Você está na página 1de 9

1

LICENCIATURA EM MATEMÁTICA

PRÁTICA DE ENSINO: TRAJETORIA DA PRÁXIS (PE:TP)

POSTAGEM 1: ATIVIDADE 1

PLANO DE AULA – ENSINO MÉDIO

CARLOS EUGÊNIO LIRA DE SOUSA


RA 1640758

POLO: BRASÍLIA – DF
2018
2

1) IDENTIFICAÇÃO:

Nível de Ensino/Turma: 1º ano do Ensino Médio.

Disciplina: Matemática.

Tema da aula: Progressão Aritmética (P.A).

Tempo de duração da aula: 50 minutos.

2) CONTEÚDOS:

- Estudo das Progressões Aritméticas o que é uma sequência, lei de formação


de uma sequência; sua localização de cada termo; conhecendo suas posições;
como encontrar a razão; quando ela será crescente de decrescente e a fórmula
do termo geral de uma Progressão Aritmética (P.A).

3) OBJETIVOS:

- Discutir os elementos de uma sequência cujo são números reais, disposto em


certa ordem;

- Perceber uma sequência numérica,

- Interpretar uma sequência, no qual, obedece uma certa lei de formação, a qual,
permite encontrar qualquer um dos elementos da sequência, conhecendo suas
posições;

- Conceituar uma P.A, conhecê-la e encontrar cada termo.

4) RECURSOS:

- Livro didático, quadro negro, pincel ou giz e apagador.

5) ETAPAS DA AULAS:

5.1) Introdução ao tema:

- Promover e motivar um diálogo entre os aluno e professor de forma que tenha


atenção dos mesmos, buscando sua sensibilidade, com uma linguagem simples
e didática.

- Estimular seu raciocínio para que possa ver a diferenças entre as sequências.
3

- Provocar o aluno ao máximo de forma que, já de primeiro momento, apenas


com sua visão, já saiba onde se encontra cada termo.

5.2) Desenvolvimento da Aula:

- Em primeiro momento falaremos sobre sequências, expondo suas ideias e


opiniões, e quais campos são usados, como exemplo citaremos no ramo da
informática, mostrando exemplos no quadro, algumas sequências lógicas e
outras não lógicas,

- Despois partiremos para o assunto de forma ímpar, falando de cada um, de


forma mostrar suas peculiaridades, sempre estimulando o aluno.

- Atividades para os estudantes:

- Atividade proposta para os alunos serão, em duas etapas, no decorrer da aula,


com problemas propostos, sendo assim sendo avaliado qual seu entendimento
do aluno e depois com exercícios para serem feitos em casa, no qual será dado
um visto e dando nota.

6) AVALIAÇÃO:

- Para uma efetiva compreensão faremos duas avalições, no qual uma será uma
em grupo, no qual cada grupo fará de forma objetiva e sucinta se entenderam o
assunto dano aula como se fossem o professor, é será observado se foi
assimilado o assunto, e se necessário uma revisão. E a outra será uma prova
escrita que englobará todo assunto explanados nas aulas, para avaliar se os
alunos fixaram o assunto e com nota.
4

7) FONTES/REFERÊNCIAS:

- Info escola navegando e aprendendo, Progressão Aritmética, Florianópolis


2015. Disponível em: <https://www.infoescola.com/matematica/progressao-
aritmetica/>. Acesso em 26 março de 2018.

- WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Wikimédia, 2016. Progressão Aritmética.


Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Progressão_aritmética>. Acesso
em 26 março de 2018.

- BIANCHINI, Edwaldo & PACCOLA, Herval :Curso de Matemática – Volume


único. Editora Moderna, São Paulo, 1990, p. 146 – 157.
5

LICENCIATURA EM MATEMÁTICA

PRÁTICA DE ENSINO: TRAJETÓRIA DA PRÁXIS (PE:TP)

POSTAGEM 2: ATIVIDADE 2

PLANO DE ENSINO – ENSINO MÉDIO

CARLOS EUGÊNIO LIRA DE SOUSA

RA – 1640758

BRASÍLIA - DF

2018
6

1. IDENTIFICAÇÃO:

Nível de Ensino/ Turma: A - Ensino Médio - 3ª série

Disciplina: Matemática

2. OBJETIVOS GERAIS E ESPECÍFICOS

2.1 OBJETIVOS GERAIS:

- Mostra ao aluno que a Matemática é um assunto indispensável para a


formação, pois ela está em tudo, e que compreende-la ajudará a entender a
realidade e usar este conhecimento para fins futuros, tornando-se uma pessoa
mais investigativo e curioso sobre a origem de cada assunto e de como aborda-
lo e identifica-lo.

