030-05 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 5.750 m³ - FUNDO

PT-GE-030-06 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 5.750 m³ -


ESTRUTURA DE SUPORTAÇÃO DO TETO
PT-GE-030-07 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 5.750 m³ - PORTA
DE LIMPEZA 48” x 48”
PT-GE-030-08 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 5.750 m³ - ESCADA
HELICOIDAL
PT-GE-030-09 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 5.750 m³ -
AMOSTRADOR DE COSTADO
PT-GE-030-10 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 5.750 m³ -
GUARDA-CORPO DO TETO
PT-GE-030-11 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 5.750 m³ -
SEQUÊNCIA DE SOLDAGEM
PT-GE-031 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 7.165 m³
PT-GE-031-01 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 7.165 m³ - FOLHA
DE DADOS
PT-GE-031-02 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 7.165 m³ -
DESENHO DE CONJUNTO
PT-GE-031-03 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 7.165 m³ -
COSTADO
PT-GE-031-04 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 7.165 m³ - TETO
CÔNICO
PT-GE-031-05 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 7.165 m³ - FUNDO
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 158/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PT-GE-031-06 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 7.165 m³ -


ESTRUTURA DE SUPORTAÇÃO DO TETO
PT-GE-031-07 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 7.165 m³ - PORTA
DE LIMPEZA 48” x 48”
PT-GE-031-08 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 7.165 m³ - ESCADA
HELICOIDAL
PT-GE-031-09 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 7.165 m³ -
AMOSTRADOR DE COSTADO
PT-GE-031-10 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 7.165 m³ -
GUARDA-CORPO DO TETO
PT-GE-031-11 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 7.165 m³ -
SEQUÊNCIA DE SOLDAGEM
PT-GE-032 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 9.135 m³
PT-GE-032-01 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 9.135 m³ - FOLHA
DE DADOS
PT-GE-032-02 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 9.135 m³ -
DESENHO DE CONJUNTO
PT-GE-032-03 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 9.135 m³ -
COSTADO
PT-GE-032-04 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 9.135 m³ - TETO
CÔNICO
PT-GE-032-05 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 9.135 m³ - FUNDO

PT-GE-032-06 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 9.135 m³ -


ESTRUTURA DE SUPORTAÇÃO DO TETO - PARTE 1
PT-GE-032-07 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 9.135 m³ -
ESTRUTURA DE SUPORTAÇÃO DO TETO - PARTE 2
PT-GE-032-08 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 9.135 m³ - PORTA
DE LIMPEZA 48” x 48”
PT-GE-032-09 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 9.135 m³ -
ESCADA HELICOIDAL
PT-GE-032-10 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 9.135 m³ -
AMOSTRADOR DE COSTADO
PT-GE-032-11 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 9.135 m³ -
GUARDA-CORPO DO TETO
PT-GE-032-12 TANQUE DE ARMAZENAMENTO - CAPACIDADE DE 9.135 m³ -
SEQUÊNCIA DE SOLDAGEM
PT-GE-033 ACESSÓRIOS PARA TANQUES
PT-GE-033-01 CÂMARA DE ESPUMA TIPO MCS
PT-GE-033-02 PLATAFORMA METÁLICA PARA MANUTENÇÃO DE CÂMARA DE
ESPUMA
PT-GE-033-03 BOCAL PARA FITA TERMOMÉTRICA
PT-GE-033-04 PLACA DE IDENTIFICAÇÃO DE TANQUES
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 159/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PT-GE-033-05 INSTALAÇÃO DE RADAR E FITA TERMOMÉTRICA


PT-GE-033-06 BOCA DE VISITA NO COSTADO Ø 24”
PT-GE-033-07 BOCA DE VISITA NO TETO Ø 24”
PT-GE-033-08 BOCA DE MEDIÇÃO E COLETA DE AMOSTRA Ø 6” E CHAPA
NIVELADA DE MEDIÇÃO
PT-GE-033-09 BOCAL PARA VERIFICAÇÃO DA SUCÇÃO FLUTUANTE
PT-GE-033-10 DRENO DE FUNDO DE TANQUE E DRENO DE ÁGUA
PT-IN-001 PORTARIA MULTIFUNCIONAL
PT-IN-002 FLUXOGRAMA DE PROCESSO E ENGENHARIA, DIAGRAMA
ELÉTRICO BÁSICO DE CARREGAMENTO E MISTURA DE BIODIESEL
- B100 COM MEDIDORES
PT-IN-006 SKID DE LUBRIFICANTES
PT-IN-007 INSTALAÇÃO DE RADAR E FITA TERMOMÉTRICA EM TANQUES
PT-IN-026 PINTURA DE IDENTIFICAÇÃO DE TUBULAÇÕES DE PRODUTOS
PARA BASES E TERMINAIS
PT-IN-027 PLATAFORMA DE CARREGAMENTO DE CAMINHÕES-TANQUE
PT-IN-001 PORTARIA MULTIFUNCIONAL
PT-IN-001.01 PORTARIA MULTIFUNCIONAL - DETALHES DAS BASES DA
CANCELA AUTOMÁTICA, FOTOCÉLULAS E ENVELOPAMENTO DE
TUBULAÇÕES
PT-IN-001.02 PORTARIA MULTIFUNCIONAL - PROJETO DE ARQUITETURA -
PLANTAS BAIXAS E DETALHE DA PIA
PT-IN-001.03 PORTARIA MULTIFUNCIONAL - PROJETO DE ARQUITETURA -
CORTES E DETALHES
PT-IN-001.04 PORTARIA MULTIFUNCIONAL - PROJETO DE ARQUITETURA -
FACHADAS
PT-IN-001.05 PORTARIA MULTIFUNCIONAL - PROJETO DE ARQUITETURA -
PLANTA DE COBERTURA E VISTAS INTERNAS DAS ESQUADRIAS
PT-IN-001.06 PORTARIA MULTIFUNCIONAL - INSTALAÇÕES HIDROSANITÁRIAS E
DE DRENAGEM DE ÁGUAS PLUVIAIS - PLANTAS BAIXAS,
ISOMÉTRICOS E DETALHES
PT-IN-001.07 PORTARIA MULTIFUNCIONAL - INSTALAÇÕES ELÉTRICAS E DE
ATERRAMENTO - PLANTAS BAIXAS
PT-IN-001.08 PORTARIA MULTIFUNCIONAL - INSTALAÇÕES ELÉTRICAS E DE
ATERRAMENTO - PLANTA BAIXA AO NÍVEL + 4,25 M, QUADROS DE
DISTRIBUIÇÃO ELÉTRICA E DETALHES
PT-IN-001.09 PORTARIA MULTIFUNCIONAL - INSTALAÇÕES PARA TELEFONIA E
AUTOMAÇÃO - PLANTAS BAIXAS
PT-IN-001.10 PORTARIA MULTIFUNCIONAL - PROJETO DE ESTRUTURA
METÁLICA - COBERTURA E DETALHES
PT-IN-001.11 PORTARIA MULTIFUNCIONAL - PROJETO DE ESTRUTURA
METÁLICA - ELEVAÇÃO E CORTES
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 160/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

PT-IN-001.12 PORTARIA MULTIFUNCIONAL - PROJETO DE CONCRETO ARMADO -


CINTAMENTO - FORMA - DETALHES DE VIGAS
PT-IN-001.13 PORTARIA MULTIFUNCIONAL - PROJETO DE CONCRETO ARMADO -
CORTE AA - ESCADA - DETALHE DE PILARES
PT-IN-001.14 PORTARIA MULTIFUNCIONAL - PROJETO DE CONCRETO ARMADO -
LOCAÇÃO - SAPATAS - DETALHES DAS SAPATAS
PT-IN-001.15 PORTARIA MULTIFUNCIONAL - PROJETO DE CONCRETO ARMADO -
PRIMEIRA LAJE - FORMA - FERRAGENS - DETALHES DE VIGAS
PT-IN-001.16 PORTARIA MULTIFUNCIONAL - PROJETO DE CONCRETO ARMADO -
SEGUNDA LAJE - FORMA - FERRAGENS - DETALHES DE VIGAS

7. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA

7.1. NORMAS PETROBRAS


Nº DESCRIÇÃO
N-0002 REVESTIMENTO ANTICORROSIVO DE EQUIPAMENTO INDUSTRIAL
N-0009 TRATAMENTO DE SUPERFÍCIES DE AÇO COM JATO ABRASIVO E
HIDROJATEAMENTO
N-0012 ACONDICIONAMENTO E EMBALAGEM DE VÁLVULAS
N-0013 REQUISITOS TÉCNICOS PARA SERVIÇOS DE PINTURA
N-0038 CRITÉRIOS PARA PROJETOS DE DRENAGEM, SEGREGAÇÃO,
ESCOAMENTO E TRATAMENTO PRELIMINAR DE EFLUENTES LÍQUIDOS
DE INSTALAÇÕES TERRESTRES
N-0042 PROJETO DE SISTEMA DE AQUECIMENTO EXTERNO DE TUBULAÇÃO,
EQUIPAMENTO E INSTRUMENTAÇÃO, COM VAPOR
N-0047 LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO GEORREFERENCIADO
N-0057 PROJETO MECÂNICO DE TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS
N-0076 MATERIAIS DE TUBULAÇÃO PARA INSTALAÇÕES DE REFINO E
TRANSPORTE
N-0108 SUSPIROS E DRENOS PARA TUBULAÇÕES E EQUIPAMENTOS
N-0111 HIDRANTES INDUSTRIAIS E ACESSÓRIOS PARA CONEXÕES DO TIPO
"STORZ"
N-0115 FABRICAÇÃO E MONTAGEM DE TUBULAÇÕES METÁLICAS
N-0116 SISTEMAS DE PURGA DE VAPOR EM TUBULAÇÕES E EQUIPAMENTOS

N-0118 FILTRO TEMPORÁRIO E FILTRO GAVETA PARA TUBULAÇÃO


N-0120 PEÇAS DE INSERÇÃO ENTRE FLANGES
N-0133 SOLDAGEM
N-0134 CHUMBADORES PARA CONCRETO
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 161/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

N-0250 MONTAGEM DE ISOLAMENTO TÉRMICO A ALTA TEMPERATURA


N-0270 PROJETO DE TANQUE DE ARMAZENAMENTO ATMOSFÉRICO
N-0271 MONTAGEM DE TANQUE DE ARMAZENAMENTO
N-0279 PROJETO DE ESTRUTURAS METÁLICAS
N-0293 FABRICAÇÃO E MONTAGEM DE ESTRUTURAS METÁLICAS
N-0300 DETALHES DE ATERRAMENTO EMPREGANDO-SE CONECTORES
MECÂNICOS
N-0314 PAINEL DE BAIXA TENSÃO - CENTRO DE CONTROLE DE MOTORES
N-0316 PAINEL DE BAIXA TENSÃO - CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO DE CARGA
N-0317 PAINEL DE MÉDIA TENSÃO - CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO DE CARGA
N-0319 DUTO DE BARRAMENTO
N-0329 ACUMULADORES PARA USO INDUSTRIAL
N-0332 SISTEMA ININTERRUPTO DE ENERGIA CORRENTE CONTÍNUA PARA
USO INDUSTRIAL (UPS-CC)
N-0442 PINTURA EXTERNA DE TUBULAÇÃO EM INSTALAÇÕES TERRESTRES

N-0464 CONSTRUÇÃO, MONTAGEM E CONDICIONAMENTO DE DUTO


TERRESTE
N-0550 PROJETO DE ISOLAMENTO TÉRMICO A ALTA TEMPERATURA
N-0845 INVESTIGAÇÃO GEOTECNOLÓGICA
N-0858 CONSTRUÇÃO, MONTAGEM E CONDICIONAMENTO DE
INSTRUMENTAÇÃO
N-0862 EXECUÇÃO DE TERRAPLENAGEM
N-0898 SÍMBOLOS GRÁFICOS E DESIGNAÇÕES PARA DIAGRAMAS ELÉTRICOS

N-0906 BOMBAS CENTRÍFUGAS PARA SERVIÇOS MÉDIOS


N-1021 PINTURA DE SUPERFÍCIES GALVANIZADAS, LIGAS FERROSAS E NÃO
FERROSAS, MATERIAIS COMPÓSITOS E POLIMÉRICOS
N-1203 PROJETO DE SISTEMAS FIXOS DE PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO EM
INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS TERRESTRES
N-1219 CORES
N-1277 TINTA DE FUNDO EPOXI-ZINCO POLIAMIDA
N-1278 ALGARISMOS E LETRAS PARA IDENTIFICAÇÃO DE EQUIPAMENTOS
N-1438 TERMINOLOGIA SOLDAGEM
N-1493 DRENAGEM ELÉTRICA PARA PROTEÇÃO CATÓDICA
N-1501 MISTURADOR PARA TANQUE - FOLHA DE DADOS
N-1514 TINTA INDICADORA DE ALTA TEMPERATURA
N-1541 TANQUE DE ARMAZENAMENTO – FOLHA DE DADOS
N-1550 PINTURA DE ESTRUTURA METÁLICA
N-1591 LIGAS METÁLICAS E METAIS - IDENTIFICAÇÃO ATRAVÉS DE TESTES
PELO ÍMÃ E POR PONTOS
N-1593 ENSAIO NÃO DESTRUTIVO ESTANQUEIDADE
N-1594 ENSAIO NÃO DESTRUTIVO - ULTRASSOM EM SOLDA
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 162/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

N-1595 ENSAIO NÃO DESTRUTIVO - RADIOGRAFIA


N-1596 ENSAIO NÃO DESTRUTIVO - LÍQUIDO PENETRANTE
N-1597 ENSAIO NÃO-DESTRUTIVO VISUAL
N-1598 ENSAIO NÃO DESTRUTIVO - PARTÍCULAS MAGNÉTICAS
N-1600 CONSTRUÇÃO, MONTAGEM E COMISSIONAMENTO DE
REDES ELÉTRICAS
N-1601 CONSTRUÇÃO DE DRENAGEM E DE DESPEJOS LÍQUIDOS EM
UNIDADES INDUSTRIAIS
N-1602 CONSTRUÇÃO DE PAVIMENTOS
N-1614 CONSTRUÇÃO, MONTAGEM E CONDICIONAMENTO DE
EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS
N-1617 APLICAÇÃO DE CONCRETO REFRATÁRIO
N-1618 MATERIAL PARA ISOLAMENTO TÉRMICO
N-1644 CONSTRUÇÃO DE FUNDAÇÕES E DE ESTRUTURAS DE CONCRETO
ARMADO
N-1659 REDES E EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS - FOLHAS DE TESTES
N-1661 TINTA DE ZINCO ETIL-SILICATO
N-1674 PROJETO DE ARRANJO DE INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS TERRESTRES
DE PETRÓLEO, DERIVADOS, GÁS NATURAL E ÁLCOOL
N-1686 PROJETO E CONSTRUÇÃO DE MURO DE PROTEÇÃO CORTA-FOGO
N-1690 PROJETO DE JUNTA DE DILATAÇÃO PARA DIQUE DE CONCRETO
ARMADO
N-1693 DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE PADRONIZAÇÃO DE MATERIAL DE
TUBULAÇÃO PARA INSTALAÇÕES DE REFINO E TRANSPORTE
N-1711 DETALHES DE CAIXA DE ENFIAÇÃO (MANHOLES-EMH) PARA USO EM
REDE ELÉTRICA SUBTERRÂNEA
N-1712 BOMBA DOSADORA ALTERNATIVA - FOLHA DE DADOS
N-1713 BOMBA ROTATIVA - FOLHA DE DADOS
N-1728 CONCRETO REFRATÁRIO
N-1735 PINTURA DE MÁQUINAS, EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS E
INSTRUMENTOS
N-1738 DESCONTINUIDADES EM JUNTAS SOLDADAS, FUNDIDOS, FORJADOS E
LAMINADOS
N-1742 TANQUE DE TETO FLUTUANTE - SELO PW
N-1756 PROJETO E APLICAÇÃO DE PROTEÇÃO PASSIVA CONTRA FOGO EM
INSTALAÇÕES TERRESTRES
N-1758 SUPORTE, APOIO E RESTRIÇÃO PARA TUBULAÇÃO
N-1763 REVESTIMENTOS DOS TALUDES DE SOLOS PARA BACIAS DE TANQUES
DE ARMAZENAMENTO
N-1783 ANODOS DE LIGA DE MAGNÉSIO
N-1784 APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE FUNDAÇÕES E ESTRUTURAS DE
CONCRETO
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 163/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

N-1807 MEDIÇÃO DE RECALQUE DE FUNDAÇÕES NO TESTE HIDROSTÁTICO DE


EQUIPAMENTOS
N-1822 TRATAMENTO DE SUPERFÍCIE DE BASE DE TANQUE
N-1841 "SHOP PRIMER" DE ZINCO ETIL-SILICATO
N-1848 PROJETO DE FUNDAÇÕES DE MÁQUINAS
N-1854 COMPRESSORES ALTERNATIVOS
N-1855 PROJETO DE TERRAPLENAGEM
N-1857 SISTEMA DE AQUECIMENTO POR TRAÇO ELÉTRICO RESISTIVO PARA
APLICAÇÕES INDUSTRIAIS - PROCEDIMENTOS DE PROJETO,
INSTALAÇÃO, INSPEÇÃO E MANUTENÇÃO
N-1859 QUALIFICAÇÃO DE CONSUMÍVEIS DE SOLDAGEM
N-1882 CRITÉRIOS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE INSTRUMENTAÇÃO

N-1883 APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE INSTRUMENTAÇÃO/AUTOMAÇÃO


N-1888 FABRICAÇÃO DE TANQUE ATMOSFÉRICO
N-1890 REVESTIMENTOS INTERNOS DE FIBRA DE CERÂMICA
N-1910 PROJETO DE REVESTIMENTO DE CONCRETO REFRATÁRIO
N-1931 MATERIAL DE TUBULAÇÃO PARA INSTRUMENTAÇÃO
N-1951 INSPEÇÃO DE REVESTIMENTOS DE CONCRETOS REFRATÁRIOS
SUBMETIDOS À OPERAÇÃO
N-1955 GERADOR SÍNCRONO
N-1958 APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE TANQUE ATMOSFÉRICO
N-1965 MOVIMENTAÇÃO DE CARGA INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO
DE EQUIPAMENTOS TERRESTRES
N-1996 PROJETO DE REDES ELÉTRICAS EM ENVELOPES DE CONCRETO E COM
CABOS DIRETAMENTE NO SOLO
N-1997 REDES ELÉTRICAS EM SISTEMAS DE BANDEJAMENTO PARA CABOS -
PROJETO, INSTALAÇÃO E INSPEÇÃO
N-1998 PROJETO DE REDES ELÉTRICAS AÉREAS
N-2006 PROJETO DE SISTEMAS DE ILUMINAÇÃO
N-2024 SEPARADOR DE PLACAS DE ÁGUA E ÓLEO - FOLHA DE DADOS
N-2039 PROJETO DE SUBESTAÇÕES EM INSTALAÇÕES TERRESTRES
N-2040 ELABORAÇÃO, APRESENTAÇÃO E GERENCIAMENTO DE
DOCUMENTOS DE PROJETOS DE ELETRICIDADE
N-2065 ELABORAÇÃO DE INFORMAÇÕES BÁSICAS DE EMPREENDIMENTOS DE
ABASTECIMENTO
N-2098 INSPEÇÃO DE DUTOS TERRESTRES EM OPERAÇÃO
N-2111 SEGURANÇA NA LIMPEZA, INSPEÇÃO E REPARO DE TANQUES DE
ARMAZENAMENTO E VASOS DE PRESSÃO
N-2128 APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE INSTALAÇÕES PREDIAIS
N-2155 LISTA DE DADOS PARA CLASSIFICAÇÃO DE ÁREAS
N-2162 PERMISSÃO PARA TRABALHO
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 164/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

N-2163 SOLDAGEM E TREPANAÇÃO EM EQUIPAMENTOS, TUBULAÇÕES


INDUSTRIAIS E DUTOS EM OPERAÇÃO
N-2165 FILTRO DE PROCESSO PARA ÁGUA - FOLHA DE DADOS
N-2167 CLASSIFICAÇÃO DE ÁREAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EM
UNIDADES DE TRANSPORTE DE PETRÓLEO, GÁS E DERIVADOS
N-2201 TRANSFORMADOR SECO PARA SISTEMAS DE ILUMINAÇÃO OU
INSTRUMENTAÇÃO
N-2231 TINTA DE ETIL - SILICATO DE ZINCO - ALUMÍNIO
N-2238 REPARO DE REVESTIMENTO ANTICORROSIVO EXTERNO DE TUBOS

