Você está na página 1de 19

Colonização e exploração do

Império Português

Adaptado a partir de apresentação da Porto Editora


COLONIZAÇÃO DAS ILHAS ATLÂNTICAS

Para cada um dos territórios do


Império português foi desenvolvido
um sistema de exploração. O
povoamento e colonização dos
arquipélagos da Madeira e dos
Açores foi promovido pelo infante
D. Henrique.

Infante D. Henrique
COLONIZAÇÃO DAS ILHAS ATLÂNTICAS

• O rei de Portugal
entregou a maioria das
ilhas ao Infante D.
Henrique para que este
procedesse à sua
colonização. Por sua vez
este dividiu as ilhas em
Capitanias-donatarias e
entregou-as a membros
da pequena nobreza –
Capitães-donatários.
COLONIZAÇÃO DAS ILHAS ATLÂNTICAS

Capitanias
• Objectivos:
– Povoar as ilhas;
– Desbravar e desenvolver as
terras;
– Defender a soberania.
COLONIZAÇÃO DAS ILHAS ATLÂNTICAS

Lê o documento e diz a quem o Infante D. Henrique está a


conceder o poder de povoar uma parte dos Açores. Era um
português ou estrangeiro?

Eu, Infante D. Henrique […] faço saber que Jacome de Bruges, Em 1439 iniciou-se a
meu servidor, natural do condado de Flandres, veio e mim e me colonização dos Açores,
disse que […] estando a ilha Terceira das ilhas dos Açores […] começando o seu
inabitada, me pedia por mercê que […] a queria povoar […]. E
tenho por bem e me apraz que ele a povoe de qualquer gente. povoamento com
Portugueses (minhotos,
Cit. por J. M. Silva Marques, algarvios), mas também
Descobrimentos Portugueses, vol. 1, 1984 com alguns colonos vindos
da Flandres.
COLONIZAÇÃO DAS ILHAS ATLÂNTICAS

Capitães-donatários
• Poderes:
– Militares;
– Administrativos (governava as terras);
– Fiscais (cobrava impostos);
– Judiciais (exercia a justiça excepto a morte);
– Económicos.
COLONIZAÇÃO DAS ILHAS ATLÂNTICAS

Exploração económica dos arquipélagos atlânticos

ADepois deobservação
partir da uma exploração
inicial
do mapa, de madeiras
identifica quais e
peixe,asforam
foram introduzidos
principais
na Madeira
produções queossecereais e a
cana-de-açúcar,
desenvolveram noe só mais
tarde, a vinha.
arquipélago da Madeira.
Já para o aproveitamento
económico dos Açores
foram introduzidos gados,
cereais e plantas
tintureiras como o pastel
Sistema administrativo do arquipélago da Madeira e suas principais e a urzela.
produções
EXPLORAÇÃO ECONÓMICA EM ÁFRICA

Séculos XV-XVI - exploração comercial portuguesa na África Negra


desenvolveu-se em regime de monopólio régio.
- Contactos comerciais junto à costa, através das feitorias-
fortalezas (Arguim, Mina).
- Houve territórios como São Tomé e Príncipe e Cabo Verde que
adotaram o sistema de capitanias.

A feitoria-fortaleza de São Jorge da Mina


EXPLORAÇÃO ECONÓMICA EM ÁFRICA

Monopólio Régio
Em cada um ano arma El-Rei Nosso Senhor [...] doze navios
pequenos que vão carregados de mercadorias, os quais a este
reino trazem ouro [...]. Os escravos são comprados pela nossa
gente que o sereníssimo Rei em seus navios manda duzentas
léguas além deste castelo [da Mina]. Em uns rios onde está uma
muito grande Cidade, o Benim. [...] Somente que este comércio
[é de] EI-Rei Nosso Senhor.
Duarte Pacheco Pereira, Esmeraldo de Situ Orbís. 1506

Qual é a frase do texto


que indica que este
comércio é um
Monopólio Régio?

A feitoria-fortaleza de São Jorge da Mina


EXPLORAÇÃO ECONÓMICA EM ÁFRICA

Através da
observação do
mapa, identifica as
principais feitorias
portuguesas e os
produtos da costa
ocidental africana
que os
Portugueses lá iam
O comércio português na costa ocidental africana buscar.
EXPLORAÇÃO ECONÓMICA EM ÁFRICA

Comércio Portugal – Feitorias Africanas

Produtos portugueses Produtos africanos

•Cereais
•Panos/tecidos •Ouro
•Álcool •Escravos
•Quinquilharias •Malagueta
•Espelhos •Marfim
•Sal
IMPÉRIO PORTUGUÊS DO ORIENTE

Na Índia, os Portugueses debateram-se com as resistências dos


chefes hindus e a concorrência comercial dos Muçulmanos e dos
Turcos. O governo dos territórios portugueses no Oriente foi
exercido por vice-reis. Observa as imagens.

