Você está na página 1de 2

METAFÍSICA DO CHAOS

AQUI SEGUE UM POUCO DE PSICO-METAFÍSICA

Se você não liga em filosofia de qualquer linha que seja, é melhor pular isso.

O Princípio Anerístico é aquele de

Aparente Ordem; o Princípio

Erístico é aquele de APARENTE

DESORDEM. Tanto ordem quanto

desordem são conceitos criados

pelo homem e são divisões

artificiais do CAOS PURO, que é um

nível além do que o nível de criação

de distinções. Com nosso aparato

de criar conceitos, que chamamos

de “mente”, nós olhamos para a

realidade através das ideias-sobre-

a-realidade que nossas culturas nos

dão. As ideias-sobre-a-realidade

são erroneamente rotuladas de

“realidade”, e pessoas não iluminadas sempre ficam perplexas pelo fato de outras pessoas, especialmente outras

culturas, veem a “realidade” de uma maneira diferente. São somente as ideias-sobre-a-realidade que diferem. A

realidade Real(Verdadeira com V maiúsculo) é um nível além do nível de conceito.

Nós olhamos para o mundo através de janelas nas quais foram desenhadas grades (conceitos). Filosofias diferentes

usam grades diferentes. Uma cultura é um grupo de pessoas com grades bastante similares. Através de uma janela nós

vemos caos, e relacionamo-lo aos pontos na nossa grade, e assim entendemos ele. A ORDEM está na GRADE. Este é o

Princípio Anerístico.

A Filosofia Ocidental preocupa-se tradicionalmente em contrastar uma grade com a outra grade, e juntar grades na

esperança de encontrar uma perfeita, que vai retratar toda a realidade, e vai, portanto, (dizem os ocidentais não-

iluminados) ser Verdadeira. Isto é ilusório, é o que nós Erisianos chamamos de ILUSÃO ANERÍSTICA. Algumas grades

podem ser mais úteis do que outras, algumas mais agradáveis do que outras, etc., mas nenhuma pode ser mais

Verdadeira do que nenhuma outra.

DESORDEM é simplesmente informação não relacionada vista através de alguma grade particular. Mas, como “relação”,

não-relação é um conceito. Macho, como fêmea, é uma ideia sobre sexo. Dizer que macheza é “ausência de

feminilidade”, ou vice-versa, é uma questão de definição e metafisicamente arbitrária. O conceito artificial de não-

relação é o PRINCÍPIO ÉRISIANO. A crença de que “ordem é verdadeira” e desordem é falsa, ou alguma outra forma

errada, é a Ilusão Anerística. Dizer o mesmo da desordem é a ILUSÃO ERÍSTICA.

O ponto é que a verdade (v – minúsculo) é uma questão de definição relativa à grade que umas pessoas estão usando

no momento, e a Verdade (V – maiúsculo), realidade metafísica, é totalmente irrelevante para as grades. Pegue uma
grade, e através dela algum caos parece desordenado e outro aparenta desordem. Pegue uma outra grade, e o mesmo

caos vai aparecer ordenado e desordenado de forma diferente.

A realidade é o Rorschach original.

Texto Transcrito do livro Princípia Discórdia, por Gunter Brian.