N-2288 TINTA DE FUNDO EPOXI PIGMENTADA COM ALUMÍNIO


N-2298 PROTEÇÃO CATÓDICA DE DUTOS TERRESTRES
N-2301 ELABORAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA DE SOLDAGEM
N-2314 ENSAIO NÃO DESTRUTIVO - ULTRASSOM EM FUNDIDO
N-2315 EXECUÇÃO DE ENSAIO NÃO DESTRUTIVO - ULTRASSOM EM FORJADO
N-2318 INSPEÇÃO EM SERVIÇO DE TANQUE DE
ARMAZENAMENTO ATMOSFÉRICO
N-2328 REVESTIMENTO DE JUNTA DE CAMPO PARA DUTO ENTERRADO
N-2344 SEGURANÇA EM TRABALHO DE RADIOGRAFIA INDUSTRIAL
N-2349 SEGURANÇA NOS TRABALHOS DE SOLDAGEM E CORTE
N-2368 INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO, CALIBRAÇÃO E TESTE DE VÁLVULAS DE
SEGURANÇA E/OU ALÍVIO
N-2429 NÍVEIS MÍNIMOS DE ILUMINÂNCIA
N-2472 ENSAIO NÃO DESTRUTIVO - TERMOGRAFIA
N-2484 ENSAIO NÃO-DESTRUTIVO METALOGRAFIA DE CAMPO
N-2546 CRITÉRIOS PARA UTILIZAÇÃO DE VÁLVULAS ESFERA TESTADA A FOGO
("FIRE TESTED TYPE")
N-2547 CONVERSOR DE FREQUÊNCIA PARA CONTROLE DE ROTAÇÃO E
MOTOR ELÉTRICO ATÉ 660 VCA
N-2549 CRITÉRIOS DE SEGURANÇA PARA LABORATÓRIOS
N-2555 INSPEÇÃO EM SERVIÇO DE TUBULAÇÃO
N-2595 CRITÉRIOS DE PROJETO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO DE SISTEMAS
INSTRUMENTADOS DE SEGURANÇA EM UNIDADES INDUSTRIAIS
N-2608 RETIFICADORES PARA PROTEÇÃO CATÓDICA
N-2622 RESÍDUOS INDUSTRIAIS
N-2624 IMPLANTAÇÃO DE FAIXAS DE DUTOS TERRESTRES
N-2628 TINTA EPOXI POLIAMIDA DE ALTA ESPESSURA
N-2629 TINTA DE ACABAMENTO EPOXI SEM SOLVENTE
N-2630 TINTA EPOXI - FOSFATO DE ZINCO DE ALTA ESPESSURA
N-2634 OPERAÇÕES DE PASSAGEM DE “PIGS” EM DUTOS
N-2637 SEGURANÇA NO TRABALHO EM ESPAÇO CONFINADO
N-2641 SISTEMA DE AQUECIMENTO POR TRAÇO ELÉTRICO RESISTIVO PARA
APLICAÇÕES INDUSTRIAIS
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 165/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

N-2677 TINTA DE POLIURETANO ACRÍLICO


N-2680 TINTA EPÓXI, SEM SOLVENTES, TOLERANTE A SUPERFÍCIES
MOLHADAS
N-2690 ENSAIO NÃO DESTRUTIVO IRIS
N-2695 AÇÕES DE RELACIONAMENTO DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E
SAÚDE COM AS COMUNIDADES DAS ÁREAS DE INFLUÊNCIA
N-2698 ELABORAÇÃO DE SERVIÇOS GEORREFERENCIADOS
N-2706 APRESENTAÇÃO DO PLANO DE CLASSIFICAÇÃO DE ÁREAS
N-2724 PROJETO DE ARRUAMENTO E PAVIMENTAÇÃO
N-2760 SISTEMA ININTERRUPTO DE ENERGIA PARA USO INDUSTRIAL
N-2779 RELÉS DIGITAIS DE PROTEÇÃO
N-2789 INSPEÇÃO EM SERVIÇO DE RESERVATÓRIOS ATMOSFÉRICOS DE USO
GERAL
N-2791 DETALHES DE INSTALAÇÃO DE INSTRUMENTOS AO PROCESSO
N-2802 FOLHAS DE DADOS DE INSTRUMENTAÇÃO COLETÂNEA
N-2803 ENSAIO NÃO DESTRUTIVO - ULTRASSOM COMPUTADORIZADO E
MECANIZADO PARA INSPEÇÃO DE SOLDAS
N-2817 PAINEL DE MÉDIA TENSÃO - CENTRO DE CONTROLE DE MOTORES
N-2820 ENSAIOS NÃO-DESTRUTIVOS - RADIOGRAFIA INDUSTRIAL - MEDIÇÃO
DE ESPESSURA EM SERVIÇO DE TUBULAÇÕES E ACESSÓRIOS COM
USO DE RADIOGRAFIA COMPUTADORIZADA
N-2821 ENSAIO NÃO DESTRUTIVO - RADIOGRAFIA COMPUTADORIZADA EM
JUNTAS SOLDADAS
N-2830 CRITÉRIOS DE SEGURANÇA PARA AMBIENTES E SERVIÇOS EM
PAINÉIS E EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS COM POTENCIAL DE ARCO
ELÉTRICO
N-2833 FORMULÁRIOS E LISTAS PARA PROJETOS DE INSTRUMENTAÇÃO
N-2834 BIOSSEGURANÇA
N-2841 QUALIFICAÇÃO E APLICAÇÃO DE REVESTIMENTOS ANTICORROSIVOS,
À BASE DE TINTAS EM PÓ
N-2843 REVESTIMENTO INTERNO DE TUBOS
N-2860 CRITÉRIOS ERGONÔMICOS BÁSICOS PARA MOBILIÁRIOS
N-2869 SEGURANÇA EM MOVIMENTAÇÃO DE CARGA
N-2874 CHAVES SECCIONADORAS A SF6
N-2891 CRITÉRIOS GERAIS DE PROJETO PARA CÁLCULO ESTRUTURAL DE
PONTES DE TUBULAÇÃO E TUBOVIAS
N-2894 REQUISITOS DE DESEMPENHO ENERGÉTICO PARA PROJETOS DE
INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS
N-2896 DIGITALIZAÇÃO DE FILMES RADIOGRÁFICOS INDUSTRIAIS
N-2900 GERENCIAMENTO DE ALARMES
N-2905 CONSTRUÇÃO, MONTAGEM E COMISSIONAMENTO DE MÁQUINAS
N-2908 DADOS AMBIENTAIS GEORREFERENCIADOS
N-2910 CRITÉRIOS DE SEGURANÇA NOS TRABALHOS EM ALTURA
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 166/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

N-2911 INSPEÇÃO E REPARO EM REVESTIMENTO ANTICORROSIVO EXTERNO


DE TUBOS DURANTE A CONSTRUÇÃO E MONTAGEM DE DUTOS
TERRESTRES
N-2912 TINTA EPÓXI "NOVOLAC"
N-2913 REVESTIMENTOS ANTICORROSIVOS PARA TANQUE, ESFERA,
CILINDRO DE ARMAZENAMENTO
N-2914 CRITÉRIOS DE SEGURANÇA PARA PROJETO DE SISTEMA DE
DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO E GÁS EM INSTALAÇÕES
TERRESTRES
N-2915 MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA - FOLHA DE DADOS
N-2916 VENTILADOR CENTRÍFUGO - FOLHA DE DADOS
N-2919 MOTORES ELÉTRICOS TRIFÁSICOS DE INDUÇÃO OU SÍNCRONOS
N-2928 TRANSFORMADORES DE POTÊNCIA

7.2. NORMAS REGULAMENTADORAS DO MINISTÉRIO DO TRABALHO


Nº DESCRIÇÃO
NR-04 SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E EM
MEDICINA DO TRABALHO
NR-06 EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL - EPI
NR-07 PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL

NR-08 EDIFICAÇÕES
NR-10 SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS DE ELETRICIDADE
NR-11 TRANSPORTE, MOVIMENTAÇÃO, ARMAZENAGEM E MANUSEIO DE
MATERIAIS
NR-12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS
NR-15 ATIVIDADES E OPERAÇÕES INSALUBRES
NR-16 ATIVIDADES PERIGOSAS
NR-17 ERGONOMIA
NR-18 CONDIÇÕES DE MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA
CONSTRUÇÃO
NR-20 SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO COM INFLAMÁVEIS E
COMBUSTÍVEIS
NR-23 PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIOS
NR-24 CONDIÇÕES SANITÁRIAS E DE CONFORTO NOS LOCAIS DE TRABALHO
NR-26 SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA
NR-33 SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO EM ESPAÇOS CONFINADOS
NR-35 TRABALHO EM ALTURA

7.3. NORMAS ABNT (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS)


ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 167/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

Nº DESCRIÇÃO
ABNT NBR NM 207 ELEVADORES ELÉTRICOS DE PASSAGEIROS - REQUISITOS
DE SEGURANÇA PARA CONSTRUÇÃO E INSTALAÇÃO
ABNT NBR NM 247-3 CABOS ISOLADOS COM POLICLORETO DE VINILA (PVC) PARA
TENSÕES NOMINAIS ATÉ 450/750 V, INCLUSIVE -
PARTE 3: CONDUTORES ISOLADOS (SEM COBERTURA)
PARA INSTALAÇÕES FIXAS (IEC 60227-3, MOD)
ABNT NBR NM 280 CONDUTORES DE CABOS ISOLADOS (IEC 60228, MOD)
ABNT NBR NM 313 ELEVADORES ELÉTRICOS DE PASSAGEIROS - REQUISITOS
DE SEGURANÇA PARA CONSTRUÇÃO E INSTALAÇÃO –
REQUISITOS PARTICULARES PARA A ACESSIBILADADE DAS
PESSOAS, INCLUINDO PESSOAS COM DEFICIÊNCIA
ABNT NBR 5.101 ILUMINAÇÃO PÚBLICA
ABNT NBR 5.175 CÓDIGO NUMÉRICO DAS FUNÇÕES DOS DISPOSITIVOS DE
MANOBRA, CONTROLE E PROTEÇÃO DE SISTEMAS DE
POTÊNCIA
ABNT NBR 5.287 PÁRA-RAIOS DE RESISTOR NÃO LINEAR A CARBONETO DE
SILÍCIO (SIC) PARA CIRCUITOS DE POTÊNCIA DE CORRENTE
ALTERNADA
ABNT NBR 5.382 VERIFICAÇÃO DE ILUMINÂNCIA DE INTERIORES
ABNT NBR 5.410 INSTALAÇÕES ELÉTRICAS DE BAIXA TENSÃO
ABNT NBR 5.413 ILUMINÂNCIA DE INTERIORES
ABNT NBR 5.419 PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA
DESCARGAS ATMOSFÉRICAS
ABNT NBR 5.461 ILUMINAÇÃO
ABNT NBR 5.469 CAPACITORES
ABNT NBR 5.626 INSTALAÇÃO PREDIAL DE ÁGUA FRIA
ABNT NBR 5.666 ELEVADORES ELÉTRICOS
ABNT NBR 5.681 CONTROLE TECNOLÓGICO DA EXECUÇÃO DE ATERROS EM
OBRAS DE EDIFICAÇÕES
ABNT NBR 5.732 CIMENTO PORTLAND COMUM
ABNT NBR 5.739 CONCRETO - ENSAIO DE COMPRESSÃO DE CORPOS DE
PROVA CILÍNDRICOS
ABNT NBR 6.002 ENSAIO NÃO DESTRUTIVOS - ULTRA-SOM - DETECÇÃO DE
DESCONTINUIDADES EM CHAPAS METÁLICAS
ABNT NBR 6.118 PROJETO DE ESTRUTURAS DE CONCRETO -
PROCEDIMENTO
ABNT NBR 6.120 CARGAS PARA O CÁLCULO DE ESTRUTURAS DE
EDIFICAÇÕES
ABNT NBR 6.122 PROJETO E EXECUÇÃO DE FUNDAÇÕES
ABNT NBR 6.123 FORÇAS DEVIDO AO VENTO EM EDIFICAÇÕES
ABNT NBR 6.135 CHUVEIROS AUTOMÁTICOS PARA EXTINÇÃO DE INCÊNDIO -
ESPECIFICAÇÃO
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 168/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

ABNT NBR 6.137 PISOS PARA REVESTIMENTOS DE PAVIMENTAÇÃO


ABNT NBR 6.251 CABOS DE POTÊNCIA COM ISOLAÇÃO EXTRUDADA PARA
TENSÕES DE 1 KV A 35 KV - REQUISITOS CONSTRUTIVOS
ABNT NBR 6.484 SOLO - SONDAGENS DE SIMPLES RECONHECIMENTO COM
SPT - MÉTODO DE ENSAIO
ABNT NBR 6.493 EMPREGO DE CORES PARA IDENTIFICAÇÃO
DE TUBULAÇÕES
ABNT NBR 6.494 SEGURANÇA NOS ANDAIMES
ABNT NBR 6.497 LEVANTAMENTO GEOTÉCNICO
ABNT NBR 7.117 MEDIÇÃO DA RESISTIVIDADE DO SOLO PELO MÉTODO DOS
QUATRO PONTOS
ABNT NBR 7.180 SOLO - DETERMINAÇÃO DO LIMITE DE PLASTICIDADE
ABNT NBR 7.181 SOLO - ANÁLISE GRANULOMÉTRICA
ABNT NBR 7.182 SOLO - ENSAIO DE COMPACTAÇÃO
ABNT NBR 7.183 DETERMINAÇÃO DO LIMITE E RELAÇÃO DE CONTRATAÇÃO
DE SOLOS
ABNT NBR 7.185 SOLO – DETERMINAÇÃO DA MASSA ESPECÍFICA APARENTE
“IN SITU” COM EMPREGO DO FRASCO DE AREIA
ABNT NBR 7.193 EXECUÇÃO DE PAVIMENTOS DE ALVENARIA POLIÉDRICA
ABNT NBR 7.195 CORES PARA SEGURANÇA
ABNT NBR 7.198 PROJETO E EXECUÇÃO DE INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ÁGUA
QUENTE
ABNT NBR 7.200 EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO DE PAREDES E TETOS DE
ARGAMASSAS INORGÂNICAS - PROCEDIMENTO
ABNT NBR 7.207 TERMINOLOGIA E CLASSIFICAÇÃO DE PAVIMENTAÇÃO
ABNT NBR 7.240-1 SISTEMAS DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO - PARTE 1
- GENERALIDADES E DEFINIÇÕES
ABNT NBR 7.240-2 SISTEMAS DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO - PARTE 2
- EQUIPAMENTOS DE CONTROLE E INDICAÇÃO
ABNT NBR 7.240-4 SISTEMAS DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO - PARTE 4
- FONTES DE ALIMENTAÇÃO
ABNT NBR 7.240-5 SISTEMAS DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO - PARTE 5
- DETECTORES DE TEMPERATURA PONTUAIS
ABNT NBR 7.240-11 SISTEMAS DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO - PARTE 11
- ACIONADORES MANUAIS
ABNT NBR 7.285 CABOS DE POTÊNCIA COM ISOLAÇÃO EXTRUDADA DE
POLIETILENO TERMOFIXO (XLPE) PARA TENSÃO DE 0,6/1 kV
- ESPECIFICAÇÃO
ABNT NBR 7.286 CABOS DE POTÊNCIA COM ISOLAÇÃO EXTRUDADA DE
BORRACHA ETILENOPROPILENO (EPR) PARA TENSÕES DE
1 kV A 35 kV - REQUISITOS DE DESEMPENHO
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 169/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

ABNT NBR 7.287 CABOS DE POTÊNCIA COM ISOLAÇÃO SÓLIDA EXTRUDADA


DE POLIETILENO RETICULADO (XLPE) PARA TENSÕES DE
ISOLAMENTO DE 1 kV A 35 kV - REQUISITOS DE
DESEMPENHO
ABNT NBR 7.288 CABOS DE POTÊNCIA COM ISOLAÇÃO SÓLIDA EXTRUDADA
DE CLORETO DE POLIVINILA (PVC) OU POLIETILENO (PE)
PARA TENSÕES DE 1 kV E 6 kV
ABNT NBR 7.289 CABOS DE CONTROLE COM ISOLAÇÃO EXTRUDADA DE PE
OU PVC PARA TENSÕES ATÉ 1 kV - REQUISITOS DE
DESEMPENHO
ABNT NBR 7.290 CABOS DE CONTROLE COM ISOLAÇÃO DE XLPE OU EPR PARA
TENSÕES ATÉ 1 kV - REQUISITOS DE DESEMPENHO
ABNT NBR 7.312 ROLOS DE FIOS E CABOS ELÉTRICOS - CARACTERÍSTICAS
DIMENSIONAIS
ABNT NBR 7.678 SEGURANÇA NA EXECUÇÃO DE OBRAS E SERVIÇOS DE
CONSTRUÇÃO
ABNT NBR 7.808 SÍMBOLOS GRÁFICOS PARA PROJETOS DE ESTRUTURAS
ABNT NBR 8.029 ESTICADOR PARA CABO DE AÇO - REQUISITOS
ABNT NBR 8.036 PROGRAMAÇÃO DE SONDAGENS DE SIMPLES
RECONHECIMENTO DE SOLOS PARA FUNDAÇÕES DE
EDIFÍCIOS - PROCEDIMENTO
ABNT NBR 8.044 PROJETO GEOTÉCNICO - PROCEDIMENTO
ABNT NBR 8.160 SISTEMAS PREDIAIS DE ESGOTO - PROJETO E EXECUÇÃO
ABNT NBR 8.734 ANODO GALVÂNICO E INERTE PARA PROTEÇÃO CATÓDICA
ABNT NBR 8.681 AÇÕES E SEGURANÇA NAS ESTRUTURAS - PROCEDIMENTO
ABNT NBR 8.800 PROJETO DE ESTRUTURAS DE AÇO E DE ESTRUTURAS
MISTAS DE AÇO E CONCRETO DE EDIFÍCIOS
ABNT NBR 8.890 TUBO DE CONCRETO ARMADO DE SEÇÃO CIRCULAR PARA
ÁGUAS PLUVIAIS E ESGOTOS SANITÁRIOS
ABNT NBR NM 9.050 ACESSIBILIDADE A EDIFICAÇÕES
ABNT NBR 9.061 SEGURANÇA DE ESCAVAÇÃO A CÉU ABERTO
ABNT NBR 9.062 PROJETO E EXECUÇÃO DE ESTRUTURAS DE CONCRETO
PRÉ-MOLDADO
ABNT NBR 9.198 EMBALAGEM E ACONDICIONAMENTO
ABNT NBR 9.240 ANODOS DE LIGA DE FERRO-SILÍCIO-CROMO
PARA PROTEÇÃO CATÓDICA
ABNT NBR 9.241 ANODOS DE GRAFITE, PARA PROTEÇÃO CATÓDICA -
ESPECIFICAÇÃO
ABNT NBR 9.244 INSPEÇÃO DE ANODOS INERTES, PARA PROTEÇÃO
CATÓDICA
ABNT NBR 9.358 ANODO DE LIGA DE ZINCO PARA PROTEÇÃO CATÓDICA
ABNT NBR 9.541 SINALIZAÇÃO AERONÁUTICA DE OBSTÁCULOS -
DISPOSITIVO DE OPERAÇÃO E SINALIZAÇÃO
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 170/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

