Você está na página 1de 46

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018

Habilidades
Guia de Prova

Clínicas
Introdução

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


A equipe Beready elaborou este guia com um compilado de informações
que vão auxiliá-lo nos estudos para a prova de habilidades clínicas para
revalidação de diploma médico pelo INEP.

O objetivo deste guia é relembrar todas as importantes etapas de cada


cenário, que serão cobradas pelos examinadores.

Importante ressaltar que você deve assistir ao seu vídeo da simulação da


prova e comparar com os comportamentos listados neste guia, de forma
que possa resgatar as principais informações sobre o cenário e
memorizar a conduta correta.
Conteúdo

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Neste guia:

Constam os checklists relacionando todos os itens de habilidades e


comportamentais exigidos nas provas de revalidação do diploma médico
de habilidades clínicas dos últimos 7 anos.

Demonstram as pontuações de cada item que refletem a importância de


cada ação no cenário.
Conteúdo

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Atenção:

Os checklists são lembretes do que é usualmente cobrado na prova de


habilidades clínicas e não substitui a prática destas habilidades e
exposição às situações clinicas. Assim como, não tem dicas, feedbacks e
orientações que os especialistas fornecem no debriefing de cada dia.

Todo o conteúdo disponibilizado é constantemente atualizado conforme


as publicações de consensos e novos protocolos, portanto, cada versão
de nosso curso é sempre diferente da outra.

Bons estudos!!!
Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018
Estações da Prova

1º Dia
Checklist
Cenário: Bronquiolite
Anamnese dirigida – 2,0 pontos

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Cumprimenta a mãe de forma adequada, preocupando-se em realizar o adequado acolhimento 0,5
Realiza a anamnese de forma direta, mas sem fazer cortes desnecessários 0,5
Pesquisa doenças pregressas 0,5
Investiga fatores de risco: prematuridade extrema, displasia bronco pulmonar ou outras doenças pulmonares crônicas, cardiopatia
0,5
congênita
Exame Físico – 2,0 pontos
Solicita examinar a criança 1,0
Solicita avaliar a SO2 0,5
Solicita Rx de tórax 0,5
Hipótese diagnóstica mais provável – 1,5 pontos
Define o quadro como bronquiolite/quadro de sibilância 1,0
Classificar o quadro como “sibilância grave” 0,5
Conduta e recomendações – 3,5 pontos
Indica administração de bronco dilatador 0,5
Indica início de oxigenioterapia 0,5
Administra bronco dilatador com a técnica correta 1,0
Indica suspender dieta oral até melhora do desconforto respiratório 0,5
Indica iniciar hidratação venosa ou dieta por sonda nasoentérica 0,5
Indica internação hospitalar 0,5
Postura e orientações finais – 1,0 ponto
Busca saber se permaneceu alguma dúvida 0,5
Se despede da mãe com gentileza ressaltando a necessidade de manter a criança em tratamento 0,5
Cenário: Sífilis
Anamnese e habilidades de comunicação – 1,75 pontos

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Cumprimenta os pais e se apresenta de forma adequada 0,25

Pergunta para a mãe se ela já fez tratamento para sífilis 0,5

Pergunta como foi o tratamento para sífilis 0,5

Consegue realizar uma anamnese objetiva, mas sem exagerar nas interrupções 0,25

Pergunta se fez o pré-natal corretamente, procurando saber o número de consultas e se realizou exames solicitados 0,25

Exame físico e exame complementar – 3,0 pontos


Pede para examinar a criança 0,5

Solicita VDRL materno e do RN 1,0

Solicita de R-x de ossos longos 0,5

Solicita Punção Lombar 0,5

Solicita Hemograma 0,5

Hipótese diagnostica – 1,5 pontos


Suspeita de sífilis congênita 1,0
Explica para a mãe o diagnóstico com linguagem acessível 0,5

Conduta e orientações – 3,75 pontos


Inicia Penicilina Cristalina 1,0
Informa à mãe que iria iniciar a Penicilina Cristalina e explica o motivo 0,5
Tenta mostrar para a mãe a importância do tratamento efetivo 0,5
Explica para a mãe porque ela não poderia fazer a medicação fora do hospital 0,5
Mostra pra mãe a importância de se fazer o tratamento no hospital, falando de possíveis sequelas neurológicas 0,5
Desconstrói a ideia de culpabilidade da mãe 0,5
Finaliza perguntando para a mãe se ainda havia alguma dúvida 0,25
Cenário: Hipertensão na gestação

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Anamnese dirigida – 2,5 pontos
Apresenta-se, pergunta o nome da paciente e se mantem calmo 0,5
Pergunta sobre a data da ultima menstruação, antecedentes obstétricos e intercorrências durante o pre natal 0,5
Pergunta sobre histórico de hipertensão, movimentação fetal e sangramento 0,5
Pergunta sobre outros sintomas de eminencia de eclampsia – escotomas, epigastralgia 1,0

Exame Físico – 1,5 pontos


Explica o exame ginecológico a paciente e a trata respeitosamente 0,5
Afere a pressão com a paciente sentada 0,5
Faz o exame obstétrico adequadamente, com as manobras de Leopold e ausculta do BCF 0,5

Conduta e recomendações – 6,0 pontos


Identifica a urgência obstétrica e orienta sobre necessidade de internação 1,0
Orienta sobre os riscos da pre eclampsia grave 0,5
Solicita transferência para maternidade de alto risco, ambulância 0,5
Administra sulfato de magnésio, dose de ataque. Mesmo que intramuscular 1,0
Administra algum anti hipertensivo de ação rápida: hidralazina, nifedipina, labetalol 1,0
Deixa a paciente em decúbito lateral esquerdo 1,0
Quando perguntado sobre via de parto, orienta ser obstétrica 1,0
Cenário: Planejamento familiar/DIP/Cervicite
Anamnese dirigida – 4,0 pontos

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Apresenta-se, pergunta o nome da paciente e se mantem calmo 0,5
Pergunta sobre a data da ultima menstruação, antecedentes obstétricos e ciclos menstruais 0,5
Pergunta sobre antecedentes pessoais que contraindiquem a anticoncepção combinada, como hipertensão, tabagismo,
1,0
enxaqueca e TVP
Indaga sobre as características do corrimento, como cor, odor, febre, prurido e dor pélvica/ dispareunia 1,0
Orienta sobre a não necessidade de repetir o preventivo nesta consulta, dado que a paciente mostrou dois exames anteriores
1,0
normais
Exame Físico – 2,0 pontos
Avalia IMC e pressão arterial 0,5
Explica o exame ginecológico a paciente e a trata respeitosamente 0,5
Faz o exame especular e o toque bimanual com a técnica adequada 0,5
Reconhece a presença de cervicite pelo diagnóstico clínico 0,5
Conduta e recomendações – 4,0 pontos
Prescreve azitromicina e ceftriaxone para tratamento de cervicite 1,0
Oferece os métodos contraceptivos de primeira linha como Pilula combinada e somente com progesterona, injetável mensal ou
0,5
trimestral. DIU não seria uma opção no momento pela cervicite
Ensina a usar a pílula combinada, como iniciar até o 5o dia do ciclo, não esquecer os comprimidos e dar a pausa de 7 dias 0,5
Orienta que poderá ocorrer spotting e náuseas nos primeiros meses de uso 0,5
Solicita Anti HIV e demais IST. Convoca parceiro. Notifica. Orienta profilaxia de IST. Verifica vacinação para Hepatite B 1,0
Orienta sobre dupla proteção e que o condon impede a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis 0,5
Cenário: Depressão e Alcoolismo
Acolhimento – 1,0 ponto

