Você está na página 1de 29

NETBOOK DA CASTA

1
INTRODUÇÃO
A criar.

AGRADECIMENTOS
A Deus.
A Quetzalcoátl, o senhor da Sabedoria.
À minha mãe, pois mesmo não entendendo RPG e achando ser “coisa do demônio” sempre me ajudou em tudo na vida.
A senhora é uma mãezona!
A Marcelo Del Debbio, Norson Botrel, Shaftiel e todos os escritores da Daemon por terem criado o cenário tão rico
que é o Mundo de Trevas.
Ao Shaftiel, por ter criado vários poderes que estou utilizando aqui e por estar renovando o Mundo de Trevas com seus
excelentes livros.
Ao Satânico Dr. H, que redigiu o contrato para venda de almas. Devo dizer que ficou muito bem redigido, digno de um
Mercador de Almas, hehehe...
Ao Henrique Morcego, por ter escrito o conto introdutório do netbook, pois eu não estava conseguindo terminá-lo por
causa deste bendito conto!
Aos usuários do fórum da Daemon, em especial Grigori Semjaza, Padre Judas, Lord Metatron e todos os outros que me
ajudaram na elaboração deste netbook.
Aos autores das imagens neste netbook, que contribuíram aqui com seu talento involuntariamente.

Este netbook e suas atualizações estarão disponíveis para download gratuitamente no site da Editora Daemon
(www.daemon.com.br) ou no meu Multiply (www.darkchet.multiply.com) não podendo ser vendido ou comercializado.
Dúvidas, comentários, sugestões, ameaças, cobranças e críticas me procurem no fórum da Daemon ou no e-mail
estefferson@gmail.com
Esta é uma obra de ficção. Instituições e grupos reais que sejam mencionados nesse netbook devem ser tratados como
ficcionais. Isto é apenas um jogo. A Realidade é muito pior.

2
CHAPEUZINHO VERMELHO
O novato senta-se ao lado do ancião para mais uma das lições. Estas duras lições em ?enxergar a verdade sob o véu
da Forma-Pensamento?, que tanta confusão lhe causa, mas ainda assim o atrai. O ancião, Meliael, é muito respeitado entre
os seus, e o novato sabe que é uma verdadeira honra tê-lo como mentor. Seus dias de aprendizado chegam ao fim, e o novato
entende que logo assumirá uma missão para Meliael.
- Pois diga-me, jovem ? começa Meliael ?, conheces a estória terrena da Chapeuzinho Vermelho?
- Claro que sim, senhor! É aquela em que a menina é enganada pelo Lobo Mau a percorrer um atalho falso enquanto o
Lobo devorava sua avó que a esperava. O Lobo depois tenta enganar a menina, que só é salva quando o lenhador abre a
barriga do Lobo! Lembro sim!
- Eu imaginava... ? Meliael o observa com ternura. ? Preste muita atenção então em um evento no que ocorreu com os
Anjos Cidade de Prata, algo muito semelhante à estória de Chapeuzinho Vermelho:
?Madripel era uma conhecida Recípere de séculos atrás, um psicopompo muito ativo que tinha como marca registrada
seu manto vermelho que esvoaçava enquanto ela se movia. Esta Recípere atuava na região norte do antigo Sacro Império, na
lendária Floresta Negra, onde ela tinha contato com os diversos espíritos da floresta, entre Fadas e criaturas ancestrais.
Muito culta e influente, Madripel percorria os territórios destes seres sem problemas, oferecendo a salvação da fé em Demi-
urge a todos os humanos dispostos à redenção, nunca pela força, mas simplesmente com carinho e a misericórdia do Senhor.
Todas as almas que Madripel recolhia da Floresta Negra eram levadas por ela a uma catedral muito antiga, erguida
sobre solo sagrado dos primeiros homens da região. Esta catedral românica estava localizada em uma clareira evitada pelas
outras criaturas, em sinal de respeito pelo comportamento de Madripel, e assim nenhum conflito ocorria. Dentro da catedral,
uma pequena comunidade de monges dedicava-se à oração e à agricultura de subsistência, pouco se importando com o mundo
exterior, sob a vontade de uma figura muito antiga que vivia na catedral. Uma Recípere de nome Voah, muito temida entre
aqueles que conheceram sua atuação na Segunda Rebelião. Voah era também chamada de 'dama dos projetos e das métri-
cas?, uma das raras entidades da Cidade de Prata que teve ínfimo contato com os sábios matemáticos e físicos da antiga Gré-
cia. Esta Recípere era especialista na criação de itens sagrados a partir das almas que Madripel coletava. As almas exceden-
tes eram então transportadas por Voah em pessoa aos Burocratas da Cidade de Prata.
Porém, Madripel foi informada por seus companheiros da floresta sobre uma macabra figura que chegara ao local, fo-
ragida das próprias caçadas da Cidade de Prata. Uma criatura de poder imenso e nenhum remorso. Atrás desta criatura
vinha um grupo de Anjos caçadores que buscavam pistas suas, mas tal criatura não deixava nenhum sinal de sua existência ou
mesmo de sua identidade.
Madripel, entusiasmada com a oportunidade de auxiliar a Cidade de Prata com mais do que apenas coletar almas,
buscou por pistas da criatura procurada, sem encontrar nenhum. Dias depois, entretanto, Madripel encontrou-se com um
maravilhoso Anjo Recípere que examinava uma lagoa da Floresta Negra, com uma atenção impressionante.
A Recípere do manto vermelho aproximou-se dele em busca de um contato amigável, sentindo toda aquela energia ce-
lestial que o envolvia. O belo Recípere desconhecido virou-se para Madripel e sorriu. Seu sorriso penetrante atraiu Madripel
para mais perto do Recípere, e ela se apresentou. ?Madripel, a dama do capuz vermelho, agente direta de Voah, a suprema
dama dos projetos e das métricas?, disse, contente pelo contato com o Recípere. Ele, porém, apenas revelou seu nome e mos-
trou-lhe o que suas mãos retiraram da lagoa rasa. Ele chamava-se Araquiel, e suas mãos seguravam um punhado de moedas,
sinal de que tal lagoa era considerado uma espécie de ?poço dos desejos? pelos antigos, e portanto possuía uma pequena
reserva de Forma-Pensamento concentrada ali. Araquiel disse-lhe que conhecia os segredos da terra, e iria aprontar o terre-
no, mas Madripel deveria antes avisar aos seres da floresta para depois coletar a energia para Voah. Enquanto isso, Araquiel
continuaria realizando sua missão.
Madripel então decidiu voar rapidamente em direção às comunidades feéricas da Floresta Negra para avisar do poço
dos desejos. Logo na primeira visita, Madripel é informada de que todos os seres sabem da existência de tal lagoa, e também
sabem que era lá o esconderijo do monstro fugitivo da Cidade de Prata, uma criatura muito furtiva e dissimulada que devora-
va as ovelhas dos campos ao sul da Floresta Negra com a mesma selvageria de um lobo ensandecido.
Percebendo o quão grave era seu erro, Madripel voou o mais rápido que conseguiu até a catedral de Voah, para avisá-
la da ameaça. Chegando lá, a Recípere encontrou sua mestra sentava passivamente entre os monges, invisível, apenas obser-
vando-os trabalharem nas pequenas hortaliças. Madripel aproximou-se dela com rapidez, e perguntou-lhe se alguma criatura
estranha tinha chegado à catedral. Com um semblante calmo e sereno, Voah apenas olhou nos olhos de Madripel e respondeu
que estava tudo bem. Madripel, desconfiada, voou para dentro da catedral, em direção ao altar onde as almas eram armaze-
nadas e onde Voah forjava os poderosos itens que eram entregues à Cidade de Prata. Ao chegar, Madripel sente a energia
celestial se esvaindo, resultado da ausência de sua mestra. Aquela lá fora era uma impostora, o Recípere Araquiel.
Virando-se em direção à porta, Madripel encontra-se de frente com Araquiel, que a vislumbra curioso. Tanta coragem
e determinação em um corpo tão frágil e recente. Uma simples criança que brincava no bosque de recolher o alimento da
Cidade de Prata, o doce alimento em forma de almas, para sua mestra, uma anciã angelical. Ele, um predador de eras muito
antigas, rechaçado por seus irmãos por simplesmente desejar a liberdade entre seu rebanho de mortais.
Lentamente, Araquiel toca a testa de Madripel, e começa a absorver sua essência para dentro de si, desfazendo aos
poucos o corpo da coletora de almas em minúscula poeira celestial. Enquanto se esvai, Madripel ouve os gritos desesperados
de sua mestra Voah e de todas as almas que também estão presas dentro de Araquiel. Suas lembranças se entrelaçam, e Ma-
dripel então compreende o valor de sua alma num lugar chamado de Mercado de Almas, onde Araquiel pretende entrar. O

3
Anjo de capuz vermelho sente o vazio da inexistência dentro de si surgir como uma bola de neve, devorando sua identidade
cada vez mais rápido e com mais vontade.
Quando mais nenhuma esperança havia para Madripel, ela sente a interrupção da reação espiritual que devorava seu
corpo, e tem tempo apenas de enxergar vultos voadores feitos de luz dourada arremessando fachos de luz em Araquiel, até
cair inconsciente. Seu despertar, assustado, é amenizado apenas quando Madripel se vê ao lado de Voah, sentada e conver-
sando com os vultos, na verdade Anjos muito poderosos. Um deles, inclusive, portava um machado de combate muito belo,
construído pela própria Voah séculos antes. ?A criação torna-se a salvação do criador?, disse Voah antes de voltar à cate-
dral. Madripel deixou sua atuação junto a Voah e tornou-se uma caçadora de demônios, inspirada por seus salvadores contra
o antigo Grigori Araquiel, agora preso pela eternidade no Deserto de Dudael.?
- Gostei muito desta história, mestre! ? comenta, contente, o novato. ? Mas quem passou a auxiliar Voah na Floresta
Negra?
- Tenho muita satisfação que tenha gostado, minha criança, e lhe digo que, desde séculos, Voah atua sem um ajudante,
um arauto do Senhor na Floresta Negra. ? Meliael retira de seu grosso manto um manto menor, mais delicado. Um manto
vermelho. ? É chegada a hora de Voah receber um auxiliar, e eu indico a ti, Phyrexiel, como o ?Cavaleiro do Capuz Verme-
lho?!
- Tenho fé em suas palavras e o sigo em cada ordem! ? Phyrexiel responde, orgulhoso de si. ? Conhecendo minha futu-
ra mestra Voah, terei eu a oportunidade de conhecer os grandes Anjos que a salvaram contra os ataques ladinos de Araquiel?
- Dois deles estão em missões muito importantes e em pontos muito longínquos, então acredito que seja muito difícil
encontrá-los. ? Meliael explica com frustração, enquanto ergue um enorme machado duplo de energias flamejantes verdes.
Porém, tu sempre poderás me visitar quando quiser. Meliael sorri com grande carinho para Phyrexiel e voa para o Solarium,
enquanto o novo Cavaleiro do Capuz Vermelho encaminha-se para os portais do distrito de Luna, em direção à Floresta Ne-
gra.