ABNT NBR 9.676 TINTAS - DETERMINAÇÃO DO PODER DE COBERTURA


(OPACIDADE)
ABNT NBR NM ISO ENSAIO NÃO-DESTRUTIVO - QUALIFICAÇÃO E
9.712 CERTIFICAÇÃO DE PESSOAL
ABNT NBR 10.295 TRANSFORMADORES DE POTÊNCIA SECOS -
ESPECIFICAÇÃO
ABNT NBR 10.387 ANODO DE LIGA DE ALUMÍNIO PARA PROTEÇÃO CATÓDICA
ABNT NBR 10.389 ANODO DE LIGA DE ALUMINIO PARA PROTEÇÃO CATÓDICA -
ENSAIO DE DESEMPENHO
ABNT NBR 10.443 TINTAS E VERNIZES - DETERMINAÇÃO DA ESPESSURA DA
PELÍCULA SECA SOBRE SUPERFÍCIES RUGOSAS - MÉTODO
DE ENSAIO
ABNT NBR 10.474 QUALIFICAÇÃO EM SOLDAGEM - TERMINOLOGIA
ABNT NBR 10.516 CONSUMÍVEIS DE SOLDAGEM - TERMINOLOGIA
ABNT NBR 10.614 ELETRODOS REVESTIDOS DE AÇO CARBONO PARA A
SOLDAGEM A ARCO ELÉTRICO - CLASSIFICAÇÃO
ABNT NBR 10.615 ELETRODOS REVESTIDOS DE AÇO CARBONO PARA A
SOLDAGEM A ARCO ELÉTRICO - ESPECIFICAÇÃO
ABNT NBR 10.616 ELETRODOS REVESTIDOS DE AÇO CARBONO PARA A
SOLDAGEM A ARCO ELÉTRICO - ENSAIOS - MÉTODOS DE
ENSAIO
ABNT NBR 10.617 ELETRODOS DE AÇO CARBONO E FLUXO PARA A
SOLDAGEM A ARCO SUBMERSO - CLASSIFICAÇÃO
ABNT NBR 10.618 ELETRODOS DE AÇO CARBONO E FLUXO PARA A
SOLDAGEM A ARCO SUBMERSO - ESPECIFICAÇÃO
ABNT NBR 10.619 ELETRODOS DE AÇO CARBONO E FLUXO PARA A
SOLDAGEM A ARCO SUBMERSO - ENSAIOS - MÉTODOS DE
ENSAIO
ABNT NBR 10.663 QUALIFICAÇÃO DO PROCEDIMENTO DE SOLDAGEM PELO
PROCESSO ELETRODO REVESTIDO PARA OLEODUTOS E
GASODUTOS - PROCEDIMENTO
ABNT NBR 10.742 INSPEÇÃO DE ANODOS GALVÂNICOS PARA PROTEÇÃO
CATÓDICA
ABNT NBR 10.842 CRITÉRIOS PARA QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE
INSPETORES DE SOLDAGEM
ABNT NBR 10.844 INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ÁGUAS
PLUVIAIS - PROCEDIMENTO
ABNT NBR 10.861 PRENSA-CABOS
ABNT NBR 10.897 SISTEMAS DE PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO POR
CHUVEIROS AUTOMÁTICOS - REQUISITOS
ABNT NBR 10.898 SISTEMA DE ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA
ABNT NBR 10.899 ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA - TERMINOLOGIA
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 171/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

ABNT NBR 10.982 ELEVADORES ELÉTRICOS - DISPOSITIVO DE OPERAÇÃO E


SINALIZAÇÃO
ABNT NBR 11.003 TINTAS - DETERMINAÇÃO DA ADERÊNCIA
ABNT NBR 11.170 SERVIÇOS DE PAVIMENTAÇÃO - TERMINOLOGIA
ABNT NBR 11.770 RELÉS DE MEDIÇÃO E SISTEMAS DE PROTEÇÃO -
ESPECIFICAÇÃO
ABNT NBR 11.836 DETECTORES AUTOMÁTICOS DE FUMAÇA PARA PROTEÇÃO
CONTRA INCÊNDIO
ABNT NBR 11.861 MANGUEIRA DE INCÊNDIO - REQUISITOS E MÉTODOS DE
ENSAIO
ABNT NBR 11.862 SINALIZAÇÃO HORIZONTAL VIÁRIA - TINTA À BASE DE RESINA
ACRÍLICA
ABNT NBR 11.888 BOBINAS E CHAPAS FINAS A FRIO E A QUENTE DE
AÇOCARBONO E DE AÇO DE BAIXA LIGA E ALTA RESISTÊNCIA
-
REQUISITOS GERAIS
ABNT NBR 11.889 BOBINAS GROSSAS E CHAPAS GROSSAS DE AÇO-
CARBONO E DE AÇO DE BAIXA LIGA E ALTA RESISTÊNCIA -
ESPECIFICAÇÃO
ABNT NBR 12.103 TINTAS - DETERMINAÇÃO DO DESCAIMENTO
ABNT NBR 12.265 SUB-BASE OU BASE DE SOLO BRITA - PROCEDIMENTO
ABNT NBR 12.284 ÁREAS DE VIVÊNCIA EM CANTEIROS DE OBRAS -
PROCEDIMENTO
ABNT NBR 12.285 PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO EM DEPÓSITOS DE
COMBUSTÍVEIS DE AVIAÇÃO - PROCEDIMENTO
ABNT NBR 12.615 SISTEMA DE COMBATE A INCÊNDIO POR ESPUMA -
PROCEDIMENTO
ABNT NBR 12.655 CONCRETO - PREPARO, CONTROLE E RECEBIMENTO
ABNT NBR 12.693 SISTEMAS DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO
ABNT NBR 12.752 EXECUÇÃO DE REFORÇO DE SUBLEITO DE UMA VIA -
PROCEDIMENTO
ABNT NBR 13.133 EXECUÇÃO DE LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO
ABNT NBR 13.193 EMPREGO DE CORES PARA IDENTIFICAÇÃO DE
TUBULAÇÕES DE GASES INDUSTRIAIS - PROCEDIMENTO
ABNT NBR 13.208 ESTACAS - ENSAIOS DE CARREGAMENTO DINÂMICO
ABNT NBR 13.231 PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO EM SUBESTAÇÕES
ELÉTRICAS DE GERAÇÃO, TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO
ABNT NBR 13.434-1 SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO -
PARTE 1 - PRINCÍPIOS DE PROJETO
ABNT NBR 13.434-2 SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO
- PARTE 2 - SÍMBOLOS E SUAS FORMAS, DIMENSÕES E
CORES
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 172/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

ABNT NBR 13.434-3 SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO -


PARTE 3 - REQUISITOS E MÉTODOS DE ENSAIO
ABNT NBR 13.486 FIBRAS ÓPTICAS - TERMINOLOGIA
ABNT NBR 13.487 FIBRAS ÓPTICAS TIPO MONOMODO DE DISPERSÃO
NORMAL - ESPECIFICAÇÃO
ABNT NBR 13.488 FIBRAS ÓPTICAS TIPO MULTIMODO ÍNDICE GRADUAL -
ESPECIFICAÇÃO
ABNT NBR 13.792 PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO POR SISTEMA DE
CHUVEIROS AUTOMÁTICOS, PARA ÁREAS DE
ARMAZENAMENTO EM GERAL
ABNT NBR 13.859 PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO EM SUBESTAÇÕES
ELÉTRICAS DE DISTRIBUIÇÃO
ABNT NBR 14.039 INSTALAÇÕES ELÉTRICAS DE MÉDIA TENSÃO DE 1,0 KV A 36,2
KV
ABNT NBR 14.050 SISTEMAS DE REVESTIMENTOS DE ALTO DESEMPENHO, A
BASE DE RESINAS EPOXÍDICAS E AGREGADOS MINERAIS -
PROJETO, EXECUÇÃO E AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO -
PROCEDIMENTO
ABNT NBR 14.139 FIO DE COBRE NÚ DE SEÇÃO RETANGULAR -
ESPECIFICAÇÃO
ABNT NBR 14.349 UNIÃO PARA MANGUEIRA DE INCÊNDIO - REQUISITOS E
MÉTODOS DE ENSAIO
ABNT NBR 14.373 ESTABILIZADORES DE TENSÃO DE CORRENTE ALTERNADA –
POTÊNCIA ATÉ 3 kVA/ 3 kW
ABNT NBR 14.401 CONJUNTO DE EMENDA SUBTERRÂNEO PARA CABOS
ÓPTICOS - ESPECIFICAÇÃO
ABNT NBR 14.402 CONJUNTO DE EMENDA AÉREO PARA CABOS ÓPTICOS -
ESPECIFICAÇÃO
ABNT NBR 14.787 ESPAÇO CONFINADO - PREVENÇÃO DE ACIDENTES,
PROCEDIMENTOS E REGRAS DE PROTEÇÃO
ABNT NBR 14.842 CRITÉRIOS PARA A QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE
INSPETORES DE SOLDAGEM
ABNT NBR 14.847 INSPEÇÃO DE SERVIÇOS DE PINTURA EM SUPERFÍCIES
METÁLICAS - PROCEDIMENTO
ABNT NBR 14.931 EXECUÇÃO DE ESTRUTURAS DE CONCRETO
ABNT NBR 14.974-1 BLOCO SILÍCIO CALCÁRIO PARA ALVENARIA - REQUISITOS,
DIMENSÕES E MÉTODOS DE ENSAIO
ABNT NBR 14.974-1 BLOCO SILÍCIO CALCÁRIO PARA ALVENARIA -
PROCEDIMENTO PARA EXECUÇÃO DE ALVENARIA
ABNT NBR 15.126 CARRETEL PARA ACONDICIONAMENTO DE FIOS E CABOS
ELÉTRICOS - REQUISITOS DE DESEMPENHO
ABNT NBR 15.146-1 CONTROLE TECNOLÓGICO DE CONCRETO - QUALIFICAÇÃO
DE PESSOAL. PARTE 1: REQUISITOS GERAIS
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 173/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

ABNT NBR 15.156 PINTURA INDUSTRIAL - TERMINOLOGIA


ABNT NBR 15.158 LIMPEZA DE SUPERFICIES DE AÇO POR COMPOSTOS
QUÍMICOS
ABNT NBR 15.185 INSPEÇÃO VISUAL DE SUPERFÍCIES PARA PINTURA
INDUSTRIAL
ABNT NBR 15.215-1 ILUMINAÇÃO NATURAL - PARTE 1 - CONCEITOS BÁSICOS E
DEFINIÇÕES
ABNT NBR 15.215-2 ILUMINAÇÃO NATURAL - PARTE 2 - PROCEDIMENTO DE
CÁLCULO PARA A ESTIMATIVA DE DISPONIBILIDADE DE LUZ
NATURAL
ABNT NBR 15.215-3 ILUMINAÇÃO NATURAL - PARTE 3 - PROCEDIMENTO DE
CÁLCULO PARA A ESTIMATIVA DE DISPONIBILIDADE DE LUZ
NATURAL EM AMBIENTES INTERNOS
ABNT NBR 15.215-4 ILUMINAÇÃO NATURAL - PARTE 4 - VERIFICAÇÃO
EXPERIMENTAL DAS CONDIÇÕES DE ILUMINAÇÃO INTERNA
DE EDIFICAÇÕES - MÉTODO DE MEDIÇÃO
ABNT NBR 15.218 CRITÉRIOS PARA QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE
INSPETORES DE PINTURA INDUSTRIAL
ABNT NBR 15.239 TRATAMENTO DE SUPERFÍCIES DE AÇO COM
FERRAMENTAS MANUAIS E MECÂNICAS
ABNT NBR 15.248 ENSAIOS NÃO DESTRUTIVOS - INSPEÇÃO POR ACFM -
PROCEDIMENTO
ABNT NBR 15.280-1 DUTOS TERRESTRES PARTE 1: PROJETO
ABNT NBR 15.443 FIOS, CABOS E CONDUTORES ELÉTRICOS - VERIFICAÇÃO
DIMENSIONAL E DE MASSA
ABNT NBR 15.461 ARMAZENAMENTO DE LÍQUIDOS INFLAMÁVEIS E
COMBUSTÍVEIS - CONSTRUÇÃO E INSTALAÇÃO DE TANQUE
AÉREO DE AÇO CARBONO
ABNT NBR 15.488 PINTURA INDUSTRIAL - SUPERFÍCIE METÁLICA PARA
APLICAÇÃO DE TINTA - DETERMINAÇÃO DO PERFIL DE
RUGOSIDADE
ABNT NBR 15.511 LÍQUIDO GERADOR DE ESPUMA (LGE), DE BAIXA EXPANSÃO,
PARA COMBATE A INCÊNDIOS EM COMBUSTÍVEIS LÍQUIDOS
ABNT NBR 15.523 QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE
INSPETOR DE CONTROLE DIMENSIONAL
ABNT NBR 15.545 SOLO - DETERMINAÇÃO DO COEFICIENTE DE
PERMEABILIDADE DE SOLOS ARGILOSOS A
CARGA VARIÁVEL
ABNT NBR ISO INDÚSTRIA DO PETRÓLEO E GÁS NATURAL - PROTEÇÃO
15.589-1 CATÓDICA PARA SISTEMAS DE TRANSPORTE DE DUTOS
PARTE 1: DUTOS TERRESTRES
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 174/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

ABNT NBR 15.645 EXECUÇÃO DE OBRAS DE ESGOTO SANITÁRIO E


DRENAGEM DE ÁGUAS PLUVIAIS UTILIZANDO-SE TUBOS E
ADUELAS DE CONCRETO
ABNT NBR 15.653 CRITÉRIOS PARA QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE
PROFISSIONAIS DE PROTEÇÃO CATÓDICA
ABNT NBR 15.696 FORMAS E ESCORAMENTO PARA ESTRUTURAS DE
CONCRETO - PROJETO, DIMENSIONAMENTO E
PROCEDIMENTOS EXECUTIVOS
ABNT NBR 15.708-1 INDÚSTRIAS DO PETRÓLEO E GÁS NATURAL - PERFIS
PULTRUDADOS - PARTE 1: MATERIAIS, MÉTODOS DE
ENSAIO E TOLERÂNCIAS DIMENSIONAIS
ABNT NBR 15.708-2 INDÚSTRIAS DO PETRÓLEO E GAS NATURAL - PERFIS
PULTRUDADOS - PARTE 2: GUARDA-CORPO
ABNT NBR 15.708-3 INDÚSTRIAS DO PETRÓLEO E GAS NATURAL - PERFIS
PULTRUDADOS - PARTE 3: GRADE DE PISO
ABNT NBR 15.708-4 INDÚSTRIAS DO PETRÓLEO E GÁS NATURAL - PERFIS
PULTRUDADOS - PARTE 4: SISTEMA DE BANDEJA MENTO
ABNT NBR 15.708-5 INDÚSTRIAS DO PETRÓLEO E GÁS NATURAL - PERFIS
PULTRUDADOS PARTE 5: PERFIS ESTRUTURAIS
ABNT NBR 15.708-6 INDÚSTRIAS DO PETRÓLEO E GÁS NATURAL - PERFIS
PULTRUDADOS PARTE 6: ESCADA TIPO MARINHEIRO
ABNT NBR 15.749 MEDIÇÃO DE RESISTÊNCIA DE ATERRAMENTO E DE
POTENCIAIS NA SUPERFÍCIE DO SOLO EM SISTEMAS DE
ATERRAMENTO
ABNT NBR 15.751 SISTEMA DE ATERRAMENTO DE SUBESTAÇÕES -
REQUISITOS
ABNT NBR 15.758-1 SISTEMAS CONSTRUTIVOS EM CHAPAS DE GESSO PARA
DRYWALL - PARTE 1 - REQUISITOS PARA SISTEMAS USADOS
COMO PAREDES
ABNT NBR 15.758-2 SISTEMAS CONSTRUTIVOS EM CHAPAS DE GESSO PARA
DRYWALL - PARTE 2 - REQUISITOS PARA SISTEMAS USADOS
COMO FORROS
ABNT NBR 15.758-3 SISTEMAS CONSTRUTIVOS EM CHAPAS DE GESSO PARA
DRYWALL - PARTE 3 - REQUISITOS PARA SISTEMAS USADOS
COMO REVESTIMENTOS
ABNT NBR 15.777 CONVENÇÕES TOPOGRÁFICAS PARA CARTAS E PLANTAS
CADASTRAIS - ESCALAS 1:10.000, 1:5.000, 1:2.000 E 1:1.000 -
PROCEDIMENTO
ABNT NBR 15.808 EXTINTORES DE INCÊNDIO PORTÁTEIS
ABNT NBR 15.809 EXTINTORES DE INCÊNDIO SOBRE RODAS
ABNT NBR 15.812-1 ALVENARIA ESTRUTURAL - BLOCOS CERÂMICOS - PARTE 1 -
PROJETOS
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 175/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

ABNT NBR 15.812-2 ALVENARIA ESTRUTURAL - BLOCOS CERÂMICOS - PARTE 2 -


EXECUÇÃO E CONTROLE DE OBRAS
ABNT NBR 15.824 ENSAIOS NÃO DESTRUTIVOS - ULTRASSOM - MEDIÇÃO DE
ESPESSURA
ABNT NBR 15.827 VÁLVULAS INDUSTRIAIS PARA INSTALAÇÕES DE
EXPLORAÇÃO, PRODUÇÃO, REFINO E TRANSPORTE DE
PRODUTOS DE PETRÓLEO - REQUISITOS DE PROJETO E
ENSAIO DE PROTÓTIPO
ABNT NBR 15.877 PINTURA INDUSTRIAL - ENSAIO DE ADERÊNCIA POR TRAÇÃO

ABNT NBR 15.961-1 ALVENARIA ESTRUTURAL - BLOCOS DE CONCRETO - PARTE 1


- PROJETOS
ABNT NBR 15.961-2 ALVENARIA ESTRUTURAL - BLOCOS DE CONCRETO - PARTE
2 - EXECUÇÃO E CONTROLE DE OBRAS
ABNT NBR 16.021 VÁLVULAS E ACESSÓRIOS PARA HIDRANTE – REQUISITOS E
MÉTODOS DE ENSAIO
ABNT NBR 16.026 DISPOSITIVOS DE CONTROLE ELETRÔNICO C.C. OU C.A.
PARA MÓDULOS DE LED - REQUISITOS DE DESEMPENHO
ABNT NBR 16.055 PAREDE DE CONCRETO MOLDADA NO LOCAL PARA
CONSTRUÇÃO DE EDIFICAÇÕES -
REQUISITOS E PROCEDIMENTOS
ABNT NBR 16.137 ENSAIOS NÃO DESTRUTIVOS - TESTE POR PONTOS -
IDENTIFICAÇÃO DE MATERIAIS
ABNT NBR 16.172 REVESTIMENTOS ANTICORROSIVOS - DETERMINAÇÃO DE
DESCONTINUIDADES EM REVESTIMENTOS
ANTICORROSIVOS APLICADOS SOBRE SUBSTRATOS
METÁLICOS
ABNT NBR 16.145 AUMULADOR DE LÍTIO-ÍON PARA APLICAÇÃO
ESTACIONÁRIA - ESPECIFICAÇÃO
ABNT NBR 16.149 SISTEMAS FOTOVOLTAICOS (FV) – CARACTERÍSTICAS DA
INTERFACE DE CONEXÃO COM A REDE ELÉTRICA DE
DISTRIBUIÇÃO - PROCEDIMENTOS DE ENSAIO
DE CONFORMIDADE
ABNT NBR 16.150 SISTEMAS FOTOVOLTAICOS (FV) – CARACTERÍSTICAS DA
INTERFACE DE CONEXÃO COM A REDE ELÉTRICA DE
DISTRIBUIÇÃO
ABNT NBR 16.205-1 LÂMPADAS LED SEM DISPOSITIVO DE CONTROLE
INCORPORADO DE BASE ÚNICA - REQUISITOS
DE SEGURANÇA
ABNT NBR 16.205-2 LÂMPADAS LED SEM DISPOSITIVO DE CONTROLE
INCORPORADO DE BASE ÚNICA - REQUISITOS
DE DESEMPENHO
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 176/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

