Você está na página 1de 10

Biopsiquiatria

D a v i d Po w l i s o n 1

Por cerca de dez anos, até a metade da veram best-sellers defendendo que a dor e o
década de 90, para qualquer lado que você vazio emocionais desempenham um papel
se voltasse no mundo do aconselhamento primordial e determinante em nossa alma:
ou em uma livraria, você ouviria mencionar por exemplo, Inside Out (De Dentro para
como causa dos problemas da vida as expe- Fora, 1987) de Larry Crabb e Love is a Choice
riências penosas de ser usado e abusado por (O Amor é uma Escolha, 1989) de Robert
outras pessoas. As emoções desagradáveis Hemfelt, Frank Minirth e Paul Meier.2
e os comportamentos destrutivos eram O centro de ação estava nas experiên-
estimulados e orientados por um senso de cias da infância. Visto que as nossas famílias
mágoa e vazio proveniente de maus relacio- eram disfuncionais, encenávamos o papel de
namentos. Os livros Codependent No More um perdedor por nascença e de uma vítima
(Não Mais Codependente, 1987) de Melody infeliz - até que pudéssemos encontrar cura
Beattie e Homecoming (De Volta ao Lar, interior e satisfação emocional. “Por que meus
1990) de John Bradshaw foram amplamente pensamentos, sentimentos e comportamen-
vendidos. No mundo evangélico, as clínicas tos são maus? Eu sofri abuso. Meu pai é o
psiquiátricas particulares, que ofereciam responsável. Providencie relacionamentos de
também tratamentos com internação, cura para mim e ajude-me a ter pensamentos
prosperaram propondo essencialmente esta a meu respeito que promovam a cura”. Estes
mesma teoria: as clínicas Minirth-Meier foram os dias de glória do “ambiente em que
e Rapha, e o New Life Treatment Center fui criado” e, conseqüentemente, os dias de
(Centro de Tratamento Vida Nova). Os
psicólogos e psiquiatras evangélicos escre- 2
Inside Out é diferente de Love is a Choice em aspectos
que contam a favor de Crabb. Mas ambos ensinam
1
Tradução e adaptação de Biological Psychiatry Publicado que o mecanismo subjacente da alma é o coração
em The Joumal of Biblícal Counseling v. 17, n.3, Spring necessitado, ferido, cheio de anseios e vazio, que foi
1999, p. 2-8. vitimado e não é devidamente satisfeito por meio dos
relacionamentos.

18 Coletânea de Aconselhamento Bíblico  Volume 2


glória da psicoterapia e dos grupos de apoio. personalidade, das inclinações e problemas:
Se a condição básica de um indivíduo era de um temperamento alegre ou melancólico,
imersão no organismo social, então manter tendências para violência, alcoolismo, comer
ao seu redor pessoas melhores contribuiria em excesso, preguiça, distração ou timidez,
para ele melhorar. escolha de um comportamento homossexual
E então o mundo mudou. O eu in- ou promíscuo. E a causa eficiente é sempre
terior necessitado e ferido, tão marcado e a causa mais interessante, e aquela com a
desfigurado pelas experiências traumáticas qual você deve lidar para realmente alcançar
vividas, desapareceu no pano de fundo. Ao mudanças. Ou se algo não pode ser mudado,
longo da segunda metade da década de 90, pois é parte da compleição genética, temos
todos descobriram que eram os genes, os razão para aceitar um comportamento como
hormônios e o cérebro os verdadeiros cau- normal e amoral.
sadores dos problemas da vida. Nosso corpo Visto que nosso corpo é disfuncional,
era disfuncional, e não a família. As tecnolo- somos marionetes que dançam suspensas por
gias de diagnóstico por imagem - tomografia fios de neurônios, ao som de uma melodia
computadorizada e outras mais - permitiram programada por nossos genes e a droga
examinar atentamente o interior do cérebro certa pode acalmar quando a dança torna-
para observar as descargas elétricas dos neu- se espástica. “Por que meus pensamentos,
rônios, traçar os mecanismos padrão e iden- sentimentos e comportamentos são maus?
tificar o lugar onde os estados emocionais e Eu sou vítima de uma malformação. Meu
as escolhas de comportamento acontecem. corpo é o responsável. Providencie medica-
O Projeto Genoma Humano está gerando mentos para me acalmar ou me animar para
um relato após outro sobre o fundamento que eu possa sentir-me melhor e funcionar
genético dos pecados comuns. melhor”. Estamos vivendo agora os dias de
Em It’s Nobody’s Fault (Não é Culpa glória da “ciência” e, consequentemente, os
de Ninguém,1997), Harold Koplewicz diz dias de glória da biopsiquiatria. Se o indi-
que as crianças indóceis sofrem de uma víduo é uma máquina com partes que não
deficiência nos neurotransmissores, e não funcionam bem, um mero organismo, então
há nada de errado com elas como pessoas qualquer coisa que faça as partes funciona-
ou com a maneira como foram criadas. Em rem melhor contribuirá para melhorá-lo.
Listening to Prozac (Ouvindo o Prozac, 1993), Evidentemente, eu simplifiquei de
Peter Kramer diz que entramos na era da modo exagerado nosso contexto histórico
“psicofarmacologia cosmética”. Podemos para ressaltar meu argumento. As coisas
agora tentar um ajuste químico do cérebro nunca são perfeitamente distintas: as clínicas
de pessoas deprimidas ou ansiosas, acanha- Minirth-Meier também prescreviam Prozac
das ou agressivas: “Prozac pode transformar para todos os seus codependentes feridos.
um pessimista em otimista, um solitário em Teorias passageiras podem ter os seus quinze
extrovertido”.3 A química cerebral e a gené- minutos de fama antes de sair de cena, mas
tica tornaram-se a causa eficiente da nossa geralmente levam um longo tempo para
desaparecer completamente. O conceito
3
KRAMER, Peter. Lístening to Prozac: a psychiatrist de necessidades psicológicas e de feridas
explores antidepressant drugs and the remaking of the self. emocionais ainda está entre nós e não desva-
USA: Viking, 1993. necerá tão cedo. Mas sem dúvida, o mundo

