Você está na página 1de 8

0

PRÉ-HISTÓRIA e prolongar o período das atividades, antes limitado pelo cair


da noite. Nas cavernas onde moravam, inclusive em lugares
I - As Origens do Homem muito frios como na Europa, foram encontradas boas
quantidades de carvão acumuladas, indicando que várias
Durante o período Paleolítico, iniciado gerações deles acendiam foguerias. Eram carnívoros,
provavelmente a cerca de 2 000 000 de anos, os grupos andarilhos e praticavam a caça de rastreio. Proporcionando
humanos surgiram, evoluíram e se espalharam na superfície luz para habitar as cavernas, calor para enfrentar climas mais
terrestre, ligados ao movimento das quatro grandes frios e um método para preservar a carne, o fogo representou
glaciações da era quaternária. As glaciações são fases uma grande revolução na cultura dos hominídeos. E com sua
marcadas por tempestades de neve, ventos violentos, frio ajuda, provavelmente iniciaram a migração pelo planeta,
rigoroso e empobrecimento da cobertura vegetal da terra. visto que os hominídeos do estágio pitecantropóide só não
Cada glaciação é sucedida por uma fase interglaciária, mais foram encontrados na América e na Austrália. Depois dos
úmida e mais temperada, que se instala progressivamente e pitecantropos, há uma nova lacuna paleontológica de mais ou
na qual a calota de gelo recua em direção ao pólo, a floresta menos 400 000 anos. Só então começam a aparecer os
reconstitui-se, os rios retomam seu curso e o nível do mar esqueleos do homem de Neandertal.
sobe. A extensão variável dos glaciares condicionou os Os neandertalenses viveram entre 100 000 e 40 000
territórios onde os antepassados do homem podiam circular anos atrás e possuíam uma capacidade cerebral próxima à do
(planícies, grutas, abrigos, praias, etc) e onde foram homem moderno. Eles poderiam ser descritos como
encontrados fósseis e indústrias humanas. Nas regiões possuidores de uma caixa craniana moderna e uma face
situadas fora da influência glaciar (zona mediterrânea e próxima à dos pitecantropos. Talhavam a pedra com
África), a cronologia climática baseia-se na alternância de perfeição e praticavam ritos funerários enterrando seus
fases úmidas e áridas. mortos. Descobriu-se que um esqueleto dessa espécie,
É difícil elaborar-se um quadro satisfatório da desenterrado em Shanidar, foram recoberto com oito
evolução humana, visto que não existem registros espécies diversas de flores. Ora, isso demonstra a existência
arqueológicos completos. Atualmente aceita-se o seguinte de ritos conscientes, além de uma vida social organizada tal
esquema básico de evolução: há uns 7 milhões de anos, de qual a das tribos primitivas de homo sapiens-sapiens. Os
um grupo de driopitecos (também chamados “procônsules”) esqueletos sucessivos aos neandertaleneses são
separou-se o grupo dos ramapitecos, que constitui a "ponte denominados de Cro-Magnon ou Homo sapiens-sapiens.
para o homem" e sobre os quais existem pouquíssimos Foram encontrados numa localidade da França que lhes deu
achados arqueológicos. A eles sucederam-se quatro estágios o nome, a cerca de 35 000 anos, no Paleolítico superior. O uso
de hominídeos: o australopitecídeo, o pitecantropóide, o de instrumentos de caça provavelmente ativou o
