Você está na página 1de 64

A Espada de Moisés

Editado a partir de manuscritos hebraicos,


traduzido, anotado e comentado por Yair Alon
Este livro é dedicado a todos os que
participaram do grupo de tradução.

Obrigado pela paciência em esperar que


eu trabalhasse no livro e pela confiança que
depositaram em mim. A vocês dedico uma
bênção especial na página VII deste volume.

Bendito seja o Eterno para todo o sempre.


v

ÍNDICE

Agradecimentos............................................................................. vii
Introdução...................................................................................... xi
Estrutura do Livro......................................................................... xi
Como funciona a Cabalá Prática................................................. xi
Como funciona a Espada de Moisés em particular.................. xiii
A segunda parte do livro.............................................................. xiv
A terceira parte do livro................................................................ xv
Nota sobre a recitação................................................................... xvi
Manuscrito..................................................................................... xvii
Notas Técnicas............................................................................... xix

PARTE 1.......................................................................................... 1
PARTE 2.......................................................................................... 15
PARTE 3.......................................................................................... 25

APÊNDICE.................................................................................... 43
vii

Agradecimentos

Q ue s ej a a vont ade do Eter no conce der felicid ade e a leg r i a,


prosp er id ade e r ique za, s aúde e v id a longa, amor e har moni a,
p az e s ab e dor i a a to dos os mencionados a s eguir, b em como a
to dos os s eus entes quer idos e fami li ares.

Abner Cirelli • Adriane Corrêa Szelbracikowski • Albo Berro


• Alessandra Moura • Alessandra Sunier • Alexandre Costa •
Alexandre Rodrigues • Ana Cecília • Ana Maria Lage • Ana
Paula Eller Costa Butilheiro • Anderson Ribeiro De Oliveira •
André Andrade Silva • Andre Campos Lira • Andre Posener
Rodrigues • Andre Garcia • Andrea Müller Pinheiro • Antonio
Bortolossi • Beatriz Helena • Bianca Leonardo De Sena • Bruno
Amiky Wurker • Bruno Gertners • Carla Krebs • Carla Passeto
De Oliveira Pinto • Carlos Mota Castilla • Carlos Santana •
Carmen Ortunio Morales • Caroline Morin • Charles Kiefer •
Cherrine Kelce Silveira • Cícero Ramos • Claudia Bortolozzi
• Claudia Josef Gouvea Nogueira • Claudia Pereira Santos
Da Silva • Cláudio Oliveira Da Silva • Cleusa Bechelani •
Cris Batillana • Cris Gama • Cristiane Daneluz • Cristiane
Do Nascimento Siqueira Reis • Daisy Mello • Danilo Freitas
De Araujo • Danilo Rocha Santos • Décio Miranda • Delba
viii

Borges • Denise Boemer Philip • Dylan Lima • Edgard Franco


Macfraggin’ Gomes • Edi Luiz • Eduardo Ferreira • Elaine Do
Nascimento Nobre Porto • Eliana Aparecida Ferreira • Eliana
Gironda Fücher • Eliane Cândido Dos Santos • Eliane Correia
• Eliane Fonteque • Elizabete Cristina Dos Santos Baltazar
• Elizabeth Barros Dos Santos Lima • Emanuel Martins De
Souza • Erick Gaspar • Fabiana Santos • Fábio Araújo Campos
• Fabio Cassaro Goncalves • Fábio Luís Dos Santos • Fernanda
Falci Feres • Fernando Morishita • Fêrnando Sillva • Flavia de
Sousa Pacheco Wegmann • Florencia Saravia • Geovane Viegas
• Geraldo Nassar De Farias • Gisele Soares • Gloria Salviano
• Helton Gouveia • Ibrahim Estephan • Ines Rodrigues Da
Silva • Isabel Regina Xavier De Abreu • Jailson Ricardo De Sá
Mendes • Jairo Da Silva Pereira • Janaína Alves De Oliveira •
João Goulart • João Pedatella Netto • Jonas Vaz • Jorge Winckler
• José Cláudio Brodt Wandscheer • José Francisco Gonçalves
• José Teofilo Aristides • Josivilma Gomes Da Silva • Jumara
Bulha • Karen Milici • Karolyne Siqueira Weiss • Katia Cristina
• Katia Hein • Katia Milici • Katia Scoz • Kelly Lima • Leisemi
Do Carmo Tincani • Lillian Souza • Lourdes Barbieri • Lucas
Krause Luduwig • Luciana Campos • Luciana Mara Dalfior •
Luciano Del Matto • Luiz Franklin Mattos • Luiza Rebouças •
Mairon Christian Ferreira Alves • Mara Salla • Marcelo De Sousa
• Marcelo Veneri • Marcia Aleixo • Marcia Bortolossi • Marcia
Breanza • Marcia Ida Boms • Marcio Fiori • Marcio Mussel •
Márcio Rezende • Marcio Ribeiro Bento • Marco A. B. Fontes
• Marcos Pereira • Marcos Ton Ramos • Marcos Valério Dos
Santos • Marcus Negrão • Marcio Camara • Margarida Verreschi
ix

• Maria Aparecida De Toledo Verga • Maria das Graças F.


Menezes • Maria Helena Garozzi • Maria João Marques • Maria
Suzana Costa Galvão • Maristela Almeida Ribeiro • Mariza
Praun • Max Cohen • Michele Sullam • Mônica Carvalho Silveira
Lange Domingues • Mônica Guimarães Garcia • Moreno •
Lídice Conceição Pagano dos Santos • Nadia • Nadja Verônica
Do Nascimento • Nair Asakava • Nanci Faria • Natalia Pessini
Costa Neves • Neuceni Boeri • Neuilham Maciel • Ney Fernando
Faggion • Nicolina Maria Arantes Boteiro • Norma Dos Santos
Ferreira • Paulo Marinho • Raul Caliigaris • Ricardo Alberto
Peres Martins • Ricardo Kignel • Ricardo Marto Borges Martins
• Rita De Cassia De Campos • Robson Barreto • Rochane Rocha
• Ronaldo Camacho Granzier • Ronaldo Vieira Martins • Rosana
Nunes Mashiach • Rosana Valentin • Rosany C. R. de Araújo •
Rose Dantas • Ruth Rubin • Salomão Finéias • Sandra Lucia De
Oliveira Gonçalves • Sérgio Roberto Gonzaga • Shamai Chaiim
Bem Yossef • Silvia Santos • Sonia da Rocha Santos • Stella Maris
• Susana Damiano • Suzy Monteiro • Tania Reinoso Vieira •
Tatiana Da Costa Corrêa Leite • Tatiany Refatti Guaragna •
Vanessa De Landa Moraes • Vanessa Regina Moura Krausz • Vita
Jacqueline Norberto Barone • Walkiria Pereira Rocha • Willian
Souza • Yara Collaço Alberton • Yovel Eliav Ben Avraham
xi

Introdução

“A Espada de Moisés” (Charba de Moshe) é um dos poucos


livros mágicos judaicos que sobreviveu aos tempos.1 Trata-se de
uma compilação de receitas mágicas para alcançar os mais diversos
objetivos. Todas as receitas são baseadas no uso de uma “espada”
mágica de palavras que Moisés trouxe dos Céus.

Estrutura do Livro
O livro possui três partes. A primeira é uma seção teórica sobre
a espada e como se deve proceder para utilizá-la. A segunda parte
é a espada em si, e a terceira é a parte que contém as receitas para
os diversos fins.
Antes de descrever cada parte com mais detalhes, é importante
explicar e fazer uma advertência ao leitor.

Como funciona a Cabalá Prática


Grande parte dos rituais de Cabalá Prática é feita com atos e/
ou recitações que permitem a uma pessoa controlar um anjo (ou

1 O ut ro s s ã o o S e fe r Hara z im ( L iv ro d o s Misté r i o s ) e o S e fe r
Raziel (L iv ro de R aziel). E ste ú lt imo j á foi t raduzido p or mim,
e o pr i me i ro s e r á t r a du z i d o e m bre ve, g r a ç a s a o p at ro c í n i o d e
C harles Kiefer.
xii a espada de moisés

outras entidades espirituais), forçando-o a agir conforme o desejo


daquele ou daquela que o invocou. Isso é possível, conforme explica
o autor deste livro, pois o próprio D’us, bendito seja, ordenou que
os anjos obedecessem a qualquer um que os invocasse pelo nome,
como uma forma de tributo e honra a Ele.
Assim sendo, muitos livros de magia moderna costumam dizer
que a mágica funciona por ser algo “mental”. Os rituais e atos prá-
ticos são vistos como “encenações” que alteram a psique humana,
a subjetividade do indivíduo e, com isso, lhe confere crenças e
capacidades que antes ele não possuía, o que, por fim, altera a rea-
lidade individual. Vista desse modo, a mágica seria uma espécie de
“efeito placebo” que enquanto não muda em nada a realidade, faz a
pessoa acreditar que uma mudança está sendo operada e, portanto,
a mudança acaba ocorrendo.
Devo alertar ao leitor que isso pode ser verdade no que diz res-
peito à magia moderna ou outros ramos de magia, mas certamente
não é o caso da Cabalá Prática e suas fórmulas mágicas. Dentro da
Cabalá, os rituais e conjurações feitos realmente invocam entidades
espirituais (em geral, do lado da luz, mas há quem invoque as do
Lado Oposto) e as “amarram” ao praticante, fazendo delas uma
espécie de escravos espirituais do cabalista prático, deixando-as
obrigadas a executar tudo o que o cabalista pede.
Sendo assim, não posso enfatizar o bastante o quanto recomendo
que o leitor não use este livro (ou qualquer outro de Cabalá Prática)
levianamente, achando que se trata apenas de um ritual vazio. Na
verdade, talvez seja mais sábio alertar o leitor para que não use o livro
de todo, a não ser que ele saiba muito bem o que está fazendo, tenha
ciência de seus atos e da responsabilidade que eles acarretam e/ou
que tenha supervisão de um mestre que seja seu “fiador” espiritual.
yair alon xiii

Como funciona a Espada de Moisés em particular


Na primeira parte do livro, o autor descreve uma hierarquia
celestial com quatro níveis e treze “ministros” (sarim), que são todos
eles seres angelicais. Quatro deles ficam no nível mais baixo, acima
deles estão outros cinco, acima desses outros três e, por fim, acima
de todos eles, um anjo superior.
Cada um desses treze anjos rege milhares de carruagens de anjos,
inclusive os mais baixos; porém os anjos de mais alta hierarquia
regem a todos os anjos abaixo deles. A estrutura hierárquica é
importante pois ao utilizar a Espada de Moisés o praticante invoca
o maior dentre os treze anjos e, assim, acaba fazendo com que ele
trabalhe em seu favor, bem como todos os anjos sob autoridade
desse anjo superior.
O ritual para ganhar controle sobre a espada, detalhado na pri-
meira parte do livro, é feito conjurando os anjos um a um, desde
os mais inferiores até o anjo superior. A conjuração, como sempre,
é feita mencionando explicitamente o nome do anjo.
Assim, para poder usar a Espada, é preciso, primeiramente,
adquirir controle sobre ela, por meio de um ritual que dura três
dias. Nesses três dias o praticante deve se purificar, rezar e invocar
alguns anjos. Para ser efetivo, o ritual deve ser feito em segredo.
A purificação, em particular, é feita com banhos (no micvê, de
preferência, e se possível), abstendo-se de emissões seminais (em
especialmente na polução noturna) e evitando o contato com objetos
impuros. Além disso, recomenda-se comer apenas pão com sal e
beber apenas água durante os três dias, embora isso não pareça tão
mandatório quanto as demais exigências.
Como a religião judaica ordena três rituais de reza diários – cada
um deles contendo um trecho especial chamado Amidá –, é nesse
momento, três vezes ao dia, que o praticante deve acrescentar suas
conjurações aos treze anjos, utilizando a sua oração cotidiana para
ganhar controle sobre a espada. Além dessas conjurações, duas
xiv a espada de moisés

que se dirigem especificamente a D’us são proferidas: a primeira,


pede que D’us permita que os anjos celestiais realizem os desejos
do praticante; a outra pede por Sua proteção, para que o praticante
não seja varrido pelo fogo (lançado pelos anjos conjurados caso
algo seja feito de forma errada ou indevida).

A segunda parte do livro


Na segunda parte temos a Espada propriamente dita. Ela é cons-
tituída de diversos nomes sagrados (cerca de 1.800 palavras).
Escrever, divulgar e publicar nomes sagrados em hebraico é
sempre um problema, pois esses Nomes devem ser tratados com
o máximo respeito e cuidado, e é humanamente impossível que
eu tenha controle sobre como cada leitor cuidará do livro que tem
em mãos. Assim, para contornar um pouco o problema, sem, no
entanto, deixar de dar ao leitor os nomes sagrados na íntegra, resolvi
transliterar cada nome hebraico com letras do alfabeto português.
Assim resolvem-se dois problemas de uma vez: não se escreve um
nome sagrado em hebraico (o que acarretaria um monte de proi-
bições com relação ao manuseio do livro) e não se priva o leitor
da informação contida no livro. Ainda assim, como se tratam de
nomes sagrados, por mais que estejam transliterados, recomendo
que o leitor trate o livro com o máximo de respeito. Quem desejar
imprimi-lo pode fazê-lo, mas é imperativo que o volume então seja
encadernado com capa dura (nenhum outro tipo de encadernação é
aceitável). O volume físico, caso impresso por alguém, não pode ser
jogado fora, rasgado, recortado, arranhado ou rasurado. Também
não é permitido entrar com o livro em lugares de baixa santidade,
como banheiros.

A transliteração desse livro segue a seguinte convenção:


yair alon xv

‫א‬ ‫ב‬ ‫ג‬ ‫ד‬ ‫ה‬ ‫ו‬ ‫ז‬ ‫ח‬ ‫ט‬ ‫י‬ ‫כ‬
’ B G D H V Z Ĥ Ť Y K
‫ל‬ ‫מ‬ ‫נ‬ ‫ס‬ ‫ע‬ ‫פ‬ ‫צ‬ ‫ק‬ ‫ר‬ ‫ש‬ ‫ת‬
L M N S ‘ P Ş Q R Š T

Os nomes na parte II são agrupados segundo certas característi-


cas. Por exemplo, nomes que terminam em YH, em ’L, em ŞB’VT etc.