ABNT NBR 16.239 PROJETO DE ESTRUTURAS DE AÇO E DE ESTRUTURAS


MISTAS DE AÇO E CONCRETO DE EDIFICAÇÕES COM PERFIS
TUBULARES
ABNT NBR 16.401-1 INSTALAÇÕES DE AR CONDICIONADO - SISTEMAS
CENTRAIS E UNITÁRIOS - PARTE 1: PROJETO DAS
INSTALAÇÕES
ABNT NBR 16.401-2 INSTALAÇÕES DE AR CONDICIONADO - SISTEMAS
CENTRAIS E UNITÁRIOS - PARTE 2: PARÂMETROS DE
CONFORTO TÉRMICO
ABNT NBR 16.401-3 INSTALAÇÕES DE AR CONDICIONADO - SISTEMAS
CENTRAIS E UNITÁRIOS - PARTE 3: QUALIDADE DO AR
INTERIOR
ABNT NBR 16.852 CORTA-CHAMAS - REQUISITOS DE DESEMPENHO,
MÉTODOS DE ENSAIO E LIMITES DE APLICAÇÃO
ABNT NBR 17.240 SISTEMAS DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO - PROJETO,
INSTALAÇÃO, COMISSIONAMENTO E
MANUTENÇÃO DE SISTEMAS DE DETECÇÃO E ALARME DE
INCÊNDIO - REQUISITOS
ABNT NBR 17505-1 ARMAZENAMENTO DE LÍQUIDOS INFLAMÁVEIS E
COMBUSTÍVEIS - PARTE 1 - DISPOSIÇÕES GERAIS
ABNT NBR 17505-2 ARMAZENAMENTO DE LÍQUIDOS INFLAMÁVEIS E
COMBUSTÍVEIS - PARTE 2 - ARMAZENAMENTO EM
TANQUES, EM VASOS E EM RECIPIENTES PORTÁTEIS COM
CAPACIDADE SUPERIOR A 3.000 LITROS
ABNT NBR 17505-3 ARMAZENAMENTO DE LÍQUIDOS INFLAMÁVEIS E
COMBUSTÍVEIS - PARTE 3 - SISTEMAS DE TUBULAÇÕES
ABNT NBR 17505-4 ARMAZENAMENTO DE LÍQUIDOS INFLAMÁVEIS E
COMBUSTÍVEIS - PARTE 4 - ARMAZENAMENTO EM
RECIPIENTES E EM TANQUES PORTÁTEIS
ABNT NBR 17505-5 ARMAZENAMENTO DE LÍQUIDOS INFLAMÁVEIS E
COMBUSTÍVEIS - PARTE 5 - OPERAÇÕES
ABNT NBR 17505-6 ARMAZENAMENTO DE LÍQUIDOS INFLAMÁVEIS E
COMBUSTÍVEIS - PARTE 6 - REQUISITOS PARA
INSTALAÇÕES E EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS
ABNT NBR 17505-7 ARMAZENAMENTO DE LÍQUIDOS INFLAMÁVEIS E
COMBUSTÍVEIS - PARTE 7 - PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO
PARA PARQUES DE ARMAZENAMENTO COM TANQUES
ESTACIONÁRIOS
ABNT NBR IEC EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS PARA ATMOSFERAS
60.079-0 EXPLOSIVAS - PARTE 0 - EQUIPAMENTOS - REQUISITOS
GERAIS
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 177/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

ABNT NBR IEC ATMOSFERAS EXPLOSIVAS - PARTE 1- PROTEÇÃO DE


60.079-1 EQUIPAMENTOS POR INVÓLUCRO A PROVA DE EXPLOSÃO
"D"
ABNT NBR IEC ATMOSFERAS EXPLOSIVAS - PARTE 2 - PROTEÇÃO DE
60.079-2 EQUIPAMENTO POR INVÓLUCRO PRESSURIZADO “P”
ABNT NBR IEC ATMOSFERAS EXPLOSIVAS - PARTE 5 - PROTEÇÃO DE
60.079-5 EQUIPAMENTOS POR IMERSÃO EM AREIA “Q”
ABNT NBR IEC ATMOSFERAS EXPLOSIVAS - PARTE 6 - PROTEÇÃO DE
60.079-6 EQUIPAMENTOS POR IMERSÃO EM ÓLEO "O"
ABNT NBR IEC ATMOSFERAS EXPLOSIVAS - PARTE 7 - PROTEÇÃO DE
60.079-7 EQUIPAMENTOS POR SEGURANÇA AUMENTADA "E"
ABNT NBR IEC ATMOSFERAS EXPLOSIVAS - PARTE 10-1- CLASSIFICAÇÃO
60.079-10-1 DE ÁREAS - ATMOSFERAS EXPLOSIVAS DE GÁS
ABNT NBR IEC ATMOSFERAS EXPLOSIVAS - PARTE 10-2 - CLASSIFICAÇÃO
60.079-10-2 DE ÁREAS - ATMOSFERAS DE POEIRAS COMBUSTÍVEIS
ABNT NBR IEC ATMOSFERAS EXPLOSIVAS - PARTE 11- PROTEÇÃO DE
60.079-11 EQUIPAMENTO POR SEGURANÇA INTÍNSECA “I”
ABNT NBR IEC ATMOSFERAS EXPLOSIVAS - PARTE 13 - PROTEÇÃO DE
60.079-13 EQUIPAMENTOS POR AMBIENTE PRESSURIZADO "P"
ABNT NBR IEC ATMOSFERAS EXPLOSIVAS - PARTE 14 - PROJETO, SELEÇÃO
60.079-14 E MONTAGEM DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS
ABNT NBR IEC ATMOSFERAS EXPLOSIVAS - PARTE 15 - PROTEÇÃO DE
60.079-15 EQUIPAMENTOS POR TIPO DE PROTEÇÃO "N"
A imagem
vincula da não
pode ser exibida.
Tal…

ABNT NBR IEC ATMOSFERAS EXPLOSIVAS - PARTE 16 - VENTILAÇÃO


60.079-16 ARTIFICIAL PARA A PROTEÇÃO DE CASA DE ANALISADORES
ABNT NBR IEC ATMOSFERAS EXPLOSIVAS - PARTE 17 - INSPEÇÃO E
60.079-17 MANUTENÇÃO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS
ABNT NBR IEC ATMOSFERAS EXPLOSIVAS - PARTE 18 - PROTEÇÃO DE
60.079-18 EQUIPAMENTO POR ENCAPSULAMENTO "M"
ABNT NBR IEC ATMOSFERAS EXPLOSIVAS - PARTE 19 - REPARO, REVISÃO
60.079-19 E RECUPERAÇÃO DE EQUIPAMENTOS
ABNT NBR IEC ATMOSFERAS EXPLOSIVAS - PARTE 20-1-
60.079-20-1 CARACTERÍSTICAS DE SUBSTÂNCIAS PARA
CLASSIFICAÇÃO DE GASES E VAPORES - MÉTODOS DE
ENSAIOS E DADOS
ABNT NBR IEC ATMOSFERAS EXPLOSIVAS - PARTE 25 - SISTEMAS
60.079-25 ELÉTRICOS INTRINSECAMENTE SEGUROS
ABNT NBR IEC EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS PARA ATMOSFERAS
60.079-26 EXPLOSIVAS DE GÁS - PARTE 26 - EQUIPAMENTO COM
NÍVEL DE PROTEÇÃO DE EQUIPAMENTO (EPL) GA
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 178/1
78
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

ABNT NBR IEC ATMOSFERAS EXPLOSIVAS - PARTE 27 - CONCEITO DE


60.079-27 FIELDBUS INTRINSECAMENTE SEGURO (FISCO)
ABNT NBR IEC ATMOSFERAS EXPLOSIVAS - PARTE 28 - PROTEÇÃO DE
60.079-28 EQUIPAMENTOS E DE SISTEMAS DE TRANSMISSÃO QUE
UTILIZAM RADIAÇÃO ÓPTICA
ABNT NBR IEC ATMOSFERAS EXPLOSIVAS - PARTE 29-1 - DETECTORES DE
60.079-29-1 GÁS - REQUISITOS DE DESEMPENHO DE DETECTORES PARA
GASES INFLAMÁVEIS
ABNT NBR IEC ATMOSFERAS EXPLOSIVAS - PARTE 29-2 - DETECTORES DE
60.079-29-2 GASES - SELEÇÃO, INSTALAÇÃO, UTILIZAÇÃO E
MANUTENÇÃO DE DETECTORES PARA GASES INFLAMÁVEIS
E OXIGÊNIO
ABNT NBR IEC ATMOSFERAS EXPLOSIVAS - PARTE 30-2 - TRACEAMENTO
60.079-30-2 ELÉTRICO RESISTIVO - PROCEDIMENTO PARA APLICAÇÃO
EM PROJETO, INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO
ABNT NBR IEC ATMOSFERAS EXPLOSIVAS PARTE 31- PROTEÇÃO DE
60.079-31 EQUIPAMENTOS CONTRA IGNIÇÃO DE POEIRA POR
INVÓLUCROS “T”
ABNT NBR IEC GRAUS DE PROTEÇÃO PARA INVÓLUCROS DE
60.529 EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS (CÓDIGO IP)
ABNT NBR IEC ENCAMINHAMENTO DE CABOS – SISTEMAS DE
61.537 ELETROCALHAS PARA CABOS E SISTEMAS DE LEITOS PARA
CABOS
ABNT IEC/PAS LÂMPADAS LED COM DISPOSITIVO DE CONTROLE
62.612 INCORPORADO PARA SERVIÇOS DE ILUMINAÇÃO GERAL -
REQUISITOS DE DESEMPENHO
ABNT IEC/TS 62.504 TERMOS E DEFINIÇÕES PARA LEDs E OS MÓDULOS DE LED
DE ILUMINAÇÃO GERAL

7.4. NORMAS ESTRANGEIRAS

7.4.1. NORMAS ISO (INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR


STANDARDIZATION)

Nº DESCRIÇÃO
ISO 8.501-1 PREPARATION OF STEEL SUBSTRATES BEFORE APPLICATION OF
PAINTS AND RELATED PRODUCTS - VISUAL ASSESSMENT OF
SURFACE CLEANLINESS
ISO 16.852 FLAME ARRESTERS - PERFORMANCE REQUIREMENTS, TEST
METHODS AND LIMITS FOR USE
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 179/1
79
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

7.4.2. NORMAS API (AMERICAN PETROLEUM INSTITUTE)


Nº DESCRIÇÃO
API SPEC 5L SPECIFICATION FOR LINE PIPE
API STD 620 DESIGN AND CONSTRUCTION OF LARGE, WELDED,
LOWPRESSURE STORAGE TANKS
API STD 650 WELDED STEEL TANKS FOR OIL STORAGE
API 2.000/ISO 28.300 PETROLEUM, PETROCHEMICAL AND NATURAL GAS
INDUSTRIES - VENTING OF ATMOSPHERIC AND
LOWPRESSURE STORAGE TANKS
API RP 2.350 OVERFILL PROTECTION FOR STORAGE TANKS IN
PETROLEUM FACILITIES

7.4.3. NORMAS ASME (AMERICAN SOCIETY OF MECHANICAL ENGINEERS)

Nº DESCRIÇÃO

ASME BPVC NONDESTRUCTIVE EXAMINATION


SECTION V
ASME B 1.1 UNIFIED INCH SCREW THREADS (UN AND UNR THREAD FORM)
ASME B 16.5 PIPE FLANGES AND FLANGED FITTINGS NPS 1/2 THROUGH NPS 24
METRIC/INCH
ASME B 16.11 FORGED FITTINGS, SOCKET WELDING AND THREADS
ASME B 16.47 LARGE DIAMETER STEEL FLANGES NPS 26 THROUGHT NPS 60
METRIC/INCH STANDARD
ASME B 18.2.1 SQUARE, HEAVY HEX, AND ASKEW HEAD BOLTS AND HEX, HEAVY
HEX, HEX FLANGE, LOBED HEAD, AND LAG SCREWS (INCH SERIES)
ASME B 18.2.2 NUTS FOR GENERAL APPLICATIONS: MACHINES SCREW NUTS,
HEX, SQUARE, HEX FLANGE, AND COUPLING NUTS (INCH SERIES)
ASME B 31.3 PROCESS PIPING

7.5. NORMAS ASTM (AMERICAN SOCIETY FOR TESTING MATERIALS)


Nº DESCRIÇÃO
ASTM A6/A6M STANDARD SPECIFICATION FOR GENERAL REQUIREMENTS
FOR ROLLED STRUCTURAL STEEL BARS, PLATES, SHAPES,
AND SHEET PILING
ASTM A20/A20M STANDARD SPECIFICATION FOR GENERAL REQUIREMENTS
FOR STEEL PLATES FOR PRESSURE VESSELS
ASTM A36/A36M STANDARD SPECIFICATION FOR CARBON STRUCTURAL
STEEL
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 180/1
80
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

ASTM A105/A105M STANDARD SPECIFICATION FOR CARBON STEEL FORGINGS


FOR PIPING APPLICATIONS
ASTM A106/A106M STANDARD SPECIFICATION FOR SEAMLESS CARBON STEEL
PIPE FOR HIGH TEMPERATURE SERVICE
ASTM A182/A182M FORGED OR ROLLED ALLOY AND STAINLESS STEEL PIPE
FLANGES, FORGED FITTINGS, AND VALVES AND PARTS FOR
HIGH TEMPERATURE SERVICE
ASTM A197/A197M STANDARD SPECIFICATION FOR CUPOLA MALLEABLE IRON
ASTM A234/A234M STANDARD SPECIFICATION FOR PIPING FITTINGS OF
WROUGHT CARBON STEEL AND ALLOY STEEL FOR
MODERATE AND HIGH TEMPERATURE SERVICE
ASTM A240/A240M STANDARD SPECIFICATION FOR CHROMIUM AND
CHROMIUM-NICKEL STAINLESS STEEL PLATE, SHEET, AND
STRIP FOR PRESSURE VESSELS AND FOR GENERAL
APPLICATIONS
ASTM A276/A276M STANDARD SPECIFICATION FOR STAINLESS STEEL BARS AND
SHAPES
ASTM A283/A283M STANDARD SPECIFICATION FOR LOW AND INTERMEDIATE
TENSILE STRENGHT CARBON STEEL PLATES
ASTM A312/A312M STANDARD SPECIFICATION FOR SEAMLESS, WELDED, AND
HEAVILY COLD WORKED AUSTENITIC STAINLESS STEEL
PIPES
ASTM A351/A351M STANDARD SPECIFICATION FOR CASTING, AUSTENITIC
STAINLESS STEEL FOR PRESSURE CONTAINING PARTS
ASTM A403/A403M STANDARD SPECIFICATION FOR WROUGHT AUSTENITIC
STAINLESS STEEL PIPING FITTINGS
ASTM A435/A435M STANDARD SPECIFICATION FOR STRAIGHT-BEAM
ULTRASONIC EXAMINATION OF STEEL PLATES
ASTM A450/A450M STANDARD SPECIFICATION FOR GENERAL REQUIREMENTS
FOR CARBON AND LOW ALLOY STEEL TUBES
ASTM A473/A473M STANDARD SPECIFICATION FOR STAINLESS STEEL
FORGINGS
ASTM A516/A516M STANDARD SPECIFICATION FOR PRESSURE VESSEL PLATES,
CARBON STEEL, FOR MODERATE AND LOWER
TEMPERATURE SERVICE
ASTM STANDARD SPECIFICATION FOR STEEL, SHEET AND STRIP,
A1011/A1011M HOT-ROLLED, CARBON, STRUCTURAL, HIGH-STRENGTH,
LOW-ALLOYAND, HIGH-STRENGTH LOW-ALLOY WITH
IMPROVED FORMABILITY

OBSERVAÇÃO:
ESPECIFICAÇÃO DE CONSTRUÇÃO

INSTALAÇÃO: GEI
– GERÊNCIA Nº EC-GEI50-A-007 REV. D FOLHA:

INDUSTRIAL 181/1
81
TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES
PROJETISTA: GESMS/GRESE

A CONTRATADA deverá manter estrita obediência ao disposto na legislação vigente, Normas


PETROBRAS, ABNT e demais normas listadas neste documento. A não citação de alguma
norma ou legislação neste documento em nada diminui ou exime a total responsabilidade da
CONTRATADA pela execução dos serviços.

Todas as normas e legislações deverão ser utilizadas em sua última revisão.


CARTA-CONVITE
PLANILHA DE PREÇOS

INSTALAÇÃO: EMPRESA: DATA:


GEI50 - FÁBRICA DE LUBRIFICANTES - GERAL INNOVA RIO ENGENHARIA E 11/12/2017
SERVIÇO: CONSTRUÇÕES LTDA. FOLHA:

IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES CNPJ: 06.181.476/0001-52


AV. DAS AMERICAS, 3301 - BL
ITEM DESCRIÇÃO PREÇOS

1 PROJETO EXECUTIVO (3.1) XXXXXXXXX

1.1 ELABORAÇÃO E REVISÃO DE PROJ EXECUTIVO (3.1.1) 691.361,85

2 OBRAS CIVIS (3.3) XXXXXXXXX

2.1 SONDAGEM (3.3.1) 25.894,61

2.2 NOVA BACIA DE TQS (3.3.2) 1.275.564,92

2.3 PLDCT DE ÓLEOS BÁSICOS (3.3.3) 850.376,61

2.4 PIPE RACK (3.3.4) 7.795.118,95

2.5 FUNDAÇÕES, BASES E EST. MET. (3.3.5) 5.810.906,86

2.6 RELOCAÇÃO DA PLECT (3.3.6) 177.161,80

2.7 ÁREA DE RECUPERAÇÃO (3.3.7) 992.106,05

2.8 URBANIZAÇÃO (3.3.8) 28.345,88

3 OBRAS MECÂNICAS (3.4) XXXXXXXXX

3.1 FORN., FAB., E MONTAGEM TQS DE BÁSICO (3.4.1) 8.166.749,00

3.2 TRAT. DE CHAPAS, TUB. E CONEXÕES EXIST. (3.4.2) 1.930.322,49

3.3 INTERVENÇÕES TQS EXISTENTES (3.4.3) 10.245.557,83

3.4 EQUIPAMENTOS (3.4.4) XXXXXXXXX

3.4.1 MONT., INST DE EQUIPAMENTOS BR (3.4.4.1) 1.675.456,03

3.4.2 FORN., MONT. E INST. DE EQP CONTRATADA (3.4.4.2) 654.951,00

3.5 SISTEMA DE TUBULAÇÕES (3.4.5) 32.559.135,16

3.6 ÁREA DE RECUPERAÇÃO (3.4.6) 456.942,55

3.7 SISTEMA DE COMBATE A INCÊNDIO (3.4.7) 3.092.910,48

4 OBRAS ELÉTRICAS (3.5) XXXXXXXXX

4.1 INTERVENÇÕES ELÉTRICAS (3.5.1) 768.349,66

4.2 SISTEMA DE ATERRAMENTO (3.5.2) 192.087,41


CARTA-CONVITE
PLANILHA DE PREÇOS

INSTALAÇÃO: EMPRESA: DATA:


GEI50 - FÁBRICA DE LUBRIFICANTES - GERAL INNOVA RIO ENGENHARIA E 11/12/2017
SERVIÇO: CONSTRUÇÕES LTDA. FOLHA:

IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES CNPJ: 06.181.476/0001-52


AV. DAS AMERICAS, 3301 - BL
ITEM DESCRIÇÃO PREÇOS

5 PRÉOPERAÇÃO (3.6) XXXXXXXXX

5.1 PRÉ-OPERAÇÃO (3.6.1) 1.576.034,88

6 SUBTOTAL (soma dos itens anteriores) (A) 78.965.334,02


MOBILIZAÇÃO / Instalação do canteiro (MÁXIMO de 5% do
7 (B) 3.947.088,48
SUBTOTAL A)
“As Built” e entrega das Pastas “DATA-BOOK” (MÍNIMO de
8 (C) 1.722.881,04
2% do SUBTOTAL A)
Pré-operação/Limpeza/DESMOBILIZAÇÃO (MÍNIMO de 3% do
9 (D) 2.544.974,90
SUBTOTAL A)
OBSERVAÇÕES:
A numeração entre parênteses nas linhas refere-se aos itens da Especificação de
1)
Construção EC-GEI50-A-007-D
O pagamento referente ao item MOBILIZAÇÃO será feito de uma única vez, após a sua conclusão e
2) após a apresentação da ART e o pagamento do item "AS-BUILT" com pastas "DATA-BOOK" e
DESMOBILIZAÇÃO será realizado também de uma única vez, após a sua conclusão.
ASSINATURAS
PREÇO GLOBAL (R$)
PETROBRAS DISTRIBUIDORA S.A. EMPRESA
87.180.278,44
(A)+(B)+(C)+(D)
MODELO DE ANEXO PARA CONTRATO PARA GRAU DE RISCO – Q3 1CONDIÇÕES
ESPECÍFICAS DE SMS PARA CONTRATADAS

1. OBJETIVO
Estabelecer orientações que devem ser obedecidas pelas empresas contratadas, com a finalidade de preservar
a integridade física das pessoas, dos equipamentos, instalações e a proteção do meio ambiente em obras e
serviços na PETROBRAS DISTRIBUIDORA.