neandertalense e o moderno. desenvolvimento do cérebro e a redução das mandíbulas e
O estágio australopitecídeo, iniciado talvez há uns dos dentes até então usados como ataque e defesa. O homem
dois milhões de anos, inclui achados fósseis que podem ser de Cro-Magnon é o nosso antepassado direto. Vestido como
reunidos em dois grupos: os pequenos australopitecos e os um homem atual, ele seria indistinguível nas ruas das cidades.
grandes australopitecos ou parantropos. Os pequenos Possuía estatura elevada e capacidade craniana de 1500 cm3
australopitecos eram bípedes, mediam cerca de 1,20m e em média. Desenvolveu a linguagem articulada, fazia
pesavam entre 25 e 50 quilos, com capacidade craniana instrumentos especializados para a caça e a pesca e criou a
média de 500 cm3 . Seus primeiros fósseis foram encontrados arte rupestre e a escultura.
na garganta de Olduvai, Tanzânia, n África, junto a seixos Com o aparecimento destes primeiros seres
grosseiramente trabalhados à mão. A postura vertical trazia a modernos, a história física do homem se transformou na
vantagem de libertar as mãos para a manipulação; a história de suas raças: pequenas subdivisões internas que
associação dos movimentos das mãos com os olhos começaram a se formar graças ao isolamento geográfico.
estimulava o cérebro. Assim, o bipedismo constituiu uma
base para as habilidades culturais. Aos australopitecos II - As Comunidades Primitivas de Caçadores e Coletores
pequenos sucederam-se os australopitecos grandes ou (Paleolítico)
parantropos, do tamanho de homens moderno, porém com o
cérebro de 600 cm3. Foram encontrados em Olduvai e no Os homens de Cro-Magnon viviam ao ar livre, em
Saara, na África e em Java, na Indonésia. A passagem do bandos nômades. Desde cedo aprenderam a cooperar uns
estágio australopitecídeo ao estágio pitecantropóide é um com os outros, para obter o alimento necessário.
problema que cobre um vazio de achados fósseis de 1,25 Distinguiam-se de seus antecessores por seu aspecto físico e
milhões de anos. Deste período existem achados de pedra, por serem caçadores especializados, que faziam armas de
mas não de ossos. pedra, marfim e osso. Através de golpes no sílex (rocha dura),
Depois dos australopitecos, os fósseis encontrados produziam lâminas ou lascas estreitas, a partir das quais
foram classificados como pertencentes ao estágio surgiam facas, pontas de projéteis montáveis em cabo,
pitecantropóide. Os primeiros pitecantropos ou "homo raspadoras que possibilitavam a produção de lanças, arpões,
erectus" datam de cerca de 500 000 anos e foram descobertos dardos, bastões perfurados para trabalhar o couro,
em Java (Indonésia), Pequim (China), Heidelberg (Alemanha), perfuradores e agulhas para costurar roupas. Praticavam uma
Tenerife (Marrocos, Olduvai (Tanzânia) e na Hungria. Viveram economia coletora de subsistência: dependiam da caça, da
na Segunda fase interglaciária e seu cérebro possuía pesca e da coleta, pois ainda não haviam aprendido a produzir
capacidade craniana média de 1 000 cm3. Os pitecantropos os alimentos. Realizavam caçadas às manadas de mamutes,
conheciam o fogo, fato que lhes permitia habitar em cavernas renas, bisões, bois e cavalos selvagens. Colhiam tudo que lhes