4
HISTÓRICO
Como todas as castas cristãs da Cidade de Prata pela magia. Seja qual for à verdade, os Recípere ganha-
os Recípere tiveram sua origem após a Primeira Rebe- ram a batalha política com o apoio do próprio Samyaza
lião. Com a guerra muitos anjos pereceram ante as e dos Corpore e continuaram com seus estudos arca-
falanges de Lúcifer, criando um grande vazio na Cida- nos. Essa foi a primeira das muitas desavenças entre as
de de Prata. Os anjos existentes até então eram nasci- duas castas, que fez surgir uma rivalidade que apenas
dos da vontade divina, sendo criados pouco a pouco cresceria com o passar do tempo.
por Demiurgo segundo seu desejo, mas agora, com a Mas se por um lado os Recípere ganharam um
morte de muitos anjos, notou-se que apenas a criação rival em poder no Céu, por outro ganharam a confiança
divina não seria suficiente para enfrentar um desafio da eterna da casta Corpore. Alias, parece ser por causa do
altura daquele da Primeira Rebelião, e ficou decidido apoio à causa dos Magos que os Recípere sempre en-
que os próprios servos do Senhor se encarregariam de caminham mais almas para esta casta.
selecionar novos irmãos. E após a Primeira Rebelião
passaram a existir vários grupos de anjos, cada um Hefesto e a forja de almas
focado num objetivo: uns eram encarregados da orga-
nização política, outros da guerra e caça aos inimigos Antes que as relações da cidade de Prata com
do céu, psicopompia, estudos míticos, forja de itens outros panteões paradisianos não houvessem sido es-
mágicos, organização de informação etc. As castas tremecidas por causa do orgulho e da paranóia dos
foram adquirindo forma aos poucos, mais sem ainda anjos, as várias cidades compartilhavam conhecimen-
possuírem as denominações atuais e sem diferenças tos, enviando diplomatas para a troca de rituais e fór-
ideológicas marcantes. Aqueles que futuramente for- mulas e a Cidade de Prata fazia o mesmo. Um pequeno
mariam as castas cristãs surgiram de anjos que seguiam grupo de anjos aprendeu a arte da forja de armas e
ao Filho e acreditando que ele era o caminho mais outros itens com Hefesto, o deus artífice de Olympus.
próximo para chegar ao pai. Os anjos melhoraram sua técnica como artífices e a-
Dentre estes os Recípere eram aqueles que e- prenderam como infundir habilidades mágicas nos
xerciam as funções da casta atualmente: psicopompia, objetos. Certo dia, um dos anjos aprendizes, Lutiah,
estudo místico, logística e organização das informações descobriu que o deus-ferreiro conseguia forjar almas
e forja de armas. dentro dos objetos que criava, concedendo aos objetos
poderes mágicos maiores e mais duradouros. Ao notar
A descoberta da magia que estava sendo espionado, o deus imediatamente
expulsou Lutiah e seus companheiros, que voltaram à
Um grupo de Recípere dedicava-se ao estudo de Cidade de Prata, onde desenvolveram a técnica da forja
conhecimentos ocultos, estudando outras formas de de almas, e até mesmo aprimorando-a.
realizar feitos que manipulassem diretamente a realida- Os Armeiros, no entanto, sempre se vangloria-
de. Até a descoberta de Yggdrasill estes estudos eram vam da superioridade de suas armas em relação as
apenas teorias, mas com a descoberta da Árvore da produzidas por Hefesto, atirando certo sarcasmos con-
Vida,7 passaram a estudar as Formas e Caminhos de- tra deus, dizendo que assim como o deus-ferreiro era
senvolvidos por Hermes e Samyaza através dos Sephi- imperfeito suas criações eram imperfeitas também. O
rot. As teorias passaram a fórmulas místicas reais, deus, sempre orgulhoso de sua habilidade tida como
permitindo a realização de rituais, e então esses Recí- incomparável na forja resolveu mostrar aos anjos como
pere se tornaram discípulos do próprio Samyaza e se faz uma arma. Com o ferro extraído das montanhas
deram origem à sub-casta dos Magos. circundantes de Olympus, forjou uma espada, e a envi-
Desde o começo estes magos ficaram com o es- ou de presente a Miguel, o príncipe dos Arcanjos. Luti-
tigma de praticarem a arte da magia, considerada infe- ah também forjou uma espada e apresentou ao Príncipe
rior por muitos anjos e vista muitas vezes como uma de Guerra, no que este resolveu testar o poder de am-
deturpação na criação de Demiurgo. Dentre os maiores bas, uma contra a outra. Quando a espada de Hefesto
opositores da prática da magia pelos anjos estavam os encontrou a espada de Lutiah, e arma forjada pelo
primeiros que mais tarde seriam os Nimbus, os anjos Armeiro se espatifou em mil pedaços. Isso humilhou
mais inescrupulosos e sedentos de poder de todas as profundamente e enraiveceu a Lutiah, que prometeu
castas. Apesar do nicho de poder dos seguidores de um dia criar uma arma tão formidável que poderia
Christos ainda ser mínimo, os Nimbus já possuíam concorrer com a própria espada dos Mil Sóis. Quanto a
alguma influência e faziam de tudo para impedir o uso espada de Hefesto, Miguel a entregou a um de seus
da magia na Cidade de Prata, usando como justificativa generais da Orbis Dei.
os mesmos motivos já citados. Muitos Magos dizem
que a razão da perseguição era na verdade a posição de Segunda rebelião
desvantagem dos Nimbus em relação ao aprendizado
dos caminhos de magia, no qual os Recípere já estavam Em tempos ancestrais, antes que o judaísmo
bem mais avançados, por terem continuado o aprendi- fosse instituído, os anjos pouco visitavam a Terra,
zado com Samyaza, enquanto os Nimbus privilegiaram sendo enviados apenas em missões específicas. Mas
a política em detrimento do maior poder concedido
5
Demiurgo queria que os homens fossem vigiados, e A Grande Crise de 1000 A.C.
para isso criou uma casta de anjos, que foram nomea-
dos como Grigori, que significa Vigilantes. A tarefa Todos os dias grandes quantidades de almas
dos Grigori era vigiar e auxiliar a humanidade quando chegam ao mundo espiritual, para fazerem arte do
necessário e preparar os primeiros patriarcas para o processo de reencarnação coordenado por entidades
estabelecimento futuro da religião de Demiurgo na conhecidas como Engenheiros da Reencarnação, que
Terra. Eles ensinaram as leis de Deus a todos os des- estão acima dos poderes e da compreensão da maioria
cendentes de Adão, de Set a Noé, para que preservas- dos seres de Paradísia ou Arkanun. Desde quando as
sem a fidelidade ao Deus único. Diz o livro de Enoch primeiras criaturas de Paradísia e Arkanun se tornaram
que os Grigori se encantaram pelas belas filhas dos deuses dos mortais, as almas foram exploradas como se
homens, desceram no monte Aradis e tomaram suas fossem mercadorias, sendo capturadas e negociadas
filhas como esposas e tiveram filhos com elas, os Ne- pelos servos dos deuses para os mais diversos objetivos
phalins e os gigantes chamados Gibborim, quebrando a (para saber mais sobre o que se faz com uma alma
lei de Jeová que proibia os homens a praticar o sexo. consulte o livro Spiritum). Também outras criaturas
Os Gibborim (descritos no netbook Gigantes) se espa- participavam desse escambo, como vampiros e outros
lharam pela Terra, provocando guerras e destruição, e espíritos poderosos. Eles eram chamados de mercado-
quando os maiores celestiais da Cidade de Prata viram res de almas.
o clamor dos homens, decidiram intervir contra os A captura de almas só era possível caso a alma
gigantes e capturar os anjos, que foram punidos (con- acreditasse que a criatura que a levaria era seu deus ou
forme está descrito em Trevas). Demiurgo cobriu então um servo dele. Caso contrário, apenas seria possível
a Terra com o Dilúvio, matando os Gibborim e milhões escravizar a alma negociando-se com ela, ou prenden-
de pessoas que viviam na região onde caiu a lendária do-a através de poderosos feitiços, coisa só possível
chuva. aos mais poderosos magos. Esse processo de contínua
O fato de Samyaza, um Recípere, ter liderado os e desenfreada exploração de almas levou no 1000 a.c. à
rebeldes diminuiu o prestígio da casta na Cidade de uma falta generalizada de almas, provocada em parte
Prata, fornecendo aos Nimbus mais um pretexto para pela exploração desenfreada e em parte acredita-se que
diminuir os poderes da casta através de manobras polí- aos próprios Engenheiros da Reencarnação.
ticas junto ao conselho. É a partir desse momento que A grande crise não afetou os Recípere da manei-
os Nimbus iniciam suas manipulações para tomar o ra como se pode pensar. Seria de se esperar que sendo
controle das decisões na Cidade de Prata. os Recípere recrutadores de almas, a crise tivesse aba-
A Segunda Rebelião resultou numa decisão do lado a casta, como também a todas as outras, devido à
Conselho em enrijecer a estrutura social do Paraíso. As escassez de almas que seguissem ao Filho. De fato isso
divisões das castas de anjos evoluiu pelos séculos, mas aconteceu, mas a escassez de almas afetou bom mais os
ainda não estava formalmente definida até o fim do V elohim, já que os anjos raramente conseguiam recrutar
milênio a.C., alguns séculos antes da Segunda Rebeli- uma alma terrestre para seguir sua fé, já que não existi-
ão. Foi decidido que os anjos se dividiriam em castas am cristãos na Terra nessa época. No lugar disso a
de acordo com a divisão funcional que já possuíam, e crise forneceu aos anjos uma oportunidade de começar
que cada casta teria uma tarefa específica, para que a virar a balança da fé na Cidade de Prata a seu favor.
fosse mais fácil vigiar o que os anjos estavam fazendo. O menor ritmo de crescimento dos Elohim e o desgaste
Os Recípere poderiam ter assumido a liderança das falanges no combate aos deuses pagãos de outras
dos anjos, por possuírem grande conhecimento, tanto cidades abriu o caminho para os anjos iniciarem seus
mundano quanto místico, mas os Nimbus mostraram planos de
ser mais hábeis no campo da política e ainda a havia a
mácula de Samyaza, que feria a moral dos Recípere
ante o Conselho. Os Recípere haviam conseguido colo-
Os Recípere e o surgimento do
car vários dos seus em posições de controle e influên- cristianismo
cia dentro da Cidade de Prata, mesmo que os elohim
ainda fossem maioria. A importância dos Recípere Até o século II A.C. os anjos seguidores de C-
entre os anjos só cresceu com os séculos, o que acabou hristos eram um grupo pequeno e raramente consegui-
fazendo com que desde após a Primeira Rebelião os am recrutar um anjo já a partir de uma alma; ao invés
Nimbus tentassem neutralizar a influência de seus disso, eles se concentravam em converter os anjos
irmãos entre os anjos. Além do mais os Recípere já judeus para seguir a sua fé por meio de pregações. Por
eram encarregados de muitas funções, e o conselho vários séculos os chefes elohim toleraram este tipo de
decidiu que os Nimbus se tornariam os líderes dos atitude, pois acreditavam que era apenas mais uma
anjos, comandando quase todos os aspectos da Cidade vertente ideológica que esperava pelo retorno do filho
de Prata. Sendo assim ficou decidido que os Recípere de Demiurgo para anunciar o Reino dos judeus na
ficariam responsáveis pela seleção de almas a serem Terra.
recrutadas como anjos, no que seriam fiscalizados Quando finalmente Christos veio à Terra e co-
pelos Nimbus; no estudo da Magia e na organização e meçou a pregar que seu reino não era deste mundo, e
segurança e das informações dos campos de batalha e que ele não lideraria os judeus contra os romanos, os
da forja de itens mágicos. chefes Elohim decidiram que aquele simplesmente não
poderia ser o filho de Demiurgo. Para eles o Cristo

6
deveria liderar o povo escolhido contra os romanos, Nimbus. No entanto isso não impediu que os Recípere
para que os libertassem da opressão pela qual passa- conseguissem acessar esse conhecimento, pois após um
vam a incontáveis anos. Uma conspiração de judeus na acordo de mútuo interesse com os anjos Virtude, que
Terra e no Céu levou Christos a crucificação e à morte. também desejavam aprender nos livros terrestres a
A partir daí a situação ficou complicada na Cidade de ciência dos humanos. Através de muita contestação e
Prata, com conflitos entre os anjos seguidores de Chris- jogos de influência os Recípere, Virtude e também os
tos e os elohim, quase resultando numa guerra civil. Corpore conseguiram colocar um Recípere como chefe
Com a vitória final do cristianismo na terra sobre os da biblioteca do Vaticano. Com a sua ajuda os Recípe-
deuses pagãos no século IV em Roma, a balança da fé re e Virtude transportaram os livros para o distrito de
pendeu definitivamente para o lado dos anjos cristãos, Mercúrio na Cidade de Prata, formando uma bibliote-
que estenderam sua influência por todo a cidade, a ca.
começar pelo Conselho, que foi preenchido em peso
pelos seguidores do Filho, em especial aqueles que o
tinham seguido na Terra, conhecidos como Apóstolos.
Desse ponto em diante os anjos cristãos cresceram
rapidamente em número, com os fiéis que morriam na
Terra abastecendo as fileiras das falanges angelicais.
E os Recípere foram os grandes responsáveis
por esse crescimento, já que eram eles que seleciona-
vam as almas mais fiéis e habilidosas para habitar o
Paraíso. De fato, deve ser dito que nos primeiros tem-
pos eram os próprios burocratas que buscavam as al-
mas em Spiritum, mas com o crescimento da popula-
ção na Terra eles precisaram descentralizar tal processo
para os Anjos da Morte. Antes encarregados apenas de
assistir a morte dos humanos e evitar que as almas
fossem levadas pelos demônios, os Anjos da Morte
passaram a ser os verdadeiros fornecedores de almas
para a seleção de novos anjos.

