Você está na página 1de 13

Trabalho de Apoio e Pesquisa ao Indivíduo que Viveu AVC

Nota sobre mapa mental: No Seu Mapa Mental eu Colocaria a Hipnose no Controle de Fatores de Risco
Como > Alimentação Saudavel / Anti Estress / Fumo

Ainda na reabilitação
O que chamamos de apoio afetivo deve vir com orientação, mas a hipnose também pode ajudar isso, porque o
doente se fecha

Sugestão negativa/positiva como promessa;

Duvidas:

Como é trabalhado o sistema de crenças do paciente... ja que os médicos dão o AVC como irrecuperável e progressivo...

Trabalho de Apoio e Pesquisa ao Indivíduo que Viveu AVC


- IMPORTANTE -

- GERAL -

- SESSÕES -

- AUTO-HIPOSE/EXERCICIOS -
- VISUALIZAÇÕES DE MOVIMENTOS

- ALGUMAS SUGESTÕES -
- CONSCIENTIZAR – (antes do transe) - CONSTRUINDO CAMINHO
- REGRESSÃO DE MEMORIA * Construindo ponte;
* Colocando fio;
- PROJEÇÃO
- ESTIMULAR MOVIMENTOS
- CATALEPSIA
* Andar de bicicleta
- ÁGUA * Dirigir
- BANHO - TEIA DE ARANHA
- ENERGIA E FORÇA - DIMINUIÇÃO DO COAGULO
- RECRUTAMENTO DE CELULAR - CIRURGIA HOSPITALAR
- CAMINHO ALTERNATIVO - CIRURGIA PSÍQUICA
* porta.
- CIRURGIA ESPIRITUAL
* Estrada;
* Rio; - SONHOS
* Cachorro; - REFORÇO DA CRENÇA

- SCRIPTS -
- SCRIPT 1
- SCRIPT 2

Trabalho de Apoio e Pesquisa ao Indivíduo que Viveu AVC


- IMPORTANTE -
Este tópico será dedicado a falar da realidade e limitações da hipnose nos casos de AVC.

O que se sabe hoje, com certeza, é que a hipnose trata os processos cognitivos e consegue fazer com que a pessoa melhore
os pensamentos, sentimentos, motivação, estratégias, hábitos e comportamentos.

Ainda estamos engatinhando em relação aos efeitos físicos. Bandler ensina que é possível trabalhar com a questão de
anestesia/hiperestesia ajudando no controle de partes do corpo com seqüelas. Mesmo assim, neste caso específico de
acidentes vasculares, prefiro a acupuntura - que hoje tem mais evidências ao trabalhar com estímulos neurais para a
recuperação dessas seqüelas.

 Antonio estamos estruturando a partir de uma série de casos que tivemos aqui na Clínica.

A algum tempo pretendíamos fazer uma abordagem mais consistente entre Psicanálise e Hipnose, para isso,
durante um longo período atendemos cada caso com um Hipnólogo e um Psicanalista ao mesmo tempo na
mesma sala, seja na Clínica ou na casa do cliente, escolhemos para essas abordagens apenas casos complexos,
Crack, epilepsia, esquizofrenia, AVC entre outros.

Depois de um tempo conseguimos lapidar a abordagem criando uma estrutura nova específica para estes tipos
de caso. Criamos também um melhor feeling dos tipos de cenários, ou seja, como abordar um usuário de Crack
que mora em uma periferia, usa a droga a 10 anos, passou por vários tratamentos fracassados e não está
disposto a tentar novamente? Como fazer esta abordagem fora do consultório? nós desenvolvemos uma
estrutura para isso.

A um certo tempo comecei a receber e-mails de terapeutas de varias partes para saberem como abordar casos
como o do uso do Crack por exemplo, para meu espanto eles me relataram que muitos autores aconselham a
evitar estes casos...

Neste curso não temos a pretensão de apontar o "modo correto", queremos apenas compartilhar nossa
experiência naquilo que chamo de casos extremos e chamar a atenção dos terapeutas para a importância de se
estar preparado para os piores cenários pois as circunstâncias as vezes exigem isso.

Como disse uma terapeuta de SP que admiro muito, "Após essas técnicas me senti mais audaciosa para atender
meu cliente que era usuário de Crack".

Audácia é uma boa palavra. Abraços. (pode me chamar inbox se assim o preferir)

Trabalho de Apoio e Pesquisa ao Indivíduo que Viveu AVC


 - PRINCIPAIS DIFICULDADES_____ -
Resistência dos sujeitos pela mistificação da hipnose através da mídia;
-Identificação real da causa principal, ou "problema principal";
Possível debilitadas, e/ou atraso até mesmo na recepção/interpretação do que ouve.

