Você está na página 1de 4

Del em coordenadas cilíndricas e esféricas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Esta é uma lista de algumas fórmulas decálculo do vetor para trabalhar com sistemas comuns de coordenadascurvilíneas[nt 1].

Índice
Conversões de coordenadas
Conversões de vetor unitário
Fórmula Del
Regras de cálculo não triviais
Derivação cartesiana
Derivação cilíndrica
Derivação esférica
Notas
Referências

Conversões de coordenadas
Conversão entre coordenadas cartesianas, cilíndricas e esféricas
De
Cartesiano Cilíndrico Esférico

Cartesiano

Cilíndrico
Para

Esférico

Conversões de vetor unitário


Conversão entre vetores unitários em sistemas de coordenadas cartesianas, cilíndricas e esféricas em termos de
coordenadas de destino
Cartesiano Cilíndrico Esférico

Cartesiano não aplicável

Cilíndrico não aplicável

Esférico não aplicável


Conversão entre vetores unitários em sistemas de coordenadas cartesianas, cilíndricas e esféricas em termos de coordenadas de
"fonte"
Cartesiano Cilíndrico Esférico

Cartesiano não aplicável

Cilíndrico não aplicável

Esférico não aplicável

Fórmula Del
Tabela com o operadordel em coordenadas cartesianas, cilíndricas e esféricas

Operação Coordenadas cartesianas(x, y, z) Coordenadas cilíndricas(ρ, φ, z) Coordenadas esféricas(r, θ, φ), onde θ é o polar e φ é o ângulo azimutal
campo
vetorial A

Gradiente ∇f

Divergência ∇
⋅A

Rotacional ∇
×A

Operador de
Laplace ∇2f ≡
∆f

Vetor de
Laplace ∇2A }}
≡ ∆A

Derivada
materialα[1] (A
⋅ ∇)B

tensor
divergente ∇
⋅T

Deslocamento
diferencial dℓ

Área normal
diferencial dS

Volume
diferencialdV

↑α Esta página usa para o ângulo polar e para o ângulo azimutal, que é uma notação comum na física. A fonte que é usada para essas
fórmulas usa para o ângulo azimutal e para o ângulo polar, que é uma notação matemática comum. Para obter as fórmulas de
matemática, altere e nas fórmulas mostradas na tabela acima.
Regras de cálculo não triviais
1.
2.
3. \operatorname
4. {div}\,\operatorname {curl}
\operatorname {curl}\,\operatorname {curl} (Fórmula de Lagrange para del)
{\mathbf {A}}\equiv \nabla \times (\nabla \times
5. {\displaystyle \nabla ^{2}(fg)=f\nabla
^{2}g+2\nabla f\cdot \nabla

Derivação cartesiana

As expressões para e são encontradas da mesma maneira.[nt 2]

Derivação cilíndrica

Derivação esférica
Notas
1. Este artigo usa a notação padrãoISO 80000-2, que substitui a ISO 31-11, paracoordenadas esféricas(outras fontes podem reverter as definições deθ e φ):

O ângulo polar é denotado porθ: é o ângulo entre o eixoz e o vetor radial que liga a origem ao ponto em questão.
O ângulo azimutal é denotado por φ: é o ângulo entre o eixox e a projeção do vetor radial no planoxy.
A função atan2 (y, x) pode ser usada em vez da função matemática arctan (y/x) devido ao seu domínio e imagem. A função arctan clássica possui uma imagem de
(−π/2, +π/2),
enquanto que atan2 é definido como tendo uma imagem de(−π, π).
2. "curl" querer dizer "Rotacional"

Referências
Operator.html). Mathworld. Consultado em 23 de março de 2011.
1. Weisstein, Eric W. «Convective Operator»(http://mathworld.wolfram.com/Convective

Obtida de "https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Del_em_coordenadas_cilíndricas_e_esféricas&oldid=50623815
"

Esta página foi editada pela última vez às 23h35min de 29 de novembro de 2017.

Este texto é disponibilizado nos termos da licençaAtribuição-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada (CC BY
-SA 3.0) da Creative Commons; pode estar sujeito a condições adicionais.
Para mais detalhes, consulte ascondições de utilização.