A Idade das Trevas e as fo-


gueiras do Index
A Idade das Trevas foi um período bastante lu-
crativo para os Recípere Magos, embora também desa-
fiador. Com a Inquisição muitos livros e tomos das
mais diversas partes do mundo vieram para nas mãos
da Inquisição, e este material representava uma rica
fonte de saber das artes arcanas, que os Recípere Ma-
gos desejavam estudar. Para conseguir estes livros,
vários Magos infiltraram na Inquisição e na Ordem de
São Cipriano, chegando a postos de comando dentro de
ambas e adquirindo acesso aos valiosos pergaminhos
capturados pela Inquisição. Os Magos também se es-
forçavam para evitar que documentos de tal valor fos-
sem destruídos na fogueira do index, usando seus con-
tatos e influência para surrupiar os livros e estudá-los. Da idade moderna ao século xxi
Ainda assim eles enfrentavam o olho dos anjos mais
radicais e conservadores, principalmente os Nimbus, Com o fim da Idade das Trevas e o fim da In-
comandantes da Inquisição. Alguns Recípere chegaram quisição, chega a Idade da Razão, com o grande aper-
a cair, acusados de estarem traindo a sua fé com o feiçoamento da tecnologia humana e da mudança de
estudo e prática de conhecimentos pagãos e malignos, ideologia. Agora o homem passava a ser o centro das
repetindo o erro dos Grigori. Na verdade o que os Nim- coisas, e começa o triunfo da humanidade sobre os
bus queriam era afastar os Recípere destes tomos, pois anjos, comandados pelos Iluminados. Apesar de do
temiam que com o conhecimento adquirido passassem declínio do poder dos anjos na Terra, o Renascimento
a ser mais poderosos na cidade de Prata. foi um período ainda mais lucrativo para os Recípere
De fato os Nimbus conseguiram seu intento, ao que o anterior, pois sem o domínio dos Nimbus e ação
menos parcialmente: com a criação da Inquisição Ce- da Inquisição os Recípere puderam estudar os tomos
lestial o acesso aos livros apreendidos pela Inquisição místicos mais à vontade.
na Terra foi restringido a poucos anjos, em geral ape- O paganismo na Terra voltou a expandir-se e as
nas aqueles que estavam diretamente ligados aos anjos igrejas cristãs vêem-se ameaçadas pelo crescimento do

7
islamismo. Com tudo isso os líderes da casta têm exi- do cristianismo. Só que tal preocupação é exclusiva do
gido providências imediatas do Conselho, mas eles catolicismo e de igrejas mais antigas, como a ortodoxa
sabem que os anjos não podem fazer tudo e que o papel e as igrejas do protestantismo histórico. Os anjos de
de levantar o cristianismo é dos homens que estão à seitas protestantes pentecostais e neopentecostais tem
frente das igrejas cristã, em especial a católica, que apenas crescido com o tempo, acompanhando o cres-
perdeu a maior quantidade de fiéis. A cada vez maior cimento dessas igrejas na Terra.
escassez de almas tem preocupado os Recípere, pois Em meio a tudo isso a maior ameaça aos man-
cada vez menos almas aptas a renascerem como anjos tenedores do Céu talvez sejam os malaks, que crescem
chegam à Cidade de Prata. Até pouco tempo os Recípe- sem parar e em breve ultrapassarão os anjos seguidores
re mais antigos eram inflexíveis quanto ao apóio da da palavra de Christos. Deste modo prefigura-se uma
casta a novas maneiras de atrair os cristãos, como o crise ainda mais séria do que a de 1000 a.C. Tudo que
movimento de Renovação Carismática, por considera- os Recípere sabem é que devem combater estes ele-
rem seus cultos acompanhados de danças a músicas mentos nocivos o mais rapado possível ou as falanges
agitadas como estratégias do Inferno em distanciar os fiéis a Christos não terão número para enfrentar as
cristãos da verdadeira fé. No entanto cada vez mais numerosas legiões de malaks no Apocalipse, quando os
anjos vêm percebendo que o momento é crítico e que Jardins de Alá estarão mais poderosos que nunca.
divagações conservadoras só impedem o reerguimento

8
ORGANIZAÇÃO
Os Recípere estão divididos em quatro grandes 2 – Aumentar Habilidade: O anjo pode colo-
grupos, cada um com sua organização e hierarquia car uma alma dentro de um de seus itens e usar sua
própria, descrita neste capítulo. No entanto, de modo habilidade mais alta. Não se pode escolher a habilidade
geral, os anjos que atingem três mil anos de idade en- a ser usada. Ele sempre receberá como bônus aquela de
tram para o Alto Conselho Recípere, que se dirige maior pontuação na ficha.
diretamente ao Conselho da Cidade de Prata. Existem 2 – Restringir o Uso: O Armeiro pode decidir
cerca de uma centena de anjos neste Alto Conselho. quem utilizará a arma mágica que produz. Assim que
cria a arma ou carrega um de seus objetos, o Armeiro
Os Armeiros decide se uma pessoa específica a utilizará ou pode
definir uma certa classe (por exemplo, apenas anjos
Os Armeiros são encarregados de produzir as Captare). Caso alguém não especificado utilize a arma,
armas mágicas da Cidade de Prata. Para isso, eles mol- sofrerá 2d6 pontos de dano.
dam as almas dos recém chegados. E a maioria delas 3 – Usar Habilidade Específica: Como Au-
não se importa, já que servirão para ajudar o Céu e sua mentar habilidade, só que uma habilidade específica
Fé. Quando protestam, logo são calados, afinal esses poderá ser utilizada, mas não poderá ser trocada depois
objetos raramente falam. Aprenderam parte do que que a alma for colocada no objeto.
sabem com deus olimpiano Hefesto, com quem um dos 3 – Forjar o Metal: O anjo pode aumentar tan-
chefes dos Armeiros, Lutiah to a temperatura de suas mãos que estas adquirem uma
Os Armeiros sabem como utilizar os poderes aura fulgurante capaz de amolecer quaisquer metais
das almas, mesmo quando não são forjadas. Muitos que o anjo toque, podendo entortá-los com facilidade.
utilizam o poder de nível 3 Arrancar Alma para conse- O efeito em armas de metal é diminuir em dois o dano
guir poderes temporários para certos itens. Todo Ar- da arma até o restante da cena.
meiro tem pelo menos três itens descarregados, que
podem absorver o poder das almas temporariamente. Os Magos
Esses objetos são uma espécie de foco para o uso de
alguns dos poderes a seguir. O conhecimento místico e a procura incessante
Assim que a alma é colocada em um desses i- de itens valiosos e relíquias são a contribuição dos
tens, ele torna-se momentaneamente mágico e pode ser Recípere Magos para a Cidade de Prata. Podem estar
utilizado por qualquer um. em suas bibliotecas pesquisando magias, livros, per-
gaminhos, tomos e diversos outros objetos em busca de
rituais ou outra informação útil aos anjos; ou podem
Recipere Armeiro
sair para a ação indo a busca de conhecimento e obje-
Custo: 3 pts. de Aprimoramento, 4 pts. de Po- tos de valor místico (ou mundano) em Paradísia, na
deres Angelicais, 180 pts. de Perícia Terra ou em outros planos. Também realizam muitos
Perícias: Armeiro 50%, Ciências Proibidas estudos sobre os outros reinos de Paradísia, do Inferno,
(Alquimia 30%, Spiritum 40%), Manipulação (Intimi- da Terra e até do Abismo. Aliás, se os Recípere são
dação 30%, Lábia 30%), Negociação (Avaliação 40%) conhecidos como os únicos seres de Paradísia que
Aprimoramentos: Detecção de Magia 2, Obje- possui conhecimento sobre o Abismo, isto se deve aos
tos Mágicos 3 magos da casta. Além disso, os Magos também podem
Poderes Angelicais: Aumento de Constituição ser designados como em missões de proteção do mun-
3, Defesas 2, Defesas Especiais (Fogo 2). do espiritual de uma cidade, caçando espíritos hostis.
Os mais velhos entre estes Recípere foram con-
Poderes dos Armeiros temporâneos de Samyaza e alguns foram discípulos
dele até a Segunda Rebelião, quando Samyaza caiu.
1 – Conhecer a Alma: Simplesmente obser- Estudaram a Árvore da Vida e se tornaram grandes
vando uma alma durante um turno, o anjo pode saber conhecedores da Cabala, e, portanto da magia. Partici-
de onde ela veio, se sua memória já foi apagada e, se param da fundação de muitas das lendárias 22 socieda-
for usada na forja, para o que servirá. des secretas da Cidade de Prata e os que sobreviveram
2 – Mãos em Brasa: Por lidarem com as brasas à passagem dos séculos fazem parte do círculo interno
incandescentes nas forjas os Armeiros aprendem a lidar dessas sociedades. Hoje, a afinidade dos Recípere
com o fogo. Realizando um teste de WILL o anjo é Magos com a Cabala os leva a serem aliados dos Cor-
capaz de aquecer suas mãos arte que estas fiquem tão pore e mais ainda dos Hephzibah. Assim, é lógico que
quentes quanto brasa, podendo acender brasas numa muitos membros desse grupo façam parte de alguma
forja ou usá-las para ferir inimigos, causando +2 de dessas sociedades secretas, mas esses são apenas os
dano por fogo em combate com as mãos. O efeito dura mais destacados no uso da magia.
até o fim da cena, quando o anjo deve realizar outro Os Magos podem escolher quaisquer caminhos
teste de WILL para renovar a duração do efeito. de magia para trilhar (mas o caminho das Trevas não
costuma ser ensinado na Cidade de Prata, se você me

9
entende...), mas os caminhos da Luz, Ar, Metamagia e uma linha de Ley seja interrompido por 1d6 horas,
Spiritum costumam ser os mais comuns entre eles. Por fazendo com nodes, mecas e teiches por onde essa
lidarem diretamente com a magia, a Inquisição Celesti- linha passa sejam desativados. O tamanho máximo do
al costuma ficar de olho nesses anjos, para evitar que trecho é WILL*20 metros.
usem a magia para outras finalidades que não seja 5 – Distorção de Fluxo: O anjo pode distorcer
servir a Demiurgo. linhas de Ley que estejam a até 100m, podendo redire-
Uma das maiores vantagens de ser um Recípere cionar o fluxo de energia astral para uma nova direção,
desse grupo é o acesso às bibliotecas da Cidade de encurvando ou deformando de outra maneira a linha.
Prata, que contêm uma quantidade imensa de informa- Este poder pode ser utilizado para fazer com que duas
ção, desde informação sobre assuntos mundanos a linhas de Ley se cruzem num dado ponto onde não se
tomos de magia e também informações da Terra. Uma cruzam normalmente. Para poder torcer a linha de Ley
dessas bibliotecas foi formada com a ajuda dos Virtu- o Mago deve fazer um teste de WILL resistido contra a
des e Corpore e possui quase todo a acervo da Biblio- força da linha.
teca do Vaticano, a maior da Terra em número de títu-
los diferentes. Com tanta informação em mãos, os
Magos são, juntamente com os Big Brothers, os res-
ponsáveis pela logística no ataque aos inimigos da
Cidade de Prata. Por falar nisso existem boatos de que
um Recípere Mago é o chefe geral da Biblioteca do
Vaticano, possuindo as chaves há quase quinhentos
anos.

Recipere Mago
Custo: 3 pts. de Aprimoramento, 1 pt. de pode-
res angelicais, 240 pts. de Perícia
Perícias: Avaliação de Objetos (Relíquias
30%), Ciências (Teologia 10%), Ciências Proibidas
(Alquimia 20%, Rituais 40%, Teoria da Magia 40%,
Conhecimento de Demônios 30%, Conhecimento de
Espíritos 30%), Manipulação (Lábia 10%, Manha
10%), Pesquisa 30%.
Aprimoramentos: Poderes Mágicos 2, Biblio-
teca 2, Biblioteca Mística 1.
Poderes Angelicais: Aumento de Inteligência
2.

Poderes dos Magos

1 – Sentir Fonte Mística: O anjo pode sentir


fontes místicas como nodes, mecas e teiches em até
100 metros de raio e com um teste de PER pode deter- Os Burocratas
minar a força da fonte e caminhos por ele influencia-
dos. Desde que os anjos deixaram de ser criados pelo
1 – Compartilhar Quintessência: O anjo pode sopro divino e passaram a serem criados a partir dos
conceder pontos de magia seus a outros magos ou espíritos fiéis à palavra de Deus, a casta Recipere foi
mesmo não-magos, até um máximo de 1 ponto de ma- escolhida para desempenhar a tarefa de escolha e “cria-
gia por alvo a cada século de vida do anjo. ção” de novos anjos cristãos. Cabe dizer que para os
2 – Ampliar Foco: Uma vez por dia, o anjo po- anjos eles não criam anjos, pois para eles apenas De-
de escolher algum efeito de alguma de suas magias miurgo é que pode criar algo. Eles apenas se conside-
para que este seja aumentado em um 1D. ram servos de Deus que ajudam seus irmãos a virem ao
2 – Fé em Mana: O anjo pode transformar pon- mundo para servi-lo. E é bom dizer que os Recípere
tos de fé em pontos de magia. Cada ponto de fé demora detêm a exclusividade dessa tarefa.
uma rodada para ser convertido em magia, durante a Transformar a alma errada em anjo pode colo-
qual anjo não pode fazer nada, a não ser se defender de car em perigo a estrutura da Cidade de Prata, pois essas
algum ataque. almas erradas passarão a conviver com outros anjos e
3 – Poupar Quintessência: Uma vez por sema- poderão trazer idéias nocivas e pior ainda, se caírem
na, o anjo pode escolher algum efeito de alguma de provavelmente passarão para o lado do Inferno, algo
suas magias e diminuir o custo dele em 1 ponto de que os anjos realmente não desejam. Como escolher a
magia, mas sem nunca zerar o valor do custo do efeito. alma certa, então? Antes de tudo, a vida mortal das
4 – Contenção de Fluxo: O anjo pode fazer almas deve ser investigada, para ver se ela realmente
com que o fluxo de energia em determinado trecho de

