Você está na página 1de 10

Plano de Saneamento Básico dos Municípios de Vitória da Conquista e Barra do Choça

2.1 CONHECIMENTO DO PROBLEMA

2.1.1 Descrição Resumida à Cerca do Objeto da Presente Licitação

2.1.1.1 Descrição da região em que se situam os municípios envolvidos

a) Localização e Acessos

Os municípios de Vitória da Conquista e Barra do Choça estão localizados na região


sudoeste do Estado da Bahia, no Território de Identidade Sudeste Baiano, Mesorregião
Geográfica Centro-Sul Baiano e Microrregião Geográfica Vitória da Conquista.

 Vitória da Conquista

Com uma área total de 30.704,0 km², o município de Vitória da Conquista fica distante
503 km de Salvador e limita-se com os municípios de Angé, Planalto, Barra do Choça,
Itambé, Ribeirão do Largo, Encruzilhada, Cândido Sales e Belo Campo. A sua sede
municipal localiza-se entre as coordenadas geográficas: 14º51’58” Latitude Sul e
40º50’22” Longitude Oeste, a uma altitude média de 923 m acima do nível do mar.

As rodovias BR-116 e BR-407 são as principais vias de acesso ao município. O principal


acesso saindo de Salvador, é feito pela rodovia BR-324 até a cidade de Feira de Santana
por um percurso de cerca de 109 km e em seguida pala BR-116 por mais 400 km até a
sede municipal. É ainda possível chegar à cidade a partir de transporte aéreo, pois esta
dispõe de aeroporto com voos diários regulares.

 Barra do Choça

Com uma área total de 773,6 km², o município de Barra do Choça fica a 532 km de
Salvador e faz divisa com os municípios de Vitória da Conquista, Planalto, Caatiba e
Itambé. A sede municipal, está localizada nas coordenadas geográficas 14º52’52” Latitude
Sul e 40º34’46” Longitude Oeste, a uma altitude média de 847m acima do nível do mar.

O município de Barra do Choça foi criado em território desmembrado do município de


Vitória da Conquista e desta 35 km deste município por rodovia asfaltada (BA-415). As
principais vias de acesso ao município são as rodovias BA-642 e BR-415 que não possui
aeroporto.
b) Clima

O tipo climático da região em estudo corresponde a semi-árido, sub úmido a seco e


úmido, apresentando faixas de temperatura média que variam de 19,6ºC a 23ºC. A
temperatura máxima observada foi de 29,1ºC e a mínima de 15,1ºC. A região está
totalmente inserida no polígono das secas. Os meses mais quentes são janeiro e
fevereiro e o mês de julho é quando se registra a menor temperatura no local. O período
chuvoso ocorre entre novembro e janeiro (no verão) e os meses mais secos são junho,
julho e agosto (no inverno). A pluviosidade anual varia de 301mm a 1.246mm, com média
de 717mm.

c) Hidrografia

O município de Vitória da Conquista situa-se na bacia Hidrográfica do Rio Contas, na sub-


bacia do Rio Gavião e na Bacia Hidrográfica do Rio Pardo, na sub-bacia do Rio Catolé
Grande e na sub-bacia do Riacho da Vereda.

O município de Barra do Choça está inserido na Bacia Hidrográfica do Rio Pardo, sendo o
Rio Catolé Grande um de seus principais afluentes. O Rio Catolé Grande nasce na
fazenda Vereda Grande nas proximidades do povoado de Vereda, município de Vitória da
Conquista, sob o nome de Vereda Grande, se desenvolvendo de norte para o sudeste.
Recebe pela margem direita os riachos Ana Podre, Guigó, os rios Gaviãozinho, Gandu e
São Bento; e pela margem esquerda o riacho Choça, o Ribeirão Água Fria e o rio Lapinha
Grande.

d) Vegetação

A cobertura vegetal original da região, bem como de grande parte da área de estudo, foi
descaracterizada pela ação antrópica, que desde a colonização vinha sendo feita,
principalmente através de exploração descontrolada das florestas para a extração de
madeiras, bem como pela implantação de culturas cíclicas, além da formação de
pastagens “naturalizadas” para a criação extensiva do gabo bovino. Com o
desmatamento, há intensificação do escoamento superficial, levando à formação de
sulcos de erosão e voçorocas, e o pisoteio do gado provoca a compactação do solo,
formando terracetes.

