Você está na página 1de 64

Kabbalah – Desvendando alguns fundamentos

Por: Reginaldo Leite

Sinopse:
p Uma abordagem
g resumida sobre os conceitos,, origem,
g ,
transmissão e estrutura da sabedoria cabalística.
A CABALA, OU CIÊNCIA TRADICIONAL DOS HEBREUS PODERIA 
SER CHAMADA DE  “A MATEMÁTICA DO PENSAMENTO 
HUMANO. OU  A ÁLGEBRA DA FÉ”.
Á É

1 ‐ RESOLVE, COM SUAS EQUAÇÕES TODOS OS PROBLEMAS 
1
1 ‐ RESOLVE COM SUAS EQUAÇÕES TODOS OS PROBLEMAS
DA
ALMA COMO SE FOSSEM EQUAÇÕES ISOLANDO AS
ALMA COMO SE FOSSEM EQUAÇÕES, ISOLANDO AS 
INCÓGNITAS. 
 DÁ AS IDÉIAS;;
 A NITIDEZ E A EXATIDÃO DOS NÚMEROS;
 SEUS RESULTADO SÃO PARA A MENTE, A INFABILIDADE
(SEMPRE RELATIVA NA ESFERA DOS CONHECIMENTOS 
HUMANOS);
A A PAZ  PROFUNDA PARA O CORAÇÃO;
PAZ PROFUNDA PARA O CORAÇÃO
Éliphas Lévi – Elementos da Cabala
APESAR DE SUAS ORIGENS 
ESTAREM ENRAIZADAS 
NA ANTIGUIDADE PROFUNDA, 
DESDE O TEMPO DA ANTIGA BABILÔNIA  
(ATUAL IRAQUE)
(ATUAL IRAQUE), 
A SABEDORIA DA CABALA SE MANTEVE 
PRATICAMENTE OCULTA DA 
HUMANIDADE DESDE QUE APARECERA
HUMANIDADE DESDE QUE APARECERA 
HÁ MAIS DE QUATRO MIL ANOS ATRÁS. 
PARA OS DIAS DE HOJE, 
POUCOS SABEM O QUE É REALMENTE 
É
A CABALA. 
POR MILÊNIOS, A HUMANIDADE 
OFERECEU UMA VARIEDADE DE COISAS
OFERECEU UMA VARIEDADE DE COISAS 
SOB O NOME DE "CABALA", MAGIAS, 
MALDIÇÕES E ATÉ MILAGRES, 
TODOS ... 
TODOS
EXCETO PARA O MÉTODO DA CABALA 
EM SI. 
ESTA SABEDORIA É NADA MAIS, NADA MENOS DO QUE 
Q ,Q
UMA SEQÜÊNCIA DE RAÍZES, QUE PENDEM POR MEIO DE 
CAUSA E EFEITO, COM REGRAS DETERMINADAS, 
ENTREMEANDO A UM OBJETIVO ÚNICO, 
O U O J O Ú CO,
EXALTADO E DESCRITO COMO:
"A
A REVELAÇÃO DE SUA DIVINDADE  E AS 
REVELAÇÃO DE SUA DIVINDADE E AS
SUAS CRIATURAS EM NESTE MUNDO”
ELA NOS ENSINA A DESENVOLVER UM SENTIDO 
ELA NOS ENSINA A DESENVOLVER UM SENTIDO
DAS FORÇAS DE ORDEM SUPERIOR, E, 
FINALMENTE, 
FINALMENTE
DESCOBRIR O SEU ÚNICO PROPÓSITO  
PARA NOS LEVAR À REVELAÇÃO DO CRIADOR
PARA NOS LEVAR À REVELAÇÃO DO CRIADOR, 
ENQUANTO VIVERMOS NESTE MUNDO.
1: CABALA É UM RELIGIÃO
CABALA É UMA CIÊNCIA ‐
É Ê A FÍSICA DA REALIDADE GLOBAL. É UMA 
Í É
SABEDORIA QUE REVELA A REALIDADE GLOBAL QUE 
NORMALMENTE É ESCONDIDO DE NOSSOS SENTIDOS
NORMALMENTE É ESCONDIDO DE NOSSOS SENTIDOS.

2: CABALA ESTÁ LIGADO A CORDÕES VERMELHAS E ÁGUA BENTA ‐
NÃO HÁ NENHUMA LIGAÇÃO COM CORDÕES VERMELHOS, ÁGUA 
BENTA E OUTROS PRODUTOS.  SÃO UMA INVENÇÃO LUCRATIVA 
COMERCIAL CRIADA NAS ÚLTIMAS DUAS DÉCADAS
COMERCIAL CRIADA NAS ÚLTIMAS DUAS DÉCADAS. 

3: CABALA É RESERVADA PARA UMA MINORIA DE PESSOAS E SÓ 
3: CABALA É RESERVADA PARA UMA MINORIA DE PESSOAS E SÓ
OS HOMENS COM MAIS DE 40 ANOS DE IDADE TÊM PERMISSÃO 
PARA APRENDÊ‐LA. 
DURANTE O EXÍLIO A CABALA SÓ FOI ESTUDADA POR ALGUNS 
INDIVÍDUOS SELECIONADOS. NO ENTANTO, DESDE O TEMPO DO 
ARI (SÉCULO 16) ESTÁ DISPONÍVEL PARA TODOS
ARI (SÉCULO 16), ESTÁ DISPONÍVEL PARA TODOS.
4: TRATA DE MAGIA COM OFERENDAS NA CABALA 
4 TRATA DE MAGIA COM OFERENDAS NA CABALA
MÁGICA. 
CABALA NÃO TRATA DE MAGIA OU FEITIÇARIA 
Ã
, ,
OUTROS, PELO CONTRÁRIO, TRATA‐SE DE UMA 
INVESTIGAÇÃO PRAGMÁTICA DA REALIDADE.