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Recebe cordialmente ao paciente e apresenta-se 0,5
Inicia a abordagem com questionamentos abertos (Ex: o que o trouxe aqui hoje? Como posso ajudá-lo?) 0,5
Rastreio inicial de depressão (Protocolo MS) – 0,5 ponto
Questiona se o paciente se sente incomodado por estar pra baixo ou com pouco interesse em fazer as coisas 0,5
Anamnese – 2,25 pontos
Questiona se o paciente está se sentindo triste 0,25
Questiona se o paciente perdeu interesse nas atividades diárias 0,25
Questiona se o paciente está tendo dificuldade para dormir 0,25
Questiona se o paciente apresenta alteração de apetite e peso 0,25
Questiona se o paciente tem tido menos energia 0,25
Questiona se o paciente está mais inquieto ou mais parado 0,25
Questiona se o paciente tem dificuldade para se concentrar 0,25
Questiona se o paciente apresenta sentimento de culpa 0,25
Questiona se o paciente já desejou não acordar na manhã seguinte 0,25
Anamnese e rastreio diagnóstico (Questionário CAGE) – 1,0 ponto
Pergunta se o paciente pensou em diminuir ou largar a bebida 0,25
Pergunta se o paciente fica aborrecido quando outras pessoas criticam o seu hábito de beber 0,25
Pergunta se o paciente já se sentiu mal ou culpado por beber 0,25
Pergunta se o paciente já bebeu pela manhã para relaxar ou para se livrar de uma ressaca 0,25
Planejamento terapêutico – 4,5 pontos
Identifica que o paciente tem depressão leve (5 respostas positivas no protocolo do MS) 1,0
Identifica que o paciente é um bebedor de risco (3 respostas positivas no CAGE) 1,0
Sugere acompanhamento multidisciplinar (Ex: Educação Física, NASF) 1,0
Pactua com o paciente um plano para redução de danos (Ex: redução do uso, orientação sobre risco de doenças associadas) 1,5
Comunicação e atitude – 0,75 ponto
Questiona sobre dúvidas restantes 0,25
Enfatiza a importância do retorno para próxima consulta 0,5
Cenário: Equipe Saúde da Família

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Anamnese dirigida – 0,5 ponto
Recebe cordialmente o ACS 0,5

Sobre as ações da equipe de saúde da família – 9,0 pontos


Pergunta ao ACS sobre a quantidade e localização dos pontos de distribuição e armazenamento de água na
1,0
comunidade
Propõe mapear a localização dos casos de hepatite A no território através das notificações 1,0
Orienta o ACS sobre o modo de contágio e prevenção da hepatite A 1,0
Utiliza linguagem compreensível ao ACS, de maneira que ele possa compreender e multiplicar as informações
1,5
adequadamente à população
Pactua com o ACS, realizar orientações aos usuários sobre as medidas preventivas para hepatite A durante as
1,5
visitas no território (formas de purificação da água e uso de fonte apropriada)
Pactua com o ACS a realização de atividades educativas dentro da UBS, como em salas de espera, sobre medidas
1,5
preventivas para hepatite A
Orienta o ACS sobre o curso benigno da doença e sobre os grupos de risco 1,5

Comunicação e atitude – 0,5 ponto


Questiona sobre dúvidas restantes e se coloca disponível para rediscutir as ações 0,5
Cenário: AVC Isquêmico agudo

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


3 Hipóteses diagnósticas mais provável – 1,0 ponto
AVC isquêmico agudo, AVC hemorrágico, hipoglicemia 1,0

Confirmar o diagnóstico clínico – 3,0 pontos


Solicita glicemia capilar e afasta hipoglicemia 1,0
Realiza exame físico dirigido: Glasgow, pupilas e escala de Cincinatti e confirma o déficit neurológico 0,5
Solicita TC / RNM crânio e afasta sangramentos 0,5
Confirma diagnóstico de AVC isquêmico agudo 1,0
Objetivo primordial no tratamento dessa paciente – 1,0 ponto
Indica trombólise (ou uso de trombolítico / fibrinolítico) 1,0

Conduta e recomendações para uso de trombolítico/fibrinolítico – 4,0 pontos


Idade > 18 anos e < 80 anos 0,5
Diagnóstico clínico de AVC isquêmico há menos de 3 meses 0,5
Déficit neurológico de intensidade moderada (NIHSS entre 4 e 25 ou afasia) 0,5
Pergunta sobre AVC hemorrágico prévio 0,5
Tempo do início do quadro ao início da infusão: 4,5 h para IV 1,0
Indica Alteplase na dose de 0,9mg / Kg. Máximo de 90 mg. IV Recomenda 10% em bolus e os 90% restante correr em 1 hora. 1,0
Postura, atitude e relação médico-paciente – 1,0 ponto
Apresenta-se e tranquiliza o paciente 0,25
Confirma o nome e a idade do paciente 0,25
Mantém postura gentil durante o atendimento 0,25
Presta todas as informações pertinentes ao caso 0,25
Cenário: IAM com FV

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


3 Hipóteses diagnósticas mais provável – 1,0 ponto
Síndrome coronariana aguda (IAM, angina instável), TEP, pneumonia 1,0
Confirmar o diagnóstico clínico – 3,0 pontos
Anamnese: identificação e avaliação dos principais sintomas (dispneia, dor torácica), avalia características físicas passadas no
0,5
caso e HPP (HAS, DM)
Realiza exame físico dirigido: Sinais vitais (PA, FR, FC, SatO2, Tax), Ausculta pulmonar e cardíaca, avaliação de ectoscopia 1,0
Solicita eletrocardiograma 12 derivações 1,0
Solicita exames complementares: gasometria arterial, radiografia de tórax, marcadores de necrose miocárdica 0,5
Objetivo primordial no tratamento dessa paciente – 1,0 ponto
Identifica síndrome coronariana aguda clínica, realiza ECG e define IAM com supra ST 1,0
Conduta medicamentosa – 4,0 pontos
Realiza monitorização, oxigenioterapia e acesso venoso 0,5
Indica dupla anti agregação plaquetária (AAS combinado) 1,0
Indica tratamento complementar (conforme indicação): morfina, heparina, betabloqueador, inibidor da ECA 0,5
Indica terapia fibrinolítica e/ou cineangiocoronariografia com angioplastia primária 1,0
Após PCR em FV, propõe tratamento adequado com reanimação cardiopulmonar e desfibrilação. Cita drogas a serem utilizadas
1,0
em PCR por ritmos chocáveis (adrenalina/amiodarona)
Postura, atitude e relação médico-paciente – 1,0 ponto
Apresenta-se e tranquiliza o paciente 0,25
Confirma o nome e a idade do paciente 0,25
Mantém postura gentil durante o atendimento 0,25
Presta todas as informações pertinentes ao caso 0,25
Cenário: CA gástrico