- GERAL -
* O tratamento multidisciplinar é recomendado/obrigatório;
* Exercícios de auto hipnose são essenciais;
* Detectando depressão, deve-se aplicar tratamento hipnótico também.
* Cura Rápida de Fobias e Traumas, principalmente em transe e a técnica Swish Pattern, também foi indicado.
* Medo de queda é muito comum nestes casos;
Sugestão de Marco Antonio Bernieri - “Talvez se vc usar durante o transe as recordações dela, de quando criança,
dos momentos onde ela brincava, caia depois levantava e seguia (sem usar o termo cair, claro)
Ou de quando ela ajudou uma criança que se machucou, ensinando como isso era importante porém simples de superar
(metáfora do inconsciente ensinando o consciente)”
.

- SESSÕES -
1 – Sessão
* Anamnese;
* Semeadura
* Existem problemas que a pessoa reconhece e outros que ela não reconhecer. Partir das necessidades
reais da pessoa e não das pressuposições. Usar escalas para verificação de onde começar.
Uma pessoa pode relatar sequelas no braço, perna, fala, memória, percepção e emocional (Por mudança
alimentar, pela condição pessoal, pelas relações pessoais).
Sugestão: criar um banco sintomático / problemas comuns para que a condição seja explorada junto ao
paciente.
Exemplo: os pacientes de AVC relatam medo e preocupação em relação a vida sexual. (Fator, este,
impensado para quem esta fora)
Nas primeiras semanas (pós AVC) creio mais viável tratar questões emocionais, desconforto, motivação,
sono, para que o processo ligado a reabilitação mais especifico (movimento, vida, etc) ocorra conjuntamente com
os de outros profissionais. Também é o tempo de fazer uma semeadura sobre o processo que virá a seguir.

Alimentação
omega 3
Cabeça – aprofundar, rosto – afetividade, peito segurança, umbigo - equilibrio

2 - Sessão
*
3 – Sessão.....
Trabalho de Apoio e Pesquisa ao Indivíduo que Viveu AVC
- AUTO-HIPOSE/EXERCICIOS -
- VISUALIZAÇÕES DE MOVIMENTOS
* extensão dos membros afetados e recuperação muscular;
* deve ser repetido várias vezes por dia;
* realizar e visualizar um movimento de três formas:
1) Realizar o movimento com os olhos abertos, prestando atenção a todas as características do seu próprio
corpo ao iniciar e terminar o movimento.
2) Realizar o movimento com os olhos fechados, ampliando a capacidade da propriocepção.
3) De olhos fechados, fazer uma visualização do movimento utilizando todos os sentidos e o maior número
de detalhes sensoriais, contemplando o início ao fim do movimento, e sempre transpondo os limites das
limitações.
*Ter ancorado no sujeito as sensações e momentos adequados de forma que ele ative tal ancora, mesmo que o processo
mental não acompanhe, até porque muitas pessoas com AVC apresentarão dificuldade em elaborar sozinha os processo, o
que não ocorre com o uso de ancoras.

- ALGUMAS SUGESTÕES -

METÁFORA PARA CURA ACELERADA


http://www.metaforas.com.br/metafora-para-cura-acelerada

- SEMEADURA – (antes do transe) cristalização de imagens


* Mostrar imagens do cérebro;
* Explicar seu funcionamento com relação ao AVC;
-Usar Metáfora para facilitar Apropriação da Idéia (Casa com encamaneto entupido ou estourado)
* Explicar sobre a neuroplasticidade;
-Usar metáfora para Facilitar Apropriação da Idéia (Rio que busca o mar / Pássaros migratórios)
* Ilustrar as lesões encefálicas derivadas do AVC;

Uma boa semeadura também, é o paciente ter acesso a outros casos semelhantes ao dele que obtiveram exito. Seja
através da conversa com outro paciente, de um depoimento, mas muito melhor, pela visualização do antes e depois
através de um vídeo. Então, sempre que tiver a oportunidade de realizar esses registros (com as devidas autorizações)
estarás fazendo uma importante contribuição com teus colegas e, também, com teu próprio futuro profissional.

