Você está na página 1de 10

ASSESSOTEC

ASSESSORIA TECNICA EM ACIONAMENTOS


https://sites.google.com/view/calcular-potencia-do-motor
José Luiz Fevereiro Fone (55-11) 2909.0753 Cel. 9.9606.7789
e-mail 1: fevereirojl@uol.com.br e-mail 2: fevereirojl@gmail.com

TRANSMISSÃO POR CORRENTE DE ROLOS

Esse tipo de transmissão é utilizado em máquinas e


equipamentos para transmitir o torque e rotação de
um eixo para outro, desde que a relação de
transmissão não ultrapasse i = 6. É versátil e sua
eficiência chega a 98% de rendimento quando em
condições corretas de trabalho e lubrificação.

Informações necessárias para seleção da corrente e engrenagens.


- Potência transmitida em kilowatts - características da maquina acionada
- rotação no eixo motor e eixo movido - distância entre centros dos eixos

Para um projeto correto observe os passos a seguir

1 - Determine a relação de transmissão

Usar a tabela 1 para seleção da quantidade de dentes das engrenagens com as seguintes recomendações

- a quantidade ideal do número de dentes das engrenagens deve ser acima de 19 para máquinas sem choques e
acima de 25 para acionamentos sujeitos a trancos.
- principalmente em altas reduções, a relação de transmissão (i), associada a distãncia entre centros, deve ser de
tal forma que o ângulo de abraçamento da corrente na engrenagem menor, não seja inferior a 120°

𝑍2
𝑖=
𝑍1
Tabela 1 – Relação de transmissão

Núm. de dentes
Número de dentes da engrenagen motora – Z1 engren. movida
Z2
15 17 19 21 23 25
- - - - - 1,00 25
2,53 2,23 2,00 1,80 1,65 1,52 38
3,80 3,35 3,00 2,71 2,48 2,28 57
5,07 4,47 4,00 3,62 3,30 3,04 76
6,33 5,59 5,00 4,52 4,13 3,80 95
7,60 6,70 6,00 5,43 4,96 4,56 114

2 - Selecione o fator de aplicação f1

Esse fator leva em consideração a sobrecarga dinâmica exercida sobre a corrente. O valor pode ser escolhido por
vontade própria do projetista ou por analogia consultando a tabela 2

Tabela 2 – Características da máquina acionada

Características do motor
Funcionamento Choques leves Choques
suave moderados
Motores elétricos, Motores elétricos Motores a
Características da maquina acionada turbinas e com partidas explosão com
motores a frequentes e motores menos de 6
explosão com a explosão com 6 ou cilindros com
acoplamento mais cilindros com acoplamento
hidráulico acoplamento mecânico
mecânico
Bombas centrífugas,
compressores, máquinas de
impressão, calandras de
papel, transportadores com
Funcionamento cargas uniformes, escadas 1,0 1,1 1,3
suave rolantes, agitadores e
misturadores de líquidos,
secadores rotativos e
ventiladores
Bombas e compressores com
Choques 3 ou mais cilindros, betoneiras
moderados transportadores com carga 1,4 1,5 1,7
não uniforme, agitadores e
misturadores de sólidos
Escavadeiras, moinho de rolos
e de bolas, maquinas de
Choques processamento de borracha,
pesados prensas, guilhotinas, bombas 1,8 1,9 2,1
e compressores de 1 e 2
cilindros, equipamentos de
perfuração

3 - Selecione o fator de aplicação f2 (fator relativo aos dentes)


Esse fator, determinado conforme tabela 3, irá modificar a seleção da potência final porque, ao ser selecionada uma
engrenagem de um determinado diâmetro, a mesma irá modificar a transmissão da potência máxima que é função
da força de tração exercida sobre a corrente. Menor diâmetro da engrenagem maior a tração sobre a corrente.
O fator de dente f2 é calculado por meio da fórmula f2 = 19/𝑍1
O valor 19 no numerador é devido a classificação das curvas de seleção serem para uma roda dentada de 19 dentes.