5: CABALA É UM SEITA 
CABALA É UMA SABEDORIA E UMA CIÊNCIA
CABALA É UMA SABEDORIA E UMA CIÊNCIA 
ABERTA A TODAS AS PESSOAS, SEM QUAISQUER 
RESTRIÇÕES. 
Õ
6: CABALA ESTÁ RELACIONADA COM A "NOVA ERA" E É
UMA TENDÊNCIA – A CABALA É UM UM FENÔMENO
PASSAGEIRO
É A MAIS ANTIGA SABEDORIA DA HUMANIDADE
HUMANIDADE. SEUS
COMEÇOS FORAM DE APROXIMADAMENTE 5.000 ANOS
ATRÁVÉS DOS ESSÊNIOS;

7: CABALA ESTÁ RELACIONADA COM A CARTAS DE TARÔ,


ASTROLOGIA E NUMEROLOGIA
AS CARTAS DE TARÔ, ASTROLOGIA E NUMEROLOGIA, NA
SUA PRÁTICA MÍSTICA, TÊM SIDO ERRONEAMENTE
ASSOCIADOS A CABALA.

8: HÁ AMULETOS NA CABALA
EM NOSSO MUNDO, NÃO HÁ OBJETOS FÍSICOS QUE
CONTENHAM QUALQUER CONTEÚDO ESPIRITUAL. OS
AMULETOS SÓ PODEM AJUDAR UMA PESSOA COMO UM
APOIO PSICOLÓGICO.
9: CABALA ENVOLVE MEDITAÇÃO
Ç
CABALA NÃO SE TRATA DE MEDITAÇÃO. A
MEDITAÇÃO É OUTRO ELEMENTO QUE ESTAVA
LIGADA À PALAVRA "CABALA" EM MEIO A CONFUSÃO
Ã
NOS ÚLTIMOS SÉCULOS POR NÃO CABALISTAS.

10: É NECESSÁRIO TER ESTUDADO O PENTATEUCO E


O TALMUDE ANTES DE SE APROXIMAR DA CABALA-
SEM “CABALA’, NÃO SE PODE COMPREENDER O
SIGNIFICADO ESPIRITUAL DOS TEXTOS, E ESTÁ
PRESO A PENSAR QUE ELES SE REFEREM A EVENTOS
FÍSICOS E AÇÕES.
1 - A CIÊNCIA DA CABALA É A MANEIRA DE FALAR SOBRE TODOS
NÓS.
Ó NÃO TRATA DE ALGO ABSTRATO, APENAS COM A FORMA
COMO SÃO CRIADOS E COMO NÓS FUNCIONAMOS EM NÍVEIS
MAIS S ELEVADOS
OS DE EXISTÊNCIA.
S C

2 - MUITOS DOS LIVROS CABALÍSTICOS FORAM ESCRITOS


COMEÇANDO COM ABRAÃO, O PATRIARCA DE QUATRO MIL ANOS
ATRÁS, QUE ESCREVEU UM LIVRO CHAMADO SEFER YETZIRAH (O
LIVRO DA CRIAÇÃO).
3 - DEPOIS O “O
O LIVRO DO ZOHAR” ESCRITO NO SÉCULO II DC
DC.
“O ZOHAR” É SEGUIDO PELAS OBRAS DO ARI, E, NO SÉCULO XX
VIU O SURGIMENTO DAS OBRAS DE CABALISTA RABINO YEHUDA
ASHLAG (BAAL HASULAM)
HASULAM);

4 - OS TEXTO DE YEHUDA ASHLAG SÃO MAIS ADEQUADOS PARA A


NOSSA GERAÇÃO.
à ELES, ASSIM COMO OUTRAS FONTES
CABALÍSTICAS, DESCREVEM A ESTRUTURA DOS MUNDOS
SUPERIORES,, COMO ELES DESCEM E COMO O NOSSO UNIVERSO
ENTROU EM EXISTÊNCIA;
A CIÊNCIA DA CABALA NÃO LIDA COM
A VIDA NESTE MUNDO.
EM VEZ DISSO
DISSO, ESTUDA O NOSSO
SISTEMA PARA NÓS REINTEGRAMOS
AO NÍVEL QUE POSSUÍAMOS ANTES DE
DESCERMOS.
DURANTE A ASCENÇÃO,
à O ESTUDO DA
CABALA NOS CONDUZ A UM SISTEMA
IGUAL AO SISTEMA ESPIRITUAL.
ORIGEM ETRANSMISSÃO DA CABALA
SEGUNDO OS JUDEUS,
JUDEUS A CABALA E SEUS
ENSINAMENTOS SÃO PARTES INTEGRANTES DA TORÁ
((OS CINCO PRIMEIROS LIVROS DA BÍBLIA))

OS ENSINAMENTOS DA CABALA SE BASEIAM COMO


SENDO A REVELAÇÃO A MOISÉS NO MONTE SINAI E
DEPOIS FORAM TRANSMITIDOS A JOSUÉ.
A CABALA POR SI PRÓPRIA ENSINA QUE O SEU
ESTUDO É UM MÉTODO IMPORTANTE PARA AJUDAR A
Ç
ALCANÇAR A REDENÇÃO.
Ç