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Anamnese dirigida – 2,0 pontos
Apresenta-se, pergunta o nome da paciente e se mantem calmo 0,5
Pergunta sobre características da dor e outros sintomas 0,5
Demonstra empatia, tranquiliza e escuta a paciente 0,5
Pergunta sobre tratamentos prévios 0,5
Exame Físico – 2,0 pontos
Explica o exame físico e trata respeitosamente 0,5
Faz o exame físico completo 0,5
Investiga edema em MMII 0,5
Investiga linfadenopatias superficiais 0,5
Conduta e recomendações – 6,0 pontos
Conversa com o paciente sobre o diagnóstico provável 1,0
Solicita os exames complementares para confirmação diagnóstica 1,0
Solicita consulta com Cirurgião Geral 1,0
Explica gravidade do caso e necessidade de realização dos exames sem demora 1,0
Tira todas as dúvidas do paciente, com escuta ativa e empatia pela gravidade do caso 1,0
Orienta medicação e dieta até o resultado dos exames 1,0
Cenário: TCE

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Informações pré evento – 0,5 pontos
Solicita informações ao paciente e à equipe de atendimento pré-hospitalar sobre detalhes da cinemática do evento (prever
0,5
lesões)
Sequência de atendimento – 4,0 pontos
Realiza abordagem inicial com uso adequado de Equipamentos de proteção individual (EPI) – luvas, máscara, uniforme, óculos,
0,5
gorro
Aborda a sequência de atendimento ABCDE, incluindo sinais vitais e monitorização 2,0
Solicita exames complementares no momento adequado: radiografia de tórax e pelve, FAST, Hb/Ht, gasometria arterial 0,5
Solicita Tomografia de crânio e coluna cervical 1,0
Objetivo primordial no tratamento dessa paciente – 2,0 pontos
Identificação do trauma crânio encefálico com ECG baixo e correta abordagem das vias aéreas 1,0
Identifica hematoma intracraniano e necessidade de indicação para tratamento cirúrgico definitivo 1,0
Conduta auxiliar – 2,5 pontos
Realiza oferta de oxigênio de forma adequada 0,5
Indica e descreve a abordagem da via aérea avançada (intubação orotraqueal) 0,5
Reposição volêmica, analgesia e avalia a necessidade de hemotransfusão (se indicado) 0,5
Indica encaminhamento do paciente para unidade de terapia intensiva (além da indicação prévia para o centro cirúrgico) 1,0
Postura, atitude e relação médico-paciente – 1,0 ponto
Apresenta-se e tranquiliza o paciente 0,25
Confirma o nome e a idade do paciente 0,25
Mantém postura gentil durante o atendimento 0,25
Presta todas as informações pertinentes ao caso 0,25
Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018
Estações da Prova

2º Dia
Checklist
Cenário: Aleitamento materno
Anamnese dirigida – 2,5 pontos

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Cumprimenta a mãe de forma adequada, preocupando-se em realizar o adequado acolhimento 0,25
Pergunta quando e como o problema surgiu, bem como sua evolução 0,5
Pergunta como a mãe está cuidando da mama e das feridas 0,5
Pergunta sobre a técnica de amamentação que a mãe está aplicando 0,5
Investiga se a criança apresenta problemas de saúde 0,25
Procura saber a história do parto e neonatal 0,25
Solicita o cartão da criança, buscando saber as vacinas realizadas 0,25
Exame Físico – 1,5 ponto
Solicita avaliar as mamas da mãe 1,0
Ao ver a foto da mama direita, solicita ver a mama contra-lateral 0,5
Hipótese diagnóstica mais provável – 2,0 pontos
Identifica a presença de fissuras mamárias 1,0
Explica de forma clara para a mãe o que são estas lesões 0,5
Explica de forma acolhedora para a mãe que é possível contornar o problema, podendo manter o aleitamento 0,5
Conduta e recomendações – 3,5 pontos
Fala sobre 5 benefícios de manter aleitamento materno 1,0
Orienta sobre tratamento das fissuras 1,0
Explica que não há pomada para colocar na mama que seja efetiva 0,5
Orienta sobre técnica de amamentação. 1,0
Postura e orientações finais – 0,5 ponto
Busca saber se permaneceu alguma dúvida 0,25
Despede-se da mãe com gentileza ressaltando a necessidade de manter a criança em tratamento 0,25
Cenário: Ideação suicida
Anamnese dirigida – 2,75 pontos

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Cumprimenta a adolescente de forma adequada, preocupando-se em realizar o adequado acolhimento 0,25
Realiza a anamnese de forma direta, mas sem fazer cortes desnecessários 0,25
Pesquisa doenças pregressas 0,25
Investiga fatores sociais relacionados à história 0,5
Em relação à depressão, investiga critérios objetivos encontrando: Humor deprimido a mais de 2 semanas, na maioria dos dias; perda de 1,0
peso superior a 5% - pesava 52 Kg antes; insônia; fadiga e perda de energia; pensamento de morte
Investiga diretamente sobre o risco de suicídio 0,5
Exame Físico – 0,5 ponto
Solicita examinar o adolescente 0,5
Hipótese diagnóstica – 1,75 pontos
Depressão maior 1,0
Risco baixo de suicídio 0,75
Conduta e recomendações - 3,5 pontos
Explica para o paciente a hipótese de depressão 0,5
Afirma que encaminhará o paciente para serviço de saúde mental 0,5
Acolhe o adolescente, explicando que há tratamento efetivo para depressão 0,5
Oferece apoio emocional, trabalhando abertamente os sentimentos suicidas 0,5
Aponta os pontos positivos da pessoa, mostrando que ela é capaz de encontrar soluções para seus problemas 0,5
Explica que precisará em algum momento envolver os responsáveis, demonstrando a importância disto 0,5
Solicita exames complementares, mostrando conhecer os diagnósticos diferenciais 0,5
Postura e orientações finais – 1,5 pontos
Busca saber se permaneceu alguma dúvida 0,5
Determina retorno próximo 0,5
Estabelece canal externo de comunicação como prevenção de suicídio 0,5
Cenário: Violência sexual

