Você está na página 1de 56

Manual de operação Equipamentos de resgate

Ferramentas eDRAULIC
(ferramenta de corte, ferramenta combinada, cunha e
cilindro telescópico)

SP 300 E2
SP 310 E2
S 700 E2

S 311 E2

SC 250 E2
SC 357 E2
SC 757 E2

R 411 E2

R 421 E2 172085085 PT
Versão 09.2016
substitui 11.2015

(Tradução do manual de operação original)


Índice Página
1. Classes de perigo 4
2. Segurança do produto 5
3. Utilização adequada 8
4. Descrição do funcionamento 10
4.1 Descrição 10
4.2 Estrutura dos equipamentos de resgate 11
4.3 Esquema hidráulico 16
4.4 Controle dos movimentos de trabalho 16
5. Operação 16
5.1 Bateria ou fonte de alimentação na ferramenta eDRAULIC 16
5.2 Operação do manípulo em forma de estrela 17
6. Cortar, abrir, puxar, esmagar 18
6.1 Indicações de segurança 18
6.2 Cortar (ferramenta combinada e de corte) 19
6.3 Abrir (cunha e ferramenta combinada) 21
6.4 Puxar (cunha, ferramenta combinada) 22
6.5 Esmagar (cunha, ferramenta combinada) 25
6.6 Pressionar (cilindro telescópico R 411 E2 e R 421 E2) 26
7. Desmontagem do equipamento / parada após a utilização 27
8. Conservação e manutenção 27
8.1 Todas as ferramentas eDRAULIC 28
8.2 Dispositivos de proteção 29
8.3 Controle do filtro no compartimento da bateria 29
8.4 Controle e substituição do elemento de filtro R 421 E2, R 411 E2 30
9. Reparos 31
9.1 Informações gerais 31
9.2 Serviço de prevenção 32
9.3 Reparos 32
10. Análise de falhas 43

2
Índice Página
11. Dados técnicos 45
11.1 Ferramenta de corte eDRAULIC 46
11.2 Ferramenta combinada eDRAULIC 47
11.2 Ferramenta combinada eDRAULIC 48
11.3 Cunha eDRAULIC 49
11.4 Cilindro telescópico eDRAULIC 50
11.5 Emissões de ruídos (conforme a norma EN ISO 3744) 51
11.6 Faixas de temperatura para operação e armazenamento 51
11.7 Vibrações / trepidações 51
11.8 Torques de aperto do pino central (só nas ferramentas combinadas
e de corte) 51
12. Declaração de conformidade CE 52
13. Acessórios 53
13.1 Baterias 53
13.2 Carregador de baterias 54
13.3 Fonte de alimentação 54
13.4 Correntes 55
14. Indicações sobre o descarte 55
15. Notas 55

3
1. Classes de perigo
Nós dividimos as indicações de segurança em várias categorias diferentes. A tabela embai-
xo apresenta uma visão geral das atribuições dos símbolos (pictogramas) e das palavras de
alerta aos determinados perigos e suas possíveis consequências.

Palavra
Pictograma Danos para Definição Causas
sinal
Morte ou lesões
PERIGO! Perigo iminente
graves

Situação
Pessoa

Morte provável ou
AVISO! provavelmente
lesões graves
perigosa

Situação pouco Lesões ligeiras ou


CUIDADO!
perigosa mínimas

Danos no
Materiais

Perigo de danos equipamento,


ATENÇÃO! materiais e ambiente, danos
ambientais em outros
materiais

Conselhos de
Sem danos
utilização e outras
para pessoas,
- NOTA informações
ambiente e
e indicações
equipamento
importantes / úteis

Usar capacete com proteção facial

Usar luvas de proteção


Usar calçado de segurança

Reciclagem correta

Respeitar a proteção do ambiente

Ler e respeitar o manual de operação

4
2. Segurança do produto
Os produtos LUKAS são desenvolvidos e fabricados para garantir o melhor serviço e
qualidade durante a utilização adequada.
A segurança do usuário é o fator mais importante do design do produto. Adicionalmente, o
manual de operação deve ajudar o usuário a utilizar os produtos LUKAS sem perigos.
Complementarmente ao manual de operação devem ser respeitadas e instruídas todas
as regras vigentes gerais e obrigatórias por lei para a prevenção de acidentes e para a
proteção do meio ambiente.
O equipamento deve ser operado somente por uma pessoa com treinamento específico em
instruções de técnica de segurança, caso contrário há risco de lesões.
Queremos alertar todos os usuários para ler atentamente o manual de operação antes da
utilização do equipamento e cumprir as indicações mencionadas sem limitações.
Também recomendamos que o usuário deve receber treinamento por um especialista para
poder utilizar o equipamento.

AVISO / CUIDADO!
Os manuais de operação dos acessórios também devem ser respeitados!

Mesmo quando já tenha recebido treinamento, o usuário deve ler de novo as seguintes
indicações de segurança.

AVISO / CUIDADO!
Prestar atenção para que os acessórios utilizados sejam adequados para a
pressão de serviço máxima e a potência do equipamento de resgate!

Prestar atenção para que É proibido trabalhar embaixo


nenhuma parte do corpo de cargas quando estas
ou vestuário penetre entre são elevadas somente com
as peças do equipamento equipamentos hidráulicos ou
abertas e móveis (por ex. eletro-hidráulicos. Se este
pinças de corte). tipo de trabalho não puder ser
evitado, devem ser utilizados
apoios mecânicos adicionais.
Usar vestuário de proteção, Verificar o equipamento antes
capacete com viseira, calçado e após a utilização quanto a
de segurança e luvas de falhas ou danos visíveis.
proteção.

5
Informar as alterações ocor- Verificar todas as uniões ros-
ridas (inclusive as do modo cadas quanto a vazamentos e
de operação) imediatamen- danos que possam ser detec-
te ao setor responsável! tados externamente e
Finalmente, desativar e pro- saná-los imediatamente!
teger o equipamento imedia- O vazamento de fluido hi-
tamente! dráulico pode provocar lesões
e incêndios.
Em caso de falhas de funcio- Não realizar alterações (mo-
namento, desativar e proteger dificações ou transformações)
imediatamente o equipamen- no equipamento sem a autori-
to. As falhas devem ser sana- zação da empresa LUKAS.
das imediatamente.
Respeitar todos os avisos Manter os avisos de seguran-
de segurança e de perigo no ça e de perigo no equipamen-
equipamento e no manual de to totalmente legíveis.
operação.
Evitar qualquer trabalho que Os reparos nos equipamen-
prejudique a segurança e/ tos só podem ser realizados
ou a estabilidade do equipa- por técnicos especializados e
mento! com conhecimentos específi-
cos do equipamento.

Os dispositivos de segurança Para reparos somente podem


nunca devem ser colocados ser utilizados acessórios e
fora de funcionamento! peças de reposição originais
da LUKAS.
Antes de ligar/colocar em Cumprir todos os prazos
operação e durante a ope- prescritos ou mencionados no
ração do equipamento, as- manual de operação sobre as
segurar que ninguém possa verificações e/ou inspeções
ser colocado em perigo pela regulares.
operação do equipamento.
Ao trabalhar nas proximi- Prestar atenção para que
dades de componentes ou durante a abertura, corte,
cabos que conduzem tensão, esmagamento com as fer-
é necessário tomar medidas ramentas de cisalhamento,
adequadas para evitar a pas- arrancamento ou rompimento
sagem de corrente ou "flasho- não caia material ou que o
vers" de alta tensão sobre o mesmo seja projetado devido
equipamento. a libertação repentina e tomar
as medidas de prevenção
adequadas.

6
Prestar atenção para não Prestar atenção para que os
tropeçar e ficar preso nos contatos da bateria não este-
laços dos cabos durante a jam ligados em curto-circuito.
utilização ou o transporte do
equipamento.
Ao manusear o equipamento, Durante a abertura, as peças
tomar medidas de prevenção rasgadas ou cortadas só de-
contra formação de carga vem ser tocadas com luvas
eletrostática com possível ge- de proteção, pois as arestas
ração de faíscas. de corte ou quebra podem
ser muito afiadas.

Proteger as ferramentas As ferramentas eDRAULIC


eDRAULIC contra umidade não são adequadas para uma
e água utilização subaquática.