1
pudesse servir de alimento: sementes, nozes, castanhas, semear, ceifar, armazenar e moer.
frutos, raízes, mel, insetos, ovos, moluscos e pequenos Provavelmente, foi domesticando os filhotes dos animais que
animais. haviam matado, que os homens aprenderam a criá-los.
Havia uma rudimentar divisão do trabalho segundo Passaram a ter rebanhos de bois, carneiro, cabras, porcos,
o sexo: tarefas que cabiam ao homem, à mulher, à criança, ao utilizando suas peles, carne e leite. A abundância de lã e de
velho. A liderança natural do bando era exercida pelo mais linho tornou possível a tecelagem.
forte. O conhecimento e as experiências adquiridas eram Da observação da terra endurecida ao redor do fogo,
transmitidos coletivamente e incorporados à tradição nasceu a cerâmica e a olaria. Potes, vasos e outros recipientes
comunitária, como, por exemplo, as melhores estações de passaram a ser largamente utilizados para armazenar a água
caça, a distinção entre plantas comestíveis e venenosas, a e os alimentos e para cozinhá-los. Ornamentados, esses
escolha das melhores pedras para se fazer ferramenta e a objetos tornaram-se importante manifestação da arte
observação das fases da lua. As cavernas naturais e as neolítica.
habitações rudes feitas de galhos de árvores constituíam as A agricultura era praticada de forma bastante
moradias dos homens do Paleolítico. Cada um deles possuía rudimentar, exaurindo rapidamente o solo e obrigando os
apenas os seus utensílios e ferramentas de uso pessoal. As homens a constantes mudanças. Estes estavam agora
florestas, os lagos e os rios eram usados e usufruídos organizados em tribos, vivendo em cabanas de madeira e
coletivamente pelo grupo, que vivia em regime de barro, que formavam as aldeias.
comunidade primitiva. Nômades, os bandos de homens
primitivos mudavam de região constantemente, impelidos V - A Aldeia Neolítica
pelas variações climáticas ou à procura de novas áreas de caça Os arqueólogos acreditam que os primeiros
e de rios mais piscosos. agricultores e pastores viveram por volta de 8 000 a.C., nos
Dentre suas práticas espirituais, destacavam-se os vales aluvionais do Oriente Próximo. Por volta de 6 000 a.C.,
ritos funerários, nos quais os mortos eram enterrados com as comunidades agrícolas haviam se propagado através de
seus adornos e utensílios, e os ritos mágicos destinados a todo o sudoeste da Ásia e sul da Europa, espalhando-se
assegurar o abastecimento de alimentos e de caça. Para isso, também pelo norte da África. Pesquisas arqueológicas
faziam pinturas nas paredes das cavernas, representando encontraram restos de antigas aldeias em Jericó na Palestina,
animais como mamutes, bisões ou renas. Executavam em Qalat-Jarno na bacia do rio Tigre e em Tell-Hassuna no
também esculturas em pedra de figuras femininas, com Iraque.
significativas deformações: seios grandes e enormes ventres, Com a agricultura, a terra das aldeias se tornou de
que simbolizavam a fertilidade, a fecundidade e a uso comum dos clãs e era lavrada coletivamente, assim como
abundância. os rebanhos, os celeiros, as pastagens e as cabanas. De uso
O fim das glaciações permitiu o aparecimento de individual permaneceram os apetrechos de caça, os utensílios
novos tipos de comunidades, em regiões como o Oriente de cozinha e o vestuário. Tudo aquilo que se produzia era
Próximo e o Oriente Médio. Trabalhando com a natureza, ao partilhado eqüitativamente dentro de cada grupo, havendo
invés de somente explorá-la, essas comunidades trocas entre as aldeias apenas em ocasiões especiais, tais
concretizaram a chamada “revolução agrícola” do período como casamentos ou funerais.
Neolítico. Mesmo sendo ainda de subsistência, existia agora
uma economia produtora de alimentos e não mais apenas
III - As Aldeias de Agricultores e Pastores coletora.
A passagem do Paleolítico para o Neolítico se deu O trabalho tornou-se então uma atividade constante
aproximadamente entre 10 000 e 8 000 a.C., com o fim das e coletiva, que mobilizava toda a aldeia: era preciso drenar
glaciações. A vida nômade baseada na caça, na pesca e na pântanos, controlar as enchentes dos rios, limpar florestas,
coleta de alimentos foi, aos poucos, substituída por uma nova semear os campos, pastorear o gado etc. A divisão do
sociedade em que o homem praticava a agricultura, trabalho estava diretamente relacionada com o sexo: as
domesticava os animais, desenvolvia a cerâmica e a mulheres deviam arar o solo, moer e cozinhar os grãos, fiar,
tecelagem, usava ferramentas especializadas de pedra afiada tecer, fabricar os potes e os ornamentos; a limpeza do terreno
e polida e vivia em aldeias. para o cultivo, a construção das habitações, a criação do gado,
Adquirindo maio domínio sobre a natureza e melhor a pesca e o fabrico de ferramentas e armas eram as tarefas
conhecimento das leis de sua reprodução, o homem adquiriu masculinas.
um controle sobre as fontes de alimentação, aumentando, Os aldeamentos eram formados de habitações
assim o número de pessoas que podia viver numa mesma pequenas, circulares ou quadradas e sempre de material
área. Tudo isso caracterizou uma verdadeira revolução na precário, diferindo conforme a região. Próximo às florestas,
vida do homem - a revolução agrícola. erguiam-se cabanas construídas de troncos, próprias das
comunidades de caçadores e pastores. Sobre as águas dos
IV - O Aparecimento da Agricultura lagos e rios, elevavam-se as palafitas dos pescadores.
Os primeiros estágios da agricultura iniciaram-se Durante o período Neolítico, foram edificados os
quando os homens, pela observação, passaram a monumentos “megalíticos” (mega = grande; ithos = pedra),
compreender cada vez mais a respeito das plantas e dos entre os quais se destacam os menires (enormes pedras de
animais que usavam como alimento. Verificaram que ao até 23 metros de altura, encravadas verticalmente no solo) e
caírem as sementes no chão, nasciam e cresciam as plantas. os dólmens (duas ou mais pedras fincadas no chão, cobertas
Gradualmente, tornaram-se experientes no cultivo do trigo, por outras em posição horizontal, formando uma espécie de
da cevada, de tubérculos, de frutas e hortaliças, e hábeis em mesa). Esses monumentos provavelmente serviam de culto