2. DEFINIÇÕES E SIGLAS

2.1 ASO
Atestado de Saúde Ocupacional.

2.2 ANÁLISE DE SEGURANÇA DO TRABALHO (AST)


Ferramenta utilizada para identificar perigos, avaliar riscos e determinar ações de controle preventivas para cada uma
das etapas de um trabalho, visando melhorar a segurança durante a sua execução.

2.3 EMITENTE
O Emitente deve ser pessoa habilitada da CONTRATADA com conhecimentos técnicos e práticos das
características de operação e riscos da área ou equipamento onde será executado o serviço.

2.4 EQUIPAMENTOS CLASSE A


É todo aquele que contenha ou tenha contido produtos tóxicos, asfixiantes, corrosivos, inflamáveis ou
combustíveis.

2.5 EQUIPAMENTOS CLASSE B


É todo aquele que não contém ou não tenha contido produtos tóxicos, asfixiantes, corrosivos, inflamáveis ou
combustíveis.

2.6 ETIQUETAS DE ADVERTÊNCIA


É a denominação dada aos dispositivos utilizados para identificar os equipamentos que estão fora de operação
nos quais serão realizados serviços.

2.7 ESPAÇO CONFINADO


Qualquer área não projetada para ocupação contínua, a qual tem meio limitado de entrada e saída, ventilação
insuficiente, concentração de contaminantes perigosos e que apresente deficiência ou enriquecimento de
oxigênio que possam existir ou se desenvolver.

2.8 ENERGIA ARMAZENADA


É a energia que pode vir a ser liberada por um determinado sistema. São exemplos desses sistemas molas
comprimidas, energia potencial de uma carga elevada, temperaturas ou pressões elevadas em tubulações e
reservatórios.

2.9 NR
Norma Regulamentadora do Ministério do Trabalho

2.10 PCMAT
Programa de Condições e meio Ambiente na Indústria da Construção.

2.11 PERMISSÃO PARA TRABALHO (PT)


Autorização dada por escrito, para execução de qualquer trabalho que envolva riscos de acidentes com lesão
pessoal, danos materiais e a saúde, agressão ao meio ambiente ou descontinuidade operacional (incêndio ou
explosão, vazamento de produtos combustíveis, tóxicos, corrosivos ou asfixiantes, choque elétrico, quedas,
exposição à temperatura extrema, outros).
MODELO DE ANEXO PARA CONTRATO PARA GRAU DE RISCO – Q3 2CONDIÇÕES
ESPECÍFICAS DE SMS PARA CONTRATADAS

2.12 PPRA
Programa de Prevenção de Riscos Ambientais

2.13 SMS
Segurança, Meio Ambiente e Saúde.

2.14 SOLICITANTE / EXECUTANTE


Encarregado pela equipe ou pessoa que executa o serviço na área ou equipamento a ser liberado, que se
responsabilizará pelo atendimento às exigências determinadas na PT para manutenção das condições de
segurança na área.

2.15 TFCA
Taxa de Freqüência de Acidentados com Afastamento.

2.16 TFSA
Taxa de Freqüência de Acidentados sem Afastamento.

3. CONDIÇÕES GERAIS
Após a assinatura do Contrato pelas pessoas autorizadas e antes do início dos serviços, o representante da
empresa CONTRATADA deverá apresentar ao Fiscal do Contrato da PETROBRAS DISTRIBUIDORA, o
responsável pela execução dos trabalhos, ocasião em que serão fixadas as precauções específicas à natureza
dos trabalhos, especialmente os que não constarem neste anexo.

O Fiscal do Contrato da PETROBRAS DISTRIBUIDORA informará ao representante da empresa Contratada os


riscos e cuidados que deverão ser tomados durante a execução dos serviços, bem como, quando aplicável, os
equipamentos de proteção específicos.

A CONTRATADA deverá apresentar ao Fiscal do Contrato o Programa de Prevenção de Riscos


AmbientaisPPRA da empresa relativo aos serviços contratados pela PETROBRAS DISTRIBUIDORA, conforme
NR-9.

Para as atividades de construção e montagem eletromecânica com 20 (vinte) ou mais trabalhadores, deverá a
CONTRATADA, antes de iniciá-las, apresentar seu PCMAT já devidamente elaborado e a ser executado por
profissional legalmente habilitado na área de segurança do trabalho, conforme NR-18, permanecendo uma cópia
no Canteiro, além das cópias dos documentos citados no parágrafo anterior.

A CONTRATADA obriga-se a promover para todo o seu pessoal de execução até supervisão, o treinamento em
SMS, com carga mínima de 06:00 horas, conforme NR-18 item 18.28.

As cópias dos registros de treinamento deverão estar disponíveis no local de trabalho e apresentados ao Fiscal
do Contrato quando solicitado e deverá incluir no mínimo o que está previsto na NR-18, acrescido de
procedimentos no caso de acidentes e emergência e procedimentos de segurança nos diversos tipos de serviços
a serem executados, incluindo àqueles que exijam a elaboração de uma AST conforme modelo no Anexo 3 do
item 7 deste documento.

A CONTRATADA antes de iniciar as atividades deve sinalizar o canteiro de obras o Programa conforme previsto
na NR-18, item 18.27.

A CONTRATADA deverá apresentar ao Fiscal do Contrato declaração que as suas SubContratadas implantarão
os requisitos contratuais de SMS constantes deste anexo.

O Fiscal do Contrato poderá suspender qualquer trabalho que evidencie risco iminente à segurança das pessoas,
ao meio ambiente e ao patrimônio da PETROBRAS DISTRIBUIDORA ou de terceiros.
MODELO DE ANEXO PARA CONTRATO PARA GRAU DE RISCO – Q3 3CONDIÇÕES
ESPECÍFICAS DE SMS PARA CONTRATADAS

As suspensões motivadas por falta de condições de segurança ou pela não observância das normas, instruções
de segurança e regulamentos aqui citados, não eximem a CONTRATADA das obrigações e penalidades
constantes nas cláusulas contratuais referentes a prazos e multas.

4. SEGURANÇA
A CONTRATADA será responsável pela prevenção de acidentes, pela segurança na realização dos trabalhos e
por todas as ações a serem tomadas em casos de acidentes, tais como atendimento, encaminhamento,
transporte e socorro médicos para seus empregados e subcontratados acidentados, devendo proporcionar
meios adequados para tal.

Todas as obrigações morais e legais decorrentes de acidentes de trabalho de seus empregados ou


subcontratados serão de responsabilidade da CONTRATADA.

A CONTRATADA deverá comunicar imediatamente ao Fiscal do Contrato todo acidente que gere lesão com ou
sem perda de tempo ocorrido com seus empregados ou de suas subempreiteiras, utilizando, também, a Central
de Atendimento a Emergências no telefone 0800 024 44 33.

A CONTRATADA após a comunicação do acidente deverá iniciar imediatamente a investigação do ocorrido, de


forma a evidenciar as causas imediatas e básicas, apresentando ao Fiscal do Contrato, no prazo de quarenta e
oito horas, o relato e a investigação de acidentes conforme previsto na NBR-14280 – Cadastro de Acidente do
Trabalho – Procedimento e Classificação.

A CONTRATADA deverá informar ao Fiscal do Contrato no primeiro dia útil do mês o número total de
empregados envolvidos na obra ou serviço e o número de acidentes com ou sem afastamento durante a vigência
do contrato.

A CONTRATADA deverá fornecer aos seus empregados, Equipamentos de Proteção Individual (EPI), tais como,
capacete de segurança, óculos de segurança para proteção dos olhos, botas de segurança para trabalhos
executados em locais que apresentem riscos de lesão no pé e protetor auricular, todos devidamente aprovados
por meio de Certificado de Aprovação, conforme NR – 6 do Ministério do Trabalho. Outros equipamentos de
proteção individual específicos deverão ser utilizados de acordo com a natureza do serviço a ser executado. A
CONTRATADA se obriga a treinar seus empregados quanto ao uso dos EPI e apresentar a qualquer momento
os registros de treinamento.

Os empregados da CONTRATADA e das SubContratadas devem ser apresentar devidamente vestidos e


protegidos com os Equipamentos de Proteção Individual para a realização das tarefas.

A CONTRATADA deverá obedecer aos Planos de Atendimento a Emergências do local onde são realizados os
trabalhos. No caso em que o local não tenha Planos de Atendimento a Emergências, o mesmo deverá ser
elaborado pela CONTRATADA de forma a contemplar combate a incêndio, primeiros socorros e atendimento a
acidentados, em todas as frentes de serviços.

A CONTRATADA deverá apresentar declaração identificando responsável da empresa em comunicar acidentes


e pela garantia de SMS.

A CONTRATADA deverá apresentar organograma da empresa com as atribuições e responsabilidades de SMS.

A CONTRATADA deverá apresentar um documento contendo a política de SMS e a forma de divulgação para
os seus empregados e subcontratados.

A CONTRATADA deverá apresentar plano de ação para cumprimento das metas e objetivos de SMS
estabelecidos no contrato.

A CONTRATADA deverá implantar o Diálogo de Segurança, Meio Ambiente e Saúde – DSMS, para todos os
seus empregados, no início da jornada diária de trabalho e realizar reuniões mensais de SMS.
MODELO DE ANEXO PARA CONTRATO PARA GRAU DE RISCO – Q3 4CONDIÇÕES
ESPECÍFICAS DE SMS PARA CONTRATADAS

A CONTRATADA deverá apresentar ao Fiscal do Contrato mensalmente, os resultados do TFCA e TFSA da


empresa e anualmente realizar a análise crítica dos resultados destes indicadores.

A CONTRATADA deverá apresentar declaração do engenheiro ou técnico de segurança que houve treinamento
nos aspectos de SMS para os seus empregados nas atividades previstas do contrato.

A CONTRATADA deverá apresentar declaração do engenheiro de segurança ou técnico de segurança de que


os equipamentos utilizados nas obras e serviços estão de acordo com as normas de SMS.

A CONTRATADA deverá apresentar e implementar um Programa de Inspeções de SMS para:


- veículos, máquinas e equipamentos pesados (inclusive na mobilização);
- ferramentas manuais e pequenos equipamentos;
- cabos e outros dispositivos de içamento de cargas;
- canteiros de obras e outras instalações provisórias; - EPI.

4.1 ANÁLISE DE SEGURANÇA DO TRABALHO

A CONTRATADA deverá elaborar uma AST, obrigatoriamente por pessoal habilitado, para os seguintes tipos de
serviços:

- trabalhos em altura onde o trabalhador fique exposto à queda de diferentes níveis, em telhados, superfícies de
sustentação não permanentes ou sem proteção, com altura superior a 2 metros, em relação ao solo; - trabalhos
de manutenção em equipamentos ou tubulações que contenham ou tenham contido líquidos inflamáveis,
corrosivos ou tóxicos e gás;
- trabalhos de manutenção, reparo ou montagem que apresentem risco de contato com corrente elétrica igual
ou maior que 50 volts CA ou 120 volts CC;
- trabalhos de escavação manual ou mecânica que possam acarretar vazamentos de combustíveis, inflamáveis
ou tóxicos ou ainda em que haja suspeita de emanação de gases;
- trabalhos de realização de sondagem do terreno para levantamento de seu perfil, utilizando equipamento
manual ou a motor;
- trabalhos envolvendo a utilização de equipamento de içamento e movimentação de cargas (escavadeiras e
guindastes de forma geral para escavação e movimentação de equipamentos, tais como: compressores,
bombas, tanques, etc.) próximo à rede elétrica energizada ou a linha de processo;
- trabalhos em espaços confinados e em áreas ou equipamentos com deficiência ou excesso de oxigênio ou
produtos perigosos para a vida humana;
- trabalhos de radiografias industrial, detonação com a utilização de material explosivo, mergulho, etc.;
- abertura ou entrada de pessoal em equipamentos ou linhas de Classe A, ou de Classe B interligados a outro
de Classe A;
- trabalho (a frio ou a quente) no interior de equipamentos de classe A, bem como caixas de passagem de cabos
elétricos ou telefônicos, poços e caixas de drenagens de águas oleosas ou contaminadas;
- para entrada de pessoal em equipamentos ou linhas classe B quando as características do equipamento não
oferecem boas condições de ventilação natural;
- trabalho a quente em equipamentos de classe A ou de classe em equipamentos classe B interligados a outro
de classe A.
- onde ocorrer à falta de procedimento específico para a tarefa de risco;
- onde ocorrer à possibilidade de contato com equipamento pressurizado, energizado, com alta temperatura, de
forma não prevista nos padrões básicos de SMS da planta;
- onde ocorrer à impossibilidade de isolamento do equipamento ou sistema para liberação;
- onde ocorrer à intervenção em circuito de controle ou de proteção em painéis elétricos;
- onde ocorrer à utilização de equipamentos que oferecem risco à área classificada ou podem gerar eletricidade
estática;
- quando houver a possibilidade de uma tarefa afetar áreas vizinhas de forma inesperada e indesejada.

A Contratada deve coordenar a elaboração da AST em função da tarefa a ser realizada e garantir que os passos e as
ações definidas sejam de conhecimento daqueles que executarão a tarefa.
MODELO DE ANEXO PARA CONTRATO PARA GRAU DE RISCO – Q3 5CONDIÇÕES
ESPECÍFICAS DE SMS PARA CONTRATADAS

Cabe aos empregados designados para executar a tarefa, seguir todos os passos estabelecidos na AST, da qual foram
comunicados e/ou fizeram parte da elaboração.

4.2 PERMISSÃO PARA TRABALHO

O solicitante/executante da CONTRATADA, obrigatoriamente habilitado, deverá requisitar uma PT em obras e em


instalações da PETROBRAS DISTRIBUIDORA que possuam responsáveis designados para a emissão da PT.

Os trabalhos a serem executados e que exigem a emissão da PT serão classificados como Trabalho a Quente,
Trabalho a Frio, Trabalho em Pintura, Trabalho em Ambiente Confinado, Trabalho em Teste de Estanqueidade,
Trabalho para Movimentação de Carga próxima à rede elétrica, Trabalho de Escavação, Trabalho em Altura e
Trabalho em Equipamentos Elétricos e Radiografia Industrial.

4.2.1 PERMISSÃO PARA TRABALHO A QUENTE

Trabalho a quente é aquele que requer o uso de chamas a descoberto ou operações capazes de produzir
temperaturas elevadas ou centelhas, conforme relação abaixo:
- corte e solda oxi-acetileno;
- corte e solda a eletrodo (elétrica);
- uso de maçarico;
- uso de esmeril;
- limpeza com jato de granalha;
- corte de concreto a seco;
- emprego de motores a combustão ou elétricos sem blindagem;
- quaisquer outras operações que possam produzir temperaturas elevadas ou centelhas.

4.2.1.1 PRECAUÇÕES OBRIGATÓRIAS

Para a emissão de permissão para trabalho a quente devem ser tomadas as seguintes precauções:
- sempre que um equipamento ou sistema estiver fora de operação, em manutenção ou reparo e for necessário
bloquear válvulas direta ou indiretamente ligadas a estes, devem ser colocadas pelo Emitente e/ou Executante,
Etiquetas de Advertência (amarela / azul ou vermelha). A etiqueta Amarela significa equipamento fora de
operação e a etiqueta Azul ou Vermelha, equipamentos em geral e chaves elétricas;
- nos casos de equipamentos acionados por outro, o cabo que alimenta o equipamento acionador deve ser
devidamente bloqueado ou desligado. É obrigatório à colocação da Etiqueta de Advertência azul ou vermelha
na chave que interrompe o circuito;
- quando as tubulações ligadas a um equipamento da “Classe A” as mesmas devem ser bloqueadas por flanges
cegos;
- os equipamentos nas áreas adjacentes a do trabalho em execução devem estar dentro do limite de segurança
e inspecionados para que as centelhas ou chamas provenientes dos serviços não os atinjam; - trabalho
envolvendo combustíveis ou inflamáveis, faz-se necessário o monitoramento de inflamabilidade e demais ações
mitigadoras.

4.2.2 PERMISSÃO PARA TRABALHO EM EQUIPAMENTO ELÉTRICO

É a permissão dada para realizar serviços em manutenção em equipamentos elétricos energizados ou não,
serviços de manutenção em redes elétricas e serviços de reparos em cabines primárias e secundárias.

É recomendável desligar o circuito ou equipamento sempre que possível evitando-se trabalhar com o mesmo
energizado.
MODELO DE ANEXO PARA CONTRATO PARA GRAU DE RISCO – Q3 6CONDIÇÕES
ESPECÍFICAS DE SMS PARA CONTRATADAS

Considera-se que o equipamento está desenergizado quando atendidas todas as condições abaixo,
obedecendo-se à seqüência:
- seccionar o circuito através de disjuntor, chave faca, chave fusível, etc.;
- impedimento da reenergização do circuito;
- constatação da ausência de tensão no circuito;
- instalação de atendimento temporário dos condutores interrompidos;
- proteção dos elementos energizados existentes na zona controlada; - instalação da sinalização de impedimento
de energização.

4.2.2.1 RESTRIÇÕES

Todo trabalho de manutenção ou reparo em equipamento elétrico energizado com tensão igual ou superior a 50
volts CA ou superior a 120 volts CC, só poderá ser executado por pessoal devidamente capacitado e autorizado
formalmente pela empresa, conforme previsto na NR-10 – Instalações e Serviços em Eletricidade do MTE.

Nenhum trabalho de manutenção ou reparo poderá ser executado em equipamento energizado com tensão
superior a 500 volts, salvo nos testes de corrente feito com equipamentos especiais (medidor alicate),
devidamente isolados e o executante do teste protegido com os EPI´s necessários. 4.2.2.2 PRECAUÇÕES
OBRIGATÓRIAS QUANDO EQUIPAMENTO ENERGIZADO

Todo trabalho em equipamento elétrico somente poderá ser executado por trabalhador habilitado ou capacitado
e autorizados formalmente pela empresa, e mediante o uso de ferramentas com isolamentos apropriados e estar
ciente dos riscos que o trabalho oferece.

O uso de luvas e capacetes de alta resistência elétrica será obrigatório a todos os executantes de trabalhos em
equipamentos elétricos energizados.

Sempre que possível, deve-se desligar o circuito ou equipamento onde serão executados os trabalhos, pois não
é recomendável executar trabalho com os mesmos energizados.

Os trabalhadores habilitados ou capacitados devem utilizar vestimentas de proteção contra arco voltaico, com
mangas compridas, quando estiverem trabalhando com equipamento energizado.

Ao operar disjuntores ou qualquer equipamento de interrupção de circuito, cujos contatos estejam,


eventualmente, a descobertos, devem ser utilizadas luvas de borracha e proteção facial.

As técnicas de inspeção por termografia devem atender os limites da zona controlada, previsto na NR-10, com
o acompanhamento de um profissional capacitado e autorizado.

Todo serviço em equipamento desernegizado que, por qualquer meio ou condição, houver possibilidade de ser
reernegizado acidentalmente deve ser requalificado para a condição de equipamento energizado. Contudo para
garantir que o equipamento a ser reparado esteja desernegizado, deverão ser atendidas todas as condições
abaixo, obedecendo-se a seqüência:
- seccionamento do circuito através de disjuntor, chave faca, chave de fusível, etc.;
- impedimento da reenergização do circuito, através de cadeado com uma única chave, que ficará em poder dos
proprietários dos cadeados.
- constatação da ausência de tensão no circuito, através de instrumentos de medição;
- instalação de aterramento provisório e equipotencialização dos condutores interrompidos;
- proteção dos elementos energizados existentes na zona controlada;
- instalação de sinalização de impedimento de energização, através de etiquetas de advertência.

Todo trabalho em circuito energizado deverá ter o acompanhamento de pessoa capacitada, com treinamento
em RCP (Recuperação Cardio – Pulmonar), para agir em uma emergência.
MODELO DE ANEXO PARA CONTRATO PARA GRAU DE RISCO – Q3 7CONDIÇÕES
ESPECÍFICAS DE SMS PARA CONTRATADAS

4.2.3 PERMISSÃO DE TRABALHO PARA RADIOGRAFIA INDUSTRIAL

A execução de serviços envolvendo fontes radioativas está condicionada ao cumprimento das Normas da
Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), dos planos de proteção radiológica da CONTRATADA e da
norma PETROBRAS N-2344 – Segurança em Trabalhos de Radiografia Industrial.

