Você está na página 1de 12

5ª Aula

Desenvolvimento do Tema:

Despesas. Cálculos do BDI – Benefícios e Despesas Indiretas


Os participantes poderão apresentar entendimentos e experiências com base
em suas atividades cabendo ao professor os comentários pertinentes com
destaque dos aspectos mais importantes.
O Cálculo do BDI

Trata-se de um trabalho importante, porém ingrato. Ingrato é o cálculo do valor


total e também a sua distribuição horizontal pela prestação dos serviços.

Se o cálculo dos custos da prestação dos serviços apresenta forma razoavelmente


lógica, com composição até possível de conferência, o cálculo do BDI se
apresenta extremamente complexo.

Vejamos as possíveis formas de cálculo do BDI, além do método empírico, sem


qualquer fundamento, utilizado por algumas empresas:

- Método base balancete contábil (Vendas).

- Método base mark – up (Custos).

- Método Analítico puro.

Cálculo do BDI: Método Base Balancete Contábil

Trata-se do conhecimento do valor das despesas, e também do lucro, por meio da


peça contábil denominada balancete, mensal ou anual, na qual as despesas estão
discriminadas por natureza, conhecendo, portanto, a natureza e os respectivos
valores acumulados, bem como o resultado obtido, lucro, prejuízo ou uma situação
de equilíbrio das contas.

Nas entidades regularmente estruturadas o balancete contábil estará


mensalmente disponível revelando os valores mensais e também as acumulações
progressivas.

Os valores que compõem o BDI serão conhecidos, porém não a estrutura da


entidade que deram origem aos valores.

Assim, tais valores não permitem uma compreensão mais clara da sua
representatividade, como no caso do método analítico puro, apesar de que os
contadores apresentam, regra geral, os balancetes acompanhados de análises
dos aspectos mais relevantes.

É o método comumente utilizado. A atribuição de valores aos serviços/produtos,


regra geral, se faz proporcionalmente às vendas.

Ver exemplo de balancete a seguir.


Cálculo do BDI: Método Base Mark - Up

Conhecido o custo da prestação do serviço, a inclusão das despesas pode ser


feita com base num resultado global baseado em balancete contábil que indicará a
atribuição das despesas como um % de Mark-up junto com um percentual de
lucro.

Mark – up é uma técnica no campo dos estudos de economia, correspondente ao


BDI e, basicamente, está representada na seguinte fórmula:

Despesas + Lucro Desejado


----------------------------------------- X 100 = % de Mark – up
Custo de prestação do serviço

Assim, o percentual de mark – up será adicionado ao custo para obter o resultado


pretendido. A base é o custo.

Considerando que o balancete contábil contém os elementos necessários para a


fórmula acima, o cálculo é muito simples, inclusive a discriminação da natureza de
cada despesa.

Ver exemplo de balancete a seguir demonstrando mark – up de 30%.


EXEMPLO DE BALANCETE CONTÁBIL

Contas Saldo Devedor Saldo Credor

Caixa 10

Bancos 50

Contas a Receber 80

Máquinas e Equipamentos 20

Capital Social e Reservas 52

Fornecedores 60

Contas a Pagar 10

Receita de Serviços Prestados 303

Custo da prestação de serviços 233

Despesas (*)

- Comerciais 16

-Administrativas 30

- Financeiras 5

- Tributárias 2

- Outras 3

Receitas Diversas 5

Resultado

Lucro 19

Prejuízo -

Totais dos saldos 449 449

(*) Neste exemplo as despesas estão agrupadas. Entretanto, nos balancetes são detalhadas por
rubricas próprias.
Cálculo do BDI: Taxa Média

O Balancete revela os seguintes valores:

Total das Vendas = $ 303

Total dos custos = $ 233

Total das Despesas = $ 56

Total das Receitas Diversas = $ 5

Despesas Líquidas + $ 51

Lucro = $ 19

Pela fórmula do Mark-up a taxa média seria 30,0 %:

Despesas + Lucro Desejado


----------------------------------------- X 100 = % de Mark – up
Custo de prestação do serviço

De fato, 51 + 19 = 70 /233 X100 = 30,0%

Assim, a Taxa Média do BDI utilizando os valores do Balancete Contábil é de


30,0%.

