Você está na página 1de 38
Ferramentas da Qualidade Aplicadas à Engenharia de Produção Prof a Alessandra Lopes Carvalho
Ferramentas da
Qualidade Aplicadas à
Engenharia de Produção
Prof a Alessandra Lopes Carvalho
Unidade 1 Conceito de Qualidade e Evolução Histórica
Unidade 1
Conceito de Qualidade e
Evolução Histórica
Bloco 1- Conceito da Qualidade Parâmetros e Dimensões
Bloco 1- Conceito da Qualidade
Parâmetros e Dimensões
Conceito da Qualidade “propriedade, atributo ou condição das coisas ou das pessoas capaz de distingui-las
Conceito da Qualidade
“propriedade, atributo ou condição das coisas
ou das pessoas capaz de distingui-las das
outras e de lhes determinar a natureza”
Dimensão
objetiva
subjetiva
Entre 1930 e 1940 a qualidade era associada a perfeição técnica A partir de 1970
Entre 1930 e 1940 a qualidade era associada a
perfeição técnica
A partir de 1970 surgiram outras vertentes:
Qualidade significa adequação ao uso Fonte: http://www.calcados.com/timberland Fonte: http://www.arezzo.com.br
Qualidade significa adequação ao uso
Fonte: http://www.calcados.com/timberland
Fonte: http://www.arezzo.com.br
Qualidade significa conformidade com requisitos Fonte: http://motivacaoparamudar.blogs
Qualidade significa conformidade com requisitos
Fonte: http://motivacaoparamudar.blogs
Qualidade é a satisfação total dos clientes Fonte: http://www.topodomundo.com/fotos.html
Qualidade é a satisfação total dos clientes
Fonte: http://www.topodomundo.com/fotos.html
Quando surgiu o conceito de Qualidade?
Quando surgiu o conceito de Qualidade?
Templo Parthenon construído em 447 AC Fonte: http://www.mlahanas.de/Greeks/Arts/ Parthenon Fonte:
Templo Parthenon construído em 447 AC
Fonte: http://www.mlahanas.de/Greeks/Arts/
Parthenon
Fonte: http://ancientgreecemoberly.
pbwiki.com
O conceito de Qualidade data do inicio da existência da humanidade Fonte: paginas.terra.com.br/ /images/primitiva.jpg
O conceito de Qualidade data do inicio da
existência da humanidade
Fonte: paginas.terra.com.br/
/images/primitiva.jpg
O artesão era a unidade produtiva de cada sociedade Transição Feudo-capitalista Entre os séculos XV
O artesão era a unidade produtiva de cada
sociedade
Transição Feudo-capitalista
Entre os séculos XV e XVI ocorreu a ascensão
da burguesia mercantil
Após a revolução mercantil foi possível a uma sociedade conhecer produtos fabricados por outras sociedades
Após a revolução mercantil foi possível a
uma sociedade conhecer produtos
fabricados por outras sociedades
A qualidade passa a ser associada a
valores percebidos pelo cliente
Revolução Industrial (século XIX) Os maquinários possibilitaram a produção em série padronização uniformidade
Revolução Industrial (século XIX)
Os maquinários possibilitaram a produção em série
padronização
uniformidade
Fonte: http://docshistoria11-cr-esmaia.blogspot.com
No século XX a qualidade passou a ser sistematizada. Surge o conceito de Administração Científica
No século XX a qualidade passou
a ser sistematizada.
Surge o conceito de Administração
Científica de Frederick Taylor
nos EUA
Fonte: www.quality.org
Divisão do trabalho
Estudos relacionados a tempos e movimentos
Produção em escala Rapidez e produtividade Medição e inspeção: processo produto final Fonte: www.nps.gov
Produção em escala
Rapidez e produtividade
Medição e inspeção:
processo
produto final
Fonte: www.nps.gov
Henry Ford Processo de produção fragmentado por tarefas propiciando maior facilidade de controle por supervisores
Henry Ford
Processo de produção fragmentado
por tarefas propiciando maior
facilidade de controle
por supervisores e pela
administração.