SEGUNDO O HISTORIADOR JOSEFO, TAIS ESCRITOS


ESTAVAM EM PODER DOS ESSÊNIOS,
ESSÊNIOS E ERAM
CUIDADOSAMENTE GUARDADOS POR ELES PARA
EVITAR SUA PERDA
PERDA, O QUAL ELES ALEGAVAM SER UMA
ANTIGUIDADE.
ORIGEM ETRANSMISSÃO DA CABALA
O QUE É QUE A CABALA TRATA?
A)DA “NATUREZA DA DIVINDADE”,
B)DO “PROCESSO
PROCESSO DA CRIAÇÃO
CRIAÇÃO”,,
C)DA “QUESTÃO DO BEM E DO MAL”, E
D)DE TODAS AS QUESTÕES TEOLÓGICAS E
FILOSÓFICAS
Ó FUNDAMENTAIS.

ALGUNS ESTUDIOSOS E AUTORES APRESENTAM A


CABALA COMO SENDO:
A)) UM SISTEMA,,
B) ALGUNS COMO UMA VISÃO, OU
C) UM MODO DE PERCEBER A NATUREZA DA
REALIDADE E
D) OUTROS COMO SENDO A TRADIÇÃO MÍSTICA
JUDAICA ENSINANDO A RELAÇÃO MAIS PROFUNDA
COM A ESSÊNCIA DE DEUS.
ORIGEM ETRANSMISSÃO DA CABALA

HEY-LAMED-BET - QOF
KABBALAH
A) A PALAVRA SE ORIGINA DA RAIZ HEBRAICA “LEKABEL” QUE
SIGNIFICA RECEBER.
RECEBER LITERALMENTE SIGNIFICA RECEBER,
RECEBER
REVELAR. LOGO A KABBALAH EQUIVALE A “RECEPÇÃO”;
B) A CABALA DESCREVE OS MOTIVOS DAS AÇÕES EM COMO "O
DESEJO DE RECEBER".
C) COM O OBJETIVO DE RECEBER PRAZER, UMA PESSOA ESTÁ
GERALMENTE DISPOSTA A FAZER UM GRANDE ESFORÇO.Ç A
QUESTÃO É: COMO ATINGIR O MÁXIMO PRAZER PAGANDO O
MÍNIMO PREÇO?
CADA UM TENTA RESPONDER A ESTA PERGUNTA À SUA
MANEIRA.

EM HEBRAICO “KABBALAH
KABBALAH (QBLH) SIGNIFICA “DA
DA BOCA PARA O
OUVIDO”, OU SEJA, A TRADIÇÃO SECRETA E ORAL.
ORIGEM ETRANSMISSÃO DA CABALA
A KABBALAH EM MUITOS DOS CASOS CLAMA EM SER A LUZ DA
TRADIÇÃO SECRETA DO CONHECIMENTO PRESERVADA ENTRE
OS “ELEITOS DO POVO”;
A “KABBALAH (QBLH) SIGNIFICA “DA BOCA PARA O OUVIDO”
OUVIDO”, OU
SEJA, A TRADIÇÃO SECRETA E ORAL. INCLUINDO
1) OS MAIS PROFUNDOS MISTÉRIOS DA DIVINDADE E AS
EMANAÇÕES;
Õ
2) O PROCESSO DE CRIAÇÃO;
3) A DIVINDADDE;
4) O ESQUEMA DA PROVIDÊNCIA EM RELAÇÃO AO HOMEM;
5) AS COMUNICAÇÕES DE DEUS NA SUA REVELAÇÃO;
6) A ADMINISTRAÇÃO DO BEM E DO MAL;
7) A NATUREZA E A PREEXISTÊNCIA DA ALMA E A SUA UNIÃO
COM A MATÉRIA;
8) O MISTÉRIO DO PECADO E AS SUAS PENALIDADES;
9) O MESSIAS;
10) A REVELAÇÃO DO REINO DE DEUS E A SUA GLÓRIA;
11) O ESTADO DA ALMA APÓS A MORTE E A REENCARNAÇÃO;
AUTENTICIDADE DA ORIGEM DA CABALA
NO PERÍODO DO REINADO DE AMENHOTEP HAVIA DIVERSOS LÍDERES 
NO PERÍODO DO REINADO DE AMENHOTEP HAVIA DIVERSOS LÍDERES
PERTENCENTES À GRANDE FRATERNIDADE BRANCA COM ENSINAMENTOS 
MÍSTICOS E CABALÍSTICOS POR CENTENAS DE ANOS ANTES DO 
NASCIMENTO DE MOISÉS E O EGITO ERA A SEDE DA GRANDE
NASCIMENTO DE MOISÉS E O EGITO ERA A SEDE DA GRANDE 
FRATERNIDADE BRANCA. 