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Anamnese dirigida – 2,0 pontos
Apresenta-se, pergunta o nome da paciente e se mantem calmo 0,5
Pergunta sobre a data da ultima menstruação, uso de contraceptivo, antecedentes obstétricos e ciclos menstruais. Pergunta
0,5
sobre dor ou sangramento
Demonstra empatia, tranquilizou e escuta a paciente 0,5
Pergunta se o agressor era conhecido, tipo de relação vaginal, anal ou oral ou uso de camisinha 0,5
Exame Físico – 1,5 ponto
Explica o exame ginecológico a paciente e a trata respeitosamente 0,5
Faz o exame especular e o toque bimanual com a técnica adequada 0,5
Pergunta sobre a possibilidade de coletar o material para DNA, pesquisa de gonoco e clamídia 0,5
Tratamento - 6,5 pontos
Aconselhar a busca de providencias policiais e judiciais cabíveis , mas caso a vitima não o faça, não negar atendimento 1,0
Pergunta sobre status vacinal da paciente, em relação a Hepatite B e tétano. Prescreve imunoglobulina hiperimune e vacinação
1,0
para Hepatite B
Prescreve contracepção de emergência com levonorgestrel 1,0
Prescreve profilaxia pra IST não virais, com azitromicina, metronidazol, ceftriaxone e penicilina benzatina 1,0
Prescreve PEP para profilaxia de exposição ao HIV 1,0
Notifica 0,5
Solicita Anti HIV e exames para Hepatite B e C, VDRL 0,5
Orienta retornar em 30 dias para seguimento sorológico e acompanhamento clinico-laboratorial e psicológico 0,5
Cenário: Parto Pélvico

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Anamnese dirigida – 1,0 ponto
Apresenta-se, pergunta o nome da paciente e se mantem calmo 0,25
Pergunta sobre a data da ultima menstruação, antecedentes obstétricos e intercorrências durante o pré-natal 0,25
Pergunta sobre sangramento, perda líquida e movimentação fetal 0,25
Pede o cartão de pré-natal 0,25
Exame Físico – 1,5 pontos
Explica o exame ginecológico a paciente e a trata respeitosamente 0,5
Faz o exame obstétrico adequadamente, PA com paciente sentada , as manobras de Leopold, ausculta do BCF, Fundo uterino 0,5
Identifica a apresentação pélvica 0,5
Tratamento – 7,5 pontos
Identifica a urgência obstétrica e chama ajuda 0,5
Pergunta sobre a existência do acompanhante para assistir o parto 0,5
Faz uso do equipamento de proteção individual 0,5
Questiona o examinador sobre a possibilidade de parto em 4 apoios 0,5
Encoraja os puxos maternos 1,0
Solicita que o auxiliar mantenha a cabeça fetal fletida – Manobra de Credé 0,5
Não traciona o feto ou o cordão 1,0
Não manipula o feto até o desprendimento da cicatriz umbilical 0,5
Orienta o dorso fetal para anterior com uma compressa 0,5
Orienta o desprendimento das espaduas em oblíquo – Manobra de Lovset ou Bickenbach 1,0
Manobra de Bracht e Mauriceau 1,0
Cenário: Sarampo

Acolhimento – 1,0 ponto

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Recebe cordialmente o paciente 0,25
Apresenta-se ao paciente 0,25
Inicia a abordagem com questionamentos abertos (Ex: o que o trouxe aqui hoje? Como posso ajudá-lo?) 0,5
Anamnese e exame físico dirigido – 2,5 pontos
Realiza anamnese dirigida (incluindo cronologia dos sintomas, viagens prévias) 1,0
Questiona sobre histórico vacinal e explica a importância de manter a vacinação em dia 1,0
Realiza exame físico adequado 0,5
Investigação diagnóstica e explicações – 2,0 pontos
Identifica caso suspeito de sarampo e explica sua hipótese ao paciente 1,0
Solicita coleta de sorologia para confirmação 1,0
Tratamento – 2,0 pontos
Prescreve tratamento com sintomáticos (antitérmicos, analgésicos) 1,0
Prescreve e orienta hidratação oral 0,5
Orienta repouso domiciliar pelos próximos 4 dias. 0,5
Medida de saúde coletiva – 1,5 ponto
Realiza a notificação do caso. 0,5
Expõe a necessidade de vacinação de contactantes susceptíveis 1,0
Comunicação e Atitude – 1,0 ponto
Agenda retorno para reavaliação diária (em até 48h após queda da febre) ou orienta retorno imediato a um serviço de urgência
0,5
na presença de algum sinal de alarme
Questiona sobre dúvidas restantes 0,5
Cenário: HIV/TARV

Acolhimento – 1,25 pontos

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Recebe cordialmente o paciente 0,5
Apresenta-se ao paciente 0,25
Confirma o nome do paciente com o do resultado impresso 0,5
Comunicação, avaliação da percepção do paciente, anamnese, explicações e orientações – 4,0 pontos
Avalia o conhecimento do paciente sobre a infecção pelo HIV (incluindo sinais e sintomas e tratamento) e orienta o paciente 1,0
Comunica o resultado do exame de forma empática 1,0
Questiona o paciente sobre o desejo do início do tratamento imediato 1,0
Pactua com o paciente que uma vez iniciado, o tratamento deve ser tomado SEM qualquer interrupção 0,5
Explica as razões envolvidas com a adesão (seleção de vírus resistentes a TARV) 0,5
Planejamento terapêutico – 3,5 pontos
Prescreve o tratamento de 1ª linha atual para pacientes em início de tratamento (TDF/3TC + DTG) 1,0
Explica como deve ser administrada a TARV (1x/dia mantendo sempre o mesmo horário) 1,0
Solicita exames para acompanhamento do vírus HIV (CD4/CV) 1,0
Solicita exames para investigação de possíveis eventos adversos do tratamento (função renal, hemograma e hepatograma) 0,5
Medidas de saúde coletiva – 0,5 ponto
Realiza notificação do caso 0,5
Comunicação e atitude – 0,75 ponto
Realiza agendamento de retorno para consulta médica de acompanhamento do tratamento 0,5
Solicita que traga a carteira de vacinação para verificação e possível atualização 0,25
Cenário: BLS

Abordagem inicial – 2,0 pontos

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Acessa responsividade (estímulo verbal e tátil) 0,6
Solicita ajuda (SAMU 192 + DEA) 0,8
Checa pulso carotídeo e respiração efetiva simultaneamente 0,6

Comunicação, avaliação da percepção do paciente, anamnese, explicações e orientações – 4,0 pontos


Inicia a RCP pelas compressões torácicas em até 10 segundos 0,8
Posiciona-se adequadamente em relação ao paciente 0,6
Braços estendidos, formando um ângulo de 90º com o tórax da vítima 0,6
Mãos entrelaçadas e região hipotenar no centro do esterno 0,6
Realiza 30 compressões intercaladas com 2 ventilações(1 segundo cada, em até 10 segundos) 0,8
Verbaliza: 100 a 120 compressões por minuto e 5 a 6 cm de profundidade 0,6

DEA – 2,6 pontos


Posiciona corretamente o aparelho em relação à vítima 0,6
Liga o aparelho e posiciona corretamente as pás adesivas no tórax da vítima 0,6
Executa comando de afastar e certifica-se que ninguém toca a vítima 0,8
Aperta o botão e libera o choque 0,6
Desfecho – 1,4 pontos
Reinicia imediatamente RCP, pelas compressões torácicas 0,8
Realiza mais um ciclo de RCP de 30:2, de boa qualidade 0,6
Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018
Cenário: Bradicardia instável
Diagnóstico clínico – 3,0 pontos
Confirma o diagnóstico de bradicardia instável 3,0

