Você está na página 1de 10

COLÉGIO JOÃO PAULO II

2º ENSINO MÉDIO

Joan Felippe Santana de Souza

Reino Protista

JOÃO PESSOA 2018


Joan Felippe Santana de Souza

Educação Física

Trabalho apresentado à disciplina de


Educação Física por orientação da professora
Joana.

JOÃO PESSOA 2018


Sumário
1. INTRODUÇÃO ........................................................................................................ 4

2. Handebol de Areia ................................................................................................. 5

2.1. História do Handebol de Praia .......................................................................... 5

2.3. Competições ..................................................................................................... 5

2.4. Características do Handebol de Praia .............................................................. 5

2.5. Quadra .............................................................................................................. 5

2.6. Equipes ............................................................................................................. 5

2.7. Bola e Uniformes .............................................................................................. 6

2.8. Gol no Handebol de Praia................................................................................. 6

2.9. Bolas Paradas .................................................................................................. 6

3.0. Handebol de Areia no Brasil ............................................................................. 7

4. CONSIDERAÇÕES FINAIS .................................................................................... 9

5. REFERÊNCIAS ..................................................................................................... 10
1. INTRODUÇÃO
O Handebol de Areia é parecido com o handebol tradicional, porém tem
algumas diferenças como até mesmo seu solo. Sua história é bem interessante e
também como são os uniformes.
2. Handebol de Areia
O handebol de praia ou handebol de areia é uma variante do handebol
tradicional, a qual é bastante semelhante tendo apenas pequenas diferenças, sendo
uma delas o solo.

2.1. História do Handebol de Praia


Não se sabe exatamente e quando se originou este esporte, mas de forma
mais ou menos unânime, todos concordam ter sido em Itália por volta do ano 1993.
Com o voleibol de praia, rugby de praia, e outros esportes que acabaram por
ser adaptado o handebol acabou por seguir o mesmo caminho.
Foi algo que surgiu naturalmente e apenas com o intuito de expandir a
modalidade e se puder jogar com os amigos enquanto se esta na praia.
Atualmente o esporte é totalmente regulamentado e está sobre a tutela da
Federação Internacional de Handebol.

2.3. Competições
Existem várias competições já, desde as ligas nacionais até ao Campeonato
Mundial de Beach Handball.
Apesar de não ser esporte Olímpico, ele figura como uma das modalidades
dos Jogos Mundiais, que é uma competição composta por diversos esportes que
não são Olímpicos.

2.4. Características do Handebol de Praia


Agora vamos ver quais são as caraterísticas e fundamentos do handebol de
praia e destacar as diferenças que tem do handebol tradicional.
O jogo é composto por duas equipas, as quais jogam durante duas partes de
10 minutos cada. Ganha quem tiver marcado mais gols.
Se o jogo tiver empatado então é jogada mais um parte de 10 minutos.
Se mesmo assim não se resolver, o jogo vai para lances de 6 metros (idêntico ás
grandes penalidades do futebol).

2.5. Quadra
A quadra deve ter como medidas 12 metros de largura por 27 metros de
comprimento. Ela é dividida por várias linhas como pode ver na imagem abaixo.
Deve ter pelo menos 40 centímetros de profundidade de areia (por vezes não se
joga na praia, mas sim em campos artificiais, usado mais em competições
internacionais).

2.6. Equipes
As equipes devem ser compostas por oito elementos de máximo (não
podendo ter menos de seis elementos).
No campo jogam quatro jogadores de cada equipe, sendo que três deles são
jogadores de campo e um é o goleiro/guarda redes.
O goleiro pode sair da sua área e jogar como jogador de campo desde que não saia
da sua área com a bola nas mãos.
As substituições são ilimitadas e devem ser feitas na linha lateral no meio
campo, junto á mesa dos Oficiais de Mesa.
Se for substituição do goleiro por um goleiro avançado (funciona como um 4º jogador
de campo) já pode ser feita na linha de fundo junto da baliza e o outro jogador deve
usar um colete ou camisola de cor diferente.

2.7. Bola e Uniformes


 Bola

A bola deve ter de borracha antiderrapante.


Para os homens, a bola deve pesar cerca de 360g e medir 17,5cm de diâmetro. Já
para as mulheres a bola deve pesar cerca de 290g e medir cerca de 16,5cm de
diâmetro.
Para os escalões mais novos o tamanho e peso da bola também podem
variar.

 Uniformes

Os homens devem usar calção e t-shirt, as mulheres devem usar calção e


top.
Os jogadores devem jogar descalços, mas é permitido jogarem de meias ou
com bandagens.

2.8. Gol no Handebol de Praia


É considerado gol cada vez que a bola ultrapassar a linha de gol entre os
postes da baliza. Esse gol irá valer um ponto.
Existem casos onde há bonificações, tais como:
 Se o goleiro marcar gol enquanto esta fora da sua área, vale +1 ponto;
 Se o goleiro marcar gol e estiver na sua área, vale +2 pontos;
 Se o gol for marcado de livre de 6 metros, vale +1 ponto;

