Você está na página 1de 14

A Sociedade Fabril de Móveis do Centro, SA, dedica-se à produção de móveis para cozinha,

tendo em certo período fabricado:

Modelos de Cozinhas Unidades


Cozinhas Modelo F 12
Cozinhas Modelo T 8
Cozinhas Modelo X 10

Durante o período a Contabilidade de Custos apurou os seguintes valores no custeio de cada


ordem de fabrico (equivalente ao modelo referenciado):

Valores em Euros
Modelo F (16) Modelo T (8) Modelo X (10)
Materiais aplicados 3,280 2,760 2,820
Mão de Obra Directa 2,450 1,850 1,980
5,730 4,610 4,800

Os Gastos Gerais de Fabrico (custos indirectos) do período somaram 12.246 € e incluiram:

Energia Electrica 1,260


Água 450
Matérias Subsidiárias 760
Amortizações 1,946
Direcção Fabril 750
Pessoal Indirecto 3,230
Ferramentas 600
Seguro de Incêndio 150
Vencimentos Férias 1,200
Subsídios Férias 1,100
Conservação anual 800
12,246

Admitindo que a base de repartição dos Gastos Gerais de Fabrico era a Mão de Obra directa
imputada, o cálculo da base de imputação é:

[1] Total dos Gastos Gerais de Fabrio 12,246


[2] Total da Mão de Obra Directa 6,280
[1] / [2] = Coeficiente de Imputação 1.95

O CUSTO DE PRODUÇÃO de cada Modelo de Cozinhas é o seguinte:

Modelo F Modelo T Modelo X


TOTAL
16 8 10
Materiais Directos 3,280 2,760 2,820 8,860
Mão de Obra Directa 2,450 1,850 1,980 6,280
Gastos Gerais de Fabrico 4,777.5 3,607.5 3,861.0 12,246
10,507.5 8,217.5 8,661.0 27,386
Custo Unitário 656.72 1,027.2 866.10
CÁLCULO DO CUSTO DE PRODUÇÃO BASEADO NAS ACTIVIDADES (ABC)
ABC - Activity Based Costing (Custeio Baseado nas Actividades)

Importante: analisar os principais processos de produção

Os processos de produção são os seguintes:


Maquinação: onde as placas de madeira são serradas e aparelhadas - "cost driver": Hm
Montagem: onde se untam as diversas componentes - "cost driver": Hh
Acacamento: onde o processo se identifica com as operações finais de pintura e/ou enverni-
zamento - "cost driver": número de unidades

Durante o mesmo período foi possível separar os Custos Indirectos (Gastos Gerais de Fabri-
co) da seguinte forma:

Cost Driver
GGF (€)
F T X
Maquinação 5,340 60 28 32
Montagem 3,300 480 240 280
Acabamento 3,606 16 8 10

Cálculo do CUSTO DE PRODUÇÃO de cada cozinha:

Modelo F Modelo T Modelo X Total


Materiais Diversos 3,280 2,760 2,820 8,860
Mão de Obra Directa 2,450 1,850 1,980 6,280

G. G. Fabrico
- Maquinação 44.5 2,670 1,246 1,424 5,340
- Montagem 3.3 1,584 792 924 3,300
- Acabamento 106.059 1,696.94 848.47 1,060.59 3,606
Total dos Gastos Gerais de Fabrico 5,950.94 2,886.47 3,408.59 12,246.00
CUSTO TOTAL 11,680.94 7,496.47 8,208.59 27,386.00
CUSTO UNITÁRIO 730.06 937.06 820.86
A BomGado, Lda. Explora uma fábrica de rações, instalada em edifício próprio. O processo
produtivo consiste, sinteticamente, no seguinte:

As matérias primas são constituídas essencialmente por cereais, que


a empresa adquire em gão (milho, trigo, aveia, cevada, etc.), farinha
de peixe, sêmea de trigo, minerais (cálcio, etc.) e vitaminas. Todas
essas matérias primas são armazenadas no
Armazém de Matérias Primas
quer a granel (silos) quer nas embalagens que são adquiridas.

Para fabricar certo tipo de rações procede-se à moagem de cereais,


sendo depois as farinhas, assim obtidas, misturadas nas proporções
definidas e adicionando-se as restantes matérias primas.
Moagem e Mistura

A ração assim obtida pode ser vendida neste estado ou sujeita a uma
operação posterior que a reduz a grânulos.
Granulação

A ração dos tipos (farinada ou granulada) é depois ensacada.