Plano terapêutico – 6,0 pontos

Estabelece MOV 0,6

Ministra atropina 0,5 mg dose IV. Máximo de 3 mg 1,8

Solicita MPTC ou dopamina ou epinefrina 1,8


Investiga causas prováveis (5H, 5T) 0,6
Reavalia o paciente após cada intervenção 0,6
Encaminha para UTI e solicitar avaliação do especialista 0,6

Postura, atitude e relação médico-paciente – 1,0 ponto


Apresenta-se ao paciente e o tranquiliza 0,25
Confirma nome e idade do paciente 0,25

Mantém postura gentil durante o atendimento 0,25

Presta todas as informações pertinentes ao caso 0,25


Cenário: Acesso Central

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Postura, atitude e relação médico paciente – 1,0 ponto
Apresenta-se e tranquiliza o paciente 0,25
Confirma nome e idade do paciente 0,25
Mantém postura gentil durante o atendimento 0,25
Informa ao paciente sobre o procedimento a ser realizado 0,25
Hipótese diagnostica mais provável – 1,5 pontos
Diagnostica a necessidade da Punção Venosa Profunda e faz referência
1,5
a indicação do procedimento
Exame diagnostico – 1,0 ponto
Solicita exames de imagem (Radiografia de tórax), considerando o momento adequado 1,0
Procedimentos – 6,5 ponto
Faz referência ao uso de equipamentos de proteção individual (máscara, gorro, avental e luvas estéreis) antes de iniciar o
1,0
procedimento
Faz referência a posição do paciente durante o procedimento (posição de Trendelemburg) 1,0
Descreve passo a passo o procedimento (assepsia/antissepsia; colocação de campo estéril; anestesia; local anatômico para a
3,5
punção; verificar fluxo e refluxo; fixar; curativo oclusivo)
Cita as principais complicações do procedimento (infecção, hemorragia, pneumotórax, hemotórax) 1,0
Cenário: Apendicite aguda

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Anamnese dirigida – 2,0 pontos
Apresenta-se, pergunta o nome da paciente e se mantem calmo 0,5
Pergunta sobre a dor do paciente e suas características 0,5
Demonstra empatia, tranquiliza e escuta a paciente 0,5
Pergunta sobre sintomas associados 0,5
Exame Físico – 1,5 pontos
Explica o exame físico a paciente 0,5
Faz a manobra de descompressão súbita peritoneal 0,5
Faz manobras alternativas para reforçar hipótese diagnóstica 0,5
Tratamento – 6,5 pontos
Explica o possível diagnóstico e necessidade de tratamento cirúrgico 1,0
Solicita exames laboratoriais 1,0
Solicita exames de imagem 1,0
Pergunta sobre última refeição e solicita permanecer em jejum 1,0
Solicita avaliação cirúrgica 1,0
Prescreve HV e analgesia 1,0
Inicia antibioticoterapia 0,5
Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018
Estações da Prova

Apoio
Checklist
Cenário: Notificação violência doméstica ao idoso

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Conduta – 10,0 pontos

Acolhe os usuários (Apresentar-se, cumprimentar) 1,5

Colhe informações sobre a situação que causou o machucado no paciente 1,5

Direciona suas perguntas ao paciente convidando-o a respondê-las 1,0

Pede educadamente para que o filho deixe a sala para ele continuar a consulta com o paciente 1,5

Informa ao paciente sobre o sigilo médico 1,5

Avalia violência psicológica e violência financeira sofrida pelo paciente por seu filho 1,5

Notifica a violência ao idoso 1,5


Cenário: Notícias difíceis - Transtorno espectro autista

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Conduta – 10,0 pontos

Acolhe a mãe na sala (Apresentar-se, cumprimentar) 1,5

Colhe informações sobre a história de Felipe e da família 1,5

Corrige possíveis más informações sobre o estado da criança 1,0

Informa sobre a suspeita do autismo 1,5

Acolhe a emoção da mãe 1,5


Oferece as informações necessárias para a sequência da avaliação (buscar neuropediatra ou
1,5
psiquiatra infantil)
Se deixa disponível para novas consultas de apoio 1,5
Cenário: Notícia de óbito

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Sobre o preenchimento adequado da Declaração de óbito – 3,0 pontos

Preenche corretamente a causa imediata do óbito (Opções: Câncer de pulmão metastático, neoplasia pulmonar) 2,0
Preenche corretamente o encadeamento de causas até a causa imediata 1,0

Acolhimento – 2,0 pontos

Acolhe a filha da paciente e a convida para conversa em ambiente adequado. 1,0


Transmite as informações de forma empática. 1,0

Comunicação e atitude – 5,0 pontos

Explica as causas do óbito. 1,5


Esclarece que pode preencher a declaração de óbito sem necessidade de encaminhamento para o IML 1,5
Explica como proceder a partir da emissão da declaração de óbito para que ocorra o sepultamento. 1,0
Questiona sobre dúvidas restantes. 1,0
Cenário: Ferimento corto - contuso

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Anamnese – 2,0 pontos
Apresenta-se, pergunta o nome da paciente e se mantem calmo 0,5
Pergunta sobre o mecanismo do trauma e suas características 0,5
Demonstra empatia, tranquiliza e escuta a paciente 0,5
Pergunta sobre sintomas associados 0,5
Exame físico – 2,0 pontos
Paramentação completa. Explica o exame físico a paciente 0,5
Faz limpeza da ferida com água correte 0,5
Controle da hemorragia, exame motor 0,5
Exploração da ferida, remoção de corpo estranho 0,5
Tratamento – 6,0 pontos
Explica o diagnóstico e necessidade de tratamento cirúrgico 1,0
Solicita todo o material necessário 1,0
Degermação e colocação de campo cirúrgico fenestrado 1,0
Anestesia local 0,5
Sutura hemostática – ponto “X”. Sutura muscular – Ponto “U” 1,0
Sutura da pele: pontos “Donatti”, simples e nós 1,0
Considera antibioticoterapia e vacinação anti-tetânica 0,5
Cenário: Transtorno Bipolar

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Hipótese diagnóstica mais provável – 1,0 ponto
Transtorno bipolar do humor – fase hipomaníaca 1,0
Anamnese dirigida – 2,0 pontos
Pergunta sobre data da última menstruação 1,0
Questiona sobre suicídio (ideação ou tentativas prévias) 1,0
Exames complementares – 1,0 ponto
Exames a serem solicitados (hemograma, função tireoidiana, beta HCG, creatinina, função hepática). TESTES RAPIDOS (HIV ,
1,0
VDRL , HEP C )
Conduta medicamentosa – 5,0 pontos
Com exames normais, medicação: ESTABILIZADOR DO HUMOR – MONOTERAPIA OU ASSOCIAÇÃO COM ANTIPSICOTICO 2,0
Afastamento laboral deve ser oferecido 1,0
Acolhimento pelo NASF – psicologia e psiquiatria 1,0
Oferece apoio ao retorno a UBS caso a paciente necessite de apoio 1,0
Postura, atitude e relação médico-paciente – 1,0 ponto
Apresenta-se e tranquiliza o paciente 0,25
Confirma o nome e a idade do paciente 0,25
Mantém postura gentil durante o atendimento 0,25
Presta todas as informações pertinentes ao caso 0,25
Cenário: Dengue