A terceira parte do livro


A última parte do livro é uma lista com 140 receitas. Cada
uma das receitas requer ou a recitação ou a escrita de um trecho
da espada. Às vezes, ambas as coisas são necessárias. Para facilitar
as citações ao leitor, cada grupo de nomes na parte II recebeu um
número entre colchetes e esse número é repetido na parte III, na
receita correspondente, para que o leitor saiba facilmente quais
nomes são usados para um determinado fim.
Os objetivos das receitas são os mais amplos possíveis, e cobrem
praticamente todo espectro dos desejos humanos: cura, causar o
mal, guerras, assuntos de estado, agricultura, libertação ou resgate
de perigos, proteção, melhoria da memória, acúmulo de sabedoria,
amor e sexo, simpatia aos olhos dos outros, métodos divinatórios,
sucesso financeiro etc.
Como é natural em manuscritos e textos muito antigos, infeliz-
mente existem erros e discrepâncias no texto, o que nos deixa na
dúvida sobre como proceder. Muitas vezes um nome é citado de
um modo na parte II do livro e mencionado de forma variante na
parte III. Sempre que possível, anotei os casos em que isso ocorre.
Além disso, muitas vezes é difícil discernir a ortografia do autor do
manuscrito, e como algumas letras em hebraico são bastante pare-
cidas, surgem dúvidas sobre qual letra é a correta. Os casos mais
xvi a espada de moisés

comuns de dificuldade de reconhecimento são as letras Samech (‫)ס‬


e Mem final (‫ ;)ם‬e as letras Daled (‫ )ד‬e Resh (‫)ר‬. Em alguns casos,
menos frequentes, também é difícil distinguir entre a escrita cursiva
manuscrita do Guimel (‫ )ג‬e do Nun (‫)נ‬.

Nota sobre a recitação


Como é sabido, o hebraico, em geral, não escreve as vogais das
palavras. Assim, a maioria dos nomes dos anjos é um conglomerado
de consoantes, como ’HYV PSQTYH, o nome do anjo superior
dentre os treze mencionados anteriormente. Assim, é literalmente
impossível saber como recitar o nome do anjo nos casos em que é
preciso pronunciá-los em voz alta. O problema ocorre em todos os
trabalhos de Cabalá escritos em hebraico, a não ser que haja uma
tradição oral que ateste o nome do anjo com as vogais. No entanto,
isso não quer dizer que não há como invocar o anjo. Nós, cabalistas,
nesses casos, procedemos de uma de duas maneiras: a) ou se soletra
o nome do anjo, falando o nome de cada letra hebraica; ou se usa
o que se chamava de “vogal natural”, a vogal que naturalmente faz
parte do som da consoante.
No primeiro caso, basta saber o nome das letras do alfabeto
hebraico. Assim, no caso do anjo supracitado, ’HYV PSQTYH, se
quiséssemos invoca-lo poderíamos dizer Alef Hê Yud Vav Pê Samech
Cuf Tav Yud Hê.
No segundo caso, basta entender o conceito de vogal natural.
Em português, quando falamos a letra P, por exemplo, estamos,
literalmente, falando Pê (ou seja, P e E). Assim, E é a vogal natural
do P. Quando falamos o K, estamos dizendo Ka (ou seja, K e A); e
quando dizemos X, estamos falando Xis (ou seja, X, I e S), portanto
as vogais naturais do K e do X seriam, respectivamente, A e I. O
segundo modo de recitar o nome do anjo é usando essas vogais
naturais, portanto. Para estabelecer um paralelo com o português,
yair alon xvii

se tivéssemos um anjo cujo nome escrito é PKX, leríamos PEKAXI.


O nome do anjo que usamos de exemplo anteriormente, ’HYW
PSQTYH, seria, então, AHêYuVa PêSaCuTaYuHê (porque as con-
soantes são Alef Hê Yud Vav Pê Samech Cuf Tav Yud Hê e as vogais
naturais são, respectivamente, AEUA EAUAUE).

Manuscrito
Para encerrar essa introdução, algumas notas sobre o manuscrito.
A versão mais antiga se encontra em um manuscrito chamado MS
Sassoon 290.2 Em termos de publicação, ao que me consta não
há uma publicação por editora comercial do livro em português,
embora um dos participantes do projeto que lancei por e-mail entre
meus alunos afirmou que um conhecido possuía uma tradução ao
português. Pedi mais informações a essa pessoa (para que ela falasse
com o amigo) e para ver a tradução existente, mas não recebi res-
posta e nenhum livro me foi mostrado. Ao que tudo indica, se essa
tradução existe ela foi feita de maneira independente (não por uma
editora comercial, pois busquei em todas) e diretamente do inglês
(edição que comento a seguir). Assim, se essas minhas hipóteses
estiverem corretas, essa é a primeira tradução em português do

2 C o m o o m a nu s c r i t o f o i d a d o à B i b l i o t e c a d e G e n e v a , e l e
também recebeu um novo nome e número, e é conhecido como MS
Genève 145. O manuscrito inteiro é composto por mais de seiscentas
páginas de trat ados e receit as de C abalá Prática, compilados p elo
R abi Io s s e f Ti rs h om , prov ave l m e nte n a Tu rqu i a ou Gré c i a , n o
s é c u lo XVI. O liv ro foi int itu l ado S efer Shoshan Iess od Haolam.
D ent re os t rat ados, est á o famos o “E sp ad a de Mois és”, o c up ando
as p ág inas de 60 a 84. O manus cr ito completo est á dig it a lizado e
disp onível on line, em a lt a res oluç ão, em http://w w w.e-co dices.
unif r.ch/en/list/one/bge/cl0145. Foi ness e manus cr ito que b as e ei
min ha t raduç ão.
xviii a espada de moisés

livro A Espada de Moisés diretamente do manuscrito original em


hebraico/aramaico.
Além do português, existem duas grandes publicações do livro,
em editoras comerciais. Uma em inglês, feita por Moses Gaster em
1896, e a segunda feita por Yuval Harari,3 para o hebraico moderno,
em 1997 (parece que uma tradução inglesa da versão hebraica de
Harari será lançada, embora não se saiba quando). Evitei ao máximo
usar essas duas fontes pois não gosto de ser influenciado por tra-
duções de outros quando estou fazendo minhas traduções. Além
disso, a tradução de Gaster elimina praticamente todos os Nomes
sagrados do texto. Mesmo assim, em casos de palavras desconheci-
das, consultei a tradução de Harari. Fiquei feliz de saber que todas
as palavras que eu desconhecia e às quais não encontrei referência
ele também não conseguiu traduzir, e deixou no original.
É importante salientar que algumas páginas e fragmentos do livro
foram encontrados na famosa Guenizá do Cairo. Essas, ao contrário
do MS Sassoon 290, são datadas do século XI ou XII, assegurando
que pelo menos parte do livro tem pelo menos 700 anos.
Tradicionalmente, o texto foi atribuído a Moisés, como o título
atesta. Seria um dos presentes que Moisés recebeu dos anjos quando
subiu aos céus, conforme explicado no Talmud (Shabat 88b e 89a).
Segundo essa tradição exotérica que além dos cinco livros da Torá
(o Pentateuco), Moisés teria escrito cinco livros de mágica para uso
pessoal, que não entraram para o cânone bíblico e que, em partes,
se perderam ao longo da história. Esses cinco livros adicionados
são frequentemente chamados de Sexto, Sétimo, Oitavo, Nono e
Décimo Livro de Moisés. O manuscrito da Espada de Moisés traz
como subtítulo “Nono e Décimo Livros de Moisés”. Historicamente,

3 Autor do excelente “Homo Sapiens – Uma bre ve histór i a d a


humanidade” e do mais recente “Homo Deus – Uma breve história
do aman hã”, que aind a não t ive a op or tunid ade de ler, mas ten ho
cer te za que é excelente.
yair alon xix

não se sabe quem é se autor, e os historiadores costumam datar o


livro como sendo escrito entre 750 e 1000 d.e.c.

Notas Técnicas
Termos hebraicos ou aramaicos cuja definição é desconhecida
foram deixados em itálico. Palavras que aparentemente faltam do
manuscrito, mas que são necessárias para compreensão foram
postas em colchetes. Referências bíblias e a textos judaicos não apa-
recem no original e foram adicionadas por mim entre parênteses.
A numeração dos nomes na parte II e das receitas na parte III foi
feita também entre colchetes. Ao final do livro está um apêndice
sobre como são formados em geral os nomes de anjos, para quem
deseja entender as longas cadeias de consoantes hebraicas aparen-
temente sem sentido.

Yair Alon
PARTE 1
3

Em Nome do Grande e Santo Deus

Quatro são os anjos encarregados da Espada, dada da boca


de ’H VH YH HH HYH, Senhor dos segredos. Eles também são
encarregados da Torá, e enxergam com escrutínio os segredos dos
[mundos] inferiores e superiores. Estes são seus nomes: ŠQD ĤVZY,
MRGYVY’L, HDRZYVLV e ŤVŤRYSY.
E acima deles estão outros cinco ministros, que são santos e
poderosos. Eles pensam nos segredos de ’HY HY YHY no mundo
sete horas por dia, e são encarregados de milhares de milhares de
miríades e milhares de carruagens afoitas para cumprir o desejo de
’HY HY HYH, Senhor dos senhores, Deus honorável. Estes são seus
nomes: MHYHVGȘY, PĤDVTTGM, ’SQRYHV, ŠYTYNYĤVM
e QTGNYPRY. Cada uma das carruagens sobre as quais eles são
encarregados, sobre cada uma delas o ministro se deslumbra e diz:
“Porventura têm número as suas tropas?” (Jó 25:3). E o [anjo] mais
inferior dessas carruagens é um ministro maior do que todos os
outros quatro ministros mencionados anteriormente.
Acima deles há [outros] três ministros, todos eles ministros de
tropas de ’H YVH VYV VYV, Senhor de tudo, que faz com que
Seus oito palácios tremam com estrondo, tumulto e sacudidelas
diariamente. A eles é dada a autoridade sobre todos as obras de
Suas Mãos, e por baixo deles há o dobro de carruagens. O menor
[anjo] dessas carruagens é um ministro ainda maior do que todos os
outros mencionados anteriormente. Estes são seus nomes: ’SHHY,
ŠŤRYSHVYH e SHVTGY’YH.
4 a espada de moisés

O ministro e mestre, o rei [desses anjos], é ’HYV PSQTYH, que


se senta e todas as tropas celestiais se ajoelham, se curvam e se pros-
tram no solo diante dele, diariamente, depois que são dispensados
de se prostrarem diante de NQȘ ŠL’H HV ’VHH, Senhor de tudo.
Quando você o invocar, ele será forçado a fazer o que você
manda, e também ficarão sujeitos a você [todos os três ministros e
suas carruagens e] todos os cinco ministros e todas as carruagens
que estão sob sua autoridade, e todos os quatro ministros que estão
sob seu comando. Isso porque foi desse modo que ele e todos esses
ministros foram ordenados a serem subjugados por Moisés, filho de
Amram, exigindo que fossem subjugados a ele todos os ministros
que estão sob seu comando. Eles não podem se demorar ao serem
conjurados e nem fugir da invocação, nem para cá, nem para lá,
e são obrigados a dar a qualquer um que os invoque poder sobre
esta Espada, seus segredos e seus mistérios ocultos, bem como sua
honra, sua grandeza e seu esplendor. Eles não podem se demorar
por causa do decreto de ’BDVHV HVH ȘL ’LYH ’L YH que está
sobre eles, dizendo: “Sempre que um ser de carne e osso invocar a
vocês, não se demorem em atender ao seu pedido, e não o tratem
diferente do que ordenado por Moisés, filho de Amram, meu servo,
pois quem quer que invoque a vocês o faz por Meu Inefável Nome, e
é ao Meu Nome que vocês prestam honrarias, e não ao ser de carne
e osso. Se não fizerem o que lhes for pedido, Eu os queimarei, pois
não respeitaram a Mim”.
E cada um deles deu a ele [Moisés] uma palavra pela qual o
mundo é manipulado. As palavras são palavras do Deus vivo, Rei
do Mundo. Eles lhe disseram: “se você quiser utilizar esta espada e
passá-la às gerações futuras que vierem depois de ti, o ser humano
que desejar em sua alma utilizá-la deve se consagrar e santificar por
três dias afastando-se da polução noturna e da impureza ritual. Ele
deverá comer e beber apenas de noite. Sua comida deve consistir
de pão feito por um homem puro, ou pão feito com suas próprias
mãos juntamente com sal puro. Ele deve beber apenas água. Nenhum
yair alon 5

outro ser humano pode saber que ele está fazendo isso para poder
manipular a Espada, porque estes são os segredos do mundo e
devem ser feitos em segredo. Eles devem ser transmitidos apenas
às pessoas de recato”.
No seu primeiro dia de isolamento, faça imersões e depois disso
não é mais necessário fazer imersão alguma. Reze três vezes por
dia e depois de cada oração você dirá o seguinte: “Bendito és Tu,
QVSYM, Meu Deus, Rei do Universo, o Deus que diariamente abre
os portões do leste e separa as janelas do Oriente, iluminando a
todo o mundo e a todos aqueles que nele habitam em meio à Sua
abundância de misericórdia, com Seus segredos e Seus mistérios;
e que ensinou a seu povo, Israel, Seus segredos e Seus mistérios,
e lhes revelou a Espada com a qual se pode manipular o mundo,
e lhes disse: Quando vierem usar esta espada por meio da qual
qualquer desejo é realizado, e todo segredo e mistério é revelado,
e cada sinal, milagre e maravilha é operado, diga o seguinte diante
de Mim, proclame o seguinte diante de Mim, e invoque a tal e tal
diante de Mim. Imediatamente concordarei e realizarei o que vocês
desejam e a vocês darei a autoridade sobre esta Espada, para com ela
realizar qualquer desejo. E os ministros concordarão com vocês e
meus santíssimos realizarão o que vocês desejarem, e imediatamente
vão fazer do seu desejo realidade, e entregar-lhe Meus mistérios e
revelar os Meus segredos a ti, e te ensinar as Minhas palavras, e farão
os Meus milagres manifestos a ti. Eles ficarão contigo e servirão a ti
como um discípulo diante de um mestre. Seus olhos se iluminarão
e seu coração verá e perceberá tudo o que é oculto. Sua estatura
aumentará’. Eu o invoco, SVQYM, Rei dos mundos. Tu és chamado
YHVGH HV ’L YH, Rei do Universo; Tu és chamado PHV ZGH
VH VV ’L YH, Rei misericordioso; Tu és chamado ZHVT GYHH
’L YH, Rei de compaixão; Tu és chamado ȘHPRVHV HVH ’LYH,
Rei vivo; Tu és chamado SPŤHVTHV ’L YH, Rei humilde; Tu és
chamado QGYVHY HV HY ’L YH, Rei honesto; Tu és chamado
ŠHRV SGHVRY ’L YH, Rei elevado; Tu és chamado SPQS HPYH
6 a espada de moisés