-CONSIDERAR

DISFAGIA, trabalho especifico para estimular deglutição (não usar analgesia nem anestesia):

-Tosse e engasgos;
-Sensação de alimento parado na garganta;
-Sialorréia (babar);
-Rouquidão ou cansaço depois de comer ou beber;
-Restos de comida na boca após engolir;
Trabalho de Apoio e Pesquisa ao Indivíduo que Viveu AVC
-Ajudar a pessoa a comer menores quantidades, não misturar líquidos e sólidos, comer devagar,
aumentar concentração no ato de comer (evitar distrações), postura corporal adequada, mastigar bastante,
ajudar a pessoa a permanecer sentada durante um tempo (30 minutos) depois da refeição

Ajuda Emocional

Tempo de refeição muito prolongado;


Dependência de outras pessoas enquanto se recupera;
Vergonha da própria condição
... ... ..

Musculos e Movimento

Fadiga e fraqueza de membros, lombar, pescoço e etc;

Equilibrio

Coordenação Motora

Sono

Sono extremo nas primeiras semanas (ajudar a encarar isso como algo importante, levar a pessoa a
entender que o sono é recuperador e podemos deixar ancoras para ela aproveitar bem este momento)
Problemas para dormir na sequência (ajudar com insônia)

Disfasia

A pessoa consegue entender mas tem dificuldade de expressar o que pensa (ajudar a manter e a buscar
recursos internos para auto expressão)

Dificuldade de falar certas palavras (língua afetada) (ajudar e buscar recursos onde este sistema funcionava
adequadamente)

A Disartria Dificuldade de formar palavras

Disfonia dificuldade com o tom das palavras

Sistema Excretor

Dificuldades de controle nas primeiras semanas


Dificuldades de controle posterior

Humor

Descontrole emocional rir ou chorar


Variações tristeza, raiva, medo, baixa estima

Sensações (não aplicar anestesia nem analgesia)


Trabalho de Apoio e Pesquisa ao Indivíduo que Viveu AVC
Redução das sensações cinestésicas
Sensibilidade a som, luz, cor e etc
Sensações diferentes, formigamento, agulhas, calor e frio

Visão
Cegueira parcial, visão turva e visão dupla

Adaptação
Enquanto a pessoa se recupera precisa ter seu lado criança de aprender estimulado, buscando a forma mais
fácil de realizar suas rotinas. Como usar o banheiro, levantar da cama, cozinhar e etc. (Aguçar curiosidade,
vontade de aprender e facilitar a própria vida até estar reestabelecido)

Nota
Penso que nas primeiras semanas se deva investir na questão emocional, sono e motivação. Na fase da
fisioterapia e terapia ocupacional se deve começar a trabalhar outros aspectos.

- REGRESSÃO DE MEMORIA
* Voltar ao momento em que tinha todos os movimentos; (ancorar)
* Votar ao momento da infância onde aprendia a andar e a pegar nas coisas;
* Pedir para movimentar a mão enquanto pega nas coisas;
* Voltar ao passado em que fez algo diferente;
* Despertar sabedoria interior.
* Voltar ao passado onde aprender algo rápido e bem;
* Voltar ao passado onde estava curioso e interessado em aprender a fazer algo;
* (Se a pessoa fala outra língua) Voltar ao passado enquanto estava se apropriando da nova língua;
* Voltar ao passado onde estava fazendo coisas extremamente prazerosas e bebendo.
* Voltar ao passado onde estava fazendo coisas extremamente prazerosas e comendo devagar.
* Voltar ao Passado onde estava fazendo algo muito bom que exigia coordenação;
* Voltar ao Passado onde estava fazendo algo muito bom que exigia concentração;
(continua...)

- PROJEÇÃO
* Levar ao futuro, ver como se sente;
* mudar ou reforçar crença
* Ponte ao futuro;

- CATALEPSIA
* Provocar catalepsia no braço/perna.

- ÁGUA
* Limpeza

Trabalho de Apoio e Pesquisa ao Indivíduo que Viveu AVC


* “(Imaginar bebendo água) ... como você sabe a água pode limpar... larvar as coisas... perceba como ela
vai limpando seu corpo por dentro... observe que a parte do seu corpo (tocar a cabeça) que tinha qualquer sujeira...
crosta... nódulo... coagulo... obstrução... ficar cada vez mais limpa... e vai ficando cada vez mais limpa...”
* Ancorar com o ato de beber água.
* Dissolver Coagulo
*
- DESOBISTRUÇÃO
* cano;

- BANHO
* (imaginar tomando banho) Banho limpando a corpo por dentro.
* Ancorar ao banho

- ENERGIA E FORÇA
* Fazer se sentir “energia e força” (ancorar aos movimentos)