Assim, nos municípios de Vitória da Conquista e Barra do Choça foram observados quatro
tipos de fitofisionomias, a saber: Mata Estacional Semidecidual em estágio inicial de
sucessão (comumente denominada de capoeira), Mata Estacional Semidecidual em
estágio médio de sucessão, matas ciliares e áreas antropizadas (diferenciadas em áreas
de pastagens e área de cultivo).

e) Geomorfologia

Na região em estudo o relevo apresenta movimentação, sendo acentuado por serras,


patamares e pediplanos sujeitos a processos morfogenéticos de origem fluvial. As
unidades geomorfológicas predominantes são: Patamares do Médio rio de Contas,
Pediplano Sertanejo, Planalto dos Geraizinhos, Piemonte Oriental do Planalto de Vitória
da Conquista.

f) Geologia

A área de estudo no contexto geológico regional encontra-se inserida na unidade


geotectônica denominada Cráton do São Francisco, no Sistema de Dobramentos do
Espinhaço, no qual se insere o Bloco Gavião , o Cinturão Contendas-Mirante e
Sequencias Metassedimentares e Vulcanossedimentares. Apresenta uma geologia
composta de 3 (três) grupos litológicos básicos: as coberturas sedimentares detríticas do
Terciário; as rochas metassedimentares e vulcano-sedimentares, compostas de
quartzitos, xistos gnaisses e ortognaisses do Proterozóico Inferior e; rochas do
embassamento Arqueano, onde afloram desde gabros até ortognaisses granulíticos.

g) Solos

Do ponto de vista pedológico a área em estudo apresenta a predominância de Latossolos


Vermelho-Amarelo álicos e de solos Podzólicos Vermelho-Amarelo eutrófico, seguidos da
ocorrência de Latossolo Vermelho-Escuro eutróficos e Latossolos Vermelhos-Amarelos
distróficos.

h) Uso e Ocupação do Solo

Na área de estudo observou-se a predominância da prática agrícola, embora a área de


pastagem seja maior. 19% da área total é utilizada para a atividade agrícola, enquanto
32% é utilizada para pastagem.

i) Unidades de Conservação

De acordo com a SEI/BA (2016) as unidades de conservação ambiental na área em


estudo são:
Parque Municipal Serra do Periperi – Vitória da Conquista;

Reserva Particular do Patrimônio Natural – RPPN Rio dos Mános – Barra do Choça.

j) Aspectos Socioeconômicos

 Demografia

De acordo com o Censo Demográfico 2010 (IBGE)

População residente Município de Vitória da Município de Barra


(hab.) Conquista do Choça
Total 306.866 100% 34.788 100%
Urbana 274.739 89,53% 22.407 64,41%
Rural 32.127 10,47% 12.381 35,59%
Masculina 147.879 48,19% 17.553 50,46%
Feminina 158.987 51,81% 17.235 49,54%
Faixa Etária – menos de 15 anos 76.768 25,02% 9.974 28,67%
Faixa Etária – 15 anos a 64 anos 208.803 68,04% 22.280 64,05%
Faixa Etária – 65 anos ou mais 21.295 6,94% 2.534 7,28%
Densidade demográfica (hab/km²) 90,11 53,8

No ano de 2016, de acordo com estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e


Estatística (IBGE) o município de Vitória da Conquista contava com uma população de
346.069 habitantes, apresentando um crescimento de 12,8% em comparação a 2010; o
município de Barra do Choça, por sua vez, no ano de 2016, contava com, uma população
de 34.421 habitantes, registrando um acréscimo de 1,1% em relação ao ano de 2010.

 Economia

 Vitória da Conquista

De acordo com o IBGE, em 2014, o Produto Interno Bruto (PIB) municipal foi
estimado em R$ 5,4 bilhões e o PIB per capita em R$ 15.843,31.No conjunto do
estado, o PIB municipal colocava Vitória da Conquista na 5ª posição entre os 417
municípios baianos. De toda riqueza produzida no município, no ano de 2014,
77,5% era proveniente do setor de comércio e serviços. O setor industrial
respondia por 20,1% do Valor Agregado Bruto (VAB), e o setor primário
(agropecuário), foi responsável por 2,3% do VAB do município de Vitória da
Conquista.
Conforme a SEI, as empresas registradas que funcionam no município, tem a
seguinte distribuição por setores: 3.169 empresas no setor de comércio, 2.254 no
setor de serviços e 637 no setor industrial. Em 2014, o rendimento médio do
emprego formal (exclusos os valores relacionados às atividades informais) no
município de Vitória da Conquista, foi de R$ 1.541,19.

Quanto à produção agrícola de lavouras permanentes, no ano de 2015, Vitória da


Conquista destacou-se no cultivo de café, que representa 74% da produção das
lavouras no município, laranja, mamão, maracujá e urucum. E nas lavouras
temporárias o município apresentou destaque na produção de abacaxi.

Na pecuária destaca-se a criação de bovinos, sendo Vitória da Conquista o


principal produtor da região; as criações de ovinos, suínos e caprinos se
apresentam em menor escala.