VHH ’L YH, Rei puro; Tu és chamado QTTHV GTHY ’L YH, Rei


íntegro; Tu és chamado PTRYS HVPYHV ’L YH, Rei poderoso;
Tu és chamado R‘PQ ȘYVHYH ’L YH, Rei seleto; Tu és chamado
ĤVSH YHV HY ’L YH, Rei orgulhoso; Tu és chamado VHV HV
HY HY HVH ’H YH VH YH YH VH YH VH YV HY HYV YH,
Tu escutas minha oração pois Tu és Aquele que escuta as orações.
Submete a mim os Teus servos, os ministros da Espada, pois Tu
és seu Rei. Faze para mim todos os meus desejos, pois tudo está
em Tuas Mãos, conforme está escrito: ‘Abres a Tua mão, e fartas os
desejos de todos os viventes’ (Salmos 145:16)”.
Eu invoco a vocês, ’ZLY ’L, que é chamado HVDY ZHY HV
HVH; ’R’L, que é chamado SQRYSYHYH; Ť‘NY ’L, que é chamado
’TRȘ ’HYH YH; ŤP’L, que é chamado HVPQY HVH ’HYH. E o
mais poderoso de todos: HLYKYH, que é YVPY’L MYŤŤRVN,
que é chamado GHVDPŤHV HH YHH, morador das Alturas.
MRŠVT MLKY YDY’L, que é chamado SGHVH HYH; R‘ŠY ’L,
que é chamado MHVPTKYHYYŞ; ĤNY’L, que é chamado RHV
PGŤYH; HNY’L, que é chamado PHVŞPNY GYH; ’ŠR’L, que é
chamado THMVTYHYHYH; YŠRY’L, que é chamado QNYTY
PŞYH; ‘ŠH’L, que é chamado YHVT NŤHY HYH; ‘MVH’L, que é
chamado RVPNYGYH VSSYH; V’ŞR’L, que é chamado ŠHGNV
TGYHH, para se submeterem a mim e darem em minhas mãos a
espada, para que eu a use conforme o meu desejo e receba abrigo
à sombra do Eterno, que está nos Céus. Nesse honorável, grande e
temível Nome HV HY HHY HV HH ’H VH YH YH HVY HV HY
HV HVH YHV Y’ HV HV YH YHV HY HV Y’ YH VH HV Y’ HV
HVY HYV HV YH VH YH HV HVH YHY HV YH ’HYH MHVH,
as vinte e quatro letras sobre a coroa, eu vos conjuro para que me
deem por meio dessa espada os mistérios dos mundos superiores
e inferiores, os segredos dos mundos superiores e inferiores, e que
meu desejo seja cumprido, minhas palavras sejam ouvidas e minhas
exigências sejam atendidas literalmente por meio da invocação feita
por este Nome precioso e honorável em Seu Mundo, onde estão
yair alon 7

presos e encadeados todo exército. O nome explícito é HH HH


HVH HHYY YVHH ’H VH NYH HVH PH VHV HYH ŞHV ’H
VH HYH HH VH YH VH YH SYH VH YH VYH, bendito seja.
Ordeno que não demorem e não me machuquem, nem façam com
que eu trema ou tenha medo. Em nome daquilo que é reverenciado
por Nosso Rei e cujo temor repousa sobre vocês, e que é chamado
PRZMVTGYH SRĤVQTYH HYGNYTYH ŤRSNYHYH QRZ-
MTHV ŞGYH YH VH HYH HV HY H’ HVH HVH ’HH HHY
’H VH HVH HYH ’H VH YH YHH YHV YHY ’V HH ’H HH H’
HYH ’H ZQRYDRYH. Façam para mim isso para que eu os invoco,
e sirvam-me como a um mestre. Pois não é por alguém maior do
que vocês que eu os invoco, mas pelo Senhor de todas as coisas, por
Seu Nome, por meio do qual vocês e todos os exércitos celestiais
são mantidos, presos, amarrados e acorrentados. Se demorarem,
eu os entregarei ao Senhor, ao Santíssimo, bendito seja, e ao Seu
Nome Inefável, cuja ira, raiva e fúria ardem Nele, e que honra a
todas as Suas criaturas por uma de suas letras, e que é chamado
ZRVGDQNŤ’ QŞVPŞĤTYH ’HVH SQTY GYH GYGYM HYGYH
HV YH HNYH HVH QLŞG; de modo que se demorarem, Ele os
eliminará e vocês serão buscados mas não serão encontrados (cf.
Ezequiel 26:21). Protejam-me de minha impetuosidade e de ferir a
meu corpo em nome de ĤZQ’Y ’HYH VH YH HH YHH YH VH
HH YH HYH ’HYV YH HYV YHY VHVY HY HVY YH QQHVH
SQQHVH, guardião de Israel. Bendito és Tu, SVQYM, sábio dos
segredos, revelador dos mistérios, e rei do Universo.
Ouvi uma voz no firmamento, a voz do Senhor do Firmamento,
que é toda íntegra, e que dizia: Quero um mensageiro veloz entre os
seres humanos. A voz disse: E se minha missão for realizada, meus
filhos se tornarão mais sábios por meio de minha Espada que lhes
dou, e que é o início de todos os mistérios. Ela caiu nas mãos dos
maravilhosos videntes. “Assim será a minha palavra” (Isaías 55:11).
E foi dito: “Porventura a minha palavra não é como o fogo?, diz
o SENHOR” (Jeremias 23:29). Assim disse PGNYNYNVGSYH,
8 a espada de moisés

Deus dos Céus e da Terra, e que está acima de tudo. Eu, ’SSY ’SS e
’SYSYH e ’PRGSYH, o mensageiro veloz, estou em missão, e nisso
sou bom, e me apressei a fazer o que devia. E me ordenou o Senhor
de Tudo: Vá e escute aos seres humanos que são pios, bons, aptos,
justos e confiáveis, cujo coração não é dividido e cuja boca não
é desviada, e que com sua língua não enganam, e que com seus
lábios não mentem, cujas mãos não agarram, e cujos olhos não
maliciam, ao mal não correm, o corpo todo mantêm afastado da
impureza, desconectado da imundície, distanciado de tudo que é
vergonhoso, e que não se aproximam de mulher alguma. Quando
o Senhor de Tudo veio e me ordenou, Eu, ’SSY ’SS e ’SYSYH e
’PRGSYH, mensageiro veloz, desci à terra. Quando passei por ela,
disse: “Quem dentre os seres humanos possui tudo isso? Em suas
mãos eu pousarei. Busquei em minha mente, e com meus olhos
sondei, e especulei em meu coração, constatando que não há ser
humano que possa passar incólume a esse julgamento. Busquei, e
não encontrei. Não cruzei com nenhum desse tipo. O Senhor de
Tudo me invocou com o poder de Sua direita, e com a glória do
Seu esplendor, e a coroa de Sua glória, HVH VYH ‘QN HY DRYH
ŤHR QRVNNYH YH VH HH HHV HY YH D’.
Assim foi que fiquei sob juramento, eu, ’SSY ’SS e ’SYSYH e
’PRGSYH, em um pacto sob comando de Fulano filho de Sicrano,
em nome de QMBGL ‘QMH VH ZRVMTYH YHY KRVQ ZNVTYH
YRPHV ĤTYH QŞY VŞYHŞ YHŞ YHŞ. Este é o grande e precioso
Nome que foi dado ao ser humano: YH BYH ’ Ş ’H B’H HVY
HV HV VH Y’ HV ZH VH VH ’H YH YHV HH YHV YHV ’QP
HY HH YY’H HH H’H HV’H HHVH HYY HV HV HY, santo,
santo, poderoso, poderoso, Sela. Invoque-os depois de sua oração,
e estes são os nomes dos anjos que servem aos seres humanos:
MYŤŤRVN, SGDDTŞYH e MQŤŤRVN, SNGVTYQT’L, e NGY-
QTG’L, e YGV’TQTY’L, e ’NTGQS’L, e ’NTVSSTY’L, e MYK’L
SRVG, e GBRY’L ŠQTKNYH, e HDQRVNTY’L, e ’NHSG’L, YHV’L,
TYZRT, NSY’L, e SYGSŤH’L, e ‘NPY, QQPY’L, e NHR, GSGNHY’L,
yair alon 9

e YKNY, ’TYH’L, e ’QTQLYQ’L, YNH, GYTNY’L YH. Assim ser-


virão a mim, Fulano, filho de Sicrano, e receberão minha oração e
meu desejo que almejo, e o erguerão para diante de YHVH HH SHH
’HH HH VH VH, o Santíssimo, bendito seja, em cujo Nome eu os
invoco e imponho um juramento sobre vocês, como um pássaro
que entra no ninho. Meus méritos vocês mencionarão diante Dele,
e com palavras de súplica expiarão por Meus pecados neste exato
momento, e não demorarão, em nome de
SH HH VH VYH YH VYH VH VH VYHH VYH ‘H HHVY
‘HV Y‘ HY HY HV HV YHV HH HVH YH VH, bendito Seja,
Tsevaot, Tsevaot, Sela. Que Seus servos O santifiquem e O adorem
de maneira agradável, e digam Santo, Santo, Santo, é o Senhor
deste Santo Nome. Cheia está a terra de Sua Glória (cf. Isaías 3:3).
E não demorem, por decreto de HV HYH YH HV YY YHV HY
HY HVH HY HV HH HHYH HY HVH HYH HVYH YHV HHV
HH HHVY YHV ’HV HH YH ’HH ’YH ’Y ’H ’Y ’H VH YH, que
vive eternamente.
E em nome de DYŤYMYN QYRVY’S VHV ’RQM GNLY’VS
QVSMVS QLYQS ’SQLYŤTR’ ’YLY ’LY MVPY SPR’ SŤGD’GS
ŤL’SY QŤM ’NT PRGV PYGH DYHY MYTQ’S NPL’ TŤ’ DVNYŤ’
TTMN’S ŤVP DVGZ MŤYG’ MHV VHVŤR ZYQQTYHV ’HVNY
YHV YH ’L ĤYNQYH PPŤY HY’S SPŞPNŤR; e em nome de SMRT
SMS PŞŞ ’DVNVĤT HVSYH ‘LYVN YH HV’Y ’V HYH PY PY
’YTYH VBŞRS MŞRPYH TSQYHV BŠTQŞR, o grande, de quem
nada é oculto, que vê mas não é visto; em nome de ŤYRQŤTYH,
que domina os Céus e é chamado YHV YHV VH YH YH ’H ’YV
VH NYHV HYH HY HY YHY VHY HVH YHV HYH HYH VH
HVH HH VYH YYH VHY HY YHV HY, o grande e exaltado Nome,
que o Rei do Universo fala de Sua boca de outra maneira: YHV ’H
YH VHHH YH VH YH YHV HH YH HV HVV HY HY HH HY
HV HV’ HV HYH HVYH YH VH YH VH YH YH HY HY HY
’HH ’HY HV HH YH YHY HV HVH YHV HV HH YYHV HH
YYV. Tu, mensageiro veloz, eu invoco: não demore e não trema, e
10 a espada de moisés

venha e realize para mim, Fulano, filho de Sicrano, todas as minhas


necessidades, em nome de YHV HHYV YHV ’HYV HHV HV HYH
HHY HVH YH VH HHY YH HV HYV HYH VHVT . R QTN-
GYH ZV QVSSYH ’HVNYH ’L HY NQTS’L YH HVH NYGGHH
PSQTRH HY HVH YH ZRVMTH HYH VBR ŠŤH HY HHYH,
o grande, que vê e não é visto; ’HVH, cujo significado e sentido
foi revelado para todos os exércitos celestiais. Explicitamente eu o
invoco, pois assim foi passada claramente a instrução para Moisés,
filho de Amram, da boca do Senhor de Tudo YHVH VH’H HVH
YHVH HYH HV HHNYHH YH HY HY HV HH YHVH SH HH
VHYH VHH HVH YH YH YHY LNHH YH YH ’H TBYNV ’YH
YHVŠ ’HYŠH V’GRYPŤ YHV ŞB’VT YHVH YHVH ŞB’VT é Seu
Nome. Bendito és Tu, Eterno, nosso Deus, Senhor das Fortalezas,
Sábios dos Segredos.
E quais são as letras que ŠQD ĤVZY deu a ele (Moisés)? Ele
disse: Se quiser tornar-se sábio e usar esta espada, invoque-me e me
conjure, segure-me e me fortifique e diga: Eu te invoco, ŠQD ĤVZY,
por um segredo grandioso, santo, maravilhoso, esplendoroso, pre-
cioso, magnânimo e temível. E esse é seu nome: YRVNYQ’ ’QPTH
HNH NHH YRK YDKYRVHV YH YH ŞYQ‘Ş. Por estas letras
eu os conjuro a submeter-se a mim e me fazer sábio, e a amarrar
para mim os anjos que operam a espada em nome do revelador de
mistérios. Amém.
Escreva sobre um pergaminho de couro [as letras de conjuração],
com tinta, e as carregue [as letras] com você pelos três dias nos quais
você se purificar. Faça essa conjuração antes e depois de sua oração:
MARGYY’L entregue-se a mim HY HV HYH VHY HVH YHV
YHVH HV HYH HV HVYH VHV HHYHV YVH HHVNYH HY ’V
HYH VH VH VH YH VH YHVH YHVH YHVH YHV YHV YHV
GNYNYH VHH; ŤRVŤRVSY entregue-se a mim ’HV HVH ’HY
HVH ’HVYH YH’ HVH YH YH HVH HVD’ ’H VHH HY HVH
V’HYH HVYH ’HH VYH VH HY ’HYH YHYH YVH HY ’H ’H YH
’HH VYHVH HYH ’HY HYH YHYH ’H HYH ’YH; HDRVYZLV
yair alon 11