- RECRUTAMENTO DE CELULAR
*
- CAMINHO ALTERNATIVO
Em transe e com a âncora “sensação de estar tudo funcionando bem” acionada
1 - Trocando Porta
Imagine você dentro de sua mente… como se fosse uma sala… uma sala com várias portas… (observar
detalhes) atrás de cada porta, tem um corredor… uma destas portas/corredores liga sua mente a seu braço
(esquerdo)… você conhece bem esta porta… você usou ela sua vida inteira… eu quero que você saiba que
esta não é a única porta que liga sua mente a seu braço…
Vou pedir que por um instante… que você pare de tentar abrir esta porta… e busque outra porta que leva
ao mesmo caminho… pode abrir quantas portas quiser… fique a vontade para abri-la… experimente outros
caminhos…
Você já está encontrando este novo caminho…

Agora, peço que vá para o centro da sala… e se sentindo muito bem… simplesmente fique aí por algum
momento… calmamente… tranquilamente…
Agora… eu vou tocar em seu braço... e ele vai emitir um som (cheiro ou cor)… som este que se propagar
por estes corredores… a cada toque este som é emitido… e daí de dentro da sala você consegue ouvir estes
sons… ele passa por debaixo das portas que ligam seu braço até sua mente…
É um som grave ou agudo? Este cheiro/cor é...

Trabalho de Apoio e Pesquisa ao Indivíduo que Viveu AVC


E à medida que eu vou tocando sua mão… continue ouvindo estes sons… agora eu vou pedir que você
lentamente… calmamente… se dirija até uma destas portas de onde vem o som… qualquer uma…
simplesmente abra uma delas…

Você consegue ouvir estes sons de muitas ou poucas portas?


Veja como estas portas que emitem o som vão ficando mais claras… e vão sumindo… ficando agora só as
portas por onde você ouve o som… agora escolha a que o som soa mais alto…

* Este seria o script somente das “portas”, que pode/deve ser mesclado com o do conhecimento e sonhos,
ou outro de sua preferência.
* Estrada;
* Rio;
* Cão farejador;
* imaginar que a mente é um cão farejador, e o braço/mão é o brinquedo.
* fazer o cão farejar a forma de chegar ao brinquedo.
* usar a semeadura, de um treinamento de um cão farejador;
* depois de já ter feito a da “sala” e a do cão farejador, seria interessante colocar o cão dentro da
sala;
*Hemisférios:
*Imagine um objeto (variar o objeto), segurá-lo na mão e levá-lo para a outra. Colocá-lo sobre um pé, e
levá-lo para o outro. Colocá-lo na perna e levá-lo para a outra. (Ativar todos os sentidos neste processo). Brincar com o
objeto do lado direito, brincar com o objeto do lado esquerdo. Imaginar uma luz, sensação e vibração no lado inverso de
onde esta o objeto. Quando mais move de um lado para o outro, mais a luz, sensação e vibração aumenta. Levar o objeto e
um lado para o outro mais rápido até ficar bastante brilhante. Segurar o objeto com as 2 mãos e deixar todo o cérebro
brilhar.

- CONSTRUINDO CAMINHO
* Construindo ponte;
* fazer imaginar que a mente está de um lado de uma ponte quebrada e o braço está do outro lado... Pedir
para a mente construir outra ponto”
* tocando na cabeça e no braço.
* Podemos perguntar se é mais fácil recuperar a ponde antiga ou construir uma ponte nova.

* Colocando fio;
* Colocar vários fios ligando a mão a cabeça. (ver eletroencefalograma, para aproximar o local na cabeça)
* usar um objeto metálico para percorrer caminho pelo corpo enquanto narra o procedimento;

- ESTIMULAR MOVIMENTOS
* Andar de bicicleta (coordenação articulada de movimento)
* pedir para andar de bicicleta em transe (fazendo os movimentos) para exercitar os nervos motores;

Trabalho de Apoio e Pesquisa ao Indivíduo que Viveu AVC


* Dirigir
* segurar volante, passar marchas, pedais

- TEIA DE ARANHA
*
- DIMINUIÇÃO DO COAGULO
- (usando qualquer visualização) retire o coagulo, e aperte até ficar minúsculo.