Coletânea de Aconselhamento Bíblico  Volume 2 19


mudou na segunda metade da década de possam estar de fato certos. Ninguém espera
90. O campo de ação está agora no corpo. que no novo milênio possa aparecer algum
O que importa é o que você recebeu de seus gênio com talento para inovação e também
pais, e não aquilo que eles fizeram a você. para a grande síntese. Ninguém espera que
O entusiasmo está nas funções do cérebro, desponte alguém com a verdadeira psicolo-
e não nas disfunções da família. O foco está gia. Desta forma, “ecletismo” não é mais uma
na pesquisa sólida das ciências médicas e na palavra feia. Tempos atrás significava falta de
psiquiatria, e não nas psicologias maleáveis rigor intelectual e coragem, e uma atuação
que enfatizam a dor e a filosofia de vida. pragmática. Agora, na era do ceticismo
A psiquiatria está de volta. A partir da teórico, tornou-se o único curso de pensa-
década de 60, os psiquiatras afastaram-se mento e ação honesto: os terapeutas prezam
de forma contínua do tratamento da vida pela variedade de métodos e os teóricos pelo
cotidiana. Face às novas e numerosas alterna- ecletismo fundamentado. As microteorias e
tivas profissionais no campo da psicoterapia, micropesquisas são o que resta para oferecer:
eles pararam de conversar com as pessoas e “reações de tristeza em lésbicas hispânicas
armaram sua barraca no terreno biomédico. na faixa de trinta anos” não têm relaciona-
Agora a biologia está repentinamente em mento teórico com “reações de alegria em
alta, e a psiquiatria está abrindo caminho adolescentes jogadores de futebol americano
e varrendo de sua frente toda oposição. As campeões estaduais em Massachusetts”.
companhias de seguro gostam disso porque Não há uma perspectiva unificada. A
as drogas psicotrópicas têm aparência de pluralidade dissipa qualquer possibilidade
“medicina”, parecem ser mais baratas que do “um”. A pós-modernidade e o multicul-
uma conversa e prometem resultados mais turalismo martelam o prego final no caixão:
previsíveis. Os profissionais psicoterapeutas já que tudo não passa de uma questão de
estão na defensiva, temerosos de ter que en- interpretação pessoal sua ou minha, então
contrar outra profissão, aflitos por descobrir tudo se reduz a relações de poder. Sendo as-
um meio de sobrevivência no mundo das sim, as profissões relacionadas à psicoterapia
“profissões de ajuda”, caindo vagamente em legitimam a si mesmas apenas pelo status de
descrédito intelectual e vendo passar o brilho um registro profissional e por serem pagas, e
da década dourada de 80. não porque possuem boa qualidade, verdade
Enquanto a biopsiquiatria atua hoje ou eficácia demonstráveis. A “psicologia”,
em uma posição de força intelectual, as no singular, está enfrentando um problema
psicologias atuam em posição de fraqueza. fundamental, visto que ninguém nem mais
As psicologias estão pagando agora o preço acredita que exista tal coisa. O que resta são
da confusão cognitiva em que caíram por “psicologias”.
décadas. À medida que as teorias conti- Mas o que é verdadeiro para as psicolo-
nuaram a proliferar, a possibilidade de gias e psicoterapias não é para a psiquiatria.
uma Grande Teoria Unificada da natureza No conjunto das profissões de ajuda que
humana tornou-se apenas lembrança, uma se dirigem aos problemas pessoais, o único
velha ideia impraticável da primeira metade candidato viável para a Grande Teoria Uni-
do século vinte. ficada não é exatamente uma “psicologia”,
Não há esperança de que Freud ou mas a biopsiquiatria. A “psichê” torna-se
Adler, Maslow ou Skinner, Kohut ou Satir um subproduto do corpo. A medicina está