entregue-se a mim HHV’ HH YH YH ’V HYV HH’ YHVH ’H HH


’VY HH’H VYH ’HYH ’VH’ HYH VYH HH YH HVH’ HYH HH
VH YHH VHHYH HVHY HVHH VYHH; MHYHVGŞYY entre-
gue-se a mim YHH HHY VHH VYHH HHY YHH HH VHVH
HVH ’HYH YHV HH VH YH HYH YH H’ HVH YHV YH H’ HVY
H’ YH ’H HV YYH HVY HH HH VH ’H VH ’HYH YH YHVH
HV HVH HY HVH; PĤDVTTGM entregue-se a mim ; ’SQRYHV
entregue-se a mim B’H BHYN ’SVNYHH ŠMGYHH HVY YHH
YH HV VHVYH HVY HY VH HY YVH HV HVH YHY HV
YHY HYVHY HHVH HHYH HHYVY VYVHH VYHH ’L HYH
’H HYH H’H ’H HY ’HVY ’HVYH; ŠYTYNYĤVM, entregue-se a
mim ’H ’H VYH H’L VH HYH ’L HHY VHH’L HYHY’L ’LHYH
HYH ’HVY VYH ’HHV YH VHY HYH ’H H’ HYH ’L HHV’L
HHY ’H’ QMM’H HL’L; QTGNYPYY, entregue-se a mim H’ HV’
V’H ’LH’ SMH ’H ’LH’ SY’H VHH ’H YHH ’VHH ’HH’ VMYŞ
HV HYH MYTYH ’’LDHVY VYH HV HV ’L LYH HV HY VH’Y
VH’V YH H’ HV VHY VHY VYH ’HH HVH YHV YH YHH YH
HY HYH YH VYH VH ’H ’Š ’HY ŠYH; ’SQVHHYY entregue-se a
mim ’HV YH YHY ŠYH YHZYH YHV YHH ’H VH ’HVH ’HYH
’HV YH YH YHH ŠNY HVH MKNVSYHH YH HVH HVY H’
MSKPNHYH YH HY’; SŤRYSHVYH entregue-se a mim HVY
H’ DYYH’ ’HYŠ HVH SQQ HVH HYH ’HY HVH QNQSHYH
HVH YHH YHD ’H ’H VHYH ’H YH VHYH VD HYH YHV HH
YHV HYH HVH YHHYHVH HYH YH; SHVTG’YH entregue-se
a mim YH HY??? Y?(H)YHV YV HYVY YHH VH HHV YYHH
HH HH HY HHVH YYH HYV ’H YH’ HH ’LHV HYH QHYH
VYVHH ’YVY HY HH STYHV HH YY HVH YHV HY YHVH
YHV HYHY YHVHYH YV YH YH HVH YHVH HH HYH YH
VYH HYH YHV YHV HY HV; ’HPSQTYH entregue-se a mim
HV LYH HYH HHVH ’H VH HHYHYHV HVH VH ’HV HYH
YHV HV DYH YH ’HH VHH YH VH VHH HY HVH VHYH VH
HYH ZHYH VHV HYHYH HVH ’H HY ’V HH ’HYHH YHH
VY VYH YH VHY HV HY HVH.
E eles [os anjos] não lhe esconderam nenhuma palavra ou letra
desses Nomes Inefáveis, e não trocaram sequer uma letra deles, pois
assim foram ordenados a agir pelo Senhor dos Segredos, dando-lhe
esta espada com esses nomes, que são os segredos da espada. E eles
lhe disseram: Ordene às gerações
futuras que vierem depois de ti que recitem esta bênção antes de
rezar, para que não sejam varridos pelo fogo: Bendito seja ’YZV’
’YZVNS que esteve com Moisés. Que ele possa estar comigo, ele
cujo nome é ’HVŞVŞYH RP’VZTYH RPV’TZYH ZHVGYHYH
HQŞŞYH ‘NTVTYHVH GDVDYHVH VYNY‘ŤŤVQTZYH PŞ’PY
PY ’ZYH ŤHRVGSGYH ŠDYH QTŞYH RHVMY HVH TGPMŞYH
’HYVPSQTYH TYŠMŞYHYH MŞHVGTHYH ’BHYTYZYH
QPHVHY RPŤGVT RPRPŤR YMRŤRYH QBRSYH NKD QTS-
NYH MRP’YRYH GNŤSRD HVH DYD’RR’H QDYDHH QGYŞHH
VDYN’VŞYH ’PSVNYH ’Y PY LY M’SSVN PRQVMYH ’Y PY
QVĤZYH ’YRVNYH ’YPRVNSYH ’PSY(R)V’H ’HYH ’H DY,
envie a mim ’ĤRY’VSSHV YHV QTSHHYH que é quem move os
querubins, e que ele me ajude. Bendito seja QVSYM, [que rege] a
espada.
Quem deseja utilizar esta espada deve fazer suas orações, e
ao chegar à parte Shomea Tefilá,4 deve dizer: “Eu os conjuro, os
quatro ministros ŠQDĤVZY, MRGYY’L e ŤRVŤRVSY, e HDRVY-
ZLV, servos de HDYRYRVN YHVH HRYRYRVN HVHY HDYH
DYHYRVN HVH, para que aceitem minha conjuração mesmo antes
de rezar, e minha súplica antes mesmo de expressá-la, e que façam
para mim todos os meus desejos com esta espada, como fizeram a
Moisés, com o Nome Poderoso e Maravilhoso, operador de milagres,
que é explicitamente HV HYH HVH SPR HVH HYH YHVH VH
YH VHV YVHH ’HVSHH YHH QQS HVH. E ele chamará aos
cinco que estão acima deles, e dirá: Eu os conjuro MHYHVGŞYY
PĤDVTTGM ’SQRYHV ŠYTYNYĤVM QTGNYPYY HDVDY

4 E ss a b ênç ão (“E s c ut a a re za”) é a dé cima s ext a d as de zenove


profer id as na Amidá.
VHVH YD GBRY’L YH HV HDYRYRVN a aceitar minha con-
juração mesmo antes de os conjurar, e que se prendam a mim e
prendam a mim esses quatro ministros e todos os acampamentos
das carruagens dos ministros sobre os quais vocês são encarregados,
para que façam a minha vontade com esta espada por meio deste
Nome amado: ’HY HVH YH VH ’Y ’V HHY HVHY ŠHVSHH
YVH HV HVV YH YHH YVH HYY. Então ele chamará os três
ministros que estão acima deles e dirá: Eu os conjuro ’SQVHHY
ŠŤRYS HVYH SHVTGY’YH, os amados de ZRHVDRYN que é
HDYRYRON, para que fiquem presos a mim e que prendam a
mim MHYHVGŞYY PĤDVTTGM ’SQRYHV ŠYTYNYĤVM
QTGNYPYY ŠQD ĤVZY MRGYY’L HDRVYZLV que estão sob
sua autoridade, para que façam minha vontade com esta espada
por meio deste Nome único: HH HVH HVY ŠQŞD HŠH HY ’V
HV HH YHH PTŤGHV HH YH YHV HV HYY VHY YHNYH
VNHHYH MTGMHVH HYQHH VHY H’ ŞR MQVQŞŞYH HYH
VHY HH TS HVV HYH YHV HY HYH VYH TYH ZYH THVHY.
E ele segurará o chefe de todos esses ministros e dirá: Eu o conjuro,
’HYVPSQTYH, corajoso e forte, chefe de todo exército das alturas,
para que fique preso a mim, você mesmo, e não o teu emissário, e
para que prenda a mim esses ministros juntamente contigo, para
fazer o meu desejo com esta espada por meio do Nome que não
tem substituto: YHVVH ’HH HVH HHY HH ’YH HYH HV HVH
YHVHY HV HY VHYH VHH ’HVHY HHY ’H VHVHY YH VH
’H VH ’H YV HY HV HY HYH HH VH YHV HVY HVY HHVH
YHV YHV, pois você é amado e Ele é amado, e eu sou da descen-
dência de Abrahão, que também era chamado de amado. Bendito
seja Tu, Eterno, Nosso Deus, Rei dos Segredos e Senhor do que é
oculto, que escuta nossas preces”.
E não se deve tocar ou manusear esta espada antes de fazer todo
o descrito aqui. Depois disso pode-se ir atrás de qualquer desejo
que quiser, como está escrito [na última parte do livro], escolhendo
o assunto desejado e fazendo o ritual na ordem correta.
PARTE 2
17

Essa é a espada:

[1-2] TVBR TSBR ’KN ŤŤH MYŤS. Talvez digam ’SQYH DYV-
QŤ’S LSUS ’NTS SDVPYPL’ SS’ ’V ’V [3] HV PH ’T’ HYPVRQST’
MVNBGYDYN [4] MNGYNYN NŤ NŤLS DYNYQ’ DYSVQ’
GVHY’ Ť’QS QVSMVSYH HYDRS’ [5] HYDRSŤ’ ’NŤ ’DYMN
’D’YMN ’HYNYN ŤL’YN ŤL’VS P’MVŤVS ’ŤVPRM ’ [6] Assim,
pelos nomes de todos vós, e conforme vossos epítetos e vossos
mestres, cujo poder está em todo local, e a quem não há nada que
se possa comparar, correi, apressai-vos e trazei a mim ‘SSY ‘S V’SSYH
V’PRNSYH YRVNYQ YRK YRŞ YHŞ YQŞ para que ele cumpra
todos os meus desejos em nome de Y’V YHV HH YH HYH ’VZRVS
‘VZVRVS SVMRŤ’ [7] Y’V YHV ’V LYHV P’RY G’ ’BKSS LVQY
LVQY’S NSSTTYH NKST’ NSST’ YZ’VS YV’VS YV’V YZ’V Y’V
Y’V Y’YY Y’YY ’DVNY ’DVNY YY YY YY ’YY ’YY YY’H YY’H
[8] QŤTH’ QGŤR’ QTŤRVS QNŤHS NŤGHVS SM’H QNŤ’ QGŤ’H
QNŤ’V [9] ’VNŤV QVNŤ’V QVNŤVV QVNŤZ ŠHZNG HDQVN
PRGZNYH PRHVQ’ PRVGNY’ [10] HVTMYS TGMYQVS SRGY
NŤGY’ ’YHVMY YH ’HMY YH SSPSS SGPSSS’ ’SMYLYS S’SYLYS
S’ [11] MSVLM MSVLM S’ ’TYDM ’TYRS ’YTYTYY ŤYTY Y’V
HVHY SVSBY HVH HV’ YHV SVPB’L SSB’L S’HMTV SDMTYH
SVTMYH BSVMYH BSVN’Y DYS’ [12] PSMY RVP’ RYM’Ť DYM’
SGDR’ ’TYS NHR’ DVR ’YSVS QVSŤ’H QVS’V QVS’H [13] PYTVN
QVTRYH ’PLV’Y MPLV’Y HY HY ’Y ’Y YHV YHV QYD’ RVDPS
DVGPTTS PYHV RP’H QVRYD’VS QVRVDS’Y ’YY [14] YQVRY
Y’ QVBY PRVYTV MGSS ’BL’ N’TH TTMSYH QTVMSYH ŠTVT
MHYH [15] HYMY HVMY HVH LB’NTH YH YH Y’YY Y’HV
18 a espada de moisés

’YY ’V HV HY ’V LMV ’BR TVHVT V’RHM [16-17] ŠDY ’LHV


’YLYHV ’LHYM ’LVHYM QQVSŤ’V QQVTSVŞYH’ SHVMTYH
BLTY ’DVNY [18] ’HYH YHVH ’SYHV HY QRNS HVH PDVS
HVH YPHYNYHS [YHV] YHV ’TNVS YH YH ’NY ’L ’NY HV’
H’ HV’ ZH HV’ ’L ’LHYM YH QDVŠ [19] RVS MYK’L GBRY’L
SHVTNY’L ’QDSY’L ŤTVGY’L MŞHVHY’L ŠSRVSŤY’L
PHNYDVSŤY’L [20] SŠTVMTY’L YYGD ’RS YYSRVTYH [21]
YY’ZNVYH YYBQTYŤ YYHVSHVPY’ YYGTHNYSYH YYDP’QTS
YYHSHDYH YYVVNYH YYMTMŞYH [22] YYHQLTYH
YYŤYRHYH YYV VPNSNYSYH YYBHVGYH YYLŠŠHQ YYM-
VTTHYNY VYYNVSSYH [23] YYSVSVGYH YYPPVBYHH VYŞ-
QVVYH [24] YYQRMTYH YYQSQPYH YYŠRHŤGS YYTTYH
ZRHVTY ŞB’VT QŞPT ŞB’VT SRNY’ ŞB’VT [25] ĤVTMV ŞB’VT
PTSG ŞB’VT QŠNŞ Ş‫ ׳‬SNYSQR Ş‫ ׳‬PRŠNTY Ş‫ ׳‬SNŤSYY Ş‫[ ׳‬26]
GYPRY’ Ş‫ ׳‬PYPY’H Ş‫ ׳‬KYPP Ş‫ ׳‬SVNHV Ş‫ ׳‬QDŠG Ş‫ ׳‬TYMV’S Ş‫׳‬
[27] HYVLHV Ş‫ ׳‬HVZQŤ’H Ş‫ ׳‬ŤVSY’H Ş‫ ׳‬RTYB Ş‫[ ׳‬28] M’VS Ş‫׳‬
YYRQVD Ş‫ ׳‬PLV’Y Ş‫’ ׳‬SQŤV Ş‫ ׳‬ŞB’VT SVLG Ş‫ ׳‬PVŤY’H Ş‫’ ׳‬RTS
Ş‫[ ׳‬29] Y’VS Ş‫’ ׳‬LQSH Ş‫ ׳‬YHPS Ş‫ ׳‬HV’Y Ş‫’ ׳‬ŤMS Ş‫[ ׳‬30] RTBV Ş‫׳‬
’KSVY Ş‫ ׳‬SHVHŞ ’SSLQ Ş‫ ׳‬YYĤŤ’H Ş [31] SSNVN Ş‫ ׳‬MVŠBV Ş‫׳‬
’ŠHYĤV Ş‫ ׳‬ŠHVHS Ş‫ ׳‬YB‘TNY Ş‫[ ׳‬32] YKŞRŞ Ş‫’ ׳‬ŤQNŞ Ş‫’ ׳‬ŤPVR
Ş‫ ׳‬MVSTS Ş‫ ׳‬MYHQN’H Ş‫[ ׳‬33] TPŞMT Ş‫ ׳‬RQRMŞ Ş‫ ׳‬MYHDH Ş‫׳‬
PHŠNY’ Ş‫[ ׳‬34] YGLDBY’ Ş‫ ׳‬KYN’ Ş‫‘ ׳‬PPNY’H Ş‫ ׳‬NYNŠVMYTVN
Ş‫[ ׳‬35] ’HRYBYH Ş‫ ׳‬HMVNY’M Ş‫‘ ׳‬MNPR Ş‫‘ ׳‬TPŤV Ş‫[ ׳‬36]
‘PNNYKYS Ş‫ ׳‬PPYPYM Ş‫‘ ׳‬PTY ‘SŤV ‘Ť’ŤRQM QVM ‘PRQYM
[37] QYM’ ‘ŤRYBYM ‘ŤHYPYM KP’ DYMNM DMNMYV YQVB
‘NŤN ‘PY’ VPRY’ Ş‫ ׳‬PYNV’H Ş‫ ׳‬KYPŤŞB PVĤY Ş‫ ׳‬QRŠG Ş‫ ׳‬TVMY’
Ş‫[ ׳‬38] ’TQMQYD’ DVPPSPYĤ DP’ DDVĤY ‘ZR ‘DDH ‘DVNY
YHV ‘DVN YH [39] ‘LYHV ‘KT ‘KTYMVM MSŤHVH MSGT-
VTYH SGN’V MNN Y’V PNDV’Y V’PNŤ ‘V Y’V YH YH [40]
‘TNVHY NVNY NY’V P’V GYBV ‘RYZP’ ‘RP’Y QRBT ‘ZŤR ‘P’DBT
P’VTYH VTV MVRTY’L MVGMR P’LYH [41] MYBG’M P’V
PNHVH PVHNPY ZHVMY HVH DQŤPM HVH QVTNŤ’ HVH
NYHNŤ’Y HV [42] TVPY HVH QRBPŤRNY HVH ŤTG’S HVH
yair alon 19

