Você está na página 1de 4

39

Referências (em construção)

Peter Atkins & Loretta Jones, Pag. 261-295.

R. N. Rangel - Práticas de Físico-Química - Vol. I - 1978. São Paulo, Pag.45

Roteiro de experimentos de Físico-Química. Universidade Federal da Bahia, 2006.

Roteiro de experimentos de Físico-Química. Prof. Robert Newton. IFBa, 2013.

EXPERIMENTO 04

Determinação da Capacidade Calorífica do Calorímetro e Determinação do


Calor Específico

Introdução

A determinação da capacidade térmica ou calorífica do calorímetro determinação é


necessária porque o calorímetro troca calor com o sistema que está sendo investigado no
seu interior. Este processo é denominado de calibração do calorímetro e é feita pela
mistura, no interior do calorímetro, de quantidades conhecidas de água fria e quente. A
capacidade calorífica é definida, geralmente, como sendo a quantidade de energia
absorvida por um corpo para que sua temperatura aumente em 1°C.

Geralmente, a capacidade calorífica de um calorímetro é determinada colocando-se


amostras de uma mesma substância, mas em temperaturas diferentes,no

17/11/2016 09:24
40

calorímetro.Desta forma, através de relações entre valores de massa, temperatura e calor


específico, é possível determinar a capacidade calorífica do calorímetro.

A relação utilizada para calcular o calor específico de um calorímetro em que são


adicionadas amostras de uma mesma substância com temperaturas diferentes é
apresentada na Equação 1.

m2(Te-T2) + C(Te-T1) + m1c(Te-T1) = 0 (2)

Dessa forma, m1 e m2 são as massas das amostras 1 e 2, respectivamente, c, o calor


específico da substância, C, a capacidade calorífica do calorímetro e Te, a temperatura de
equilíbrio térmico do sistema.

Objetivos Gerais:

1. Determinação da capacidade térmica de um calorímetro;

2. Determinação do calor específico de um corpo de prova;

Procedimento

3.1. Determinação da capacidade térmica do calorímetro:

1. Colocar 100 mL de água, à temperatura ambiente, no calorímetro;

2. Tampar o calorímetro e introduzir o termômetro pelo orifício da tampa;

3. Aquecer 100 mL de água até próximo de 50 °C.

4. Medir a temperatura inicial do calorímetro com água;

5. Misturara água aquecida com a do calorímetro;

6. Agitar levemente a mistura monitorando a temperatura e anotar a temperatura


máxima alcançada (temperatura de equilíbrio térmico entre o calorímetro ea
mistura);

7. Repetir o procedimento duas vezes.

Atividades para o relatório:

17/11/2016 09:24
41

1. Construir umatabela com as medidas de temperaturas e a capacidade térmica do


calorímetro para cada medida;

2. A partir de a tabela encontrar a capacidade térmica média do calorímetro;

3. Calcular o erro experimental.

3.2.Determinação do calor específico

1. Colocar no calorímetro 100 mL de água à temperatura ambiente;

2. Tampar o conjunto e introduzir o termômetro no calorímetro;

3. Medir a massa do corpo de prova (massa do cobre);

4. Colocar o corpo de prova de cobre em um béquer com 500 mL deágua e


aqueceraté próximo a 80 °C;

5. Esperar 3 min, sempre agitando levemente o corpo de prova no interior da água


quente;

6. Medir a temperatura inicial do calorímetro com água;

7. Medir a temperatura inicial do cobre;

8. Transportar o corpo de prova de cobre por um fio, colocando-o dentro do


calorímetro.

9. Agite leve e constantemente a mistura;

10. Medir a temperatura máxima alcançada (temperatura de equilíbrio térmico do


calorímetro);

11. Repetir o procedimento com mais duas medidas para calor específico do cobre.

Atividades para o relatório:

1. Construir uma tabela com as medidas de temperaturas e o calor específico


calculado do cobre.

2. A partir de a tabela encontrar o calor específico médio do cobre;

3. Calcular o erro experimental.

17/11/2016 09:24
42

Referências

Fundamentos de Física - vol. 2, Halliday-Resnick;

Física experimental - Manual de Laboratório para Mecânica e Calor, R. Axt V.


H.Guimarães.

Roteiro de experimentos de Físico-Química. Curso de Engenharia Química, IFBa, 2013.

EXPERIMENTO 05

(Adaptado do Roteiro de experimentos de Físico-Química. Prof. Robert


Newton. IFBa, 2013)

Determinação do calor de reação de neutralização

1. Introdução

A variação de calor que ocorre em uma reação química entre produtos e reagentes, a
pressão constante, é chamada de entalpia de reação (∆H). A entalpia de uma reação entre
um ácido forte (AH) e uma base (BOH) é denominada calor de neutralização. Em solução
aquosa os ácidos e bases fortes encontram-se completamente dissociados e o calor de
neutralização é igual ao calor de dissociação da água (com sinal contrário), visto que:

ou resumidamente:

Nesse item cada grupo deve escolher uma das reações abaixo para determinar o calor de
neutralização. Deve-se utilizar o mesmo calorímetro já caracterizado no item anterior.

17/11/2016 09:24