Você está na página 1de 18

Estruturas de Madeira Prof.

ª Lídici Pomin

Ligações em
estruturas de madeira
- Parte 1 -

AULA 13
Segundo a NBR 7190:1997
Considerações iniciais
dispositivos que permitem assegurar
LIGAÇÕES a união e a transmissão de esforços
entre os elementos de uma estrutura

Limitações no comprimento das peças Emendas

Peças de Construção de elementos estruturais


treliças formados com diversas peças

A madeira é fácil de ser perfurada, puncionada,


cortada e ajustada da forma desejada

Ligações em estruturas de madeira Profª: Lídici Pomin


Considerações iniciais

ATENÇÃO
→ disposição das fibras em relação ao sentido
dos esforços (verificação das resistências nas
direções de inclinação das fibras)
→ ocorrência de tensões localizadas
→ veri icação quanto a madeira

→ veri icação mecânica dos


elementos conectores

Ligações em estruturas de madeira Profª: Lídici Pomin


Tipos de Ligações
1) Ligações por encaixe

o Necessita de mão de obra e equipamentos especializados


o Reduzem a necessidade de acessórios
o Ligações empregadas apenas para transmissão de esforços
de compressão entre as peças
Ligações em estruturas de madeira Profª: Lídici Pomin
Tipos de Ligações
2) Ligações por aderência

o Esse tipo de ligação é pouco utilizada


para emendas, sendo mais usual para
formar a madeira laminada colada
o Além de colar as diversas lâminas, o adesivo também é
utilizado nas emendas longitudinais, permitindo a obtenção
de peças de grandes seções transversais e comprimentos,
com eixo reto e curvo.
Ligações em estruturas de madeira Profª: Lídici Pomin
Tipos de Ligações
3) Ligações com conectores metálicos
→ Anéis metálicos

o Os anéis metálicos são empregados em casos que


necessitam de elevada resistência e rigidez das ligações
o Os anéis devem ser acompanhados de parafusos no centro
para evitar o afastamento entre as peças de madeira
Ligações em estruturas de madeira Profª: Lídici Pomin
Tipos de Ligações
3) Ligações com conectores metálicos
→ Chapas dentadas

o Ligação utilizada em madeiras com menor densidade, pois


permitem uma melhor cravação dos dentes
Ligações em estruturas de madeira Profª: Lídici Pomin
Tipos de Ligações
4) Ligações com pinos
→ Pinos metálicos pregos e parafusos

o São os tipos de ligações mais utilizadas, pois não necessita


de mão-de-obra especializada
o As ligações parafusadas podem ser composta por chapas
metálicas ou de madeiras

Ligações em estruturas de madeira Profª: Lídici Pomin


Tipos de Ligações
4) Ligações com pinos
→ Pinos de madeira cavilhas

o Atualmente esse tipo de ligação é pouco


encontrada em estruturas de madeira,
sendo mais usual no setor moveleiro
Ligações em estruturas de madeira Profª: Lídici Pomin
Emendas
Emenda dentada

Emenda parafusada

Ligações em estruturas de madeira Profª: Lídici Pomin


Emendas

Ligações em estruturas de madeira Profª: Lídici Pomin


Verificação das ligações
A madeira, quando perfurada, pode apresentar
problemas de fendilhamento, por isso deve-se
respeitar os espaçamentos destas perfurações de
acordo com cada tipo de dispositivo utilizado,
seguindo as recomendações da NBR 7190.

Verificação no ELU:
S : valor de cálculo das solicitações

R : valor de cálculo da resistência

Ligações em estruturas de madeira Profª: Lídici Pomin


Verificação das ligações
Observações sobre as ligações
→ Os eixos das barras que compõe a treliça devem
cruzar em um único ponto

→ Este ponto corresponde ao nó de ligação

Ligações em estruturas de madeira Profª: Lídici Pomin


Ligações por entalhe

Transmite esforços por contato

Empregado em peças comprimidas

ATENÇÃO: fazer a consideração no caso de


inversão de esforços, causada pela ação do vento

→ Esmagamento da madeira
VERIFICAÇÃO
→ Cisalhamento na madeira

Ligações em estruturas de madeira Profª: Lídici Pomin


Ligações por entalhe
→ Esmagamento da peça na área de contato
→ Cisalhamento no topo da peça

Ligações em estruturas de madeira Profª: Lídici Pomin


Ligações por entalhe
→ Esmagamento
θ
da peça na área
θ
x de contato

Altura do entalhe

Recomenda-se que a altura do entalhe não seja maior que


¼ da altura (h) da seção da peça, nem menor a 2cm

N A = x .b e: altura do entalhe
σ , = ≤ , f: comprimento da folga
A e = x . cos θ A : área de contato
Ligações em estruturas de madeira Profª: Lídici Pomin
Ligações por entalhe
→ Cisalhamento
θ
no topo da peça
θ
x
Comprimento
da folga
Recomenda-se que o
V comprimento da folga que
τ = ≤ , resiste ao cisalhamento seja
A
no mínimo igual a 15 cm.
V = N . cos θ
f: comprimento da folga
A = f .b
Ligações em estruturas de madeira Profª: Lídici Pomin
Ligações por entalhe
Atenção: além da
verificação do entalhe
θ (altura e comprimento),
é necessário,
também, a verificação
das peças quanto as
LEMBRETE
solicitações no ELU e,
para este caso, requer a
→ Fórmula de Hankinsson verificação à compressão
normal às fibras na
.
= região de apoio.
. sen θ + . cos θ

Ligações em estruturas de madeira Profª: Lídici Pomin

Interesses relacionados