‘ŤGPNYM HVH [43] ŠQBM HVH SRGQN’M HVH TPMGRNY


HVH QDLVTY’ HVH QVŤB ŠGY’ HVH [44] MLNYY HVH YH
GVTYVM HVH ‘PRNVHH HVH ‘SGNVHH HVH BTNVPYY
HVH [45] YNŤVP HVH MN’ŞY HVH NHYVTTY’ HVH PRMM
HVH [46] QTNQ HVH SLNVTTY’H HVH QRNYNNM HVH
ŤLŤVŤM HVH N’LQVM HVH [47] NT’LMM HVH MDNVMY
HVH SYNYNYHY HVH Q’QT YH BYH BY ‘V ŤYH HVH [48]
MYBN’M PRVSPYH PYB’LV PHDKZ PYD’ PYPY YV’Y ‘Y ‘Z’RZ’
‘ZD’ [49] ’S’ GRMNY QRYPV ‘BRV BBRYK PSVYD YH PYNVD
NYDV PVKN PVKPY QV V’ HVH’ [50] H’HVN ‘H HDH ‘HHYN
‘HYN ‘HVN ‘RVŞ ‘NYF ‘DŤ BYSMY BYTRY BYSM’V BYPR’ŤV
BNPV BNYHV [51] B’TYR BYNYPY BYNVPY BTVR SSGNNYS
BR SRNNY’ SSNN BR ‘RGGYM ‘TVMY BR B’TVMY [52] ‘HPVTY
BR QQTHVM ‘NVPY BR ‘BQMY [53] ‘PVNY BR ‘PVPYNY ‘DNY
‘NŤMŤ BR Š’QŤM ŠBRVPY’ BR PTGNHVM ‘R’M QZY’M BR
‘GTŠ [54] QVQTM BR PHVHVPY ‘BRMMV’ BR YHVTNP’ ‘BRMV
BR ‘ŠNYHY BR ‘YLMV [55] ’TQNZ BR DVHYHN ‘HYLMV BR
‘DVS’YY’ ‘HYLMVM BR ‘HDVPY ‘HRVPY BR ‘HNVPY [56]
‘TVMY BR B’TMY ‘TMYV BR B’TYHVL ‘BDGH’ RP’ BR
NHVHYHVM [57] PNBYR BR BPNBYM PNBYR BR PSNBYR
‘NTLMV BR NYTŞNS ‘HSMV BR ‘PRNY [58] BRYYV’YLH BR
HNNSY’ ‘VPRNYM BR ŠHNYGYH ‘HRVGY BR ‘HPVRY
YVQŤYRVN BR BRTY’ [59] YVGY’ZMM BR TYBRNVM ‘BNHVQ
BR ŤYHŤRM SYMGŤL BR ‘VZVRVVM [60] YHV’YLVN BR
P’RGG YV’TŤ’ B‫‘ ׳‬BGTYMGY’ ‘QNYNS BR RKSVY LVQVSY B‫׳‬
SM’G YY [61] N’STRVHN B‫ ׳‬YV’M QNT’VT BR ‘YHVMGSM
S’PYH B‫‘ ׳‬YTVHYHM ‘YNVSY (?) ŠŤRSY HY’LTM B‫ ׳‬SYSVYY
[62] S’RMVG BR BYPTNY’ DVPYHSY B‫ ׳‬DMPŤGSNNSYY
‘PYSTNY B‫ ׳‬DVT’H ŤYPVS B‫ ׳‬QVSŤRSVS ‘PLNY B‫ ׳‬MPLGYM
‘Y’YTV BR ‘VTVT QDVSY’ B‫‘ ׳‬QVTG [63] ’BLQŤ B‫ ׳‬B’TYT’
HVMGNM B‫ ׳‬HVHSPY’ ‘YGNSM B‫ ׳‬HY’NLM ‘BRPQ B‫)?(׳‬
DMHVTTY [64] ’LYHVM BR ŠHP’ QQTRY’M BY KLTYT ‘HYSY
B ‫’׳‬DVNYTH PRVMM B‫’ ׳‬NYHVM ZZHVHSŤY B‫ ׳‬HHY’SY [65]
20 a espada de moisés

NSKY’ B‫ ׳‬PRTNY’ MB’TPY B‫‘ ׳‬PVPY’ ‘NPNY B‫ ׳‬BSŤY [66] ’SDVS


B‫’ ׳‬ŤDYTYT ‘PTŤY’ B‫ ׳‬DMGSSY’ VSPDNVS B‫ ׳‬NHVŠŤ [67]
YQVTNY BR ‘KTT HVH DHRM B‫’ ׳‬GTTĤM ’DVNYŠ B‫’ ׳‬YĤM-
NYY [68] ’TTRM B‫ ׳‬ŠLVMYM MYBNSM B‫ ׳‬SHVTTY’Y’ [69]
PRSVSY B‫ ׳‬PYBL QVŤN PND’ B‫ ׳‬DGD’T PYR’VS B‫ ׳‬PPNYŠY [70]
’BNMNM B‫ ׳‬ŤŤRVVTNY ‘VZL’H B‫ ׳‬SVTTNVM DVMŤTYY B‫׳‬
HYD’M [71] QYRYV’M NTGLTTY QVSMY HVH B‫ ׳‬QSŤLYT
QSŤ’ B‫ ׳‬QLVSD’YY [72] ’YLVHŠ B‫‘ ׳‬LPY B‫ ׳‬SNKM B‫ ׳‬PS’VT ’‘SNNY
B‫ ׳‬NDHVSY HVSTQVT B‫ ׳‬TLVBTSM [73] ’MŤRPY B‫‘ ׳‬NŤPRVMY
DYHVMYT B‫ ׳‬ŠVTYMT PŠŤNT B‫‘ ׳‬PŤVNG [74] NPŤNNS B‫׳‬
NŤRVSY DVGYQ ‘SY’ B‫ ׳‬TSMNY’ TTMŞY’ B‫ ׳‬ŠP’T ŤV’VT B‫׳‬
N’MVT SR’HVTYTN B‫ ׳‬ZQNVM [75] MPŤMY’ B‫‘ ׳‬HVSGY’
SŤPN’VT B‫ ׳‬ŞNPNŤM PRMYTT ŞPNY’Y B‫ ׳‬RKSVS MTY’ [76]
GSMS BR NVSMVŤ MŠŤRV MTYY LHM VBH PRNSVS ‘GSM
QQTT B‫ ׳‬MHRY’ [77] ’PMVMT BR PR’M STNVTY B‫ ׳‬ŠPTNM
TNPSYSY B‫ ׳‬SRPŤY [78] QHVHYHVŤ B‫‘ ׳‬B’YR ‘PQY’ B‫ ׳‬TSMTY’
SHDVR B‫‘ ׳‬ŞMM LVSRG B‫ ׳‬NPŤNY [78ª] ’HVŠV’ B‫‘ ׳‬HŠNY ‘TQM
B‫ ׳‬SRQVF ‘ZMVM B‫‘ ׳‬ŞLY’Y [79] ’ZRYQY BR KVRYSVY ŠM’M
BR Š’RY’M B’D’H B‫‘ ׳‬ZBZ’H [80] NNHYH B‫‘ ׳‬ŤŤ’H RGV’ B‫ ׳‬ŞQTY
ŠRYPY B‫ ׳‬THLVS’Y ŠYHM B‫ ׳‬BRQVŞ [81] HYTY’ TD’VM ‘QŠR
B‫ ׳‬YHVTYHH BLMVM B‫‘ ׳‬MV’M [82] BRQS B‫ ׳‬ŠHRVS BŤHVN
B‫ ׳‬BB’T ŠYPKN B‫ ׳‬PNYM BTVQYN B‫‘ ׳‬ŠRVM [83] TMYMM BR
HHLKN ‘ŠRHŞ B‫‘ ׳‬TNŞ ‘PNŤY BR P’LTZ [84] BRDQM B‫ ׳‬LHBN
BDRHVSY B‫ ׳‬ŤTMTY’ ‘ĤTY’ B‫ ׳‬ŤLKVQ [85] ’ĤYTY BR TMYTY
KYNYHY B‫ ׳‬MŠPQVHY BYV’Y B‫ ׳‬HVNTY’ LPNY’M B‫‘ ׳‬YDVHS
ŠLVŠNS’ B‫‘ ׳‬SRVMYM [86] Š’YLM B‫ ׳‬Š’YLPYVN‫ ׳‬MSYNYYH BR
MPRHYH YV’VM B‫ ׳‬YHVĤŠ VHVTŠŤQ B‫ ׳‬SŠNPHY [87] ’MPKL7
B‫‘ ׳‬QTN’Y SRVHM B‫ ׳‬ŤBYHM HSDHG B‫ ׳‬ŠHDVDM [88] ’ZMYYM
B‫ ׳‬TTMP’M ‘HRVTYY B‫ ׳‬S’’VM VHVHVM B‫‘ ׳‬HBSG ŠMTY’ B‫׳‬
‘TTRYVY LSVTTYY B‫‘ ׳‬SŤRHYY [89] YŞY’VM B‫ ׳‬HRVMNŤY
‘KSLM B‫ ׳‬SHNVTY’ ‘LPNT B‫ ׳‬SSQTYN QBLHM B‫ ׳‬QTRVTY [90]
N’PŤN B‫ ׳‬RVPNYHVM ŠYRMŤY B‫‘ ׳‬ŠM’ ŠLTTHVN B‫ ׳‬PHŤ’
YŠQVM B‫ ׳‬PNHVM ŤVBYM B‫ ׳‬YYHVSYY [91] LHRŤN (B‫)׳‬
yair alon 21

NMVLŤM ‘HVS’ BR ‘PRYHŞ MŠKNV B‫‘ ׳‬RĤZ HQLQT B‫ ׳‬ŠLQVT


[92] DVDY’H B‫‘ ׳‬ŠSVLSY ŞHVMTYY B‫ ׳‬K’SYY ‘LND’Y B‫ ׳‬ŠHNVSY’
QTYLTYV B‫‘ ׳‬SDVHY [93] ‘PŤYNVNY’ B‫ ׳‬TLVMT HVH NN’VSY
B‫‘ ׳‬PHYNQVY ŠYTMVHH B‫ ׳‬MHHSVH LBVTNY’T BR TSN-
VTTY’ RB ŠŞDY B‫ ׳‬RB QMVM RB ‘MRM B‫‘ ׳‬YNYTHH SNNYHH
B‫ ׳‬M’LTYHH [94] YVLYLVYHV ‘VPD’SY VHYH HV HY ‘Y ‘Y
‘YH ‘YH ‘H ‘H ‘V ‘H HYHVN ‘HYN ‘HYN ‘HY ‘HYV ‘HYHVN
‘HYHY ‘HYHY [95] ’PVVN ‘PYVN B‫‘ ׳‬VSVTY YHHY YV’Y HY’H
‘VLMV LMY’ LMYVN ‘RŤG ‘RŤ’N GYDYH GDYH GDY’L TDV
[96] LDY’K YHVH VHY HVH Y’V Y’V YV’H YY’H YV’H YV’H
T’Y YH’Y Y’V ‘Y Y’V ‘Y T’V [97] HYPRV HYPRV ‘VSR’Y
SPPYDVN GVPYPYVN M’PPYVN TYVN [98] GDVTY YDBT’
GHVHHYR ŞGDVM HDDYVMY PLMVMY QŤTMY QŞŤHMY
[99] MHRYVMY ‘SMMYY HVPYMY YV’H ‘TRMY H’H Y’ŤYSMY
HV’H SSMV’Y ‘HVH [100] QHTŤY ‘HVH PDHVMY YHVHY
[101] ’TGMY HVHY PH ŠMTNY HVH ŤRVMŞH HVHH TTLY-
VHY [102] ’YY ‘YY YYY’ YY’ HY ‘Y ‘H HH YV’Y HY PM GNY
PRNGY PRYNG ‘GY MYK’L Y’V GBH’L ‘H ‘NY’L YH [103] ‘PH’L
YVY VŠRY’L V’T’L YVVY ‘TY’L VVY ‘LY’L YVHVH ‘NTY’L
YVHVY MLTY’L YYV VH [104] LVQYYV’L ‘LTY’L VMHNTY’L
YVV HY’H ‘BNY’L ‘HMN’L YYV VHY YVQY’L MŠQYT’L YH
[105] QBŞQY’L ‘H MPŤGY’L YYH MPRHY’L H‫׳׳‬Y HV VH ŠPTY’L
‘’ VHPYPY’L ‘H HGŤVTY’L ‘’ VHTMQY’L ‘’’H [106] GTHVTY’L
‘VV’ SGNY’L ‘V’ ‘PTNY’L ‘PYH ŠPŞY’L ‘VPYH [107] ZDVQZNY’L
‘PPYH DYNYH’L ‘ŞŞYH MBZHY’L ‘ŞQHYH KŠGTNY’L ‘ĤRYH
GVLHVHY’L ‘QTRYH YVBŤŤNY’L ‘ŞŠYH [108] BTQPNY’L
‘ŞPYH BSPYP’L(!) NYTQN’L ‘ŞNYH HPTY’L ‘ŞMYH NYQVŞY’L
N’LŞYH [109 110] TŠHVHY’L ‘ŞBYH BSPPYPY’L ‘SYYH ’R’’Q’L
’ŞŤYH HKSNY’L ‘ŞZYH ŠVRPY’L ‘ŞVYH [111] KLLY PTNY’L
‘ŞHVH NVTYTHY’L ‘ŞRYH NDRVHY’L ‘ŞNYH BDYZVHY’L
‘ŞBYH SPŤRY’L ‘Ş’HYH HDMY’L ‘HVH [112] KTRY’Y’L ‘HVH
ŠBQTNY’Y’L ’HVH NZRVHY’Y’L ’HVH HMVNY’Y’L ‘HVH
’HYHY’YL ’HVH [113] HDPVMM’Y’L ’‫’ ׳‬NTN’Y’L ’‫ ׳‬LHY’Y’L ’‫׳‬
22 a espada de moisés

