Você está na página 1de 17

29/05/2018 Unidade de Aprendizado

Estratégias de
Leitura – Texto e
Intertextualidade

APRESENTAÇÃO

Olá!

Nesta Unidade de Aprendizagem, vamos trabalhar com o terceiro nível de uma leitura ver cal, que é o
nível cultural. Nele, procuraremos aperfeiçoar a leitura que fazemos do que está por trás das linhas de
um texto. Para isso, necessita-se de conhecimento de mundo e de outros textos com os quais o texto
lido está dialogando. A intenção é construir um julgamento sobre o que foi dito, levando-o a se
posicionar diante de um fato.

Vejamos, pois, que critérios usamos para isso!

Bons estudos!

Ao final desta unidade você deve apresentar os seguintes aprendizados:

• Desenvolver leituras ver cais adequadas aos obje vos do leitor;

• Aprimorar as estratégias de leitura intertextual de um texto;

• Elaborar e ler textos com foco nos elementos culturais relevantes a cada produção.

DESAFIO

Monte Castelo - Renato Russo

Ainda que eu falasse

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/2414/3/41/indexprint.html 1/17
29/05/2018 Unidade de Aprendizado

A língua dos homens


E falasse a língua dos anjos
Sem amor eu nada seria
É só o amor! É só o amor
Que conhece o que é verdade
O amor é bom, não quer o mal
Não sente inveja ou se envaidece
O amor é o fogo que arde sem se ver
É ferida que dói e não se sente
É um contentamento descontente
É dor que desa na sem doer
Ainda que eu falasse
A língua dos homens
E falasse a língua dos anjos
Sem amor eu nada seria
É um não querer mais que bem querer
É solitário andar por entre a gente
É um não contentar-se de contente
É cuidar que se ganha em se perder
É um estar-se preso por vontade
É servir a quem vence, o vencedor
É um ter com quem nos mata a lealdade
Tão contrário a si é o mesmo amor
Estou acordado e todos dormem
Todos dormem, todos dormem
Agora vejo em parte
Mas então veremos face a face
É só o amor! É só o amor
Que conhece o que é verdade
Ainda que eu falasse
A língua dos homens
E falasse a língua dos anjos
Sem amor eu nada seria

A famosa canção de Legião Urbana, "Monte Castelo", alvo de muito sucesso nos anos de 1980, pela
letra e pela melodia, é resultado de uma leitura anterior que seu autor, Renato Russo, fez da Bíblia.

O seu desafio é encontrar o texto bíblico original que inspirou a canção e observar o po de diálogo
que é construído entre os dois.

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/2414/3/41/indexprint.html 2/17
29/05/2018 Unidade de Aprendizado

INFOGRÁFICO

Veja o infográfico a seguir e tenha uma visão esquemá ca a respeito das estratégias de leitura - texto e
intertextualidade.

Figura 1

CONTEÚDO DO LIVRO

Para aprofundar os seus conhecimentos a respeito da leitura intertextual, leia atentamente o ar go


Intertextualidade e produção textual, de Cláudia Pereira da Cruz Franco.

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/2414/3/41/indexprint.html 3/17
29/05/2018 Unidade de Aprendizado

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/2414/3/41/indexprint.html 4/17
29/05/2018 Unidade de Aprendizado

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/2414/3/41/indexprint.html 5/17
29/05/2018 Unidade de Aprendizado

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/2414/3/41/indexprint.html 6/17
29/05/2018 Unidade de Aprendizado

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/2414/3/41/indexprint.html 7/17
29/05/2018 Unidade de Aprendizado

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/2414/3/41/indexprint.html 8/17
29/05/2018 Unidade de Aprendizado

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/2414/3/41/indexprint.html 9/17
29/05/2018 Unidade de Aprendizado

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/2414/3/41/indexprint.html 10/17
29/05/2018 Unidade de Aprendizado

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/2414/3/41/indexprint.html 11/17
29/05/2018 Unidade de Aprendizado

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/2414/3/41/indexprint.html 12/17
29/05/2018 Unidade de Aprendizado

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/2414/3/41/indexprint.html 13/17
29/05/2018 Unidade de Aprendizado

DICA DO PROFESSOR

Assista ao vídeo a seguir referente aos assuntos abordados nesta unidade.

Conteúdo disponível na plataforma virtual de ensino. Con ra!