ESSA FRATERNIDADE ERA COMPOSTA POR ESSÊNIOS E JÁ NA ÉPOCA, 
SEGUNDO OS HISTORIADORES MÂNETO DE SEBENITOS, (HISTORIADOR 
EGÍPCIO DO SÉCULO III A.C) E FLAVIUS JOSEPHUS (37 A 100 D.C.), AFIRMAM
EGÍPCIO DO SÉCULO III A.C) E FLAVIUS JOSEPHUS (37 A 100 D.C.), AFIRMAM 
QUE MOISÉS
MOISÉS ERA EGÍPCIO E CULTUAVA O MONOTEÍSMO ANTES DO ÊXODO 
E COM A FÉ NUM DEUS ÚNICO E ERA CONHECEDOR DAS BASES 
CABALÍSTICAS RELATAM QUE O NOME DE MOISÉS ERA OSARSEPH OU
CABALÍSTICAS. RELATAM QUE O NOME DE MOISÉS ERA OSARSEPH OU 
OSARSIPH E DEPOIS FOI MUDADO PARA MOISÉS (VER FLAVIUS JOSEPHUS 
EM “CONTRA APION”)

DENTRO DAS TRIBOS HAVIA OS ESSÊNIOS QUE NÃO ERAM JUDEUS, PORÉM 
, Q
POR DECRETO, TIVERAM QUE SE ACOMODAR DENTRO DOS PRINCÍPIOS 
JUDAICOS DA ÉPOCA E ASSUMIREM A IDENTIDADE JUDAICA OU ISRAELITA. 
AS DOZE TRIBOS
AS DOZE TRIBOS E A DISPERSÃO
ALGUNS COMENTÁRIOS DA ORIGEM DA CABALA
1) OS JUDEUS E OS CALDEUS
REGISTRA-SE QUE A CABALA FOI ORIGINADA DOS
CALDEUS E TRAZIDA POR ESDRAS E DANIEL
DANIEL.
PROCURARAM TRANSMITIR FIELMENTE O QUE FOI
TRANSMITIDO PELOS CALDEUS.

SEGUNDO SAINT YES D’ALVEYDRE. A CABALA JÁ FAZIA


PARTE INTEGRANTE DOS ESTUDOS DOS CALDEUS
SEGUNDO PESQUISAS PESSOAIS E DOCUMENTOS
ARQUEOLÓGICOS.

H. P. BLAVATSKY REGISTRA OS CALDEUS E OS SISTEMAS


MAIS ANTIGOS ERAM IDÊNTICOS A CABALA.
CABALA (VER “O
O
SIMBOLISMO ARCAICO DAS RELIGIÕES DO MUNDO E DA
CIÊNCIA – SECÇÃO III DE H. P. BLAVASTKY)
ALGUNS RELATOS DA ORIGEM DA CABALA

3) OS ISRAELITAS
DIZ-SE QUE A CABALA JUDAICA FOI
DERIVADA DOS EGÍPCIOS COM OS SEUS
HIERÓGLIFOS E QUE AS CHAVES DOS
CO
CONHECIMENTOS
C OS ESTAVAM
S CO
COM OS
EGÍPCIOS, OS HIEROFANTES;

SEGUNDO ALGUNS ISRAELITAS, MOISÉS


TROUXE O ENSINAMENTO QUE APRENDERA
COM O POVO EGÍPCIO ANTES DA DISPERSÃO
DAS DEZ TRIBOS NÃO
NÃO-JUDAICAS,
JUDAICAS, E QUE POR
SUA VEZ, O POVO EGÍPCIO APRENDERA DA
CIVILIZAÇÃO
Ç ATLANTE.
ALGUNS RELATOS DA ORIGEM DA CABALA

3) OS SUMÉRIOS
ALGUNS MENCIONAM QUE A CABALA É UM
SISTEMA MÍSTICO SUMERIANO,
SUMERIANO QUE
TRANSMITIRAM OS MISTÉRIOS PARA O EGITO
E A ÍNDIA
ÍNDIA. OS SUMÉRIOS FORAM SUCEDIDOS
PELOS BABILÔNIOS E QUE TRANSMITIRAM OS
ENSINAMENTOS PARA OS JUDEUS
JUDEUS.

4) OS BRÂMANES
OS ENSINAMENTOS CABALÍSTICOS JÁ
ESTAVAM DENTRO DA UNIVERSIDADE
BRAMÂNICA, QUE POR SUA VEZ SE
EXPRESSAVAM NUMA LÍNGUA ADÂMICA
CHAMADA DE VATTAN.
ALGUNS RELATOS DA ORIGEM DA CABALA

2 ) OS RABINOS

OS RABINOS CONTAM QUE A REVELAÇÃO


REVE AÇÃO DA
TORAH ORAL (OS CINCO PRIMEIROS LIVROS DA
BÍBLIA) FOI DADA A MOISÉS NO MONTE SINAI
(MONTE HOREB).

JUNTAMENTE COM A TORAH FOI DADA A


SABEDORIA ESOTÉRICA DA CABALA NA FORMA DA
LÍNGUA HEBRAICA.
HEBRAICA

SEGUNDO OS RABINOS,
RABINOS A CABALA TEM AS BASES
EM MOISÉS.
ALGUNS RELATOS DA ORIGEM DA CABALA

5) OS ESSÊNIOS
SEGUNDO O HISTORIADOR FLAVIUS
JOSEPHUS (37-100 D.C.)
JOSEPHUS,(37-100 D C ) OS ESCRITOS DOS
ENSINAMENTOS CABALÍSTICOS ESTAVAM EM
PODER DOS ESSÊNIOS, PRINCIPALMENTE POR
UM JUDEU ESSÊNIO CHAMADO DE MENACHEM.
ESTES ENSINAMENTOS ERAM GUARDADOS
CUIDADOSAMENTE POR ELES PARA EVITAR
SUA PERDA QUE ELES ALEGAVAM SER UM
CONHECIMENTO DA TRADIÇÃO.