10
será um anjo fiel a Deus. Sua fé, suas ações, seus co- maior for o valor da alma. Por isso é imprescindível ao
nhecimentos, seus sentimentos, tudo isso influi na anjo manter-se melhor informado que seus concorren-
escolha da alma. Para melhor cumprir seu papel de tes, criando uma grande rede de contatos através da
seletores de almas foi criado dentro dos Recípere o qual ele fique sempre melhor informado acerca da
grupo dos Burocratas, que desde o começo adotou um existência de almas que possam atrair a atenção de
eficiente esquema de seleção de almas. Para isso os outros mercadores.
Recípere Burocratas estão divididos hierarquicamente
em três grupos, um responsável pela busca de almas, Sobre a reencarnação de almas cristãs
outro para julgar se essa alma é adequada para morar
na Cidade de Prata e um terceiro grupo que molda Quando um cristão morre, sua alma pode ter quatro
corpos angelicais para as almas escolhidas. destinos: reencarnar, ir para o Purgatório, viver no paraíso
O primeiro grupo dos Burocratas são os Recru- como um anjo ou ir para o Inferno. Se um cristão foi um
cristão com fé e com habilidades que interessem à Cidade de
tadores. Todos os jovens Recípere burocratas come-
Prata, é recrutado para servir como anjo. Se foi um cristão
çam nessa função, e aqui adquirem experiência na medíocre, que cometeu muitos pecados e tinha a vontade,
seleção das almas; se forem bem sucedidos podem mas não teve a força suficiente ou tempo para arrepender-se
tornar-se Burocratas propriamente ditos. Os Recrutado- deles em vida, ele é condenado ao Purgatório. O Purgatório
res passam grande parte do tempo viajando pela Terra funciona como um grande reformatório de almas, onde elas
e pelo mundo espiritual à procura de locais com con- sofrem castigos divinos para se arrependerem de seus muitos
centração de cristãos fiéis, onde geralmente se estabe- pecados, lá permanecendo o tempo necessário até serem
lecem e passam a observar almas com potencial para consideradas puras para retornar ao convívio dos outros
serem recrutadas. Em tempos antigos os Recrutadores cristãos. Não são raros os casos de almas que saem do Purga-
tório com mais fé do que outras, pois os tormentos que so-
realizavam seu trabalho de coleta das almas sem auxí-
frem naquele lugar servem como uma prévia para mostrar o
lio externo, mas com o explosão demográfica na Terra, que acontece com eles se continuarem a pecar. Ainda sobre
eles passaram a contar com a ajuda dos Anjos da Mor- os recém-saídos do Purgatório, é comum que uma ou outra
te. Um anjo da Morte é o encarregado dentre outras alma acabe sendo recrutada pela Cidade de Prata, pois a fé
coisas, de tomar as almas de fiéis de Demiurgo que que ganham com o medo do Inferno os faz se tornar anjos até
morreram e levá-los a localizações mais seguras de mais fiéis do que almas recrutadas da forma convencional,
Spiritum, vales espirituais protegidos para que as almas isto porque estes últimos não experimentaram o verdadeiro
fiquem longe de influências indesejadas, como os de- temor do Inferno.
mônios. Tais vales espirituais estão presentes em diver- Outro destino é o de cristãos comuns, que pecaram e
se arrependeram, cumpriam os mandamentos e depois os
sos pontos de Spiritum e funcionam como postos tem-
transgrediram e também não tinham tanta fé assim em Demi-
porários, onde as almas ficam antes de seguirem para o urgo. Estes retornam a Spiritum e ficam esperando a reencar-
Céu ou para o Purgatório. Os bolsões são protegidos da nação. Neste caso, a alma pode ser aprisionada pelos Armei-
presença criaturas malignas através de poderosos ritu- ros e usada nas suas armas mágicas. Mas isto não é uma
ais do caminho da Luz e da fé. Em suma, a função dos regra, pois os Armeiros tem critérios próprios quanto às
Anjos da Morte é procurar as almas cristãs que morrem almas que irão aprisionar nos itens, resultando que menos de
na Terra e levá-las a regiões do mundo espiritual onde 1% das almas irão parar numa arma angelical ou até mesmo
os Recrutadores podem examiná-las e determinar o se tornar um anjo. Mas a principal razão desse pequeno nú-
potencial de cada uma em servir ao Céu, encaminhan- mero é a quantidade de almas cristãs existentes, pois milhares
de cristãos morrem todos os dias, e apenas uma pequena
do-as para os lugares apropriados.
parte dos moribundos consegue ser encontrada e colhida por
Quando encontram algum candidato, o Recruta- Anjos da Morte e levadas a vales seguros. Sendo assim mais
dor vai a procura de informações sobre a alma para de 99% das almas (das que não foram condenadas ao Inferno)
verificar se foi um bom servidor de Deus e se sua fé é reencarnam novamente, seguindo a ordem natural instituída
sólida. Caso o espírito se encaixe nesses requisitos, é pelos verdadeiros Engenheiros da Reencarnação, seres além
levado pelo Recrutador até uma Comissão de Burocra- do poder dos paradisianos mais poderosos.
tas, que farão uma segunda análise da alma. Mas e se a
alma não quiser ir para o Paraíso? Se ela não quiser Acima dos Recrutadores, estão os Burocratas,
renascer como um anjo? Bem, nesses raros casos os organizados em comissões. Uma Comissão de Buro-
Recrutadores capturam a alma mesmo assim, utilizan- cratas é formada por no mínimo três anjos Recipere
do o poder Coletar Alma; esta alma, no entanto, prova- mais experientes, que já foram Recrutadores durante
velmente não renascerá como anjo, sendo destinada a dezenas de anos e já encaminharam muitas almas à
outros usos, como serem enviadas à Forja. Muitas Cidade de Prata. As comissões estão instaladas em
vezes os recrutadores têm de enfrentar a disputa de castelos no distrito de Mercúrio, mas mantêm postos de
outros mercadores de almas pela alma escolhida (sim, observação em regiões estratégicas de Spiritum, de
podemos de alguma forma considerar os Burocratas onde podem observar a ação dos Recrutadores. Os
como mercadores de almas). Demônios (e espíritos castelos dos Burocratas possuem diversos andares,
também) estão sempre procurando chegar primeiro a sendo que os primeiros são formados por incontáveis
uma alma promissora, e às vezes o concorrente do anjo prateleiras onde pergaminhos com informações sobre
às vezes nem está interessado na alma; o que a criatura todas as almas que já passaram pela Cidade de Prata.
quer é impedir que os exércitos de Deus recebam mais Os postos são localizados nos vales de almas já citados
um reforço. Quando os dois grupos adversários se e também servem como refúgios para os Recrutadores
encontram, acontecem disputas tão ferrenhas quanto em viagens por Spiritum e possuem portais para Mer-

11
cúrio, que são abertos apenas do lado da Cidade de quer memórias que tenham permanecido de sua vida
Prata. Um Burocrata nesse posto não tem menos de mortal. Depois disso os Engenheiros decidem para qual
trezentos anos de idade e muitos possuem vários sécu- vila da Cidade de Prata será encaminhado o anjo quem
los de serviço nas costas. A função de uma comissão será seu tutor durante seu período de treinamento.
de Burocratas consiste em analisar as almas trazidas
pelos Recrutadores e por sua experiência, os membros
Recipere Burocrata
da comissão podem fazer uma verificação mais deta-
lhada das qualidades da alma. O “candidato” é então Custo: 3 pts. de Aprimoramento, 2 pts. de po-
testado pela segunda vez. Sua vida e sua fé são anali- deres angelicais, 200 pts. de Perícia
sadas novamente e a decisão da comissão deve ser Perícias: Avaliação de Almas 40%, Ciências
unânime, pois isso garante que não existam dúvidas de (Teologia 20%), Ciências Proibidas (Conhecimento de
que a alma realmente merece entrar no Reino dos Céus. Espíritos 50%), Manipulação (Empatia 40%, Lábia
Se pelo menos um membro discordar, a alma é descar- 30%, Manha 30%), Negociação (Barganha 30%, Buro-
tada, e nesse caso ela pode voltar a vagar por Spiritum, cracia da Cidade de Prata 30%), Procura 30%.
ou pode ser encaminha aos Armeiros, onde servirá a Aprimoramentos: Contatos 3.
Deus de outra forma (ver Armeiros). Poderes Angelicais: Recípere (1– Absorção de
Caso os Burocratas decidam pela conversão do Agilidade; 2– Absorção de Força de Vontade; 3–
espírito em anjo, este é encaminhado para os Enge- Arrancar Alma).
nheiros da Reencarnação da Cidade de Prata, que
irão realizar os procedimentos para a encarnação da Poderes dos Burocratas
alma num corpo angelical. O terceiro e mais alto nível
hierárquico dos burocratas é o que detêm maior res- 1 – Conhecer a Alma: Simplesmente obser-
ponsabilidade, pois eles são os responsáveis definitivos vando uma alma durante um turno, o anjo pode saber
pela criação do novo anjo, e é o posto pelo qual os de onde ela veio, se sua memória já foi apagada e se
Recípere são mais conhecidos. Os Engenheiros são possui pureza e fé suficiente para tornar-se um anjo.
Recipere antigos, com mais de quinhentos anos de Este poder é usado para reconhecer anjos em potencial.
idade, que foram Recrutadores há muitas décadas, já 2 – Coletar Almas: Tocando uma alma cristã,
avaliaram centenas de almas e encaminharam outras o anjo a transforma numa pequena esfera de energia,
dezenas para os Engenheiros mais velhos. Ao chegar que pode ser carregada com maior facilidade. Para que
aos Engenheiros, a alma é novamente analisada, e este essa transformação ocorra, o a anjo deve vencer uma
grupo tem a última palavra sobre o destino da alma, ou disputa de Força de Vontade com a alma.
seja, se ela reencarnará num corpo angelical ou não, e
se reencarnar, a qual casta irá pertencer.
Caso a alma seja aprovada é iniciada a “cons-
trução” do novo corpo, realizada através de um ritual
conhecido apenas pelos Engenheiros. Quaisquer feridas
ou marcas que o espírito ainda possua são removidas
pelo moldamento de seu perispírito, em “hospitais”
instalados nos postos do mundo espiritual, alguns bei-
rando o Aether. Em seguida a alma é levada aos anda-
res mais altos dos castelos dos burocratas, até uma sala
onde os anjos criarão seu corpo. A sala é redonda e
possui um pilar central com inscrições em enochiano
que evocam a presença do Espírito Santo de Demiurgo
para que este caia sobre a alma e lhe conceda a vida. O
espírito é então colocado dentro de uma câmara onde
entra em torpor pelo período que seu corpo demorar a
ficar pronto. Pouco a pouco a matéria etérea que forma
o espírito se torna mais densa, realizando uma espécie
de fusão entre o espírito e o corpo. Durante todo o
tempo de incubação o próprio Espírito Santo se encar-
rega de transmitir os conhecimentos bascos necessários
ao novo anjo e também apagando as lembranças de sua
vida passada. Depois de algumas semanas, o corpo do
novo anjo está maduro e este já está tanto física quanto
mentalmente quase pronto para a vida no Paraíso. Um
último ritual é realizado, onde os anjos clamam por
inspiração ao Espírito Santo para determinar a casta do
“recém-nascido” anjo. Geralmente os Engenheiros já Os Big Brothers
sabem qual é a casta desde antes do processo de reen-
carnação começar, apenas confirmando com este ritual. Os Big Brothers trabalham diretamente para o
Finalmente eles utilizam um poder para apagar quais- Conselho, mas são apenas os mais velhos que entram