20 Coletânea de Aconselhamento Bíblico  Volume 2


pronta para reivindicar a personalidade vida humana que exclui Deus, o pecado,
humana. Sigmund Freud, fisiologista por Cristo, a santificação e o restante da ver-
formação, sonhou com o dia quando o dade bíblica. Mas é tempo de atualizarmos
drama da vida humana seria compreendido um pouco nossa linguagem. Atualmente,
biologicamente e curado pela medicina. Ele a biopsicologização da vida humana está
teceu seus mitos em meio à falta de habi- surtindo um efeito amplo, tanto na cultura
lidade da ciência médica para desvendar o como na igreja. Ministramos a um número
pensamento consciente, o comportamento, cada vez maior de pessoas biopsicologizadas,
o desejo, a consciência e a emoção, entre que vêem a si mesmas, seus cônjuges e filhos
outros. Mas Freud acreditava que algum dia como corpos que enlouqueceram.
a ciência penetraria no cérebro que opera em Um artigo publicado recentemente
e por meio do id, ego e superego. pela revista The Economist coloca bem a ques-
A dança que acontece em público e no tão: “Muito do conhecimento novo vindo da
semiprivado - a mente consciente e incons- genética, biologia molecular e ciências neu-
ciente - seria um dia explicada pelo cérebro. rológicas é esotérico. Mas seu impacto cultu-
São muitos os que acreditam que agora ral já está indo adiante da ciência. As pessoas
chegou a hora de poder colocar suas mãos começam a ver a si mesmas não mais como
no pote de ouro. O sonho do materialismo um todo com um centro moral, mas como
reducionista parece, de modo tantálico, mui- resultado da ação combinada de partes pelas
to perto de se tornar realidade. Em nossos quais elas têm pouca responsabilidade”.4 A
dias, somente a biopsiquiatria (além da fé base de conhecimento pode estar exagerada
bíblica) pode reivindicar de modo plausível ou mesmo subdesenvolvida, mas o sistema
uma Grande Teoria Unificada do funciona- de valores está evidente: logicamente, você
mento humano. não é VOCÊ no momento de assumir algu-
Foi estupidez e suicídio social dizer ma responsabilidade por aquilo que há de
que todos eram vítimas de abuso. É também errado com você, mas é apenas uma máquina
desagradável dizer que somos pecadores cujas partes não estão funcionando.5 A práti-
diante do Deus e Pai de Jesus Cristo o úni- ca também tende a correr muito adiante do
co Redentor. As pessoas querem dizer que conhecimento: o que não está funcionando
somos essencialmente corpo, porque assim pode ser substituído, reinstalado, atualiza-
podemos consertar o que nos aflige. Este do ou lubrificado, mesmo que ainda não
é o monstro assolador que tenta esmagar compreendamos totalmente o mecanismo
tanto a psicologia e a psicoterapia como o subjacente.
cristianismo.
Durante anos os conselheiros bíblicos 4
ANDERSON, Alun. Are you a machine of many parts?
desafiaram a psicologização da vida humana, In: The World in 1999, London: The Economist, 1999.
argumentando que os seres humanos são p. 109-110.
básica e profundamente relacionais - vivem 5
Talvez não deva nos surpreender que as pessoas
diante de Deus e em relacionamento com tenham a tendência de ver a si mesmas como máquinas
Ele. A grande síntese de todos os fatos acerca apenas quando as coisas não estão indo bem. Muitas
pessoas, inclusive cientistas, ainda recebem crédito por
do homem é... o cristianismo. As pessoas suas realizações, habilidades, escolhas bem sucedidas e
psicologizadas procuram explicar e consertar opiniões, exatamente como faziam quando as famílias
vidas por meio de alguma interpretação da disfuncionais eram o auge da moda!

