Você está na página 1de 19

BUSCAR 

PÁGINA INICIAL CURSO TCC SEM DRAMA ⋆⋆⋆TCC SEM DRAMA PREMIUM⋆⋆⋆

 Home Referencial Teorico de TCC 3 Exemplos de Fundamentação Teórica para usar no seu TCC

3 Exemplos de Fundamentação
Teórica para usar no seu TCC
 AMILTON  23 DE JANEIRO DE 2017  131 COMENTÁRIOS  REFERENCIAL TEORICO DE TCC

Que tal 3 exemplos de Fundamentação Teórica


que te mostram um caminho simples para vencer
essa etapa do seu TCC?
Acho que o sonho de 10 entre 10 alunos que precisam fazer um TCC (um artigo, monografia, relatório de
pesquisa, ou qualquer outro modelo de trabalho) é acordar um dia e ver que a sua fundamentação teórica
simplesmente ficou pronta! Assim, tipo milagre mesmo! Pois é… isso não vai acontecer… Desculpa ser o
portador dessa notícia.

Mas, se a sua Fundamentação Teórica não vai simplesmente surgir por combustão instantânea, isso não
quer dizer que não existam técnicas para você construir essa parte tão temida do seu TCC de uma forma
mais rápida, mais fácil e com menos sacrifício. É… eu não posso prometer milagres, mas eu posso te
mostrar um caminho, com base em 3 exemplos de Fundamentação Teórica, que vão deixar essa parte do
seu trabalho muito menos assustadora e muito mais suave. Duvida? Continua comigo, então.

Na verdade, o que eu vou te mostrar neste artigo não são exatamente 3 exemplos de Fundamentação
Teórica diferentes, mas sim, 3 passos, em forma de exemplos, que vão te mostrar como deixar a sua
Fundamentação Teórica pronta em menos tempo e com mais segurança e tranquilidade. Vai funcionar
mais ou menos assim: eu vou te revelar uma sequência de 3 técnicas poderosas e vou apresentar um
exemplo para cada uma das técnicas, para facilitar a sua vida.

Mas, antes das técnicas, eu preciso esclarecer alguns pontos. Por exemplo, se neste exato momento você
está pensando: “Este artigo não serve para mim, afinal o meu professor me pediu um referencial teórico.”
OPA! Para tudo! Primeiro ponto a esclarecer: FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA E REFERENCIAL TEÓRICO SÃO A
MESMA COISA!

É que alguns orientadores e instituições preferem falar referencial teórico, enquanto outros optam por
fundamentação teórica. Dá na mesma! Com um nome ou outro, nós estamos falando daquela parte do seu
TCC em que você vai apresentar os conceitos centrais da sua pesquisa. Com um detalhe: você vai
apresentar os conceitos centrais da sua pesquisa com base no que outros autores dizem.

Para resumir e deixar bem claro: Fundamentação Teórica ou Referencial Teórico é apresentar os
conceitos centrais do seu TCC com base no que outros autores dizem e escrevem sobre o assunto.

Not pessoal: não é o que você pensa sobre os conceitos, mas o que autores renomados e reconhecidos
pensam. E não é que o que você pensa não tenha valor… tá bom, eu sei que o seu orientador faz questão de
deixar transparecer que a sua opinião não vale nada… beijo para o recalque dele!… a questão é que tomar
com base outros autores e o que foi escrito antes sobre os conceitos centrais do seu trabalho é a essência de
uma produção científica. Você pode até não concordar, mas não dá pra mudar isso do dia para a noite.
Então, ao invés de sentar e chorar, vamos nos adaptar!

Retomando… segundo ponto a esclarecer: SIM! TODOS OS TIPOS DE TCC OU MESMO PROJETOS E PRÉ-
PROJETOS DE PESQUISA PRECISAM DE UMA FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA!

Desculpa também ser o portador dessa notícia, mas não dá pra correr ou fugir.
Todos os trabalhos acadêmicos e científicos tem uma estrutura básica: um tema, um problema de pesquisa,
objetivos, introdução e, adivinha só, uma Fundamentação Teórica ou Referencial Teórico. E aqui no blog
mesmo eu já te mostrei Como Pesquisar Referencial Teórico e ainda economizar tempo. Mas a questão
neste artigo não é pesquisar referencial e sim montar o texto do seu Referencial Teórico ou Fundamentação
Teórica. E nós já vamos chegar nos Exemplos de Fundamentação Teórica. Calma aí!

Antes disso, mais um ponto a esclarecer, o terceiro e último: ONDE A FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA VAI
APARECER EM UM ARTIGO CIENTÍFICO OU MONOGRAFIA?

Geralmente, as instituições exigem um capítulo específico de referencial ou fundamentação teórica, que


vem logo depois da Introdução do trabalho. Mas eu disse geralmente! Porque algumas instituições de
ensino não exigem um capítulo específico com o Título Fundamentação Teórica ou Referencial Teórico. Que
maravilha! Então, não tem fundamentação teórica?! Menos aí na empolgação, meu caro. O que dizia o
nosso segundo ponto esclarecedor? Recapitulando: SIM! TODOS OS TIPOS DE TCC OU MESMO PROJETOS E
PRÉ-PROJETOS DE PESQUISA PRECISAM DE UMA FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA!

