Você está na página 1de 2

1

SANDUÍCHE E A CULTURA BRASILEIRA

A idéia de que é possível entender a natureza de uma cultura, ou mesmo de uma


nação, através da sua culinária não é nova. Mas se popularizou de uns tempos para cá, pelo
menos no Ocidente, com as chamadas praças de alimentação.
Hoje, todo mundo sabe que os japoneses são detalhistas e exóticos. Os americanos,
pragmáticos, mas infantis. Os franceses, claro, tendem ao extravagante. Os mexicanos são
picantes. Os ingleses, sem graça. E por aí vai.
A comida brasileira, até onde sei, ainda não ganhou um rótulo global. Até porque os
pratos típicos, como vatapá e feijoada, resistem bravamente às praças de alimentação.
Eu me considero razoável conhecedor e grande entusiasta da culinária nacional – pelo
menos para um gringo. Mas após mais de 20 anos no País, ainda conservo alguns hábitos
alimentares californianos.
Entre eles, há pelo menos um que provoca arrepios nos amigos brasileiros – o terrível
sanduíche de abacate. Sempre que preparo essa iguaria diante de um brasileiro, a discussão é
inevitável. Sábado passado não foi diferente.
Montava o sanduíche carinhosamente, com pão integral, alface, cenoura, atum,
abacate (dos pequenos), tomate, broto de alfafa e bacon de soja, na mesa da cozinha, próximo
à hora do almoço, e me ofereci para fazer outro igual para a Luli, minha esposa. Eis a nossa
discussão (sem conclusões ou comentários):
- Posso fazer um para você?
- Obrigada. Vou comer comida.
- E isso não é comida?
- Não, é lanche.
- Ta aí uma coisa que nunca entendi no Brasil. O que distingue a comida de lanche.
- Comida vem no prato e é degustado com garfo e faca. Lanche se come com a mão.
- Pizza é comida, então?
- Não, pizza é pizza.
- É uma outra categoria?
- Claro.
- E beirute?
- Beirute é lanche.
- Por quê?! Come-se com garfo e faca, pelo menos quem tem educação.
- É, mas é sanduíche.
- E todo sanduíche é lanche?
- Sim.
- Independente do tamanho?
- Independente.
- Então quando se diz que o Beirute do Frevinho é uma verdadeira refeição ...
- É propaganda!!
2

- Ou seja, não tem nenhuma dif erença entre um suculento Beirute de rosbife e um
pacote de batatas fritas – que é lanche também, certo?
- Depende. Se você comer a batata frita com o sanduíche faz parte do lanche. Se
você comer só a batata, aí é porcaria.
- Porcaria é uma outra categoria?
- Sim, claro!
- Torresmo, então, é porcaria?
- Não. No prato com feijão-tropeiro é comida. Na mesa do bar com cerveja é petisco.
- Se for brasileiro não é porcaria nunca?!
- Quase nunca.
- Salsicha é porcaria ou lanche?
- Quase sempre porcaria.
- Mesmo quando é servida no jantar, no prato, com purê de batatas, arroz e
saladinha?
- Aí é comida.
- Se tem arroz é comida?
- Acho que sim.
- Existe comida sem arroz?
- Existe.
- Qual?
- Ah, um bife com purê e salada é comida... mas fica faltando alguma coisa.
- O arroz, vai ver.
- Talvez. Mas este seu sanduíche de abacate, bacon de soja, broto de alfafa, cenoura,
alface e atum não é comida. Sanduíche de abacate não é comida nem aqui nem na
China!!!!!...