QTGPHY’Y’L ’HVH QTVHG’Y’L ’‫[ ׳‬114] SMMQTY’Y’L ’‫ ׳‬ŠGTP’Y’L


’‫‘ ׳‬NTY’Y’L ’‫ ׳‬MHGY’Y’L ’‫ ׳‬ŠRQT’Y’L ’‫ ׳‬QMGGY’Y’L ’‫ ׳‬ŠNYQŞ’Y’L
’ ‫׳‬ŠLŠGY’Y’L ’‫ ׳‬KRŠŤGY’Y’L ’‫ ׳‬ŠL’P’Y’L ’‫ ׳‬MŠQVNY’Y’L ’‫׳‬
HVPYHY’Y’L ’‫ ׳‬QQM’Y’L ’‫’ ׳‬NPYT’Y’L ’‫ ׳‬ĤŤNYTY’Y’L ’‫׳‬
MNHVPP’Y’L [117] QGY’VSY’Y’L ’‫ ׳‬ŠPŞP’Y’L ’‫ ׳‬YVTMM’Y’L ’‫׳‬
NTNŞY’Y’L [118 119] BKLHV’Y’L ’‫ ׳‬HYLBV’Y’L ’‫ ׳‬QPGY’Y’L ’‫׳‬
HNŞPV’Y’L ’‫ ׳‬NŤMP’Y’L ’‫ ׳‬P’PPGGY’Y’L ’‫[ ׳‬120] QDŠYG’Y’L ’‫׳‬
MHV’Y’L ’‫ ׳‬ŠL’Ť’Y’L ’‫ ׳‬LHPP’Y’L ’‫[ ׳‬121] PYZQYH’Y’L ’‫ ׳‬MYT-
NHY’Y’L ’‫ ׳‬QPVTG’Y’L ’‫ ׳‬ŠMTY’HY’L ’‫[ ׳‬122 – 124] QRPRNHY’L
YHVH MRVPHY’L YHVHH HYVPQHY’L YH VHH ŠYLHY’PHY’L
YHVHH [125] HBQŠPHY’L YHVHH ‘PRGHY’L YHVHH
HŞ’PNHY’L YHVHH MVDDGHY’L YHVHH [126] P’PTŠHY’L
YHVHH PGPVHY’L YHVHH ŠŠMPRYHY’L YHVHH [127]
‘NPTNPHY’L YHVHH L’GQTY’Y’L YHVHH ŠBHTZHY’L
YHVHH YHVHH HLK’TŠHY’L YHVHH ŠMPRHY’L YHVHH
DBSHHNY’L YHVHH ŠDHKQHY’L YHVHH Z’PVSYL YHVHH
ŠYĤTHY’L YHVH ZMN’THY’L YHVHH PSPHHŠHY’L YHVHH
BRNPQHY’L YHVHH HMQŤYHV’L HVYH ’ŠŤNĤV’L HVYH
[128] QNYNSHV’L HDH ’ŠTNPV’L HVYH ’SPPMHV’L HVYH
MTMTGHV’L HVYH [129] ’BYRYHV’L HVYH ZRŤHV’L HVYH
BZLPPHV’L HVYH ŞHMQNHV’L HVYH [130] ’ŠMSNHV’L HV
YH QPLZGHV’L HVYH [13 1 ] MRGHMVHY’L HVYH
MRN’ŠSHV’L HVYH ŤYŤSHV’L HVYH [132 133] ’ŤŤHPHV’L
HDH ZPTRPHV’L HVYH LBYNYPPHV’L HVYH ‘GHNHV’L
HVYH [134] MPSGDHV’L HVYH Vós, anjos sagrados, superiores
a todos os exércitos de HVHY HVYH HYVHH VHH YH ’H YHH,
que vêm do Trono estabelecido para eles diante Dele, para ficarem
presos àqueles que subjugam a espada e para realizar-lhes os desejos.
[135]5 [136] Em Nome do Senhor de tudo o que é santo, o chefe de
todos os anjos deste mundo, QLTYR’ ’LY ’LY MPY MQRNS, aquele
que sela a terra e as alturas, criador dos seres humanos, Seus servos,
DHV HVH ’H VH YH VH HH acima, Deus, por meio de quem

5 = 1-5.
yair alon 23

[os anjos] eu sou visível no mundo, QLVTMY MQR’M ‘ŞPHVYY


ŠŠNVHYY, vocês, que são superiores a mim em todo lugar, o Mestre
de Tudo exige que realizem para mim aquilo que desejo, pois vocês
podem realizar todo desejo nos céus e na terra, em nome de YHV
HY HVHY HVH ’HV VHY YH HH VH HHY YVHY HY ’HY HY
HVH YHV HVH YHV HV YYH YHV YHV HH HHH YHV
HVHH YHY HV HVH HV’H HVVH YH HV HV VD HHV
YVHYH HH YVHY HVH ’HYH ’HV HVH YVHV HY HHV ’HY
’HH HVH HV HHY HH YH HH VH HH VYH HH ’VHH HHYHH
HH HH HHV YHH YH HY HHY HHY HHVH HHY HVH ’HH
YHV ’L ’L YHV, como está escrito: “Eu sou o Eterno, este é Meu
Nome” (Isaías 42:8).6

6 YHVH é Meu nome.


PARTE 3
27

[1] Se em uma lua cheia você quiser unir e amarrar um homem


à sua esposa para que sejam um só, não como amigos, e para anular
espíritos, espíritos maléficos e satans, e para prender um barco, e
para tirar um homem da prisão, e para todo tipo de coisa, escreva
em uma chapa7 vermelha, de TVBR TSBR até H’ BŠMHT.8 [2] E
se você quiser destruir montanhas e morros, e passar pelo mar e
pela terra seca, e para poder descer ao fogo e sair de lá, e para des-
tronar reis, e para enganar os olhos, e para impedir uma boca [de
falar algo], e para falar com os mortos, e para matar os vivos, e para
rebaixar e elevar e louvar anjos para que te obedeçam, e para apren-
der todos os segredos do mundo, escreva em uma chapa de prata
e ponha nela raiz de artemísia,9 de TVBR TSBR até H’BŠMHT. [3]
Para um espírito que se move pelo corpo, escreva em um magtsav10
de TVBR até MNGYNVN. [4] Para um espírito que causa infla-
mação, escreva de MGNYNVN até HYDRSŤ’. [5] Para um espírito
no corpo todo, escreva de HYDRSŤ’ até H’ BŠMHT. [6] Para um
demônio, escreva de H’ BŠMHT até Y’VYHV. [7] Para [um espírito
que causa] terror, de Y’V YHYV até YY YY YY. [8] Para difteria
diga sobre óleo de rosas de YY YY YY até ’VNŤV e ponha o óleo
na boca da pessoa. [9] Para dor de ouvido, recite sobre a orelha, no
lado que dói, de ’VNŤ V até HVTMY’S. [10] Para qualquer dor dos
olhos, diga sobre a água por três dias, sempre de manhã, de HVT-
7 O u l âm i na . A i d e i a é qu e s e d e ve f a z e r a i ns c r i ç ã o e m u ma
chapa metálica. Iss o é válido para to das as o corrências da palavra
“chap a” ao longo do liv ro.
8 É s e mpre d e ss e mo d o qu e o autor me nc i on a o s Nome s qu e
de vem s er us ados, e como explicado na int ro dução, eu numerei o
grupo de Nomes mencionados na parte III com o mesmo número na
p ar te II p ara que o leitor p oss a encont rar faci lmente a referência
des ej ad a.
9 Tamb ém con he cid a como f lor-de-s ão-j o ão, er va-de-s ão-j o ão
ou absinto.
1 0 P a l a v r a a r a m a i c a d e s c o n h e c i d a . Ao q u e m e p a r e c e , s e
t rat a de um mater i a l p ara es cr it a como o ut i lizado em amu letos
c ab a líst icos.
28 a espada de moisés

MY’S até MSVLS e depois a use para lavar os olhos. [11] Para catarata,
diga sobre óleo de gergelim de MSVLS até PSMY e use o óleo para
esfregar [o olho] por sete manhãs. [12] Para doenças [oculares] diga
sobre kuchla11 em pó em nome da pessoa, de PSMY até SYŤ VN e
a aplique por três manhãs. [13] Para sangue que escorre da cabeça,
recite sobre a cabeça da pessoa de SYŤVN até QVRY por três
manhãs, ao lavar as mãos ainda antes de descer da cama. [14] Para
o demônio Palga,12 diga sete vezes sobre um copo cheio de água e
sete vezes sobre óleo de gergelim, de QVRY até HYMY, para que
sejam removidos e saiam de Fulano filho de Sicrano. Amém Amém
Sela. Despeje a água do recipiente sobre a cabeça do enfermo e a
esfregue com o óleo. Faça isso por três dias e escreva em um amuleto
para a pessoa de “Eu vos conjuro” até “Amém Selah”,13 e pendure
sobre ela. [15] Para o espírito de hemicrania e para o espírito que
corta o osso,14 escreva de HYMY até ŠDY e pendure sobre a pessoa.
[16] Para um espírito que fecha e entope o osso, escreva de ŠDY até
’HYH e pendure sobre a pessoa. [17] Para dor de ouvido, diga sobre
o ouvido esquerdo de ŠDY até ’HYH na ordem inversa. [18] Para
surdez, diga sobre o intestino da shelifuta15 enquanto ele está sendo
cozinhado em óleo de ydy de ’HYH até RVS e coloque no ouvido

11 Kuchla era um p ó azu l ut i lizado como maqui agem s obre as


p á lp ebras, mas t amb ém p o de s e refer ir a um colír io, dep endendo
do contexto. Aqui, a referênci a p are ce s er ao p ó maqui ador.
1 2 S e g u nd o o Talmud , Pess achim 111b, u m d e môn i o qu e at a c a
quem faz su as ne cessid ades no t ronco de uma p a lmeira. C omo o
nome sig nif ic a “s ep arar” em aramaico, a lguns autores dizem s e
t r at ar d e u m d e môn i o qu e c aus a he m i c r an i a . C omo o próx i mo
remédio também é para isso, a hipótese pode estar correta. Jastrow,
no ent anto, em s eu dicionár io de aramaico, sup õ e que s e t rat a de
um demônio que c aus a p ara lisi a.
13 O u s ej a, a mesma fór mu l a que foi re cit ad a ora lmente.
1 4 É d i f í c i l s ab e r a qu e o autor s e re fe re n e ste e n o re m é d i o
s eguinte. Ta lve z s e t ratem de f raturas óss e as.
15 As p a l av ras que ap are cerem em it á lico d aqui até o f ina l do
liv ro s ão p a l av ras c uj a t raduç ão é des con he cid a.
yair alon 29

da pessoa, depois de ela ter dissolvido um pouco. [19] Para bolhas,


brotoejas e catapora, e pústulas infeccionadas, e feridas abertas no
órgão sexual de um homem que está amarrado16 e para hazozita, e
para hafofiata úmida ou seca, e pontos doloridos em uma pessoa,
diga sobre óleo de oliva de RVS até SŠTVMTY’L e esfregue com a
mão esquerda. [20] Para icterícia, recite sobre a água em que a
parietaria17 é fervida de SŠTVMTY’L até YY’ZNY’ e a pessoa deve
beber. [21] Para dor na narina, e para espírito da narina, recite sobre
o óleo de ydy, de YY’ZNY’ até YYHQLTYH e despeje-o na narina
da pessoa. [22] Para dor estomacal e dor intestinal, recite sobre a
água de YYHQLTYH até YYSVSVGYH e a pessoa deve beber. [23]
Para sarna, recite sobre a água em que o oleandro18 é fervido de
YYSVSVGYH até YYQRMTYH e a pessoa deve se banhar com a
água. [24] Para hazorta e tarsana e [problemas nos] testículos, diga
de YYQRMTYH até HVTMZ. Recite uma vez sobre eles e uma vez
sobre óleo de oliva. Esfregue-os por três dias [com o óleo] e os
mantenha afastados da água. [25] Para um mago negro,19 diga de
HVTMZ até GYPRY’ sobre sete jarros sem cerâmica ou vidro cheios
de água do rio e despeje sobre a cabeça da pessoa. [26] Para líquidos
descobertos,20 cuspa na boca da pessoa e recite sobre a boca da
pessoa ou sobre um copo de bebida alcoólica de GYPRY’ até HLY-
VHV e a pessoa deve beber e ver o que sai de sua boca. [27] Para
uma pessoa picada por uma cobra ou por um réptil que causa danos,
recite sobre o local da ferida ou sobre vinagre de HLYVHV até

16 E xpress ão us ada p ara s e refer ir a um homem com problemas


de imp otênci a.
1 7 Tamb é m c on he c i d a p opu l ar me nte c omo a l f av a c a d e c obr a ,
er va de vidro, er va f ura p are des, er va de s ant a ana, er va de noss a
s en hora e v it r íolo.
18 Tamb ém con he cido p opu lar mente como lo endro ou lo andro.
19 O u s ej a, p ara s e proteger de feit iços de um mago neg ro.
20 O Talmud proíb e que s e b eb a líquidos que p ass aram a noite
descobertos, por medo de espíritos malignos que podem ter
ent rado na b ebid a.
30 a espada de moisés

’M’VS e a pessoa deve beber. Isso também serve para qualquer tipo
de réptil ou encantamentos de répteis.21 [28] Para a mulher que vê
sangue [menstrual] fora de época, recite sobre a casca de ovo de
avestruz de ’M’VS até Y’VS e frite o ovo no forno. Depois amarre-o
na mulher. [29] Para qualquer dor na boca, recite sobre farinha
refinada de Y’VS até RTBN e a pessoa deve grudar a farinha na
boca. [30] Para shuchta e aschata recite sobre uma bebida alcoólica
de RTBN até SSŤN e a pessoa deve beber. [31] Para o nervo ciático,
escreva em um pergaminho de couro de SSŤN até YKŞRŞ e também
recite [esses nomes] sobre óleo de oliva e esfregue o amuleto com
o óleo. Unte também a coxa que dói e pendure o amuleto sobre a
pessoa. [32] Para retenção de urina, recite sobre um copo de bebida
alcoólica de YKŞRŞ até TPSMT e a pessoa deve beber. [33] Para
hemorroidas, pegue um novelo [de lã], ponha sal nele e mergulhe
em óleo. Recite sobre ele de TPSMT até YGLVN’ e a pessoa deve
carregar isso consigo. [34] Para quem tem inchaço e também para
quem sofre de gonorreia, recite sobre a água na qual parietaria é
fervida de YGLVN’ até ’HRVNY’ e a pessoa deve beber. [35] Para
nishma,22 você pode escrever sobre um magtsav de ’HRVNYY’ até
’PNGYKYS e a pessoa deve colocá-lo sobre o local da nishma. Tudo
que for do mesmo tipo também será curado. [36] Se você preferir,
use uma corda de lã e mergulhe em olho de ydy. Recite de ’HRYNYS
até ’PNGYKYS sobre ela e ponha no local da nishma. [37] Para
feridas profundas e feridas causadas por faca de ferro, ou para
qualquer ferida em geral, e para que ela não inflame ou infeccione,
recite sobre nafta branco de ’PNGYKYS até QYS’ e esfregue o local
da ferida. [38] Para tosse e dor de estômago, recite sobre o melhor
óleo de ydy de QYS’ até ’TQS e a pessoa deve beber. [39] Para vesí-
cula biliar e fezes, recite sobre água na qual uvas foram fervidas de
’TQS até ’LYHV e a pessoa deve beber. [40] Para o fígado de uma

