Você está na página 1de 2

Ministério da Educação

Escola Secundária Garcia de Orta


Porto

Ensino Secundário
Curso Científico – Humanístico de Ciências e Tecnologias
11ºAno de Escolaridade

Apontamentos de Ginástica Acrobática – Educação Física

Resenha histórica

→ A ginástica foi sempre um dos desportos que acompanhou e acompanha a evolução da Humanidade
(exigências de sobrevivência / diversão / preocupações de saúde / educativas)

→ Finais do séculos XVIII e no século XIX – primeiros contributos para a ginástica (dinamarquês
Sadolin, austro-húngaro Miroslav Tyrs, alemão Adolph Spiess, suíço Jean-Georges)

→ Intensificação de relações interpessoais, desenvolvendo:

 Iniciativa
 Cooperação
 Autonomia

Conceitos

“ Na realização de um conjunto de exercícios de individuais (individuais e tumbling), de pares (mistos, femininos e


masculinos), de grupos (só femininos – trios; só masculinos – quadros ou quartetos; mistos) e combinados
(executados no solo ou e/ou sobre colchões e tapetes de ginástica. “

→ Material indispensável: tapetes e colchões de ginástica.

Funções

→ Base: suporta o companheiro


→ Volante: o que é suportado pelo base
→ Intermédio: entre os dois acima; ajuda a suportar e projectar nas posições intermédias

Pegas

Tipo de Pega Utilidade

Puxar o companheiro na formação de pirâmide (equilíbrio) /


Simples *
segurar no seu devido lugar
De punhos Manutenção de uma posição baixa / puxar colega
Frontal Com o base e o volante de frente um para o outro
De dedos Posições estáticas
De baços Suporte de um apoio invertido
Entrelaçada (cadeirinha) Trepar, suportar na formação ou lançar o colega
Para o base suportar o volante pelo pé, entre o calcanhar e a
Pé/Mão
planta do pé

* as mãos estão unidas na posição de aperto das mãos


Apontamentos de Ginástica Acrobática – Educação Física

Suportes

• Suporte na posição de pé sobre os ombros – equilíbrio do volante sobre o base


• Suporte para estafa
Técnicas

Designação Técnica

Subida do volante para o base, aproveitando os membros do


Monte
companheiro como apoio, sem perder contacto.
Perda do contacto do volante com o base, havendo uma fase de
Desmonte
voo, antes da recepção (não queda) para o solo – difícil.

Exercícios Individuais

(Exercícios de equilíbrio e flexibilidade; dinâmicos, variados, formando pequenas sequências coreográficas)

Designação Técnica

Realização de saltos acrobáticos em


Tumbling sequência, sem interrupção e com ritmo. Feita
em espaço próprio – pista de tumbling.
Realização de exercícios, formando posições
Equilíbrio (balance)
de flexibilidade e equilíbrio.
Execução de saltos acrobáticos sobre o base e
Dinâmico (tempo) realização de passagens, executando pegas e
desmontes.

Exercícios de Grupos

Designação Técnica

Realização de equilíbrios sobre um, dois ou três


Pirâmides
alunos.
Execução de saltos acrobáticos sobre os
Dinâmicos
bases, montes e desmontes

Combinados

(Exercícios de compostos de equilíbrio, dinâmicos e elementos individuais)

 Exercícios de pares
 Exercícios de trios
 Exercícios de quadras
 Pirâmides (5 elementos, 6 elementos, 7 e 8 elementos, 10 e 11 elementos, 12 e 13 elementos)

 Sequências de pares
 Sequências de trios

Coreografia – trabalhar destrezas e sequências, combinado exercícios com fundo musical; tempo
máximo de 2’, utilizando todas direcções e sentidos.

2
Pedro Rodrigues