Embalagem

A empresa calcula os custos de produção individualizando os custos directos (matérias pri-


mas, mão de obra directa) e repartindo os custos indirectos pelas seguintes actividades e
"cost drivers":

"COST DRIVER"
Armazém de Matérias Primas / Produtos Acabados tonelada produzida
Moagem e Mistura Hm
Granulação Hm
Embalagem HH

Em determinado período do ano n foram calculados os seguintes valores relativos à contabi-


bilização dos custos de fabrico:

Unidade Custo unitário (euros)


M1 ton. 300
M2 ton. 250
Matérias Primas
M3 ton. 40
M4 ton. 1,000
Mão de Obra Directa HH 3.75
Armaz. Matérias Primas ton. 5
Moagem e Mistura HM 300
Actividades:
Granulação HM 40
Embalagem HM 20

PRODUÇÃO
Fabricam-se apenas dois tipos de rações, designadas por F10 (não granulado) e F12 (granula-
do). As quantidades fabricadas foram: CUSTO DE PRO
F10 2,200 tons.
F12 1,350 tons.

CONSUMO DE MATÉRIAS PRIMAS (em tons.) Matérias Primas


M1
Para F10 Para F12 M2
M1 1,110 670 M3
M2 615 360 M4
M3 545 335 Total Matérias Primas
M4 44 36.4 MOD
MP e MOD
MÃO DE OBRA DIRECTA E ACTIVIDADE DAS SECÇÕES Actividades:
Ac. Mat. Primas (tons)
Moagem e Mist. (Hm)
Para F10 Para F12 Granulação (Hm)
Mão de Obra Directa 2000 HH 1600 HH Embalagem (Hh)
Armazém de Matérias Primas ton. prod. ton. prod.
Moagem e Mistura 235 HM 140 HM Custo Total
Secções
Granulação 20 HM Custo Unitário
Embalagem 215 HM 140 HM

PEDE-SE:
Questão 1 - Calcule o Custo de Produção de F10 e F12
Questão 2 - Compare tais custos admitindo que repartia os gastos gerais de fabrico em função
do valor das horas de MOD
CUSTO DE PRODUÇÃO (TOTAL E UNITÁRIO) DE F10 E F12

F10 (tons.) F12 (tons.)


Custo
2,200 Valor 1,350
Unitário
Matérias Primas Quantid. Quantid. Valor
M1 300 1,110 33 3000 670 20 1000
M2 250 615 15 3750 360 9 0000
M3 40 545 2 1800 335 1 3400
M4 1,000 44 4 4000 36 3 6400
Total Matérias Primas 55 2550 34 0800
MOD 3.75 2,000 7500 1,600 6000
MP e MOD 56 0050 34 6800
Actividades:
Ac. Mat. Primas (tons) 5 2,200 1 1000 1,350 6750
Moagem e Mist. (Hm) 300 235 7 0500 140 4 2000
Granulação (Hm) 40 0 - 20 800
Embalagem (Hh) 20 215 4300 140 2800
8 5800 5 2350
Custo Total 64 5850 39 9150
Custo Unitário 293.57 295.67
Pr Preço unitário real de aquisição de materiais
Pp Preço unitário padrão de aquisição de materiais
Qr Quantidade de materiais real consumida para a produção
Qp Quantidade de materiais prevista para a produção
Tr Taxa horária real de mão de obra directa
Tp Taxa horária padrão de mão de obra directa
Hr Quantidade de Horas reais gastas para a produção
Hp Quantidade de Horas padrão previstas para a produção
Gr Total dos Gastos Gerais de Fabrico reais
Gp Total dos Gastos Gerais de Fabrico padrão
Br Total de unidades reais da base de repartição dos GGF
Bp Total de unidades padrão da base de repartição dos GGF
Tggfr Taxa/Coeficiente real de repartição dos GGF
Tggfp Taxa/Coeficiente padrão de repartição dos GGF

Desvio nos Materiais Directos


Desvio de Preço Qr Pr - Qr Pp
Desvio de Quantidade Qr Pp -Qp Pp
Desvio Total de Materiais Directos Qr Pr - Qp Pp

Desvios na Mão de Obra Directa


Desvio de Taxa Hr Tr - Hr Tp
Desvio de Tempo Hr Tp - HpTp
Desvio Total de MOD Hr Tr - Hp Tp