O equipamento foi enchido Durante o trabalho e/ou a


com um fluido hidráulico. Este armazenagem do equipamen-
fluido hidráulico pode preju- to, é necessário assegurar
dicar a saúde se for ingerido que a função e a segurança
ou se seus vapores forem do equipamento não sejam
inalados. Devido às mesmas influenciadas devido a fortes
razões, o contato direto com efeitos de temperatura exter-
a pele também deve ser evi- nos e que o equipamento não
tado. Durante o manuseio de seja danificado. Ter atenção
fluido hidráulico, também é que o equipamento também
necessário ter atenção para pode aquecer durante uma
que os sistemas biológicos utilização prolongada.
não sejam negativamente in-
fluenciados.
Durante a operação, provi- Antes de transportar o equi-
denciar para que haja ilumi- pamento, sempre controlar se
nação suficiente. os acessórios estão alojados
de modo seguro.
Guardar este manual de ope- Assegurar uma eliminação
ração sempre em local aces- adequada de todos os com-
sível perto do equipamento. ponentes, restos de óleo ou
fluido hidráulico, assim como
do material de embalamento!

7
Complementarmente às indicações de segurança deste manual de operação devem
ser respeitas e instruídas todas as regras nacionais e internacionais vigentes gerais e
obrigatórias por lei para a prevenção de acidentes!

AVISO / CUIDADO / ATENÇÃO!


O equipamento destina-se exclusivamente para a finalidade mencionada no manual
de operação (ver capítulo "Utilização adequada"). Qualquer outro tipo de utilização é
considerado inadequado. O fabricante / fornecedor não se responsabiliza pelos danos
oriundos dessa utilização inadequada. A responsabilidade pelo risco é toda do operador.
Faz parte também da utilização adequada a observação do manual de operação e o
cumprimento das condições de inspeção e manutenção.

Nunca se deve trabalhar em estado cansado ou embriagado!

3. Utilização adequada
As ferramentas eDRAULIC da LUKAS foram especialmente fabricadas para o resgate
e salvamento de vítimas de acidentes rodoviários, ferroviários ou aéreos, assim como
vítimas presas em edifícios. As ferramentas combinadas e de corte eDRAULIC da
LUKAS servem para desencarcerar pessoas feridas em acidentes através do corte das
travessas das portas, do teto e das dobradiças. Além disso, as cunhas e ferramentas
combinadas eDRAULIC da LUKAS podem desencarcerar pessoas presas através da
abertura de portas e/ou deslocamento de obstáculos com a ajuda de correntes ou cintas.
Os cilindros telescópicos eDRAULIC da LUKAS servem para desencarcerar pessoas
que sofreram acidentes rodoviários quando a distância de abertura de uma cunha
não é suficiente (por exemplo, afastamento ou levantamento de peças do automóvel).
No caso de outras catástrofes, os cilindros telescópicos e as cunhas também servem para
deslocar objetos de maneira a desencarcerar pessoas presas ou soterradas.

AVISO / CUIDADO!
É sempre necessário prestar atenção para que o ambiente do objeto se mantenha
estável e que esse objeto esteja protegido contra deslocamento indesejado
através de suportes com capacidade de carga ou estruturas inferiores.

As ferramentas eDRAULIC da LUKAS NÃO são adequadas para utilização subaquática.

8
AVISO / CUIDADO / ATENÇÃO!
Não podem ser cortados ou esmagados:
- cabos que conduzem tensão
- peças pré-tensionadas e endurecidas como, por ex., molas, aços de
mola, colunas de direção e cilindros
- dutos de gás ou líquido que estejam sob pressão,
- materiais compostos (aço/concreto)
- corpos explosivos como, por ex., cartuchos de airbag

A pressão de serviço ajustada no equipamento de resgate só pode ser alterada


diretamente após a autorização pela LUKAS. Um ajuste alterado pode provocar
danos materiais e/ou lesões.

As ferramentas eDRAULIC da LUKAS não estão protegidas contra explosão!


Durante a utilização das ferramentas em áreas com perigo de explosão,
é necessário garantir que:
- a ferramenta não provoque uma explosão.
- o trabalho com a ferramenta não provoque uma explosão; por exemplo,
devido a faíscas provocadas pelo corte de um objeto.
A responsabilidade para evitar a explosão ou a não realização dos trabalhos com
a ferramenta eDRAULIC é do utilizador da ferramenta ou da pessoa responsável
pelo local de intervenção.
Durante os trabalhos em áreas com perigo de explosão,
é necessário respeitar, sem restrições, todas as prescrições,
normas e regras de segurança nacionais e internacionais em
vigor para evitar explosões!

O equipamento de resgate não deve entrar em contato com ácidos ou soluções


alcalinas. Se isso não for possível, limpar imediatamente a ferramenta com um
detergente adequado após a utilização.

Você pode encomendar acessórios e peças de reposição para os equipamentos de resgate


no seu revendedor autorizado LUKAS!

9
4. Descrição do funcionamento
4.1 Descrição
As ferramentas combinadas e de corte estão construídas de maneira que um êmbolo
acionado hidraulicamente através de articulações mecânicas abre ou fecha simetricamente
duas pinças opostas para cortar, desta maneira, os objetos.

As cunhas funcionam de maneira semelhante. Aqui, um êmbolo acionado hidraulicamente


através de articulações mecânicas abre ou fecha simetricamente duas pinças iguais
opostas. Através desse movimento, os objetos podem ser abertos, esmagados ou puxados.

Os cilindros telescópicos são cilindros hidráulicos de ação dupla. A extensão e recolha é


realizada hidraulicamente.

O controle do movimento é realizado, em todas as ferramentas, através de uma válvula na


forma de manípulo em forma de estrela. Além disso, todas as ferramentas estão equipadas
com a comutação "homem-morto" e a função de retenção da carga quando o manípulo em
forma de estrela é liberado.

As ferramentas eDRAULIC da LUKAS não precisam ser conectadas a uma fonte hidráulica
externa (por exemplo, bomba motorizada). A pressão hidráulica necessária é gerada dentro
do corpo da ferramenta.
Como fonte de energia é utilizada uma bateria ou uma alimentação de corrente elétrica
externa que é conectada através de uma fonte de alimentação.
Você pode escolher a fonte de energia que deve ser usada. Tanto a bateria como a fonte
de alimentação podem ser encaixadas na abertura prevista para o efeito, que existe no
corpo da ferramenta. As mesmas são aí bloqueadas automaticamente.
Através da utilização de várias baterias, o tempo de intervenção da sua ferramenta
eDRAULIC pode ser aumentado. Após a utilização, as baterias podem ser novamente
carregadas com carregadores externos adequados.
Se for utilizada uma alimentação de corrente elétrica externa, o tempo de intervenção é
quase ilimitado. Ele é somente limitado pela fonte de energia externa e pelo interruptor de
proteção térmica da fonte de alimentação.
Para poder escolher a melhor alimentação de energia para o local de intervenção da sua
ferramenta eDRAULIC, não são fornecidas baterias nem fontes de alimentação.
As baterias e fontes de alimentação adequadas fazem parte do programa de acessórios
da LUKAS.

As ferramentas eDRAULIC estão equipadas de série com uma iluminação para facilitar o
trabalho em caso de condições de visibilidade deficientes.
Através dos diodos luminosos instalados no lado de trabalho da ferramenta, a área de tra-
balho é iluminada. O interruptor principal também está equipado com um anel fluorescen-
te, de maneira a identificar imediatamente se a ferramenta está ou não ligada. Além disso,
durante a substituição da bateria ou fonte de alimentação, o compartimento de conexão é
iluminado durante cerca de 30 segundos.

10
4.2 Estrutura dos equipamentos de resgate
4.2.1 Ferramenta de corte
1
2 S 700 E2
12
3

4
10
11
6

8
1 Manípulo em forma de estrela
2 Interruptor principal
3 Bateria de rápida substituição
9 ou fonte de alimentação
5 4 Botão de liberação para
bateria e fonte de alimentação
7 5 Pega
6 Ranhuras de ventilação
7 Pinças
8 Pino central com porca de
bloqueio
9 Corpo em plástico
10 Corpo da ferramenta
11 Cobertura de proteção
12 Iluminação
1
S 311 E2
2
12

5 3

11 4
8

9
10

11
4.2.2 Ferramenta combinada
SC 250 E2
1 SC 357 E2
2
3
12
5 4

10
6
8

1 Manípulo em forma de
estrela
2 Interruptor principal
7 3 Bateria de rápida
substituição ou fonte
9 de alimentação
4 Botão de liberação para
bateria e fonte de
11 alimentação
5 Pega
6 Ranhuras de ventilação
7 Pinças
8 Pino central com
porca de bloqueio
9 Corpo em plástico
10 Corpo da ferramenta
11 Cobertura de proteção
12 Iluminação

SC 757 E2

13 Pontas de encaixe
substituíveis
13

12
4.2.3 Cunha
1 SP 300 E2
2 SP 310 E2
5 11
3

4
9
6
1 Manípulo em forma de
estrela
2 Interruptor principal
3 Bateria de rápida
substituição ou fonte
8 de alimentação
4 Botão de liberação para
bateria e fonte de
alimentação
10 5 Pega
6 Ranhuras de ventilação
7 Pinças com pontas
encaixadas
7 8 Corpo em plástico
9 Corpo da ferramenta
10 Cobertura de proteção
11 Iluminação

13
4.2.4 Cilindro telescópico R 411 E2

1 Manípulo em forma de estrela


2 Interruptor principal
3 Bateria de rápida substitui-
ção ou fonte de alimentação 9
4 Botão de liberação 1
para bateria e fonte de
alimentação 2
5 Ranhuras de ventilação
6 Haste do êmbolo
7 Corpo em plástico 11
8 Corpo da ferramenta
9 Garra da base
10 Garra da cabeça
11 Iluminação 7
3

6 4

10

NOTA:
Ao trabalhar com o cilindro telescópico eDRAULIC, o mesmo deve ser
posicionado no objeto de maneira a poder substituir a bateria ou fonte de
alimentação em qualquer momento.