O município de Vitória da Conquista destaca-se como sendo um importante centro


regional. Sua influência se estende a toda região sudoeste do Estado, pelo
dinamismo do setor de comércio e serviços, que serve também de entreposto na
malha rodoviária federal.

 Barra do Choça

De acordo com o IBGE, em 2014 o Produto Interno Bruto (PIB) municipal foi
estimado em R$ 351,4 milhões e o PIB per capita em R$ 9.983,17. De toda riqueza
produzida no município, no ano de 2014, 46,1% era proveniente do setor primário
(agropecuária). O setor de comércio e serviços respondia por 41,1% do Valor
Agregado Bruto (VAB), e o setor secundário (indústria), foi responsável por 12,8%
do VAB do município de Barra do Choça.

Segundo a SEI, as empresas registradas que funcionam no município, tem a


seguinte distribuição por setores: 117 empresas no setor de comércio, 51 no setor
de serviços e 17 no setor industrial. Em 2014, o rendimento médio do emprego
formal (exclusos os valores relacionados às atividades informais) no município de
Barra do Choça, foi de R$ 1.582,13.

Na produção agrícola de lavouras permanentes, no ano de 2015, Barra do Choça


apresentou destaque nas seguintes culturas: abacate, tangerina, banana, café,
laranja e maracujá. Nas lavouras temporárias o município destacou-se nas
seguintes culturas: tomate, abacaxi, feijão, melancia e cana-de-acúcar.
 Indicadores Sociais e de Desenvolvimento

De acordo com o Programa das Nações Unidas para o desenvolvimento (PNUD)


em 2010:

 Índice de Desenvolvimento humano (IDH).

 Vitória da Conquista – IDH-M – 0,678 (que corresponde a um médio


desenvolvimento humano);

 Barra do Choça – IDHM – 0,551 (que corresponde a um baixo


desenvolvimento humano).

Vale ressaltar que quanto mais próximo de 1 o valor do IDH, maior será o nível de
desenvolvimento do município.

 Taxa de atividade (população de 18 anos ou mais economicamente ativa)

 Vitória da Conquista

Taxa de atividade – 68,53%, sendo que 10,97% trabalham no setor


agropecuário, 0,08% na indústria extrativista, 9,60% na indústria de
transformação, 8,29% no setor de construção, 1,06% nos setores de
utilidade pública, 20,53% no comércio e 42,91% no setor de serviços.
No mesmo período e para a mesma faixa etária 78,69% das pessoas
tinham um rendimento médio de até 2 salários mínimos.

 Barra do Choça

Taxa de atividade – 64,78, sendo que 52,16% trabalham no setor


agropecuário, 0,22% na indústria extrativista, 2,42% na indústria de
transformação, 9,60% no setor de construção, 0,48% nos setores de
utilidade pública, 9,84% no comércio e 23,41% no setor de serviços.
No mesmo período e para a mesma faixa etária 95,08% das pessoas
tinham um rendimento médio de até 2 salários mínimos.

 Índice Gini

O Índice de Gini mede desigualdade na distribuição de renda, em que o


valor 0 (zero) indica total igualdade de renda e o valor 1 (um) total
desigualdade.
 Vitória da Conquista – 0,55

 Barra do Choça – 0,44

 Índice de Pobreza

Proporção de pessoas abaixo da linha de extrema pobreza

 Vitória da Conquista – 6,7%

 Barra do Choça – 13,7%

 Renda per capita

 Vitória da Conquista – R$ 555,66

 Barra do Choça – R$ 266,13

 Condição de habitação

 Vitória da Conquista – 61,7% dos domicílios contavam com serviços


de saneamento adequado (rede geral de esgoto e fossa séptica);
87,2% de domicílios eram atendidos por rede geral de distribuição de
água; 89,1% de domicílios eram atendidos com coleta de lixo
adequada e 99,19% dos domicílios eram atendidos com energia
elétrica.

 Barra do Choça – 30,7% dos domicílios contavam com os serviços de


saneamento adequado (rede geral de esgoto e fossa séptica); 75,6%
dos domicílios eram atendidos por rede geral de distribuição de água;
82,8% de domicílios contavam com coleta de lixo adequada e 96,83%
eram atendidos com energia elétrica.

 Saúde

- Vitória da Conquista

Na dimensão da saúde municipal, no ano de 2015, o município disponibilizava 344


médicos e 275 enfermeiros no Sistema Único de Saúde. E em relação ao
contingente de equipes de saúde para atenção básica do município, Vitória da
Conquista tinha 13 Equipes do PSF – Programa de Saúde da Família. O município
contavam 17 hospitais sendo, 4 hospitais público e 13 privados disponibilizando
1.160 leitos para internações nos hospitais públicos.

