Você está na página 1de 24

Leis de Kirchhoff

Prof. Marco Simões


Leis de Kirchhoff

As leis de Kirchhoff aplicam-se a


circuitos que contêm mais de uma fonte
Gustav Robert Kirchhoff
de alimentação.
(1824 –1887)
São duas leis:
• Lei das malhas
• Lei dos nós
Definições
• Nó: um ponto em que três ou mais condutores são ligados (b, d)
• Malha: qualquer caminho condutor fechado (badb; bdcb; badcb)

malha

a b c

malha malha


Lei das malhas
• A soma das variações de tensão numa malha fechada é
sempre zero.

R1 R2
∑ E =0

R3
i=2 A

E −V1 −V2 −V3 = 0 ⇒ E − R1 ⋅i − R2 ⋅i − R3 ⋅i = 0


120−10⋅2− 20⋅2− 30⋅2 = 120− 20− 40− 60 = 0
Convenção de sinal

Sentido da observação Sentido da observação


Resistores: quando Sentido da corrente Sentido da corrente
o sentido de
obervação é o
mesmo da
corrente, a queda
de tensão é
negativa, e vice- −Ri +Ri
versa

Fontes: quando o Sentido da observação Sentido da observação


sentido de
observação vai do
polo negativo para
o positivo, a queda
de tensão é
positiva

+E −E
Exemplo 1
• Aplicando essa regra, determine a corrente elétrica do
circuito abaixo.

i
Primeira forma:
a partir de A, indo no
sentido horário:
+12− 2i − 4i = 0
−2i − 4i = −12
−6i = −12
−12
A i= = 2A
−6
Exemplo 1

i Segunda forma:
a partir de A, indo no
sentido anti-horário:
4i + 2i −12 = 0
4i + 2i = 12
6i = 12
A 12
i = = 2A
6
Conclusão: respeitada a convenção de sinais, a escolha do sentido de
observação é arbritrária.
Exemplo 2 (uma malha)
• No circuito abaixo, calcular a corrente e a tensão e corrente
em cada resistência.
Procedimento:

1. Escolher um ponto
2.1 V inicial
2. Escolher um
sentido para análise
3. Escolher um
sentido para a
corrente
4. Percorrer o circuito
respeitando a
convenção de sinais

O exemplo será resolvido de quatro possíveis formas.


Exemplo 2 – primeiro modo

i
Ponto inicial: A
2.1 V
Sentido de análise: horário
Sentido da corrente*: horário

A
−2, 3i + 4, 4 − 2,1−1,8i − 5, 5i = 0
*o sentido da corrente é
−2, 3i −1,8i − 5, 5i = −4, 4 + 2,1
suposto no início do
problema; se o resultado
−9, 6i = −2, 3
for negativo ele deve ser
invertido no final dos
−2, 3
i= = 0, 24A
cálculos. −9, 6

Dica: escolher o sentido da corrente pela bateria de maior tensão.


Exemplo 2 – segundo modo

i Ponto inicial: A
2.1 V
Sentido de análise: anti-horário
Sentido da corrente: horário

A
5, 5i +1,8i + 2,1− 4, 4 + 2, 3i = 0
5, 5i +1,8i + 2, 3i = −2,1+ 4, 4
9, 6i = 2, 3
2, 3
i= = 0, 24A
9, 6
Exemplo 2 – terceiro modo

i 2.1 V
Ponto inicial: A
Sentido de análise: horário
Sentido da corrente: anti-horário

2,3i + 4,4 − 2,1+1,8i +5,5i = 0


2,3i +1,8i +5,5i = −4,4 + 2,1
−2,3
9,6i = −2,3⇒ i = = −0,24A
9,6
Portanto a corrente flui no sentido inverso ao suposto
Exemplo 2 – quarto modo

i
Ponto inicial: A
2.1 V
Sentido de análise: anti-horário
Sentido da corrente: anti-horário

−5,5i −1,8i + 2,1− 4,4 − 2,3i = 0


−5,5i −1,8i − 2,3i = 4,4 − 2,1
2,3
−9,6i = 2,3⇒ i = = −0,24A
−9,6
Portanto a corrente flui no sentido inverso ao suposto
Exercício
• Calcule a corrente no circuito abaixo e a tensão em cada
componente
Lei dos nós
• A soma das correntes que entram em um nó é igual à
corrente que sai do nó

2A 5A

3A

5A
2A

3A 3A
2A 5A
Exemplo 3
• Calcular a corrente em cada resistência e a potência total do
circuito abaixo
Exemplo 3
i1 A i3
1. Montar a equação dos nós
i2
R1 R2 R3 2. Escolher o sentido de análise
da malha
3. Montar uma equação para
cada malha
4. Resolver o sistema