2
aos mortos ou para cerimônias em honra às forças da dentes de uma nova espécie deixaram os paleontólogos de
natureza. queixo caído. Com 6 ou 7 milhões de anos – 3 milhões a mais
A aldeia neolítica era auto-suficiente com a do que qualquer outro hominídeo já encontrado –, o crânio é
população se ocupando em atividades agrícolas, de pastoreio, do tamanho do de um chimpanzé, mas o osso frontal
de tecelagem e na produção de utensílios de cerâmica, de proeminente e a face relativamente plana indicam tratar-se
armas e de ferramentas de pedra polida, utilizados na própria de um ancestral humano. A nova espécie recebeu o nome
aldeia. Sua economia era pouco diversificada e suas técnicas, científico de Sahelanthropus tchadensis, mas já foi
rudimentares. carinhosamente apelidada de Homem de Toumai. “Toumai”,
na língua local, significa “esperança de vida” e é o nome dado
VI - As Práticas Espirituais às crianças nascidas pouco antes da temporada da seca.
A grande dependência que os homens do Neolítico Época perdida
tinham da natureza e os precários conhecimentos sobre a Desde que Charles Darwin formulou a Teoria da
agricultura, o pastoreio e a reprodução deram origem a Evolução, no final do século XIX, muito já se avançou na busca
crenças e ritos mágico-religiosos, que aparentemente tinham pela origem do ser humano. Mas até agora os fósseis mais
o poder de garantir as colheitas e as caçadas abundantes. antigos encontrados datavam de 4 milhões de anos. Antes
Ninguém do grupo podia desrespeitá-los, sob pena de severas disso, provavelmente nossos ancestrais viviam em florestas
punições, pois ir contra os “misteriosos” poderes que fechadas. E, nesses ambientes, a umidade intensa impede a
controlavam a fertilidade do solo e a procriação das mulheres formação de fósseis – motivo pelo qual também não existem
e dos animais significava colocar em risco a sobrevivência de fósseis conhecidos de chimpanzés. Por isso a descoberta do
toda a comunidade. Homem de Toumai representa um avanço no conhecimento
Alguns clãs e tribos se diziam descendentes de que se tem sobre a nossa evolução. “Toumai é,
determinados animais ou vegetais, que eram venerados pelo possivelmente, a descoberta fóssil mais importante da nossa
grupo caracterizando o fenômeno do totemismo. O tótem história recente, podendo superar a descoberta do primeiro
podia ser uma ave, um peixe, uma planta ou outro elemento homem-primata, Australopithecus africanus, 77 anos atrás”,
da natureza; era considerado sagrado e símbolo do grupo. As disse Henry Gee, um dos autores da descoberta. Para muitos
cerimônias rituais e mágicas eram exercidas por “feiticeiros” cientistas, o crânio do Homem de Toumai encerra as
que os membros da aldeia julgavam possuir poderes originais discussões em torno da idéia de que existiu apenas um “elo
e que passavam a desempenhar também atividades de chefia perdido” entre os seres humanos e os chimpanzés. Também
e liderança. prova que a separação entre as duas espécies pode ter
Por volta de 4 000 a. C., principalmente nos vales dos começado muito antes do que indicam os estudos
grandes rios como o Nilo, o Tigre, o Eufrates, o Indo e o moleculares.
Ganges, os homens tiveram necessidade de se organizar O mundo de Toumai
melhor, a fim de obter uma maior produtividade agrícola. Para conhecer melhor a nova espécie descoberta, é
Desenvolveram técnicas de irrigação e criaram ferramentas fundamental recriar o ambiente no qual o Homem de Toumai
de bronze, utilizando o cobre e o estanho, mais eficazes para viveu.
o trabalho. Passado esquecido
A agricultura passou a gerar excedentes, permitindo Vamos tentar imaginar a Terra entre 10 e 5 milhões
a sua troca por matérias-primas indispensáveis. A população de anos atrás. Um planeta muito diferente do que
aumentou; agora, um maior número de indivíduos podia viver conhecemos hoje. Sabemos que já estava repleto de
numa mesma área dedicando-se a outras atividades que não primatas. E também que, em algum momento desse longo
o plantio e o pastoreio. Assim, as aldeias neolíticas intervalo de tempo, humanos e chimpanzés se dividiram em
transformaram-se em cidades, com profissões, classes e linhagens distintas. Toumai pode ser a prova de que há 6
governo. milhões de anos essa divisão já havia ocorrido. Afinal, apesar
Autores: Fábio Costa Pedro e Olga M. A. Fonseca Coulon. de seu cérebro ser semelhante ao de um chimpanzé, ele já
História: Pré-História, Antiguidade e Feudalismo. era capaz de andar sobre duas pernas. “A posição na qual a
Fonte: http://www.hystoria.hpg.ig.com.br/prehist.html medula espinhal penetra no crânio não prova que ele era
O texto que vocês acabam de ler, como a maioria dos bípede, mas indica que poderia ser”, explica Michel Brunet,
textos sobre as descobertas da evolução humana, está um da Universidade de Poitiers, líder da missão que fez a
pouco atrasado em relação as mais recentes novidades. Para descoberta. Ele também acredita tratar-se de um macho. “O
saber um pouco mais... osso frontal na sobrancelha é mais grosso que o de um gorila,
portanto a probabilidade de que seja uma fêmea é muito
pequena.”
Leia mais... Rica biodiversidade
Descoberto nas areias o crânio do que pode ser o O norte do Chade, onde o fóssil foi encontrado, era
mais antigo hominídeo já conhecido foi encontrado por uma uma região muito diferente da atual. Hoje, a área é desértica,
equipe de paleontólogos franco-chadiana. com um único lago de 5 mil quilômetros quadrados. Na época
Fóssil histórico do Homem de Toumai, provavelmente era repleta de campos
Depois de uma década de escavações e mais e florestas e com uma área inundada de até 400 mil
escavações nas dunas do deserto no norte do Chade – África quilômetros quadrados. Juntamente com o fóssil do
Central –, a missão de paleontólogos franco-chadiana hominídeo, os paleontólogos encontraram mais de 700 restos
encontrou um tesouro perdido e inesperado: um crânio de animais, entre eles cavalos tridáctilos, elefantes, antílopes
quase completo, fragmentos da mandíbula inferior e três e hipopótamos.

