Você está na página 1de 9

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ

CENTRO DE TECNOLOGIA

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA QUÍMICA

CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA

DESIGN DE COLUNA DE ABSORÇÃO PARA


AERAÇÃO DO AQUARIUM IGUATEMI

Alunos:

Chastryane Barros 307924

Lucas Freitas 336308

Lucas Sydrião 338922

Novembro/2017
1.INTRODUÇÃO

O oxigênio dissolvido (OD) na água é um fator limitante na cultura de


organismos aquáticos. Desta forma, a aeração adequada de aquários é de
fundamental importância para o crescimento e sobrevivência de peixes fora de
seu habitat natural

A escolha do sistema de aeração deve ser baseada não só na taxa


de suplementação de oxigênio, mas também na eficiência de absorção,
eficiência de utilização, eficiência de transferência e limite da pressão total do
gás dissolvido.

Colunas empacotadas são uma das principais opções para a


aeração de tanques aquáticos. Isso se deve à sua grande área de superfície de
contato gás-líquido, o que aumenta a transferência gás-líquido, mas sem
promover a supersaturação do oxigênio dissolvido. Além disso, possuem um
menor custo e um menor consumo de energia.

Quanto ao recheio da coluna, o mais amplamente utilizado são os


anéis de Rashing, pois oferecem a melhor combinação de baixa densidade,
volume livre e seção transversal livre.
2. DADOS DO PROJETO E CALCULOS

 Dados do Aquário:
Formato: cilíndrico
Altura(m): 6
Diâmetro(m) 3
Volume (m³) 42.41150082
Volume(L): 42411.50082

Logo, 10% do volume do tanque foi designado para colocar decorações e


outros equipamentos que serão colocados dentro do aquário. Diante disso, o
volume para os peixes é 90% do volume para os peixes.
Volume designado para os peixes=0.9x42.41 m3
Volume designado para os peixes= 38,17 m3

 Dados do Peixes:
Astronotus
Peso(kg): 1.4
Volume/peixe L: 200

Peixes Hipotomus Commersoni


Peso(kg): 0.6
Volume/peixe L: 40
Foi considerado que dentro do aquário teria o mesmo número de cada peixe
para cada espécie. Logo é possível perceber que o número de peixes para
cada espécie (usando as informações e o volume designado para os peixes ) e
igual a 159. Logo o numero total de peixes e de 318 peixes e peso total 318,1
Kg(W).
E possível calcular a quantidade de oxigênio que seria consumido por hora(Y):
Y=0.001W 0.82, onde W e o peso total dos peixes
Y=32,51 mg O2/h
Foi decidido que a vazão de descarga feito no tanque é igual 0.04 m 3/h. Para
manter o nível do tanque, essa mesma vazão foi usado para repor essa água.
Diante disso a vazão de água entrando no aquário (vazão L de saída da torre)
e igual a 0.04 m3/h.
Diante disso, temos o tempo de residência que essa água ira se manter dentro
do tanque.
Tempo de residência= (Volume designado do peixes/ vazão de saída no
aquário)
Tempo de residência médio =38.17/0.04=954.26 h
Com valor desse tempo, pode calcular a quantidade necessária de O2 presente
nessa vazão de entrada no aquário.
Concentração de O2 na entrada do aquário =((tempo de de residência x
Y)+6)/(vazão de entrada no aquário*MMO2)
Concentração de O2( Mol/m3 )= 24.24
Ressalta-se que foi adicionado mais 6 mg de O2 , para atender a especificação
proposta pelo memorando.
Por meio desse valor e possível calcular a fração de oxigênio presente na
entrada da água(saída da torre)
x0=0.00043
Com isso e possível determinar a vazão do liquido entrando na torre (molar/h):
L0 (mol/h)= (Concentração de O2( Mol/m3 x 0.04) +(0.004*994.8*1000/18))
L0 (mol/h)= 2211,64
 Condições operacionais da torre:
Para o liquido entrando na torre foi decidido que seria usado a água
proveniente da CAGECE, Sabe-se que a concentração de O2 é extremamente
baixa . Com isso a vazão de entrada do liquido na torre igual a vazão de saída
da torre. Logo temos que L1= 0.04m3 /h e x1 =0
Foi decidido que a nossa torre teria uma eficiência de 0,8(80%).
Outra consideração e que o ar seria a nossa fonte para obter o gás oxigênio.
Assim é possível calcular a vazão de gás na entrada (usando a o balanço de
massa). Sabe-se que y0=0.21(fração molar de gás Oxigênio presente no ar) e
que massa especifica do ar = 1.23 kg/m3 e que a massa molecular do ar=
28.84 kg/kmol
G0 = (Lo*xo)/(eficiência *yo)
G0 (mol/h)=5.742
Usando a massa especifica do gás e massa molecular temos :
G0(kg/s)=4.59 10-05
Esse são os valores para para entrada do gás na torre.
Para determinar a vazão e fração molar do gás na saída da torre basta usar
novamente o balanço de massa, Então:
G1 (mol/h)=4.77. ou G1(kg/s)= 3.74 10-05
y1=0.05
Esse valores foram obtidos a partir da massa especifica do gás na saída da
torre(1.15 kg/m3 ). Esse valor foi obtido usando PV=nRt.
Então a minha condição de operação e :
Lo (m³/h) 0,04
Xo 0,015
X1 0
Go (m³/h) 0,2036
Yo 0,21
Y1 0,0505