A CONTRATADA deve submeter à PETROBRAS DISTRIBUIDORA as credenciais CNEN dos integrantes da


equipe de radiografia industrial.

Além dos documentos citados nas normas PETROBRAS, a CONTRATADA disponibilizará, no local de execução
dos serviços, antes da chegada de qualquer fonte radioativa, os seguintes documentos:
- cópia da Autorização de Operação, expedida pela CNEN;
- cópia controlada do Plano de Radioproteção aprovado pela CNEN; - cópia
controlada do Procedimento Específico de Radioproteção.

4.2.3.1 PRECAUÇÕES OBRIGATÓRIAS

Devem ser realizados os seguintes procedimentos:


- isolar a área;
- retirada de pessoas da área a ser atingida;
- monitorar a exposição dos envolvidos na atividade;
- verificar interferência da radiação em instrumentos de controle de processo.
4.2.4 PRECAUÇÕES COM EQUIPAMENTOS QUE POSSUAM ENERGIA ARMAZENADA

Estes equipamentos devem ser bloqueados e mantidos trancados com cadeados individuais, com uma única
chave, que deve ficar em poder do emitente. Adicionalmente devem ser colocadas as etiquetas de advertência
pelo Emitente, Solicitante/Requisitante e Executante.

Estas precauções se aplicam para os seguintes equipamentos ou sistemas:


- válvulas direta ou indiretamente ligadas a um equipamento ou sistema que estiver fora de operação, em
manutenção ou reparo;
- válvulas que possuam duplo bloqueio;
- equipamentos acionados por outras fontes de energia diferente da elétrica (hidráulica, térmica, química, etc.),
a linha (tubulação) e/ou cabo que alimentam o equipamento acionador devem ser devidamente bloqueados ou
desligados.

4.3 PERMISSÃO PARA TRABALHO A FRIO

Trabalho a frio é aquele que não requer o uso de chamas nem operação da qual resultem temperatura elevada
ou centelhas.

A emissão da permissão de Trabalho a frio aplica-se aos seguintes exemplos:


- limpeza de equipamentos; - corte com serra manual;
- serviços de manutenção mecânica sem emprego de calor ou qualquer dispositivo que gere fagulhas ou
centelhas;
- uso de máquinas rotativas acionadas a vapor ou ar comprimido sem geração de calor, fagulhas ou centelhas;
- pintura de equipamentos;
- serviços de manutenção civil sem o emprego de equipamentos que gerem calor, fagulhas ou centelhas.

4.3.1 PERMISSÃO PARA TRABALHO EM PINTURA


MODELO DE ANEXO PARA CONTRATO PARA GRAU DE RISCO – Q3 8CONDIÇÕES
ESPECÍFICAS DE SMS PARA CONTRATADAS

Todos os envolvidos na execução de pintura devem ser instruídos a respeito dos riscos aos quais possam estar
expostos, a fim de preservar a integridade dos trabalhadores, das instalações, bem como do meio ambiente,
face às agressividades inerentes à atividade.

Para proteção da saúde do pessoal envolvido na atividade de pintura, devem ser observadas as seguintes
medidas:
- proteção coletiva e/ou ambiental;
- vestuário: utilização, guarda e lavagem em separado de quaisquer roupas para uso comum; - equipamento de
proteção individual (EPI);
- higiene após cada atividade;
- procedimentos em situações de emergência.

Nenhuma atividade envolvendo a produção de centelhas ou chamas deve ser desenvolvida paralelamente e em
contato com trabalho de pintura, principalmente o uso de máquinas e equipamentos sem aterramento.

A pintura somente deve ser iniciada após inspeção prévia do local. Detectadas quaisquer irregularidades devem
ser tomadas providências no sentido de resguardar a integridade do trabalhador, das instalações e do meio
ambiente.

4.3.2 PERMISSÃO PARA TRABALHO EM AMBIENTE CONFINADO

A emissão da permissão de Trabalho em ambiente confinado aplica-se aos seguintes exemplos:


- trabalhos no interior de tanques, vasos e reservatórios; - serviço de escavação em valas ou
subterrâneos; - serviços em bueiros e galerias.

4.3.2.1 RESTRIÇÕES

A entrada em ambiente confinado só deve ocorrer após se esgotar todas as demais formas de solução do
problema. Todos os possíveis controles devem ser adotados para evitar a exposição das pessoas aos perigos
potenciais. Desta forma, antes de entrar em ambientes confinados, um sistema de identificação de perigos

reais e potenciais, e de medidas preventivas associadas a eles deve ser desenvolvido. A atmosfera interna deve
ser testada por pessoa habilitada da CONTRATADA, com instrumento de leitura direta, calibrado e testado antes
do uso, intrinsicamente seguro e protegido contra emissões eletromagnéticas ou interferências de radio
freqüências, sendo necessário avaliar no mínimo as seguintes condições:
- concentração de oxigênio;
- gases e vapores inflamáveis;
- contaminantes do ar potencialmente tóxicos.

4.3.3 PERMISSÃO PARA TRABALHO EM TESTE DE ESTANQUEIDADE

Para serviços de teste de estanqueidade em Sistema de Armazenamento Subterrâneos de Combustíveis - SASC


devem ser adotadas as seguintes providências:
- isolar o tanque a ser testado;
- isolar a área onde será realizado o teste;
- para o método de teste que utilizar pressão positiva para testar a parte sem produto do tanque, deverá
obrigatoriamente usar gás inerte para pressurização do tanque, ou seja, Nitrogênio;
- tanques novos e que nunca receberam produto podem ser testados com ar comprimido;
- é vedada a utilização de ar comprimido onde houver a presença de combustível;
- para o método de teste que utilizar pressão negativa (vácuo) para testar a parte sem produto do tanque, os
gases retirados do tanque deverão, obrigatoriamente, ser lançados acima da cobertura das bombas ou no
mínimo a 8 m de altura do piso;
MODELO DE ANEXO PARA CONTRATO PARA GRAU DE RISCO – Q3 9CONDIÇÕES
ESPECÍFICAS DE SMS PARA CONTRATADAS

- para os testes realizados na parte com produto dos tanques, as sondas usadas devem ser adequadas para
utilização em atmosfera explosiva;
- as linhas conectadas ao tanque deverão ser testadas individualmente.
Para serviços de teste de estanqueidade em Sistema de Armazenamento Aéreo de Combustíveis – SAAC -
tanques horizontais, devem ser adotadas as seguintes providências:
- isolar o tanque a ser testado;
- isolar a área onde será realizado o teste;
- deverá ser realizada uma inspeção visual do costado do tanque com o objetivo de identificar pontos de
vazamentos;
- tanques novos e que nunca receberam produto podem ser testados com ar comprimido; - é vedada a utilização
de ar comprimido onde houver a presença de combustível; - as linhas conectadas ao tanque deverão ser
testadas individualmente.

Para serviços de teste estanqueidade com pressão negativa o método poderá ser usado desde que observadas
as limitações previstas na NBR 13784.

4.3.3.1 RESTRIÇÕES

Não deve ser executado teste pneumático nos tanques que contiveram produtos inflamáveis em virtude dos
riscos da movimentação do comburente que podem causar a inflamabilidade dos vapores contidos no tanque.

4.3.4 PERMISSÃO DE TRABALHO PARA MOVIMENTAÇÃO DE CARGA PRÓXIMA À REDE ELÉTRICA

A emissão desta permissão de Trabalho aplica-se aos seguintes exemplos:


- movimentação de materiais por meio de talhas, gruas, guinchos e lanças; -
movimentação de tubos;
- trabalhos com empilhadeiras, tratores e demais equipamentos motorizados; - trabalhos
de construção civil.

A CONTRATADA deve assegurar que a operação de máquinas e equipamentos que exponham o operador ou
terceiros a riscos, só pode ser feita por trabalhador qualificado, e habilitado (para máquinas pesadas), sendo
identificado por crachá, conforme NR-11.

4.3.4.1 PRECAUÇÕES OBRIGATÓRIAS

A movimentação de cargas oferece riscos intrínsecos a esta atividade. Quando executada nas proximidades de
redes de energia ou linhas de processo, deve ser estabelecido um plano de contingência, para casos de
situações fora do controle.

Nas operações com máquinas e equipamentos pesados, devem ser observadas as seguintes medidas de
segurança:
- antes de iniciar a movimentação ou dar partida no motor, é preciso certificar-se de que não há ninguém
trabalhando sobre, debaixo ou perto do mesmo;
- os veículos máquinas e equipamentos que operam em marcha ré devem possuir alarme sonoro acoplado ao
sistema de câmbio e retrovisores em bom estado;
- o transporte de acessórios e materiais por içamento deve ser feito o mais próximo possível do piso, tomandose
as devidas precauções de isolamento da área de circulação, transporte de materiais e de pessoas; - as máquinas
não devem ser operadas em posição que comprometa sua estabilidade;
- é proibido manter sustentação de equipamentos e máquinas somente pelos cilindros hidráulicos, quando em
manutenção;
MODELO DE ANEXO PARA CONTRATO PARA GRAU DE RISCO – Q3 10CONDIÇÕES
ESPECÍFICAS DE SMS PARA CONTRATADAS

- movimentação de cargas quando executadas nas proximidades de redes de energia exigem que sejam
estabelecidos cuidados especiais, tais como, isolamento da área e assim como a comunicação à companhia
elétrica responsável pela alimentação da rede.

4.3.5 PERMISSÃO PARA O TRABALHO DE ESCAVAÇÃO

A emissão desta permissão de Trabalho aplica-se aos seguintes exemplos:


- serviços de escavação manual;
- serviços de escavação mecânica por trator, retro-escavadeira, entre outros.

4.3.5.1 PRECAUÇÕES OBRIGATÓRIAS

Devem ser atendidos os requisitos do item 18.6 da NR-18, da NBR 9061 - Segurança de Escavação a Céu
Aberto da ABNT, e das exigências requeridas pela Permissão para Trabalho – PT nos serviços de escavação,
devendo a CONTRATADA ter um responsável técnico legalmente habilitado.

Antes do início da execução dos serviços de escavação devem ser atendidas as seguintes condições:
- inspecionar visualmente o local a ser escavado, definindo seus limites;
- todo serviço a ser realizado por pessoas no interior de vala/escavação, depois de esgotadas todas alternativas
técnicas para evitá-lo, deve ser precedido de, no mínimo, uma Análise de Segurança do Trabalho – AST;
- instalar uma faixa de segurança com tarjas pretas e amarelas, em todo o perímetro da mesma, a 0,60m de
altura do solo e durante a noite devem ser colocados sinais luminosos;
- emitir Permissão para Trabalho para os serviços de escavação manual e escavação mecânica por trator e
retro-escavadeira;
- consultar os órgãos responsáveis pela documentação para verificar presença de equipamentos, linhas ou
cabos elétricos no local. Caso presentes, bloquear, trancar, desligar e colocar etiquetas de advertência nos
locais onde existam linhas e cabos elétricos enterrados;
- a escavação e movimentação de terra em faixa onde existam outros dutos, deve ser precedida de sondagem
para identificação e locação dos dutos e outras interferências existentes;
- as escavações devem ser supervisionadas por pessoal qualificado, que orientará os operários, quando se
aproximarem das tubulações existentes, até a distância mínima de 1,50m (um metro e cinqüenta centímetros).
- durante a execução de uma escavação podem-se encontrar obstáculos tais como árvores, raízes, blocos de
rocha, fundações antigas. A retirada destes obstáculos deve ser efetuada com precaução para evitar acidentes;
- os acessos para permitir a entrada, circulação e saída de operários devem ser amplos permanentemente
desobstruídos, para permitir um fluxo contínuo de pessoas em casos de emergência;
- as passarelas provisórias e rampas que se fizerem necessárias para a circulação de pessoas devem ser
resistentes e ter guarda-corpo de ambos os lados;
- os materiais retirados da escavação devem ser depositados a uma distância superior à metade da
profundidade, medida a partir da borda do talude;
- as escavações e serviços em locais com possibilidade de vazamento de gás e de substâncias inflamáveis ou
tóxicas, devem ser monitoradas continuamente;
- na operação de desmonte de rocha a fogo, fogacho ou mista, deve haver um blaster, responsável pelo
armazenamento, preparação das cargas, carregamento das minas, ordem de fogo, detonação e retirada das
que não explodiram, destinação adequada das sobras de explosivos e pelos dispositivos elétricos necessários
às detonações;
- na área de fogo deve ser protegida contra projeção de partículas, quando expuser a risco trabalhadores e
terceiros;
- nas detonações é obrigatória a existência de alarme sonoro;
- o procedimento para abertura de vala, com mais de 1,25m (um metro e vinte e cinco centímetros) de
profundidade, deve especificar uso de escadas ou rampas, colocadas próximas aos postos de trabalho a fim
de permitir, em caso de emergência, a saída rápida dos trabalhadores;
- é obrigatório o uso de tapumes ou barreiras, onde necessário, de forma a impedir o acesso de pessoas
estranhas aos serviços;
- a estabilidade dos taludes das escavações com profundidade superior a 1,25m deve ser mantida por meio de
estruturas dimensionadas para este fim.
MODELO DE ANEXO PARA CONTRATO PARA GRAU DE RISCO – Q3 11CONDIÇÕES
ESPECÍFICAS DE SMS PARA CONTRATADAS

Devem ser usados, no mínimo, os seguintes equipamentos de proteção individual:


- capacete de segurança, todos os operários;
- cinto de segurança, nos trabalhos em que houver perigo de queda; - óculos de segurança, nos trabalhos com
talhadeira;

- luva de couro ou raspa, para a proteção das mãos no manuseio de materiais abrasivos ou cortantes; - botas
impermeáveis, para trabalho em terrenos encharcados; - sapatos adequados que ofereçam proteção contra
pregos.

4.3.6 PERMISSÃO PARA O TRABALHO EM ALTURA

É obrigatório o uso de cintos de segurança, em trabalhos em altura superior a 2 metros com risco de queda,
devidamente amarrados em estruturas seguras ou em cabos de aço previamente fixados pela CONTRATADA.

Os trabalhos sobre telhados só podem ser realizados sobre pranchões de madeira, nunca pisando diretamente
sobre as telhas.

A montagem de andaimes metálicos deve ser previamente informada ao responsável da Instalação e quando
for próximo a redes elétricas, deverá ser solicitada a desenergização da mesma.

Utilizar andaimes e escadas em perfeitas condições de uso e montados e posicionados de forma adequada e
segura.

Manter a base do andaime nivelada, estrutura aprumada e ancorada, garantindo sua estabilidade.

Quando utilizar andaimes com rodízios em suas bases, os mesmos deverão possuir sistema de trava própria de
segurança.

Não é permitido o uso de escadas improvisadas.

As escadas simples ou extensíveis devem ser providas de sapatas de segurança, evitando seu deslizamento.

Ao utilizar escadas com mais de 3,5 m de comprimento, estas devem ter suas partes superiores firmemente
fixadas.

As escadas devem ter comprimento suficiente para ultrapassar em um metro o ponto de trabalho.

4.3.7 EMISSÃO DA PT

A emissão da PT visa dar ciência aos envolvidos quanto aos riscos inerentes ao local e ao tipo de serviço que
será executado, determinando as medidas de controle necessárias, especificar precauções a serem tomadas
antes do início dos trabalhos e estabelecer limites de atuação e prazo de execução do serviço.

4.3.8 SOLICITANTE/REQUISITANTE E SUAS RESPONSABILIDADES


MODELO DE ANEXO PARA CONTRATO PARA GRAU DE RISCO – Q3 12CONDIÇÕES
ESPECÍFICAS DE SMS PARA CONTRATADAS

O Solicitante/Executante deve ter, comprovadamente, atribuições e qualificações para solicitar PT, mediante
treinamento prévio ocasião em que o Emitente divulgará as normas de segurança a serem seguidas e orientará
os procedimentos aqui descritos.

O Solicitante/Executante deve efetuar o planejamento do serviço e preparar a AST, em conjunto com o Emitente
da PT, quando aplicável. Em seguida, deve preencher o formulário de Permissão de Trabalho conforme modelos
no Anexo 1 e 2 do item 7 deste documento.

Sendo o executante pertencente à CONTRATADA, este deve estar capacitado/habilitado para executar o
serviço, para atender as instruções contidas neste documento.

É de responsabilidade do Solicitante/Executante o fiel cumprimento das recomendações da PT e manutenção


das condições de segurança no local do trabalho, providenciando os requisitos cabíveis, tais como:
- cumprir e fazer cumprir as normas ou procedimentos de segurança vigentes;
- providenciar e inspecionar as máquinas, ferramentas, Equipamentos de Proteção Individual e Equipamentos
de Proteção Coletiva, antes do início do trabalho;
- providenciar a instalação de equipamentos de ventilação, exaustão e iluminação e acessos seguros através de
escadas ou andaimes, aplicáveis conforme o caso;
- instalar e manter disponíveis para uso imediato às prevenções contra incêndio e acidentes pessoais solicitada
pelo Emitente da PT;
- comunicar formalmente aos Executantes e a todos os membros da equipe de execução dos trabalhos, todas
as precauções e instruções de segurança constantes da PT, com registro de ciência em folha que deve ficar
anexada à PT;
- acompanhar periodicamente o desenvolvimento do trabalho, de acordo com o grau de risco envolvido, a fim de
detectar alteração nas condições de segurança ou descumprimento das recomendações estabelecidas; -
cancelar a PT sempre que ocorrer condições imprevistas.

4.3.9 EMITENTE DA PT E SUAS RESPONSABILIDADES

O Emitente, pessoa habilitada da CONTRATANTE , deve ter treinamento e capacitação comprovados em AST
e PT ou em programa específico para liberação de áreas e emissão de PT. Deve, ainda, conhecer as
características de operação e riscos da área, sistema ou equipamento onde será feito o serviço.

O Emitente deve inspecionar o equipamento, sistema ou área onde será realizado o serviço e providenciar as
medidas necessárias para garantir as condições seguras para a realização do trabalho.

O Emitente da PT deve se certificar de que as condições de trabalho estejam suficientemente seguras durante
todo o seu desenvolvimento. Para tanto, segundo sua avaliação, ele deve realizar verificações periódicas do
trabalho ou permanecer no local. Em qualquer dos casos, o Emitente pode designar um representante para
realizar estas funções.

Em nenhuma hipótese será emitida a PT sem que tenham sido testados os sistemas de alimentação, verificados
os bloqueios, instaladas as etiquetas de advertência e avaliada a atmosfera, se necessário, atendendo os
seguintes procedimentos:

- retirar o equipamento de operação, desenergizando-o, drenando-o, despressurizando-o e limpando-o, se for o


caso, utilizando o procedimento de trancar, etiquetar, avisar e testar;
- providenciar a descontaminação dos equipamentos ou linhas quando necessário;
- providenciar para que seja feito o isolamento dos equipamentos ou linhas com flanges cegos ou raquetes
quando aplicável, elaborando um fluxograma com indicações das raquetes e flanges cegos, devidamente
identificados, de forma que ao término do trabalho, possa ser seguido adequadamente o procedimento inverso
para reiniciar a operação normal;
- providenciar para que sejam providas de forma segura a ventilação, exaustão, iluminação, além de acessos
seguros através de escadas e andaimes, aplicáveis conforme o caso;
- solicitar ao Solicitante/Requisitante da PT o isolamento da área, quando necessário; - cancelar a PT sempre
que ocorrer pelo menos uma das condições previstas no item 4.3.13.
MODELO DE ANEXO PARA CONTRATO PARA GRAU DE RISCO – Q3 13CONDIÇÕES
ESPECÍFICAS DE SMS PARA CONTRATADAS

Quando um trabalho for realizado em um equipamento ou sistema que estiver localizado em área de
responsabilidade de outra supervisão, a PT deve ter uma co-emissão do responsável por esta última área.

O Emitente deve repassar ao Solicitante/Requisitante todos os cuidados necessários ao atendimento da PT.