EXERCÍCIOS

1) Para Brasileiro (2013), uma das tarefas mais di ceis do pesquisador, na fase inicial do trabalho, é a
de caracterizar a metodologia da sua pesquisa quanto aos fins, meios e abordagem.

No trecho destacado acima, o po de intertextualidade do qual a autora lançou mão foi:


a) Bricolagem.
b) Alusão.
c) Citação.
d) Epígrafe.
e) Paródia.

2) O chefe da seção disse à equipe: “Vamos juntos, turma! Um galo sozinho não tece uma manhã”.

No trecho destacado acima, o po de intertextualidade do qual o autor lançou mão foi:


a) Alusão.
b) Paráfrase.
c) Paródia.
d) Pas che.
e) Epígrafe.

3) - [...] Elas acreditam que o príncipe encantado está a caminho e que um dia serão felizes para
sempre. Mas, enquanto isso não acontece, o negócio é viver cada experiência livre e sem culpa. Suas
avós eram consideradas mulheres de verdade: cuidavam dos filhos e da casa, tal qual a Amélia da
canção de Mário Lago e Ataulfo Alves, de 1942. A geração seguinte exorcizou a Amélia e deu passos
largos na luta pela igualdade de direitos entres os sexos, deixando para as filhas um campo menos
minado no trajeto para o sucesso profissional.
[...]

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/2414/3/41/indexprint.html 14/17
29/05/2018 Unidade de Aprendizado

(OROSCO, 2004)

Ao mencionar a personagem Amélia, da canção de Mário Lago e Ataulfo Alves, a autora pretende:
a) Diferenciar o modelo de mulheres de verdade, as avós, das mulheres da sociedade
contemporânea.
b) Apresentar um modelo de mulher que vive sem culpa.
c) Fazer uma citação de uma famosa canção para comprovar a sua tese.
d) Mostrar uma geração que exorcizou a desigualdade entre os gêneros.
e) Remover a ideia da existência de um príncipe encantado e do “felizes para sempre”.

4) Ao observar as duas imagens de Mona Lisa, a de Leonardo da Vinci e uma outra versão, é possível
constatar a construção da arte por meio de:

Figura 2

a) Paródia.
b) Paráfrase.

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/2414/3/41/indexprint.html 15/17
29/05/2018 Unidade de Aprendizado

c) Epígrafe.
d) Pas che.
e) Alusão.

5) Quando lemos um texto e, direta ou indiretamente, remetemo-nos a outro, deparamo-nos com o


fenômeno linguís co da intertextualidade, que é o diálogo entre textos. Leia os três fragmentos
seguintes, re rados de textos de Drummond, Chico Buarque e Adélia Prado:

I. Quando nasci, um anjo torto


Desses que vivem na sombra
Disse: Vai Carlos! Ser “gauche” na vida.
(ANDRADE, 1964)

II. Quando nasci veio um anjo safado


O chato dum querubim
E decretou que eu tava predes nado
A ser errado assim
Já de saída a minha estrada entortou
Mas vou até o fim.
(BUARQUE, 1989)

III. Quando nasci um anjo esbelto


Desses que tocam trombeta, anunciou:
Vai carregar bandeira.
Carga muito pesada pra mulher
Esta espécie ainda envergonhada.
(PRADO,1986)

Chico Buarque e Adélia Prado estabelecem respec vamente, em relação a Carlos Drummond de
Andrade, os seguintes pos de intertextualidade:
a) Paráfrase e paródia.
b) Alusão e paráfrase.
c) Alusão e citação.
d) Epígrafe e paródia.
e) Bricolagem e paráfrase.

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/2414/3/41/indexprint.html 16/17
29/05/2018 Unidade de Aprendizado

NA PRÁTICA

Veja agora como a leitura intertextual está presente em nosso dia a dia.

Figura 3

SAIBA +

Para ampliar seu conhecimento a respeito desse assunto, veja abaixo a(s) sugestão(ões) do professor:

Intertextualidade, leitura e produção textual


Conteúdo disponível na plataforma virtual de ensino. Con ra!

Intertextualidade
Conteúdo disponível na plataforma virtual de ensino. Con ra!

Intertextualidade: textos "conversam" entre si


Conteúdo disponível na plataforma virtual de ensino. Con ra!

https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/ua/2414/3/41/indexprint.html 17/17