2 1 E nc ant ame nto s e m qu e ré pte i s s ã o e nv i a d o s p ar a at a c ar a


uma p ess o a.
22 Ap arentemente, uma do enç a de p ele.
yair alon 31

pessoa doente, recite sobre um mingau de lentilha seca de ’LYHV


até ’TNVHY e a pessoa deve comer e dormir um pouco. [41] Para
baço, recite sobre um copo grande de vinho de ’TNVHY até MYBN’S
e a pessoa deve beber. E faça isso para a pessoa por três dias. [42]
Para o espírito que reside no útero,23 recite sobre óleo de cânfora24
de MYBN’S até TVSY e coloque sobre a mulher com um novelo de
lã. [43] Para uma mulher que aborta, recite sobre um copo de vinho
ou sobre qualquer bebida alcoólica ou água de TVSY até ŠQBS e
ela deve beber por sete dias. Mesmo que ela veja sangue, recite sobre
um copo de vinho e faça ela beber, e o feto viverá. [44] Para um
homem cujos pelos ou cabelos não crescem, recite sobre óleo de
nozes de ŠQBS até SLGY e unte o local. [45] Para conjurar um
ministro [celestial], escreva sobre uma folha de loureiro: Eu o con-
juro, ministro cujo nome é ’BRKSS em nome de SLGYY até YGŤVS,
para ser ágil, vir a mim e me revelar tudo que eu preciso de você,
sem hesitar. E aquele assim amarrado por você vai descer e se revelar
a você. [46] Para tirar um funcionário de seu cargo, por mais proe-
minente que seja, recite sobre terra de um formigueiro de YGŤVS
até QTNQ e jogue a terra na direção da pessoa. [47] Para curar
uma ferida, leve a pessoa à margem do rio e recite sobre ela: Eu
invoco sobre ti, ó ferida, em nome de QTNQ até NT’LSS para que
deixes, partas e sejas anulada de Fulano filho de Sicrano. Amém
Amém Sela. A pessoa deve então se imergir sete vezes no rio. Quando
ela sair do rio, escreva-lhe um amuleto de “Eu invoco” até ‘‘Sela’’, e
pendure sobre ela. [48] Para bordes, escreva em uma chapa de cobre
vermelho de NT’LSS até MYBN’S e pendure sobre a pessoa. [48a]
E se você não quiser que chova no seu telhado, escreva de MYBN’S
até ’S’. [49] Se você quiser ver o sol, pegue uma pedra dby, uma
trama de uma tamareira masculina e sente-se de frente para o sol.
Pegue uma pedra chamada atrophinon, espinhos de sarça e recite
de ’S’ até H’HVN. Você o verá como um homem vestido de branco,

23 Afet ando a g rav ide z e a fer t i lid ade.


2 4 Jast row t raz a p a l av ra como “piche” em s eu dicionár io.
32 a espada de moisés

e ele te responderá tudo o que você perguntar, e fará até com que
uma mulher te siga. [50] Quem quiser descer a uma fornalha ardente
deve escrever em uma chapa de prata de H’TVN25 até B’TYR,
amarrá-la à coxa e descer. [51] E se você for procurar um rei ou
regente e você quiser que ele te siga, pegue um vaso sora de água e
coloque nele uma raiz de artemísia, uma raiz de beldroega, e uma
raiz de artacles, e recite sobre ela de B’TYR até ’HSVTY e coloque-a
sobre carvões em brasa, em um receptáculo de barro sem cerâmica
ou vidro, e coloque nela folhas de oliva, e todo aquele que você
ordenar virá até você, mesmo que se trate de uma mulher. [52] E
se você quiser reverter o efeito, pegue água da fonte e recite sobre
ela de ’HSVTY até ’PVNY e jogue na direção da pessoa. [53] Para
tudo que você deseja desatar,26 diga sobre a água de ’PVNY até
’GTŠ27 e jogue sobre a pessoa. Escreva também [a fórmula] em um
amuleto e coloque sobre a pessoa. E você também pode usar isso
para libertar um homem da prisão. [54] Para pegar peixes, pegue
uma ânfora sem vidro e coloque folhas de oliva sobre ela. Recite
sobre elas de ’NTŠ até ’TQNZ e coloque-as na margem do rio. [55]
Para fazer uma mulher vir atrás de você, pegue um pouco do teu
sangue e escreva o nome dela sobre um ovo assim que ele for colo-
cado pela galinha. Diga diante dela de ’TQNZ até ’TVMY. [56] Para
fazer com que um homem te siga, pegue uma ânfora nova e mer-
gulhe-a em mirra negra. Recite sobre ela o nome dele e de ’TVMY
até PNKYR. Vá e não olhe para trás. [57] Para árvores que não dão
frutos, escreva sobre uma ânfora nova de PNKYR até BRY e enter-
re-a entre as raízes das árvores sem frutos. Regue a todas elas. Faça
o mesmo para uma tamareira que não dá frutos. [58] Para a decom-
posição esbranquiçada que se deposita sobre as frutas, escreva sobre
uma ânfora nova de BRY até BRTY’ e enterre-a na casa de irrigação
[cisterna?] daquele pedaço de terra. Também recite [esses nomes]

25 O cor reto é H’ HVN.


26 O u s ej a, p ara to do feit iço que vo cê des ej a desfazer.
27 A fór mu l a cor ret a é ’ NT Š, confor me a próxima fór mu l a.
yair alon 33

sobre água, cinzas e sal, e regue a terra. [59] Para espíritos merubia28
escreva sobre uma chapa de lata de BRTY’ até ’VZVRVVS. Recite
também [esses nomes] na orelha da pessoa sete vezes e cuspa
enquanto recita. Também recite os nomes sobre um cântaro de água
setenta vezes e faça a pessoa beber dele. [60] Para quem foi mordido
por um cachorro raivoso, escreva sobre uma pele de burro que foi
arrancada da carcaça de ’VZVRVVS até ’NSTRHVN. Tire as roupas
da pessoa e recite [os nomes] sobre óleo de gergelim e esfregue o
óleo em todo o corpo. Faça com que a pessoa vista roupas diferentes,
e pendure a pele sobre ela. [61] Para febre ou derivados de febre,29
escreva sobre a membrana do cérebro de um carneiro ou um cervo
macho de N’STRHVN até M’DMVG e pendure sobre a pessoa. [62]
Para alguém que está na estrada e se perde, deve-se dizer para as
quatro direções de seu uzar de S’DMVG até ’QVTG e o caminho
se tornará reto. [63] Se você quiser tomar algo emprestado de
alguém, recite sobre óleo de rosas ou óleo de aqusa ou óleo de suta
de Q’VTG até ’LYHVS. [64] Mais um jeito,30 se você quiser que
uma mulher venha atrás de você, pegue um pouco do seu sangue
e escreva no portão dela o seu nome e o nome dela, e no seu portão
escreva o nome dela e o seu nome. E recite em frente ao portão dela
de ’LYHVS até GSKY’. [65] Se você quiser saber se você vai ser bem
sucedido em sua empreitada ou não, pegue uma alface guilaá31 cujas
folhas estejam bem abertas, fique de frente para o sol e diga de
GSKY’ até ’SDVS. Observe: se as folhas murcharem e caírem, você
não deve fazer aquilo, mas se elas ficarem em seu estado natural
você deve ir em frente, e será bem sucedido. [66] Se você quiser
libertar alguém da prisão, recite uma vez diante dele, uma vez diante
do sol e uma vez diante da prisão de ’SDVS até YQVTNY. [67] Para
2 8 Um t ip o de espír ito ma léf ico comum.
2 9 Prov ave l m e nte re fe re - s e a re g i õ e s fe br i s ou fe bre s m e n o s
intens as.
30 Provavelmente ligado à re ceit a 55, que t rat a do mesmo tema.
3 1 Prov ave l m e nte a l f a c e d e fol h a s l i s a s e ar re d on d a s , d a d a a
raiz d a p a l av ra.
34 a espada de moisés

[dispersar] uma multidão, pegue pó da sua casa e recite sobre ele


sete vezes pelas ruas da cidade de YQVTNY até ’QTDS. Pegue
também pó das ruas da cidade e recite o mesmo sobre o pó, e jogue
na sua casa. [68] Se você quiser matar uma pessoa, pegue barro das
duas margens do rio e faça um boneco. Escreva o nome da pessoa
sobre o boneco. Pegue sete espinhos de uma tamareira seca, faça
um arco com madeira de huskaniata e pelo de crina de cavalo, e
ponha o boneco em uma sacola de pano. Estique o arco sobre a
sacola, atire e recite sobre cada um dos sete espinhos de ’QTDS até
PRSVSY, que Fulano filho de Sicrano possa ser ferido. A pessoa
será removida da sua vida. [69] Se você quiser enviar uma doença
[para afetar alguém], pegue [palavra faltante] de sete pessoas e
coloque em um recipiente de barro novo. Saia da cidade e recite
sobre ele de PRSVSY até ’BNSNS e enterre-o em um lugar que não
foi pisado por um cavalo. Em seguida, pegue um pouco de terra da
parte de cima desse recipiente de barro e espalhe diante da pessoa
[que você quer atingir], ou na soleira de sua porta. [70] Para enviar
um sonho para alguém, escreva sobre uma chapa de prata de ’BNSNS
até QYRYV’S e coloque-a na boca de um galo. Abata o galo enquanto
ele estiver com a chapa na boca e vire a boca ao contrária. Coloque
sobre as coxas dele e enterre o galo na parte de baixo de um muro.
Coloque o seu calcanhar sobre o local e diga o seguinte: em nome
de [nome faltando], que o mensageiro ágil possa ir e atormentar
Fulano, filho de Sicrano, em seus sonhos até que meu desejo seja
cumprido. [71] Se uma cobra te seguir, diga na direção dela de
QYRYV’S até ’YLVHS e ela vai morrer. [72] E se você quiser deter
um navio no mar, recite sobre uma ânfora ou uma pedra de ’YLYHŠ
até ’SNVRPY e a atire no mar, na direção do barco. [73] E se você
quiser libertar o barco, recite sobre terra ou sobre argamassa, de
’SNVRPY até NPŤGNS e atire na água. Quando ela dissolver o
barco será libertado para continuar navegando. [74] Se você quiser
fechar um forno, uma bacia ou uma panela para que ninguém
consiga acrescentar nada ao que está sendo preparado, recite sobre
yair alon 35

terra de NPŤGNS até SPŤSY’ em frente do objeto desejado e jogue


a terra em sua direção. [75] Se você quiser abrir os objetos, cuspa
diante deles e diga de SPŤSY’ até SGMS.32 Eles serão liberados e
poderão continuar sendo usados para cozinhar. [76] Se você quiser
cruzar o mar como se fosse terra seca, recite a fórmula a seguir
sobre as quatro pontas do talit, onde estão as franjas. Segure um
dos cantos [do talit] e deixe outro na sua frente. Diga de GSMS até
’PSVMT. [77] Se você quiser amaldiçoar a alguém, diga, enquanto
estiver rezando, durante a bênção Machnia Zedim:33 “que ’SQVHĤ
YY ataque Fulano, filho de Sicrano, em nome de ’PSVMT até
QHVHYHVT. [78] Se você quiser falar com os mortos, recite no
ouvido esquerdo do corpo de QHVHYHVT até ’HYŠVNY [palavra
faltando] e até ‘ZRYQY, e jogue nos orifícios.34 [79] Se você quiser
matar um leão, um urso, uma víbora ou qualquer outro animal
perigoso, recite sobre terra [tirada de baixo] do seu pé direito de
‘ZRYQY até NNHYH e jogue na direção do animal. [80] Se você
quiser amarrá-los [magicamente], recite sobre terra [tirada de baixo]
do seu pé esquerdo de NNHYH até HYŤG’Y e jogue na direção
deles. [81] Se você quiser abrir uma porta, pegue raiz da alga zirdeta
e coloque debaixo da sua língua, e recite em frente à porta de
HYŤG’Y até BYRQS.35 [82] Se você quiser matar uma vaca ou um
boi, uma ovelha ou um carneiro, recite no seu ouvido de BRQS até
TMYMS. [83] Se você quiser inflamar [no sentido amoroso] o
coração de alguém, recite sobre um pedaço de carne de TMYMS

32 O nome cor reto é GSMS, como s e vê na fór mu l a s eguinte e


na E sp ad a.
3 3 “ Tu S o bre puj a s o s p e r ve r s o s”, d é c i m a s e g u n d a b ê n ç ã o d a
Amidá.
3 4 D e p o i s d o No m e ’ H YŠ V N Y e s t á f a l t a n d o u m a b o a p a r t e
d o manus c r ito, o qu e l e v a a c re r qu e a qu i s e p e rd e u o f i na l d a
fór mu l a p ar a f a l ar c om mor to s e o i n í c i o d a próx i ma fór mu l a ,
que us a os Nomes de ’ HYŠVNY até ‘ZRYQY.DJ
35 Na E sp ad a e na próxima fór mu l a o Nome é BRQS, p or t anto
o Y de ve s er um er ro.
36 a espada de moisés

até BDRQS36 e ponha ao lado da pessoa. Ela deve comer a carne.


[84] Se você quiser deixar uma pessoa louca, recite sobre um ovo
de BRDQS até ’HYTY e dê para a pessoa diretamente em suas mãos.
[85] Se você quiser destruir a casa de alguém, recite sobre uma
ânfora nova de ’HYTY até Š’YLS e jogue na casa da pessoa. [86] Se
você quiser exilar alguém, recite sobre óleo de ydy de Š’YLS até
’SPKL e unte o umbral ou batente do portão da pessoa. [87] Se você
quiser fazer uma pessoa ser odiada, recite sobre sangue pingando
de ’SPKL até ‘ZMRS e jogue o sangue no umbral da porta da pessoa.
[88] Se você quiser provocar o aborto em uma mulher, recite sobre
um jarro de água de ‘ZMRS até YZY’VS e despeje a água no umbral
dela. [89] Se você quiser deixar alguém doente, recite sobre óleo
de oliva de YZY’VS até N’SŤG e a pessoa deve esfregar o óleo. [90]
Se você quiser saber sobre uma pessoa doente, se ela vai morrer ou
se recuperar, diga na frente dela de N’SŤG até LHRŤN. Se a pessoa
virar para você, vai se recuperar. Se ela se virar para a parede, vai
morrer. [91] Se você quiser segurar um leão pelas orelhas, diga de
LHRŤN até DVDY”H e amarre sete nós nas franjas do seu talit e
diga [a fórmula mencionada] sobre cada um dos nós, e segure o
animal. [92] Se você quer que a sua fama se espalhe pelo mundo,
escreva um amuleto de DVDY’H até ’FŤYGVNNY’ e o enterre no
seu portão. [93] Se você quiser encurtar o caminho diante de si,37
recite sobre uma única cana de zirdeta de ’FŤ YGVNNY’ até
YVLVYHV. [94] Se você quiser a cura para hemorroida, sem ficar
doente de novo, pegue uma semente de hana shiraa e torre no forno
e recite sobre ela de YVLVYHV até ’PYVN e misture com óleo de
oliva e tome. E ponha um pouco sobre a hemorroida, e ela melho-
rará. [95] Eis um amuleto que é bom para qualquer tipo de espírito.

36 O cer to é BRD QS, como p o de s er v isto na fór mu l a s eguinte


e na E sp ad a.
3 7 Pr át i c a c on he c i d a c omo ke f it s at hade rech . Us a d a p or nó s ,
c ab a l ist as , p ar a i r a qu a l qu e r lu g ar d o mu nd o e m u m i nst ante.
Uma esp é cie de tele t ransp or te, em ter mos mo der nos.
yair alon 37

Escreva sobre magtsav de ’PYVN até KRY’K e pendure na pessoa.