14
4.2.5 Cilindro telescópico R 421 E2
Contrariamente ao cilindros telescópicos de um nível R 411 E2, o R 421 E2 é um cilindro
telescópico de dois níveis com uma área de trabalho significativamente mais abrangente.

1 Manípulo em forma de estrela


2 Interruptor principal
3 Bateria de rápida substitui- 10
ção ou fonte de alimentação 1
4 Botão de liberação 2
para bateria e fonte de
alimentação
5 Ranhuras de ventilação 12
6 Haste do êmbolo 1
7 Haste do êmbolo 2
8 Corpo em plástico 8
9 Corpo da ferramenta 3
10 Garra da base 6
11 Garra da cabeça
12 Iluminação 5 4

7
9

11

NOTA:
Ao trabalhar com o cilindro telescópico eDRAULIC, o mesmo deve ser
posicionado no objeto de maneira a poder substituir a bateria ou fonte de
alimentação em qualquer momento.

15
4.3 Esquema hidráulico
Para compreender o funcionamento, apresentamos aqui um esquema simplificado (cilindro
telescópico do equipamento de resgate (A) + válvula manual (B)).

cortar / fechar /
puxar / esmagar
ou estender êmbolo

afastar / abrir
A B
ou recolher êmbolo

4.4 Controle dos movimentos de trabalho


O movimento do êmbolo é controlado através do manípulo em forma de estrela da válvula
instalada (ver imagem abaixo).
Manípulo em forma de estrela

5. Operação
5.1 Bateria ou fonte de alimentação na ferramenta eDRAULIC
Primeira colocação em operação
Antes da primeira colocação em operação, a bateria (se existente) da ferramenta tem de ser
totalmente carregada no carregador externo.

16
Modo de procedimento:
1. Separar a fonte de alimentação (se utilizada) da alimentação de corrente elétrica.
2. Pressionar totalmente os dois botões de liberação e puxar cuidadosamente a bateria
ou fonte de alimentação para fora da ferramenta.
Não exercer força excessiva!

Compartimento de conexão

3. Agora, a bateria pode ser novamente carregada no carregador (para tal, respeitar
o manual de operação separado do carregador e da bateria utilizada) ou a fonte de
alimentação substituída.
4. Voltar a inserir a bateria carregada ou nova ou a fonte de alimentação até o encosto
na ferramenta eDRAULIC. No caso de procedimento correto, a bateria ou fonte de
alimentação encaixa automaticamente.

5.2 Operação do manípulo em forma de estrela


(ver também capítulo "Controle dos movimentos de trabalho")
Abrir ferramenta ou estender êmbolo ( / ):

Girar o manípulo em forma de estrela no sentido do respectivo


símbolo (abrir / estender) e manter nessa posição.

Fechar ferramenta ou recolher êmbolo ( / ):

Girar o manípulo em forma de estrela no sentido do respectivo


símbolo (fechar / recolher) e manter nessa posição.

Comutação "homem-morto":
Depois de liberar o manípulo em forma de estrela, o mesmo
volta automaticamente para a posição central garantido toda a
retenção da carga.

17
Aviso no caso de operação da eDRAULIC com bateria:
Caso a bateria permaneça na ferramenta eDRAULIC com a chave principal ligada sem
que o manípulo seja acionado, a bateria se desliga automaticamente após algum tempo
(dependendo do modelo da bateria, aprox. de 10 minutos até 30 minutos). Caso manípulo
seja então acionado, a ferramenta eDRAULIC não liga.
A fim de poder operar novamente o equipamento, deve-se primeiro desligar e ligar
novamente a ferramenta eDRAULIC usando a chave principal.
Pode-se também acionar o indicador de capacidade da bateria ou desconectar brevemente
a bateria e reconectá-la em seguida.

6. Cortar, abrir, puxar, esmagar


6.1 Indicações de segurança
Antes de iniciar os trabalhos de resgate, a posição do objeto tem que ser estabilizada no
local. Os objetos a serem deslocados têm que ser protegidos com uma estrutura inferior e/
ou suportes suficientes, a fim de evitar qualquer tipo de perigo por escorregamento.
É necessário respeitar e cumprir as diretrizes de segurança nacionais e internacionais.
Na Alemanha é necessário realizar inspeções de segurança técnica regulares de acordo
com as prescrições da "Gesetzlichen Unfallversicherung (GUV)".

AVISO / CUIDADO / ATENÇÃO!


As ferramentas eDRAULIC da LUKAS não estão protegidas contra explosão!
Durante a utilização das ferramentas em áreas com perigo de explosão,
é necessário garantir que:
- a ferramenta não provoque uma explosão.
- o trabalho com a ferramenta não provoque uma explosão; por exemplo,
devido a faíscas provocadas pelo corte de um objeto.
A responsabilidade para evitar a explosão ou a não realização dos trabalhos com
a ferramenta eDRAULIC é do utilizador da ferramenta ou da pessoa responsável
pelo local de intervenção.
Durante os trabalhos em áreas com perigo de explosão,
é necessário respeitar, sem restrições, todas as prescrições,
normas e regras de segurança nacionais e internacionais em
vigor para evitar explosões!

Durante os trabalhos com o equipamento de resgate, você deve usar:


- vestuário de proteção,
- capacete com viseira ou óculos de proteção,
- luvas de proteção
- e, eventualmente, proteção auricular

Antes da operação do equipamento de resgate, garantir que as pessoas intervenientes e/ou


não intervenientes não sejam colocadas em perigo devido ao movimento do equipamento
de resgate ou à projeção de peças partidas! Também se deve evitar danos materiais
desnecessários em objetos vizinhos devido à utilização do equipamento de resgate ou à
projeção de peças partidas.
18
É estritamente proibida a intervenção na área de trabalho
do equipamento de resgate (por exemplo, entre as pinças
ou os braços de abertura ou entre o cilindro telescópico
e o material/objeto que recebe as forças de elevação)!

AVISO / CUIDADO!
Durante os trabalhos podem cair ou serem projetadas peças do veículo devido
à elevada aplicação da força dos equipamentos de resgate e, respectivamente,
lesionar as pessoas. Por isso, as pessoas não intervenientes têm de manter
uma distância de segurança adequada à situação. As pessoas eventualmente
presas ou encarceradas têm de ser protegidas.

6.2 Cortar (ferramenta combinada e de corte)


As pinças devem ser posicionadas, se possível, em ângulo reto em relação ao objeto
cortado. 15° 15°

12

90°

9 ERRADO
3

CORRETO

Também é possível alcançar potências de corte maiores quando o corte é realizado o mais
perto possível do ponto de giro das pinças.

ERRADO

CORRETO

19
O espaço livre entre as pinças de corte (no sentido transversal) não pode exceder a seguinte
distância, pois, caso contrário, as pinças podem quebrar:
Ferramenta de corte eDraulic Espaço livre máx. nas pinças de corte
[mm] / [in.]
S 311 E2 3 / 0.12
S 700 E2 3 / 0.12
SC 250 E2 3 / 0.12
SC 357 E2 3 / 0.12
SC 757 E2 3 / 0.12

ATENÇÃO!
Evitar cortar peças de elevada resistência na carroceria do veículo
(por exemplo, proteção lateral contra impacto), isso pode danificar as pinças
de corte ou causar um grande desgaste!

Cortar com o SC 757 E2

1.

3.

A 2.

A vantagem da SC 757 E2 em comparação a outras ferramentas combinadas é que ela


tem uma ponta para abertura removível. Assim, evita-se que o objeto por ser cortado per-
maneça entre as pontas de abertura e comprometa o procedimento do corte.

Remoção da ponta
Etapa 1:
Para remover as pontas de abertura, primeiro pressionar levemente o pino „A“ para fora
com a ajuda do dedo ou de algum objeto. Para isso, deve-se exercer primeiro mais força,
pois o pino é travado por uma trava de esfera, para que ele não caia para fora involunta-
riamente.