3
Primeiras controvérsias 2. (Ufpe) "Já se afirmou ser a Pré-História uma continuação
A descoberta do Homem de Toumai reacendeu o debate da História Natural, havendo uma analogia entre a evolução
sobre as origens do ser humano. Nem todos concordam que orgânica e o progresso da cultura".
o fóssil possa ser nosso ancestral. Sobre a Pré-História, qual das alternativas a seguir é
Rebuliço total incorreta?
A comunidade científica ficou maravilhada com a a) Várias ciências auxiliam o estudo, como a Antropologia, a
descoberta do Homem de Toumai. O artigo, publicado pela Arqueologia e a Química.
revista Nature, na edição de 11 de julho de 2002, passou pelo b) A Pré-História pode ser dividida em Paleolítico e Neolítico,
crivo dos mais renomados especialistas antes de ser lançado, no que se refere ao processo técnico de trabalhar a pedra.
tendo recebido a assinatura de mais de 40 pesquisadores. c) Sobre o Paleolítico, podemos afirmar que foi o período de
Não demorou muito, porém, para que os primeiros grande desenvolvimento artístico, cujo exemplo são as
questionamentos viessem à tona. A cientista francesa Brigitte pinturas antropomorfas e zoomorfas realizadas nas cavernas.
Senut, do Museu de História Natural de Paris, diz que o fóssil d) O Neolítico apresentou um desenvolvimento artístico
descoberto não é um ancestral humano, mas uma fêmea de diferente do Paleolítico, através dos traços geométricos do
gorila com traços primitivos. Já o antropólogo Bernard Wood, desenho e da pintura.
da Universidade George Washington, pondera: “Na minha e) Os primeiros seres semelhantes ao homem foram os
opinião, o fóssil não é um ancestral dos chimpanzés nem dos Australopitecus e o Homem de Java que eram bem mais
humanos, mas uma criatura que viveu paralelamente às duas adaptados que o Homem de Neanderthal.
outras espécies”.
Início do debate 3. (Ufpe) Na Pré-História encontramos fases do
Esse é apenas o início do debate que promete agitar os desenvolvimento humano. Qual a alternativa que apresenta
cientistas nos próximos anos. Novas análises serão feitas e características das atividades do homem na fase neolítica?
outras hipóteses, formuladas. Enquanto isso, a equipe de a) Os homens praticavam uma economia coletora de
paleontólogos já está de volta ao deserto do Chade, em busca alimentos.
de outros fósseis que possam, pelo menos em parte, b) Os homens fabricavam seus instrumentos para obtenção
esclarecer os mistérios da nossa evolução. de alimentos e abrigo.
Fonte: c) Os homens aprenderam a controlar o fogo.
http://www.klickeducacao.com.br/Portal/Materia/Historia/I d) Os homens conheciam uma economia comercial e já
tem_List/1,3867,historia-71-71,00.html praticavam os juros.
e) Os homens cultivavam plantas e domesticavam animais,
EXERCÍCIOS tornando-se produtores de alimentos.