Desvios nos Gastos Gerais de Fabrico


Desvio de Custo/Gasto Gr - Ohr
Desvio de Capacidade Ohr - Hr Tggfp
Desvio de Eficiência Hr Tggfp - Gp
Desvio Total de GGF Hr Tggfr - Hp Tggfp
Ohr = CFp + CV1p x Hr

1º EXERCÍCIO

A empresa ABC fabrica o produto X. Por cada unidade de produto, a quantidade padrão de ma-
teriais é de 20 ks da matéria Y, sendo o preço padrão de cada kg igual a 30.00 €
No período passado, a empresa fabricou 1,000 unidades do produto, consumindo
para isso 22,000 kgs da matéria Y ao preço de31.00 € cada kg.

2º EXERCÍCIO

A empresa ABC fabrica o produto X. Por cada unidade de produto, a quantidade de horas padrão
é de 30 minutos, sendo o preço padrão de cada hora, 50.00 €
No período passado, a empresa fabricou 1,000 unidades do produto, trabalhando
para isso 550 horas. O custo real da hora foi de 55.00 €

3º EXERCÍCIO

A empresa Pumps, SA produz bombas para o corpo de bombeiros e possui um departamento de


contabilidade de custos para controlar e analisar os custos de produção. No fim de um determi
nado período, o departamento de contabilidade de custos apresentou os seguintes dados:
1 - Dados Reais:
Produção 18,800 unidades
Mão-de-Obra
- Horas reais trabalhadas 38,400 h
- Custo médio real 22.50 € /h
Gastos Gerais de Fabrico
- Variáveis 1 64500 €
- Fixos 59500 €

2 - A ficha de Custo Padrão para cada unidade demonstrava o seguinte:

Materiais Directos (kg) 2.00 € /kg


Mão-de-Obra Directa (Hh) 22.00 € /Hh
GGF (Hh) 6.00 € /Hh

3 - A taxa de Gastos Gerais de Fabrico (GGF's) é baseada numa actividade normal de36,000
horas. Os GGF's orçamentados são:

GGF's Variáveis 153,000.00 € 4.25 €


GGF's Fixos 63,000.00 €

Ora: 153.000 (GGF's Variáveis) / 36.000 horas = 4,25 € /hora orçamentada


Qr Pr Qp Pp Qr Pr Qr Pp
Solução do 1º Exercício
[1] [2] [3] [4] [5]=[1]x[2] [6]=[1]x[4]
Desvio Preço 22,000 31.00 € 20,000 30.00 € ### ###
Desvio Quantidade 22,000 20,000 30.00 € ###
Desvio Total ###
ou
Desvio Total

Hr Tr Tp Hp Hr Tr Hr Tp
Solução do 2º Exercício
[1] [2] [3] [4] [5]=[1]x[2] [6]=[1]x[3]
Desvio Taxa 550 55.00 € 50.00 € 500.00 € 30,250 27,500
Desvio Tempo
Desvio Total 30,250
ou
Desvio Total

GGFr Ohr GGFr x Ohr Hn - Hr CF1p (Hn-Hr)*CF1p


Solução do 3º Exercício
[1] [2] [3]=[1]-[2] [4] [5] [6]=[4]x[5]
Desvio no Custo/Gasto 2 24000 € 2 26200 € 2200 €
Desvio de Capacidade/Actividade 2400 € 1.75 € 4200 €
Desvio de Eficiência

Desvio Total

Cálculos auxiliares: Hr Tggfp - Gp = ###


Hn = 36,000 horas
Hr = 38,400 horas
Hn - Hr -2,400 horas
CF1p = 1.75 €

Cv1p = 4.25 €
Cf1p = 1.75 €
Tggfp = 6.00 €
Preço Qp Pp Quantidade Total
[7]=[5]-[6] [8]=[3]x[4] [9]=[6]-[8] [10]=[5]-[8]
###
600,000.00 € ###
600,000.00 € ###
[10]=[7]+[9]
22,000 60,000 82,000

Taxa HpTp Tempo Total


[7]=[5]-[6] [8]=[4]x[3] [9]=[6]-[8] [10]=[5]-[8]
2,750 25,000
2,500
25,000 5,250
[10]=[7]+[9]
2,750 2,500 5,250

