Você está na página 1de 8

Dinâmica Externa da Terra

Importância do Estudo das Paisagens Geológicas  a observação, estudo e


interpretação das paisagens geológicas dá muitas informações sobre a história da
Terra
Geologia  ciência q estuda a Terra, os materiais de que é feita ( rochas e
minerais) , a sua estrutura e os processos que a vão transformando ao longo do
tempo
Paisagens Geológicas  extensões de território onde predominam rochas que lhe
dão um aspeto característico
TIPOS de PAISAGENS GEOLÓGICAS ( quanto ao tipo de rocha ):
   ► MAGMÁTICAS – Basalto, Granito – P. Basaltica , Açores ; P.Granítica , Gêres -
Predominam rochas magmáticas – formadas a partir do arrefecimento e solidificação
do magma (rocha fundida com origem no interior da Terra
 PAISAGEM GRANÍTICA - p.ex : Gêres , Serra da Estrela – o magma arrefece
lentamente e forma rochas plutónicas ou intrusivas como o granito.
 PAISAGEM BASALTICA - p.ex : Açores e Madeira – o magma sobe à
superfície através de vulcões e arrefece rapidamente, formando rochas vulcânicas
ou extrusivas como o Basalto
   ► METAMÓRFICAS – Quartzito - Tejo Internacional ; Xisto - Douro - predominam as
rochas formadas por transformação da composição ou estrutura de outras rochas
que já existiam antes mas foram sujeitas a pressão ou a temperaturas muito altas,
apresentam - se muito deformadas
   ► SEDIMENTARES – Arenito – Algarve, Areia - Litoral Alentejano

Magmáticas

Basálticas Graníticas

Metamórficas

SEDIMENTARES
EM PORTUGAL

Portugal é um país
pequeno mas tem uma
grande diversidade de
paisagens geológicas:
 Norte e Interior –
paisagens de rochas
graníticas e metamórficas
 litoral – paisagens
sedimentares (calcários e
arenitos)
 bacias do Tejo e
Sado - sedimentares
( areias e depósitos
fluviais)
 Açores e Madeira –
paisagens de rochas
basálticas

PAISAGENS SEDIMENTARES
 Modelado Cársico – paisagem carateristica de regiões onde predomina o calcário.
A água da chuva reage com o calcário, dissolve-o e vai abrindo fendas que vão
aumentando. No modelado cársico surgem depressões, as dolinas,
poços, os algares, e grutas.
modelado cársico - regiões do Centro (oeste), de Lisboa e Vale do Tejo e do Algarve
(litoral).

A água da chuva dissolve o


calcário, abrindo sulcos cada vez
mais profundos - campo de lapiás.
Nos sulcos deposita-se um
deposito argiloso de cor
avermelhada – Terra Rossa

Ação da água
Dolina Grutas Estalagtite Estratos Ravinamentos
Chaminés de Fada
Estalagtite – teto
Estalagmite –
chão

FORMAÇÃO DAS CHAMINÉS DE FADA

se o terreno tiver blocos rochoso à


superfície a erosão vai ser maior na
rocha sedimentar abaixo e com o
tempo forma uma coluna com o bloco
no topo.

Ação do Vento

Depósito Sedimentar Dunas Bloco Pedunculado

ROCHAS e MINERAIS
Petrologia  ramo da Geologia que estuda as rochas
As rochas diferem entre si pelas suas
TIPOS DE ROCHAS :
carateristicas : a origem (génese), os minerais q as
     ► MAGMÁTICAS ou IGNEAS
constituem, a textura… Ex de rochas : granito,
     ► SEDIMENTARES
     ► METAMORFICAS

CONSTITUIÇÃO DAS ROCHAS - minerais

Mineral – substância sólida, natural e


inorgânica com uma composição química e
estrutura atómica especifica. Ex de minerais
: biotite, feldspato, quartzo , mica, olivina…..
Mineralogia – ramo cientifico da geologia que
se ocupa do estudo dos minerais

Quando uma rocha se forma os átomos organizam-se no espaço de forma


geométrica, formando redes cristalinas com 1 ou + elementos químicos constituindo
os minerais.
IDENTIFICAÇÃO DOS MINERAIS - com base nas suas propriedades físicas e químicas.
1 – Dureza ( prop física)
2 - Clivagem e fratura ( prop física)
3 – Cor (prop física)
4 – Traço ou Risca ( prop física)
5 – Brilho ( prop física)
6 – Efervescencia com ácidos ( prop química)
1 - DUREZA

Resistência q um mineral apresenta ao ser


riscado por outro. ( tb s podem usar unhas,
moedas, vidro ou canivete)
Usa-se a escala de Mohs – escala d dureza
universalmente utilizada, é constituída por
10 minerais ordenados por ordem crescente
de dureza.