12
em contato direto com os governantes da Cidade de coisas, diferindo unicamente no fato os Big Brothers
Prata. Estão divididos de acordo com o tipo de função serem uma estrutura exclusiva do clã Recípere, não
que possuem no grupo: existem os Espiões, encarrega- aceitando outras castas anjos.
dos de missões de espionagem, e os Guardiões, que
fazem os relatórios e a segurança das informações na
Recipere Big Brother – Espião
Cidade de Prata.
Os Espiões estão divididos entre aqueles agem Custo: 3 pts. de Aprimoramento, 4 pts. de Po-
dentro da Cidade de Prata e aqueles que agem fora. O deres Angelicais, 190 pts. de Perícia.
primeiro grupo age infiltrando-se nas outras castas, Perícias: Artes (Atuação 20%), Camuflagem
seitas, ordens e sociedades secretas angelicais, enquan- 20%, Criptografia 20%, Escutar 30%, Furtividade
to o segundo grupo realiza missões de espionagem e 20%, Manipulação (Empatia 20%, Lábia 20%, Manha
infiltração em Paradísia, na Terra ou até no Inferno. Os 20%), Investigação 20%.
espiões são treinados para serem perfeitos em seu dis- Aprimoramentos: Contatos 3, Identidade Se-
farce, de forma que os membros do meio infiltrado não creta.
percebam um intruso entre eles. Vale ressaltar que essa Poderes Angelicais: Disfarces 3, Controle
é uma missão extremamente perigosa, principalmente Mental (1– Blenden; 2–Mentira).
se o anjo está se infiltrando fora da Cidade de Prata.
Caso um Espião seja descoberto, dependendo da situa-
ção, o comando dos Big Brothers enviará uma pequena Recipere Big Brother – Guardião
equipe de anjos que “sumirá” com o agente de identi- Custo: 2 pts. de Aprimoramento, 100 pts. de
dade revelada. Se no entanto a missão for muito peri- Perícia
gosa e haja alto risco de exposição para os Big Bro- Perícias: Artes (Redação 40%), Burocracia da
thers ela não é realizada e o espião é deixado por sua Cidade de Prata 20%, Falsificação (Documentos 20%),
própria conta e risco. Idiomas (Enochiano 20%, Criptografia 50%), Pesquisa
Os Guardiões permanecem quase todo o tempo 20%.
escrevendo relatórios, organizando e criptografando as Aprimoramentos: Biblioteca 2, Talento (Crip-
informações mais secretas da Cidade de Prata. Os mais tografia).
jovens são chamados Relatores e são encarregados de
enviar relatórios da ação dos grupos que observam aos
seus superiores na Cidade de Prata. Estes participam de Poderes dos Big Brothers
grupos de anjos enviados em missão, enquanto os mais
velhos e experientes são os Guardiões propriamente 1 – Conhecer o Espionado: Concentrando-se
ditos, e recebem as informações trazidas dos campos por um turno o anjo pode informações sobre aqueles
de batalha e pelos espiões, criptografam-nas e arqui- que está espionando. Em termos de jogo, funciona
vam na Torre dos Vigilantes, a base dos Big Brothers, como uma perícia 25% para conhecer informações
cuja localização é conhecida apenas pelos próprios Big sobre aqueles a quem está espionando.
Brothers, pelo Conselho e por outros anjos influentes. 1 – Fundir-se ao Segredo: Por lidarem com se-
Sobre isso, não é preciso dizer os agentes que porven- gredos que não podem ser confiados a outros, os Big
tura revelarem a localização da Torre sumirão. Alguns Brothers desenvolvem a habilidade de esconder o se-
Guardiões relatores se fixam numa determinada cidade gredo no próprio corpo como glifos, na forma de uma
ou região com a missão de observar o Principado local tatuagem. Apenas o próprio anjo compreende os glifos,
e relatar sobre os pontos positivos a negativos de seu e o segredo só pode ser lido quando o Recípere quiser
governo. ou através de poderosos rituais de Metamagia acima do
Muitos dos Big Brothers mais influentes tam- sexto círculo.
bém fazem parte dos Ishmerai, a polícia secreta da 2 – Disfarce Angelical: O Recipere pode mudar
Cidade de Prata (para detalhes sobre os Ishmerai veja o sua aparência angelical parecendo-se com membros de
netbook Faces da Fé). À primeira vista as funções dos outras castas e podendo viver sem problemas entre os
Big Brothers e da Ishmerai parecem as mesmas, e re- membros dessa casta. O anjo pode ser descoberto por
almente são em vários pontos. Ambos são coletores de anjos que conheçam bem a casta espionada, e caso o
informações, ambos agem disfarçados, entre outras Espião seja descoberto, estará em sério perigo.

13
OBSCURI RECÍPERE
Histórico para o Mercado de Almas, ou acionam algum contato
de lá para buscar as almas e negociam a venda delas.
Durante toda a história da Cidade de Prata sem-
pre existiram caídos, desde Lúcifer até nossos dias. As crises do mercado de almas
Nos séculos que as passaram após a Primeira Rebelião
até quando a religião cristã ainda não tinha dominado a A Grande Crise de 1000 a.C. não foi a única e
política na Cidade de Prata, poucas almas foram arre- última que os Mercadores de Almas sofreram. No
banhadas em Spiritum e recrutadas para formar as decorrer da história da orbe de Satânia, vários momen-
fileiras angelicais. Quando o cristianismo despertou tos críticos para os humanos tiveram conseqüências em
seu poder na Terra e expandiu a fé por boa parte do Spiritum causando momentos de maior ou menos afe-
mundo conhecido, passou a haver muito que fazer para tação no Mercado.
os Burocratas. Almas a mais almas de cristãos chega-
vam ao Céu e muitas delas foram recrutadas, enquanto 476 d.C. – Queda de Roma
outras passaram a servir como armas nas mãos dos
artífices da Cidade de Prata. Os Mercadores de Almas Uma grande crise de almas ocorreu em Spiritum
surgiram quando Burocratas mais ambiciosos notaram em 476 d.C., e é considerada a maior crise de almas já
o poder que possuía uma alma, e movidos pela ambi- ocorrida por alguns historiadores do Mercado de Al-
ção passaram a coletar almas mas.
para seus próprios fins. Esta crise foi resultado
Quando foram descobertos, da queda da civilização roma-
caíram, sendo acorrentados na, ápice do pensamento e
no Deserto de Dudael, mas razão humana no mundo oci-
muitos conseguiram fugir, dental. O rápido declínio de
refugiando-se primeiro em Roma fez com que a escuridão
Spiritum próximas às gran- e a morte ressoassem nas
des cidades da cristandade, e regiões profundas de Spiritum,
alguns no Inferno, ambicio- criando mais Espectros e Apa-
nando pretensões também rições que o normal. Levados
sobre as almas dos condena- a atuar pelas forças desconhe-
dos. cidas que mobilizam estes
Desde então os Mer- espíritos, os Espectros percor-
cadores tem aproveitado o reram diversas regiões de
que aprenderam no Céu para Spiritum e possuíram os cor-
encontrar almas que sirvam pos dos bárbaros europeus
para o que querem. Estive- enquanto eles atacavam Roma,
ram presentes na maioria das e quando estes bárbaros caí-
grandes guerras, epidemias a am, suas almas eram incorpo-
desastres naturais que asso- radas às Aparições e Espectros
laram o mundo ocidental que saqueavam os pontos onde
para se aproximar das muitas funcionava o Mercado de
almas recém-desencarnadas Almas. Foram grandes comba-
e confusas e oferecer-lhes tes entre os Mercadores de
um pacto, do qual na grande Almas e seus servos contra as
maioria das vezes as almas que aceitam se arrependem. hordas ensandecidas de Espectros e Aparições.
A Guerra ocorreu principalmente no maior pon-
Os que ainda não caíram to do Mercado de Almas da época, o Bolsão de Sara-
phmael. Os mais poderosos Mercadores de Almas
Na verdade os melhores Mercadores de Almas combateram os invasores. Plutão e os psicopompos da
ainda estão na Cidade de Prata, ou seja, são tão discre- Cidade de Prata buscavam evitar que os processos de
tos em suas ações que ainda não foram descobertos transmigração da alma se complicassem enquanto a
pela Inquisição Celestial. Eles realizam seus negócios guerra ocorria em Spiritum e cada vez mais pessoas
inescrupulosos principalmente quando estão longe da morriam em Roma, mas chegou um momento em que a
Cidade de Prata, nos vales aonde os Anjos do Morte crise tornou-se inevitável.
levam as almas que coletam. Uma vez lá eles procuram A grande crise de almas representou uma des-
algo de interesse e usam seus poderes sobre a alma truição massiva de almas, Aparições, Espectros e Mer-
para prendê-la de alguma forma, seja usando o poder cadores de Almas, reduzindo diversos pontos comerci-
Coletar Alma ou em algum item mágico. Seguem então ais de almas a simples ruínas em seus bolsões planares.
Plutão então percebeu a movimentação dos exércitos

14
angelicais, que se aproveitaram para dominar os espó- mortos pelas doenças se encaminhavam diretamente à
lios resultantes, e assim suprimirem os rituais psico- construção da Fortaleza de Ossos, em Ark-a-nun. Mais
pompos do panteão greco-romano. As novas almas uma crise de almas surgia.
seriam encaminhadas diretamente para a Cidade de Muitos Vales Espirituais começaram a ser alvos
Prata ou para o Inferno, e não mais para Olympus. das visitas dos Mercadores de Almas, que buscavam
Bhaalzebub, então, ofereceu aliança a Plutão, incorpo- criaturas desesperadas, que aceitariam realizar Pactos
rando o Hades ao território infernal. Plutão torna-se um com estes grandes mestres espirituais. As regras para a
poderoso Mercador de Almas. liberdade dos Fantasmas, Aparições e Espectros come-
çaram a ser reestudadas pelos Mercadores de Almas,
1500 d.C. – Era da Razão de modo a quebrar certas autonomias e permitir que
algumas destas almas pudessem ser capturadas como
Um exército de Fantasmas ataca a Torre de Ka- “bens sem dono”. Os Forjadores de Itens Mágicos
elthorpe e causa o desaparecimento de diversos artefa- também foram muito procurados, pois poderiam rever-
tos espirituais, incluindo vários itens adquiridos de ter diversos itens mágicos em almas e vendê-las aos
contatos com Loas e Viajantes Astrais. Com esta situa- Mercadores de Almas.
ção caótica, os Mercadores de Almas começam a utili-
zar forças paramilitares de perseguição a almas conde- 1828 – Espiritualidade
nadas e de defesa aos Mercados de Almas. Durante
décadas, os Mercenários Astrais caçaram e destruíram Por motivos ainda obscuros, Plutão retira-se pa-
principalmente almas pagãs livres e atéias, uma vez ra seu palácio no Inferno e deixa de participar do Mer-
que estas raramente se tornavam produto do Mercado cado de Almas. Alguns dizem que Bhaalzebub o cha-
de Almas. mou para planos mais nefastos; outros acreditam que a
Cidade de Prata decidira acabar de vez com o paga-
1598 d.C. – Édito Fantasmal nismo europeu.

Grandes Obscuri Recíperes iniciam uma batalha 1916 – Primeira Grande Guerra Mundial
entre si pela liderança do Mercado de Almas, amea-
çando o poder de Kaelthorpe e Plutão. Plutão então No auge da Primeira Guerra, o acúmulo de al-
convoca novamente os Mercenários Astrais, desta vez mas de mortos nos campos de guerra que era possível
para acabarem com a guerra civil e destruir ou banir encontrar Corpores, Recíperes, Valkírias e uma infini-
muitos Obscuri Recíperes. Surge então uma espécie de dade de outros seres interessados em cada alma que se
“sociedade mercantil” entre os grandes Mercadores da desprendia do corpo, e mesmo as que ainda habitavam
época (entre eles, Plutão, Saraphmael, Kaelthorpe, um invólucro humano. Sabe-se do surgimento de uma
Imperador Chin, Hel, Nergal e Anúbis), que estabele- Fortaleza Trevosa habitada unicamente por Espectros,
ceriam um código de conduta no comércio de almas de que passou a integrar os pontos comerciais do Mercado
modo a evitar futuras disputas. de Almas.
A Rainha Cocaine já adquirira projeção sufici-
1605 d.C. – Fortaleza de Ossos ente para ser considerada um membro dos Mercadores
de Almas do Édito Fantasmal, e tornou-se temida pelos
Outra grande reviravolta no Mercado de Almas outros, que viram a facilidade com que ela condenava
ocorreu com a devastação das populações nativas da as almas dos vivos a uma pós-vida servindo a esta
América durante a conquista espanhola, e foi muito Dama Branca.
influenciada pelos eventos da Era da Razão e do Édito Outra poderosa Mercadora de Almas foi a Rai-
Fantasmal. Com o aumento absurdo de Fantasmas e a nha de Marfim, uma força corruptora do continente
criação dos Mercenários Astrais, novas almas foram africano. Esta arkanita arrebanhou as almas das cente-
necessárias, mas havia já o início da catequização dos nas de indianos que viajaram à África durante a Guer-
sobreviventes, que seriam levados à Cidade de Prata. ra. Porém, os indianos tinham uma tendência incômoda
Quando o imenso fluxo de almas chegou a Spi- a ela: além de difíceis de se corromper, ainda torna-
ritum, os grandes Mercadores de Almas do Édito Fan- vam-se Aparições e assombravam todo o caminho de
tasmal tiveram de lidar com um novo forte concorren- volta ao continente asiático. A Cidade de Prata atuou
te: Mictlantecuhtli, o senhor dos mortos. A aliança intensamente na África com serviços de exorcismo e
deste deus asteca com os Magos Corrosivos auxiliou catequização
no extermínio dos nativos americanos, cujas almas dos

