Você está na página 1de 9

2.

Três partículas carregadas eletricamente são colacadas sobre um triângulo equilátero de


lado d=40cm conforme a figura abaixo. Qual o módulo da força e um esboço do vetor força
elétrica que atua sobre a carga 3?

Para calcularmos o módulo da força que atua sobre a carga 3 devemos


primeiramente calcular separadamente a influência que as cargas 1 e 2 causam
nela, e através das duas calcular a força resultante.

Para calcularmos a força de repulsão sofrida entre as duas cargas positivas:

Para calcularmos a força de atração sofrida entre a carga positiva e a negativa:

Para calcularmos a força resultante, aplicamos a lei dos cossenos (lembrando que cada
ângulo interno de um triângulo equilátero tem 60º, então devemos considerar um ângulo de
120º):
Para esboçarmos a direção e o sentido do vetor força resultante devemos lembrar do
sentido de repulsão e de atração de cada força e da regra do paralelogramo:

3. Quatro cargas são colocadas sobre os vértices de um retângulo de lados 40cm e 30cm,
como mostra a figura abaixo:
Qual a intensidade da força sentida na partícula 4?

Para calcularmos a força resultante no ponto onde se localiza a partícula 4,


devemos primeiramente calcular cada uma das forças elétricas que atuam sobre
ela.

Para a força da partícula1 que atua sobre 4:

Para a força da partícula2 que atua sobre 4:

ara a força da partícula3 que atua sobre 4:

Para se calcular a força resultante:

Para esboçarmos a direção e o sentido do vetor força resultante devemos lembrar


do sentido de repulsão e de atração de cada força e da regra do paralelogramo:
Assim como no cálculodo módula das forças , não podemos somar todos os vetores
de uma só vez, então, por partes:

Campo Elétrico
1. Um campo elétrico é gerado por uma carga puntiforme positiva. A uma distância
de 20cm é posta uma partícula de prova de carga q= -1µC, sendo atraída pelo
campo, mas uma força externa de 2N faz com que a carga entre em equilíbrio,
conforme mostra a figura:

Qual deve ser o módulo da carga geradora do campo para que esta situação seja
possível?

Para fazer este cálculo usamos a relação:


No entanto o problema não diz qual a intensidade do campo elétrico, mas sendo F a
força necessária para que o sistema descrito fique em equilíbrio:

Substituindo na primeira equação:

Potencial Elétrico
1. Uma carga elétrica de intensidade Q= +7µC gera um campo elétrico no qual se
representam dois pontos, A e B. Determine o trabalho realizado pela força para
levar uma carga de um ponto ao outro (B até A), dada a figura abaixo:

Primeiramente precisamos calcular o potencial elétrico em cada ponto, através da


equação:

Em A:

Em B:
Conhecendo estes valores, basta aplicarmos na equação do trabalho de uma força
elétrica:

Questões de Eletrostática
Cargas elétricas

1. Um corpo condutor inicialmente neutro perde . Considerando a


carga elementar , qual será a carga elétrica no corpo após esta perda
de elétrons?

Inicialmente pensaremos no sinal da carga. Se o corpo perdeu elétrons, ele perdeu


carga negativa, ficando, portanto, com mais carga positiva, logo, carregado
positivamente.

Quanto à resolução numérica do problema, devemos lembrar, da equação da


quantização de carga elétrica:

Sendo n o número de elétrons que modifica a carga do corpo:

Logo, a carga no condutor será .

2. Um corpo possui e . Considerando a carga


elementar , qual a carga deste corpo?

Primeiramente verificamos que o corpo possui maior número de prótons do que de


elétrons, portanto o corpo está eletrizado positivamente, com carga equivalente à
diferença entre a quantidade de prótons e elétrons.
Essa carga é calculada por:

Eletrização de corpos
1. Em uma atividade no laboratório de física, um estudante, usando uma luva de
material isolante, encosta uma esfera metálica A, carregada com carga +8 µC, em
outra idêntica B, eletricamente neutra. Em seguida, encosta a esfera B em outra C,
também idêntica e elétricamente neutra. Qual a carga de cada uma das esferas?

Resolvendo o exercício por partes.

Primeiramente calculamos a carga resultante do primeiro contato, pela média


aritmética delas:

Como a esfera A não faz mais contato com nenhuma outra, sua carga final é +4 µC.

Calculando o segundo contato da esfera B, com a esfera C agora, temos:

Portanto, as cargas finais das 3 esferas são:

Lei de Coulomb
1. Considere duas partículas carregadas respectivamente com +2,5 µC e -1,5 µC,
dispostas conforme mostra a figura abaixo:
Qual a intensidade da força que atua sobre a carga 2?

Analisando os sinais das cargas podemos concluir que a força calculada pela lei de
Coulomb será de atração, tendo o cálculo de seu módulo dado por:

Portanto a força de atração que atua sobre a carga 2 tem módulo 0,375N e seu
vetor pode ser representado como:

Exercício resolvido de Física

Questão que exige conhecimentos de eletrodinâmica: corrente elétrica, associação de


resistores, lei de Ohm e circuitos elétricos.

(FUVEST) Na associação de resistores da figura abaixo, os valores de I e de R são


respectivamente:

a) 8A e 5Ω
b) 5A e 8 Ω
c) 1,6A e 5Ω
d) 2,5A e 2Ω
e) 80A e 160 Ω

Resolução

Neste circuito observamos uma associação de resistores em paralelo, neste caso todos
os resistores estão submetidos à mesma tensão. Sendo assim:

No primeiro resistor podemos observar que a corrente elétrica é igual a 4A e a


resistência é 20Ω:

U=R.i
U = 20.4
U = 80V

Logo, 80V será a tensão no segundo e terceiro resistor.

Para o segundo resistor:

U=R.i
80 = 10 . i
i = 80/10 = 8A

Para o terceiro resistor:

U=R.i
80 = R . 16
R = 80/16
R = 5Ω