1. (Fuvest) Sobre o surgimento da agricultura - e seu uso 4. (Ufpe) Todas as alternativas correspondem a atividades
intensivo pelo homem - pode-se afirmar que: desenvolvidas durante o neolítico. Assinale aquela que
a) foi posterior, no tempo, ao aparecimento do Estado e da sofreu solução de continuidade quanto ao seu
escrita. desenvolvimento.
b) ocorreu no Oriente próximo (Egito e Mesopotâmia) e daí a) A procura dos homens do neolítico pelas margens dos rios
se difundiu para a Ásia (Índia e China), Europa e, à partir desta para se fixarem devido à secura do clima e à escassez de água.
para a América. b) A sedentarização do homem, o desenvolvimento do cultivo
c) como tantas outras invenções teve origem na China, donde do solo, de técnicas de caça e a domesticação de animais.
se difundiu até atingir a Europa e, por último, a América. c) A cultura dolmênica desenvolvida em parte da Europa.
d) ocorreu, em tempos diferentes, no Oriente Próximo (Egito d) O surgimento dos primeiros aglomerados urbanos devido
e Mesopotâmia), na Ásia (Índia e China) e na América (México à necessidade dos indivíduos se defenderem de saques e
e Peru). agressões.
e) de todas as invenções fundamentais, como a criação de e) O aparecimento dos primeiros trabalhos em metal, em
animais, a metalurgia e o comércio, foi a que menos barro e em lã.
contribuiu para o ulterior progresso material do homem.
5. (Ufpe) Sobre os ancestrais do homem moderno, é falso
afirmar que:
a) no Paleolítico inferior, viveram os primeiros bandos de
'Australopitecos', 'Pithecantropus', 'Sinantropus' e
'Paleontropus', todos pertencentes à família dos homínidas.
b) os homínidos do Plistoceno, ao contrário dos homínidos do
Paleolítico inferior, se constituíam em uma única espécie.
c) com base nos estudos dos artefatos produzidos pelos
homínidos, foram classificadas duas culturas: a cultura do
núcleo e a cultura das lascas.
d) vivendo em bandos, os homínidos desenvolveram
cooperação, produção e transmissão de conhecimento.
e) segundo estudos geológicos, e paleontológicos, os
ancestrais do 'Homo sapiens', assim como o 'Homo sapiens',
última espécie homínida, surgiu no Plistoceno.