Fonte:www.bsu.edu
Fonte:www.xtremetuning.org
Segunda Guerra Mundial (anos 40) Grande motivação para as indústrias bélicas USA Novas técnicas de
Segunda Guerra Mundial (anos 40)
Grande motivação para as indústrias bélicas USA
Novas técnicas de controle da produção e da qualidade
http://www2.uol.com.br/entrelivros/reportagensl
Utilização de técnicas estatísticas para análise de falhas Conceito de confiabilidade
Utilização de técnicas estatísticas para
análise de falhas
Conceito de confiabilidade
http://www.americaslibrary.gov/assets
Após a guerra os parques industriais da França Inglaterra, Japão, Alemanha estavam destruídos USA passam
Após a guerra os parques industriais da França
Inglaterra, Japão, Alemanha estavam destruídos
USA passam a ditar os modelos de gestão
Escassez de bens
industrializados
Consumidores com
menor grau de
exigência
Grande procura
Profissionais responsáveis pelo desenvolvimento ocorrido na indústria bélica americana durante a Segunda Guerra foram
Profissionais responsáveis pelo desenvolvimento
ocorrido na indústria bélica americana durante a
Segunda Guerra foram participar do processo de
recuperação do Japão
William Edwards Deming Processo de melhoria contínua Popularização do Ciclo PDCA Fonte: www.quality.org
William Edwards Deming
Processo de melhoria contínua
Popularização do Ciclo PDCA
Fonte: www.quality.org
Joseph Moses Juran Utilização da estatística Trilogia da Qualidade Planejamento Melhoria Controle Fonte:
Joseph Moses Juran
Utilização da estatística
Trilogia da Qualidade
Planejamento
Melhoria
Controle
Fonte: www.onepine.info
Karou Ishikawa Diagrama de Ishikawa (Diagrama de causa e efeito ou espinha de peixe) Fonte:
Karou Ishikawa
Diagrama de Ishikawa
(Diagrama de causa e efeito
ou espinha de peixe)
Fonte: www.hkbu.edu.hk
Década de 70 Crise Energética provocada pelo aumento do preço do petróleo Fonte: www.petrobras.com.br
Década de 70
Crise Energética provocada
pelo aumento do preço do
petróleo
Fonte: www.petrobras.com.br
Modelo de Gestão Japonês invade o Ocidente http://www.br.emb-japan.go.jp/cultura/geografiaeclima.html
Modelo de Gestão Japonês invade o Ocidente
http://www.br.emb-japan.go.jp/cultura/geografiaeclima.html
Parâmetros e Dimensões da Qualidade a) Características intrínsecas ao produto b) Características funcionais
Parâmetros e Dimensões da Qualidade
a) Características intrínsecas ao produto
b) Características funcionais temporais
c) Conformação
d) Serviços associados ao produto
e) Interface do produto com o meio
Parâmetros e Dimensões da Qualidade f) Características subjetivas associadas ao produto g) Custo do ciclo
Parâmetros e Dimensões da Qualidade
f) Características subjetivas associadas ao produto
g) Custo do ciclo de vida do produto
a) Características intrínsecas ao produto Desempenho técnico ou funcional Refere-se a adequação do projeto as
a) Características intrínsecas ao produto
Desempenho técnico ou funcional
Refere-se a adequação do projeto as missões
fundamentais, desde que o produto seja
operado apropriadamente
Função básica: conservar alimentos “quantidade de calor extraída por unidade de volume de alimento, por
Função básica: conservar alimentos
“quantidade de calor extraída
por unidade de volume de
alimento, por unidade de tempo e
por unidade de consumo de
energia"
http://www.brastemp.com.br
Facilidade e Conveniência de Uso Características funcionais secundárias Exemplos ( considerando o refrigerador): -
Facilidade e Conveniência de Uso
Características funcionais secundárias
Exemplos ( considerando o refrigerador):
- Controle de temperatura do compartimento
de verduras
- Sistema frost-free (dispensa o degelo do
congelador)
b) Qualidade de características funcionais temporais 1.00 Confiabilidade 0.75 Mantenabilidade 0.50 Disponibilidade
b) Qualidade de características funcionais
temporais
1.00
Confiabilidade
0.75
Mantenabilidade
0.50
Disponibilidade
0.25
Durabilidade
0
0
1.25
2.50
3.75
5.00
t(h)
Fonte: elaborado pela autora
f(t)
c) Qualidade de conformação Cada característica do produto real pode estar conforme, ou não, à
c) Qualidade de conformação
Cada característica do produto real pode
estar conforme, ou não, à sua especificação
Normalmente vista de forma binária
d) Qualidade dos serviços associados ao produto Apoio para instalação Orientação para uso Assistência técnica
d) Qualidade dos serviços associados ao
produto
Apoio para instalação
Orientação para uso
Assistência técnica
Obs: qualidade dos serviços ≠ mantenabilidade
e) Qualidade da interface do produto com o meio - Grau de facilidade de operação
e) Qualidade da interface do produto com o
meio
- Grau de facilidade de operação e manuseio
do produto
- Danos à saúde e riscos de acidente impostos
pelo produto
f) Qualidade de características subjetivas associadas ao produto - Estética - Qualidade Percebida e Imagem
f) Qualidade de características
subjetivas associadas ao produto
- Estética
- Qualidade Percebida
e Imagem da Marca
Fonte: http://store.ferrari.com
g) Custo do Ciclo de Vida do produto para o usuário h(t) Fase de falhas
g) Custo do Ciclo de Vida do produto para o
usuário
h(t)
Fase de falhas
prematuras
Fase de
vida útil
Fase de
envelhecimento
t
Fonte: elaborado pela autora
Referências Bibliográficas MONTGOMERY, D.C. Introdução ao Controle Estatístico da Qualidade. LTC, Rio de Janeiro,
Referências Bibliográficas
MONTGOMERY, D.C. Introdução ao Controle
Estatístico da Qualidade. LTC, Rio de Janeiro, 2004.
CARPINETTI, Luiz Cesar Ribeiro. Gestão da
Qualidade. Atlas, São Paulo, 2010.
TOLEDO, José Carlos et al. Qualidade. Gestão e
Métodos. LTC, Rio de Janeiro, 2013.