Realmente, Custo 233 X 1,30 = Venda 303 e o lucro 19 é 6,3% das vendas.

Conclusão: O conceito de Mark-up e BDI é o mesmo.


Cálculo do BDI: Método Analítico das Atividades

Trata-se da análise das despesas que compõe o BDI num certo momento por
meio do escrutínio da estrutura de cada atividade, comercial, administrativa, a
despesa da estrutura financeira que sustenta a entidade, a despesa da estrutura
tributária que onera as operações da entidade e de outras despesas.

Esta análise busca verificar se todas as atividades referentes ao BDI estão


relacionadas, física e financeiramente, com as operações da entidade.

Esta análise deve ser feita ao valor presente das despesas e deve ter como
objetivo verificar e conhecer, entender, compreender como e porque as despesas
ocorrem na entidade, e, em complemento, se as estruturas encontradas são
adequadas para as operações da entidade (se há excessos desnecessários, se
faltam atividades que estejam afetando a utilização da plena capacidade
operacional da entidade, se há atividades não relacionadas, direta ou
indiretamente, com as operações da entidade, se seria recomendável alterações
nas estruturas, etc.).

É um exercício saudável porque a entidade tem um adequado conhecimento do


BDI, em termos técnicos e financeiros, não alcançados nos outros métodos.

O resultado desta análise indicará a correta relação do BDI com as operações da


entidade, que pode ser diferente das distribuições proporcional a vendas ou a
custos.

Quanto ao lucro, regra geral, trata-se sempre de um percentual fixado para a


prestação do serviço, não necessitando ser sempre um percentual igual. Pode
variar de caso em caso.
BDI: Algumas taxas propostas pela PMSP

A Secretaria de Infra-Estrutura Urbana e Obras calcula taxas de BDI para obras e


serviços de engenharia por meio da sua Assessoria de Custos. Entendo que são
taxas referenciais para avaliação de propostas em licitações.

As taxas têm como componentes básicos:

- Despesas Indiretas: escritório central, administração local e transportes internos,


etc.

- Tributos obrigatórios: COFINS, PIS, ISS.

- Benefícios: lucro bruto.

Considera também as hipóteses de desoneração da Folha de Pagamento, como


uma das possibilidades.

Como exemplos, há as seguintes anotações:

- Para edificações: 29,0%.


- Para galeria, pontes, viadutos: 37,7%.
- Para Pavimentação: 35,20%.
- Para projetos: 37,8%.

- Não identifiquei taxas de BDI para serviços.


BDI: Enfoques Diferentes

O BDI, despesas indiretas e lucro bruto, é, regra geral. a porção mais cinzenta da
composição do preço de um serviço ou do valor de execução do serviço, no caso
de execução própria.

De fato, se as atividades, os materiais e os bens necessários para a prestação do


serviço e os respectivos custos podem ser razoavelmente conhecidos por meio do
projeto básico e do projeto executivo, permitindo a análise crítica e avaliação de
uma proposta, diferente é a situação, em cada caso, dos valores propostos como
BDI.

O valor ou o percentual atribuído ao BDI dependerá em cada caso da estrutura


operacional administrativa e a lucratividade pretendida, objetivada pelo
proponente.

São fatores muito variáveis na medida em que as estruturas podem variar de


entidade para entidade e a lucratividade também, condicionada a estratégias
comerciais, necessidade financeira, utilização da capacidade operacional
disponível, etc.

Destarte, há dois enfoques opostos na avaliação do BDI: na visão do proponente,


aquele que vai prestar o serviço e na visão do demandante, aquele que arcará
com o preço do serviço. Na realidade, os enfoques que parecem ser de natureza
oposta, não são opostos e sim convergentes: assegurar o lucro adequado.

Enfoque do Proponente do Serviço

Ao prestador do serviço haverá a preocupação de:

- Assegurar a mais tecnicamente correta atribuição do BDI para que obtenha o


resultado almejado, o lucro no percentual buscado, que poderá ser afetado se as
despesas forem incorretamente atribuídas na proposta a menor que a realidade
da entidade.

- Todavia, também não poderá aumentar indiscriminadamente o BDI porque


correrá o risco de ter preço não compatível com o mercado, ser sobrepujado por
algum concorrente.