Coletânea de Aconselhamento Bíblico  Volume 2 21


A igreja está um pouco atrás do modo berta neurológica ou genética. A Bíblia é
de pensar da cultura. Mas ela já está sendo uma bigorna que tem desgastado milhares
afetada profundamente pelo sistema de va- de martelos. A neurologia e a genética estão
lores e prática da biopsiquiatria. Se algo está descobrindo uma grande quantidade de
estragado, ou se apenas não está funcionando fatos interessantes. As novas descobertas
com excelência, pode ser consertado de fora permitirão que os médicos curem algumas
para dentro por uma droga psicotrópica: doenças, o que é algo genuinamente bom e
melhora da qualidade de vida pela química. que beneficiará a todos. Mas a biopsiquiatria
Em seu ministério e em sua igreja, você já não pode explicar, nem jamais explicará, o
está provavelmente enfrentando este sistema que de fato somos. Todo homem é criado à
de valores e práticas. Tanto nos bancos da semelhança de Deus, com um corpo e uma
igreja como no púlpito, muitos estão debaixo alma que dependem de Deus. A própria
do efeito de drogas que alteram a mente, o habilidade para traçar o genoma humano
humor e o comportamento. Cada vez mais, ou uma tomografia computadorizada é dada
todos nós lidamos com as ideias e as reivin- por Deus.
dicações do conhecimento. A revista Time Além isso, todos os homens são moral-
começa a informar em reportagem de capa mente loucos pelo efeito do pecado, vivendo
sobre os questionamentos e escolhas com que como se fossem deuses, ainda que Deus res-
os cristãos se deparam na vida diária. Por fim, trinja a manifestação lógica do pecado. Esta
tais ideias alcançam o sistema educacional é a razão por que as implicações, aplicações e
em forma de sabedoria da cultura com que esperanças das descobertas da neurobiologia
se deve discipular a geração seguinte. combinam aquilo que é bom com o que é
Este artigo é limitado na abordagem aterrador e perverso. Os biopsiquiatras e
do problema. Minha descrição não é mais pesquisadores da microbiologia interpretam
do que uma pincelada superficial. Darei suas descobertas e determinam as implica-
agora dois argumentos breves em respos- ções de um ponto de vista deformado pelo
ta a este desafio à fé cristã. O primeiro é pecado. As pressuposições e esperanças que
baseado em “pressuposições” e o segundo, motivam a biopsiquiatria são tão mitológicas
em “evidências históricas”. O primeiro é de quanto as crenças de um hindu que se incli-
longe o mais importante, mas não irei além na ante o deus Kali, ávido de sangue, ou o
de enunciá-lo, pois tem sido tratado muitas deus Shiva, dado à perversão sexual. Tanto
vezes e por muitos antes de mim. O segundo a biopsiquiatria como o hinduísmo servem
é somente um argumento auxiliar, mas ele a uma visão fantasiosa da realidade da vida
oferece o conforto peculiar da perspectiva humana. Como preço por curar a poucos, os
de um grande quadro - se construído sobre biopsiquiatras induzirão muitos ao erro. Eles
o primeiro argumento. não agem conforme o previsto pela sua teo-
Em primeiro lugar, o que Deus disse ria - como máquinas ou meros organismos.
a respeito da natureza humana, dos nossos Eles agem como pessoas criadas à imagem de
problemas e do único Redentor é verdade. E Deus e enganadas pelo pecado. “Seja Deus
verdade verdadeira, uma verdade confiável. verdadeiro, e mentiroso todo homem” (Rm
O que a Bíblia diz a respeito do homem 3.4). E eles podem ser redimidos, tanto no
nunca será destruído por nenhuma desco- aspecto pessoal como intelectual e prático.

