Você está na página 1de 7

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS


BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

Juraci de Souza Oliveira


Thiago Morais Silva

Questionário Bloco 2

Analise SWOT aplicada à avaliação dos ambientes internos e externos da


Administração Pública
Balanced Scorecard na Gestão Pública

Esplanada - BA,
24 de Novembro de 2018
Vânia Carvalho
Juraci de Souza Oliveira
Thiago Morais Silva

Atividade apresentada como requisito parcial


para obtenção de aprovação na disciplina
Poder Local e Administração Municipal
2018.2, solicitado pela Prof.(o) Marcos
Borges da Cunha.

Esplanada - BA,
24 de Novembro de 2018.
QUESTÕES – ATIVIDADE BLOCO 02

A partir das leituras realizadas através do material de estudo disponibilizado para o


bloco 02, respondam as seguintes questões:

1. Conceitue de forma geral a matriz Swot, destacando seu conceito,


características e aplicação. (1,0)
Podemos dizer que a Análise SWOT conceitua-se como ampla utilização de método
de gestão para o estudo das características dos ambientes interno e externo da
empresa, através da identificação e análise dos pontos fortes e fracos da
organização, e das oportunidades e ameaças às quais ela está exposta,
identificando de forma assertiva os fatores que influenciam no funcionamento da
organização fornecendo informações bastante úteis no processo de seu
planejamento estratégico.

2. No âmbito da administração, qual a principal finalidade da


análise Swot? Comente. (0,5)
A análise Swot se trata de uma ferramenta estrutural da administração, que possui
como principal finalidade avaliar os ambientes interno e externo, formulando
estratégias de negócio para a organização ou empresa com a finalidade otimizar seu
desempenho no mercado.
É proveniente das estratégias reunidas e descritas no planejamento estratégico que
irá atingir os objetivos, cujo método é através de uma análise de cenários que resulta
na elaboração de matriz que demonstre as ameaças e oportunidades sob os pontos
de vista interno e externo da organização.

3. Quais os principais objetivos da matriz Swot? Cite-os e explique-


os. (0,5)
A Análise SWOT, como dissemos, também é conhecida no Brasil, pelo nome
Análise FOFA ou FFOA, siglas que em português significam: Forças, Fraqueza,
Oportunidades e Ameaças.
Iremos citar como exemplo um estabelecimento de ensino fundamental e médio
da rede pública.

Forças
São os pontos positivos que a nossa instituição de ensino possui, ou seja, as
qualidades que são percebidas por aqueles que a frequentam e pelos seus
gestores. São as particularidades que podem ser gerenciadas pelos
responsáveis do estabelecimento.
Exemplo de algumas forças:
local de fácil acesso, com facilidade para a entrada e saída dos alunos; facilidade
de estacionamento; salas e laboratórios bem montados; biblioteca vasta, com
livros clássicos e contemporâneos; equipamentos modernos de informática;
equipe de marketing bem estruturada; boa infraestrutura para esportes; software
de controle acadêmico atualizado; excelente corpo docente.

Fraquezas
Já as fraquezas são os pontos antagônicos às forças. Também estão sob o
controle do próprio gestor ou diretor, e dificultam o crescimento de sua instituição.
Devem ser vistos como oportunidade de melhoria interna e dependem somente
das ações dos colaboradores e gestores.

Oportunidades
São fatores que não estão sob o controle do corpo diretivo da instituição, mas
que podem trazer um auxílio para o objetivo da escola. Normalmente estão
vinculadas aos aspectos econômicos de onde a instituição se situa.
Vamos imaginar que a escola está localizada em uma cidade que vai receber
uma nova fábrica. Isso é uma excelente oportunidade, pois vai haver um grande
número de pessoas se deslocando para perto do empreendimento fabril e, como
consequência, seus filhos precisarão de uma escola.
Da mesma forma, um momento econômico favorável do país também beneficia
(e muito) as instituições educacionais. Melhor poder aquisitivo significa maior
procura pelas instituições particulares de ensino.

Ameaças
São os opostos das oportunidades. Todos os aspectos externos que influenciam
negativamente o crescimento de sua instituição e que não estão sob a
responsabilidade dos gestores são considerados ameaças.
Uma crise econômica como a que o país está passando, a chegada de um
concorrente de peso nas proximidades de sua instalação, a mudança de trânsito
nas redondezas ou mesmo falta de segurança pública — todos esses pontos são
ameaças. Normalmente, a instituição de ensino não tem muito o que fazer para
enfrentá-las.