- Ademais, poderá considerar a possibilidade de ter reduzir o preço numa


negociação pretendida pela demandante e assim, se precaver com alguma
redução do BDI, visto que tal possibilidade seria tecnicamente inviável nos
custos.
Enfoque do Demandante do Serviço

Neste enfoque a preocupação será assegurar-se que o BDI da melhor proposta


está tecnicamente correta, o percentual é condizente com a média do mercado e
assim, o lucro indicado pelo proponente não está sobre-estimado com algum
excesso embutido nas despesas, ou seja, por algum excesso de despesas além
da realidade da entidade.

A convicção buscada pelo demandante pode ser avaliada por três mecanismos:

- Exigência de discriminação do BDI (comumente dito abrir o BDI);


- Comparação do percentual sobre os custos com a média do mercado;
- Negociação para uma redução do percentual.
O BDI NO PREÇO DE VENDA

Exemplo de Entidade que Vende Produtos e Presta Serviços

Exemplos de atribuição de BDI. Base dos Valores: Balancete Contábil

Pressuposto: Entidade do ramo de Informática: vende produtos e presta serviços

Produtos/Serviços Micro Impressora Cartuchos Manutenção Consertos Total

Valor das vendas 500 200 50 150 50 950

Custos (378) (148) (30) (114) (30) (700)

BDI

Despesas Indiretas - - - - - (185)

A- Base B. Contábil (Vendas) (99) (40) (8) (30) (8) (185)

B - Base B. Contábil (Custos) (100) (39) (8) (30) (8) (185)

C - Met. Analítico Ativ. (92) (54) (9) (20) (10) (185)

Lucro - - - - - 65

Resultado A 23 12 12 6 12 65

Resultado B 22 13 12 6 12 65

Resultado C 30 (2) 11 16 10 65

% Técnico Base C (BDI) 32,2 35,1 66,7 31,6 66,7 35,7

% Técnico: Exemplo. Micro: 30 + 92 = 122/378 X 100 = 32,2%

Portanto: 378 X 1,322 = 500 (P. de Venda)


Análise Técnica das Despesas Indiretas em Relação às Atividades Operacionais – MAA

Despesas Indiretas Micros Impressoras Cartuchos Manutenção Consertos Total

D. Comerciais 28 16 3 4 3 54

D. Administrativas 53 30 2 11 3 99

D. Financeiras 8 5 2 1 - 16

D. Tributárias 1 1 1 2 2 7

D. Outras 2 2 1 2 2 9

Total 92 54 9 20 10 185

Alternativas de Lucros Modificando o BDI

Produtos Micro Impressora Cartuchos Manutenção Consertos

Alternativa: Lucro 0,0% 24,3 36,5 30,0 17,5 33,3

Alternativa: Lucro 1,0% 25,7 37,8 31,6 18,8 35,0

Alternativa: Lucro 5,0% 30,9 43,2 38,3 24,1 41,7

Alternativa: Lucro 6.0% 32,2 - - - -

Alternativa:Lucro 10,0% 37,6 50,0 46,6 30,7 50,0

% de lucro sobre vendas


Exemplo Prático da Aplicação de Custos e BDI

Para uma aplicação prática de custos e BDI, vejamos a hipótese de que a


Administração Pública decida pela contratação do serviço de manutenção,
considerando as seguintes premissas:

- O projeto revelou um custo estimado de R$ 12.000,00. A taxa de BDI


objetivo da Administração seria de 25% (conforme pesquisa de mercado).

- O custo proposto pela participante é de R$ 11.400,00, mais BDI de 30,7%,


sendo então o preço da proposta de R$ 14.900,00 com lucro de R$
1.500,00 (10%). De fato, 14.900,00 – 11.400,00 – 2.000,00 de Despesas
Indiretas = lucro de 1.500,00.

Sendo a proposta do participante a melhor classificada, a Prefeitura pretende


negociar o BDI e insiste em conseguir redução para 25%.

Com a tabela de percentuais em mãos o representante do proponente verifica


que 25% de BDI lhe assegura lucro acima de 5% e aceita a redução do preço,
que passa a ser de R$ 14.250,00 e assegura lucro de R$ 850,00 (5,96%).

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE:

Para a próxima aula que será de natureza prática todos deverão trazer 3

folhas de sulfite A4, lápis, régua e borracha, e quem tiver, uma calculadora

simples de 4 operações.