Você está na página 1de 2

Aluna: Bárbara Carolina Erlacher Braga

Curso: Contabilidade – EAD

Estudo Orientado Unidade 3 – NOÇÕES DE DIREITO


Mário é prefeito de uma cidade do interior de São Paulo. Nós últimos meses ele vem sendo envolvido em
diversos escândalos e denúncias. Assim, o Tribunal de Contas da região resolveu analisar as contas prestadas
no último ano pelo prefeito da cidade.

Foi constatado que uma empresa de informática foi contratada, mediante a dispensa de licitação pública, para
fornecer computadores para escolas da prefeitura.

Cada vez que um computador era entregue a uma escola, havia campanha com nomes e imagens que
promoviam a figura do prefeito.

Por isso, ele foi intimado por Whatsapp, declarando-se ciente. Ao final do procedimento, o Tribunal de Contas
não acolheu a defesa do prefeito e julgou como irregular a prestação de contas.

A partir da situação fictícia apresentada, você considera que algum dos princípios administrativos foi
violado? Se sim, explique qual ou quais foram e justifique sua resposta.

R: Sim, em meu ponto de vista foram violados os seguintes princípios:

 PRINCÍPIO DA SUPREMACIA DO INTERESSE PÚBLICO:


o Como o Tribunal de Contas apontou irregularidades nas contas, pude entender que o prefeito
usou a compra dos computadores para fazer propaganda política, seu interesse quis prevalecer
sobe o interesse público e ainda ficando subentendido que isso teve um custo e os cofres do
município arcaram com o mesmo.
 PRINCÍPIO DA INDISPONIBILIDADE DO INTERESSE PÚBLICO:
o O Prefeito não agiu conforme a legislação e sim conforme seu interesse e entendimento.
 PRINCÍPIO DA LEGALIDADE
o Como o prefeito não agiu conforme a legislação, ele também quebrou o Princípio da Legalidade.
Além de contrariar a lei ele não teve autorização legal para isso, pois, empresas de informática
em São Paulo são várias e a licitação seria possível.
 PRINCÍPIO DA IMPESSOALIDADE
o Apesar de ser de interesse coletivo computadores nas escolas, o simples fato de não haver
licitação e angariar publicidade ao prefeito, demonstra que o prefeito agiu em benefício próprio e
quiçá de um terceiro, fornecedor de TI.
 PRINCÍPIO DA MORALIDADE:
o Como o Tribunal de Contas apontou irregularidades nas contas, pude entender que o prefeito
usou a compra dos computadores para fazer propaganda política, portanto, no mínimo a má fé
está evidenciada neste caso.
 PRINCÍPIO DA EFICIÊNCIA:
o Pelo simples fato de não haver concorrência para a busca de um custo menor, é evidente a
violação deste princípio.

Na sua concepção, e a partir do conteúdo visto nesta unidade, quais seriam os passos corretos a se
seguir nesta situação (para a contratação de empresa de informática)?

R: Em minha opinião se daria em algumas etapas. Serei cautelosa e enumerarei conforme meu entendimento,
inclusive como cidadã:
1. Inclusão do Projeto de Compras de Computadores ao Orçamento do município para o ano subsequente. Tal
orçamento deveria estar aberto à população.
2. Aprovação do Orçamento.
3. Convocação Pública para que os interessados possam ter ciência e caso tenham interesse, participar do
processo.
4. Eliminar os que não atendem os pré-requisitos e julgar os que atendem.
5. Auditar o processo de licitação para garantir que vencedor e perdedores foram tratados nos mesmos
critérios.
6. Tornar público o resultado do processo licitatório.
7. Assinar contrato de fornecimento com o vencedor.

Você também pode gostar