Você está na página 1de 3

04/12/2018 Quanto Ganha uma Garçonete nos EUA - Salário e Gorjetas

Quanto Ganha uma Garçonete nos EUA – Salário e


Gorjetas
Tudo depende das condições. Uma garçonete nos EUA ganhacerca de US$
340 por semana, se for imigrante legal.

Muitos brasileiros sonham em se transferir para uma cidade dos EUA, ganhar
dinheiro trabalhando em qualquer atividade – como garçonete, construção
civil, copa de restaurante – e fugir da falta de educação, insegurança e
corrupção tão comuns no Brasil. Antes de tudo, porém, é preciso dizer: o
sonho americano, se um dia existiu, acabou.

Quanto Ganha uma Garçonete nos


EUA?
Os salários são baixos para o padrão americano – o salário mínimo nos
EUA, é de US$ 7,15 por hora, o equivalente a R$ 21,45, bem acima dos RS
3,28 da realidade brasileira. No entanto, para as pessoas de menor renda, os
custos básicos – moradia, alimentação, saúde (praticamente não há serviços
públicos) e transportes – pesam muito no bolso.
Apesar de os EUA ainda não terem saído da crise internacional que vitimou
também a Comunidade Europeia, o Japão e outros países especialmente no
hemisfério norte, as coisas aparentemente começam a voltar ao normal.
Mesmo assim, as atividades antes desenvolvidas pelos “chicanos”
(estrangeiros vindos de qualquer região do México para o sul) passaram a ser
https://www.quantoganha.org/quanto-ganha-uma-garconete-nos-eua/ 1/3
04/12/2018 Quanto Ganha uma Garçonete nos EUA - Salário e Gorjetas

aceitas por
americanos
desempregados e
falidos, que
continuam em
seus “empregos
modestos”.

Como ser garçonete nos EUA


O salário acima citado se refere a uma garçonete que trabalhe oito horas
por dia, seis dias por semana. É difícil encontrar um emprego com jornada de
oito horas diárias, no entanto: acima de sete horas, o empregador começa a
pagar todos os direitos trabalhistas integralmente.

https://www.quantoganha.org/quanto-ganha-uma-garconete-nos-eua/ 2/3
04/12/2018 Quanto Ganha uma Garçonete nos EUA - Salário e Gorjetas

O valor fica um pouco abaixo do aluguel de uma quitinete: portanto, quem


quiser encarar o desafio, terá de dividir a moradia com ao menos outra pessoa,
para poder custear as outras despesas obrigatórias e, quem sabe, reservar um
pouquinho para um passeio no dia de folga – que, como no Brasil,
dificilmente acontece aos sábados e domingos, dias de maior movimento nos
restaurantes e lanchonetes.
Em cidades menores, os custos de moradia são mais baixos, mas há poucas
opções e as jornadas de trabalho são mais curtas. Uma opção seria trabalhar
quatro horas por dia como garçonete e mais quatro em outra atividade, como
cuidar de crianças, passear com cães ou lavar carros. Limpeza em residências
está fora de questão, já que as famílias exigem referências pessoais.
Para trabalhar como garçonete em um bom restaurante dos EUA, onde as
gorjetas são melhores (entre 10% e 20%; são obrigatórias), é preciso ter inglês
fluente e autorização para o trabalho. Sem isto, a solução é procurar emprego
em um restaurante típico brasileiro, em que o preços das refeições – e,
consequente, o salário é menor.
Outra má notícia: a mens que você consiga um visto de estudante (com ele,
pode-se trabalhar meio período), será impossível trabalhar legalmente nos
EUA, como garçonete ou em qualquer outra função.
Anualmente, o país sorteia um visto permanente entre pessoas de várias partes
do mundo que queiram trabalhar em uma cidade americana: é o Green Card.
No momento, porém, o Brasil não faz parte da “loteria do cartão verde”.
Trabalhar sem visto é um grande risco: entrar como turista e permanecer
nos EUA depois de o visto ter expirado pode provocar a extradição sumária.
Muitos ilegais não conseguem nem pegar seus pertences para a viagem de
volta (isto vale inclusive para quem constituiu patrimônio no país). Além
disto, os salários pagos a pessoas são muito baixos, não conseguem nem
custear os gastos mínimos.

https://www.quantoganha.org/quanto-ganha-uma-garconete-nos-eua/ 3/3