ENTRETANTO,
O ALGUNS
G S HISTORIADORES
S O O S DA
ERA ATUAL, NÃO ACEITAM A CONEXÃO DOS
ESSÊNIOS COM A CABALA.
CABALA
ALGUNS RELATOS DA ORIGEM DA CABALA

6) OS EGÍPCIOS
DIVERSOS FILÓSOFOS COMPREENDEM QUE OS EGÍPCIOS
FORAM COLONIZADOS PELOS ATLANTES E TIVERAM O
CONHECIMENTO DA CABALA.

ALGUNS DIZEM QUE A PALAVRA É DERIVADA DE TRÊS


CONCEITOS EGÍPCIOS COM O KA (O ESPÍRITO DO INDIVÍDUO A
RESPEITO DE SUA REALIDADE PARTICULAR), O BA (DEFINIDA
COMO O CORPO OU REALIDADE FÍSICA EM NOSSA
REALIDADE ESPECÍFICA) E ANKH COMO A FORÇA VITAL, O
CORPO DE LUZ.

EM “A KABBALAH REVELADA” DE KNORR VON ROSENROTH


RETRATA QUE MOISÉS APRENDEU TODA SABEDORIA DO
EGITO E FOI INICIADO NOS CONHECIMENTOS DA CABALA E
CONVERTEU E ASSENTOU OS PRINCÍPIOS NOS PRIMEIROS
QUATRO LIVROS DO PENTATEUCO EM CONEXÃO COM O
QUINTO.
A LÍNGUA HEBRAICA E A CABALA

O HEBRAICO ERA A LÍNGUA DIÁRIA DOS ANTIGOS 
JUDEUS. 

ERA UMA LÍNGUA USADA NAS LITURGIAS E COM 
Í G S S G S CO
EXTENSÃO PASSOU A SER A FALADA ENTRE OS 
JUDEUS. 
JUDEUS

NO SÉCULO 19 E NO INÍCIO DO SÉCULO 20 SURGIU 
NO SÉCULO 19 E NO INÍCIO DO SÉCULO 20 SURGIU
UM MOVIMENTO SIONISTA PARA REVIVER A 
LÍNGUA HEBRAICA COMO UMA LÍNGUA PARA SER
LÍNGUA HEBRAICA COMO UMA LÍNGUA PARA SER 
FALADA LARGAMENTE, E TORNOU‐SE A LÍNGUA 
OFICIAL DE ISRAEL EM 1948
OFICIAL DE ISRAEL EM 1948.
A LÍNGUA HEBRAICA E A CABALA
SEGUNDO A TEORIA CABALÍSTICA DA CRIAÇÃO, DIZ‐
Í Ã
SE QUE DEUS CRIOU O MUNDO USANDO AS VINTE E 
DUAS LETRAS DO ALFABETO HEBRAICO.

TODAVIA, COM BASE NOS ESTUDOS DE SAINT YVES 
O CO S OS S OS S S
DE ALVEYDRE SOBRE OS ALFABETOS ANTIGOS, 
REVELA ESTE NA SUA PUBLICAÇÃO DE
REVELA ESTE, NA SUA PUBLICAÇÃO  DE
“O ARQUEÔMETRO”, INFORMA QUE O "VATTAN" ERA 
A LÍNGUA PRIMORDIAL DO PRIMEIRO CICLO DO
A LÍNGUA PRIMORDIAL DO PRIMEIRO CICLO DO 
UNIVERSO, UMA POSSÍVEL LÍNGUA DOS ATLANTES. 
ESTA LÍNGUA É TAMBÉM CHAMADA DE ADÂMICA OU
ESTA LÍNGUA É TAMBÉM CHAMADA DE ADÂMICA OU 
A LÍNGUA SAGRADA
A LÍNGUA HEBRAICA E A CABALA
A LÍNGUA ADÂMICA ERA UMA PROTO LÍNGUA QUE SE ACREDITA 
A LÍNGUA ADÂMICA ERA UMA PROTO‐LÍNGUA QUE SE ACREDITA
TER SIDO FALADA POR ADÃO E EVA NO PARAÍSO SEGUNDO 
G N SIS:
GÊNESIS:
EM 11:1 ‐ “AGORA, TODA A TERRA TINHA UMA SÓ LÍNGUA E UM 
SÓ IDIOMA”;

EM 11:6 ‐ “O SENHOR DISSE: EIS QUE O POVO É UM E TODOS 


TÊM UMA SÓ LÍNGUA; E ISTO É O QUE COMEÇAM A FAZER;
TÊM UMA SÓ LÍNGUA; E ISTO É O QUE COMEÇAM A FAZER; 
AGORA NÃO HAVERÁ RESTRIÇÃO PARA TUDO O QUE ELES 
INTENTAREM FAZER".