De acordo com o Atlas de Desenvolvimento humano no Brasil em 2010 a taxa de


mortalidade infantil até 1 ano de idade (por mil nascidos vivos) era 21,2, a
esperança de vida ao nascer era de 72,3 anos e a taxa de fecundidade era de 2,0
filhos/mulher.

- Barra do Choça

Na dimensão da saúde municipal, no ano de 2015, o município disponibilizava 28


médicos e 21 enfermeiros no Sistema Único de Saúde. E em relação ao
contingente de equipes de saúde para atenção básica do município, tinha 12
Equipes do PSF – Programa de Saúde da Família. O município contava com um
hospital público que disponibilizava 32 leitos para internações.

De acordo com o Atlas de Desenvolvimento humano no Brasil em 2010 a taxa de


mortalidade infantil até 1 ano de idade (por mil nascidos vivos) era 23,8, a
esperança de vida ao nascer era de 71,21 anos e a taxa de fecundidade era de 2,4
filhos/mulher.

 Educação

- Vitória da Conquista

Em relação ao nível educacional, em 2014, o município contava com 431


estabelecimentos de ensino, sendo 32% de ensino pré-escolar, 60% de ensino
fundamental e 8% de ensino médio. Foram efetuadas, nesse mesmo ano, um total
de 75.473 matrículas para estes níveis educacionais, sendo 15% na pré-escola,
68% no ensino fundamental e 17% no ensino médio.

Como resultado da educação básica ofertada pelo município, a nota do IDEB


(Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – anos iniciais), em 2015, foi 4,1,
onde a meta estabelecida foi 4,6 para este nível educacional. Já para as séries
finais (IDEB – Séries Finais), deste mesmo ano, a nota alcançada por Vitória da
Conquista foi de 3,6 onde a meta estabelecida era de 3,9. Com relação a
instituições de ensino superior, em 2014, o município de Vitória da Conquista
contava com a Universidade Estadual do Sudoeste Baiano e a UFBA, ambas
públicas e com as do setor privado, Faculdade Independente do Nordeste e
Faculdade de Tecnologia e Ciências.

De acordo com os dados da PNUD, em 2010 a taxa de frequência escolar na faixa


etária de 6 a 17 anos era de 79,59%; o índice de analfabetismo na faixa etária de
25 anos ou mais era de 16,84%.

- Barra do Choça

Em relação ao nível educacional, em 2014 o município contava com 87


estabelecimentos de ensino, sendo 47% de ensino pré-escolar, 50% de ensino
fundamental e 3% de ensino médio. Foram efetuadas, nesse mesmo ano, um total
de 9.570 matrículas para estes níveis educacionais, sendo 13% na pré-escola,
72% no ensino fundamental e 15% no ensino médio.

Como resultado da educação básica ofertada pelo município, a nota do IDEB


(Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – anos iniciais), em 2015, foi 4,0
onde a meta estabelecida foi 3,9 para este nível educacional. Já para as séries
finais (IDEB – Séries Finais), deste mesmo ano, a nota alcançada pelo município
foi de 2,7 onde a meta estabelecida era de 4,1. Com relação a instituições de
ensino superior, em 2014, o município de Barra do Choça não contava com
nenhuma instituições de ensino superior pública ou privada.

De acordo com os dados da PNUD, em 2010, a taxa de frequência escolar na faixa


etária de 6 a 17 anos, era de 64,86%; o índice de analfabetismo na faixa etária de
25 anos ou mais era de 36,87%.

 Infraestrutura Regional

- Sistema Viário de Transporte

O sistema viário da região é constituído por estradas federais e estaduais.

As principais rodovias que dão acesso aos municípios de Vitória da Conquista e


Barra do Choça são: BR-116, BR-324, BR-407, BR-415, BA-646, BA-263, BA-265 e
BA-262. A cidade de Vitória da Conquista dispõe do aeroporto Pedro Otacílio que
opera linhas regulares diárias de vôo.

O transporte rodoviário é realizado por coletivos de linhas interurbanas e o


desembarque realizado em terminais rodoviários.
- Comunicação

A região é bem dotada de sistema de telefonia fixa e móvel. Os serviços de


Correios e Telégrafos operados pela ECT dispõem de agências e unidades
operacionais nas sedes municipais. (VER COM BETO)

A região é provida de sinais de TV e transmissões radiofônicas. (VER COM BETO)

A região conta com os serviços bancários através de agências e estabelecimentos


federais e privados. (VER COM BETO)

- Energia Elétrica

A COELBA é a responsável pelos serviços de distribuição de energia elétrica nos


municípios de Vitória da Conquista e Barra do Choça.

Os principais setores consumidores de energia elétrica são residencial, comercial e


rural.