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Hipótese diagnóstica mais provável – 1,0 ponto
Dengue 1,0
Anamnese dirigida – 3,0 pontos
Realiza anamnese dirigida (Data de início da febre e de outros sintomas; Ocorrência de náuseas, vômitos, diarreia; Alteração da Diurese; Presença de familiares
1,0
com dengue ou na comunidade; Condições preexistentes (asma, obesidade, HAS e DM)
Investiga pelo menos 6 dos sinais de alerta: (Dor abdominal intensa e contínua; Vômitos persistentes; Acúmulo de líquidos (ascite, derrame pleural, derrame
pericárdico); Hipotensão postural e/ou lipotimia; Hepatomegalia maior do que 2 cm abaixo do rebordo costal; Sangramento de mucosa; Letargia e/ou 1,0
irritabilidade)
Realiza exame físico adequado (ectoscopia com avaliação da pele e medida de sinais vitais) Inclui a realização da prova do laço 1,0
Orientações ao paciente– 1,0 ponto
Questiona sobre dúvidas e agendou retorno para reavaliação diária (em até 48h após queda da febre) ou retorno imediato a um serviço de urgência na 0,5
presença de algum sinal de alarme
Explica a paciente sobre a suspeita de dengue (Grupo B do estadiamento de risco) Explica que os sintomas podem ser semelhantes ao de outras 0,5
arboviroses
Conduta medicamentosa – 4,0 pontos
Solicita hemograma e avalia presença de hemoconcentração 1,0
Prescreve hidratação oral para ser feita durante a observação e espera dos resultados dos exames 1,0
Prescreve sintomáticos (Dipirona e/ou paracetamol) Orienta que AAS e AINES são contraindicados 1,0
Realiza a notificação do caso? 1,0
Postura, atitude e relação médico-paciente – 1,0 ponto
Apresenta-se e tranquiliza o paciente 0,25
Confirma o nome e a idade do paciente 0,25
Mantém postura gentil durante o atendimento 0,25
Presta todas as informações pertinentes ao caso 0,25
Cenário: Hipoglicemia

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Hipótese diagnóstica mais provável – 1,0 ponto
Hipoglicemia 1,0
Anamnese dirigida – 2,0 pontos
Questiona sobre a hipótese de diabetes mellitus 1,0
Questiona sobre uso de insulina 1,0
Exame físico – 2,0 pontos
Solicita teste rápido de glicemia capilar 1,0
Solicita RX de tórax, Hemograma completo e ECG 1,0
Tratamento – 4,0 pontos
Monitoriza o paciente e colocou um acesso venoso 1,0
Institui hidratação venosa vigorosa 1,0
Aplica glicose hipertônica ou glucagon venoso 1,0
Orienta sobre acompanhamento e tratamento direcionado com médico visando melhor posologia da insulina 1,0
Postura, atitude e relação médico-paciente – 1,0 ponto
Apresenta-se e tranquiliza o paciente 0,25
Confirma o nome e a idade do paciente 0,25
Mantém postura gentil durante o atendimento 0,25
Presta todas as informações pertinentes ao caso 0,25
Cenário: Gonorreia

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Hipótese diagnóstica mais provável – 1,0 ponto
Gonorreia 1,0
Anamnese dirigida – 3,0 pontos
Questiona sobre múltiplos parceiros e uso de preservativo 1,0
Avalição de genitália masculina em busca de secreções e bolsa escrotal para avaliar edema 1,0
Realiza inspeção em região perianal em busca de secreção mucopurulenta no ânus 1,0
Orientações ao paciente – 2,5 pontos
Solicita testes de HIV, Hepatite C e Sífilis 1,0
Solicita a presença da esposa e parceiros para investigação sorológica e tratamento 0,5
Orienta sobre possíveis complicações como artrite purulenta e a tríade: sinovite, dermatite e poliartralgia. 1,0
Exames laboratoriais e Tratamento – 2,5 pontos
Solicita o teste de amplificação do ácido nucleico (NAAT) 0,5
Prescreve Ceftriaxona 500mg, IM + azitromicina 1gr VO dose única 1,0
Não solicita exame de urina 0,5
Apresenta diagnóstico diferencial com Clamídia ou tratamento concomitante 0,5
Postura, atitude e relação médico-paciente – 1,0 ponto
Apresenta-se e tranquiliza o paciente 0,25
Confirma o nome e a idade do paciente 0,25
Mantém postura gentil durante o atendimento 0,25
Presta todas as informações pertinentes ao caso 0,25
Cenário: Chikungunya

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Anamnese dirigida – 4,0 pontos
Estabelece uma relação entre o início da febre e as manifestações articulares 1,0
Pesquisa grupo de risco: gestantes, maiores de 65 anos, menores de 2 anos, pacientes com comorbidades 1,0
Pesquisa sinais de gravidade e critérios de internação: acometimento neurológico, sinais de choque, dispnéia, dor torácica, vômitos persistentes,
1,0
neonatos, descompensação de doença de base e sangramento de mucosas
Pesquisa fatores de risco para doença grave (comorbidades): história de convulsão febril, diabetes, asma, insuficiência cardíaca, doenças
1,0
reumatológicas, consumo abusivo de álcool, anemia falciforme, talassemia e hipertensão arterial sistêmica
Exames laboratoriais – 1,0 ponto
Solicita hemograma, bioquímica, transaminases, creatinina e eletrólitos 0,5
Solicita que o paciente realize sorologia, RT-PCR ou isolamento viral após fase aguda 0,5

Manejo clínico e recomendações domiciliares – 4,0 pontos


Avalia intensidade da dor (EVA) 1,0
Prescreve hidratação oral para ser feita durante a observação e espera dos resultados dos exames 1,0
Prescreve sintomáticos (Dipirona e/ou paracetamol) Orienta que AAS e AINES são contraindicados 0,5
Orienta retorno diário até o desaparecimento da febre 0,5
Realiza a notificação do caso 1,0
Postura, atitude e relação médico-paciente – 1,0 ponto
Apresenta-se e tranquiliza o paciente 0,25
Confirma o nome e a idade do paciente 0,25
Mantém postura gentil durante o atendimento 0,25
Presta todas as informações pertinentes ao caso 0,25
Cenário: Febre Amarela