 Condições de Equilíbrio
Usando valor de Henry igual 4.35
Tabela de Equilíbrio
x Po2 atm
0 0
0,005 0,02175
0,01 0,0435
0,015 0,06525
0,02 0,087
0,025 0,10875
0,03 0,1305
0,035 0,15225
0,04 0,174
0,045 0,19575
0,05 0,2175
Fazendo o gráfico temos :

 Recheio escolhido:
Anéis de Rashing

3. MEMORIAL DE CÁLCULO

 Quantidade de oxigênio necessária:


[O2]=0.001*W0.82* número de peixes = 31027,94 mg

 Densidade do gás

 Balanço para torre de recheio:


G*dYa = Ky*a*(Y –Y*)dz

 Altura do equipamento
Z = HOG*NOG
HOG = (G)/Área* Kga
NOG = (Po-P1)/deltaPlm
DeltaPlm = [(Po-Po*)-(P1-P1*)]/ln[(Po-Po*)/(P1-P1*)]
Kga = 1.97*10-5*G0.8

 Cálculo do diâmetro da torre

4. Resultados
Com os cálculos obtidos na seção 3 e com o memorial de calculo, pode
calcular a altura e o diâmetro da torre.
4.1 - Diâmetro da Torre
L'(kg/m²s)= 0,011
G'(kg/m²s)=3,74*10-5
sl(kg/m³)=994,8
sg(kg/m³)=1,15
X=10,1
Usando o gráfico abaixo é possível achar o valor do Y,

Y=0,001
Logo com o valor do Y é possível calcular o valor de Inundação(formula na
seção anterior), porem deve-se citar que o fator de caracterização do recheio
é igual (anéis de rasching de 6mm) 1600 e que a viscosidade da água é
1(mPAs). O valor da constante da C é igual 2,994 e que Ψ= sH2O/sl=1.
Portanto, Gind(kg/m²s)=0,046
Fazendo, a condição de inudação igual a 0,38. Temos que Goperação=
Gind*0,38, Logo:
Goperação(kg/m²s)=0,01761
Com isso dividindo pela entrada no gás G', temos a área da base torre que é
igual a:
Área(m²)=0,00212
Portanto o diâmetro da Torre é igual 0,05 m.
4.2- Altura da Torre
Usando a formula da seção 3, temos:
Z(m)=0,1629
5. Custos:

Qtd Equipamentos e Custo (R$)


Materiais
2 Bombas 600
Compressores 700
942 Anéis Rasching 8000
6mm|1/4in
Filtros 100
Paisagismo 150000
318 Compra dos Peixes 9540
Tubulação 300
Dispersores de Fluxo 400
Vidro Temperado P/ 11304
Aquário (42,39m³)
Vidro P/ Torre de 5,024
Absorção

Gastos Mensais Custo (R$)


Energia 8640
Água 374,4
Manutenção da Torre 200
Alimentação dos Peixes 2000

Custo de Projeto (R$)


100000

Valor Total de Projeto: R$ 280950


Custo de Manutenção Anual do Aquário: R$ 11214,4
6. Conclusão:
Pode-se concluir que a o diâmetro da Torre é igual a 0,05 m e a altura da Torre
0,1629 m. Levando em consideração realizadas temos que o custo total do
projeto é igual a R$ 280950.