A PT será assinada pelo Emitente e pelo executante, após análise em conjunto dos riscos envolvidos e das
medidas de proteção descritas na PT e após conferirem as condições da área liberada.

A emissão da PT será feita em formulário próprio, em duas vias, conforme modelos contidos no item 7 deste
documento.

4.3.10 RESTRIÇÕES

Toda “Permissão para Trabalho” deverá ser preenchida de modo a limitar o trabalho a um determinado
equipamento ou área, dentro de prazo estabelecido. Não poderá ser emitida PT em branco ou sem uma perfeita
designação do trabalho.

Não poderá ser emitida PT em branco ou sem uma perfeita designação do trabalho.

4.3.11 EXECUÇÃO DOS TRABALHOS

O Emitente e o Solicitante/Executante devem ter bem claras suas responsabilidades durante a execução dos
serviços.

Além da obrigação de cada empregado seguir as orientações para evitar acidentes, a segurança individual dos
executantes é, também, responsabilidade do Solicitante/Executante e do Emitente, que devem fazer cumprir
rigorosamente todos os requisitos indicados na PT, bem como as normas de segurança vigentes, inclusive a
obrigatoriedade de uso de Equipamento de Proteção Individual - EPI - adequado para cada serviço, obedecendo
aos critérios de proteção estabelecidos na NR-6 do MTE.

O Solicitante/Executante só poderá iniciar ou autorizar o início do trabalho, após receber a PT e, no local do


serviço, certificar-se de que as condições nela estabelecidas estão atendidas.

O Emitente da PT deve certificar-se de que o trabalho está sendo executado em condições de segurança. Para
tanto, segundo sua avaliação, deve realizar verificações periódicas ou permanecer no local, ou designar pessoa
competente para tal. Este acompanhamento deverá ser registrado, no campo correspondente da PT.

A primeira via da PT ficará em poder do Solicitante/Executante e a segunda em poder do Emitente.

4.3.12 VALIDADE DA PT

Uma PT só terá validade durante o horário previsto no campo específico da PT.

Quando um serviço não for concluído dentro do horário previsto na PT, terá que ser emitida outra ou revalidada
a anterior, pelo mesmo ou outro Emitente.

No caso de revalidação tanto o Emitente quanto o Solicitante/Requisitante devem garantir que não houve
mudanças nas condições de trabalho e das pessoas envolvidas, fazendo isto através da conferência no local,
podendo exigir, se necessário, recomendações de segurança adicionais.
MODELO DE ANEXO PARA CONTRATO PARA GRAU DE RISCO – Q3 14CONDIÇÕES
ESPECÍFICAS DE SMS PARA CONTRATADAS

Neste caso o Emitente deverá, antes de assinar a PT, tomar pleno conhecimento do serviço que está sendo
executado e, se necessário, exigir recomendações de segurança adicionais.

4.3.13 CANCELAMENTO DE PERMISSÃO PARA TRABALHO

A PT deverá ser cancelada, pelo Emitente, sempre que surgir uma situação perigosa à continuação do trabalho.

Será cancelada toda PT relativa a trabalhos, cuja demora no início ou interrupção exceda uma hora.

Uma PT cancelada só poderá ser revalidada com autorização do Emitente e após a inspeção, por este, dos
serviços que estão sendo executados.

Se a PT for cancelada, para a retomada dos trabalhos, uma nova PT deverá ser emitida pelo mesmo Emitente
da PT cancelada ou substituída. Neste caso, o Emitente deverá, antes de assinar a PT, tomar pleno
conhecimento do serviço que está sendo executado e, se necessário, exigir recomendações de segurança
adicionais.

4.3.14 ENCERRAMENTO DA PT

Ao término do serviço, do prazo de validade fixado ou da jornada de trabalho do executante, este deve
comparecer à presença do Emitente da PT, ou seu substituto, a fim de efetuar o encerramento da mesma.

A PT será encerrada pelo Emitente após a verificação das condições deixadas pelo executante, avaliando a
possibilidade de retorno à operação. Após a assinatura do Emitente e do Solicitante/Executante, no campo
próprio de encerramento, a primeira via ficará em poder do executante e a segunda em poder do Emitente.

Ao término do contrato a CONTRATADA deve encaminhar para o fiscal da obra, cópias das Permissões de
Trabalho emitidas, que ficarão arquivadas no órgão da PETROBRAS DISTRIBUIDORA responsável pelo
contrato, por um período de 02 (dois) anos.

4.4 PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ELÉTRICAS ATMOSFÉRICAS

A CONTRATADA deverá estabelecer procedimento e treinar toda a sua força de trabalho para a paralisação e
retomada dos trabalhos em função da exposição ao risco de descargas elétricas atmosféricas, com base na
legislação vigente e em análise de risco de suas atividades.

As áreas administrativas, de vivência e canteiros da CONTRATADA devem estar equipadas com Sistema de
Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA), conforme as normas NR-10, NR-18 e NBR 5419. Nos locais
de trabalhos distantes dos volumes protegidos, os responsáveis pelas frentes de trabalho deverão providenciar
condições seguras para o deslocamento até o volume protegido, levando-se em consideração o tempo previsto
de chegada das descargas atmosféricas.

Cabe à empresa contratada a decisão de paralisar suas atividades no interior de tanques ou em volumes não
protegidos (*), assim como definir a retomada dos trabalhos em função da exposição ao risco de descargas
atmosféricas. Caso seja notada a presença de descargas atmosféricas nas proximidades da instalação e o
responsável da CONTRATADA não tome as devidas providências, a CONTRATANTE pode intervir e ordenar a
interrupção da obra em volumes não protegidos.
(*) Volumes Protegidos - locais onde a probabilidade de penetração de uma descarga atmosférica é
consideravelmente reduzida devido a presença de SPDA permanente ou temporário.

5. SAÚDE
MODELO DE ANEXO PARA CONTRATO PARA GRAU DE RISCO – Q3 15CONDIÇÕES
ESPECÍFICAS DE SMS PARA CONTRATADAS

A CONTRATADA antes de iniciar a obra ou serviço deverá apresentar ao Fiscal do Contrato os Atestados de
Saúde Ocupacional (ASO) de todos os empregados e subcontratados, que ficarão arquivados no órgão da
PETROBRAS DISTRIBUIDORA responsável pelo contrato.

A CONTRATADA deve providenciar para os seus empregados e subcontratados seguro de vida contra risco de
Acidentes do Trabalho.

6. MEIO AMBIENTE

A CONTRATADA deverá realizar todos os trabalhos, comprometendo-se com a proteção ao meio ambiente,
conforme estabelecida pela legislação federal, estadual, municipal e recomendações da PETROBRAS
DISTRIBUIDORA.

A CONTRATADA deve manter na obra, licença expedida pelo Órgão Ambiental, a ser fornecida pela
PETROBRAS DISTRIBUIDORA, para apresentação em possíveis vistorias.

Os materiais armazenados deverão ser transportados para o campo apenas no momento de sua utilização.

Dispor, comprovadamente, os excedentes da terraplanagem em áreas devidamente licenciadas, apresentando


o mapa de localização da área utilizada para disposição final.

Ao término do contrato a CONTRATADA deverá encaminhar cópias dos laudos de destinação de resíduos para
o Fiscal do Contrato, que arquivará no órgão da PETROBRAS DISTRIBUIDORA responsável pelo Contrato.
Os resíduos sólidos gerados pela obra na fase de sua implantação devem ser gerenciados em conformidade
com as diretrizes, critérios e procedimentos previstos nas legislações ambientais vigentes.

Os descartes de resíduos líquidos, provenientes da obra ou serviço, deverão ser controlados e destinados pela
CONTRATADA por meio de laudos fornecidos por empresas cadastradas pelo Órgão Ambiental local.

O controle e registro da movimentação de todos os resíduos deverão ser enviados por meio de relatório com os
dados mensais para PETROBRAS DISTRIBUIDORA.

A CONTRATADA deverá comunicar a PETROBRAS DISTRIBUIDORA em até quarenta e oito horas, qualquer
vistoria realizada por órgão ambiental.

A CONTRATADA deve manter na obra, licença expedida pelo Órgão Ambiental, a ser fornecida pela
PETROBRAS DISTRIBUIDORA, para apresentação em possíveis vistorias.

A CONTRATADA deverá apresentar declaração garantindo a limpeza das instalações durante e ao término dos
serviços.

7. ANEXOS
7.1 Anexo 1 – Modelo de Formulário para Permissão para Trabalho.
MODELO DE ANEXO PARA CONTRATO PARA GRAU DE RISCO – Q3 16CONDIÇÕES
ESPECÍFICAS DE SMS PARA CONTRATADAS
MODELO DE ANEXO PARA CONTRATO PARA GRAU DE RISCO – Q3 17CONDIÇÕES
ESPECÍFICAS DE SMS PARA CONTRATADAS

PT Nº
7.2 Anexo 2 – Modelo de Formulário Lista de Verificação.
__________

A lista de verificação fica invalidada na falta de marcação de qualquer item.


1. LISTA DE VERIFICAÇÃO COMUM:

TRABALHO A FRIO E A QUENTE, AMBIENTE CONFINADO E ESCAVAÇÃO. SIM NÃO N/A


1. Ambiente monitorado constantemente quanto à inflamabilidade e toxicidade?
2. Sistema drenado, despressurizado e isento de produto?
3. Sistema bloqueado, raqueteado e etiquetado?
4. Instalações e equipamentos elétricos aterrados bloqueados e etiquetados?
5. Área adjacente isenta de combustíveis, inflamáveis e esgoto oleoso?
6. Instalados equipamentos à prova de explosão?
7. Disponibilizado agente extintor de incêndio?
8. Disponibilizados recursos para coleta e descarte de resíduos?
9. Isolada e sinalizada a área de trabalho?

2. TRABALHO A QUENTE SIM NÃO N/A


2.1. Controle de fagulhas feito com lonas e/ou neblina d’ água?
2.2. Equipamentos de corte/solda estão em perfeitas condições de uso e os cabos elétricos isolados?
2.3. Os cilindros de oxigênio e acetileno possuem válvulas anti-retorno de chama?
2.4. Os cilindros de oxigênio e acetileno estão acondicionados em carro apropriado para o transporte?

3. TRABALHO EM AMBIENTE CONFINADO SIM NÃO N/A


3.1. Equipamento / Ambiente Confinado ventilado por insuflador, exaustor ou natural?
3.2. Removidos cilindros de gases inflamáveis / inertes do ambiente confinado?
3.3. Disponibilizados acessos e saídas para emergência (escada, andaimes, dispositivo de içamento)?
3.4. Instalada linha de vida?
3.5. Designado observador permanente e providenciado sistema de comunicação adequado?
3.6. O Observador executa controle de entrada e saída dos executantes?
3.7. Disponibilizado kit de emergência (buzina a ar, lanterna, máscara de fuga)?
3.8. Disponibilizada a linha de ar respirável ou cilindro de ar autônomo?
3.9. Disponibilizada iluminação de emergência?
3.10. Os equipamentos elétricos são adequados para ambiente confinado (blindado, isolado, 24 volts)?
3.11. Os executantes estão aptos e cientes dos riscos para ambiente confinado?
3.12. Foi apresentada a avaliação médica dos executantes (ASO)?

4. TRABALHO DE ESCAVAÇÃO SIM NÃO N/A


4.1. Verificada as interferências da escavação em edificações, equipamentos e instalações subterrâneas?
4.2. Verificado o estado do equipamento de escavação, habitação e capacitação do operador?
4.3. Providenciado o escoramento para taludes instáveis e com profundidade maior de 1,25 metros?
4.4. Apresentado projeto do escoramento do talude executado por engenheiro?
4.5. Instalado dispositivo de escape do local escavado (escada, andaime, rampa, corda e cinto de segurança)?
4.6. Providenciado o afastamento de equipamentos e material de metade da profundidade da escavação?
4.7. Os equipamentos elétricos são adequados para escavação (blindado, isolado, 24 volts)?
4.8. Os executantes estão aptos e cientes dos riscos das escavações?
5. TRABALHO EM EQUIPAMENTO ELÉTRICO. SIM NÃO N/A
5.1. Instalações (estruturas metálicas, painéis e equipamentos elétricos) desenergizadas?
5.2. Instalações (estruturas metálicas, painéis e equipamentos elétricos) aterradas, bloqueadas e etiquetadas?
5.3. Chaves elétricas e disjuntores desligados, abertos, bloqueados e etiquetados?
5.4. A área de trabalho está sinalizada, as passagens estão desobstruídas?
5.5. Fusíveis das chaves magnéticas foram retirados?
5.6. Verificada a possibilidade de retorno de corrente?
MODELO DE ANEXO PARA CONTRATO PARA GRAU DE RISCO – Q3 18CONDIÇÕES
ESPECÍFICAS DE SMS PARA CONTRATADAS

5.7. Os serviços são realizados por profissionais capacitados e autorizados que possuem os treinamentos
específicos (combate a incêndio, primeiros socorros com ênfase em reanimação cardio respiratória)?
5.8. Os executantes foram orientados que os trabalhos com tensão maior que 500 Volts restringem-se ao teste de
corrente com ferramentas especiais?
5.9. Nos trechos onde estão sendo executados serviços em instalações elétricas são previstos sistemas de Proteção
Coletiva, através de isolamento físico das áreas, sinalização, aterramento provisório?
5.10. Assegurada a execução dos trabalhos em local seco e isento de umidade (plataforma, prancha isolante)?
5.11. Nos trabalhos em altura foi preenchida lista adicional contemplando esta atividade?

6. TRABALHO DE MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS SIM NÃO N/A


6.1. Assegurada distância mínima da rede elétrica energizada ou linha de processo? (Conforme quadro abaixo)
6.2. A área de trabalho está sinalizada, as passagens estão desobstruídas?
6.3. Retirados os trabalhadores das proximidades da carga e máquina?
6.4. Foi designado observador permanentemente instruído?
6.5. Providenciado meio de comunicação entre o observador e operador da máquina?
6.6. Os executantes foram orientados a suspender os trabalhos com tempo chuvoso, vento forte (> 30 km/h) em
locais úmidos ou alagadiços ou que não permitam a estabilidade segura da máquina?
6.7. Disponibilizados recursos para coleta e descarte de resíduos?

Tensão (kv) Distância (metros) Tensão (kv) Distância (metros)


Até 6,6 2,50 50 - 66 3,20
6,6 - 11 2,70 66 - 100 4,80
11 - 50 3,00 100 - 138 5,20
Linha de 2,50
processo

7. TRABALHO EM ALTURA SIM NÃO N/A


7.1. As escadas, andaimes e cadeiras suspensas foram inspecionadas e fixas de forma apropriada?
7.2. Os andaimes e cadeiras suspensas foram montados por profissionais capacitados?
7.3. Os executantes fazem o uso do cinturão de segurança ligado a cabo guia com trava quedas?
7.4. O local de trabalho foi isolado e protegido quanto a queda de materiais em edificações ou pessoas?
7.5. Nos serviços em andaimes há outra (s) pessoa (s) no local para auxílio em caso de emergência?
7.6. Os andaimes estão sendo utilizados em superfícies planas?
7.7. Disponibilizado andaime móvel com altura menor que 4 vezes a menor dimensão da base?
7.8. Os pranchões de madeira foram colocados lado a lado sem deixarem vãos ou intervalos?
7.9. Os andaimes móveis estão permanentemente travados?
7.10. Nos trabalhos em telhados foi previsto cabo guia para fixação do cinto de segurança?
7.11. Foi apresentada a avaliação médica dos executantes (ASO)?
8. TRABALHO DE RADIOGRAFIA INDUSTRIAL SIM NÃO N/A
8.1. Foram atendidas e anexadas as fixas de inspeções de transporte, fontes, medidores, monitores e equipe?
Conforme N-2344
8.2. Após o posicionamento da fonte radioativa, verificada a calibração do aparelho?
8.3. Determinada a área a ser isolada?
8.4. Isolada a área predefinida pelo cálculo da programação?
8.5. Colocada sinalização de acesso restrito, inclusive para pisos superior e inferior?
8.6. Evacuada área atingida pela radiação?
8.7. Avisada as áreas adjacentes à do local do trabalho. Evacuar pessoal dispensável?
8.8. Monitorado pessoal com filme dosimétrico? Quem _______________________________________________
8.9. Designado observador permanentemente instruído?
8.10. Proporcionado sistema de comunicação adequado entre emitente e executante?
8.11. Os avisos às áreas atingidas serão renovados a cada troca de turno?
8.12. Avaliar interferência da radiação em instrumentos de controle de processo?

RECOMENDAÇÕES ADICIONAIS DE SEGURANÇA:


MODELO DE ANEXO PARA CONTRATO PARA GRAU DE RISCO – Q3 19CONDIÇÕES
ESPECÍFICAS DE SMS PARA CONTRATADAS

PLANTA BAIXA DA ÁREA A SER ISOLADA:

VALIDADE DA AUTORIZAÇÃO: DAS ________ ÀS __________ HORAS DIA: ____/____/____

TÉCNICO DA SMS _________________________________ MATRICULA: ________ ASSINATURA_________________

7.3 Anexo 3 – Modelo de Formulário para Análise de Segurança do Trabalho.


MODELO DE ANEXO PARA CONTRATO PARA GRAU DE RISCO – Q3 20CONDIÇÕES
ESPECÍFICAS DE SMS PARA CONTRATADAS

ANÁLISE DA SEGURANÇA DO TRABALHO PT Nº

LOCAL: Data da emissão:


AST
____/_____/____
PÁG; ___ DE ____

SERVIÇO: VALIDADE:

Sequência Básica das Riscos em Potencial Procedimento de Trabalho O que pode dar errado Ações Corretivas
Etapas do Trabalho Seguro Recomendado

PARTICIPANTES: (responsáveis e/ou envolvidos na tarefa, SMS, especialistas)


NOME ASSINATURA NOME ASSINATURA
1. 4.
2. 5.
3. 6.

EPI's específicos:
Aprovação da Supervisão da Área:

7.4 Anexo 4 – Modelo de Etiquetas de Advertência.

PT PT
N° N°

NÃO RETIRE ESTA


NÃO OPERE ESTE
ETIQUETA EQUIPAMENTO
ELA SÓ PODE SER RETIRADA
PELO EMITENTE/CO-

MOTIVO:
MODELO DE ANEXO PARA CONTRATO PARA GRAU DE RISCO – Q3 21CONDIÇÕES
ESPECÍFICAS DE SMS PARA CONTRATADAS

EMITENTE. ..................................................................
Emitente/ Co-emitente: ..................................................................
_______________________________ ..................................................................
_ ..................................................................
Matricula: _________ ........................................................
Gerência: _________
Data: ___/___/____Hora: ________
Equipamento: _________________

VEJA O OUTRO LADO


VEJA O OUTRO LADO
Id Nome da tarefa Itens Especif. Dur. Repl. Mês -1 Mês 1 Mês 2 Mês 3 Mês 4 Mês 5 Mês 6 Mês 7 Mês 8 Mês 9 Mês 10Mês 11Mês 12Mês 13Mês 14Mês 15Mês 16Mês 17Mês 18Mês 19Mês 20Mês 21Mês 22Mês 23Mês 24Mês 25Mês 26Mês 27Mês 28Mês 29Mês 30Mês 31Mês 32Mês 33Mês 34
0 IMPLANTAÇÃO DA PLANTA DE LUBRIFICANTES 32 meses

1 ABERTURA DE OBRA 0,03 meses

4 PROJETO EXECUTIVO 3.1 3 meses

6 MOBILIZAÇÃO / DOCUMENTAÇÃO INICIAL DA OBRA 3.2 1 mês

9 OBRAS CIVIS 3.3 19 meses

10 SONDAGEM 3.3.1 0,5 meses

12 NOVA BACIA DOS TANQUES 3.3.2 11 meses

16 PLDCT DE ÓLEOS BÁSICOS 3.3.3 4 meses

21 PIPE RACK (Trechos 01 / 02 / 03) 3.3.4 8 meses

39 FUNDAÇÕES, BASES E ESTRUTURAS METÁLICAS 3.3.5 10 meses

57 RELOCAÇÃO DA PLECT/PLDCT 3.3.6 3 meses

59 ÁREA DE RECUPERAÇÃO 3.3.7 7 meses

68 URBANIZAÇÃO 3.3.8 4 meses

70 OBRAS MECÂNICAS 3.4 14 meses

71 TANQUES DE ÓLEO BÁSICO 3.4.1 13 meses

74 TRATAMENTO SUPERFICIAL DOS MATERIAIS EXISTENTES 3.4.2 3 meses

80 INTERVENÇÕES NOS TANQUES EXISTENTES 3.4.3 12,6 meses

463 EQUIPAMENTOS 3.4.4 6 meses

471 IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE TUBULAÇÃO 3.4.5 8 meses

478 ÁREA DE RECUPERAÇÃO 3.4.6 5 meses

481 SISTEMA DE COMBATE A INCÊNDIO 3.4.7 5 meses

484 OBRAS ELÉTRICAS 3.5 19 meses

485 INTERVENÇÕES ELÉTRICAS 3.5.1 6,33 meses

491 SISTEMA DE ATERRAMENTO 3.5.2 16 meses

499 PRE-OPERAÇÃO 3.6 2 meses

501 DESMOBILIZAÇAO PARCIAL 6 2 meses

506 ENTREGA PARCIAL DA OBRA 2 meses

508 COMISSIONAMENTO / PRÉ-OPERAÇÃO / OPERAÇÃO ASSISTIDA 3.6 6 meses

510 TÉRMINO DO EMPREENDIMENTO 2 meses

Tarefa Resumo do projeto Tarefa Inativa Somente duração Somente término Andamento
Projeto: IMPLANTAÇÃO DA PLAN Divisão Tarefas externas Etapa Inativa Acúmulo de Resumo Manual Linha de Base Prazo final
Data: Qui 13/04/17 Etapa Etapa externa Resumo Inativo Resumo Manual Etapa da Linha de Base
Resumo Tarefa Inativa Tarefa Manual Somente início Resumo da Linha de Base

Página 1
Check-List de SMS para Contratadas

Evidências a
solicitar por tipo de Atendimento:
Anexo Específico Evidenciado, Não
Itens de Verificação Responsável Ação Data
de SMS evidenciado, Evidenciado
N: Não S: Sim parcialmente e Não Aplicável
Peq.
Q1 Q2 Q3
Serv.
Itens Prioritários - EPI

1.1 A Contratada fornece os EPI´s adequados aos seus funcionários sem


S S S S
custo (NR-6, item 6.3)?

