Você está na página 1de 2

Perguntas frequentes Revolog:

1. Quais são as SLAs que a LogPyx oferece?


SLA para software de problemas simples - 48 horas.
demandas complexas - 7 dias.
SLA para hardware:
❏ SENSORES - deixamos equipamentos disponíveis (5%) para o próprio
cliente trocar em caso de necessidade.
❏ GATEWAY - são instalados com redundância.
As peças defeituosas são substituídas em no máximo 30 dias.
❏ TAG - são substituídas em 1 semana + prazo de entrega dos Correios.

2. Como é feita a supervisão remota de funcionamento?


A LogPyx designa internamente um Consultor de Sucesso para cada cliente. O CS
será responsável pela gestão de demandas e incidentes e prazos de resolução, bem
como acompanhará as sugestões de melhoria e usabilidade do software que o
cliente sugerir. O cliente tem direito a uma reunião semanal virtual com o CS em
caráter de rotina, horário previamente combinado, e deverá se dirigir a ele em caso
de incidentes. Não há limites para ligações ou email, e as ligações deverão ser feitas
apenas em horário comercial. Além disso, o CS checará diariamente as
funcionalidades do software e emitirá alertas caso ocorra alguma demanda.

3. Qual é o volume de dados que a nossa solução trafega no gateway?


Depende da quantidade de gateways, sensores e usuários. Historicamente, usando
dados coletados de um cliente do modelo cloud o tráfego variou entre 5GB a 19GB
por mês. A maior parte deste volume se refere ao tráfego de usuários web em
utilização do sistema. Se considerarmos somente o tráfego entre gateway e servidor,
o valor mal atinge 0,5GB por mês (upload). Se o sistema for instalado na modalidade
on-premise, isto é, dentro do cliente, é esperado um volume uns 100MB (upload) de
informações de monitoramento para fins supervisórios (cerca de 2 a 3 KB/minuto).

4. O que precisa para instalar o sistema? (hardware e software)?


Caso seja instalado on-premise, recomendamos três máquinas virtuais ou reais com
a configuração: CPU Quad-core I5, 8GB RAM, 64 GB armazenamento secundário.
O único software exigido nas máquinas virtuais é Linux Debian em sua última
versão; os demais softwares, a LogPyx providencia a instalação. Preferencialmente,
fornecemos a imagem de Linux com todos os softwares instalados em suas versões
mais recentes e devidamente configurados. Observação: o custo de setup de
instalação on-premise é maior que o modelo em cloud.

5. Qual é o tempo de resposta da nossa solução?


Considerando que tempo de resposta é o tempo entre o fato ocorrido e sua
representação no sistema:
Eventos de localização do GNSS demoram entre 10 a 20 segundos para serem
representados no Revolog.
Eventos de localização com UWB demoram entre 1 a 7 segundos para serem
representados no Revolog.
Eventos de entrada e doca (ou outro ponto de interesse como balança) tem tempo
de representação configurável e substancialmente superiores ao tempo UWB para
evitar "falsos positivos" (ex. um veículo passando próximo a uma doca erroneamente
ser representado como estacionado na mesma) e "falsos negativos" (ex. uma
interferência no sinal causar a falsa impressão que o veículo saiu da doca).
Utilizamos por padrão 1 minuto, mas o tempo é tipicamente configurado entre 30 e
120 segundos. Isto é, entre um veículo manobrar e entrar na doca, normalmente
demora um minuto para o sistema representa que entrou na doca. Idem para
quando sai da doca.

6. Qual é o banco de dados que usamos?


Cloud: MySQL
On-premise: MySQL preferencialmente, podendo ser usados MariaDB e Oracle. No
caso destes, licença e suporte devem ser contratados pelo cliente.