15
RECURSOS
Novos Aprimoramentos 4 pontos: Semelhante ao anterior e muito mais
raro os anjos que possuem esta magnífica habilidade
Disfarce Angelical podem recuperar 1 ponto de magia a cada 10 minutos,
1 ponto: (não tão novo assim, apenas adaptado) ao invés dos 30 minutos normais. Apesar disso o anjo
o Personagem possui uma identidade totalmente falsa. deve se submeter a um teste de Constituição e um de
Embora todas informações a respeito dele de fato este- Força de Vontade diariamente para ativar o poder. Nos
jam contidas em documentos e registros legais na Ci- dois níveis deste aprimoramento a habilidade não fun-
dade de Prata, TODAS não passam de exímias falsifi- ciona caso o mago esteja próxima de mecas ou teiches
cações criadas para que o anjo se passe por outro anjo, negativos.
que aqui é uma identidade falsa. É importante ressaltar
o fato de que a verdadeira identidade do Personagem é Lembrança persistente
altamente sigilosa, portanto apenas pouquíssimos 2 pontos: Ás vezes pode ocorrer que durante o
NPCs, superiores seus, a conhecem, além é claro de apagamento da memória uma alma ainda preserve
alguns anjos dentro da Ishmerai, com os quais os Big lembranças de sua vida passada. Tais lembranças nor-
Brothers mantêm um acordo em não revelar as verda- malmente vem na forma de “flashes” ou na manifesta-
deiras informações sobre o personagem. ção de conhecimento que o anjo não aprendeu durante
sua presente vida no Paraíso. Essas lembranças podem
Habilidade ritualística ser úteis, caso o anjo possa se lembrar de coisas que
1 ponto: Os magos Recípere são conhecidos aprendeu quando humano, ou pode prejudicá-lo, caso
por sua habilidade em magia, podendo desenvolver elas o levem a questionar sua situação atual de maneira
rituais muito mais rapidamente que os magos de outras a afastá-lo de sua missão em servir unicamente a De-
castas. Este aprimoramento diminui pela metade o miurgo. E caso a Inquisição Celestial descubra que a
tempo necessário para desenvolver ou modificar um personagem possua estas lembranças tentarão apagá-
ritual. las, e não conseguindo, aprisionarão ou até destruirão o
2 pontos: Semelhante ao anterior, mas diminui anjo. Em termos de regras o jogador deve construir a
por quatro o tempo necessário para desenvolver ou ficha da personagem de sua última encarnação. O jo-
modificar um ritual. gador pode acessar perícias, usar atributos mentais,
aprimoramentos (alguns, dependendo do caso, o mestre
3 pontos: Semelhante ao anterior, mas diminui não deve permitir) e caminhos de magia que possuía
por oito o tempo necessário para desenvolver ou modi- em sua vida humana uma vez por sessão de jogo, de-
ficar um ritual. vendo ter sucesso num teste de WILL.

Mago poderoso Novas Perícias


4 pontos: Alguns anjos consideram-se abenço-
ados por Demiurgo em vários aspectos, e muitas vezes Avaliação de Almas (PER): Este perícia per-
são mesmo. Mas é raro algum anjo ser abençoado com mite ao anjo avaliar uma alma e ver quais são suas
algo relacionado às artes arcanas, pois elas são consi- potencialidades.
deradas uma deturpação da criação de Deus. Assim,
quando um anjo é abençoado com algum dom relativo Itens Mágicos
a magia é porque sua fé já foi testada e o anjo provou
ser realmente leal a Demiurgo. Este poderoso aprimo- Martelo da Forja Celeste
ramento aumenta em 1 o foco de todos os caminhos Custo: 3 pontos de item mágico
que o mago já tenha aprendido, e só daqueles que a- Os poderes mágicos concedidos pelas almas às
prendeu. armas forjadas pelos Recípere são temporários, varian-
do de acordo com a habilidade do anjo em usar a Forja.
Absorção de mana Geralmente as almas permanecem um mês e um dia na
3 pontos: Por serem os mestres da magia na Ci- arma. O Martelo do Forja Celeste permite aumentar e
dade de Prata, os Recípere adquiriram habilidades até prender permanentemente a alma dentro do instru-
estupendas quanto a esta arte. Uma dessas habilidades mento forjado. Durante o processo de construção do
consiste em preparar a mente e o corpo para absorver objeto, o Armeiro testa sua perícia Armeiro e também
mais rapidamente a energia vital dos planos inferiores. um teste resistido de WILL com a alma. Se passar em
Em outras palavras, o anjo consegue recuperar mais ambos os testes, a alma fica permanentemente presa no
rapidamente seus pontos de magia, e sem precisar item.
sugá-los de ninguém. Este aprimoramento é raro e
permite ao anjo mago recuperar 1 ponto de magia a Pergaminho dos Segredos
cada 20 minutos, ao invés dos 30 minutos convencio- Custo: 1 ponto de item mágico
nais. Este pergaminho é muito utilizado pelos Big
Brothers Guardiões para guardar com extrema segu-

16
rança as informações da Cidade de Prata. Trata-se de Artefato
um pergaminho capaz de guardar qualquer informação O poder deste artefato criado pelos Armeiros é
escrita nele numa linguagem criptografada que nenhu- mostrado no livro dos Juízes 7. Os hebreus estavam em
ma outra criatura possa entender, mas apenas o dono guerra com os madianitas, e não conseguiam vencê-los.
do objeto. Este item é um objeto pessoal e uma vez Então um anjo deu a um hebreu chamado de Gedeão e
consagrado a um dono ele não pode mais ser trocado. missão de derrotá-lo, e para isso lhe deu uma trombeta
Além disso, o pergaminho é quase indestrutível, sendo mágica forjada pelos armeiros. Quando Gedeão tocou a
imune ao fogo e sendo necessária uma força/dano mai- trombeta no acampamento dos madianitas e seus alia-
or que 30 para rasgá-lo/destruí-lo. dos, estes tiveram medo e fugiram, e aqueles que não
fugiram começaram a atacar-se entre si. Sempre que a
Flauta das Almas trombeta é tocada, todos os inimigos que ouvirem seu
Custo: 9 pontos de item mágico som devem fazer um teste difícil de WILL ou fugirão
Criadas pelos Armeiros e mais utilizadas pelos amedrontados. Os que passarem no teste devem fazer
Recrutadores, essas flautas permitem encantar um ainda outro teste difícil de WILL ou começarão a ata-
grande número de almas (espíritos) e deixá-las sob o car seus aliados.
comando daquele que toca a flauta. As almas (um má-
ximo igual ao CAR do anjo) devem fazer um teste de Arco de Cupido
WILL vs. perícia Instrumento Musical, e se falharem Artefato
devem obedecer cegamente a todas as ordens daquele Este artefato foi criado pelos armeiros para o
que toca a flauta. O efeito dura 3d6 rodadas ou uma deus Cupido, que reside no distrito de Vênus. As fle-
cena, e cada alma só pode ser colocada sob o efeito da chas do arco não ferem, mas fazem aquele que foi
flauta uma única vez. atingido por elas se apaixonar perdidamente pela pri-
meira pessoa do sexo oposto que vir a sua frente. O
Trombeta de Gedeão alvo não tem chance de resistir ao efeito do arco.

17
NPCS
Beriah, o primeiro pastor de c- seguidores, era um adepto da magia ctônia e constan-
temente entrava em contato com criaturas de mundos
hristos inferiores, aprendendo muito sobre o fluxo de energia
Recípere com mais de 8000 anos mágica, chamada por ele de Maná. Ao converter-se à
religião abraâmica e abrir mão dos entes sobrenaturais,
Origem: Um dos mais antigos Recípere, senão Ayyi entrou em contato com os Anjos que apoiavam
o mais antigo, é dito que Beriah foi criado logo depois Abraão, aprendendo sobre a língua enochiana e ainda
da Primeira Rebelião, tendo sido um dos primeiros a mais sobre a Teoria da Magia e a Árvore Yggdrasil. Ao
seguir Christos. Não se sabe exatamente como foi morrer, sua alma foi encaminhada aos grandes Magos
criado, mas dizem que teria sido criado pelo próprio da Cidade de Prata, os Recíperes.
Demiurgo a pedido de seu filho. Um dos indícios de Vida: Misteriosamente, notou-se que a alma de
que foi criado pelo Pai é que seu nome significa "cria- Ayyim era especial, e continuava especial mesmo
ção" em hebraico. quando renasceu como um Recípere. Sua pele tornou-
Vida: Beriah arrebanhou e moldou a maioria se azulada e suas asas possuíam nuances coloridos em
dos anjos que hoje compõem o conselho da casta Recí- meio à totalidade branca comum a todos os Anjos.
pere bem como muitos anjos antigos de todas as castas Desde seu treinamento, Ganthetiel foi esclarecido so-
cristãs. Durante a grande crise de almas, o anjo perce- bre sua missão: coordenar o fluxo das Linhas de Ley
beu que a organização da coleta de almas precisava ser que circundavam a Cidade de Prata e todos os seus
revista, e começou a desenvolver o sistema que é usado Distritos multiplanares, que tornava extremamente
até hoje. Pode-se dizer que foi em grande parte por confuso compreender a dinâmica dos fluxos de energia
obra dele que os seguidores de Christos na Cidade de mágica que surgiam e desapareciam sem razão aparen-
Prata conseguiram crescer em número, podendo chegar te.
à época cristã com número suficiente para fazer frente Ao fim do treinamento, Ganthetiel projetou uma
aos Elohim. Nessa época já tinha sido implantada há estrutura tecnomágica no alto do Monte Aramesh em
vários séculos a logística dos Recípere na busca e cole- Paradísia (portanto, no ponto onde o Palácio Júpiter foi
ta de almas, a hierarquia dos Burocratas e criados pos- sobreposto ao plano de Paradísia), e chamou a estrutura
tos de Vigília no mundo espiritual para observar a ação de Nexo Central. Estudando Distrito por Distrito, cape-
dos agentes. Na prática Beriah é o comandante geral la por capela, metro por metro da Cidade de Prata, até
dos Burocratas, apesar de outros também possuírem conseguir mapear todas as Linhas de Ley multiplana-
esse cargo, e em efeito a última palavra é a sua. res, interligando-as todas ao Nexo Central. Com isso,
Era Atual: Beriah tem visto com tristeza e rai- as falhas das Linhas de Ley foram eliminadas e a Cida-
va a corrupção que tem tomado conta de seus irmãos de de Prata tornou-se padronizada em sua essência
nos tempos próximos do Armagedon. A quantidade de mágica. Para manter o Nexo Central em funcionamen-
Recípere que caem tem aumentado tanto que agora to, Ganthetiel retirou-se para a estrutura (possível de
Beriah tem apoiado a Inquisição Celestial com todos os ser acessada através de um único portal no interior do
recursos que puder fornecer. Ele inclusive criou um Palácio Júpiter) e treinou um grupo seleto de Recíperes
grupo dentro da casta ligado à Inquisição Celestial, que que vigiariam as Linhas de Ley e a utilização da Magia
agem como a “corregedoria” dos Burocratas. A maioria na Cidade de Prata.
dos membros desse grupo são inquisidores também, Era Atual: Ganthetiel continua isolado no Ne-
utilizando a força que aquela instituição possui agora xo Central, mantendo contato telepático com seus
para caçar e condenar os Obscuri Recípere. Apesar de Guardiões do Nexo Central, seus Recípere treinados.
estar aliado a esta instituição ser fundamentalmente Constantemente os Guardiões precisam penetrar nas
católica, Beriah não se envolve muito nos assuntos regiões multiplanares (Mercúrio, Vênus, Marte, Júpi-
concernentes a teologias, deixando isso para anjos mais ter) para resolverem perturbações na harmonia das
jovens. Por causa disso muitos dizem Beriah tem uma Linhas de Ley.
certa tendência ser mais próximo de um Apocriphae,
mas ele não dá atenção a estas fofocas e continua com Grigori
sua fé em Christos e seu trabalho de coordenar os Bu-
rocratas.
O nome Vigilante ou Grigori significa "Aqueles
que Vigiam", ou "Aqueles que estão Despertos", ou
Ganthetiel, Engenheiro do Ne- "Aqueles que Nunca Dormem".
xo Central Oitava ordem misteriosa de anjos, os gentis
Recípere de 4000 anos Grigori foram criados por Deus para serem pastores
terrenos dos primeiros humanos. Os Grigori eram tanto
Pré-Vida: Quando os primeiros povos canaitas física quando espiritualmente gigantes, ao menos para
ainda se disseminavam no Oriente Médio, Abraão os padrões das pessoas que escreveram posteriormente
difundia o monoteísmo e a fé no Deus Único, o grande sobre eles. Eles serviram à ancestral humanidade como
senhor da Cidade de Prata. Ayyi, um de seus primeiros vastos reservatórios de informação relacionados aos