Mas se não tem um capítulo para isso, como é que a Fundamentação Teórica aparece? Disfarçada. Em um
capítulo que tem como título o conceito central do seu trabalho, por exemplo, e onde você vai apresentar
diferentes abordagens, de diferentes autores, para explicar e analisar esse conceito. Acho que isso vai ficar
mais claro nos 3 Exemplos de Fundamentação Teórica, então, vamos a eles.

3 EXEMPLOS DE FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA – PASSO 1: identifique o seu conceito ou conceitos centrais.

Como você identifica o conceito central do seu TCC? Olhando o seu tema, problema de pesquisa e objetivos.
Eu vivo dizendo aos alunos que a parte mais importante de um TCC é a montagem da Estrutura Básica. Se
você ainda não entendeu isso, recomendo que dê uma olhada neste outro artigo do blog: Como Fazer TCC
Rápido, Fácil e com Qualidade. Ah! Este outro artigo também pode te ajudar muito: Como Montar o seu
TCC em 7 Passos. A estrutura básica de um TCC é o conjunto formado pelo tema, problema de pesquisa e
objetivos geral e específicos. E é esse conjunto que vai deixar claro para você que conceitos centrais ou
conceito central você deverá trabalhar na sua Fundamentação Teórica. Para ficar claro e cristalino, vamos
ao Exemplo!

Para ninguém dizer que eu usei mais um exemplo da minha área de conhecimento
(Administração/Marketing), vou usar o tema que um aluno do Treinamento Online do TCC Sem Drama me
mandou recentemente e que eu achei bem interessante. Lembre-se, o importante aqui não é se o tema é
igual, semelhante ou diferente do tema do seu TCC. O importante é entender a técnica e aplicar ao seu
conteúdo. Então, vamos lá.

Digamos que o tema do nosso TCC é: novas mídias e o processo de aprendizagem. Acontece que, se você
acompanha os nossos conteúdos, você sabe que o tema é apenas um ponto de partida. E não adianta nem
mesmo pesquisar referencial teórico, quanto mais tentar montar a fundamentação teórica apenas com o
tema nas mãos. Nós precisamos de mais! Nós precisamos de uma estrutura básica. E se você ainda tem
dúvidas com relação a esse aspecto, veja: Como Montar o seu TCC em 7 Passos.

Como o foco aqui não é explicar como montar a estrutura básica, vamos partir de uma pronta:
Tema: novas mídias e o processo de aprendizagem. Problema de pesquisa: quais os principais impactos
da utilização das novas mídias no processo de aprendizagem em contexto escolar? Objetivo Geral:
identificar os principais impactos da utilização das novas mídias no processo de aprendizagem em
contexto escolar. Objetivos específicos: conceituar novas mídias; conceituar processo de aprendizagem;
analisar os impactos das novas mídias no processo de aprendizagem dos alunos do ensino médio.

Outra coisa que eu costumo repetir muito para os meus mais de 8.700 (número de estudantes que já usaram
as técnicas do Treinamento TCC Sem Drama e foram aprovados) é: bons problemas de pesquisa são aqueles
que relacionam variáveis ou conceitos. No caso do nosso exemplo, quais são as variáveis ou conceitos
relacionados?

Isso mesmo! NOVAS MÍDIAS e PROCESSO DE APRENDIZAGEM.

O quê? Você não tinha percebido isso. Tudo bem, vamos esclarecer. O nosso problema de pesquisa quer
saber: como as novas mídias afetam a aprendizagem dos alunos. Portanto, nós vamos relacionar novas
mídias e aprendizagem! Simples assim.

Fica óbvio, então, que os conceitos centrais do nosso TCC são NOVAS MÍDIAS e PROCESSO DE
APRENDIZAGEM. Portanto, para identificar os seus conceitos centrais, veja quais são os itens ou variáveis que
aparecem como essência do seu problema de pesquisa ou do seu objetivo geral.

No caso do nosso exemplo, o próprio tema já escancara os conceitos centrais, mas, nem sempre é assim.
Você pode se deparar, por exemplo, com uma monografia cujo tema é inclusão escolar, ou sustentabilidade,
e isso não diz muita coisa, mas, ao ler o problema de pesquisa, você nota que a monografia quer investigar
métodos didáticos para a inclusão escolar, ou empreendedorismo sustentável e geração de empregos.

Se você vê apenas o tema – inclusão escolar -, não identifica que os Métodos Didáticos também
representam um conceito central. E se você vê apenas o termo sustentabilidade, não identifica que os
conceitos centrais são Empreendedorismo sustentável e Geração de Empregos.

Agora, A PERGUNTA DO MILHÃO: adianta começar a mostrar para o leitor do seu TCC como as novas mídias
influenciam a aprendizagem, se esse leitor não sabe o que são novas mídias e o que é aprendizagem?

Da mesma forma: adianta explicar como alguns métodos didáticos promovem inclusão escolar, se o leitor do
seu trabalho não tem a mínima ideia do que é um método didático e do que vem a ser inclusão escolar?
Adianta mostrar ao leitor como o empreendedorismo sustentável gera emprego, se ele não sabe nem o que
raios é empreendedorismo? (Opa, foram 3 exemplos de Fundamentação Teórica dentro do item Identificar
os Conceitos Centrais! Considere um Bônus!)

E a resposta para A PERGUNTA DO MILHÃO: claro que NÃO! Não adianta relacionar conceitos que o seu leitor
não conhece. Ele vai ficar mais perdido do que cebola em salada de fruta.