Equação dos nós : Malha esquerda: Sistema :


i = i + i → (1) 12− 2i1 − 4i2 = 0 ! i = i +i
2 1 3 ## 2 1 3
−2i1 − 4i2 = −12 " i1 + 2i2 = 6
i + 2i2 = 6 → (2) #
1 #$ 4i2 + 3i3 = 6

Malha direita :
4i2 + 3i3 − 6 = 0
4i2 + 3i3 = 6 → (3)
Resolução por determinante

+, = +- + +/ +- − +, + +/ = 0
* +- + 2+, = 6 Reorganizando, fica *+- + 2+, + 0+/ = 6
4+, + 3+/ = 6 0+- + 4+, + 3+/ = 6

1 −1 1
!= 1 2 0 ⇒ ! = 13
0 4 3
0 −1 1 !12 30
!12 = 6 2 0 ⇒ !12 = 30 ⟹ +- = = ⇒ +- = 2,31 5
! 13 O valor
6 4 3
negativo
1 0 1 !16 24 encontrado
!16 = 1 6 0 ⇒ !16 = 24 ⟹ +, = = ⇒ +, = 1,85 5 para +/ indica
! 13
0 6 3 que o sentido
inicialmente
1 −1 0 !19 −6
!19 = 1 ⇒ ! = −6 ⟹ + = = ⇒ +/ = −0,462 5 suposto é
2 6 19 ,
! 13 inverso ao real
0 4 6
Resolução por substituição
De ( a ) : 3i1 + 2i3 = 6
Sistema : (1)em(3)
6 − 2i3
! i = i + i (1) 4 (i1 + i3 ) + 3i3 = 6 3i1 = 6 − 2i3 → i1 =
## 2 1 3 3
" i1 + 2i2 = 6 (2) 4i1 + 4i3 + 3i3 = 6 Em ( b) :
# 4i1 + 7i3 = 6
#$ 4i2 + 3i3 = 6 (3) 4i1 + 7i3 = 6
(1)em(2) # 6 − 2i3 &
4% ( + 7i3 = 6
Novo sistema : $ 3 '
i1 + 2 (i1 + i3 ) = 6
!# 3i + 2i = 6 (a) 24 − 8i3
i1 + 2i1 + 2i3 = 6 "
1 3 + 7i3 = 6
3
3i1 + 2i3 = 6 #$ 4i1 + 7i3 = 6 (b)
24 − 8i3 + 21i3 = 18
−8i3 + 21i3 = 18 − 24
*Atenção: manter negativo para calcular
os demais valores e inverter no desenho 13i3 = −6
no final
−6
i3 = = −0, 462 A *
13
Resolução por substituição

i3 = −0, 462 A
Em(1) :
Em(a) :
i2 = i1 + i3
3i1 + 2i3 = 6
i2 = 2, 31− 0, 462
3i1 + 2 (−0, 462 ) = 6
i2 = 1,85 A
3i1 − 0, 923 = 6
3i1 = 6 + 0, 923
3i1 = 6, 923 Resposta:
6, 923
i1 = = 2, 31 A
3
Exemplo 3
• Sabendo-se a corrente, é possível calcular a queda de
tensão e a potência em cada resistência

V1 = R1 × i1 V2 = R2 × i2 V3 = R3 × i3
V1 = 2 × 2, 31 V2 = 4 ×1,85 V3 = 3× 0, 462
V1 = 4, 62 V V2 = 7, 40 V V3 = 1, 39 V

P1 = V1 × i1 P2 = V2 × i1 P3 = V3 × i3
P1 = 4, 62 × 2, 31 P2 = 7, 40 ×1,85 P3 = 1, 39 × 0, 462
P1 = 10, 7 W P2 = 13, 7 W P3 = 0, 640 W

Pt = P1 + P2 + P3 ⇒ Pt = 10,7 +13,7 + 0,640 = 25,0W



Exercício 1
• Calcular a corrente no circuito ao lado, e, em cada
resistência, a tensão e potência. Os valores das resistências
estão indicados em Ohms.

Respostas:

80 V
Exercício 2
• Calcular a corrente no circuito abaixo, e, em cada resistência, a tensão e
potência. Os valores das resistências estão indicados em Ohms.
Respostas abaixo.
Exercício 3
• Calcular a corrente no circuito abaixo, e, em cada resistência, a tensão e
potência. Os valores das resistências estão indicados em Ohms.
Respostas abaixo.
i3

60 v
i1
80 v i2
10 v
Exercício 3
• Três possíveis soluções