4
6. (Ufpe) Em relação ao momento em que homens e I - As mais antigas formas de vida humana registradas pela
mulheres se colocaram como seres históricos no mundo, é Paleontologia denominam-se hominídeos, como comprovam
correto afirmar: os achados dos fósseis identificados como Australopithecus,
a) A invenção da escrita, da roda, do fogo é o que caracteriza Pithecantropus, Sinantropus, entre outros.
os povos, considerados com história, que se estabeleceram às II - Os fósseis demonstram que, no curso evolutivo da
margens do rio Nilo, há milhões de anos. Humanidade, mais de um milhão de anos antes de surgir o
b) A história da humanidade teve início na região conhecida 'Homo Sapiens', existiram várias espécies a caminho da
na Antigüidade por Mesopotâmia, quando se inventou a humanização, e as mudanças físicas ocorridas ao longo de
escrita. centenas de milhares de anos propiciaram sua adaptação a
c) As pesquisas arqueológicas vêm apontando que a história qualquer ambiente.
humana teve início há um milhão de anos, em várias regiões III - As evidências arqueológicas indicam que a espécie
do globo terrestre, simultaneamente. humana não nasceu pronta nem física, nem
d) Entre 4 e 6 milhões de anos atrás, surgiram na África os culturalmente. Necessitou de um enorme período de tempo
primeiros antepassados do ser humano com os quais teve para desenvolver um conjunto de habilidades técnicas e de
início a história da humanidade. conhecimentos que lhe permitisse elaborar instrumentos de
e) O elemento preponderante no reconhecimento dos trabalho e utensílios.
homens e mulheres como seres históricos é a invenção da
linguagem, há 2 milhões de anos, no continente europeu. Quais estão corretas?
a) Apenas I.
7. (Ufpe) Faz muito tempo que o diálogo sobre a origem do b) Apenas II.
homem vem revelando descobertas científicas e c) Apenas III.
esclarecendo, mesmo que de maneira provisória, a d) Apenas II e III.
expansão dos seres humanos pelo planeta terra. Descoberto e) I, II e IIl.
há poucos anos, o 'Australopithecus garhi' é considerado:
a) um ancestral do homem que viveu entre quatro e três 10. (Ufpe) Alguns historiadores afirmam que a História
milhões de anos atrás. iniciou quando a humanidade inventou a escrita. Nessa
b) o elo perdido entre o 'homo habilis' e o 'homo erectus'. perspectiva, o período anterior à criação da escrita é
c) da espécie a que pertencia Lucy, o mais famoso dos denominado Pré-História. Sobre esse assunto assinale a
antepassados da humanidade. alternativa correta.
d) um hominídeo que viveu entre o 'Australopithecus a) A história e a Pré-História só podem se diferenciar pelo
aferensis' e os 'Homo habilis' e 'erectus'. critério da escrita. Logo, aqueles historiadores que não
e) um ancestral do homem de cérebro menor e menos concordam com esse critério estão presos a uma visão
inteligência que os 'Australopithecus boisei' que viveram na teológica da História.
África, há cerca de dois milhões de anos atrás. b) Esta afirmação não encontra qualquer contestação dos
verdadeiros historiadores, pois ela é uma prova irrefutável de
8. (Ufrn) A prática da agricultura e a criação de rebanhos que todas as culturas evoluem para a escrita.
implicaram alterações nas sociedades neolíticas. c) Os historiadores que defendem a escrita como único
Nesse contexto, em diversas comunidades do Oriente critério que diferencia a História da Pré-História reafirmam a
Próximo, identifica-se, entre outras transformações, o(a) tradição positivista da História.
a) desenvolvimento de Impérios caracterizados pelo d) A escrita não pode ser vista como critério para distinguir a
afastamento das tradições mítico-religiosas em favor de um História da Pré-História, pois o aspecto econômico é
pensamento racional e naturalista. considerado um critério muito mais importante.
b) ampliação das atividades lucrativas, como, por exemplo, o e) Os únicos historiadores que defendem a escrita como
comércio realizado pelos estrangeiros e seus escravos nos critério são os franceses, em razão da influência da filosofia
domínios das diversas cidades. iluminista.
c) surgimento de uma prática política descentralizadora, que
permitiu o livre desenvolvimento econômico das diferentes 11. (FGV-SP) Sobre a Revolução Urbana, pode-se afirmar
regiões ocupadas. que:
d) diferenciação social baseada na riqueza e no poder, com o a) ocorreu no final do Paleolítico, graças à utilização de pedra
surgimento do Estado, instrumento de controle e apropriação polida pelo homem.
dos recursos naturais. b) representou a intensificação do nomadismo.
c) começou quando os homens derrotaram o poder dos
9. (Ufrs) Recentemente, no estado americano de Arkansas, sacerdotes e inauguraram as cidades-Estados.
a teoria da evolução elaborada por Charles Darwin foi d) ocorreu no final do Neolítico, quando se ampliou a
retirada dos currículos e teve proibida a sua utilização. Não agricultura irrigada.
obstante, os estudos paleontológicos, antropológicos e e) está ligada ao aparecimento da magia.
arqueológicos vêm possibilitando avanços na compreensão
do período da pré-história, confirmando a existência de um
longo período em que ocorreu o processo de hominização.
Sobre esse processo, analise as afirmações abaixo.