Então… olha só! É para isso que a Fundamentação Teórica serve. Para explicar os assuntos centrais que
serão tratados ao longo do seu TCC. Mas explicar com base no que você pensa ou acha? Claro que não!
Explicar com base no que outros autores já estudaram e produziram sobre o assunto.
Agora que você já sabe como identificar o conceito ou conceitos centrais do seu TCC, vamos à montagem do
conteúdo da sua Fundamentação Teórica.

3 EXEMPLOS DE FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA – PASSO 2: monte o seu roteiro.

Quer produzir um texto de TCC com segurança, tranquilidade e produtividade? Faça um ROTEIRO! E isso
vale para todos os capítulos do trabalho. Portanto, também vale para os exemplos de Fundamentação
Teórica.

Montar um roteiro é criar uma estrutura de tópicos para o desenvolvimento do seu texto e, no caso da
Fundamentação ou Referencial Teórico, tem um modelo quase padronizado de roteiro que funciona 99,9%
das vezes.

E até hoje, só os alunos do Curso Online do TCC Sem Drama conheciam esse modelo. Mas, como eles já
tem acesso a muitas outras técnicas poderosas que não dá para mostrar aqui no Blog, eu vou Revelar esse
Roteiro Padrão. Fica ligado!

Roteiro para sua Fundamentação Teórica:

Histórico do conceito/conceitos centrais;


Apresentação de abordagens de diferentes autores;
Análise comparativa dos autores.

Calma! Não se descabele. Eu sei que ainda está confuso, mas é porque eu ainda não expliquei o roteiro.
Então, vamos lá. E eu vou explicar o roteiro recorrendo ao nosso exemplo: NOVAS MÍDIAS e PROCESSO DE
APRENDIZAGEM.

Exemplos de Fundamentação Teórica – roteiro padrão para os conceitos centrais NOVAS MÍDIAS e
APRENDIZAGEM:

Histórico do conceito/conceitos centrais – neste tópico, a gente conta a história das Novas Mídias: como
surgiram, como se desenvolveram, como se transformaram ao longo do tempo e como chegam ao
contexto atual.
Apresentação de abordagens de diferentes autores – neste tópico, a gente conceitua, ou seja, define
novas mídias, com base em citações de diferentes autores, com abordagens semelhantes,
complementares ou mesmo divergentes.
Análise comparativa dos autores – neste tópico, a gente compara os diferentes conceitos e abordagens
dos autores citados no tópico anterior.

“Mas, Amilton, e o processo de Aprendizagem?” É só seguir o mesmo roteiro:

Histórico do processo de aprendizagem;


Apresentação de conceitos e abordagens de diferentes autores sobre o processo de aprendizagem;
Análise comparativa dos conceitos e abordagens dos autores citados no tópico anterior.

E eu aposto que você quer ver esse roteiro aplicado. Na prática mesmo, não é?! Então, vamos lá!
3 EXEMPLOS DE FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA – PASSO 3: escreva a sua Fundamentação Teórica com base no
seu roteiro.

Para mostrar como é prático montar uma fundamentação teórica com base em um bom roteiro, eu vou
produzir um texto agora, de improviso, com autores e conteúdos fictícios, até para que eu não tenha que
seguir o rigor de uma pesquisa de referencial sobre um assunto que eu não domino (novas mídias e
aprendizagem). Lembre-se de que, no caso do seu TCC, quando você for construir a sua Fundamentação
Teórica, você já fez a sua pesquisa de referencial teórico, e se você tem dificuldades em fazer a pesquisa,
veja: Como pesquisar Referencial Teórico e ainda Economizar Tempo.

Ah! Outra coisa, é claro que aqui eu vou produzir apenas um trecho de texto e não um referencial inteiro. A
ideia é te mostrar a estrutura de argumentos ordenados em uma Fundamentação Teórica. Mas pode ficar
sossegado, porque em um TCC completo, você deverá apenas reproduzir a estrutura do nosso exemplo.
Você só vai precisar adaptar ao seu conteúdo e, obviamente, usar um volume maior de citações e
referenciais. O recomendado é que você utiliza de 5 a 7 autores diferentes para cada conceito central da sua
Fundamentação Teórica, ok? No nosso exemplo, eu vou usar três autores.

3 EXEMPLOS DE FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA – PASSO 4: estrutura de argumentação segundo roteiro abaixo:

Histórico do conceito/conceitos centrais – neste tópico, a gente conta a história das Novas Mídias: como
surgiram, como se desenvolveram, como se transformaram ao longo do tempo e como chegam ao
contexto atual.
Apresentação de abordagens de diferentes autores – neste tópico, a gente conceitua, ou seja, define
novas mídias, com base em citações de diferentes autores, com abordagens semelhantes,
complementares ou mesmo divergentes.
Análise comparativa dos autores – neste tópico, a gente compara os diferentes conceitos e abordagens
dos autores citados no tópico anterior.