22 Coletânea de Aconselhamento Bíblico  Volume 2


Os filhos de Deus estão em Cristo, e atividade neuroelétrica no córtex. Suas
aprendem a amar a Cristo em um processo experiências também ofereceram uma de-
de mudança gradual da loucura para a sabe- monstração tosca de que o comportamento
doria. Este é o argumento pressuposicional. e as funções glandulares podem às vezes ser
As pressuposições bíblicas não contrariam os manipulados. O mentor de Pavlov, Seche-
fatos da neurobiologia, assim como não con- nov, havia definido sua filosofia materialista
trariam os fatos do sofrimento, socialização, com a seguinte afirmação pragmática a
guerra, sexualidade, emoções ou história. O que seu discípulo se agarrou: “O cérebro
cristianismo é a grande “síntese”, a “teoria” segrega pensamento”. Esta é uma metáfora
unificadora, a verdade. espantosa que demonstra a força e a lógica da
Isso conduz ao meu segundo argumen- cosmovisão biologizadora. A primeira onda
to contra a biopsicologização da existência biopsicológica desvaneceu-se à medida que
humana: “Isso, também, passará”. É útil suas práticas significativas provaram ser limi-
ganharmos um pouco de perspectiva his- tadas ou pouco mais do que bom senso. Seu
tórica, reconhecendo que estamos no meio fracasso como cura para a condição humana
da terceira maior onda biopsiquiatrica dos ficou óbvio a todos, e algo mais atraente e
últimos 130 anos. Em cada caso, um pe- abrangente surgiu.
queno acréscimo de conhecimento ou uma A psicologia freudiana irrompeu
nova prática extrapolou em uma esperança trazendo a primeira “cura pela fala” ou
enorme de resolver os males da humanida- psicoterapia, com o behaviorismo e a te-
de. Em cada caso, a biopsiquiatria fez um rapia behaviorista seguindo logo de perto.
bem pequeno e deixou muita desilusão. A Contudo, a primeira onda não desapareceu
primeira onda durou do fim da Guerra Civil completamente. Ocasionalmente, ainda se
Americana (1865) até por volta de 1910. O ouve uma pessoa idosa mencionar que fulano
conhecimento neurológico novo - p. ex., a está com “esgotamento nervoso”, um eco do
localização de determinadas funções cere- eufemismo dos anos de 1880 para pecados
brais devido aos efeitos de lesões cerebrais como ansiedade e murmuração.
ocorridas durante a guerra - foi generalizado A segunda onda biológica, nas décadas
na tentativa de definir os problemas da vida de 40 e 50, foi edificada sobre a eficácia de
pelo modelo médico e tratar a vida pelos três novos tratamentos médicos para pessoas
recursos médicos. A “neurastenia” ou o “es- perturbadas descobertos na época: a terapia
gotamento nervoso” tornaram-se explicação eletroconvulsiva e a lobotomia nos anos 40,
vulgar para qualquer ansiedade, depressão, e as drogas do grupo das fenotiazinas nos
perda de propósito na vida, irritabilidade ano 50. Usando o eletrochoque, destruindo
e vício. Várias maneiras de fortalecimento as células do cérebro ou administrando
dos nervos foram usadas: descanso, dieta, medicação estabilizadora da mente, os mé-
caminhadas ao ar livre, trabalho em fazendas, dicos puderam tentar um ajuste do sistema
prevenção do estresse, medicamentos. elétrico do corpo, uma vez localizadas as
Por um ângulo um pouco diferente, funções cerebrais e identificada sua química.
a abordagem fisiológica da psicologia de- Os processos do humor, comportamento
senvolvida por Ivan Pavlov na década de e pensamento foram atingidos. Mas esta
1890 foi uma tentativa inicial de reduzir onda biopsiquiátrica enfraqueceu à medida
a existência do homem a um mosaico de que as grandes esperanças foram frustradas

