Você está na página 1de 3

Programa Dia 18/11/18

 Dúvida sobre o período que antecede o fechamento da porta da graça e a


atuação do Espírito Santo no meio do povo de Deus após o fechamento
consumado.
- Respondido no sermão passado.

 Fechamento da porta da graça para os Adventistas; o dia e a hora em que os


salvos ouvirão a voz de Deus sobre a volta de Jesus.
- Vimos que a Porta se fecha para todos. Apocalipse 22:11.
- Eventos Finais pag. 156 diz que a voz é ouvida momentos antes da vinda.
- 1 Tessalonicenses 4:13-17

 Sobre as 7 pragas do apocalipse.


 Sobre as 7 pragas que irão cair nos últimos dias.
Ocorrerão após o fechamento da porta da graça e dará início à grande
tribulação. Eventos Finais cap. 17 e 18
- Muitos justos serão retirados – Eventos Finais 146
- Os santos não perderão a vida como mártires. EF 150 e 151

 Por que Ellen G. White fala que a parábola das 10 virgens é para o povo
Adventista.
- A parábola encontra-se em Mateus 25:1-13
- Parábolas de Jesus pag. 408

 As profecias de Daniel (todas)


 Tenho dúvida dobre as bestas do livro de Daniel.
Todas as bestas de Daniel representam reinos:
- Leão: Babilônia
- Urso: Medo-Pérsia
- Leopardo: Grécia
- Animal espantoso: Roma

- Carneiro: Medo-Pérsia
- Bode: Grécia

 144 mil são só, ou tem mais número de pessoas que vão para o céu
 Tenho dúvida sobre os 144 mil
 Os 144 mil selados de Israel
 144 mil.
- Mencionados em Apo. 7:1-8 e em Apo. 14:1-5
- Existe mais de uma posição: podem ser literais ou simbólicos.
- 144 mil é o numero de remanescentes vivos que passarão pela última tribulação.
- Eventos Finais 153 e 155
- Número completo: 12 x 12.000 já que as tribos são simbólicas.
 A vinda de Jesus
 A volta de Jesus
João 14:6 (Não se turbe o coração, eu voltarei)
Apocalipse 1:7 (Ele vem com as nuvens, todo olho verá)
Mateus 3:12 (Separará o trigo da palha)
1 Tessalonicenses 4:13-17 (Seremos ressuscitados e transformados)

 Apocalipse 20:10 onde diz que serão queimados para todo o sempre
 A derrota de satanás (Apocalipse 20:7-10)
Eterno é o efeito do fogo, definitivo. Malaquias 4:1; Judas 1:7

 Eu tenho dúvida sobre as 2300 tardes e manhãs.


 Tenho dificuldade de entender as 2300 tardes e manhãs.
 Datas dos acontecimentos das 2300 tardes e manhãs.
 Tenho dúvida sobre as 2300 tardes e manhãs.
 3 mensagens angélicas e 2300 tardes e manhãs.
 2300 tardes e manhãs e Daniel 11 e 12.
 As 2300 tardes e manhãs.
 Eu tenho uma dúvida sobre Daniel e a visão sobre o carneiro e o bode
Tema do Estudo dos 2 domingos

 As 7 igrejas.
 As 7 trombetas.
 7 selos
 7 selos

 As muitas contradições nas afirmações de Ellen G. White.


Na maioria das vezes se dá por erro de interpretação ou imposição de opinião.

 Dúvida sobre as profecias.


Os 144 mil
Quem são os 144 mil de Apocalipse 14?
Alberto R. Timm
Em Apocalipse 14 encontramos uma estrutura proléptica, na qual
primeiro é descrito o grupo dos 144 mil (versos 1-5), para então serem
mencionadas as três mensagens angélicas responsáveis pela origem desse
grupo (versos 6-12). Tanto a proclamação das mensagens quanto a
formação do grupo são descritas como ocorrendo no período final da
história humana, que antecede a segunda vinda de Cristo e o juízo final
(versos 14-20).

Nesse contexto, os 144 mil aparecem como a última geração dos


verdadeiros adoradores de Deus (verso 7), que “guardam os mandamentos
de Deus e a fé de Jesus” (verso 12), em contraste com aqueles que adoram
“a besta e a sua imagem” e recebem “a sua marca na fronte ou sobre a mão”
(versos 9-11).

O fato de Apocalipse 7:1-8 mencionar o mesmo grupo de 144 mil como


sendo formado “de todas as tribos dos filhos de Israel” (verso 4) tem levado
alguns comentaristas a sugerir que esse grupo será formado por judeus
literais, em cumprimento a certas promessas do Antigo Testamento para com
a nação de Israel. Essa interpretação carece, no entanto, de base bíblica e
de fundamentação histórica, pois (1) as tribos mencionadas em Apocalipse
7:1-8 não são exatamente as mesmas que aparecem na promessa de
Ezequiel 48:1-8, 23-29 (ver também Gn 49:1-28); (2) seria praticamente
impossível reunir ainda hoje “doze mil pessoas de cada tribo de Israel, uma
vez que tais distinções tribais desapareceram quase que em sua totalidade,
devido à deportação compulsória e miscigenação das tribos do norte (ver II
Rs 17); e (3) no Novo Testamento a salvação “em Cristo” desfaz toda e
qualquer distinção étnica (ver Gl 3:26-29). Diante disso, somos levados à
conclusão de que os 144 mil serão formados pela última geração do povo
remanescente de Deus, também chamado de Israel espiritual (ver Rm 9:6-8;
I Pe 2:9 e 10).
Uma vez que as doze tribos de Apocalipse 7 devem ser interpretadas
simbolicamente, surge a indagação: podemos entender o seu número como
literal? Embora alguns comentaristas o façam, existe uma forte tendência de
ver nessa multiplicação de 12 vezes 12.000 (= 144.000) apenas um símbolo
da totalidade de componentes da última geração dos salvos que estarão vivos
por ocasião da volta de Cristo.

Fonte: Sinais dos Tempos, julho de 1998, p. 29 (usado com permissão)