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA (REFERENCIAL TEÓRICO)

As mídias tradicionais ( mídia impressa, rádio e TV) já ocupam lugar significativo em nossas vidas há várias
décadas. Como ferramentas de transmissão de informação e entretenimento e, sobretudo, como veículos de
divulgação de produtos e serviços, as mídias tradicionais exercem influência direta no comportamento dos
cidadãos e consumidores. Mas, no mundo contemporâneo, estamos também expostos a novos modelos de
comunicação, marcados pelo surgimento das novas mídias. Segundo Quintela (2016), as novas mídias são um
resultado direto da associação das mídias tradicionais à internet. Assim, elas surgem quando as tecnologias
informacionais se unem aos métodos de comunicação e se propagam a partir da força da internet como
veículo de transmissão de informações em tempo real, de geração de conteúdos e de formação de opiniões
(GONÇALVES, 2015). Às opiniões de Quintela (2016) e Gonçalves (2015) associa-se a reflexão de Santos (2017),
que coloca como forças propagadoras das novas mídias a velocidade de transmissão de informações e a
possibilidade de interação entre as pessoas e os conteúdos. “As novas gerações não querem apenas ver um
comercial, querem interagir com a sua marca, produto ou conteúdo preferido.” (SANTOS, 2017, p. 232) Com
base nas opiniões dos autores, é possível entender porque as novas mídias ocupam espaço central na vida dos
jovens em um mundo pós-moderno e como representam elemento que não pode mais ser ignorado na
composição dos processos de aprendizagem humana. (Viu?! Aí está o Histórico do Conceito de Novas Mídias! O
primeiro tópico do roteiro montado para a nossa fundamentação teórica. Surgimento, evolução e presença
atual das novas mídias e, no final, eu ainda fiz um link com o processo de aprendizagem! É claro que, em uma
fundamentação teórica completa, nós usaríamos mais texto e autores, mas a estrutura de argumentação seria
a mesma!)

Como visto anteriormente, é impossível negar a importância das novas mídias como elemento central nos
processos de comunicação e aprendizagem no contexto social pós-moderno. (Sempre que você for mudar de
um tópico do seu roteiro para outro, faça uma TRANSIÇÃO, ou seja, ligue o conteúdo que está por vir ao que
você já disse, como eu acabei de fazer antes deste parêntese.) Mas, em termos conceituais, o que são
exatamente novas mídias? Soares (2001) conceitua as novas mídias, de forma básica, como um termo genérico
para designar qualquer mídia não tradicional, equiparando-as a um novo meio de comunicação. Para Sathler
(2002), o conceito é mais profundo, e as novas mídias são os meios de comunicação que reúnem a tecnologia
(informacional e da informática) às mídias. Ou seja, uma união entre “informática e comunicação” (SATHLER,
2002). Santos (2017) complementa os conceitos anteriores adicionando a interação entre o público (alvo da
comunicação) e os conteúdos (insumo da comunicação) em um processo acelerado de troca de informações
como característica básica das novas mídias.

Para os autores já citados, a internet é o fio condutor das novas mídias, possibilitando a troca de informações
e a interação entre públicos e conteúdos através de e-mails, redes sociais e do marketing digital. Entretanto,
para Silva (2010), é preciso destacar o caráter transitório do conceito de novas mídias. Para este autor, a
internet, por exemplo, foi, durante um período, uma nova forma de comunicação que associava tecnologia e
mídia, mas, no contexto atual, já pode ser classificada apenas como uma mídia (e não mais nova mídia), pois
já não é um veículo de informações que foge dos meios tradicionais, mas sim uma plataforma de comunicação
já arraigada aos hábitos das pessoas e grupos sociais. (Viu?! Aí está a apresentação das abordagens de
diferentes autores! O segundo tópico do roteiro montado para a nossa fundamentação teórica. Não custa
lembrar: em uma fundamentação teórica completa, nós usaríamos mais texto e autores, mas a estrutura de
argumentação seria a mesma!)

Com base nas diferentes abordagens conceituais sobre novas mídias, é possível notar semelhanças e
diferenças nas reflexões dos autores que se debruçam sobre esse tema. (Viu a TRANSIÇÃO?!) A maior parte dos
autores que se dedicam a estudar as novas mídias concordam que elas são novas plataformas de condução de
informações e conteúdos que fogem das chamadas mídias tradicionais e que associam tecnologia e
comunicação. Assim, a internet e sua capacidade de geração rápida de conteúdo e de promoção de interação
entre público e mensagem, seria o maior exemplo de uma nova mídia. Incluindo os seus, digamos,
subprodutos, como as redes sociais, por exemplo. Soares (2001), Sathler (2002) e Santos (2017) seguem essa
linha de argumentação. Entretanto, não se pode deixar de registrar que alguns autores, como Silva (2010), não
percebem a internet como um modelo de nova mídia, uma vez que ela já alcançou um patamar de
representatividade tão significativo em nosso contexto social, que não mais permite que os seus mecanismos
de comunicação (e-mail e redes sociais, por exemplo) sejam classificados como novos meios de comunicação.
(Viu?! Aí está a análise comparativa das abordagens de diferentes autores! O terceiro tópico do roteiro
montado para a nossa fundamentação teórica.)

E por que não, para arrematar, já criar um link entre o conceito central de novas mídias e os conceitos de
aprendizagem? Veja isso:

Mesmo que se considerem as eventuais divergências de conceitos, o fato é que não é mais possível
desconsiderar as novas mídias como elementos que ocupam lugar de destaque na dinâmica de aprendizagem
de jovens e adolescentes. Assim… (e aqui teria início a estrutura de roteiro – histórico, conceitos e análise
comparativa – para o processo de aprendizagem, nosso outro conceito central!)
Eu dou aula em cursos de graduação e pós-graduação há mais de 8 anos. Oriento trabalhos de conclusão
de curso ao longo desse mesmo período. Em função do Treinamento Online do TCC Sem Drama, orientei
milhares de alunos nos últimos 4 anos. Respondo cerca de 90 e-mails por dia e vejo centenas de
exemplos de fundamentação teórica em um única semana. E posso te dizer com toda a segurança. Nunca
vi sequer um texto que seguisse a estrutura do exemplo que eu acabei de te passar ser reprovado. Todos
foram Aprovados!