TAMBÉM SE CONSIDERA QUE O ALFABETO VATAN É DERIVADO DO 
ALFABETO ADÂMICO QUE POR SUA VEZ  DERIVOU O SÂNSCRITO E 
 Â
O VEDA. O VATTAN TAMBÉM É CONSIDERADO COMO ALFABETO 
DA RAÇA ARIANA
DA RAÇA ARIANA.
ORIGEM DA LÍNGUA HEBRAICA 
O ALFABETO HEBRAICO CONTÉM 22 LETRAS MAIS CINCO LETRAS FINAIS QUE 
CORRESPONDE A  27 LETRAS E CONTÉM DENTRO DELAS OS MAIS PROFUNDOS 
SEGREDOS DA CRIAÇÃO E CADA LETRA REPRESENTA O PODER DIVINO. ELAS SÃO 
DISTRIBUÍDAS EM TRÊS NÍVEIS DE ENERGIAS, HAVENDO UMA UNIDADE DE 
CONSCIÊNCIA EM CADA NÍVEL
ORIGEM DA LÍNGUA HEBRAICA 
O IDIOMA FENÍCIO DERIVAVA DO GRUPO CANANEU, E ERA MUITO
PARECIDO COM O HEBRAICO.
O RAMO CANAANITA DIVIDIU-SE EM DUAS FORMAS DIFERENTES,
SEGUNDO A FORMA DE SE ESCREVER O ALFABETO:
a)) A FORMA FENÍCIA
FENÍCIA, SEGURAMENTE MAIS ANTIGA
ANTIGA, E
b) A FORMA DO HEBRAICO ANTIGO, LIGADA AO RAMO ARAMAICO.
ALGUMAS PALAVRAS E FORMAS FORAM TOMADAS DE EMPRÉSTIMO
AO BABILÔNIO (IRAQUIANO),
(IRAQUIANO) AO EGÍPCIO,
EGÍPCIO AO PERSA (IRANIANO)
E AO ARAMAICO.

APÓS O CATIVEIRO NA BABILÔNIA


BABILÔNIA, O SACERDOTE
ESDRAS (OU EZRA) REDIGIU O LIVRO DE MOISÉS , OU
COPISTA DA LEI MOSAICA, NOS CARACTERES
ARAMAICOS. NESSA ÉPOCA, O SACERDÓCIO JUDEU
MANEJAVA MUITO IMPERFEITAMENTE AS CHAVES PARA A
SIGNIFICAÇÃO TRIPLA DO GÊNESE MOSAICO
(PENSAMENTO, VONTADE E AÇÃO). A PARTIR DOS
CARACTERES ARAMAICOS FOI QUE ESDRAS
DESENVOLVEU A CHAMADA ESCRITA “QUADRÁTICA”
Á DO
HEBRAICO (USADA ATÉ HOJE)
AS LETRAS MÃES




AS SETE LETRAS DUPLAS E A CORRELAÇÃO
NA ESTRELA SETENÁRIA
AS SETE LETRAS DUPLAS
A CRIAÇÃO

ANTES DA CRIAÇÃO EXISTIA SOMENTE “DEUS” COM O


“DESEJO” DE CRIAR A REALIDADE E AS CONSCIÊNCIAS
INDEPENDENTES. EMBORA QUE HAJA DISCUSSÕESÕ SOBRE
OS FUNDAMENTOS DE ATUALIDADE E REALIDADE NO
PLANO DIVINO,

O CONCEITO DE ATUALIDADE ESTÁ ENVOLVIDO COM A


MANIFESTAÇÃO DAS VIBRAÇÕES DA ENERGIA ESPÍRITO E
A REALIDADE ESTÁ NO GRAU DE APRECIAÇÃO DAS
VIBRAÇÕES
Ç MANIFESTAS.

DIZ-SE QUE É EXTREMAMENTE DIFÍCIL CONCEBER O


INFINITO EM FUNÇÃO DAS NOSSAS LIMITAÇÕES E ESTÁ
NUMA DIMENSÃO ESPIRITUAL QUE SÓ PODE SER
PERCEBIDA PELAS FACULDADES DA ALMA E NÃO DAS
FACULDADES MATERIAIS E OBJETIVAS.
NA DOUTRINA RELIGIOSA DIZ QUE NO COMEÇO DEUS
CRIOU OS CÉUS E A TERRA; CRIOU OS LUMINARES OU
ASTROS; O DIA E A NOITE, CRIOU AS VEGETAÇÕES, OS
ANIMAIS, OS PEIXES, AS AVES, SERES VIVOS SEGUNDO
AS SUAS ESPÉCIES E TEVE COMO O SER VIVENTE ADÃO
COMO IMAGEM E SEMELHANÇA, DEPOIS EVA E ASSIM
POR DIANTE. ENSINA QUE TUDO FOI CRIADO NUM
PERÍODO DE SEIS DIAS.
NA MITOLOGIA GREGA, DIZ QUE NO PRINCÍPIO HAVIA
O CAOS,
CAOS CONSIDERADO COMO A PRIMEIRA
DIVINDADE A SURGIR NO UNIVERSO, O MAIS VELHO
DOS DEUSES. HAVIA O SILÊNCIO E OVAZIO, NASCE
EROS QUE INICIA A ORDEM.
FAZ-SE A LUZ E O DIA E ENTÃO APARECE GAIA (A
TERRA) AS LUMINARES SURGIRAM DA COPULAÇÃO
TERRA).
ENTRE NIX (O MANTO DA NOITE ETERNA), E EREBUS,
((O LOCAL DESCONHECIDO DA MORADA DA MORTE
OU A ESCURIDÃO SUPERIOR). DESTA UNIÃO SURGIU
A LUZ CELESTIAL. NIX (À NOITE) E EREBUS
(ESCURIDÃO SUPERIOR) NASCERAM DE PEDAÇOS
DO CAOS.
GAIA, A TERRA, POR SI SÓ GERA URANO, O CÉU,
QUE SE TORNA ESPOSO DE GAIA FORMANDO TODAS
AS CRIATURAS. NA MITOLOGIA GREGA TANTO GAIA
COMO EROS SÃO FORÇASÇ GERADORAS DO
UNIVERSO.
NA TEOSOFIA, EXPLICA QUE O COSMO É EMANADO DE UM
PRINCÍPIO ONIPRESENTE, ABSOLUTO OU RAIZ SEM RAIZ,
ETERNO SEM LIMITES,
ETERNO, LIMITES IMUTÁVEL E INCOGNOSCÍVEL,
INCOGNOSCÍVEL POIS
SUA COMPREENSÃO ESCAPA À CAPACIDADE DA
INTELIGÊNCIA HUMANA, E QUE PERMANECE NÃO-
MANIFESTADO. ELE É AO MESMO TEMPO EXISTÊNCIA
Ê
ABSOLUTA E NÃO-EXISTÊNCIA ABSOLUTA. O ÚNICO INDÍCIO
QUE SE PODE TER DO PRINCÍPIO É O ESPAÇO
Ç ABSOLUTO
ABSTRATO.
NA CABALA, O DEUS TRANSCENDENTE É CHAMADO DE
AYN QUE SIGNIFICA “OO NADA ABSOLUTO”
ABSOLUTO QUE ESTÁ
ALÉM DA EXISTÊNCIA; O AYN NEM ESTÁ ACIMA E NEM
ABAIXO. O AYN NÃO TEM SOM E NEM SILÊNCIO. O DEUS
IMANENTE É CHAMADO DE AYN SOF QUE SIGNIFICA “O
ILIMITADO”. O AYN SOF É “O TODO ABSOLUTO”, NO
ENTANTO TANTO O DEUS TRANSCENDENTE ( O AYN)
QUANTO O DEUS IMANENTE ( O AYN SOF) SÃO O MESMO
DEUS, O DEUS ABSOLUTO. DEUS É DEUS E NADA SE
COMPARA COM DEUS.
DEUS
OS TRÊS VÉUS DA NEGATIVIDADE OU SEGREDOS CABALÍSTICOS
NA TEORIA CABALÍSTICA A RESPEITO DOS “VÉUS”,, TEM-SE:

O “AYN” CORRESPONDENDO AO NADA COM A "TRANSCENDÊNCIA”. É


O “DEUS TRANSCENDENTE”. ESTÁ ALÉM DOS REINOS DA CRIAÇÃO
ILUSÓRIA E INCONSTANTE. O “AYIN” É INCONCEBÍVEL E
INEXPLICÁVEL;

O “AYN SOF” CORRESPONDE A TUDO COM A “IMANÊNCIA”.


Ê ÉO
ESPAÇO COM TODAS AS POSSIBILIDADES NUM ESTADO POTENCIAL.

É O “TODO” E “TUDO” EM RELAÇÃO AO “NADA DO AYN”.


AYN”
O “TODO” DAR IMPRESSÃO COMO UM “NADA”, PORÉM, ESTÁ OCULTO
NOS PRINCÍPIOS DA RAIZ DA CRIAÇÃO DA MATÉRIA NUM ESTADO DE
HARMONIA PERFEITA
PERFEITA. O “AYN SOF” É O “DEUS IMANENTE”
IMANENTE”,
CONTENDO A BASE PLENA DE TODAS AS POSSIBILIDADES DA FORMA
NÃO MANIFESTA.

O “AYN SOF OR”, NEM É NADA E NEM É TUDO, MAS, O “ALGO”. POIS
TUDO AQUILO QUE FOR PERCEBIDO É OPOSTO A “TRANSCENDÊNCIA”
E A “IMANÊNCIA”
IMANÊNCIA , COMO O PRESSUPOSTO BÁSICO DA EMANAÇÃO.
EMANAÇÃO
OS TRÊS VÉUS DA NEGATIVIDADE OU SEGREDOS CABALÍSTICOS
SOBRE A EXISTÊNCIA NEGATIVA
AYN – 1º VÉU AYN SOF – 2º VÉU
DEUS TRANSCENDENTAL. DEUS IMANENTE.
EXISTÊNCIA
Ê NEGATIVA. O “NADA”.
O ILIMITADO. O “SEM FIM”,
NÃO ESTA LUGAR NENHUM. O “NADA SEM LIMITE”.
É O “NADA ABSOLUTO.”  É O “INFINITO”.
NUMERAL “ZERO
“ZERO.””
A ETERNIDADE.
O “SAGRADO UM”.
O ÚNICO Q
QUE TUDO TEM
SUA ORIGEM E TUDO
RETORNA.
ESSÊNCIA DIVINA
ESCONDIDA.
ESCONDIDA
É O “TODO ABSOLUTO.

