Você está na página 1de 21

Método dos Elementos Finitos

FreeFem++
Formulação Fraca de Galerkin

 
  u  w u u 2
w  w
x j  x j  x j x j x j x j

 2u   u  w u
w  w 
 
x j x j x j  x j  x j x j

w  u    w  u    w   u
2
Formulação Fraca de Galerkin

 u f
2

 w  u d   w f d
2

 

   w u d   w  u d   w f d
  
Formulação Fraca de Galerkin


  w  u d   w u  n dS   w f d
  

  D  N
u
  w  u d   w dS   w f d
 N
n 

w  0 em D
Formulação Fraca de Galerkin

u   ui wi
i

 
 1 se x  x j , j  i
wi  wi x     
0 se x  x j , j  i

ex : w1  a1 x  b1 y  c1
Formulação Fraca de Galerkin

u
   w   u d   w dS   w f d
 N
n 

u
  ui  w j  wi d   w j dS   w j f d
i  N
n 
Método das Características de Galerkin


Du 1 2
  p   u
Dt 

  
D P t  t   P t    x , t  t   x   t , t 
 lim  
Dt t  0 t t t
Método das Projeções de Chorin
(Fractional Step Method)
    
u x , t  t  u  x  u t , t  1 2
   pt  t    u t  t 
t t 
Método implícito de 1ª ordem

pt  t   pt   q Onde q é uma correção de pressão.

Usando uma velocidade intermediária u, a equação fica:

      
u  x , t  t  u u u  x  u t , t  1 1 
     p t   q   2 u t  t 
t t t t  
Método das Projeções de Chorin
(Fractional Step Method)
      
u  x , t  t  u u u  x  u t , t  1 1 
     pt   q   2 u t  t 
t t t t  
Essa equação pode ser aproximada por:

   
u u  x  u t , t  1 2
   p t    u
t t 
  
u  x , t  t  u 1
   q
t t 
Isso resulta:
    
u  x , t  t  u  x  ut , t  1 
   pt  t    2 u
t t 
Método das Projeções de Chorin
(Fractional Step Method)
Determinação da correção de pressão q:

  
u  x , t  t  u 1
   q
t t 
Aplicando o operador divergente e lembrando que a velocidade final deve
respeitar a continuidade:

  
  u x , t  t    u 1
     q
 t   t 
0

Resulta:

 
 q
2
 u
t
Método das Projeções de Chorin
(Fractional Step Method)

   
u u  x  u t , t  1 2
Passo 1:    pt    u
t t 

 
Passo 2:  q
2
 u
t

   t
Passo 3: u  x , t  t   u  q

Equação de Navier-Stokes

Du 1 
  p   2u
Dt 

  
u  u  x  u  x , t .t , t  1 p
Resulta:    2u
t  x
  
1 p u u  x  u ( x , t ).t , t 
Ordenando os termos:   u  
2
 
 x t t

Multiplicando por w e integrando no volume:


 
u   u  x  u t , t  1 p 
  t w    w. u 

d   


t
  w d  0
 x 
Equação de Navier-Stokes

  
u   u  x  u  x , t .t , t  1 p 
  t w  w.u  d    t
  w d  0
 x 

Instrução equivalente no FreeFem++.


Equação de Correção de Pressão
  
u  x , t  t   u 1
  q Onde q é a correção de pressão.
t 

Fazendo a divergência da equação acima:

1 1 
  q   . u
2

 t

Multiplicando por uma função w1 e integrando no volume:

  
  q. w1  d    w1 . u  d  0
   t 
Equação de Correção de Pressão

  
 q.w1  d    w1 t . u  d  0

Instrução equivalente no FreeFem++.


Elementos Triangulares (2D)

Fonte: http://hplgit.github.io/INF5620/doc/pub/._main_fem009.html
Geração de Malha no FreeFem++
O domínio de solução é considerado sempre do lado esquerdo das fronteiras.
Malha Gerada
Condições de Contorno
Resultados

Visualização da vorticidade
na esteira.

Coeficientes de arrasto
(vermelho) e sustentação
(verde).
Para maiores detalhes, ver o manual do
FREEFEM++, disponível para download em:

http://www.freefem.org/ff++/ftp/freefem++doc.pdf