Eu espero que os nossos exemplos de Fundamentação Teórica (ou referencial teórico) tenham sido úteis
para você. E, se eu pude te ajudar, deixa aí o seu COMENTÁRIO. Você também pode Tirar suas Dúvidas no
box que está abaixo do artigo nesta mesma página. Fique à vontade! Eu vou adorar trocar ideias com você.

Você acabou de aprender um pouco mais sobre Fundamentação Teórica. Agora, se você quer ter acesso ao
conteúdo completo do nosso Treinamento Online e quer conhecer o método que já ajudou mais de 8.500
alunos no Brasil e fora do país a terem os seus trabalhos aprovados, veja ESTE VÍDEO AGORA.

Eu não sei por quanto tempo esse vídeo vai estar no ar, então, eu te aconselho a clicar aqui agora, porque,
em breve, nossas vagas estarão todas preenchidas e eu vou ter que fechar essa página.

Abraços.

Amilton Quintela

Facebook Twitter Google+ Pinterest LinkedIn

Confira outras publicações

Aprenda de uma vez por todas Monografia Pronta em 5 Passos. Como Começar o TCC do Jeito
Como Fazer os… Comprovado! Certo e Acelerar o seu trabalho
Comprar TCC Pronto é Uma Como Fazer Justificativa de TCC e Artigo Científico Pronto em 5
Cilada, Fuja disso e Veja… Monografia –… Passos. Comprovado!

 Sobre amilton

Administrador de Empresas, Sócio Proprietário da linQ Digital, Professor e Orientador de trabalhos


acadêmicos em cursos de graduação e pós-graduação. Apaixonado pelas Soluções Simples e Impactantes,
eu realmente acredito que ensinar significa Simplificar, Descomplicar as coisas. Por isso, eu criei o Maior
Portal de Orientação de TCC do Brasil, o www.tccsemdrama.com.br. Idealizador de um Projeto Inovador e
Exclusivo que já ajudou milhares de estudantes a terem o TCC Pronto em poucos dias, além de realizarem
o Sonho da sua Formatura.

 FAC E B O O K

131 Comentários tccsemdrama 


1 Entrar

 Recomendar 36 t Tweet f Compartilhar Ordenar por Mais votados

Participe da discussão...

FAZER LOGIN COM


OU REGISTRE-SE NO DISQUS ?

N
Nome

Nilton Rodrigues • um ano atrás


Professor Amilton, parabéns pelo excelente material publicado neste portal. Estou
elaborando um pré projeto de pesquisa para participar de uma seleção para um
programa de doutorado e suas orientações foram de fundamental importância.
Valeu. Abraço.
4△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

TCC SEM DRAMA Mod > Nilton Rodrigues • um ano atrás


Olá, Nilton. Fico muito feliz em ajudar e muito grato pelo seu comentário e
reconhecimento. Esse é o estímulo de que nós precisamos para continuar o
nosso trabalho aqui no TCC Sem Drama. E muito boa sorte no seu
Doutorado! Abraços. Amilton Quintela
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

Thiago • 15 dias atrás


Meu Deus. Que site maravilhoso!!
3△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

TCC SEM DRAMA Mod > Thiago • 15 dias atrás


Obrigado, Thiago! Abraços. Amilton Quintela
1△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

Divina Sousa • um ano atrás


Você falou sobre referencial teorico eu compreendi. O que deixa bem confusa são os
métodos e metodologias em como descrevê-los. Eu estudei história e meus
trabalhos seguirão na especialização dentro da história cultural. Fico perdida com
tantos métodos, eu compreendi o de pesquisa de campo. Mas minha pesquisa utiliza
material como livros, trabalhos como tese, artigos, monografias e também videos. é
uma pesquisa bibliográfica eu sei, mas,dentro da história cultural usa-se métodos
qualitativos e quantitativos. como vou carateriza essa pesquisa? Já já que exitem
método quanto a abordagem técnica e quanto a natureza, a finalidade e
procedimentos. Como definir seguramente o método e metodologia de minha
pesquisa quanto ao método cientifico, objetivo do estudo, procedimento técnico e
abordagem em pesquisa dento da história cultural.
1△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

TCC SEM DRAMA Mod > Divina Sousa • um ano atrás


Divina, só consigo te responder essa pergunta, se conhecer o tema e os
objetivos geral e específicos do seu trabalho. É a estrutura básica (tema,
problema de pesquisa e objetivos) que define a metodologia, e não o
contrário. Abraços. Amilton Quintela
1△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

Vanessa Young • 5 dias atrás


Boa tarde, professor Amilton! Gostaria primeiramente de agradecer por compartilhar
conosco esse excelente material. Estou iniciando meu TCC e sem dúvidas todo
exposto aqui está me ajudando e muito a compreender e montar minha estrutura
básica primeiro.
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

TCC SEM DRAMA Mod > Vanessa Young • 4 dias atrás


Que maravilha, Vanessa. Fico muito feliz em ajudar. E muito obrigado pelo
reconhecimento e pelo comentário. Abraços. Amilton Quintela
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

Inggrid Machado • 20 dias atrás


Depois do referencial pronto falta muita coisa?
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