- CIRURGIA HOSPITALAR
1 ver no eletroencefalograma a área atingida;
2 se possível reproduzir no local sons e cheiro hospitalar (álcool) (bip, batida do coração, etc.)
3 narrar a cirurgia enquanto faz movimentos (com algo metálico/fino) na cabeça, terminar afirmando que agora é
só espera alguns dias (pós cirurgia); (Esta abordagem pode trazer problemas para vocês e creio ser desnecessária, exceto se
sua proposta for preparar a pessoa internamente para a cirurgia, para que ela fique bem e etc, visualizando inclusive o pós
cirúrgico muito bom e com tudo resolvido. A pessoa vai se beneficiar de qualquer forma do procedimento, mas você não
vai criar descrédito para a pessoa, hipnose, você e o trabalho de assistência)
No pré-talk você precisa estabelecer sobre como a hipnose vai ajudar. Esta abordagem pressupõe uma cura. Se a pessoa
não conseguir nada de útil, todos os procedimentos de hipnose cairão em descrédito para ela (ao menos com você que
esta aplicando)

- CIRURGIA PSÍQUICA
* permite q ele mesmo faça a cirurgia (projetando o cérebro em sua frente)
Para isso sugiro que se ancore todas as forças de cura da pessoa. Guias, mentores e etc. Dizendo
que tal procedimento visa o equilíbrio e que todo o possível esta nas mãos da aprte mais
amorosa da pessoa que irá decidir o melhor a ser feito ali, de forma que ela tenha uma vida de
crescimento e desenvolvimento.

- CIRURGIA ESPIRITUAL
* permitir que ela identifique o espirito/entidade/santo que vai lhe ajudar;
* Perguntar a entidade o que ela precisa;
É preciso criar a referencia de que a pessoa terá ali o melhor para ela. Lembrando que a hipnose poderá ajudá-la também
no que vem depois, independente dos resultados deste processo.

– SONHOS (ver script)


* Sonhar brincando, jogando, trabalhando, etc.
* Ser surpreendido por movimentos enquanto dorme;

- REFORÇO DA CRENÇA (objetivos, desejos, melhora)


* reforçar a crença de que vai melhorar;
“...neste momento quero que você perceba todas as melhoras que já aconteceram em seu corpo... do
mesmo jeito que seu corpo já melhorou... e continua melhorando... é questão de tempo para uma melhora total...
quanto tempo você acredita que vai ficar curada?
Paciente - Vou morrer assim!

Trabalho de Apoio e Pesquisa ao Indivíduo que Viveu AVC


Hip. – E se você não morresse assim, em quanto tempo você ficaria curada? (Garantir que ela acredite que
vai ficar curada)
Paciente – 10 anos.
(Diminuir os anos para.....

METÁFORA PARA CURA ACELERADA


http://www.metaforas.com.br/metafora-para-cura-acelerada

- SCRIPTS -

Script 1

Script 2

Ótimo modelo sugerido por Valdecy Carneiro


...em transe, leve-o a um momento no qual seu corpo reagia perfeitamente bem (na visão dele)...
Ancore a sensação de estar tudo funcionando bem...
Com esta âncora acionada, peça à mente inconsciente dele que generalize esta sensação ´por toda a história dele, desde
aquele momento em que funciona tudo bem até o momento presente... e que tudo pode funcionar perfeitamente bem...
naturalmente... cada dia melhor... pois a mente e o corpo já sabem o caminho... e maneira correta de sentir-se assim... e
que ele pode despertar com a sensação de que a cada dia seu corpo estará reaprendendo aquilo que já sabe... (com a
âncora acionada)...e que a mente inconsciente dele, pode inclusive, levá-lo a ter sonhos nos quais todos os movimentos
estarão normais e... quando tais sonhos acontecerem... é possível que ele se surpreenda com alguns movimentos... e que
esta sessão pode ser generalizada na mente dele... com novos aprendizados... e a mente dele pode encontrar aqueles
momentos nos quais aprendeu rapidamente e bem... e que sabia que podia reaprender a qualquer momento...

Todas as vezes que o colocasse em transe, eu aproveitaria para acionar a âncora de "estar tudo funcionando perfeitamente
bem"...
Aliás, deixaria esta âncora instalada de maneira tal que ele mesmo possa acioná-la sempre que quiser...

Trabalho de Apoio e Pesquisa ao Indivíduo que Viveu AVC


Organizar:
Material sobre ganhos secundários;
Ganho secundário para a família;
Trabalhar nos outros membros da familia;
Pilar sugerido: HIPNOSE, PNL, EXERCICIO, ALIMENTAÇÃO

Particionamento – objetivos pequenos e concretos

Ancorar movimento da perna, p fisioterapia;

Usar os toques de charcot

Fisioterapia – corrimão na casa

Principais dificuldades?
Principais facilidades?
Fácil de hipnotizar devido ao estado emocional.

Trabalho de Apoio e Pesquisa ao Indivíduo que Viveu AVC

Você também pode gostar