Coletânea de Aconselhamento Bíblico  Volume 2 23


pelas realidades impossíveis de tratar. Alguns moldado e com suas proporções ampliadas
sintomas foram aliviados, mas as pessoas não por mitos semelhantes. A esperança de que
estavam realmente mudadas... e os efeitos entenderemos e curaremos o que nos aflige,
colaterais eram terríveis. Nos anos 60, com o localizando as funções do cérebro, ajustando
surgimento das novas psicoterapias e campos o sistema neuroelétrico e a química cerebral,
profissionais ligados à psicoterapia - aborda- não morre. A biopsiquiatria curará algumas
gem sistêmica da família, terapia da realida- coisas, pelo que devemos louvar o Deus da
de, terapia de grupo etc. - a biopsiquiatria graça comum. Mas ao longo do tempo, os
saiu da cena pública. Os tratamentos com efeitos colaterais indesejados e imprevistos
eletro­choque e drogas psicotrópicas do grupo estarão unidos a uma desilusão enorme. Os
fenotiazinas subsistem, mas ninguém mais benefícios nunca cumprirão as promessas. E
deposita grande esperança neles. Fazem parte a vida de inúmeras pessoas, cujos problemas
de um arsenal da psiquiatria que está dispo- normais da vida estão sendo agora medica-
nível para quando nada mais funciona. dos, não sofrerá mudança qualitativa nem
A terceira onda está acontecendo agora. mudança de rumo.
Ela reluz com o mesmo brilho de esperança Somente o arrependimento com en-
de suas antecessoras, embora certamente tendimento, a fé viva e a obediência palpável
pareça muito mais sofisticada. (Semelhan- transformam o mundo. Usando os eufemis-
temente, as fenotiazinas pareciam muito mos da década de 90, dizemos de alguém
sofisticadas em comparação à “cura pelo “tem” transtorno do déficit de atenção / hi-
descanso” e à lobotomia.) Mais uma vez, o peratividade, “sofre de depressão clínica” ou
conhecimento novo é gerado pela descoberta “é” bipolar. Sem de forma alguma minimizar
de novas habilidades para localizar as funções a realidade dos comportamentos, emoções e
do cérebro: agora são as ressonâncias magné- processos mentais desordenados a que esta
ticas que nos ensinam, e não mais as sequelas nomenclatura é atribuída, precisamos dizer
dos ferimentos por bala. As novas drogas não que estes supostos diagnósticos têm a mesma
têm os efeitos colaterais incômodos e visíveis substância de “esgotamento nervoso”.
que costumavam deixar os pacientes com A terceira onda também passará, em-
a boca seca, rígidos e dopados. Ninguém bora ela pareça ter potencial de conservação
mais introduz pela órbita ocular um instru- para um prazo de validade considerável, pois
mento pontiagudo gelado e o movimenta tem ciência de boa qualidade misturada com
ao redor do córtex cerebral (assim era feita moda e mito. Mas porque a vida humana é
a lobotomia). mais do que isso, nenhuma biopsiquiatria
O cérebro pode não ser uma glândula jamais poderá ser satisfatória em questão
que segrega o pensamento, mas ele é um de explicação nem cura. Algumas teorias
órgão eletroquímico que produz pensamen- novas conquistarão a opinião pública - pro-
tos, emoções e comportamentos. Ouvimos vavelmente, uma psicoterapia pela fala, uma
falar agora em estruturas genéticas, química psicologia ou um sistema que faça sentido.
cerebral e drogas formuladas para influenciar Suponho que será algo “espiritual” ou “so-
determinados neurotransmissores e as suas cial”. Na cultura ocidental do século
funções. De novo, há certo conhecimento vinte, o interesse nas religiões orientais
real e fascinante aqui. Mas é o mesmo tipo e ocultismo também tem se manifesta-
de conhecimento das ondas anteriores, do em forma de ondas, semelhantes às da

24 Coletânea de Aconselhamento Bíblico  Volume 2


biopsiquiatria, crescendo e depois desvane- pecadores descobrirão que Cristo é Aquele
cendo. de quem necessitam.
Um movimento neojunguiano, sofisti- Sabemos que apenas a fé cristã é capaz
cado e erudito, poderia atualizar a pluralida- de fazer a grande síntese, unindo o todo da
de confusa da Nova Era e o sentimentalismo vida: o corpo em sua dimensão física, os
do Gaia para uma psicologia espiritualizada. relacionamentos, os pensamentos, o sofri-
Mas também estamos na expectativa de uma mento, as emoções... Biopsiquiatria? Depois
nova teoria ou terapia comportamental, de descobrir algumas maravilhas, fazer algu-
alguma psicologia social cheia de vigor, que ma coisa boa e causar muito dano, além de
volte suas energias intelectuais e práticas ao absorver muito tempo, atenção, dinheiro e
condicionamento sócio cultural: educação, energia, isso também passará.
mídia, recreação, lazer, família, comunidade Quero concluir com um desafio para
e política serão os centros de ação. Não sou todos nós. Desde o início do movimento de
um profeta, mas confio - tanto por pressu- aconselhamento bíblico, há mais de trinta
posição como por evidências históricas - que anos, os conselheiros bíblicos assumiram
se esperarmos poucos anos ou décadas o foco uma posição sobre o relacionamento entre
não será mais a biologia, assim como não é os problemas biopsiquiátricos e os problemas
mais o trauma de infância nem a influência morais-espirituais, que se manteve ao longo
do seu autopapo sobre a sua autoestima. do tempo. Provavelmente, a diretriz prática
Mas a onda está atualmente em plena mais comum era “Procure um médico para
força. O Projeto Genoma Humano tem em tratar do seu corpo. Procure o seu pastor ou
sua equipe alguns divulgadores maravilho- outros conselheiros bíblicos e amigos sábios
samente competentes que nos alimentam a para tratar de seu coração, alma, mente,
todos com uma torrente de informações de força, estilo de vida e maneira de lidar com
cunho tantálico, carregadas de implicações o sofrimento”.
fantásticas. Na semana passada, li um artigo Jay Adams freqüentemente instigou
que falava sobre a possibilidade de sermos os pastores a trabalharem “ombro a ombro”
capazes de reverter o processo de envelheci- com os médicos. Aqueles a quem ele acon-
mento e viver para sempre! Era um material selhava passavam em primeiro lugar por
hilariante, acompanhado pelas devidas con- um exame médico para detectar problemas
siderações sobre as implicações éticas. Não orgânicos identificáveis. Mas ele também
posso discutir com os elementos de ciência destacou que o alcance desta diretriz prática
citados, mas aqui é que a história tem seu era limitado. Esta medida não respondia a
papel em nos ativar a lembrança. Quando todas as ambigüidades: “a linha divisória
o mapeamento dos genes estiver completo, entre os problemas causados por fatores
quando as pessoas que estão sendo tratadas orgânicos e não-orgânicos é geralmente
com Prozac continuarem a não poder con- tênue”. Ela também não descrevia o papel
viver bem com o cônjuge, quando a água que o ministério de aconselhamento sempre
da fonte da juventude demorar para chegar desempenha no lidar com o orgânico: o tra-
até nós engarrafada, quando o dinheiro e balho do conselheiro cristão “envolve cons-
as realizações não satisfizerem, e quando tantemente a dimensão orgânica” porque os
o nossos clones passarem a nos odiar... os sofredores precisam de conselhos e oração ao