Tabela 3- Fator f2 para rodas dentadas padronizadas

Z1 f2
15 1,27
17 1,12
19 1
21 0,91
23 0,83
25 0,76
4 – Calcule o valor da potência de seleção multiplicando a potência a ser transmitida pelos fatores f1 e f2.
𝑃𝑠 = 𝑃𝑡 ∗ 𝑓1 ∗ 𝑓2
5 – Selecione o passo da corrente cruzando a rpm da engrenagem motora com a potência de seleção nas tabelas
6 – Cálculo da quantidade de passos ou elos da corrente

𝑍1 + 𝑍2 2 ∗ 𝐶 (𝑍2 − 𝑍1 )2 ∗ 𝑝
𝑄= + + = 𝑝𝑎𝑠𝑠𝑜𝑠
2 𝑝 39.48 ∗ 𝐶

A quantidade de passos ou elos da corrente deve ser arredondada para número par e, evidentemente, inteiro. Se
uma roda tensora for utilizada para esticar a corrente, dois passos devem ser adicionados ao comprimento da
corrente.

C é a distância entre centros em mm determinada pelo projetista e deve estar entre 30 e 50 passos

7 - Cálculo da distância exata entre centros


A distância entre centros efetiva estará em função da quantidade de passos. Para revisar utilizar a fórmula abaixo

𝑝
𝐶= [2𝑄 − 𝑍2 − 𝑍1 + √(2𝑄 − 𝑍1 − 𝑍2 )² − (0,81(𝑍2 − 𝑍1 )2 )]
8

p – passo da corrente – mm Z1 – quantidade de dentes da engrenagem motora


Q – quantidade de passos ou elos Z2 – quantidade de dentes da engrenagem movida
Fatores de segurança
O fator de segurança deve ser 8 para máquinas e equipamentos que não transportem passageiros.
Para equipamentos de transporte de passageiros o fator de segurança deve ser 10

Velocidade da corrente
𝑛1 ∗ 𝑝 ∗ 𝑍1
𝑣= = 𝑚/𝑠
60000
𝑛1 = 𝑟𝑝𝑚 𝑑𝑎 𝑒𝑛𝑔𝑟𝑒𝑛𝑎𝑔𝑒𝑚 𝑚𝑜𝑡𝑜𝑟𝑎
Em geral não deve exceder a 45m/min
Para velocidades superiores, selecionar a corrente como se fosse utilizada para transmissão de carga, convertendo
em potência de acordo com a fórmula abaixo:
𝐹∗𝑣
𝑃= = 𝑘𝑊
1000
F – Carga – N (Newton)
v – Velocidade da corrente – m/s
O valor obtido é da potência transmitida. Após multiplicar pelos fatores f1 e f2, entrar no gráfico para selecionar a
corrente considerando a rpm da engrenagem menor.
6000 ∗ 𝑣
𝑟𝑝𝑚 =
𝑝 ∗ 𝑍1
Lubrificação

O sistema de transmissão por corrente deve ser protegido contra poeira e umidade e lubrificado com óleo mineral
de boa qualidade e não detergente. Evitar o uso de óleos demasiadamente viscosos e menos ainda graxa porque não
penetra nas superfícies de trabalho

Viscosidade recomendada do óleo em função da temperatura

Temperatura ambiente Lubrificante


C° SAE
-5 a +5 20
5 a 40 30
40 a 50 40
50 a 60 50
Na gama de temperaturas acima pode ser usado óleo multiviscoso SAE 20W50
Para temperaturas muito elevadas (250°C) utilizar lubrificantes secos como grafite coloidal ou bissulfeto de
molibdênio

Engrenagens
Cálculo do diâmetro primitivo conforme http://cerello.ind.br/engrenagem.php

Exemplo de cálculo
Informações básicas
Bomba rotativa acionada por motor elétrico 1800 rpm
Potência requerida – 7,5kW
Rotação da bomba – 300rpm
Distância entre centros – 460mm

Seleção da relação de transmissão


Z1 = 19 dentes
Serviço suave
Relação de transmissão
𝑍2 𝑛2 1800
𝑖= = = =4
𝑍1 𝑛1 450

𝑍2 = 4 ∗ 𝑍1 = 4 ∗ 19 = 76 𝑑𝑒𝑛𝑡𝑒𝑠
Selecionando fatores, de aplicação f1 e de dentes f2
f1 = 1,0 – motor elétrico acionando bomba rotativa
f2 = 1,0 – Engrenagem motora com 19 dentes

Calculando potência selecionada


𝑃𝑠 = 𝑃𝑡 ∗ 𝑓1 ∗ 𝑓2 = 7,5 ∗ 1 ∗ 1 = 7,5𝑘𝑊

Selecionando a corrente consultando o gráfico

Trace uma linha laranja correspondente a rotação da engrenagem motora.