1.2 Os EPI´s possuem identificação da Contratada (NR-6. item 6.6.1 - C)? S S S S

1.3 Os funcionários são orientados quanto à obrigatoriedade e forma correta


S S S S
do uso dos EPI´s?
1.4 Os funcionários das empresas contratadas estão fazendo uso correto do
N N S S
EPI?(NR 6)

1.5 Estão sendo colocados cartazes alusivos a prevenção de acidentes de


trabalho e ao uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) nas área de N N S S
maquinas e equipamentos? (NR-18, item 18.27)

Itens Prioritários - Análise de Risco

1.6 A Contratada realiza análise de segurança do trabalho (AST) em todos


N S S S
os serviços que serão executados no contrato?

1.7 A Contatada possui funcionário habilitado a requisitar Permissão para


N N S S
Trabalho (PT)?

1.8 Estão sendo feitas as Permissões para Trabalho necessárias (incluindo


N N S S
AST)?

Itens Prioritários - Trabalhos em Altura


1.9 Com relação a trabalhos em altura em andaimes:
a) Todos os colaboradores estão usando o cinto de segurança tipo pára-
N N S S
quedista sem partes soltas?

b) As pranchas estão em bom estado sem trincas ou nós ? N N S S

c) Foi emitida a Permissão para Trabalho (PT) ? N N S S

d) Os andaimes estão afastados da rede elétrica? N N S S

1.10 Com relação a trabalhos em altura em telhados

a) Está sendo realizada análie de risco antes do inicio das atividades? N N S S

b) Existe cabo guia de aço para a fixação do cinto de segurança tipo pára-
N N S S
quedista?

c) O cabo guia está fixado à estrutura da edificação? N N S S

d) O local está sinalizado de modo a evitar que a queda de materiais


utilizados na execução dos serviços venha a atingir os trabalhadores no piso N N S S
inferior?

Itens Prioritários - NR 10

1.11 Com relação a entrada de energia, existe:


a) Chave geral no quadro principal de distribuição?(NR 18 item 18.21.11
N N S S
alinea a)
b) Chave individual para cada circuito de derivação?(NR 18 item 18.21.11
N N S S
alinea b)
c) Chave faca blindada em quadro de tomadas?(NR 18 item 18.21.11 alinea
N N S S
c)

Segurança
Check-List de SMS para Contratadas

Evidências a
solicitar por tipo de Atendimento:
Anexo Específico Evidenciado, Não
Itens de Verificação Responsável Ação Data
de SMS evidenciado, Evidenciado
N: Não S: Sim parcialmente e Não Aplicável
Peq.
Q1 Q2 Q3
Serv.
1.12 Em todos os ramais destinados à ligação de equipamento elétricos

Segurança
existem disjuntores ou chaves magnéticas, independentes, que possam ser N N S S
acionadas com facilidade e segurança? (NR-18, item 18.21.13)

1.13 As redes de alta tensão foram instaladas de modo a evitar contatos


N N S S
acidentais? (NR-18, item 18.21.14).

1.14 Os transformadores abaixadores de tensão estão instalados em locais


N N S S
isolados? (NR-18, item 18.21.15).

1.15 As estruturas e carcaças dos equipamentos elétricos estão aterradas?


N N S S
(NR-18, item 18.21.16).

1.16 Os equipamentos elétricos a serem utilizados em área classificadas


N N S S
são certificados por entidades reconhecidas pelo INMETRO?
Gestão de SMS
2.1 A Contratada possui PPRA atualizado (NR-9) e ajustado aos aspectos e
N S S S
impactos para as atividades previstas no contrato?
2.2 A Contratada informou os riscos ambientais e ações de controle para os
S S S S
seus funcionários e subcontratados?
2.3 A Contratada apresentou ao Fiscal do Contrato declaração que as suas
Subcontratadas implantarão os requisitos contratuais de SMS constantes no S S S S
contrato?
2.4 A Contratada possui Planos de Comunicação de Emergência e de
S S S S
Atendimento a Acidentados?
2.5 A Contratada possui sistemática de tratamento e investigação de
S S S S
acidentes?
2.6 A Contratada possui Plano de Atendimento à Emergência para o local da
S S S S
obra?
2.7 A Contratada apresentou declaração identificando o responsável da
S S S S
empresa em SMS?
2.8 A Contratada apresentou organograma da empresa com as atribuições e
N S S S
responsabilidades em SMS?
2.9 A Contratada apresentou documento contendo a política de SMS da
empresa e a forma de sua divulgação para os seus funcionários e N N N S
subcontratados?
2.10 A Contratada apresentou plano de ação para cumprimento das metas e
N N N S
objetivos de SMS estabelecidos no contrato?
2.11 A Contratada pratica o Diálogo de Segurança, Meio Ambiente e Saúde
S S S S
– DSMS para os seus funcionários?
2.12 A Contratada apresenta ao Fiscal mensalmente os resultados do TFCA
N N S S
e TFSA da empresa?
2.13 A Contratada anualmente realiza a análise crítica dos resultados do
N N S S
TFCA e TFSA?

2.14 A Contratada apresentou declaração do engenheiro ou técnico de


segurança que houve treinamento nos aspectos de SMS para os seus S S S S
empregados nas atividades previstas do contrato?

2.15 A Contratada possui Plano de Treinamento em SMS para seus


funcionários, com carga mínima de 06:00 horas, conforme NR-18 item 18.28 N N S S
?
2.16 As cópias dos registros de treinamento em SMS são disponibilizadas
S S S S
para o Fiscal do Contrato ?

2.17 A Contratada apresentou declaração de que os equipamentos


S S S S
utilizados nas obras e serviços estão de acordo com as normas de SMS?

2.18 A Contratada apresentou Programa de Inspeções de SMS conforme


N N N S
defindo em contrato?

2
Check-List de SMS para Contratadas

Evidências a
solicitar por tipo de Atendimento:
Anexo Específico Evidenciado, Não
Itens de Verificação Responsável Ação Data
de SMS evidenciado, Evidenciado
N: Não S: Sim parcialmente e Não Aplicável
Peq.
Q1 Q2 Q3
Serv.

Canteiro de Obras / Verificação Geral

3.1 A Contratada elaborou o:


a) PCMAT (Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na
N N S S
Industria da Construção? (NR-18, item 18.3.1) ( 20 ou mais funcionários )

3.2 O canteiro de obras e área de vivência dispõem de: N N S S

a) Instalações sanitárias, vestiário e local de refeições? N N S S


b) Ambulatórios (somente no caso de 50 ou mais trabalhadores)?
N N S S
(NR-18, item 18.4.1)
3.3 Existe fornecimento de água potável, filtrada e fresca em quantidade
superior a 250 ml/hora/homem? (NR-18, item 18.37.2 à 18.37.2.3; NR-24, N N S S
item 24.7.1.1/2)?
3.4 Existe coleta e remoção regulares de entulhos e sobras?
N N S S
(NR-18, item 18.29)
3.5 A empresa contratada constituiu CIPA - Comissão Interna de Prevenção
de Acidente (70 ou mais funcionários / prazo de obra > 180 dias)? (NR-18, N N S S
item 18.33.3)
3.6 A empresa contratada mantém o canteiro de obras limpo, organizado e
desimpedido, notadamente nas vias de circulação, passagens e escadarias? N N S S
(NR-18, item 18.29.1)
3.7 A Contratada: N N S S

Segurança
a) Providenciou treinamento em SMS com carga mínima de 6 horas?(NR 18
N N S S
item 18.28.2)
b) Estabeleceu SESMT - (Serviço Especializado em Engenharia de
Segurança e Medicina do Trabalho)para efetivo superior a 100 N N S S
empregados?

c) Comunicou acidentes ocorridos ao responsável da instalação e ao fiscal? N N S S

3.8 Os serviços de eletricidade considerando instalação, manutenção e


N N S S
reparos estão sendo executados por trabalhadores qualificados?

3.9 A Contratada dispõe de espaço adequado para os trabalhos a serem


executados?(Item incluido , tendo em vista a analise de acidentes ocorridos N N S S
com contratados)
Canteiro de Obras / Vestiário
3.10 Existe, no vestiário:
a) Condições mínimas de ventilação do ambiente (aberturas nas paredes
com área mínima de 1/10 da área do piso) ?(NR 18 item 18.4.2.10.1 alinea N N S S
d)
b) Iluminação natural e/ou artificial? (NR-18, item 18.4.2.9.3 (d) e (e)). N N S S
c) Armários individuais? (NR-18, item 18.4.2.9.3 (f) ). N N S S
d) Bancos suficientes para atender a todos os usuários (mínimo de 30 cm
N N S S
para cada usuário )? (NR-18, item 18.4.2.9.3 9 (i) ).

3
Check-List de SMS para Contratadas

Evidências a
solicitar por tipo de Atendimento:
Anexo Específico Evidenciado, Não
Itens de Verificação Responsável Ação Data
de SMS evidenciado, Evidenciado
N: Não S: Sim parcialmente e Não Aplicável
Peq.
Q1 Q2 Q3
Serv.
Canteiro de Obras / Sanitários
3.11 Existem gabinetes sanitários com dimensões e dispositivos que
N N S S
ofereçam condições mínimas de utilização? (NR-18, item 18.4.2.6.1.).
3.12 Existem 01 (um) vaso sanitário, 01(um) lavatório, 01 (um) mictório e 02
(dois) chuveiros para cada grupo de 20 (vinte) empregados ou 02 (dois)
N N S S
chuveiros para cada grupo de 20 (vinte) empregados ou fração? (NR-18,
item 18.4.2.4)
3.13 Existem nas instalações sanitárias: N N S S

a) Condições mínimas de limpeza e higiene?(item 18.4.2.3 alinea a NR 18) N N S S

b) Condições mínimas de ventilação e iluminação? (NR-18, item 18.4.2.3 (a)


N N S S
).
3.14 Existe provisão de água nas instalações sanitárias na proporção de 60
litros diários para cada trabalhador? (NR-24, item 24.1.24.1).(Somente N N S S
quando não for responsabilidade da BR)
Canteiro de Obras / Refeitórios
3.15 O refeitório possui:
a) Piso de material lavável?(NR 18 item 18.4.2.11.2 alinea b) N N S S

Segurança
b) Cobertura?(NR 18 item 18.4.2.11.2 alinea c) N N S S

c) Capacidade para garantir o atendimento de todos os trabalhadores no


N N S S
horário das refeições?(NR 18 item 18.4.2.11.2 alinea d)
d) Iluminação natural e/ou artificial?(NR 18 item 18.4.2.11.2 alinea e) N N S S
e) Lavatório instalado em suas proximidades ou no seu interior?(NR 18 item
N N S S
18.4.2.11.2 alinea f)
f) Mesas com tampos lisos e laváveis?(NR 18 item 18.4.2.11.2 alinea g) N N S S
g) Assentos suficientes para atender a todos?(NR 18 item 18.4.2.11.2 alinea
N N S S
h)
h) Depósito, com tampa, para detritos?(NR 18 item 18.4.2.11.2 alinea i) N N S S

i) Isolamento das instalações sanitárias? (o refeitório não pode ter ligação


N N S S
direta com as instalações sanitárias) (NR-18, item 18.4.2.11.2).

4
Check-List de SMS para Contratadas

Evidências a
solicitar por tipo de Atendimento:
Anexo Específico Evidenciado, Não
Itens de Verificação Responsável Ação Data
de SMS evidenciado, Evidenciado
N: Não S: Sim parcialmente e Não Aplicável
Peq.
Q1 Q2 Q3
Serv.

Canteiro de Obras / Armazenamento e Estocagem de Materiais

3.16 No local de armazenamento de líquidos combustíveis, inflamáveis ou


explosivos:
a) Utiliza-se luminárias adequadas a atmosfera potencialmente
N N S S
explosiva?NR 18 item 18.26.4 alinea c
b) Existe sistema de ventilação adequado para a retirada de mistura de
gases, vapores inflamáveis ou explosivos do ambiente?NR 18 item 18.26.4 N N S S
alinea d
c) Existem nos locais de acesso, placas com a inscrição "Risco de Incêndio"
N N S S
ou "Risco de Explosão"? NR-18, item 18.26.4 alinea e

3.17 No locais de armazenamento e estocagem de materiais: N N S S

a) Os tubos, vergalhões, perfis, barras, pranchas e outros materiais de


grande comprimento ou dimensão estão arrumados em camadas, com
N N S S
espaçadores e peças de retenção, separados de acordo com o tipo de
material e a bitola das peças?(NR 18 item 18.4.23)
b) A cal virgem está armazenada em local seco e arejado?(NR 18 item
N N S S
18.24.6)

Segurança
c) Os materiais tóxicos, corrosivos, inflamáveis ou explosivos estão
armazenados em locais isolados, apropriados, sinalizados e de acesso
N N S S
permitido somente a pessoas devidamente autorizadas?(NR 18 item
18.24.7)
d) As madeiras retiradas de andaimes, tapumes, fôrmas e escoramentos
estão sendo empilhadas depois de retirados ou rebatidos os pregos, arames N N S S
e fitas de amarração? (NR-18, item 18.24)
3.18 Os cilindros cheios, de acetileno/oxigênio estão armazenados em local
distante de substâncias inflamáveis e/ou explosivas? (NR-18, itens 18.11.7 N N S S
e 18.24.9.).
3.19 Os cilindros de acetileno/oxigênio estão longe de quaisquer focos de
N N S S
alta temperatura ? (NR-18, item 18.11.5; N -18 (a); N -22 (a) ).

3.20 Os cilindros de acetileno/oxigênio vazios estão sendo armazenados


N N S S
separadamente dos cilindros cheios ? (N -18 (a); N -22 (a)

Canteiro de Obras / Transporte de Pessoal e Movimentação de Carga


3.21 Os veículos utilizados pela contratada estão de acordo com o Código
N N S S
Brasileiro de Trânsito?
3.22 Os condutores dos veículos estão devidamente habilitados? N N S S
3.23 Os operadores de empilhadeira e guindastes possuem habilitação
N N S S
específica para tais atividades?
Meio Ambiente
4.1 A Contratada realiza a disposção final dos resíduos gerados nas obras
S S S S
em áreas devidamente licencioadas?
4.2 A Contratada encaminha cópias dos laudos de destinação de resíduos
S S S S
para o Fiscal do Contrato?
4.3 As empresas que fazem a destinação final dos resíduos gerados pela
S S S S
Contratada são cadastradas no Órgão Ambiental local?
4.4 A Contratada possui Plano de Comunicação de Emergência a ser

Meio Ambiente
S S S S
adotado para qualquer vistoria realizada por Órgão Ambiental?
4.5 A Contratada apresentou declaração garantindo a limpeza das
S S S S
instalações durante e ao término dos serviços?
Saúde
5.1 A Contratada antes de iniciar a obra ou serviço apresenta ao Fiscal do
Contrato os Atestados de Saúde Ocupacional (ASO) de todos os seus S S S S
funcionários?
5.2 A Contratada realiza o controle de validade dos ASOs de seus
S S S S

Saúde
funcionários?
5
Check-List de SMS para Contratadas

Evidências a
solicitar por tipo de Atendimento:
Anexo Específico Evidenciado, Não
Itens de Verificação Responsável Ação Data
de SMS evidenciado, Evidenciado
N: Não S: Sim parcialmente e Não Aplicável
Peq.
Q1 Q2 Q3
Serv.

5.3 A Contratada fornece para os seus funcionários e subcontratados


S S S S
seguro de vida contra risco de Acidentes do Trabalho?
Data: Nome da Empresa:
Número do Contrato:
Representante da Empresa:
Fiscal do Contrato/BR:

6
D E C L A R A Ç Ã O DE ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL

.......................... (nº da contratação)

........................... (nº do Boletim de Medição)

........................... (nº da Nota Fiscal)

Declaramos que a empresa ..................................., inscrita no CNPJ/MF


.......................... , matrícula CEI/INSS......................................, estabelecida em
................................ , à............................ , possui escrituração contábil regular e que
os valores referentes à GPS – Guia de Previdência Social, Folha de Pagamento e
Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço e Informações à
Previdência Social - GFIP, encontram-se devidamente contabilizados em títulos
próprios, conforme Artº 225, item II, do Decreto n. 3.048, de 06 de maio de 1999.

Local e Data

....................................................................
RESPONSÁVEL PELA EMPRESA

CARGO:.......................................................

CPF:.............................................................

................................................................
CONTABILISTA

IDENT. PROF.: ......................................

CPF: .....................................................
OBS.: preencher em papel timbrado da empresa.
RELATÓRIO DIÁRIO DE OBRA - RDO
Local de Atuação: Data: / / Nº RDO: Fl:
Objeto Contratual:

Instrumento Contratual: Início: / / Fim: / /

Dias do Transcorrido: Efetivo: Ausentes:


Contrato
Restantes:
Condições Climáticas Predominantes: Dia da Semana: Horário 00:00 as
Bom Nublado Chuvoso 00:00

Andamento dos Serviços Registro da Fiscalização


Contratada: Fiscalização: Gerente Contrato:
MEDIÇÃO Nº DO INSTRUMENTO CONTRATUAL Nº BMS

( ) INICIAL ............................................. ................

BOLETIM DE MEDIÇÃO DE SERVIÇOS (BMS) ( ) INTERMEDIÁRIA DATA DA EMISSÃO DO BMS PEDIDO R3

( ) FINAL ................................ ........................................


OBJETO CONTRATUAL FIRMA CONTRATADA PERÍODO DE MEDIÇÃO SALDO CONTRATUAL

.........../........./........... Até .........../........./...........


Quantidade (%) VALOR EM REAL Nº Folhas ....../......
Descrição do Objeto contratual
FATURADO ATÉ O
UNID MEDIDA NO TOTAL FATURAR NO
MEDIDA ATÉ O PREÇO DO ITEM MÊS ANTEIROR TOTAL (C) + (D)
MÊS (B) (A) + (B) MÊS (D)
MÊS ANTERIOR (C)
ITEM DESCRIÇÃO DO SERVIÇO (A)

2%6(59$d­2
TOTAIS

&2175$7$'$ ),6&$/,=$d­2%5

$66,1$785$ $66,1$785$