AYN SOF OR – 3º VÉU


A LUZ ILIMITADA OU INFINITA QUE RODEIA O VAZIO, AS TREVAS.
CONTÉM 9 LETRAS CUJAS SOMBRAS SURGEM AS PRIMEIROS NÚMEROS OU ESFERAS.
ESFERAS
MANIFESTA O “SI MESMO” DENTRO DO “SI MESMO” PARA UM PONTO DE LUZ.
A COROA (KETER) SE CONCENTRA NESTE VÉU.
OS TRÊS VÉUS DA NEGATIVIDADE OU SEGREDOS CABALÍSTICOS
OS TRÊS VÉUS DA NEGATIVIDADE OU SEGREDOS CABALÍSTICOS

OS TRÊS VÉUS GERALMENTE SÃO


ILUSTRADAS COMO TRÊS
Ê ARCOS ACIMA DA
ESFERA KETER (COROA

PRIMEIRO VÉU – O ESPÍRITO UNIVERSAL


(TRANSCENDÊNCIA)

SEGUNDO VÉU - A VONTADE UNIVERSAL


(IMANÊNCIA)

TERCEIRO VÉU - O AMOR UNIVERSAL


(A MENTE)
AS EMANAÇÕES E A ÁRVORE DA VIDA
AS ATRIBUIÇÕES DOS CAMINHOS NA ÁRVORE DA VIDA
OS MUNDOS CABALÍSTICOS
OS MUNDOS CABALÍSTICOS
A QUEDA DE ADÃO
A QUEDA DE ADÃO
A QUEDA DE ADÃO E OS MUNDOS
CABALÍSTICOS
MERKABAH – O VEÍCULO DOS VEÍCULOS
O OBJETIVO DA MERKABAH
OQQUE É MERKABAH?
É UMA TÉCNICA DE MEDITAÇÃO PARA ATIVAR A
GEOMETRIA SAGRADA DA LUZ QUE É UMA PARTE DOS
CO OS DE ENERGIA
CORPOS G E REGENERAR
G O CORPO
CO O
HUMANO PARA A ASCENÇÃO SUPERIOR PARA A
REINTEGRAÇÃO COM A UNIDADE;

ESTA ENERGIA SAGRADA É VISTA EM REDOR E


INTERPENETRA O CORPO FÍSICO, PORÉM,
PERMANECE INATIVO A NÃO SER QUE
CONSCIENTEMENTE SEJA ATIVADO
ATIVADO.

A MEDITAÇÃO É UM INSTRUMENTO PARA A ATIVAÇÃO


DOS CENTROS PSÍQUICOS E PARA HARMONIZAÇÃO
COM A CONSCIÊNCIA CÓSMICA A FIM DE SE TORNAR
A “LUZ UNIFICA” OU “YACHID”.
A Estrela da Integração do Merkabah
MERKABAH
“MERKABAH” É UM CAMPO DE LUZ GIRANDO EM DUAS DIREÇÕES
OPOSTAS QUE AFETA ESPÍRITO
Í E CORPO SIMULTANEAMENTE. REFERE-
SE A UM TIPO DE LUZ QUE FOI COMPREENDIDA NO EGIUTO ANTIGO;

É UM VEÍCULO QUE PODE LEVAR O ESPÍRITO E O CORPO (OU SUA


INTERPRETAÇÃO
à DA REALIDADE) DE UM MUNDO, OU DIMENSÃO,à PARA
UM OUTRO.
A MERKABAH PORQUE PODE CRIAR REALIDADE ASSIM COMO VIAJAR
ENTRE AS REALIDADES.
É UM VEÍCULO INTER-DIMENSIONAL QUE NOS PERMITIRÁ
RETORNARMOS AO NOSSO ELEVADO ESTADO ORIGINAL DE
CONSCIÊNCIA.
O TRABALHO DA ASCENSÃO CELESTIAL

O SURGIMENTO DE UM NOVO MUNDO É COMEÇADO EM TIFERET.


 PORTANTO, A FACE PEQUENA DE UM MUNDO SUPERIOR É A FACE GRANDE DO
MUNDO
O INFERIOR.
O
PARA QUE O SER HUMANO POSSA ASCENDER A UM NÍVEL MAIS ALTO DA
ILUMINAÇÃO TERÁ QUE SUPERAR CADA ESFERA EM CADA MUNDO, TENDO EM
MENTE QUE QUANDO ESTIVER MEDITANDO EM MUNDO ESTARÁ NA FACE GRANDE
DESTE MUNDO E ENTRANDO NA FACE PEQUENA DO OUTRO MUNDO SUPERIOR,
MERKABAH (ASCENÇÃO CELESTIAL)

O MERKABAH É UMA ESTRUTURA DE CAMPO


ELETROMAGNÉTICO PERMANENTE E
ORGANIZADO, INTER-RELACIONADO EM
ENERGIA ESPIRAL DE ROTAÇÕES DE
CONTRÁRIAS QUE EXISTE COMO PARTE
INTEGRANTE DE TODA A CRIAÇÃO.

ESTE VEÍCULO DE LUZ É CONSTITUÍDO POR


DOIS TETRAEDROS IGUAIS COM UM CENTRO
COMUM QUE É CAPAZ DE LEVAR
EVAR A
CONSCIÊNCIA DIRETAMENTE PARA AS
DIMENSÕES SUPERIORES.

QUANDO OS DOIS TRIÂNGULOS DOS DOIS


MUNDOS SUPERIORES E INFERIORES SE
INTERCONECTAM, COMPÕE-SE
Õ ENTÃO
à A
UNIFICAÇÃO. NESTE MOMENTO O INDIVÍDUO E
O UNIVERSO SE FUNDEM COMO A “IMAGEM
DIVINA” OU A “CONSCIÊNCIA
Ê INTEGRADA” NO
SER HUMANO PERFEITO. TUDO É “UM”.
MERKABAH (ASCENÇÃO CELESTIAL)

NADA NA EXISTÊNCIA
Ê
HUMANA ATUA AO
ACASO, TUDO
OBEDECE A UMA
ORDEM SEGUINDO A
EVOLUÇÃO EM FORMA
DE ESPIRAL E
ASCENDENTE
MERKABAH