Você está na página 1de 16

PLANEJAMENTO E CONTROLE DE OBRAS

SETORES DA CONSTRUÇÃO CIVIL


Construção Pesada Montagem Industrial Edificações
O setor de Construção Pesada é O subsetor de O subsetor de Edificações é
responsável pela construção de vias Montagem Industrial responsável pelas obras
de transporte, obras hidraúlicas de está voltado ao habitacionais, comerciais,
saneamento, de irrigação/drenagem, projeto, construção e industriais, obras do tipo
obras de arte(pontes, viadutos, montagem de plantas social( escolas, creches e
túneis, etc.), obras de geração e industriais hospitais) e obras destinadas
transmissão de energia elétrica, e envolvendo suas a atividades culturais,
obras de sistemas de comunicações, edificações e esportivas e de lazer.
obras especiais de infra-estrutura de equipamentos.
forma geral.
IMPORTÂNCIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL

 A importância econômica da Construção Civil pode ser constatada pela


sua participação no PIB, variando de 5 a 7% e pela sua absorção da
população economicamente ativa que varia de 6 a 8%

 Além dos subsetores anteriormente mencionados, muitas outras


atividades produtivas estão relacionadas à Construção Civil em outros
segmentos industriais, envolvendo a fabricação de insumos e
componentes, tais como cimento, vidro, laminado de aço madeira,
etc.,gerando o macro complexo Construção Civil.
Perfil da Construção no Brasil

Distribuição das empresas no Brasil Mais da metade das empresas na pesquisa,


Subsetores % possuem de 100 a 499 funcionários (51,10%).
As empresas que só atuam no subsetor de
Edificações 52
Montagem Industrial situam-se em
Edificações/ Construção Pesada 19 estabelecimentos de médio porte, da
Construção Pesada 18 Construção Pesada se enquadram na faixa de
Edificações/ Montagem Industrial 8 médias e grandes empresas e as que só atuam
em Edificações estão distribuídas nos três
Montagem Industrial 3
portes.

Fonte: Pesquisa SENAI


Estudo de Viabilidade na Construção

Para a realização de um Estudo de Viabilidade de uma construção,


necessitamos de várias informações inerentes à execução e
comercialização do empreendimento que estamos estudando.

As informações são obtidas com os seguintes estudos:

 Levantamento do Terreno
 Estudo de Uso do Terreno
 Custos e Despesas de Construção
 Receitas e Despesas de Comercialização
Estudo de Uso do Terreno

É um estudo de aproveitamento do terreno, de acordo com a


legislação existente.
Neste estudo definem-se:

 Tipologia da edificação
 Gabarito da edificação
 Número de unidades
 Área total edificante
Levantamento do Terreno

Busca-se obter, com o Levantamento de Terreno, todas as


informações que puderem ser levantadas para o projeto, como:

 Medição do terreno Importante:


Fornecer dados para os projetos
 Afastamentos Verificação dos dados da
 Ângulos do terreno escritura do terreno
 Descrição das edificações vizinhas
 Existência de postes, caixas de esgoto, tubulações, sinais de
trânsito, paradas de ônibus
 Primas de ventilação
Custos e Despesas da Construção

Devemos obter para o Estudo de Viabilidade, o Custo de


Construção por m² da edificação prevista, no Estudo de Uso do
Terreno, levando em consideração sua tipologia e caracterização.

Além do custo de construção, torna-se necessário uma definição


prévia sobre a origem dos recursos financeiros para a construção,
se próprios, ou provenientes de financiamentos, pois teremos que
considerá-las nas Despesas Financeiras envolvidas.
Receitas e Despesas de Comercialização

Por fim, temos que conhecer bem o mercado para o qual o


empreendimento se destina. Quais as reais perspectivas de vendas das
unidades na época do estudo de viabilidade, e no futuro, quando do
término da construção.

Deste conhecimento, extrai-se o preço estimado para venda das


unidades, componente de nosso Estudo de Viabilidade.

Temos que considerar ainda as despesas de propaganda e Corretagem de


Vendas em nosso estudo.
Receitas e Despesas de Comercialização

Assim, de posse de todos estes dados, realizamos o Estudo de


Viabilidade, trabalhando com a seguinte igualdade:

L = VGV – Custo Const. – Desp. Fin. – Desp. Comerc. – Terreno , onde:

L = Lucro
VGV = Volume Geral de Vendas
L/VGV = Lucratividade
DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS
Novo Empreendimento • Engenharia / Arquitetura

Custo • Projeto
Construção
.Concepção Construtiva
Estudo de Viabilidade .Método Executivo
.Padrão
.Instalações
.Especificações de Material
.Prazos
Planejamento

L = VGV-DC-DF-Dcom-T
Execução
Foco de Atuação
DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS
Os Projetos terão gasto 5% do custo da obra, porém terão sido definidos 85% da
Construção.
Sugerimos que na fase de Desenvolvimento de Projetos, a contratação dos Projetistas
esteja balizada em CAPACITAÇÃO e EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL.
A apresentação do projeto por parte do projetista deverá obedecer á algumas etapas:

Estudo Preliminar / Ante projeto / Projeto


Desta forma, pode-se garantir fidelidade das ideias e diretrizes planejadas no escopo
dos projetos.
Todo Projeto é uma ORDEM SE SERVIÇO, ou seja, uma informação , e como tal, se mal
trabalhada tem-se como decorrência o retrabalho, paradas na obra e perdas de
material.
DESPERDÍCIO EM CONSTRUÇÕES

A ocorrência de desperdícios nos processos produtivos na Indústria da


Construção Civil, está diretamente ligada a qualidade e ao nível de
PLANEJAMENTO praticado em um empreendimento.
Quando realizamos o planejamento técnico de uma construção, torna-se
imperiosa a discussão profunda e prévia sobre o que se pretende executar,
de que forma executar, quais as principais dificuldades previstas, etc.
Ou seja, realizar uma análise detalhada sobre todas as etapas construtivas,
procurando traçar as diretrizes que irão nortear o desenvolvimento dos
projetos, e posteriormente a construção.
DESPERDÍCIO EM CONSTRUÇÕES
Existem Perdas Evidentes associadas ao Projeto:
 Erros de documentação
 Erros de compatibilização

E existem Perdas Ocultas associadas ao Projeto:


 Descoordenação dimensional , por exemplo: corte de bloco de vedações,
corte de perfis para esquadrias, etc.
 Pouca construtibilidade ( dificuldades de execução)
 Áreas mortas (sem significado funcional, comercial ou estético)
SAIBA MAIS

 Vídeo: Planejamento e Controle de Obras. Disponível em:


<https://www.youtube.com/watch?v=0kXWs9yEFZs> Acesso em: 13/06/2017.
 Vídeo: Treinamento Planejamento e Controle de Obras. Disponível em:
<https://www.youtube.com/watch?v=EMoB0qfmTtY> Acesso em: 13/06/2017.
 Vídeo: Planejamento de Canteiros de Obras. Disponível em:
<https://www.youtube.com/watch?v=SY86LgHjf5Y> Acesso em: 13/06/2017.
 GOLDMAN, Pedrinho. Introdução ao planejamento e controle de custos na
construção civil brasileira. São Paulo: PINI, 1997.
 TISAKA, Maçahico. Orçamento na construção civil: consultoria, projeto e
execução. São Paulo: PINI, 2007.
Obrigado!