2.9. Bolas Paradas


Existem diferentes tipos de bolas paradas, sendo que se parecem bastante com
o do handebol tradicional.
 Canto
É canto sempre que a bola sair pela linha de fundo adversária e o ultimo jogador
a tocar na bola for também da equipa adversária (em exceção ao goleiro). Este é
marcado na interseção da linha de 6 metros com a linha lateral no lado em que a
bola saiu.
 Lançamento Lateral
O lançamento lateral é efetuado quando a bola sai pela linha lateral, sendo que
este pertence á equipa inversa ao jogador que tocou em ultimo pela bola.
Ele deve ser feito na linha lateral no local onde saiu à bola. Se for para lá da linha
dos 6 metros, então deve se efetuar no mesmo local do canto.
 Lance Livre
Após a infração de alguma regra, o time adversário ganha um Lance livre, e este
deverá ser cobrado no local em que foi realizada a falta. Durante a cobrança os
jogadores de defesa devem estar no mínimo de um metro de distância da cobrança
e alinhados na linha de 6 metros.
 Lance de 6 metros
Assim como no handebol de quadra, o lance de seis metros acontece sempre
que um jogador sofrer uma falta grave.
Na cobrança o atleta não deve tocar ou cruzar a linha da área do gol até o
arremesso da bola. O goleiro e os outros jogadores devem manter-se a uma
distância mínima de 1 metro do arremessador.
Se um gol for marcado em uma cobrança de 6 metros, o time é bonificado com um
ponto extra.

3.0. Handebol de Areia no Brasil


Ao contrário de seus irmãos mais velhos de campo e quadra, ambos de
origem germânica, o Handebol de areia deu seus primeiros passos nas praias
brasileiras, como uma adaptação do esporte voltada a recreação, mas voltou à
Europa para suas primeiras competições oficiais, realizadas na costa italiana nos
anos 1990, na praia de Giulianova, onde surgiram os primeiros times. Já as regras
específicas foram desenvolvidas pelos holandeses, e as duas experiências serviram
de base para que a IHF (Federação Internacional de Handebol) oficializasse o
esporte. Um ano depois, em setembro de 1994, após participar do XXV Congresso
da IHF realizado em Amsterdã na Holanda, o Prof. Manoel Luiz Oliveira apresentou
a variação da modalidade ao COB (Comitê Olímpico Brasileiro), sugerindo sua
inclusão no Festival Olímpico de Verão em 1995, e teve sua proposta aceita.

Com apenas um ano para organizar sua primeira competição internacional de


handebol de areia, o Brasil convidou as duas nações pioneiras, Holanda e Itália,
além de Portugal, e como os holandeses não puderam vir, os argentinos foram
convidados para substituí-los. Já para formar a primeira equipe brazuca, foram
convocados atletas oriundos do Handebol de quadra de clubes do Rio de Janeiro e
São Paulo, que seriam treinados pelos professores William Felipe e Leoni
Nascimento, supervisor e técnico, respectivamente, enquanto técnicos, árbitros e
jogadores passaram a receber cursos e treinamentos de profissionais estrangeiros
como a técnica italiana Simoneta Montani e os árbitros Piero Di Piero e Gampiero
Masi.
Como resultado a Seleção Brasileira foi campeã do Torneio de Beach
Handball do Festival Olímpico de Verão, realizado entre 24 e 26 de janeiro de 1995,
no Rio de Janeiro, deixando a Argentina como vice, seguida Itália e Portugal. No ano
seguinte porem, no segundo festival, a vitória ficou com os Italianos, enquanto a
equipe cubana foi a vice e o Brasil ficou em terceiro lugar, seguido pelo Canadá. A
primeira grande competição mundial foi o I Campeonato Mundial de Beach Handball
em Akita, no Japão, realizado em agosto de 2001, como parte dos VI World Games,
onde os Brasileiros foram medalhas de bronze tanto no masculino quanto no
feminino. A competição voltou a fazer parte do World Games em 2005, em
Duidsburg, Alemanha, quando o Brasil ficou na 9ª colocação da competição
masculina, mas sagrou-se campeão na feminina.
Já no âmbito da IHF, com mundiais disputados de dois em dois anos, no “I
Campeonato Mundial de Handebol de Praia”, realizado na cidade de El Gouna, no
Egito, os brasileiros terminaram com o sexto lugar do torneio feminino e o 9º entre os
homens, mas jamais repetiriam posições tão baixas nas areias do handebol. Em
2006, como dono da casa, no Rio de Janeiro, o Brasil sediou a segunda edição do
torneio, e fez a festa conquistando o título masculino e o feminino. Já na edição
seguinte em Cadiz, na Espanha em 2008, o Brasil terminou como vice-campeão aos
ser superado pela Croácia na final masculina e em terceiro na feminina, mas venceu
a disputa masculina em 2010, em Antalya na Turquia, onde as mulheres repetiram a
terceira posição. No ano de 2012 o Mundial se deslocou para Mascate, sede do
Sultanato de Omã, na Península Arábica, mas o título permaneceu com os
brasileiros no masculino, enquanto as mulheres conquistaram o bicampeonato, com
as duas seleções brasileiras mantendo os canecos na última edição da competição,
disputada nas praias pernambucanas.
4. CONSIDERAÇÕES FINAIS
Aprende-se com relação a este trabalho como é o Handebol de Areia ou
Handebol de Praia, a sua história, competições, regras, bolas paradas, uniformes,
bolas, gols, e até mesmo o tamanho da área.
5. REFERÊNCIAS
BLOG SportRegras. Handebol de Praia. Disponível em:
<https://sportsregras.com/handebol-praia-areia-historia-regras/> Acesso em: 11 de
Abril de 2018.

BLOG LivreSportes. Handebol de Areia e História no Brasil. Disponível em:


<http://www.livresportes.com.br/reportagem/o-handebol-de-areia-e-sua-historia-no-
brasil> Acesso em: 11 de Abril de 2018.