5
12. (UFRGS-RS) Foi fator decisivo para a sobrevivência dos 16. Analise as proposições a seguir:
povos do período Neolítico: I. As civilizações pré-históricas não se desenvolveram no
a) a utilização de metais como cobre e bronze. mesmo período de tempo, nas várias regiões do mundo.
b) o nomadismo típico dos povos caçadores e coletores. II. A divisão da Pré-História não pode fundamentar-se em
c) a revolução agrícola. acontecimentos, mas nos melhoramentos das técnicas com
d) a revolução urbana e a formação dos impérios que eram fabricados os instrumentos.
tecnocráticos. III. Os monumentos megalíticos estariam associados ao culto
e) a formação de religiões monoteístas. dos mortos.

13. (FCSCL-SP) Examine as três proposições, julgando se são a) Apenas I e II estão corretas
verdadeiras ou falsas. Em seguida, assinale a alternativa b) Apenas II e III estão corretas
correta. c) Apenas I e III estão corretas
d) Todas estão corretas
I. A Pré-História, época compreendida entre o aparecimento e) Todas estão incorretas
do homem sobre a Terra e o uso da escrita, é dividida
tradicionalmente em dois períodos: Paleolítico e Neolítico. 17. "A partir de 18.000 a. C., com o fim da última Idade do
II. A domesticação de animais e o surgimento da agricultura Gelo, algumas regiões da Terra começaram a conhecer um
ocorreram apenas após a invenção da escrita, posterior, processo regular de transbordamento dos grandes cursos
portanto, ao Neolítico. fluviais, como o Tigre, Eufrates, Nilo, Indo e Amarelo,
III. A duração do Paleolítico é bem mais extensa que a do tornando possível a prática da agricultura."
Neolítico, envolvendo níveis técnicos naturalmente mais
primitivos. As civilizações que se desenvolveram ao longo desses rios
a) Todas as proposições são verdadeiras. formaram no seu conjunto:
b) Apenas as proposições I e II são verdadeiras. a) o modo de produção escravista;
c) Apenas as proposições I e III são verdadeiras. b) o comunitarismo familiar;
d) Apenas as proposições II e III são verdadeiras. c) o feudalismo despótico oriental;
e) Todas as proposições são falsas. d) o modo de produção asiático;
e) o sistema mercantil escravista.
14. (Enem) Se compararmos a idade do planeta Terra,
avaliada em quatro e meio bilhões de anos (4,5∙10 9 anos), 18. "De um estado de barbárie homogêneo e mais ou menos
com a de uma pessoa de 45 anos, então, quando começaram estático, vai nascer a complexidade de aspectos do mundo
a florescer os primeiros vegetais, a Terra já teria 42 anos. Ela moderno. Esta transformação, de consideráveis
só conviveu com o homem moderno nas últimas quatro consequências, foi extraordinariamente rápida e começou
horas e, há cerca de uma hora, viu-o começar a plantar e a durante o quarto milênio a. C. Longe de ser geral, ela se
colher. Há menos de um minuto percebeu o ruído de produziu em algumas regiões onde as condições de vida lhe
máquinas e de indústrias e, como denúncia uma ONG de eram favoráveis. Nessas regiões, a vida do homem modificou-
defesa do meio ambiente, foi nesses últimos sessenta se muito rapidamente, enquanto na maior parte do mundo o
segundos que se produziu todo o lixo do planeta! modo de existência primitivo persistiu durante séculos, talvez
milênios."
O texto permite concluir que a agricultura começou a ser (J. Hawkes, Histoire de l'Humanité, Ed. UNESCO)
praticada há cerca de
a) 365 anos. O texto refere-se à fase final do Neolítico, quando o homem
b) 460 anos. desenvolveu novas técnicas e aprimorou seus
c) 900 anos. conhecimentos. Identifique as transformações ocorridas
d) 10.000 anos. nesse período.
e) 460.000 anos. a) Surgimento da agricultura e vida urbana.
b) Surgimento da agricultura.
15. Leia as opções a seguir: c) Surgimento da vida urbana.
I. A arte nasceu no Paleolítico Superior. d) Surgimento de um mundo moderno.
e) O domínio do fogo, que proporcionou significativas
II. Nas paredes de suas cavernas, os homens daquela época mudanças na vida dos seres humanos.
fizeram representações de cenas de caça.
III. A característica dessas pinturas era o naturalismo. 19. No período Neolítico, a sociedade conheceu importantes
transformações, exceto:
a) Apenas I e II são corretas a) a transição para uma economia coletora, pescadora e
b) Apenas I e III estão corretas caçadora;
c) Apenas I e III estão corretas b) a utilização dos animais como força complementar à do
d) Se todas estão corretas homem;
e) Todas estão incorretas c) a passagem do estado de selvageria para o de barbárie;
d) o início do processo de sedentarização;
e) o desenvolvimento da agricultura e do pastoreio.

6
20. Acerca do estágio cultural conhecido como paleolítico, é
INCORRETO afirmar que, nesse estágio, registra(m) -se
a) o aparecimento do Homo Sapiens e a descoberta do fogo.
b) a invenção da cerâmica e da metalurgia. (*)
c) o nascimento da arte com representações de cenas do
cotidiano humano nas paredes das cavernas.
d) a aprendizagem do homem na fabricação de facas, agulhas
e anzóis de ossos.
e) o desconhecimento do homem da atividade de plantar e
colher

21. Sobre a Pré-História:


0 0 – pode ser estudada metodologicamente, a partir da
identificação de três fases distintas: o paleolítico, o neolítico
e a Idade dos metais.
1 1 – no paleolítico, as sociedades já apresentavam um
conjunto sistematizado de crenças, cuidando dos mortos com
rituais primitivos mais relativamente sofisticados.
2 2 – no neolítico, a vida em grupo é uma realidade, mas os
homens praticam o nomadismo como forma de garantir o
domínio sobre uma determinada região, em torno dos vales
dos rios.
3 3 – a descoberta da agricultura e a domesticação de
animais, opera uma verdadeira revolução.
4 4 – o desenvolvimento das técnicas, levou o homem a fundir
metais. No final deste período, é possível identificar a
existência embrionária do Estado, elemento responsável pela
organização das sociedades e defesa de interesses do grupo
dominante.

22. É considerado o período mais longo da evolução dos


homens:
a) Neolítico
b) Mesolítico
c) Paleolítico
d) Idade dos Metais
e) Antiguidade

GABARITO

1–D 7–D 13 – C 19 – A
2–E 8–D 14 – D 20 – B
3–E 9–D 15 – D 21 – FFVVV
4–C 10 – C 16 – D 22 – C
5–B 11 - D 17 – D
6–D 12 – C 18 – A

Você também pode gostar