20
Etapa 2:
Em seguida, o pino pode ser agarrado pela cabeça e solto até o batente. O batente evita a
remoção completa do pino. Assim, não é possível perdê-lo.

Etapa 3:
Retirar a ponta de abertura puxando-a para a frente.

Instalação da ponta de abertura:


A instalação da ponta de abertura é realizada na sequência inversa à remoção.

Certifique-se de que o pino sempre seja apertado completamente e engatado.


Um pino não apertado completamente pode causar o desengate involuntário da
ponta durante a operação. Isso pode danificar o equipamento de resgate. Além
disso, devido ao escorregamento do equipamento de resgate ou à ejeção de
peças podem causar lesões ao usuário ou às vítimas do acidente.

Durante a operação deve-se observar, também, que o pino não se solte


involuntariamente.

6.3 Abrir (cunha e ferramenta combinada)


Utilizar as pontas das pinças só para alargar uma fenda. Para aumentar a aderência e para
evitar que as pinças escorreguem ou saiam do objeto de trabalho, as mesmas devem ser
reposicionadas a tempo. Além disso, a maior força ocorre na área traseira da ponta da pinça
ou na área de abertura traseira das ferramentas combinadas.

AVISO / CUIDADO / ATENÇÃO!


Os braços de abertura em liga leve não podem ser danificados.

Aumentar uma
Abrir fenda

cerca 25 mm
cerca 1 in

21
Superfície de ataque Pontas prendem com Trabalhar só com as
demasiado pequena, pontas segurança. pontas. Não danificar
escorregam. Só para alargar os braços!
uma fenda (não adequado
para grande afastamento)

6.4 Puxar (cunha, ferramenta combinada)

AVISO / CUIDADO / ATENÇÃO!


Os braços de abertura ou combinados em liga leve, não podem ser
danificados.

- Para puxar devem ser utilizadas correntes LUKAS.


- Durante o procedimento de puxar é necessário garantir a posição correta
dos pinos e ganchos para que a corrente não escorregue.
- Só podem ser usadas correntes em perfeito estado.
- As correntes de tração têm de ser verificadas pelo menos 1 vez por ano por um técnico
qualificado.
- Para tal, respeitar também o manual de operação separado das respectivas correntes utilizadas!
Furo de fixação
para correntes

22
As peças de conexão das correntes A
LUKAS são fixadas através de pinos de
carga nos furos "A" das pinças de corte.
(ver imagem à direita)

Correntes:
para SC 250 E2: KSV 8/50
para SC 357 E2: KSV 8/50
para SC 757 E2: KSV 13
para SP 300 E2: KSV 11,
KSS 20 (só é permitido com
ponta multifuncional)
para SP 310 E2: KSV 11, KSS 20 (só é permitido com ponta multifuncional)

NOTA:
Respeitar todas as indicações e prescrições dos manuais de operação
fornecidos em separado com as correntes.

Puxar com o SC 757 E2


A fim de poder puxar com o SC 757 E2, deve-se primeiro remover a ponta de abertura (ver
cap. 6.2).
Em seguida, o dispositivo de extração „A“ deve ser instalado.
Para isso, primeiro soltar o pino do dispositivo de extração até o batente, empurrar o
dispositivo de extração por sobre a pinça e pressionar o pino completamente até ele engatar
(ver também capítulo 6.2 Remoção e Encaixe da Ponta de Abertura).

2.

1.

Em seguida, pode-se fixar o elo de corrente „C“ correspondente no orifício „B“ do dispositivo
de extração (ver Manual de Instruções do elo de corrente em avulso).

23
AVISO / CUIDADO / ATENÇÃO!
Cada dispositivo de extração deve ser montado de modo que ambas a
superfícies „A“ e „B“ fiquem alinhadas no mesmo nível. Isso garante a aplicação
simétrica da força de tração.
Caso isso não seja observado, uma sobrecarga das pinças de corte poderá
ocorrer. Isso pode causar lesões ao usuário e às vítimas do acidente.

B A
CORRETO

ERRADO

ERRADO

24
6.5 Esmagar (cunha, ferramenta combinada)

AVISO / CUIDADO / ATENÇÃO!


Os braços das ferramentas em liga leve, não podem ser
danificados.

Por norma, só se pode esmagar na área das pinças (ver imagem abaixo).

esmagamento
Área de

Área de
esmagamento

25
6.6 Pressionar (cilindro telescópico R 411 E2 e R 421 E2)
Antes de se poder utilizar o cilindro telescópico, é necessário garantir um apoio suficiente.
Para tal, também são necessárias estruturas inferiores. Os cilindros telescópicos estão
equipados de série com uma garra no lado do cilindro e do êmbolo para garantir uma
utilização o mais segura possível. Se esse apoio não for suficiente como, por exemplo,
durante o afastamento da parte frontal do veículo ou durante o levantamento de um veículo,
é necessário usar apoios adicionais, apliques do cilindro e, eventualmente, uma proteção
com, por exemplo, cintas. Os apoios adequados e apliques auxiliares do cilindro fazem
parte do programa de acessórios da LUKAS.

AVISO / CUIDADO / ATENÇÃO!


Nunca utilizar um cilindro telescópico sem a garra ou respectivo acessório!
O cilindro poderia escorregar durante a utilização e causar ferimentos no
operador. Além disso, o êmbolo ou a recepção da barra podem ser danificados.

AVISO / CUIDADO / ATENÇÃO!


Ao posicionar o cilindro telescópico (sem base de apoio da LUKAS), é necessário
garantir que todas as quatro pontas estejam totalmente apoiadas, tanto na garra
do lado do êmbolo como do lado do cilindro.
Ao posicionar o cilindro telescópico (com base de apoio da LUKAS), é necessário
garantir que a superfície entre as quatro pontas da garra esteja totalmente
apoiada na barra redonda da base.
Assim, é evitada uma aplicação de força em um único lado do cilindro.
Em seguida, os objetos levantados têm de ser protegidos contra queda através
de suportes sólidos ou estruturas inferiores!

26
7. Desmontagem do equipamento / parada após a utilização
Depois dos trabalhos, os braços das ferramentas devem ser fechados até existir só alguns
mm entre as pinças ou o êmbolo do cilindro recolhido até alguns mm. Assim, todo o
equipamento é aliviado hidraulicamente e mecanicamente.

NOTA:
Não guardar as ferramentas eDRAULIC com os braços totalmente fechados
ou o êmbolo totalmente recolhido! Através do fechamento total dos braços ou
a recolha total do êmbolo do cilindro, se pode gerar novamente uma tensão
hidráulica e mecânica no equipamento de resgate.

Após cada utilização, o equipamento de resgate deve ser limpo e as peças metálicas e
mecânicas lubrificadas. O travamento das pontas das pinças deve ser regularmente
lubrificado com óleo.
A lubrificação com óleo pretende proteger contra desgaste acentuado e corrosão.
Tentar não armazenar os equipamentos de resgate em ambientes úmidos.

8. Conservação e manutenção
Os equipamentos estão sujeitos a elevadas exigências mecânicas. Por isso, após cada
utilização, é necessário realizar uma verificação visual, pelo menos, uma vez por semestre.
Assim, você pode detectar antecipadamente desgastes, de modo a evitar danos por meio
da substituição a tempo das peças de desgaste. Também se deve verificar regularmente o
torque de aperto do pino central nas ferramentas combinadas e de corte. (Os torques de
aperto do pino central podem ser consultados no capítulo "Dados técnicos")
Uma vez por ano deve ser realizada uma inspeção anual dos equipamentos. Essa inspeção
deve ser realizada por um técnico especializado. Especializado significa que a pessoa
possui conhecimentos técnicos suficientes na área eletrotécnica e hidráulica de maneira a
avaliar objetivamente o estado do equipamento de resgate.
Após 3 anos, também é obrigatório verificar as pinças de corte quanto a fissuras. Para tal,
existe um kit de verificação das fissuras especial.
A cada 3 anos ou quando existirem dúvidas na segurança ou confiabilidade, é adicionalmente
necessário realizar uma verificação do funcionamento (para isso, respeitar também as
prescrições nacionais e internacionais em relação aos intervalos de manutenção de
equipamentos de resgate). Na Alemanha é necessário realizar inspeções de segurança
técnica regulares de acordo com as prescrições da "Gesetzlichen Unfallversicherung
(GUV)".

ATENÇÃO!
Antes do controle, limpar o equipamento de sujeira!

AVISO / CUIDADO / ATENÇÃO!


Para realizar os trabalhos de manutenção e de reparo são obrigatórios
equipamentos de proteção de oficina e pessoais adequados ao trabalho.
Os técnicos de manutenção e reparo têm de possuir conhecimentos técnicos
suficientes. Para isso, a LUKAS disponibiliza treinamentos adequados.