18
pontos mais delicados da civilização, e sua gentileza Baraqijal: Ensinou aos homens a astrologia.
era além da comparação. Eles eram também chamados Ezequeel: Ensinou aos homens o conhecimento
de Vigilantes, pois seu trabalho era observar a humani- das nuvens.
dade, dando uma mão amigável quando necessário, Gadreel: Apresentou armas de guerra.
mas sem interferir no curso do desenvolvimento huma- Kokabel: Ensinou a ciência das constelações.
no. Penemue: Instruiu a humanidade na escrita e
No Livro de Enoch, é dito que Deus enviou uma ensinou as crianças a amargura e gentileza, e os segre-
legião de anjos a Terra com a função de velar e assistir dos da sabedoria.
o homem durante o início da civilização. Esses anjos Sariel: Ensinou aos homens o curso da lua.
ensinaram ciências ao homem que foram proibidas por Semjaza: Ensinou aos homens os encantamen-
Deus, como a magia das ervas, leitura das estrelas, tos, uso das raízes, etc.
adivinhação e feitiçaria. Enoch disse "... mas eles esco- Shamshiel: Ensinou aos homens os símbolos do
lheram maridos e esposas entre os humanos e iniciaram sol.
vidas corrompidas, negligenciando seus deveres celes-
tes..." Isso enfureceu tanto a Deus que Ele baniu os Haradim, Devorador de Pecados
"caídos". Recípere de 70 anos
Entre os Strega, os Vigilantes eram chamados
de 'Grigori'. Originalmente eram 4 estrelas reais ou Pré-Vida: Hanz Razler, judeu alemão dono de
Senhores e foram chamados de Vigilantes. Cada um uma próspera fábrica de equipamentos náuticos, parti-
desses Senhores governava sobre um dos 4 pontos cipou da Primeira Guerra Mundial ao lado de seu pró-
cardeais: Norte, Sul, Leste, Oeste. prio país, e entrou em miséria após o Tratado de Versa-
Norte - Formalhaut - que marcava o Solstício de lhes, morrendo de fome. Sua alma foi encaminhada
Inverno para a Cidade de Prata para que ele se tornasse um
Sul - Regulus - que marcava o Solstício de Ve- Hayyoth, mas ela acabou encaminhada aos Recíperes
rão (conta-se que ele era um judeu, mas que tinha fortes
Leste - Aldebaran - que marcava o Equinócio de contatos com a Escola de Yamesh e com os Cavaleiros
Primavera Teutônicos, sendo um simpatizante da causa católica).
Oeste - Antares - que marcava o Equinócio de Ele foi treinado pessoalmente por Meliael, o Resgata-
Outono dor das Almas Perdidas.
Nos mitos Strega, os Vigilantes eram deuses Início da Vida: O treinamento de Haradim ter-
que guardavam os Portões dos Céus e da Terra. Com o minou logo que eclodiu a Segunda Guerra Mundial,
passar do tempo, os gregos fizeram deles deuses dos 4 quando ele foi encaminhado por Meliael para procurar
ventos, e os cristãos transformaram-nos em criaturas do por almas ávidas pela salvação em meio à miséria que
Ar. Em Stregheria nós chamamos os elementos do a guerra estava causando na Alemanha. Andando entre
altar. Os Grigori são do reino "mais elevado" e guar- os nazistas, Haradim viu o mal que existia nos corações
dam os portais dos deuses. destes soldados, e entrou em desespero por aquelas
A feiticeira é velada e auxiliada pelos Grigori. almas, que estavam condenadas ao Inferno. Descontro-
Todo ato de magia é visto e registrado pelos Grigori. lado, Haradim atacou a própria alma de um general
Isso não significa que os Grigori irão parar um traba- nazista, buscando "limpá-la" de toda aquela corrupção,
lho, nós somos responsáveis por nossas próprias ações. e foi quando ele sentiu pela primeira vez o toque do
Apenas que todo trabalho é registrado e todos devemos Preconceito. Compreendendo a atuação deste tenebrita,
pensar sobre o que fazemos - antes - de fazermos. Eu Haradim desistiu da função dada por Meliael e assumiu
pessoalmente vejo os Grigori como um tipo de 'consci- como missão eliminar a essência do Preconceito das
ência' por onde eu peso as coisas que eu desejo fazer e almas. Uma boa quantidade de almas de antigos gene-
as conseqüências dos atos. Nosso primeiro encontro é rais nazistas foi purificada e levada à Cidade de Prata,
quando nós convocamos o círculo. Nós convocamos os graças a Haradim.
Vigilantes para 'assistir' ou fiscalizar o ritual e quais- Era Atual: Inimigo jurado do Preconceito, Ha-
quer trabalhos que devamos fazer. radim atua em países que tenham conflitos étnicos e
No Dicionário dos Anjos de Gustav Davidson, culturais, sempre rastreando os tentáculos corruptores
os Vigilantes são retratados como uma ordem elevada do Preconceito, para eliminá-los das almas dos inocen-
de Anjos (Arcanjos), também conhecida como Grigori tes e levá-los à Cidade de Prata. Meliael ainda descon-
ou Irin. fia do modus operandi de Haradim, temendo que seu
Nem todos os Vigilantes decaíram: aqueles que antigo pupilo acabe ele próprio corrompido pelo Pre-
se mantiveram são os Vigilantes sagrados, e residem conceito.
no 5º Céu. Os Vigilantes malignos habitam o 3º Céu ou
o Inferno.
Alguns anjos Grigori:
Hehiah, olho do conselho
Armaros: Ensinou aos homens na resolução de Recípere de 1500 anos
encantamentos.
Araquiel: Ensinou aos homens os sinais da terra. Pré-Vida: Gerdel era um dos muitos cristãos
Azazel: Ensinou os homens a fabricar facas, es- que surgiram durante o início século IV, e assim como
padas, e escudos, e inventar ornamentos e cosméticos. seus irmãos de fé foi perseguidos por Roma durante o

19
governo de Diocleciano. Gerdel era paranóico e procu- “suas armas não passavam de pedaços de metal frá-
rava organizar as reuniões de culto no maior segredo geis...”. Hefesto era um deus um tanto humilde, por ser
possível. Para conseguir melhorar a situação dos cris- aleijado, mas não admitia que sua maestria na forja
tão, Gerdel também organizou uma rede de contatos fosse insultada, então decidiu responder as provoca-
onde conseguia informações sobre onde e como as ções da melhor maneira possível: com o ferro extraído
perseguições seriam realizadas. Quando morreu os das montanhas circundantes de Olympus, forjou uma
Recípere notaram sua habilidade em lidar com infor- espada, e a enviou de presente a Miguel, o príncipe dos
mações e o recrutaram para a Cidade de Prata. Arcanjos. Lutiah também forjou uma espada e apresen-
Vida: No Céu, já como Hehiah, encaixou-se en- tou ao Príncipe de Guerra. Lutiah pediu então a Miguel
tre os Big Brothers e aprimorou suas habilidades em que testasse o poder das duas armas, mas o Príncipe da
lidar com informações, estudando métodos de esconder Guerra já sabia qual das duas seria a melhor, mas
e criptografar as informações que chegavam a Torre mesmo assim, assentiu o teste. Quando a espada de
dos Vigilantes. Hehiah aperfeiçoou inclusive o nível de Hefesto encontrou a espada de Lutiah, a arma forjada
criptografia dos documentos, criando o item mágico pelo Armeiro se espatifou em mil pedaços. Isso humi-
conhecido por Pergaminho dos Segredos, utilizando-se lhou profundamente e enraiveceu a Lutiah, que prome-
de Metamagia para aumentar a segurança das informa- teu um dia criar uma arma tão formidável que poderia
ções no item. Quando um dos mestres Big Brothers, concorrer com a própria espada dos Mil Sóis. Quanto a
Nesehed foi morto por uma conspiração arquitetada espada de Hefesto, Miguel a entregou a um de seus
por Recípere traidores há alguns anos, Hehiah foi generais da Orbis Dei.
indicado para a função assumindo o posto e se Era Atual: Continua tentando forjar uma arma
destacando com louvor. Nesehed tinha a tarefa de obter mais perfeita que a de Hefesto, mas nunca conseguiu.
informações dos anjos dentro da própria Cidade de Nos últimos 500 anos Lutiah tem se dedicado exclusi-
Prata, visando descobrir a existência de caídos que vamente a esta arma, para fazê-la melhor que qualquer
ainda continuam no Céu e possíveis conspirações que arma já criada em Paradísia.
possam levar a novas rebeliões.
Era Atual: Apesar de ser mais paranóico que os Merkhel, perscrutador da man-
outros mestres Vigilantes, Hehiah conduz seus subor-
dinados de forma muito organizada, espalhando-os
são dos mortos
pela Cidade de Prata para coletar informações sobre Recípere de 400 anos
possíveis traidores infiltrados da forma mais discreta
possível. Hehiah atua em conjunto com a Inquisição Origem: Luís de Lima Macário foi um jesuíta
Celestial e a Ishmerai, possuindo vários Recípere infil- que viveu na segunda metade do século XVI e viajou
trados entre os Inquisidores, em especial a um grupo de por vários lugares do mundo convertendo os gentios ao
Inquisidores formado apenas por Recípere e destinados Cristianismo, especialmente entre os indígenas da costa
a caça e extermínio de Mercadores de Almas. brasileira. Ele faleceu no Brasil assassinado por indí-
genas que resistiam ao processo de colonização, captu-
Lutiah, o artífice orgulhoso rado por uma tribo antropofágica e devorado.
Vida: Ao chegar à Cidade de Prata, sua alma foi
Recípere de 5000 anos transformada em um Anjo Recípere Burocrata, e o
recém-nascido Merkhel abraçou com fervor sua tarefa
Origem: Lutiah é mais um dos Recípere cuja de conduzir as almas cristãs ao Paraíso. Porém, ele
origem é desconhecida, não se sabendo como foi cria- logo percebeu que havia muitas almas que se perdiam
do. Tudo sobre sua origem é especulação, e o que pare- em Spiritum. Ele então idealizou um plano para resga-
ce mais provável é que tenha sido um ferreiro na Terra, tar essas almas: juntou-se às falanges da Orbis Spiri-
e que sua alma foi recrutada depois que os discípulos tum, assumindo a liderança de uma Nau Celestial após
de Beriah viram seu potencial. algumas décadas. Seu local preferido de atuação situa-
Vida: Lutiah foi enviado ao Olympus junto com se na região próxima a Halzalee, por onde algumas
um pequeno grupo de Recípere em 3000 A.C. para raras almas fogem do Inferno e os Elfos Negros não se
aprender a arte do forja de itens mágicos com Hefesto, incomodam com os Anjos (pelo menos, não tanto
considerado o maior artífice da parte ocidental de Pa- quanto com qualquer outra criatura que invada seu
radísia. Lutiah aprendera com perfeição tudo que o território).
deus-ferreiro lhe ensinou, mas um dia, ao espionar Era Atual: Merkhel é muito respeitado por sua
Hefesto descobriu que este sabia como utilizar a ener- austeridade e seriedade, uma vez que não permite ati-
gia do fio de prata de uma alma criar um item mágico. tudes emocionais em sua Nau Celestial. Recentemente
Ao notar a presença do anjo, Hefesto ficou irado por adquiriu a inimizade do Obscuri Nimbus Itiah, que teve
ter sido espionado e ordenou que Lutiah e seus compa- alguns de seus contatos em Halzalee exterminados
nheiros fossem embora. De volta a Cidade de Prata, pelos esquadrões de Merkhel. Itiah ainda utiliza criatu-
aperfeiçoou a técnica do forja de almas, permitindo não ras que “nadam” em Spiritum como forma de atacar a
só aproveitar os pontos de magia contidos na alma, mas Nau Celestial.
a essência da própria alma, adicionando habilidades
adicionais ao objeto. Conta-se que Lutiah freqüente-
mente enviava provocações a Hefesto dizendo que

20
Recherel, vidente da conspira- contato com os ditos livros. Mas Antônio não teve
muito tempo de continuar seus estudos, morrendo jo-
ção vem. Sua alma foi recrutada como o Recípere Uliael e
Recípere de 2500 anos treinado como um mago.
Vida: Os conhecimentos que Uliael havia ad-
Origem: Outro dos mais antigos Recípere, sua quirido sobre magia e ocultismo na Terra não abando-
origem também é desconhecida. naram sua mente, e nem sua curiosidade sobre o místi-
Vida: Recherel afirma que o plano dos Anciões co arrefeceu. Ele então pediu permissão aos seus supe-
Nimbus e de seus irmãos caídos seria tão ousado que riores para ir a Terra e estudar os livros e tomos místi-
suas manipulações alcançariam até mesmo celestiais cos que a Igreja havia reunido em diversos séculos.
poderosos, como Gabriel e Miguel. A grande influên- Corria o ano de 1233, quando a Inquisição deflagrou-se
cia de Recherel, no entanto, foi ofuscada por idéias que sobre a Europa. Quando Uliael viu uma fogueira com
a maioria dos líderes da casta consideram absurdas, e o livros sendo queimados por serem considerados heréti-
anjo foi caindo na descrença e perdendo sua influência cos, logo tratou de se mexer para impedir. Infiltrou-se
com o passar do tempo. na Inquisição e também na Ordem de São Cipriano,
Era Atual: Por volta de 500 D.C. Recherel aonde manipulou secretamente e fez sua influência
simplesmente desapareceu, não se sabendo se caiu, se crescer por mais de um século, superando até mesmo o
foi destruído, está aprisionado em algum lugar ou sim- controle dos Nimbus em Roma. Uliael também agia
plesmente desapareceu para não ser perseguido por disfarçado como um religioso mortal, tornando-se um
seus adversários Nimbus e também pela própria casta. dos responsáveis pela Biblioteca, e lá dentro foi ascen-
dendo em influência até adquirir o controle quase total
Uliael da hoje Biblioteca do Vaticano. O tempo fez com que
Recípere com 900 anos Uliael percebesse o poder da informação, tornando-se
preocupado em controlar que tinha ou não acesso ao
Origem: Antonio de Cagliari foi um frade itali- preciosos tomos que haviam sido adquiridos durante
ano que viveu no final do século XI. Vivia envolto em décadas.
estudo de magia e ocultismo, algo que não era bom Era Atual: Pode-se dizer que Uliael possui as
visto pelos outros frades de seu convento. Quando “chaves” da Biblioteca do Vaticano a mais de quinhen-
algum tomo ou livro que contivesse algo sobre magia tos anos, mandando em todos aqueles que passaram
ou ocultismo era descoberto e confiscado pela Igreja, por lá. Até hoje qualquer decisão de revelar ou não
Antonio logo tratava de conseguir acesso a ele. Antô- alguma uma informação contida em qualquer livro,
nio possuía contatos no Vaticano que permitiram-no ter pergaminho ou códice passa pelas mãos de Uliael.