TCC SEM DRAMA Mod > Inggrid Machado • 20 dias atrás


Em um projeto de pesquisa, não falta mais nada, Ingrid (em termos de
conteúdo textual, claro). Mas no trabalho final, falta o próprio
desenvolvimento dos objetivos específicos em capítulos do trabalho, além da
conclusão. Abraços. Amilton Quintela
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

mailito coutinho • 2 meses atrás


bom dia Prof. Amilton, o meu tema : aplicacao do sig na analise de areas de risco de
poluicao de aguas subterraneas no rio matola, pedia ons conceitos centrais
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

TCC SEM DRAMA Mod > mailito coutinho • 2 meses atrás


Olá! Desculpe, mas não entendi muito bem a parte "pedia ons conceitos
centrais" no seu comentário. Agora, de cara, já posso te dizer que o seu tema
está devidamente delimitado e pode ser transformado em uma Estrutura
Básica muito consistente, com problema e objetivos de pesquisa. Abraços.
Amilton Quintela
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

Ana Paula Matsuo • 3 meses atrás


Boa noite professor! Primeira vez que leio as orientações do seu site!!! ADOREI!!!
Muito claro, didático, prático e realista... tudo o que passamos quando precisamos
fazer um TCC (um drama kkkk). Estou finalizando meu projeto de pesquisa e recebi
a devolutiva de meus orientadores porque não mencionei autores nem conceitos no
meu Referencial Teórico. Li as suas orientações acima e pasmem!! Entendi!! kkk
Mas aí eu fico na dúvida.... se é um projeto ainda...(início de tudo) e tenho que fazer
as citações de autores que vou me basear... (mas eu ainda vou começar a ler... e
tal)... Vou ter que fazer as leituras antes de fazer o Referencial???? Me ajuda
please??
Ana Paula Matsuo
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

TCC SEM DRAMA Mod > Ana Paula Matsuo • 3 meses atrás
Olá, Ana. Em primeiro lugar, muito obrigado pelo carinho e por todas as
l l i T d i d TCC S D ti l t
palavras elogiosas. Toda a equipe do TCC Sem Drama e eu, particularmente,
agradecemos o comentário e te mandamos um grande abraço. Quanto à sua
dúvida, vamos lá. O referencial teórico (ou fundamentação teórica) é a base
de pesquisa do desenvolvimento tanto do projeto quanto do trabalho final.
Sendo assim, eu sempre recomendo aos meus alunos que pesquisem, leiam
e montem o referencial mais robusto possível, com autores e citações, já no
projeto, porque toda essa parte poderá ser aproveitada no trabalho final.
Abraços. Amilton Quintela
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

Liliane Costa • 3 meses atrás


Olá, Bom dia!
Ainda não acredito que consegui compreender sua digníssima explicação!
Já apresentei meu projeto de pesquisa, e por sinal, fui ruim no quesíto
(Fundamentação Teórica). Pois não entendia, meus professores sabiam (para eles)
mas, enfim, agora acredito que farei um bom trabalho!
Obrigada por compartilhar um pouco sua sabedoria!

Abraços
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

TCC SEM DRAMA Mod > Liliane Costa • 3 meses atrás


Eu é que agradeço pelo comentário, Liliane. Sempre bom poder ajudar.
Sucesso no seu trabalho! Abraços. Amilton Quintela
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

Williane Martins • 3 meses atrás


Boa noite, professor Amilton !! Conteúdo excelente, me esclareceu muito sobre o
fundamento teórico. Difícil achar alguém com tanta clareza no escrever e uma
didática mil !!! Muito Obrigado !!
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

TCC SEM DRAMA Mod > Williane Martins • 3 meses atrás


Eu é que agradeço o carinho e todos os elogios ao conteúdo do Blog,
Williane. Sempre bom saber que pude ajudar. Abraços. Amilton Quintela
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

Isabelle Palma • 4 meses atrás


Boa noite, professor.
Eu estou confusa, no meu desenvolvimento eu já coloquei os meus objetivos, então
o que devo colocar na fundamentação? Se for para trocar e colocar o que já escrevi
na fundamentação, o que coloco no desenvolvimento?
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

TCC SEM DRAMA Mod > Isabelle Palma • 4 meses atrás


Isabelle, você fez o desenvolvimento do conteúdo antes da fundamentação
teórica? Estranho... é bom frisar que a fundamentação é a apresentação dos
conceitos-chave da pesquisa com base em autores referencias e o
desenvolvimento é a apresentação dos resultados da pesquisa e análise
desses resultados. Se o trabalho é uma revisão bibliográfica e não envolve
pesquisa de campo, o conteúdo do desenvolvimento passa pela análise dos
referenciais apresentados na fundamentação, incluindo comparações entre
autores, diálogo entre conteúdos e conclusões acerca das relações entre as
variáveis de pesquisa. Abraços. Amilton Quintela
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

Isabelle Palma > TCC SEM DRAMA • 4 meses atrás


Minha faculdade passou para a gente um Template do TCC com o
esqueleto pronto, e o Desenvolvimento está antes da Fundamentação,
por isso fiquei confusa.
Muito obrigada pela resposta!
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

TCC SEM DRAMA Mod > Isabelle Palma • 4 meses atrás


É a primeira vez que eu vejo o desenvolvimento antes da
fundamentação. Isso não faz muito sentido, mas vale a
explicação anterior, mesmo com a ordem inversa. Abraços.
Amilton Quintela
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

Kelcilene Paixão • 5 meses atrás


Professor, o que fazer quando ha referênciais teiricos, mas esqueceram de colocar a
fonte? É já não sabem mais pq pesquisaram na internet .
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