D. Francisco de Almeida, Afonso de Albuquerque,


1.º vice-rei da Índia 2.º vice-rei da Índia
(1450?-1510) (1462?-1515)
IMPÉRIO PORTUGUÊS DO ORIENTE
As divergências de opinião sobre o modo de afirmar a presença
portuguesa no Oriente verificaram-se, logo, com os dois primeiros
vice-reis da Índia. De facto, defenderam perante o rei D. Manuel I
a adoção de políticas diferentes. Lê os dois documentos e
distingue as suas políticas.

Quanto mais fortalezas tiverdes, Não podereis reinar sobre um


mais falho será nosso poder: toda território tão extenso como a
a nossa força seja no mar, porque Índia, colocando todo o nosso
se nele não formos poderosos, poder simplesmente no mar. Não
tudo logo será contra nós [...]. construir fortalezas é
Enquanto no mar fordes precisamente o que os Mouros
poderosos, tereis a Índia por vossa deste País desejavam ver-vos
[...]. fazer; porque sabem que todo o
domínio fundado apenas no mar
Carta de D. Francisco de Almeida ao não pode persistir.
rei D. Manuel I, 1508
Carta de Afonso de Albuquerque ao
rei D. Manuel I, 1510

D. Francisco de Almeida, Afonso de Albuquerque,


1.º vice-rei da Índia 2.º vice-rei da Índia
(1450?-1510) (1462?-1515)
IMPÉRIO PORTUGUÊS DO ORIENTE

Em resumo…
Na Ásia, procurou-se a princípio dominar a navegação dos
mares e, depois, conquistar cidades, localizadas em pontos
estratégicos. Também se fundou uma rede de feitorias,
lançando-se, assim, as bases de um Império Comercial.

Apesar das dificuldades, o domínio português no oriente foi


facilitado devido a 3 fatores:
• Os portugueses dispunham de melhores barcos e armas;
• Exploração das rivalidades entre os reinos do oriente;
• A política dos vice-reis
IMPÉRIO PORTUGUÊS DO ORIENTE

O comércio do Oriente era também monopólio régio. Anualmente,


organizava-se uma armada com destino à Índia, a chamada “carreira
da Índia”.

As naus da carreira da Índia levavam para Goa


sobretudo soldados e dinheiro em prata […]
juntamente com um pouco de coral e algumas Os produtos chegados a
mercadorias europeias sortidas, de reduzido valor. […] Lisboa eram armazenados
Por outro lado, a carga no regresso compreendia na Casa da Índia e daí
grandes carregamentos de pimenta, especiarias, eram vendidos para o
nitratos, anil, madeiras duras, mobílias, porcelanas resto da Europa.
chinesas, sedas e peças de algodão indiano.

C. R. Boxer, O Império Colonial Português, Ed. 70

Nau
Quais os produtos que os Portugueses
esperavam trazer da Índia?
L'EMPIRE PORTUGAIS DE L'ORIENT

Em resumo…
Com a descoberta do caminho marítimo para a Índia foi
criada a Rota do Cabo.
As várias feitorias espalhadas pelo oriente enviavam os
produtos para Goa que depois os enviava para Lisboa.
O comércio oriental era um monopólio do rei que controlava
tudo através da Casa da Índia.
Produtos portugueses Produtos orientais
•Ouro •Especiarias
•Prata (pimenta, canela,
•Cobre cravo, noz moscada)
•Chumbo •Tecidos de luxo
(seda)
•Mercúrio •Perfumes
•Estanho •Porcelanas
•Latão •Moveis de
•Tecidos madeiras preciosas
IMPÉRIO PORTUGUÊS DO ORIENTE

Na carreira da Índia partiam comerciantes, militares e também aventureiros


com a esperança de enriquecer. Ora, ouve com atenção a canção Faena do Mar
de Rui Veloso. Explica o que terá levado o indivíduo retratado na letra a
inscrever-se como marinheiro.

Fiz-me à estrada de Lisboa sem um chavo na algibeira


queria aprender um ofício e fazer uma carreira, vindo
do Ribatejo lá onde o touro se pega picado pela fome e
a fugir da Peste Negra.

Ao fim de três semanas vivia de caridade com a turba


de mendigos que pedia pela cidade ouvi ler um edital
na Rua dos Tintureiros a pedir gente de brega,
soldados e marinheiros.

Rui Veloso, Auto da Pimenta


Nau
A COLONIZAÇÃO DO BRASIL

Só a partir de 1530, no reinado de D. João III, é que o Brasil


começa a ser alvo de maior interesse pela Coroa portuguesa.
Observa o mapa e lê o documento escrito.

Eu, El-Rei [D. João III] faço a saber a vós, Tomé de


Sousa, fidalgo da minha casa, que [...] resolvi
nomear-vos governador-geral das ditas terras do
Brasil.

Regimento de Tomé de Sousa, 1549

Como é que o rei organizou


a administração deste
território a partir de 1549?

As capitanias do Brasil
A COLONIZAÇÃO DO BRASIL

No início, a exploração económica do Brasil esteve ligada ao pau-


brasil. Progressivamente foi-se desenvolvendo o cultivo da cana-de-
açúcar, assente na mão de obra escrava proveniente de África.

Como evoluiu a
população do Brasil no
século XVI??

Engenho de açúcar no Brasil (gravura de Théodor de Bry, 1595)