27
8.1 Todas as ferramentas eDRAULIC
Verificações a serem realizadas:

Verificação visual

Ferramenta combinada e de corte


• Abertura das pinças nas pontas (ver capítulo "Dados técnicos"),
• Estanqueidade geral (vazamentos),
• Mobilidade do manípulo em forma de estrela - Verificar o retorno autônomo para a
posição central após a liberação (comutação "homem-morto"),
• Pega existente e fixada com segurança,
• Placas existentes e legíveis,
• Coberturas não danificadas,
• Controle do torque de aperto no pino central (torque de aperto MA, ver "Dados técnicos").
• Pinças sem fissuras, danos ou deformações nas superfícies de corte,
• Superfícies de corte passam uma pela outra sem contato,
• Chapas de deslize, pinos e freios de segurança existentes nas pinças e em perfeito
estado,
• Iluminação do interruptor principal, área de trabalho e compartimento de conexão
funcional.

Cunha
• Abertura dos braços nas pontas (ver capítulo "Dados técnicos"),
• Estanqueidade geral (vazamentos),
• Mobilidade do manípulo em forma de estrela,
• Pega existente e fixada com segurança,
• Placas existentes e legíveis,
• Coberturas não danificadas,
• Braços de abertura sem fissuras,
• Pinos e freios de segurança existentes nos braços de abertura e em perfeito estado,
• Estrias das pontas limpas e angulares, sem fendas.
• Pontas existentes e bloqueadas,
• Iluminação do interruptor principal, área de trabalho e compartimento de conexão
funcional.

Cilindro telescópico
• Curso do êmbolo estende e recolhe totalmente (ver capítulo "Dados técnicos"),
• Cilindro e haste do êmbolo sem danos e deformações,
• Posicionamento correto e seguro das garras,
• Garras giram e estão sem danos (sem bocados partidos),
• Estanqueidade geral (vazamentos),
• Mobilidade do manípulo em forma de estrela,
• Placas existentes e legíveis,
• Iluminação do interruptor principal, área de trabalho e compartimento de conexão
funcional.

28
Bateria e fonte de alimentação
• Corpo não danificado,
• Superfícies de contato elétricas limpas e sem danos,
• Cabo não danificado,
• Bateria(s) totalmente carregada(s) (quando utilizado),
• Indicação do estado de carga da(s) bateria(s) de íons de lítio funcional.

Verificação do funcionamento
• Abertura e fechamento ou extensão e recolha correta ao acionar o manípulo em forma de estrela,
• Sem ruídos estranhos,
• Sem outros movimentos das pinças de corte, de abertura ou êmbolo do cilindro após
interrupção do acionamento da válvula durante o movimento (comutação "homem-morto").

8.2 Dispositivos de proteção


Verificações a serem realizadas:
• Controle dos dispositivos de proteção no/em volta do equipamento de resgate,
especialmente a cobertura de proteção das peças móveis (não pode apresentar fissuras!).

8.3 Controle do filtro no compartimento da bateria


O filtro de aspiração de ar deve ser controlado, pelo menos, uma vez por ano ou após
utilização em ambiente com poeira. O filtro pode ser avaliado a partir do exterior, se a fonte
de alimentação ou a bateria tiverem sido removidas (ver imagens abaixo).
Se o filtro apresentar muita sujeira, ele deverá ser substituído.

Modo de procedimento:
1. Inclinar o equipamento correspondente tal como representado na imagem.
2. Remover a bateria ou a fonte de alimentação.
3. Remover a grade do filtro, pressionando o gancho de desbloqueio.
4. Substituir os elementos do filtro com sujeira por novos elementos.

Gancho de desbloqueio

29
8.4 Controle e substituição do elemento de filtro R 421 E2, R 411 E2
O filtro de aspiração de ar deve ser controlado, no mínimo, uma vez por ano. Por motivos
de segurança, remova a bateria ou a fonte de alimentação. Desse modo, o filtro pode ser
avaliado a partir do exterior por meio das ranhuras de ventilação na tampa do filtro sem
necessidade de desparafusamento (ver as imagens embaixo).
Se o filtro apresentar muita sujeira, ele deverá ser substituído. A cobertura removível do
filtro se encontra no exterior no corpo da ferramenta no lado oposto ao compartimento da
bateria.

Modo de procedimento:
1. Soltar o parafuso de fixação na cobertura do filtro e remover a cobertura (ver
imagem).
2. Agora é possível remover o elemento de filtro e substituí-lo por um novo.
3. A montagem é realizada na sequência inversa.
Não exceder o torque de aperto de 1,5 Nm (13 lbf x inch), de modo a não danificar a
rosca.

Parafuso de fixação

Cobertura do filtro

Elemento de filtro

30
9. Reparos
9.1 Informações gerais
Os trabalhos de serviço somente podem ser realizados pelo fabricante do equipamento
ou por pessoal com treinamento do fabricante do equipamento e pelos revendedores
autorizados LUKAS.
Em todos os componentes só podem ser utilizadas peças de reposição originais da LUKAS
como estão listadas na lista de peças de reposição, já que eventualmente podem ser
necessários ferramentas especiais, instruções de montagem, pacotes de segurança e
testes (para isso, respeitar também o capítulo "Conservação e manutenção").
Durante os trabalhos de montagem manter os componentes especialmente limpos,
pois a sujeira pode danificar o equipamento de resgate!

AVISO / CUIDADO / ATENÇÃO!


No caso de reparos, é necessário usar vestuário de proteção, pois os
equipamentos também podem estar sob pressão em estado de repouso.

NOTA:
Por norma, registre seu equipamento de resgate na página de internet da
empresa LUKAS Hydraulik GmbH. Só assim é que você pode usufruir de um
serviço de garantia abrangente.

ATENÇÃO!
Visto que os equipamentos de resgate da LUKAS foram concebidos para
elevadas potências, somente podem ser trocados componentes que são
indicados nas listas de peças de reposição do respectivo equipamento.
Outros componentes do equipamento somente podem ser trocados se:
- você participou em um treinamento de serviço LUKAS.
- você possui a autorização expressa do serviço de atendimento ao cliente da
LUKAS (certificado LUKAS válido necessário!).

ATENÇÃO!
Ao limpar os equipamentos, prestar atenção para não usar um detergente cujo
valor pH esteja fora dos limites de 5 - 8!

31
9.2 Serviço de prevenção

9.2.1 Indicações de conservação

O exterior do equipamento deve ser limpo regularmente com um pano úmido (não os
contatos elétricos no compartimento de conexão, na bateria e na fonte de alimentação).
Além disso, as superfícies metálicas devem ser lubrificadas com um agente adequado para
proteger contra a corrosão (não os contatos elétricos no compartimento de conexão, na
bateria e na fonte de alimentação).
(Em caso de dúvida, contatar o seu revendedor autorizado LUKAS ou diretamente a LUKAS!)

9.2.2 Verificação do funcionamento e da carga


No caso de dúvidas sobre a segurança ou confiabilidade de um equipamento, é necessário
realizar adicionalmente uma verificação de funcionamento e carga.
Para isso, a LUKAS disponibiliza um respectivo equipamento de verificação.

9.3 Reparos
9.3.1 Substituição das pinças de corte, da cobertura de proteção e da pega
na ferramenta de corte S 700 E2 e ferramenta combinada SC 757 E2

Peças a serem Passos de trabalho


substituídas necessários
Cobertura de proteção 1., 2. e 7.
Pino central 1. - 4. e 7.
Pega 1. - 6. e 7.
Pinças de corte 1. - 5. e 7.

32
Passos de trabalho:

1. Primeiro, limpar cuidadosamente o equipamento de resgate.

2. Desmontar os parafusos de fixação "A"


(duas peças) e remover a cobertura de
proteção "B". Para isso, puxar o canto
redondo traseiro primeiro para fora
e depois para trás através da pega,
porque os cantos da cobertura de
proteção apoiados no corpo do cilindro
estão fixados por ranhuras guia. Se
necessário, soltar a pega e movimentá-
la para trás, para obter espaço livre para
a remoção.
A

AVISO / CUIDADO!
Durante o funcionamento com prote-
ção de mãos desmontada, existe um
perigo aumentado de ferimentos de-
vido a elementos móveis expostos. E

3. Mover as pinças de corte do


equipamento até que se possa ter
um fácil acesso ao pino “E”.
Em seguida, desligar o equipamento
de resgate e remover a bateria ou
separar a fonte de alimentação da
corrente elétrica.
E

33
G
H

4. Primeiro, desmontar o pino roscado "G",


depois, a porca do pino central "H" e, em
seguida, remover o pino central "J".

J M N M

5. Remover os freios de segurança "M"


e pressionar os pinos "N" para fora.
Em seguida, você pode retirar as
pinças de corte "O" e as chapas de
deslize "P"
N O

6. Soltar os parafusos de fixação “K” e


remover os mesmos. Agora, a pega “L”
pode ser removida para a frente.