[96] Para venenos, moa cominho de palgagi e escreva [com ele?]
sobre um ovo e coloque em vinho e recite de KRY’K até HYPRV e
faça a pessoa beber. [97] Para granizo caindo do céu, pegue um
anel de ferro e cobre e pendure em algo elevado, em qualquer lugar
que você quiser, e recite sobre ele de HYPRV até GRVMY. [98] Se
você quiser entrar diante de um rei ou nobres, recite sobre pele de
leão enquanto ela é imergida em mirra negra e vinho puro de
GRVMY até ŠHRYVMY, e leve a pele com você. [99] Para a geada
que queima o campo, pegue um tendão e mergulhe em água de
nabo na noite de quarta-feira para quinta, e no dia seguinte salpique
essa água no campo e diga de ŠHRYVMY até QHTŤY. [100] Para
vermes que atacam as frutas, pegue um dos vermes da lama e colo-
que em um tubo. Recite sobre ele de QHTŤY até STGMY e feche
o tubo com piche e o enterre naquele pedaço de terra. [101] Para
libertar um homem da prisão, diga sobre o resíduo de goma arábica
e sobre tâmaras tuhala de STGMY até ’YY, e faça a pessoa comer.
[102] Para uma terra que não produz frutos, pegue oito jarros de
oito casas e os encha com água de oito canais. Ponha sal de oito
casas diferentes neles e recite de ’YY até ’SH’L oito vezes. Verta dois
jarros sobre cada canto [do pedaço de terra] e depois quebre-os
sobre oito caminhos. [103] Para uma pessoa que está fraca e não se
sabe o porquê,38 ferva qualquer bebida alcoólica, exceto vinho, em
água e recite sobre essa água de ’SH’L até LVQY e faça a pessoa
beber quando tiver sede. [104] Para provocar uma briga, pegue
terra debaixo do seu pé esquerdo e recite sobre ela de LVQY até
QBQZY’L.39 Jogue a terra na direção das pessoas. Elas vão se separar,
pegar armas e lutar. [105] Se você quiser impor o seu terror sobre
as pessoas, escreva em uma chapa de chumbo de QBZQY’L até

3 8 A idei a é us ar a fór mu l a qu ando não s e cons egue fazer um


di ag nóst ico mais pre cis o do que est á acometendo a p ess o a.
39 A forma correta é QBZQY’L, como p o de ser visto na próxima
re ceit a e na E sp ad a.
38 a espada de moisés

GTHVŤY’L e a enterre em uma sinagoga, do lado oeste. [106] Se


você quiser que a luz brilhe para você quando estiver escuro, escreva
em uma chapa de GTHVŤY’L até ZRVQZ’L e leve-a consigo sempre
que você quiser. [107] Se você quiser amarrar os olhos,40 escreva
em uma chapa de couro e a coloque em um recipiente feito de folhas
de palmeira sob as estrelas de ZRVQZ’L até BTQNŠY’L41 e não fale
enquanto escreve. [108] Se você quiser enviar uma espada para que
ela lute por você, recite sobre uma espada nova feita toda de ferro
de BTQŠNY’L até TŠHVHY’L e jogue na direção da pessoa. [109]
Se você quiser que duas pessoas se matem, recite sobre uma espada
toda de ferro de TŠHVHY’L até KLLYSTNY’L e a enterre com a
parte de baixo [o cabo] no solo. Ponha o seu calcanhar sobre ela
enquanto ela estiver no solo e as pessoas vão se matar até que você
a tire do solo. [110] E se você quiser que eles se acalmem, pegue
terra de baixo do seu pé direito e diga ao avesso o que você disse,
e jogue a terra na direção das pessoas e elas vão se acalmar. [111]
Se um adversário te pegar e quiser te matar, dobre o dedinho da
sua mão esquerda e diga de KLLYSTNY’L até KTRYHY’L e ele vai
fugir de você como uma pessoa fugindo do seu assassino. [112] Para
causar uma ilusão de ótica,42 recite sobre a pele de um leão de
KTRYHY’L até HDGSVM’Y’L e carregue a pele consigo e ninguém
vai te ver. [113] Se você cair no fogo e quiser sair ileso de lá, diga de
HDGSVM’Y’L até SMQTY’Y’L e você sairá ileso. [114] Se você cair
em um buraco fundo sem saber, diga enquanto está caindo de
SMQTY’Y’L até HMGG’Y’L e nada te machucará. [115] Se você
estiver se afogando em um rio profundo, diga de {SMQTY’Y’L até}

40 O sig nif ic ado d a express ão é incer to, mas provavelmente s e


refere a e v it ar ou reb ater o mau ol hado.
4 1 O c or re to é BTQ ŠN Y ’ L , c omo s e vê na próx i ma fór mu l a e
na E sp ad a.
4 2 O u s e j a , f i c a r i nv i s í v e l , c om o s e v ê p e l a c ont i nu a ç ã o d a
fór mu l a.
yair alon 39

HMGG’Y’L até MŠQVNY’Y’L43 e você sairá ileso. [116] Se uma


rocha ou um pedaço de terra cair e você ficar debaixo dele, diga de
MŠQVNYN’Y’L44 até QNY’YS’Y’L e você escapará ileso. [117] E se
as autoridades te pegarem, dobre seu dedinho da mão esquerda e
diga de QNY’YS’Y’L até BKLHVH’Y’L diante do rei ou do juiz. Ele
matará as pessoas que te capturaram. [118] Se um bando de saquea-
dores te atacarem, vire-se para o oeste e diga de BKLHVH’Y’L até
QDŠYG’Y’L e eles vão virar pedra, ficando imóveis. [119] E se você
quiser libertá-los, vire para o leste e diga o inverso do que você
disse. [120] Se você estiver caminhando por vales ou montanhas e
não houver água para beber, erga os olhos para o céu e diga de
QDŠYG’Y’L até PYZQHY’Y’L e uma fonte de água vai surgir diante
de você. [121] Se você estiver com fome, erga seus olhos para o céu
e estique os braços para o céu e diga de PZQHY’Y’L até QRSRNHY’L
e um Ministro vai aparecer diante de você e te dar pão e carne. [122]
E se você quiser invocar o Senhor do Homem para você, recite sobre
o seu talit de QRSRNY’L45 até HBQŠPHY’L e ele ficará atado a você.
Ele virá a você e te dirá o que você quiser saber. [123] E se você
quiser se livrar dele, recite diante dele o que você disse de trás para
frente, e ele irá embora. [124-125]46 E se você quiser que qualquer
Ministro Celestial te ensine o que ele sabe, chame ’HYVPSQTYH
e o conjure na terceira hora da noite [com as seguintes palavras]:
Em Nome do Senhor de tudo o que é sagrado” e até o final da espada.

4 3 C e r t a m e nt e u m e r r o d o e s c r i b a . A f ó r mu l a c o r r e t a é d e
HMGG’ Y ’ L até MSˇQVNY ’ Y ’ L.
4 4 O cor reto é MŠQVNY ’ Y ’ L, como s e vê na fór mu l a anter ior
e na E sp ad a.
4 5 A f o r m a c o r r e t a é Q R S R N H Y ’ L , c o m o s e v ê n a f ó r mu l a
anter ior e na E sp ad a.
46 No manus crito, tanto 124 como 125 estão es critos na margem,
e o próximo número ap are ce como 126. Assim, uma fór mu l a est á
c e r t a m e nt e f a lt a n d o a q u i . S e j a c om o f or, e s s a re c e it a e x i g e a
re cit aç ão d a p ar te f ina l d a E sp ad a, como s e vê p el a exigênci a de
invo c ar ’ HY VP SQT YH.
40 a espada de moisés

Envia para mim e ele me revelará e me ensinará tudo o que ele sabe.
Depois ele vai embora. [126] Se você quiser andar sobre água sem
que seu pé afunde, pegue uma chapa de chumbo e escreva nela de
HBQŠPHY’L até Š’STŠHY’L e coloque-a sobre o seu cinto. Diga [a
mesma fórmula] enquanto você estiver andando. [127] Se você
quiser se tornar sábio, mencione durante três meses consecutivos
a partir do mês de Nissan, na bênção de Chonen Hadaat,47 de
Š’STŠHY’L até ‘GPTNSHY’L, que se abram para mim os portões
de Sabedoria e eu os possa contemplar. [128] Se você quiser aprender
imediatamente tudo o que você ouvir, escreva em um ovo posto no
mesmo dia de ‘GPTNSHY’L até QNYNSHV’L e apague a escrita
com bebida alcoólica sem diluir, pela manhã, e beba. Depois disso,
não coma nada por três horas. [129] Se você quiser fazer alguém
esquecer tudo o que ele sabe, escreva o nome da pessoa sobre uma
folha de loureiro de QNYNSHV’L até ’VBRYHV’L e a enterre sob
a soleira da porta dela. [130] Se você quiser enviar um demônio ao
seu inimigo, pegue um gafanhoto verde e recite sobre ele de
’VBRYHV’L até QSGHNHV’L.48 Amarre nele um pedaço de absinto
e deixe-o voar. [131] Para enviar um espírito, pegue o osso de uma
pessoa morta e moa-o a partir da parte de baixo em um vaso. Amarre
com um fio de linho junto com saliva e recite de QSGHNHV’L até
MRGHMHV’L,49 em nome da pessoa. Enterre o jarro no cemitério.
[132] Para [pegar] ladrões, diga: que os ladrões e assaltantes sejam
amarrados e se rendam em nome de MRGVHMHV’L até
’ŤŤHSHV’L. Durante o recitar, coloque o seu dedinho na orelha.
[133] E quando você quiser libertá-los, diga de Y’VYHV50 e tire a

4 7 “C once de Sab e dor i a”, a dé cima qu ar t a b ênç ão d a Amidá.


48 Esse nome não aparece na Espada, nem nenhum similar a ele.
49 Esse nome aparece de três formas diferentes: aqui, na fórmula
s eguinte e na E sp ad a.
50 Fór mu l a incer t a. O nome inici a l não const a d a E sp ad a e a
re ceit a não diz qu a l é o Nome f ina l. A fór mu l a s eguinte, a 134,
c om e ç a c om o ú lt i m o n om e e x i g i d o n a f ór mu l a 132. C om o n a
C ab a l á é n or m a l re c it ar u m a fór mu l a d e t r á s p ar a f re nte p ar a
yair alon 41

mão da orelha. [134] Para fechar sua casa contra ladrões, diga sobre
um cântaro de água de ’ŤŤHSHV’L até MPGSRHV’L e despeje a
água por todo o seu telhado. Isso também é efetivo para selar uma
cidade. [135] Para selar uma casa contra arruaceiros, pegue terra
de um formigueiro e carregue pelo seu telhado. Enquanto faz isso,
diga de MPGSRHV’L até “em nome do Senhor de todos os sagrados”.
[136] Para selar a sua alma de espíritos malignos, diga em nome de
TVBR TSBR até HYDRST’, Eu, Fulano, filho de Sicrano, passarei
em paz, e sem ferimentos. O mesmo pode ser feito para excomun-
gá-los [os espíritos malignos] sempre que você os encontrar. [137]
E para outras coisas que não tiverem sido explicitadas aqui, diga
de “em nome do Senhor de todos os sagrados” até o final da espada.
E para cada amuleto que você escrever da espada, na parte de cima
escreva “em nome do Senhor de todos os sagrados, que seja feito o
trabalho feito utilizando a espada”.
A pessoa que desejar usar a espada deve-se aproximar dela
segundo todos os atos prescritos anteriormente. E as instruções lhe
serão dadas sobre como usá-la assim como foram passadas a Moisés,
filho de Amram, que a paz possa repousar sobre ele. Caso a pessoa
não faça assim e se aproxime para usar a espada, os anjos da ira, da
raiva, fúria e cólera o sobrepujarão e atormentarão o seu corpo, cau-
sando-lhe frio em todas as partes do corpo. Esses são os nomes dos
ministros que governam sobre eles: o nome do ministro encarregado
dos anjos de ira, MZPVPY’S’Y’L é seu nome. O nome do ministro
encarregado dos anjos de raiva; é ŞQŞVRVMTY’L. E o nome do
ministro encarregado sobre os anjos da fúria, QSV‘PPGHY’L é
seu nome. E o nome do ministro encarregado dos anjos de cólera,
N‘MVSNYQTTY’L é seu nome. Não há número para os anjos que
estão sob sua autoridade, e todos eles regem sobre a pessoa [que mal

re ver ter o ato pretendido (como s e vê em 109 e 110, 118 e 199, 122 e
123) p o de-s e dizer com b ast ante cer te za que aqui de ve-s e re cit ar
a fór mu l a do item 132 de t rás p ara f rente. Mesmo assim, o Nome
Y ’ VYHV não é us ado na fór mu l a anter ior.
42 a espada de moisés

utilizar a espada], e seu corpo será desfigurado (cf. Daniel 3:29).


Que você seja guardado de todo o mal, amém.
Está terminada a espada, com a ajuda de Deus, reverenciado em
meio ao grande conselho dos grandes seres sagrados ao seu redor
(Salmos 89:8).
43

APÊNDICE

FORMAÇÃO DE NOMES ANGELICAIS

Em quase todas as obras de Cabalá Prática é comum encontrar nomes


de anjos ou Nomes Sagrados que devem ser invocados. Via de regra, os
autores de tais livros marcam distintamente cada um dos nomes, em geral
com um traço acima do nome, assim: .
Esses nomes também podem ser facilmente reconhecidos por pos-
suírem sons desconhecidos. O leitor está lendo um texto hebraico, com
sentido claro, e de repente se depara com um conjunto de caracteres de
pronúncia impossível. Para que o leitor brasileiro tenha uma ideia do que
se trata, segue um texto ilustrativo ficcional:

Quando chegar ao primeiro palácio encontrará na porta qstmrlvb, que


fica ali sentado pedindo a senha a qualquer um que queira passar.

Existem inúmeras técnicas para produzir esses nomes. Um dos melho-


res livros para aprender essas técnicas é o Shorashei Hashemot, do Rabi
Moshe Zacuto. Aqui darei alguns exemplos das formas mais usuais.

1 – Nomes construídos com uma raiz que pode ou não fazer


sentido, e um sufixo (como EL ou Y’)

Por exemplo, RF’EL, da raiz RF’ (cura) e EL.


44 a espada de moisés

2- Nomes construídos combinado dois nomes diferentes

Por exemplo, Y’HDVNHY, formado pelo Tetragrama YHVH e o


nome ’DNY.

3 – Nomes construídos com a repetição de consoantes

Por exemplo, SSS.

4 – Nomes construídos usando cifras

A mais conhecida das cifras se chama Atbash, em que a primeira letra


do alfabeto (Alef) se torna a última (Tav), daí o AT; a segunda (Beit) se
torna a penúltima (Shin), daí o BASH e assim por diante.
Além do Atbash existem literalmente centenas de outras cifras que
podem ser usadas.

5 – Nomes construídos usando as letras iniciais ou finais de um


ou mais versículos

Por exemplo, se fôssemos usar a Bíblia em português, o primeiro ver-


sículo dela – “No início criou Deus os céus e a terra” -- poderia ter pelo
menos dois anjos “extraídos”. Pelas iniciais o anjo NICDOCEAT e pelas
finais o anjo OOUSSSEAA.
É comum que os cinco métodos anteriores sejam misturados. Por
exemplo, um nome pode ser extraído das iniciais de um versículo e,
posteriormente, usando o Atbash, ter suas letras trocadas.