2 - CLIVAGEM ou FRATURA – quando sujeitos a choque alguns minerais partem,


clivando ou fraturando em vários pedaços

Clivagem – partem em Fratura – partem


superfícies planas e em superfícies
brilhantes - calcite, irregulares

3 - COR

Alguns minerais apresentam sempre a mesma cor, mas outros


podem adquirir cores diferentes
Ex – a pirite apresenta sempre a mesma cor
- o quartzo, é predominantemente incolor pode apresentar
cores diferentes por isso a cor não pode ser usada na
identificação do quartzo
4 - TRAÇO OU RISCA

é a cor do pó fino que o mineral deixa quando risca,


p ex uma placa de porcelana branca.

5 - BRILHO – modo como a luz natural é refletida na superfície do mineral


Pode ser : metálico ( pirite , ouro…) ou não metálico ( quartzo ,
cinábrio….)

6 - EFERVESCENCIA COM ÁCIDOS


resulta da reação de alguns minerais com os ácidos.
Ex: calcite, formada por carbonato d cálcio q reage com o ácido libertando CO2

ROCHAS SEDIMENTARES - Têm origem (génese ) na acumulação e compactação de


detritos rochosos ou orgânicos - os sedimentos
Sedimentos – são pequenos grãos rochosos que resultam do desgaste de qualquer
rocha da superfície, restos de pequenos animais marinhos ou minerais acumulados
no leito dos rios ou no fundo do oceano. Os sedimentos acumulam-se e evoluem
para uma rocha sedimentar consolidada.

Areia Arenito Calcário Sal


Gema
AGENTES GEOLÓGICOS EXTERNOS (transformam as paisagens geológicas ) :
 Água – mar, rio, chuva
 Vento
 Seres Vivos
ETAPAS DE FORMAÇÃO DA ROCHA SEDIMENTAR

❶- Meteorização
❷- Erosão
❸- Transporte
❹- Sedimentação
❺- Diagénese

METEORIZAÇÃO – alteração ds rochas expostas à superfície da Terra. Pode ser


física ou química:
 Meteorização física – a rocha é desagregada por ação do clima ou dos seres
vivos, sem modificação das suas propriedades ( ação do calor, gelo ou raízes das
plantas)
 Meteorização química – os minerais que compõem a rocha sofrem alterações
por reação com a água ou o ar
EROSÃO – remoção dos detritos rochosos que sofreram meteorização ( ação das
chuvas, ventos , gelos, glaciares, rios, ondas, marés que arrancam e separam os
fragmentos rochosos)
TRANSPORTE - deslocação dos materiais erodidos para outro local.

O tamanho e forma dos materiais depende da


distância do transporte. Quanto maior a duração
e a energia do transporte, maior é a suavização

Os sedimentos depositam-se ao longo do percurso em função do seu tamanho –


calibragem . Não há mistura de detritos grandes com detritos pequenos
SEDIMENTAÇÃO – acumulação dos sedimentos ( quando os agentes que transportam
os fragmentos perdem a força os materiais são depositados em camadas ou
estratos)
DIAGÉNESE - conjunto d processos q transforma sedimentos soltos acumulados em
rochas sedimentares consolidadas
( devido à pressão a que estão sujeitos, os sedimentos aproximam-se e ficam
compactos , acabando por ficar ligados por um cimento natural e sofrem alterações
químicas e estruturais)

IDENTIFICAÇÃO DE ROCHAS SEDIMENTARES – baseia-se na origem dos sedimentos


 rochas detríticas
 rochas quimiogénicas
 rochas biogénicas

ROCHAS DETRITICAS – formadas a partir dos fragmentos de outras rochas ou


minerais
Classificação das rochas sedimentares detríticas : baseia-se no tamanho dos
sedimentos (grão)
ROCHAS QUIMIOGÉNICAS – formam-se por precipitação de substâncias dissolvidas
na água
► Calcario – o carbonato de cálcio funciona como um sedimento químico que
precipita, ou seja, separa-se da solução aquosa onde estava dissolvido e forma o
mineral calcite, que vai formar a rocha calcária.
    ► Estalactites e Estalagmites – A dissolução de rocha calcária por águas ácidas
pode formar grutas onde a água goteja dos tetos e deixa resíduos d carbonato de
cálcio que se acumulam em estalagtites ( teto) e estalagmites (chão)
    ► Sal Gema – a precipitação d cloreto de sódio por evaporação da água salgada
forma o mineral Halite, constituinte do sal gema. ( misturado com cristais d gesso
forma a rosa do deserto)

Calcário Estalagtite Sal Gema Rosa do


Deserto

ROCHAS BIOGÉNICAS – são formadas pela acumulação de detritos orgânicos,


constituídos por restos de seres vivos ou de produtos da sua atividade Ex :
calcários conquíferos e recifais , carvão O petróleo e gás natural (resultam da
decomposição do plâncton)
► Calcário conquífero – forma-se por acumulação e transformação d conchas e
animais marinhos
► Calcários recifais – resultam de estruturas produzidas pelos corais
► Carvão – forma-se por acumulação e decomposição de restos de plantas
Calcário Conquífero Calcários recifais Carvão