7. Para montar as peças novas, executar os passos de trabalho na sequência inversa.

ATENÇÃO!
Lubrificar todas as superfícies deslizantes com graxa lubrificante especial da
LUKAS!

NOTA:
Os torques de aperto necessários podem ser consultados nas listas das peças
de reposição do respectivo equipamento.

34
9.3.2 Substituição das pinças de corte, da cobertura de proteção e da pega
na ferramenta de corte S 311 E2 e na ferramenta combinada SC 357
E2 e SC 250 E2
NOTA:
As imagens ilustram o equipamento com as pinças da ferramenta de corte.
A montagem e desmontagem na ferramenta combinada é idêntica!

Peças a serem Passos de trabalho


substituídas necessários
Cobertura de proteção 1. - 9. e 10.
Pino central 1., 5. e 10.
Pega 1. - 3. e 10.
Pinças de corte 1. - 7. e 10.

Passos de trabalho:

1. Primeiro, limpar cuidadosamente o equipamento de resgate.


2. Em seguida, as pinças devem ser fechadas até que as pontas quase se toquem
(ver imagem abaixo).
NOTA:
Os pinos das pinças só estão disponíveis quando as pinças de corte quase se
toquem!

Proceder do seguinte modo:

3. Remover os parafusos “A” da pega “B”.


Em seguida, a pega pode ser removida.
B

35
D

4. Remover em seguida o parafuso


“D”. Deslocar a proteção “E” na F
direção ilustrada até que os pinos
“F” estejam bem acessíveis.

5. Remover a porca de segurança “H” e


E
F
H

pressionar o pino central “G” para fora.


6. Remover os freios de segurança “K”

K J

e pressionar os pinos “J” para fora.


7. Agora, você pode retirar as pinças de

J K

corte “L” e as chapas de deslize “M”.


8. Bascular os elos de engate “N” para

L M

36
N

dentro.
10. Para montar as peças novas, executar os passos de trabalho na sequência inversa.

9. 
Por último, remover a proteção “E”
do equipamento, tal como representado
em cima.

ATENÇÃO!
Lubrificar todas as superfícies deslizantes com graxa lubrificante especial da
LUKAS!

NOTA:
Os torques de aperto necessários podem ser consultados nas listas das peças
de reposição do respectivo equipamento.

ATENÇÃO!
A porca do pino e os próprios pinos são adaptados um ao outro através de um
processo especial. Por isso, eles só podem ser substituídos por pares novos!
Através do processo especial utilizado, a liberação da porca durante o trabalho
é minimizada e, desta maneira, se evita uma quebra da pinça.
As porcas podem ser removidas e colocadas até 10 vezes sem que a sua vida
útil seja influenciada!

37
9.3.3 Retificar as pinças de corte
Só podem ser removidas ou alisadas eventuais rebarbas existentes!
Bocados partidos ou fissuras profundas não podem ser retificados. Nesses casos, as pinças
de corte têm de ser substituídas.

ATENÇÃO!
A retificação só pode ser executada na área de retificação (ver imagem)!
Especialmente as superfícies de deslize não podem ser retificadas!
Área de
retificação

Ponto de giro
da pinça
Sentido de
movimento da
Plano das pinça
superfícies
de deslize

Ferramentas necessárias: 1. Dispositivo de aperto (por exemplo, torno) com mordentes de


proteção para não danificar as pinças.
2. Retificadora (por exemplo, retificadora de correia) com uma
lixa de grão 80.
Modo de procedimento:
1. Apertar bem a pinça no dispositivo de aperto de maneira a ficar bem fixa e que a área de
retificação esteja acessível.
2. Com uma retificadora de correia, lixar cuidadosamente e de maneira uniforme as
rebarbas até alcançar a planura das superfícies de deslize (ver imagem).

Plano das superfícies de deslize

Além disso, durante a retificação é necessário prestar atenção para que a inclinação
da superfície de corte não seja alterada no sentido do movimento da pinça de corte.
Controlar a inclinação e a planura da superfície retificada, eventualmente, com um
medidor adequado.

ATENÇÃO!
Se a planura ou a inclinação não for mantida, o funcionamento correto das
pinças não é mais garantido e as pinças têm de ser substituídas.

38
9.3.4 Substituição dos braços de abertura, pontas de abertura, cobertura de
proteção e pega na cunha

Peças a serem Passos de trabalho


substituídas necessários
Pega 1., 2. e 8.
Pontas de encaixe 1., 3. e 8.
Cobertura de proteção 1. - 7. e 8.
Elos de engate 1. - 6. e 8.
Braços de abertura 1. - 7. e 8.

Passos de trabalho:

1. Primeiro, limpar cuidadosamente o equipamento de resgate. Em seguida, desligar o equipamento


de resgate e remover a bateria ou separar a fonte de alimentação da corrente elétrica.
A
2. Desmontar os parafusos de fixação
"A" e remover a pega "B". No SP 310
E2, a alça está fixada com parafusos de
entrada e porcas.

B A

3. Para remover as pontas de encaixe “G”, é necessário pressionar simultaneamente e


totalmente os botões “J” em ambos os lados do braço de abertura “H” e retirar as
as pontas de encaixe para a frente.
H
J
J

G
H

39
4. Desmontar os parafusos “C“ e os discos “D” e empurrar a cobertura de proteção ”E” o
mais possível para trás, para acessar os freios de segurança dos pinos “M”.

C
M

5. A cobertura de proteção “E” pode somente ser retirada para a frente após a remoção
dos braços de abertura (ver o ponto 7a).

6. Para substituir os braços de abertura “H”, é necessário remover os freios de segurança


“K” e os elos de engate “L” para fora.

K L
M
P
H N

7. Remover ainda um freio de segurança “M” em cada lado, para se poder desmontar os
pinos “N”. Em seguida, os braços de abertura “H” podem ser removidos.

40
7a. Após a desmontagem dos braços de abertura, é possível retirar a cobertura de
proteção “E” para a frente.

8. Para montar as peças novas, executar os passos de trabalho na sequência inversa.

ATENÇÃO!
Lubrificar todas as superfícies deslizantes com graxa lubrificante especial da
LUKAS!

NOTA:
Os torques de aperto necessários podem ser consultados nas listas das peças
de reposição do respectivo equipamento.

41
9.3.5 Cilindro telescópico R 411 E2, R 421 E2
Substituição das garras (idêntica na base e na cabeça):

1. Primeiro, limpar cuidadosamente o equipamento de resgate. Em seguida, desligar a


ferramenta e remover a bateria ou separar a fonte de alimentação da ferramenta.

2. Soltar ambos os parafusos de fixação


A B
“A” na garra e retirar os mesmos para a
frente. Substituir o anel "O" por um novo.

3. Deslocar o anel "O" “B” até o final do pino da garra, até que ele esteja colocado no
entalhe. Lubrificar as superfícies de união com graxa lubrificante especial da LUKAS e,
em seguida, colocar novamente a garra no cilindro telescópico até o encosto. Voltar a
apertar os parafusos de fixação.

9.3.6 Placas
Todas as placas danificadas e/ou ilegíveis (indicações de segurança, chapa de
características, etc.) têm de ser trocadas.

Modo de procedimento:

1. Remover as placas danificadas e/ou ilegíveis.


2. Limpar as superfícies com álcool etílico.
3. Colar placas novas.
Atenção para colar as placas na posição correta. Se isso não for mais conhecido, consultar
a posição correta no revendedor autorizado LUKAS ou diretamente na LUKAS.