TCC SEM DRAMA Mod > Kelcilene Paixão • 5 meses atrás


Kelcilene, infelizmente, se a pesquisa foi realizada na internet e não há mais
como acessar os conteúdos, não há como utilizar o conteúdo pesquisado,
porque você não será capaz de dizer qual é a fonte de informação. Nesse
caso, se você utilizar o conteúdo sem referenciar, isso pode ser considerado
plágio. Abraços. Amilton Quintela
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

Mauro César Vitor • 5 meses atrás


Professor, sou estudante de Engenharia de produção, meu orientador não ajuda em
nada, muito pelo contrário, vou fazer meu TCC, inclusive esta super atrasado,
preciso entregar meu referencial teórico para esta fase do trabalho, vou falar de
mapeamentos de processos em negócios utilizando o BPN, sendo verdadeiro não
sei por onde começar.
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

TCC SEM DRAMA Mod > Mauro César Vitor • 5 meses atrás
Mauro, infelizmente, o fato do seu orientador não te ajudar muito não me
surpreende em nada. É o sistema tradicional de orientação falhando com o
aluno mais uma vez. Se você precisa começar o seu referencial teórico, o
artigo acima pode te mostrar como escrever, mas, antes disso, você precisa
pesquisar o conteúdo. Ou seja, encontrar materiais relacionados ao seu
tema. Aliás, antes mesmo de procurar referenciais, primeiro, monte a sua
, p ,p ,
Estrutura Básica. O tema é só um ponto de partida. O que realmente orienta
a pesquisa de referencial é a Estrutura Básica do TCC. Veja isso:

Abraços. Amilton Quintela


△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

Mauro César Vitor > TCC SEM DRAMA • 5 meses atrás


Podem me enviar em outro tipo de arquivo?

Enviado do meu iPhone


△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

TCC SEM DRAMA Mod > Mauro César Vitor • 5 meses atrás
Mauro, isso é um link de um vídeo do Youtube. Só tenho como
mandar o link. Se você quiser, pode solicitar o link no
tccsemdrama@gmail.com. É só me lembrar que nos falamos
aqui no Blog e pedir o vídeo sobre Estrutura Básica. Abraços.
Amilton Quintela
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

Stefany Diany • 5 meses atrás


olá boa tarde,adorei o material me ajudou muito, mas a duvida que tenho é a
seguinte quando eu vou comparar os autores no meu trabalho, eu tenho que fazer a
comparação entre os autores que fizeram o artigo, tipo peguei três artigos diferente
tratando de um determinado tema, mas na leitura desses artigos tem citações de
diversos outros autores, eu posso usar essas citações no meu trabalho? e no caso
esses artigos que peguei e que vou me basear no meu trabalho eu tenho que
comparar os autores que elaboraram o artigo que na maioria das vezes são alunos
ou professores que fazem e são mais de um ? ai como eu faria essa comparação
entre eles ? pq dentro desses artigos tem varias citações de outros autores e eu não
sei como fazer essa comparação.
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›
p p

TCC SEM DRAMA Mod > Stefany Diany • 5 meses atrás


Stefany, em primeiro lugar, obrigado pelo elogio ao conteúdo. Quanto à sua
dúvida, geralmente as comparações são estabelecidas entre os autores
responsáveis pelos conceitos e teorias originais, ou seja, aqueles citados nos
artigos. Você pode comparar os conteúdos dos autores citados, sem
problemas. Abraços. Amilton Quintela
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

Juliana • 5 meses atrás


Muito bom!!!! muito bom mesmo! Está me ajudando muuuuuito! obrigada!
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

TCC SEM DRAMA Mod > Juliana • 5 meses atrás

Maravilha, Juliana. Muito bom poder ajudar. E muito obrigado pelo


comentário. Abraços. Amilton Quintela
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

Cristielen Amarante • 5 meses atrás


Bom dia professor Amilton, confesso que estava totalmente perdida em relação a
fundamentação teórica, e sua explicação acima, me abriu a visão, me fez entender e
compreender de maneira muito simples, e fiquei feliz por isso. Poderia me ajudar
com o meu tema ? Pois, eu estou o achando muito vago e simples... o Tema é:
Inteligencia Emocional dentro das Organizações. Preciso fazer a fundamentação
teórica. Meu problema é: "Qual a importância da Inteligência Emocional dentro das
organizações?" Um grande abraço e meus parabéns! Sou grata.
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

TCC SEM DRAMA Mod > Cristielen Amarante • 5 meses atrás

Cristielen, em primeiro lugar, muito obrigado pelo seu comentário. Muito bom
saber que o conteúdo foi tão útil para você. Quanto ao seu tema, eu também
considero que ele esteja um tanto amplo. Em primeiro lugar, "importância" é
um termo que pode derivar para a subjetividade (o que é importante para
uma pessoa pode não ser para outra). Além disso, existem diversos tipos e
portes de organizações e os impactos da inteligência emocional diferem em
função do contexto. No seu lugar, eu delimitaria mais relacionando a
inteligência emocional a algum outro aspecto, algo do tipo: quais os impactos
da inteligência emocional no processo de ascensão profissional de
colaboradores em empresas de pequeno porte? É só um exemplo para você
entender a dica. Abraços. Amilton Quintela
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