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Acolhimento - 0,5 ponto
Recebe cordialmente o paciente 0,25
Apresenta-se ao paciente 0,25
Comunicação, avaliação da percepção da paciente, anamnese, explicações e orientações – 8,0 pontos
Inicia a abordagem com questionamentos abertos (Ex: o que o trouxe aqui hoje?) 0,5
Questiona sobre início de sintomas e o aparecimento de outros sinais/sintomas (hemorragias, icterícia, dor abdominal intensa,
1,0
vômitos, tontura)
Questiona sobre uso de repelentes e outras formas de proteção durante a viagem e sobre situação vacinal 1,0
Realiza exame físico (mostrar a placa, quando o candidato se dispor a realizar) 1,0
Solicita hemograma, Hepatograma, Coagulograma (mostrar as placas conforme a solicitação) 1,5
Indica o provável diagnóstico de FA, orientou sobre a doença e solicitou amostra de sangue para exames confirmatórios:
2,0
sorologia e/ou PCR viral
Prescreve sintomáticos (Dipirona) e hidratação oral. Orienta que AAS e AINES são contraindicados e que se deve evitar uso de
1,0
paracetamol
Comunicação e atitude – 1,5 pontos
Questiona sobre dúvidas e agendou retorno para reavaliação DIÁRIA ou retorno imediato a um serviço de urgência na presença
de algum sinal de gravidade (hemorragias, dor abdominal intensa, icterícia, alterações hemodinâmicas, neurológicas e 1,0
respiratórias
Realiza a notificação do caso 0,5
Cenário: Pneumonia comunitária

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Hipóteses diagnósticas mais prováveis – 1,0 ponto
Infecção pulmonar, SCA (se dor torácica), TEP 1,0
Confirmação diagnóstico clinico – 4,0 pontos
Anamnese: identificação dos principais sintomas de pneumonia (tosse com expectoração, dispneia, dor torácica) e
2,0
manifestações sistêmicas
Realiza exame físico dirigido: Sinais vitais (PA, FR, FC, SatO2, Tax), Ausculta pulmonar e cardíaca 0,5
Solicita exames complementares: gasometria arterial (PO2, PCO2), radiografia de tórax, hemograma, função renal e eletrólitos 1,0
Investiga diagnósticos diferenciais: ECG, marcadores de necrose miocárdica 0,5
Objetivo primordial no tratamento dessa paciente – 1,5 pontos
Identificar critérios clínicos e laboratoriais de gravidade da pneumonia (PSI, CURB-65) 1,5
Conduta medicamentosa – 2,5 pontos
Propõe antibioticoterapia (mono ou terapia combinada – a depender do caso descrito) com medicação correta baseado nas
1,0
etiologias prováveis
Considerando tratamento ambulatorial, deve realizar plano terapêutico domiciliar e encaminhamento ambulatorial 1,0
Propõe vacinação para casos especiais 0,5
Postura, atitude e relação médico-paciente – 1,0 ponto
Apresenta-se e tranquiliza o paciente 0,25
Confirma o nome e a idade do paciente 0,25
Mantém postura gentil durante o atendimento 0,25
Presta todas as informações pertinentes ao caso 0,25
Cenário: Crise asmática

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Hipóteses diagnósticas mais prováveis – 1,0 ponto
Crise asmática, Infecção pulmonar, tromboembolismo pulmonar 1,0
Confirmação diagnóstico clinico – 3,0 pontos
Anamnese: identificação de possíveis gatilhos para crise asmática, avalia principais sintomas (dispneia, fala, tempo de evolução) 0,5
Realizou exame físico dirigido: Uso de musculatura acessória, sinais vitais (PA, FR, FC, SatO2, Tax), Ausculta pulmonar e cardíaca 1,0
Solicitou exames complementares: gasometria arterial (PO2, PCO2), radiografia de tórax, hemograma e eletrólitos 0,5
Aferição do PFE (definição de gravidade) e descreve sua execução e interpretação 1,0

Objetivo primordial no tratamento dessa paciente – 1,0 ponto


Identificar critérios clínicos e laboratoriais de gravidade da crise asmática 1,0
Conduta medicamentosa – 4,0 pontos
Oxigenioterapia 0,5
Indicação de Beta2 agonistas de curta duração inalatórios 0,5
Indicação de corticosteroides sistêmicos 0,5
Descreve tratamentos alternativos e auxiliares (brometo de ipratrópio, sulfato de magnésio 0,5
Após alta hospitalar, realiza plano terapêutico domiciliar: medicação inalatória, correto uso de dispositivos inalatórios, corticosteróides e
2,0
encaminhamento ambulatorial
Postura, atitude e relação médico-paciente – 1,0 ponto
Apresenta-se e tranquiliza o paciente 0,25
Confirma o nome e a idade do paciente 0,25
Mantém postura gentil durante o atendimento 0,25
Presta todas as informações pertinentes ao caso 0,25
Cenário: Crise hipertensiva

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Hipóteses diagnósticas mais prováveis – 1,5 ponto
Encefalopatia Hipertensiva, AVE, Alterações glicêmicas, Transtorno eletrolítico/metabólico 1,5
Anamnese exame físico para diagnóstico clinico – 4,0 pontos
Anamnese dirigida para queixa do paciente com busca de lesão de órgãos alvo, HPP e História medicamentosa 1,0
Realiza exame físico dirigido: Ectoscopia, Sinais vitais (PA, FC, FR, SatO2, Tax), Glicemia capilar, Exame cardiopulmonar e membros, exame
1,5
neurológico sumário
Propõe a realização do exame de fundo de olho 0,5
Solicita exames complementares: TC de crânio, radiografia de tórax, ECG, glicose, eletrólitos, função renal 1,0
Plano terapêutico – 3,5 pontos
Opta por tratamento medicamentoso venoso, informa dosagem e descreve forma de administração 1,0
Informa adequadamente a proporção de decréscimo de PA 0,5
Informa local de tratamento adequado e forma de reduzir dose de anti-hipertensivo venoso com introdução de anti-
1,0
hipertensivos orais
Propõe plano terapêutico após a alta do paciente (considerando medicações em uso prévio e ajustes de doses, assim como, introdução de
1,0
terapêutica nova – mono ou terapia combinada conforme diretriz atual)
Postura, atitude e relação médico-paciente – 1,0 ponto
Apresenta-se e tranquiliza o paciente 0,25
Confirma o nome e a idade do paciente 0,25
Mantém postura gentil durante o atendimento 0,25
Presta todas as informações pertinentes ao caso 0,25
Cenário: Anemia falciforme