42
10. Análise de falhas
Falhas Controle Causas Solução
O motor não ar- O manípulo não O manípulo não foi A fim de poder ope-
ranca após acio- está aceso, apesar acionado durante a rar novamente o
namento do maní- de não ter sido des- operação com ba- equipamento, deve-
pulo. ligado. teria por um longo -se primeiro desligar
tempo (no mínimo, e ligar novamente a
10 minutos). ferramenta eDRAU-
A bateria se desli- LIC usando a chave
gou-desativou. principal.
Pode-se também
acionar o indicador
de capacidade da
bateria ou desco-
nectar brevemente a
bateria e reconectá-
-la em seguida.
Quando aciona- Bateria totalmente Bateria vazia Carregar a bateria
dos, os braços de carregada?
Bateria avariada Substituir a bateria
abertura, as pinças
de corte ou o ci- Ar no sistema hi- Eliminação do dano
lindro telescópico dráulico por meio do reven-
são deslocados dedor autorizado,
lentamente ou aos técnicos com treina-
solavancos mento especial da
LUKAS ou direta-
mente na LUKAS
Cabo de alimenta- Fonte de alimen- Voltar a encaixar a
ção elétrica conec- tação não encai- fonte de alimentação
tado? xada corretamente no compartimento
na ferramenta de conexão
eDRAULIC (sem
encaixe automá-
tico).
Cabo de alimen- Voltar a conectar a
tação elétrica não alimentação elétrica
conectado correta-
mente com a fonte
de corrente elétrica
externa.
Fonte de alimenta- Substituir a fonte de
ção ou cabo de ali- alimentação ou o
mentação elétrica cabo de alimentação
avariado elétrica
Fonte de corrente Utilizar outra fonte
elétrica externa de corrente elétrica
avariada externa

43
Falhas Controle Causas Solução
Quando acionados, Bateria totalmente Bateria vazia Carregar a bateria
os braços de aber- carregada?
Bateria avariada Substituir a bateria
tura, as pinças de
corte ou o cilindro Cabo de alimenta- Cabo de alimen- Substituir o cabo de
telescópico não ção elétrica conec- tação elétrica ava- alimentação elétrica
são deslocados tado? riado
Ferramenta ava- Eliminação do dano
riada por meio do reven-
dedor autorizado,
técnicos com treina-
mento especial da
LUKAS ou direta-
mente na LUKAS
O equipamento Ferramenta ava- Eliminação do dano
não exerce a força riada por meio do reven-
indicada. dedor autorizado,
técnicos com treina-
mento especial da
LUKAS ou direta-
mente na LUKAS
Após a liberação, o Corpo danificado ou Danos na mola Eliminação do dano
manípulo em forma acionamento do ma- basculante para a por meio do reven-
de estrela não se nípulo em forma de reposição dedor autorizado,
desloca para a po- estrela emperrado? técnicos com treina-
Válvula ou manípu-
sição central mento especial da
lo com sujeira
LUKAS ou direta-
mente na LUKAS
Válvula avariada
Outros danos me-
cânicos (por exem-
plo, manípulo em
forma de estrela)
Saída de fluido Vedação da haste Eliminação do dano
hidráulico na haste danificada por meio do reven-
do êmbolo dedor autorizado,
Êmbolo danificado
técnicos com treina-
mento especial da
LUKAS ou direta-
mente na LUKAS

O tempo de traba- Bateria avariada Substituir a bateria


lho útil entre os vá-
rios ciclos de carre-
gamento é, apesar
de carregamento
correto, inferior a 5
minutos

44
Se os problemas não puderem ser resolvidos, informar imediatamente um revendedor
autorizado LUKAS ou diretamente o atendimento ao cliente da LUKAS!
Endereço do atendimento ao cliente da LUKAS:

LUKAS Hydraulik GmbH


Weinstraße 39, D-91058 Erlangen
Tel.: (+49) 09131 / 698 - 348
Fax.: (+49) 09131 / 698 - 353
http://www.lukas.com

11. Dados técnicos


Visto que todos os valores dependem das tolerâncias, poderão existir pequenas diferenças
entre os dados de seu equipamento e os dados da seguinte tabela!
Devido a imprecisões na consulta e/ou tolerâncias dos meios de medição utilizados, os
valores podem divergir.

NOTA:
As seguintes tabelas contêm apenas os dados técnicos necessários para a
operação e o armazenamento.
Para mais informações sobre o seu equipamento, contatar diretamente a LUKAS.

Pressão operacional: S 311 E2: 75 MPa


S 700 E2: 80 MPa
SP 300 E2: 80 MPa
SP 310 E2: 75 MPa
SC 250 E2: 70 MPa
SC 357 E2: 70 MPa
SC 757 E2: 75 MPa
R 411 E2: 50 MPa
R 421 E2: 50 MPa

45
11.1 Ferramenta de corte eDRAULIC

Tipo de ferramenta S 311 E2 S 700 E2


Número de artigo 90-20-22 90-20-72
Dimensões (sem bateria) [mm] 847 x 225 x 262 920 x 296 x 262
CxLxA [in.] 33.4 x 8.86 x 10.3 36.2 x 11.7 x 10.3
[mm] 150 192
Abertura de corte máx.
[in.] 5.9 7.6
[kg] 17,7 21,8
Massa (sem bateria)
[lbs.] 39 48.1

Tensão elétrica nominal


[V DC] 25
(com fonte de alimentação)

Tensão elétrica nominal


[V DC] 25,2
(com bateria de íons de lítio)
Classe de proteção IP 54
Classificação (NFPA 1936) A7/B8/C6/D7/E7 A8/B9/C8/D9/E9

46
11.2 Ferramenta combinada eDRAULIC

Tipo de ferramenta SC 250 E2 SC 357 E2


Número de artigo 90-30-12 90-30-22
Dimensões (sem bateria) [mm] 849 x 215 x 262 929 x 225 x 262
CxLxA [in.] 33.4 x 8.46 x 10.3 36.6 x 8.86 x 10.3
[mm] 233 274
Abertura de corte máx.
[in.] 9.2 10.8
Força de corte máx. [kN] 280 380
(local de corte mais interno) [lbf.] 63000 85400
Força de abertura mín. (25 mm / [kN] 32 38
0.98 in. afastado das pontas) [lbf.] 8100 8540
Força de abertura LSF [kN] 24 32
(conforme NFPA) [lbf.] 5400 7190
Força de abertura HSF [kN] 29 42
(conforme NFPA) [lbf.] 6500 9440
Força de abertura máx. [kN] 700 1003
possível [lbf.] 157000 225000
[mm] 320 368
Percurso de abertura máx.
[in.] 12.6 14.5
Força de tração máx. (no furo [kN] 34 48
de fixação para correntes) [lbf.] 7600 10800
Percurso de tração (no furo de [mm] 330 380
fixação para correntes) [in.] 13.0 15
Força de tração HPF [kN] 37 55
(conforme NFPA) [lbf.] 8300 12400
Força de tração LPF [kN] 28 39
(conforme NFPA) [lbf.] 6290 8770
[kg] 15,6 18,8
Massa (sem bateria)
[lbs.] 34.4 41.4
Tensão elétrica nominal
[V DC] 25 25
(com fonte de alimentação)
Tensão elétrica nominal
[V DC] 25,2 25,2
(com bateria de íons de lítio)
Classe de proteção IP 54 IP 54
Classificação (NFPA 1936) A6/B6/C6/D7/E7 A7/B7/C7/D7/E7

47
11.2 Ferramenta combinada eDRAULIC

Tipo de ferramenta SC 757 E2


Número de artigo 90-30-32
Dimensões (sem bateria) [mm] 1033 x 294 x 285
CxLxA [in.] 40.7 x 11.5 x 11.2
[mm] 369
Abertura de corte máx.
[in.] 14.5
Força de corte máx. [kN] 880
(local de corte mais interno) [lbf.] 198000
Força de abertura mín. (25 mm / [kN] 43
0.98 in. afastado das pontas) [lbf.] 9670
Força de abertura LSF [kN] 39
(conforme NFPA) [lbf.] 8770
Força de abertura HSF [kN] 49
(conforme NFPA) [lbf.] 11000
Força de abertura máx. [kN] 1300
possível [lbf.] 292000
[mm] 450
Percurso de abertura máx.
[in.] 17.7
Força de tração máx. (no furo [kN] 98
de fixação para correntes) [lbf.] 22000
Percurso de tração (no furo de [mm] 297
fixação para correntes) [in.] 11.7
Força de tração HPF [kN] 66
(conforme NFPA) [lbf.] 14800
Força de tração LPF [kN] 48
(conforme NFPA) [lbf.] 10800
[kg] 24
Massa (sem bateria)
[lbs.] 52.9
Tensão elétrica nominal
[V DC] 25
(com fonte de alimentação)
Tensão elétrica nominal
[V DC] 25,2
(com bateria de íons de lítio)
Classe de proteção IP 54
Classificação (NFPA 1936) A8/B9/C8/D9/E9

48
11.3 Cunha eDRAULIC

Tipo de ferramenta SP 300 E2 SP 310 E2


Número de artigo 90-10-12 90-10-22
Dimensões (sem bateria) [mm] 881 x 355 x 262 955 x 345 x 276
CxLxA [in.] 34.7 x 14 x 10.3 37.6 x 13.6 x 10.9
Força de abertura mín. [kN] 36 50
(25 mm / 0.98 in. afastado das
pontas) [lbf.] 8100 11000