Pâmela Camilo • 6 meses atrás


Boa noite professor, maravilhoso ver como tem gente bacana dividindo o seu
conhecimento. Suas postagens tem me ajudado muito com o TCC, parabéns pelo
seu trabalho.
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

TCC SEM DRAMA M d > Pâ l C il 6 tá


TCC SEM DRAMA Mod > Pâmela Camilo • 6 meses atrás
Muito obrigado, Pâmela. São comentários como o seu que me dão força para
prosseguir com o trabalho. Abraços. Amilton Quintela
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

Tiago • 6 meses atrás


Professor Amilton, obrigado pelo espaço a questionamentos e dúvidas. Queria tirar
uma dúvida: uma fundamentação teóricas deve ter quantas páginas? meu orientador
pediu umas 50 páginas.......e não de onde tirar tanta informação para essa
quantidade de páginas.
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

TCC SEM DRAMA Mod > Tiago • 6 meses atrás


Olá, Tiago. Desculpa a sinceridade, mas 50 páginas? Isso é um exagero por
parte do seu orientador. Monografias costumam ter de 40 a 80 páginas e a
parte mais substancial de texto deve ser a apresentação e análise de
resultados e não a fundamentação teórica. Meu Deus! Não existe limite
mínimo ou máxima para o número de laudas da fundamentação teórica, mas
50 laudas é, sem dúvida, um exagero. Abraços. Amilton Quintela
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

Tiago > TCC SEM DRAMA • 6 meses atrás


Pois é, parece mais tese de mestrado, invés de TCC.
mas vou tentar chegar perto....
parece que o objetivo do orientador é ficar livre da gente por muito
tempo pra não ser importunado .
Obrigado pela atenção.
Sds.

Em Qui, 5 de abr de 2018 15:05, Disqus <notifications@disqus.net>


escreveu:
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

TCC SEM DRAMA Mod > Tiago • 6 meses atrás

Quando eu li a sua primeira mensagem, foi exatamente isso


que me passou pela cabeça, Tiago: esse orientador não quer
ser importunado por um tempo. É trista, mas, muitas vezes, é a
triste realidade. Abraços. Amilton Quintela
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

Roger • 6 meses atrás


Ola vcs ainda tem o video?
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

TCC SEM DRAMA Mod > Roger • 6 meses atrás

Roger, se você se refere ao vídeo que apresenta o treinamento online do


TCC Sem Drama, veja este link: http://www.tccsemdrama.com.br/ Abraços.
Amilton Quintela
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›
Gisele Silva • 6 meses atrás
Suas dicas foram muito úteis pra mim, muito obrigada! Estou iniciando um projeto de
pesquisa e estava perdida tentando entender como elaborar um referencial teórico.
Parabéns pelo seu trabalho e pelo retorno dado às pessoas que o utilizam. Muito
sucesso!!!
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

TCC SEM DRAMA Mod > Gisele Silva • 6 meses atrás

Muito obrigado, Gisele (bonito nome, é o da minha esposa também). Muito


bom saber que pude ajudar. E valeu pelo comentário. Abraços. Amilton
Quintela
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

Roberta Pieruccetti • 6 meses atrás


Professor, boa noite! Admito que estou com muita dificuldade para escrever o pre
projeto e temerosa de estar fazendo a coisa errada. Escolhi o tema: heranca digital e
recorte: dificuldade na transmissibilidade dos bens digitais post mortem. Estou na
dúvida com relacao a questao norteadora e objetivos. Sei que eles sao peca chave
para o desenvolvimento do trabalho. Poderia colocar: quais deverao ser os critérios
adotados pelo legislador na regulamentacao da sucessao após a morte? Nao sei se
essa realmente deveria ser a questao norteadora. Afinal, eu teria que estabelecer
esses critérios com que base em que? O tema é interessante, mas nao consigo
encontrar um norte.
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

TCC SEM DRAMA Mod > Roberta Pieruccetti • 6 meses atrás

Roberta, diante da apresentação do seu tema, eu achei a sua questão


norteadora (ou problema de pesquisa) muito pertinente. Se houver textos
legais, opiniões ou dotrinas ou mesmo jurisprudências que tratam do assunto,
é com base neles que você vai investigar os critérios a serem adotados pelo
legislador. Se houver outros autores produzindo conteúdo sobre o tema, é
neles que você deve se basear para produzir o seu conteúdo. Abraços.
Amilton Quintela
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

Carlos • 6 meses atrás


Muito bom o conteúdo do TCC sem drama, parabéns pelo trabalho e sorte a nossa
que tem ferramentas como essa que nos tiram da formalidade vazia e focam no real
aprendizado que é o objetivo, ou deveria ser dos TCCs. Muito obrigado, vocês são
muito bons!
△ ▽ • Responder • Compartilhar ›

Wilian Melo • 6 meses atrás


Muito bom !
TCC é o drama do universitário.
AMILTON QUINTELA

Conseguiu a proeza de realizar o seu TCC em apenas 4 semanas e quer te ajudar a fazer o seu
trabalho sem sacrifício.

SAIBA MAIS 

 Tópicos recentes

 As 5 maiores MENTIRAS que te contaram sobre Como Fazer TCC Passo a Passo… e você
acreditou!
 Como Começar o TCC do Jeito Certo e Acelerar o seu trabalho
 Conclusão do TCC em 3 Passos
 Monografia Pronta em 5 Passos. Comprovado!
Copyright © 2012-2018 · Todos os direitos reservados · Como Montar TCC/TCC SEM DRAMA

Mapa do site

Você também pode gostar