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Hipóteses diagnósticas mais prováveis – 1,0 ponto
Anemia falciforme: Síndrome torácica aguda, síndrome coronariana aguda, TEP, pneumonia 1,0
Confirmação diagnóstico clinico – 3,0 pontos
Anamnese: identificação e avaliação dos principais sintomas (dispneia, dor, febre, taquipneia), avalia características físicas passadas no caso e HPP 0,5
Realiza exame físico dirigido: Uso de musculatura acessória, sinais vitais (PA, FR, FC, SatO2, Tax), Ausculta pulmonar e cardíaca, avaliação de
1,0
ectoscopia
Solicita exames complementares: gasometria arterial (PO2, PCO2), radiografia de tórax, hemograma, eletroforese de hemoglobina (caso não tenha)
0,5
e eletrólitos
Avalia outras lesões de órgão alvo (renal, ocular, óssea, cardíaca) 1,0
Objetivo primordial no tratamento dessa paciente – 1,0 ponto
Identifica critérios clínicos e laboratoriais de gravidade do quadro clínico dentro do contexto da anemia falciforme 1,0
Conduta medicamentosa – 4,0 pontos
Hidratação venosa e analgesia (se indicado) 0,5
Tratamento adequado da infecção baseado nos principais patógenos 0,5
Avalia a necessidade de hemotransfusão 0,5
Descreve tratamentos alternativos e auxiliares conforme gravidade do caso 0,5
Após alta hospitalar, realiza plano terapêutico domiciliar: hidroxiureia, vacinação, ácido fólico, analgesia, avaliação ocular, fluxo sanguíneo cerebral,
2,0
avaliação ginecológica (se sexo feminino), avaliação familiar, aconselhamento psicossocial
Postura, atitude e relação médico-paciente – 1,0 ponto
Apresenta-se e tranquiliza o paciente 0,25
Confirma o nome e a idade do paciente 0,25
Mantém postura gentil durante o atendimento 0,25
Presta todas as informações pertinentes ao caso 0,25
Cenário: Trauma - ABCDE

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Hipótese diagnóstica mais provável – 1,0 ponto
Choque hipovolêmico - hemotórax 1,0
Sequência de atendimento – 8,0 pontos
Faz referência ao uso de EPI (máscara, avental e luvas) antes do início do atendimento 0,5
A – Realiza abordagem adequada das vias aéreas (procedimentos básicos e avançados, caso indicado) 1,0
B – Diagnostica o hemotórax e realiza o tratamento adequado de forma imediata (drenagem de tórax) 1,0
Drenagem de tórax: descreve o passo a passo do procedimento 1,0
C – Indica reposição volêmica e outros tratamentos para circulação (ácido tranexâmico, hemotransfusão) / solicita exames de sangue para avaliação
1,0
(Hb/Ht, betaHGC – se mulher em idade fértil, fator rh/prova cruzada/tipagem)
D – Realiza avaliação de pupilas, Glasgow, exame neurológico sumário 1,0
E – Busca outras lesões, avalia o dorso, realiza controle de hipotermia 0,5
Realiza exame na sequência correta ABCDE, identificando e corrigindo os problemas, incluindo reposição de oxigênio e imobilização no momento
0,5
correto
Solicita exames de imagem (radiografia de tórax e bacia, tomografia ou radiografia de coluna cervical, FAST) – considerar momento adequado para
0,5
realizar
Indica necessidade de avaliação do especialista (cirurgião torácico ou geral) 0,5
Finaliza o cenário indicando destino do paciente (centro cirúrgico, unidade de terapia intensiva) 0,5
Postura, atitude e relação médico-paciente – 1,0 ponto
Apresenta-se e tranquiliza o paciente 0,25
Confirma o nome e a idade do paciente 0,25
Mantém postura gentil durante o atendimento 0,25
Presta todas as informações pertinentes ao caso 0,25
Cenário: Queimadura

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


Hipótese diagnóstica mais provável – 1,0 ponto
Grande queimado com queimadura de via aérea 1,0
Sequência de atendimento – 8,0 pontos
Faz referência ao uso de EPI (máscara, avental e luvas) antes do início do atendimento 0,5
A – Realiza abordagem adequada das vias aéreas (procedimentos básicos e avançados, caso indicado) 1,0

Identifica queimadura das vias aéreas e necessidade de intubação orotraqueal precoce 1,0
B – Avalia adequadamente a ventilação (inspeção, palpação, ausculta e percussão) 1,0
C – Indica reposição volêmica e outros tratamentos para circulação (ácido tranexâmico, hemotransfusão – se indicado) / solicita exames de sangue para avaliação
1,0
(Hb/Ht, betaHGC – se mulher em idade fértil, fator rh/prova cruzada/tipagem)
D – Realiza avaliação de pupilas, Glasgow, exame neurológico sumário 1,0
E – Busca outras lesões traumáticas, avalia superfície corporal queimada, avalia o dorso,
0,5
realiza controle de hipotermia
Realiza exame na sequência correta ABCDE, identificando e corrigindo os problemas, incluindo reposição de oxigênio e imobilização no momento correto 0,5
Solicita exames de imagem (radiografia de tórax e bacia, tomografia ou radiografia de coluna cervical, FAST) – considerar momento adequado para realizar 0,5
Indica necessidade de avaliação do especialista (cirurgião geral) 0,5
Finaliza o cenário indicando destino do paciente (centro cirúrgico, unidade de terapia intensiva) 0,5
Postura, atitude e relação médico-paciente – 1,0 ponto
Apresenta-se e tranquiliza o paciente 0,25
Confirma o nome e a idade do paciente 0,25
Mantém postura gentil durante o atendimento 0,25
Presta todas as informações pertinentes ao caso 0,25
Dicas Finais

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


A banca examinadora do Revalida avalia a conduta do aluno de forma completa, tanto
o conhecimento técnico quanto o relacionamento médico paciente.
Então, não esqueça:
1. Leia o enunciado com muita atenção.
2. Inicie o atendimento olhando sempre nos olhos do paciente, apresente-se e peça
para que o mesmo se acomode quando for o caso.
3. Trate sempre seu paciente pelo nome, que deve ser conferido com o prontuário.
A troca de prontuários no atendimento é comum e este erro pode ser evitado
com esta simples atitude.
4. Inicie a anamnese com perguntas abertas (ex. “Como posso ajudá-lo? ou “O que o
trouxe aqui?”).
5. Depois de ouvir a queixa principal, não se esqueça de conferir se não há algo a
mais que o paciente deseja dizer. Pergunte: “Há algo mais que queira me contar?”
Dicas Finais
6. Lave as mãos antes de iniciar a exploração física. No caso do ambiente de prova

Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018


que não tenha local para lavar as mãos, avise a banca que está lavando as mãos.
7. Para os procedimentos cirúrgicos, diga o nome dos instrumentos que estão sobre
a mesa de procedimentos.
8. Explique ao paciente (manequim ou ator) o procedimento que será feito.
9. Atenção ao procedimento de calçar um par de luvas estéreis, lembre da técnica
correta.
10. Exames solicitados que forem entregues devem ser analisados primeiramente pelo
aspecto da qualidade do exame, depois pela normalidade e por último, pela
anormalidade.
11. Anote, se for o caso, a conduta do caso de forma dirigida e objetiva.
12. Cheque o entendimento do paciente e pergunte se há alguma dúvida. Despeça-se
do paciente olhando nos olhos e tratando-o pelo nome.
13. Acredite no seu potencial! Você se dedicou, estudou por horas, mantenha a calma
e confie em seu conhecimento.
Beready - Guia Habilidades Clínicas - Exclusivo alunos Circuito Revalidação - 2018
www.beready.med.br
Rua Dona Mariana, 56 - Botafogo - Rio de Janeiro - RJ - Brasil
E-mail: contato@beready.med.br | Tel.: +55 (21) 2275-3131 | WhatsApp: +55 (11) 947 211 731

Você também pode gostar