Força de abertura máx. [kN] 145 324


possível [lbf.] 32600 72800
Força de abertura LSF [kN] 33 46
(conforme NFPA) [lbf.] 7420 10300
Força de abertura HSF [kN] 40 58
(conforme NFPA) [lbf.] 9000 13000
[mm] 605 725
Percurso de abertura máx.
[in.] 23.8 28.5
Força de tração máx. (no furo [kN] 28 44
de fixação para correntes) [lbf.] 6300 9900
Percurso de tração (no furo de [mm] 475 573
fixação para correntes) [in.] 18.7 22.6
Força de tração HPF [kN] 21 34
(conforme NFPA) [lbf.] 4720 7600
Força de tração LPF [kN] 18 26
(conforme NFPA) [lbf.] 4050 5900
[kg] 19,9 23,9
Massa (sem bateria)
[lbs.] 43.9 52.7
Tensão elétrica nominal
[V DC] 25 25
(com fonte de alimentação)
Tensão elétrica nominal
[V DC] 25,2 25,2
(com bateria de íons de lítio)
Classe de proteção IP 54 IP 54

49
11.4 Cilindro telescópico eDRAULIC

Tipo de ferramenta R 421 E2 R 411 E2


Número de artigo 90-40-12 90-40-11
Dimensões (C x L x A) [mm] 597 x 135 x 313 597 x 135 x 313
(recolhido) [in.] 23.4 x 5.3 x 12.3 23.4 x 5.3 x 12.3
Comprimento [mm] 1347 984
(estendido) [in.] 53.0 38.7
Curso do êmbolo 1 [mm] 387
[in.] 15.2
Curso do êmbolo 2 [mm] 363 -
[in.] 14.3 -
[mm] 750 387
Curso máx. do êmbolo
[in.] 29.5 15.2
[kN] 127
Força / pressão máx. êmbolo 1
[lbf.] 28600
[kN] 60 -
Força / pressão máx. êmbolo 2
[lbf.] 13500 -

Força máxima de abertura HSF [kN] 127


êmbolo 1 (conforme NFPA) [lbf.] 28600

Força máxima de abertura HSF [kN] 60 -


êmbolo 2 (conforme NFPA) [lbf.] 13500 -

[kg] 19 17,9
Massa (sem bateria)
[lbs.] 41.9 39.5
Tensão elétrica nominal
[V DC] 25
(com fonte de alimentação)
Tensão elétrica nominal
[V DC] 25,2
(com bateria de íons de lítio)

Consumo de energia no
A 12
funcionamento sem carga
Consumo de energia no
A 42
funcionamento com carga máx.
Classe de proteção IP 54

50
11.5 Emissões de ruídos (conforme a norma EN ISO 3744)
S 700 E2, S 311 E2,
SP 300 E2, SP 310 E2, R 411 E2
Tipo de ferramenta
SC 250 E2, SC 357 E2, R 421 E2
SC 757 E2

Tipo de bateria usado na ferramenta Íons de lítio Íons de lítio

Leerlauf (Messabstand 1 m,
[dB(A)] 74 71
nach EN)
Funcionamento com carga
máx. (distância de medição 1 [dB(A)] 77 73
m, conforme EN)
Funcionamento sem carga
(distância de medição 4 m, [dB(A)] 69 69
conforme NFPA)
Funcionamento com carga
máx. (distância de medição 4 [dB(A)] 71 70
m, conforme NFPA)

11.6 Faixas de temperatura para operação e armazenamento

Temperatura de operação [°C] / [°F] -20 … +55 -4 … +131


Temperatura de armazenamento
[°C] / [°F] -30 … +60 -22 … +140
(equipamento fora de operação)

11.7 Vibrações / trepidações


O valor total das trepidações / vibrações ao qual os membros superiores estão expostos é,
por norma, inferior a 2,5 m/s².
Devido à alternância dos materiais a serem trabalhados podem, durante pouco tempo,
ocorrer valores maiores.

(As trepidações / vibrações foram determinadas de acordo com a norma DIN EN ISO 20643.)

11.8 Torques de aperto do pino central (só nas ferramentas combi-


nadas e de corte)
Tipo de ferramenta S 311 E2 S 700 E2 SC 250 E2 SC 357 E2 SC 757 E2
Pino central M 24 x 1,5 M 32 x 1,5 M 24 x 2 M 24 x 1,5 M 32 x 1,5
[mm] 36 46 36 36 46
Tamanho da chave
[in.] 1.42 1.81 1.42 1.42 1.81

[Nm] 120 +10 140 + 10 110 +10 120 +10 140 +10
Torque de aperto
[lbf∙in] 1060 + 90 1240 + 90 890 + 90 1060 + 90 1240 + 90

51
12. Declaração de conformidade CE

52
13. Acessórios
13.1 Baterias
Para o funcionamento das ferramentas eDRAULIC devem ser exclusivamente utilizadas
baterias de íons de lítio da LUKAS. Essas garantem uma potência ótima e uma duração de
trabalho ideal das ferramentas eDRAULIC.

NOTA:

Para garantir a tempo de
funcionamento máxima Indicação do
e disponibilidade estado de
máxima, você deve carga
certificar-se de que a
bateria está sempre Botão de
totalmente carregada consulta
antes de conectá-lo a
um dispositivo.

Dados técnicos Tensão nominal Capacidade Energia Peso


Unidade V DC Ah Wh kg lbs
Tipo de bateria 1 25,2 2,6 65 0,92 2,03
Tipo de bateria 2 25,2 5,0 126 0,94 2,07

Tipo de bateria 1: Código de exibição

Capacidade = 75...100% - LED 1-4 aceso

Capacidade = 50...75% - LED 1-3 aceso

Capacidade = 25...50% - LED 1-2 aceso

Capacidade = 0... 25% - LED 1 aceso

Tipo de bateria 2: Código de exibição


Capacidade = 75...100% - LED 1-4 aceso
Capacidade = 62...75% - 4. LED piscando, 1-3 aceso
Capacidade = 50...62% - LED 1-3 aceso
Capacidade = 37...50% - 3. LED piscando, 1-2 aceso
Capacidade = 25...37% - LED 1-2 aceso
Capacidade = 12...25% - 2. LED piscando, 1 aceso
Capacidade = 5... 12% - LED 1 aceso
Capacidade = 0...5% - 1. LED piscando

53
13.2 Carregador de baterias
Para carregar as baterias de íons de lítio só pode ser utilizado o carregador "eDRAULIC
Power Pack Charger".

NOTA:
Por norma, observar o manual de operação separado do carregador de baterias.

13.3 Fonte de alimentação


Para as ferramentas eDRAULIC, está disponível uma fonte de alimentação desenvolvida
adicionalmente, com a qual as ferramentas podem ser diretamente conectadas à rede
elétrica. A fonte de alimentação transforma a corrente alternada da corrente elétrica em
corrente contínua, de maneira a poder ser utilizada em vez da bateria.

Plugue para
a tomada
elétrica

Adaptador Cabo

Cabo

Filtro
Estrutura:
Em uma extremidade, a fonte de alimentação possui um adaptador que é simplesmente
colocado e encaixado no compartimento de conexão das ferramentas. Na outra extremidade,
existe um plugue para a tomada elétrica. Ambos estão unidos através de um cabo. O plugue
para a tomada elétrica é um plugue de proteção da classe IP 68 ou um plugue EUA. O filtro
integrado é responsável pela transformação da corrente alternada em corrente contínua.

NOTA:
Por norma, observar o manual de operação separado da fonte de alimentação.

54
13.4 Correntes
Para poder realizar trabalhos de tração com a cunha eDRAULIC e a ferramenta combinada
eDRAULIC, você necessita de correntes (ver capítulo "Puxar").

Correntes adequadas:
para SC 250 E2: KSV 8/50
para SC 357 E2: KSV 8/50
para SC 757 E2: KSV 13
para SP 300 E2: KSV 11, KSS 20 (só é permitido com
ponta multifuncional)
para SP 310 E2: KSV 11, KSS 20 (só é permitido com
ponta multifuncional)

14. Indicações sobre o descarte


Favor destinar adequadamente todo o material
de embalagem e as peças desmontadas.

Os aparelhos eletrônicos, acessórios e embalagens devem ser reciclados adequadamente.

Só para países da UE:


Não descartar aparelhos eletrônicos através do lixo doméstico!
De acordo com a diretriz europeia 2002/96/CE sobre equipamentos elétricos e eletrônicos
e sua conversão para o direito nacional, os aparelhos eletrônicos não funcionais têm de ser
recolhidos separadamente e reciclados de maneira ecológica.

Para tal, observar também as indicações no manual separado dos carregadores.

15. Notas

55
Favor destinar adequadamente todo o material
de embalagem e as peças desmontadas.

LUKAS Hydraulik GmbH


A Unit of IDEX Corporation

Weinstraße 39, D-91058 Erlangen


Tel.: (+49) 0 91 31 / 698 - 0
Sujeito a modificações

Fax.: (+49) 0 91 31 / 698 - 394


e-mail: lukas.info@idexcorp.com
www.lukas.com

Made in GERMANY
eDRAULIC2_manual_172085085_pt.indd © Copyright 2016 LUKAS Hydraulik GmbH

Você também pode gostar