21
BÔNUS: CAMINHO ANJOS
Aqui está o Caminho Anjos pelo qual tantos jo- O mago grita uma ordem simples para um anjo,
gadores ansiaram. Este caminho é aquele utilizado e ele, caso falhe num teste de WILL, obedecerá. A
pelos Anjos de Paradísia da mesma forma que os Hu- ordem pode ser “pare”, “corra”, “solte”, “mate” ou
manos utilizam o Caminho Humanos. Sugiro ao narra- outra ordem simples. Em todo caso, a ordem nunca
dor que humanos não possam aprender este caminho, a poderá durar mais de uma rodada.
menos que realizem uma serie de missões muito difí-
ceis que compensem seu aprendizado.
3.º Círculo
1.º Círculo
Entender Anjos
Entender Anjos
Pode saber exatamente a posição de um ser de
Pode sentir a presença de uma criatura de Para- Paradísia numa área de até 50m de raio. Pode romper a
dísia num círculo de 10 m de raio, apesar de não identi- forma invisível de um anjo, permitindo ao mago vê-lo
ficar exatamente quem seja ou de que raça é (o mago e conversar com ele. Para isso testa-se 3D vs. WILL do
apenas sabe que ele está lá, mas não o vê). Pode influ- anjo. Pode entender uma emoção básica de um anjo.
enciar um anjo colocando um idéia simples em sua Compreende uma língua de Paradísia sem tê-la estuda-
cabeça, como medo, pressa, cansaço, alegria, tristeza. do.

Criar Anjos Criar Anjos

Permite modificar uma pequena parte do corpo Permite emular um poder de maior nível, como
angelical (que é mais etéreo que o humano), como Aumento de Força 2 ou outro, durante um certo espaço
formato da boca, formato do nariz, cor dos olhos e do de tempo.
cabelo, mudar de forma leve a cor das asas. Pode apa-
gar manchas no corpo por um curto período de tempo, Controlar Anjos
bem como cicatrizes.
Controle mental de um anjo pelo olhar. O mago
Controlar Anjos olha profundamente nos olhos de um anjo, e faz um
teste de WILL vs. WILL do anjo. Caso o mago vença a
Ajuda a acalmar um anjo que esteja tentando disputa, o anjo fica sobre seu controle durante um curto
agredir o mago ou outra pessoa (acrescenta modifica- espaço de tempo (3d6 rodadas ou uma cena).
dor dobro em todos os testes que se destinem a isso).
4.º Círculo
2.º Círculo
Entender Anjos
Entender Anjos
O mago pode detectar a presença de um ser de
Pode sentir uma característica básica de um anjo Paradísia em um raio de 100m, mesmo que esteja ca-
pelo toque, como peso, altura, idade, casta ou outras. muflado através de poderes angelicais, mágicos ou em
Sente a presença de anjos em até 25 metros de raio, forma invisível.
sabendo para que lado o anjo está (mesmo em forma
invisível, mas se o anjo estiver assim o mago não o Criar Anjos
verá, apenas saberá a direção para onde está). Pode
gritar uma pequena frase, e ela será ouvida em uma O mago pode invocar a presença de um anjo de
região de até 25 m, em Paradísia. Sem o uso de magia até cem anos de idade ou dois anjos de 50 anos que
o mago consegue melhorar o entendimento do Enochi- estejam no plano de Paradísia, Terra ou Spiritum.
ano (adiciona modificador FÁCIL nos testes de Eno-
chiano). Controlar Anjos

Criar Anjos Pode controlar um pequeno grupo de anjos jo-


vens (1d6 anjos) olhando em seus olhos. Pode contro-
Pode emular um poder intuitivo (Aumento de lar um anjo de até 50 anos de idade por toque.
Atributos ou Defesas) de nível UM de um anjo por um
espaço de tempo (3d6 rodadas ou uma cena). 5.º Círculo
Controlar Anjos Entender Anjos

22
de 250 anos, 4 de 100 anos ou 8 de 50 anos e deixá-los
Permite ao mago enviar a um anjo no plano de no local onde está por curto espaço de tempo.
Paradísia uma frase de até 25 palavras. Detecta um
anjo num raio de 200m; localiza aproximadamente um Controlar Anjos
anjo no plano de Paradísia.
Um nível bastante perigoso de controle. Pode
Criar Anjos controlar um anjo com até 500 anos de idade, através
de um poderoso e demorado ritual.
Pode conjurar a presença de 1 anjo de até 250
anos de idade, 2 anjos 100 anos ou 4 anjos de 50 anos; Deformações para magos huma-
podem estar em qualquer ponto da orbe terrestre. O(s)
anjo(s) aparece(m) em 3 rodadas. Pode emular até
nos
quatro poderes angelicais simples ou um poder superi-
or. Pode ter Força 2 e Agilidade 2, ou IP 2 e Destreza Falar em deformações para este caminho parece
2, ou outros poderes distribuídos de igual forma. não fazer sentido, mas a palavra deformações não sig-
nifica necessariamente que todas as alterações na men-
Controlar Anjos te e no corpo do mago tenham que deixá-lo mais feio.
O sentido da palavra é mais amplo, incluindo qualquer
Permite ao mago colocar sugestões pós- modificação, que torna o corpo do mago mais feito ou
hipnóticas num anjo de até 250 anos. Possibilita ao mais bonito. Parece que a tendência é que os estudiosos
mago rasgar a tessitura planar entre Terra e Paradísia e do Caminho dos Anjos se tornem cada vez mais pare-
controlar um anjo no plano de Paradísia num raio de cidos com os anjos, tanto em corpo quanto em mente.
até 8 metros. Pode criar uma ligação emocional com No primeiro círculo a aura dos aprendizes torna-se
um anjo, fazendo com que ele tenha um grande, um mais luminosa, e sua aparência torna-se um pouco mais
profundo afeto pelo mago. Isso facilitará em influenci- agradável. Considere que o mago ganhe +1 na constitu-
ar o anjo, pois ele não será somente um “zumbi angeli- ição no que se refere a aparência.
cal”, mas terá ao mago como um irmão ou amante. O mago fica mais belo ainda no segundo círcu-
lo. Ele ganha +2 em Constituição no que se refere a
6.º Círculo aparência. Nos círculos seguinte use uma regra prática:
o mago ganha +1 em Constituição no que se refere a
aparência para cada nível de focus que o personagem
Entender Anjos tiver no Caminho Anjos.
Por volta do quarto círculo ele adquire uma es-
Pode enxergar através dos olhos de uma criatura pécie de alergia a hadjar, levando +1d6 de dano de
de Paradísia. armas feitas com hadjar. Esta deformação pode ser
bloqueada usando-se um ritual apropriado.
Criar Anjos No quinto círculo aumenta a alergia por hadjar,
recebendo +1d6+2 de dano.
Invoca a presença de anjos muito poderosos, No sexto círculo recebe +2d6 de dano por armas
não importando em que ponto da Roda dos Mundos feitas de hadjar.
eles estejam. Pode ser 1 anjo de 500 anos de idade, 2

23
BIBLIOGRAFIA
Livros
Del Debbio, Marcelo. Anjos: a Cidade de Prata. Daemon, 2004
Del Debbio, Marcelo. Trevas. Daemon, 2001

24
Pacto
[Nome do Vendedor], completamente capaz de suas capacidades mentais e
espirituais, neste ato denominado Maldito.

De outro lado, denominado Mercador, [Nome do Comprador], [Títulos],


residente da [Plano de Origem].

Têm entre os mesmos, de maneira justa e acordada, o presente Pacto de


Compra e Venda de Alma, ficando desde já aceito, pelas cláusulas abaixo
descritas.

Cláusula 1ª - Do Objeto do Pacto

O presente tem como Objeto a alma, também conhecida como espírito ou


presença ectoplásmica, com as características e nas seguintes condições
acordadas:

Parágrafo Primeiro: A alma objeto do presente pacto é usada, apresentando


o mérito ou depreciamento de sua atual condição, visto seu histórico de
pecados e vivência pessoal.

Cláusula 2ª - Das Responsabilidades Profanas

Sem prejuízo do disposto no Parágrafo Único da Cláusula 1ª, o Maldito


responde pelo estado da época da venda da alma, seja esta marcada pela
depredação dos pecados ou imaculada e pura, pelo prazo de duração de sua
vida mortal, a contar da data da do pacto, com exceção dos elementos que, em
Declaração anexa a este pacto, sejam excluídos pelas partes do âmbito da
garantia.

Parágrafo Único: A exceção prevista no caput da presente Cláusula somente


é aplicável a elementos que não se relacionem, direta ou indiretamente, com a
segurança da alma e cuja destruição, roubo ou alteração não impeçam a
satisfação dos fins a que se destina.

Cláusula 3ª - Das Responsabilidades do Mercador

É dever do Mercador de Almas verificar, até ao momento da entrega da alma,


se o mesmo se encontra nas condições negociadas, conforme descritivo
constante no quadro da Cláusula 3ª das Condições Particulares.

Cláusula 4ª - Das Demais Responsabilidades

Qualquer alteração espiritual, além daquelas que forem efetuadas na inspeção


referida, e que não constituam elementos indispensáveis ao desejo do
Mercador, apenas será efetuada mediante pedido escrito do Mercador e
eventual revisão do preço pago na venda da alma.

Cláusula 5ª - Do Preço e Forma de Pagamento

O Mercador de Almas concorda em realizar o pagamento do preço acordado,


sendo ele [descrever em detalhes o preço da alma, quaisquer que seja] sendo
que este valor será dividido da seguinte forma:

Parágrafo Primeiro: Na determinação do preço foram elementos da sua


fixação as pendências espirituais da alma, bem como seu depreciamento e
pureza.
Parágrafo Segundo: O preço referido acima inclui os meios e usos mágicos e
sobrenaturais necessários para a conclusão do pacto.

Parágrafo Terceiro: Sem prejuízo do disposto nas Cláusulas anteriores, a


alma é vendida livre de quaisquer ônus ou encargos.

Cláusula 6ª - Das Condições Gerais do Pacto

Perante qualquer anomalia verificada na alma, o Mercador deverá denunciá-


la ao Maldito no prazo de [prazo para reclamação de anomalias], após o seu
conhecimento.

Parágrafo Primeiro: O Maldito não se responsabiliza pela utilização


negligente da alma ou por defeitos ou vícios resultantes de operações de uso
ou alteração.

Parágrafo Segundo: O Mercador deverá manter o registro do pacto, caso ele


seja realizado. Caso o registro se perca ou destrua, este pode perder seus
direitos resultantes sobre aquela alma frente a outras entidades do Mercado
de Almas e afins.

Parágrafo Terceiro: A alma deverá estar no corpo do Maldito durante a


entrega desta, salvo convenção escrita em contrário.

Cláusula 7ª - Da Transferência da Propriedade

A Escritura de Compra e Venda será formalizada imediatamente após a


venda da alma.
Cláusula 8ª - Das Disposições finais

O presente pacto passa a vigorar entre as partes a partir da assinatura do


mesmo, as quais elegem as leis cósmicas do Mercado de Almas e os próprios
termos do presente pacto como fonte de informações para quaisquer dúvidas
posteriores.

Os herdeiros ou sucessores das partes contratantes se obrigam desde já ao


inteiro teor deste pacto.

E, por estarem de pleno acordo, as partes assinam o presente Pacto de


Compra e Venda de Alma

[Nome da cidade], [dia], [mês] e [ano].

[Nome completo do vendedor]

[Nome completo do comprador]


N E T B O O K D A C A S T A

No NETBOOK DA CASTA: RE-


CÍPERE, você encontrará mais sobre os an-
jos da casta Recípere, os Engenheiros da
Reencarnação da Cidade de Prata, sua his-
tória, relação com outras castas e organiza-
ção.
Conhecerá mais sobre suas fun-
ções na Cidade de Prata, com uma descri-
ção mais detalhada dos Armeiros, encarre-
gados de forjar as armas mágicas da Cida-
de de Prata; os Magos, encarregados de
desenvolver rituais e pesquisar magias; os
Burocratas, encarregados de escolher as
almas que habitarão o Paraíso; e os Big
Brothers, espiões do Conselho e responsá-
veis pela segurança das informações.
Além disso o netbook trás novos
aprimoramentos, perícia, kits, itens mági-
cos e novos poderes angelicais exclusivos
dos Recípere!