Você está na página 1de 2

SEMANA 27 HST – MOVIMENTAÇÃO MANUAL DE CARGAS

MOVIMENTAÇÃO MANUAL DE CARGAS

O que torna a MOVIMENTAÇÃO MANUAL DE CARGAS perigosa?

Existem vários fatores de risco que tornam a movimentação manual de cargas perigosa e
aumentam o risco de lesões. As lesões lombares estão relacionadas com quatro aspetos da
movimentação manual de cargas.

1) As cargas
O risco de lesões lombares aumenta se as cargas forem:
• Demasiado pesadas: não há um limite exato de peso que seja
seguro — um peso de 20 kg a 25 kg é pesado para ser sustentado
pela maior parte das pessoas. Vai das características da carga e
capacidades do trabalhador verificar se o peso é razoável ou não;

• Demasiado grandes: se as cargas forem muito grandes, não é


possível observar as regras básicas de elevação e transporte,
nomeadamente manter a carga tão próxima do corpo quanto
possível, pelo que os músculos se cansam mais rapidamente.
Deverá dividir a carga e se não for possível utilizar meios
mecânicos de transporte ou ajuda de colegas;

• Difíceis de segurar: objetos difíceis de agarrar e/ou segurar podem


escorregar e provocar acidentes. Cargas com extremidades aguçadas
ou com materiais perigosos podem causar lesões aos trabalhadores.
Deverá encontrar a forma mais segura de segurar a carga utilizando
equipamentos para o efeito;

• Desequilibradas ou instáveis: o facto do centro de gravidade do


objeto estar distante do centro do corpo do trabalhador, irá causar a
distribuição irregular da carga pelos músculos e cansaço. Deverá
assegurar-se que a carga está bem segura e próxima do corpo para
não causar desequilíbrios nem cansaço;

• Difíceis de alcançar: se para alcançar a carga for necessário esticar os


braços, dobrar ou torcer o tronco, vai ser necessário uma maior força
muscular. Deverá adotar medidas que reduzam os movimentos de
torção do corpo;

Departamento da Qualidade 1
HST – MOVIMENTAÇÃO MANUAL DE CARGAS
2) As tarefas
O risco de lesões lombares aumenta se as tarefas forem:
• Demasiado cansativas, por exemplo, se forem realizadas com
demasiada frequência ou durante demasiado tempo;
• Exigirem movimentos difíceis, por exemplo, o tronco dobrado e/ou
torcido, os braços levantados, ou uma forte
extensão do corpo para alcançar cargas;
• Exigirem movimentos repetitivos.

3) O ambiente de trabalho
As seguintes características do ambiente de trabalho podem aumentar o risco de lesões
lombares:
• Espaço insuficiente, por exemplo pequenos armazéns onde não se consiga estar
completamente de pé leva a posturas incorretas;
• Um pavimento irregular, instável ou escorregadio pode aumentar o risco de
acidentes;
• O calor provoca cansaço nos trabalhadores e o suor dificulta a manipulação de
ferramentas, exigindo um esforço maior;
• O frio pode diminuir a sensibilidade das mãos, tornando mais difícil agarrar objetos;
• A insuficiente iluminação pode aumentar o risco de acidentes ou obrigar os
trabalhadores a colocarem-se em posições inadequadas para conseguirem ver o que
estão a fazer.

4) Os indivíduos
Alguns fatores individuais podem afetar o risco de lesões lombares:
• A falta de experiência, de formação ou de conhecimento da tarefa;
• A idade — o risco de lesões lombares aumenta com a idade e com o número de anos
de trabalho;
• As características e capacidades físicas, como a altura, peso e força;
• Já ter tido lesões lombares.

ATIVIDADE SUGERIDA

Identificar nas diferentes cargas que transportam, nomeadamente na recepção e


armazenamento de mercadorias, aquelas que apresentam maiores riscos (considerar o peso,
dimensão, facilidade de agarrar/segurar, etc.) e pensarem em melhorias que se podem aplicar
na Movimentação Manual dessas Cargas.

Departamento da Qualidade 2