Coletânea de Aconselhamento Bíblico  Volume 2 25


lado de qualquer outra forma de ajuda que ou aquilo outro que os cristãos chamam de
seja adequada (Tg 5.13-20).6 “pecado”? Não poderemos mais dizer: “Passe
Os médicos que participaram nos pri- por um exame médico para descobrir se há
meiros trinta anos do movimento de acon- uma causa orgânica para esta ansiedade,
selhamento bíblico operaram com base na depressão ou maneira distorcida de pensar”.
pressuposição gerada pelo bom senso de que Haverá esta causa, por definição, em todos
os bons diagnósticos podem geralmente dis- os casos. Uma pretensa causa fisiológica para
tinguir entre os problemas que são verdadeira tudo significará um tratamento médico para
e decididamente fisiológicos e aqueles que tudo, uma droga psicotrópica formulada
são morais e espirituais, independentemente para fazer tudo quanto for necessário para
destes últimos aparecerem claramente ou que você se sinta e funcione de forma exce-
estarem disfarçados de sintomas psicosso- lente. Nem mais haverá problemas “psicos-
máticos. Sempre houve um espírito humilde somáticos”, porque os problemas relativos às
diante da complexidade com que Deus criou emoções, à motivação, aos comportamentos,
este todo psicossomático com um centro relacionamentos e pensamentos registrados
moral. E em todo tempo houve uma firme em sintomas físicos serão identificados como
confiança de que o aconselhamento bíblico tendo uma causa física! Eles serão somato-
pode sempre oferecer esperança e direção, psicossomáticos; portanto, para que se
tanto no caso dos problemas orgânicos tra- incomodar com a variável do meio?
táveis pela medicina como no caso daqueles Os conselheiros bíblicos que têm
que permanecem ambíguos, sem tratamento escrito sobre estas questões sempre deixam
disponível ou são terminais. espaço para uma “área cinzenta” entre o
Mas o que acontece quando os médicos fisiológico e o moral-espiritual. Jay Adams
e os pesquisadores da medicina passam a descreveu causas orgânicas, causas morais e
dizer que as emoções, os comportamentos “outras” causas ambíguas ou “uma combi-
e os pensamentos são em sua verdadeira es- nação de ambas” como aquilo que produz
sência fenômenos biológicos identificáveis? padrões de pensamento e comportamento
Que todos os problemas da vida, ou os mais bizarros ou “esquizofrênicos”. Desta forma,
significativos, podem ser reduzidos à biolo- o aconselhamento (sempre indicado) e o
gia? Que nosso corpo determina o coração, tratamento médico (algumas vezes exigido)
a alma, a mente, a força? Que uma droga combinaram flexibilidade em diferentes pro-
psicotrópica pode de fato consertar aquilo porções.7 Adams e outros sempre se opuse-
ram ao uso indiscriminado de medicamentos
e deixaram um certo espaço cuidadosamente
6
Veja ADAMS, Jay E. Conselheiro capaz. São Paulo: Fiel, reservado aos medicamentos como ajuda
1982. p. 37ss. nos problemas com base orgânica. Adams
_____. Ready to restore. Phillipsburg, NJ: Presbyterian ratificou o uso estratégico de antidepressivos:
& Reformed, 1981. p. 32 “O médico pode descobrir alguns dos casos
_____. O manual do conselheiro cristão. São Paulo: Fiel,
1982. p. 437ss.
A discussão em O Manual do Conselheiro Cristão 7
ADAMS, Jay. The Christian approach to schizophrenia.
trabalha bem as sutilezas e ambiguidades no
In: The Journal of Bíblical Counseling, v. 14, n.1, Fall 1995,
relacionamento entre os problemas morais e orgânicos
p. 27-33.
e, consequentemente, entre médicos e pastores.