TGGFp (Hr-Hp)*TGGFp TOTAL

6.00 € 4800 €

1,600.00 €

menos 2 25600 € 4,800.00 €


A Fábrica do Campo Grande, Lda. Fabrica botas de couro para exportação, mod. Q33, cujo cus-
to padrão de fabrico integra:

Materiais Directos:
Cabedal: 3 unidades a 5.00 €
Outros Materiais: 3.00 €
Mão de Obra: 1.5 horas a 4.00 €
GGF Variáveis: 1.5 horas a 2.00 €
GGF Fixos: 1.5 horas a 6.00 €

Durante o período N a Contabilidade recolheu as seguintes informações relativas à produção


de 3200 unidades:

Compras de cabedal: 9,200 unidades por ###


Outros materiais comprados e
consumidos: 9,500.00 €
Consumo de cabedal: 9,750 unidades
Mão de Obra:
Horas pagas: 5,850.00 €
Horas aplicadas: 5,100 horas
Custo da Mão de Obra: ###
Gastos Gerais de Fabrico:
Variáveis: ###
Fixos: ###

Sabendo que as existências são valorizadas ao custo padrão, pede-se o cálculo dos custos de
produção do período N e a análise dos respectivos desvios.

RESOLUÇÃO

CUSTO PADRÃO
Materiais:
Cabedal 15.00 €
Outros 3.00 €
MOD 6.00 €
GGF:
Variáveis 3.00 €
Fixos 9.00 €
TOTAL 36.00 €

Desvio de Materiais:
- Preço do cabedal
45,400 corresponde às compras de cabedal em valor
9,200 corresponde às compras de cabedal em quantidades
5.00 € corresponde ao Preço Padrão do cabedal (preço unitário)
600.00 € = 45.400 - 9.200 x 5,00 €

- Quantidades
9,750 corresponde ao consumo real de cabedal em unidades
3,200 corresponde à produção real de cabedal em unidades
3 unidades de cabedal para produzir um par de botas
5.00 € custo padrão de cada par de botas
750.00 € (9.750 - 3.200 x 3) x 5,00 €

- Outros Materiais
9,500.00 € corresponde ao custo de Outros Materiais comprados e cons
3,200 corresponde à produção real de cabedal em unidades
3 unidades de cabedal para produzir um par de botas
100.00 € (9.500,00 € - (3.200 x 3))
Desvio de Mão de Obra
- Preços ### corresponde ao custo real da mão de obra
5,850.00 € corresponde às horas pagas
4.00 € corresponde ao custo padrão da MOD para cada 1,5 h
700.00 € 24.100,00 € - (5.850,00 € x 4,00 €)

- Eficiência

- Desvio de tempos
não aplicados

Desvio de GGF Variáveis


- Gastos ### corresponde aos GGF Variáveis reais recolhidas p/informaç
5,100 corresponde às horas aplicadas na MDO (informação)
2.00 € corresponde ao custo padrão de 1,5 h dos GGF Variáveis
450.00 € 10.650,00 € - (5.100,00 € x 2,00 €)

- Eficiência
5,100 corresponde às horas de MDO aplicadas (informação)
2.00 € corresponde ao custo padrão de 1,5 h dos GGF Variáveis
3,200 corresponde à produção real de cabedal em unidades
3.00 € corresponde ao custo padrão GGF Variáveis
600.00 € (5.100 x 2,00 €) - (3.200 x 3,00 €)

- Total ### corresponde aos GGF Variáveis da produção (informação)


3,200 corresponde à produção real de cabedal em unidades
3.00 € corresponde ao custo padrão GGF Variáveis
### 10.650,00 € - (3.200 x 3,00 €)
ou a soma dos Desvios Gastos (450,00 €) com os Desvios
Eficiência (600,00 €)

Desvio de GGF Fixos


- Gastos
3,200 corresponde à produção real de cabedal em unidades
9.00 €
###
###

- Volume corresponde à produção real de cabedal em unidades


não está indicado o volume de produção padrão pelo que
se supõe que é o mesmo que o voleme real de produção

- Total 3,200 corresponde à produção real de cabedal em unidades


1.5 corresponde à 1,5 h dos GGF Fixos - custos padrão
6.00 € corresponde ao valor 1,5 h dos GGF Fixos - custos padrão
### corresponde ao valor dos GGF da produção de 3.200 unid
### (3.200 x 1,5 h x 6,00 €) - 31.500,00 €
ou a soma dos Desvios Gastos e Eficiência