Você está na página 1de 32

Tumores

Rafael  Cardoso  Tren.n  


MSc.  PhD  Student  -­‐  Seminários  PAE  
© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.
•  Esta+s,ca  Mundial  do  Câncer  -­‐  2012  

14,1  milhões     8,2  milhões  de    


diagnos.cados   mortes  

*  População  mundial  2012    =  7,1  bilhões  de  indivíduos  


© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.
Tumor.

Crescimento progressivo de uma célula transformada.

Uma célula escapa do controle


TRANSFORMAÇÃO

© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.


© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.
ALTERAÇÕES GÊNICAS
PODEM LEVAR A
FORMAÇÃO DE TUMOR
© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.
Células Normais Células Transformadas

Transdução    
retroviral   Oncogenes  virais  

Proto-­‐oncogenes  
Essenciais**

Mutagênicos   Oncogenes  celulares    


Radiação  
Predisposição  
Gené.ca  
© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.
Mutagênicos (físicos e químicos)

ü  UV, Raio X


ü  Alcatrão, Arsênio, Benzenos.
© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.
Causa Biológica: Vírus oncogênico

Normal

Neoplasia
•  Vírus entra
•  Material genético integra no DNA do hospedeiro
•  Modifica a regulação da célula

EBV
© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.
Translocação....

a) Erro na formação dos gametas;


b) Herdado da mãe ou pai.
© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.
Célula  mãe  original  

Uma célula escapa do controle


TRANSFORMAÇÃO

Replicação  
monoclonal  

Um  tumor  é  sempre  monoclonal.  


 
Crescimento  progressivo  da  progênie  de  uma  única  célula  
transformada.  
© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.
Tumores existem em

Ø  Plantas
Ø  Ostras
Ø  Insetos
Ø  Aves
Ø  Anfíbios
Ø  Peixes
Ø  Mamíferos

© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.


v Os tumores são qualquer massa de células que
surge por divisão inapropriada de uma célula mãe
original (multiplicação clonal), na qual a
expressão dos genes que regulavam essa divisão
estão alterados.

v Cancro é entendido como a grave situação


patológica clínica que é gerada por uma
neoplasia, a qual é classificada como maligna
devido à situação clínica potencialmente fatal que
origina.

© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.


Tumores no sistema imune:

à  Mieloma: origem medula óssea; plasmócitos


à  Leucemias: medula óssea; blastos (linfo, mielo)
à  Linfomas: sistema linfático, linfonodos.
A pergunta não é:
- Por que nós temos tumores?

A pergunta é
- Por que nós não temos mais tumores?

IMUNE SURVEILLANCE
(vigilância imunológica)
© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.
Vigilância   Seleção  menos   Mecanismos  
Imunológica  
© Immunapp imunogênicos  
© Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP. imunosupressores  
TUMOR X SISTEMA IMUNE

© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.


RESPOSTAS IMUNES CONTRA TUMORES ….

© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.


Natural Killer
X
Tumores

© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.


Linfócito T CD 8+

mata

•  Auto-antígenos alterados

Célula  TUMORAL   •  Antígenos virais oncogênicos


(transformada)  

•  Auto-antígenos Superexpressos

Depende de geração da resposta ANTÍGENO-específica


© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.
ANTICORPOS X TUMOR

© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.


Imuno Seleção / Escape / Imuno Subversão

•  Perder antígenos por mutação;


imunogenicidade
•  Perder MHC I – dificulta CD8;
•  Recrutar Tregs;
•  Produzir citocinas imunosupressoras (IL-10, TGF-β);
•  Criar barreira física (colágeno e fibrina),
© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.
As células do
câncer de mama
não expressam
MHC classe I!!!!

Células de estroma

tumor

© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.


Tumores associados a vírus …

© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.


Causa Biológica: HTLV
Vírus oncogênico Human T lymphotropic Virus

T-Leucemia
Aguda

© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.


Causa Biológica: Vírus oncogênico Epstein-Barr virus (EBV)

Pode causar:

Mononucleose infecciosa Linfoma


(policlonal) (monoclonal)

doença  linfoprolifera.va   tumor  


© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.
Uma célula escapa do controle
TRANSFORMAÇÃO

Um tumor é sempre monoclonal senão constitui-se uma


doença proliferativa (mononucleose)
© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.
Como sabemos se o EBV é tumor ou não?
Kappa Lambda

Medir kappa e lambda (ELISA)


no sangue.
Em humanos: kappa/lambda é 1:1

Se fugir desta proporção


é indicação de Monoclonalidade
(Tumor)
© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.
Imunoterapias e vacinação ….

© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.


Terapia com anticorpos específicos ao tumor.

Conjugados com:

Ø  Toxinas
Ø  Quimioterápicos
Ø  Radioativos

**  Entrega  a  toxina/droga  na  célula  certa.  


© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.
Vacinação

© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.


Vacinação com DC e linfócitos T efetores

ativação

© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.


•  Esta+s,ca  Mundial  do  Câncer  -­‐  2012  

14,1  milhões     8,2  milhões  de    


diagnos.cados   mortes  

© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.


Obrigado.  

© Immunapp © Bioidea - Laboratório de Imunofisiopatologia ICB USP.