3. Como aplicar a perspectiva do cliente para instituições


governamentais? Argumente. (1,0)
Empresas de todos os ramos e portes devem, de tempos em tempos, passar por
um planejamento estratégico. Para tal, são utilizadas várias ferramentas e
metodologias para definir a estratégia que deve ser seguida pela empresa.
Iremos abordar a análise SWOT para instituições de ensino da rede pública e
como ela pode ajudar a traçar novos objetivos.
Geralmente, essa análise é feita como uma sessão do planejamento estratégico.
Para tal, escolha uma equipe para discutir e definir os objetivos que vão ser
perseguidos por todos da entidade.
Sugere-se que sejam feitas reuniões específicas para o planejamento estratégico
e, como consequência, para a análise SWOT. A equipe deve ser composta por
profissionais de várias áreas. Defina um período em que os colaboradores
possam se dedicar exclusivamente às discussões.
As reuniões não devem ser feitas durante o período letivo, pois precisam
envolver representantes de todos os ciclos educacionais. Atualmente, com o
engajamento dos alunos e com as mídias sociais, algumas instituições permitem
a participação de líderes de classe em algumas discussões. Isso é uma forma de
democratizar as decisões, envolver os mais interessados e comprometer os
alunos com as decisões tomadas.
De posse da análise SWOT, é possível fazer um planejamento dos objetivos da
instituição de ensino. Os procedimentos a seguir devem ser listados e divulgados
para o corpo administrativo e docente.

O Senado Federal aprovou a reforma do ensino médio no país, trazendo consigo


uma grade escolar mais flexível, com matérias obrigatórias e optativas. A carga
horária anual e diária vai aumentar nos próximos anos.
As instituições de ensino terão que se adequar e entender que essa reforma é
uma grande oportunidade para o seu crescimento.
Escolas que já estiverem bem estruturadas vão ter mais facilidade de se adequar
ao novo cenário educacional. É muito importante que se tenha um bom sistema
de controle acadêmico, além de controles de acesso e de frequência.
A gestão da secretaria e a integração dos dados financeiros, do almoxarifado e
da biblioteca são imprescindíveis para uma boa administração escolar.
Disponibilizar acesso aos professores, alunos e seus responsáveis por meio de
aplicativos para smartphones e tablets também é um diferencial para a instituição
de ensino. Quanto mais moderna, transparente e conectada a escola for, mais
possibilidade de sucesso ela terá.
No mercado, há algumas empresas com expertise no desenvolvimento
de sistemas para instituições de ensino. Algumas englobam, além do controle
financeiro e acadêmico, funcionalidades para garantir o desenvolvimento da
escola. Com a sua utilização, a instituição de ensino reduz despesas, aumenta a
produtividade dos colaboradores e presta um serviço melhor aos seus clientes,
ou seja, aos seus alunos e responsáveis.

4. Destaque e comente três fatores de interferência na implantação


do BSC. (1,0)
Considera-se o Balaced Scorecard a chave para o planejamento estratégico de uma
organização, sobretudo, com a implantação da metodologia do BSC propõe – se
observar a organização de extensiva e sistêmica. Dentre os três fatores em que de
detectam a melhoria no uso do BSC citamos:
 A necessidade de utilizar inovação adequada para balancear o foco
estratégico com o operacional em uma organização baseada essencialmente
em operações e que as decisões estratégicas e de avaliação de desempenho
baseavam apenas em indicadores financeiros, negligenciando medidas de
desempenho não financeiras motivadores de desempenho pelos gestores no
processo decisório definido no BSC como perspectivas de clientes, processos
internos, e aprendizado e crescimento.
 A formalização, esclarecimento e comunicação da visão e da estratégia para
os colaboradores de todos os níveis da organização e o BSC através da
tradução da visão em objetivos estratégicos, metas e indicadores claros
apresentava os requisitos para atender as necessidades.
 A elaboração de um sistema de controle gerencial que permite um controle
mais efetivo para atender as necessidades de uma empresa expansionista e
diversificada.

Vale salientar que o BSC foi percebido como sendo mais eficiente que as
práticas vigentes a época, comunicando e operacionalizando a visão e a
estratégia, a avaliação de desempenho e gestão estratégica. Antes o orçamento
era a principal ferramenta para traduzir e acompanhar a execução do
planejamento estratégico e comunicar a estratégia.

6) A aplicação da perspectiva financeira sob o prisma do BSC, pode ser


considerada como justificativa para restrição de políticas sociais? Responda
apresentando inferências próprias. (1,0)

Na administração pública, através do uso do BSC, considerando uma adaptação


voltada a eficiência, eficácia e efetividade, percebe - se que o mesmo pode atuar de
forma concomitante no que se refere as políticas sociais, temos como exemplo a
percepção de que o bom funcionamento da perspectiva financeira do órgão, impacta
positivamente aos seus clientes, cidadãos oriundos de determinado município,
considerando que o órgão seja uma prefeitura. Tendo em vista que, a capacitação
do corpo administrativo, na intensão do uso do BSC, busca a melhoria de sua
gestão interna, tem processos eficientes e clientes satisfeitos; tem todas as
condições de atender às necessidades da sociedade brasileira.