Para corrente simples, trace uma linha vermelha correspondente a potência de seleção. Na intersecção da linha
laranja com a linha vermelha, a corrente que está imediatamente acima e será a selecionada é a de passo 1/2”.
Para corrente dupla, trace uma linha verde correspondente a potência de seleção. Na intersecção da linha laranja
com a verde, a corrente que está imediatamente acima e será a selecionada é a dupla de passo 3/8”.
Essas correntes transmitem com folga a potência transmitida pelo motor.

Optaremos pela corrente simples de passo ½”  12,7mm

Calculando a quantidade de passos da corrente

𝑍1 + 𝑍2 2 ∗ 𝐶 (𝑍2 − 𝑍1 )2 ∗ 𝑝 19 + 76 2 ∗ 460 (76 − 19)2 ∗ 12,7


𝑄= + + = + + = 122,21 → 122𝑝𝑎𝑠𝑠𝑜𝑠
2 𝑝 39.48 ∗ 𝐶 2 12,7 39,48 ∗ 460
Comprimento da corrente

𝐿 = 𝑄 ∗ 𝑝 = 122 ∗ 12,7 = 1549,4𝑚𝑚


Calculando a distância exata entre centros
𝑝
𝐶 = [2𝑄 − 𝑍2 − 𝑍1 + √(2𝑄 − 𝑍1 − 𝑍2 )² − (0,81(𝑍2 − 𝑍1 )2 )]
8

12,7
𝐶= [2 ∗ 122 − 76 − 19 + √(2 ∗ 122 − 19 − 76)² − (0,81(76 − 19)2 )]
8

𝐶 = 1,5875 [244 − 76 − 19 + √(244 − 19 − 76)² − (0,81(57)2 )]

𝐶 = 1,5875 [149 + √(149)² − (0,81(57)2 )]

𝐶 = 1,5875 [149 + √22201 − (0,81 ∗ 3249)]

𝐶 = 1,5875 [149 + √22201 − (2631,69)]

𝐶 = 1,5875 [149 + √19570,29]

𝐶 = 1,5875[149 + 139,89] = 458,61𝑚𝑚


Velocidade da corrente em m/s
𝑛1 ∗ 𝑝 ∗ 𝑍1 1800 ∗ 12,7 ∗ 19
𝑣= = = 7,23𝑚/𝑠
60000 60000
Carga na corrente em função da potência transmitida
𝑃𝑠 ∗ 1000 7,5𝑘𝑊 ∗ 1000
𝑤= = = 1037𝑁
𝑣 7,23𝑚/𝑠
Calculando os diâmetros primitivos das engrenagens conforme fabricante CERELLO. Veja tabela na página seguinte
Diam. primitivo 19 dentes = 12,7 ∗ 6,076 = 77,1652𝑚𝑚
Diam. primitivo 76 dentes = 12,7 ∗ 24,198 = 307,3146𝑚𝑚

Desenho da engrenagem
https://pt.scribd.com/doc/229684956/Como-Desenhar-Rodas-Dentadas
Diâmetro primitivo das engrenagens

Para o cálculo do diâmetro primitivo usar a tabela abaixo na seguinte forma:

Determine o número de dentes, verifique na tabela o fator X correspondente, multiplique o passo da corrente pelo
fator e obtenha o diâmetro primitivo

Exemplo:
-- Engrenagem 32 dentes passo 1 ½”  31,75mm = 10,202 x 31,75mm = 323,91mm
Este trabalho foi resumido com o objetivo de facilitar o projetista com as informações mais necessárias.

Para mais informações consulte o trabalho do Prof. Flavio de Marco Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro

https://pt.scribd.com/document/56103356/Elementos-de-Transmissao-Flexiveis-2009-4