26 Coletânea de Aconselhamento Bíblico  Volume 2


pouco frequentes de depressão com causa pela graça comum e também resistir a nos
química, e em casos graves ele pode ajudar deixar colonizar.
o pastor a engajar-se em um aconselhamento Temos trabalho a ser feito. Precisamos
significativo administrando temporariamen- desenvolver de maneira mais completa a
te antidepressivos”.8 nossa teologia prática para saber lidar com
Ed Welch distingue aqueles pro- as controvérsias atuais e prover direção para
blemas que podem ter um componente o povo de Deus que estará aflito, frequen-
orgânico misturado a fatores morais (p. temente confuso e algumas vezes enganado.
ex., algumas crianças hiperativas e algumas De várias maneiras, era “mais fácil” resistir ao
depressões) daqueles que não são biologi- modelo da família codependente e disfun-
camente determinados (p. ex., alcoolismo cional do fim da década de 80 ou às terapias
e homossexualidade).9 Mas o que acontece rogerianas com um toque de psicanálise das
quando a biopsiquiatria chega e diz: “Eureca! décadas de 50 e 60. Aquelas eram apenas
Identificamos o gene da esquizofrenia e da psicologias ruins que ficavam aquém quan-
depressão bipolar. Localizamos a parte do do contrapostas à boa psicologia de que a
cérebro que produz o transtorno obsessivo- fé cristã toma conhecimento por meio da
compulsivo. Achamos o neurotransmissor Bíblia: a dinâmica da natureza humana,
que produz todos os estados depressivos o significado de toda sorte de sofrimento
e formulamos a droga psicotrópica que etc. Mas a biopsiquiatria é medicina, que
transforma todo desânimo em bom ânimo quando contraposta à fé cristã faz com que
otimista. Encontramos os genes que deter- esta pareça ser apenas mais uma “psicologia”
minam tanto a homossexualidade (é uma a ser eliminada com uma retroescavadeira
variação genética normal) como o alcoolismo pelo reducionismo biológico triunfante.
(podemos identificá-lo em um teste pré-natal Quando protestamos: “Mas nós podemos
e alterá-lo com terapia genética)”? Em tal aconselhar pessoas iradas e ansiosas para que
situação, nós que procuramos aconselhar se arrependam e aprendam a viver em fé e
biblicamente precisamos dizer algo mais. amor”, parece que estamos dizendo algo do
E precisamos falar com cuidado, clareza, gênero “Expulse o demônio do câncer” ou
coragem e persistência. Quando a medicina “E só crer em Jesus e você pode jogar fora
parecia ocupar-se dos seus interesses dentro seus óculos”. Quando a ira e a ansiedade são
do estilo antigo, a diretriz prática funcionou. vistas como doenças do corpo tratáveis pela
Mas quando a medicina alcança alguns medicina, parecemos pessoas bizarras que
conhecimentos novos e opera de modo espiritualizam a vida mesmo para aqueles
imperialista, precisamos de diagnósticos e que estão nos bancos das igrejas ou em outros
prescrições mais perspicazes se queremos púlpitos. Temos muito trabalho a fazer para
aproveitar aquilo que há de bom na medicina proteger e edificar o corpo de Cristo.

8
ADAMS, Jay. Depressão. In: The encyclopedia of
Christíanity. Marshlton, DE: The National Foundation
for Christian Education, 1972, v. 3. p. 362-3.
WELCH, Edward. Blame ir on lhe brain. Phillipsburg,
9

NJ: P&R, 1999.

Coletânea de Aconselhamento Bíblico  Volume 2 27