2.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

- Interpretar os aspectos quanto sua formação de forma qualitativa e quantitativa,


saber representa um conjunto através de símbolos matemáticos e suas relações
sabendo a diferenciar entre eles seus aspectos;

- Identificar a diferença entre os conjuntos numéricos, pois cada um tem sua


peculiaridade;

- Observar as funções para estabelecer uma relação entre duas grandezas


variáveis e que sua linguagem é única e interpretar par ordenado apresentado
gráfico cartesiano;

- Analisar um gráfico de forma correta onde com sua análise será identificar que
tipo de função é;

- Resolver problemas propostos, de qual formar saber interpretar o enunciado de


forma escrita e falada e chegar ao seu objetivo que é a solução;

3. CONTEÚDOS:
3.1 CONJUNTOS E CONJUNTOS NÚMERICOS:
- Representação de conjuntos;
- Conjunto Universo;
- Subconjuntos e partes de um conjunto;
7

- Operações com conjuntos (diferença, intersecção, reunião e resolução de


Problemas);
- Números de elementos da reunião entre conjuntos;
- Conjuntos Numéricos;
- Números inteiros, racionais, irracionais e reais;
- Intervalos, (intersecção, reunião,)
- Valor absoluto ou módulo de um número
3.2 FUNÇÕES;
- Definição de função;
- Par ordenado, propriedades e gráfico cartesiano;
- Noção matemática de função;
- Linguagem das funções (Domínio, imagem e contradomínio);
- Gráfico de uma função, construção e análise;
- Zeros de uma função:
- Função crescente e decrescente;
- Ponto mínimo e máximo;
- Funções: Par, ímpar, bijetora, inversa e composta.
3.3 FUNÇÃO DO 1º GRAU:
- Função constate e gráfico;
- Função do 1º grau e gráfico;
- Zero da função do 1º grau;
- Estudo do sinal da função do 1º grau;
- Inequações do 1º grau: inequação produto, quociente e potência.
3.2 FUNÇÃO DO 2º GRAU:
- Conceito;
-Gráfico da função do 2º grau e concavidade;
- Vértice da parábola, eixo de simetria, calculo da abscissa do vértice e da
ordenada, valor máximo e mínimo;
- Raízes da Função (estudo do sinal);
- Inequações do 2º grau.
4. RECURSOS:
- Livro Didático, Quadro, giz, Material impresso e xerox, Laboratório de
Informática, jogos, réguas e Vídeos-aulas.
8

5. ESTRATÉGIAS DE ENSINO:

- Inicialmente será feito uma abordagem com exemplos com coisas do dia a dia,
em cada um dos conceitos, mostrando com exemplos que são corriqueiros do
dia – a – dia, mostrando a real necessidade de aprender a matemática que ela
é indispensável para sua formação;

- Todas as aulas serão de forma com bastante diálogo e expositiva, tanto no


quadro, com ajuda do livro didático e apostilhas xerocadas ou impressas, com a
participação do aluno, pedindo exemplos, situações, de forma a incentivar seu
raciocínio e ter uma noção de papel de interpretação;

- Em cada aula será enviada uma atividade extra para ser feita em casa referente
ao assunto abordado, e que será corrigida na próxima aula, com a correção no
quadro e tirando as dúvidas existente.

- Com ajuda das pesquisas feitas no laboratório de informática e vídeos aulas,


teremos mais um reforço, de forma ajudar assimilar o assunto, buscando sua
interação, conectividade e um raciocínio lógico;

- Será feito trabalhos em grupo e individuais sempre com a interação mutua


professor e turma e vice e versa. Em grupo será feito pesquisas referente a cada
assunto onde vai ocorrer um seminário e no individual será feito uma abordagem
avaliativa, no qual vai ser pedido que os alunos venham ao quadro, ele escolherá
uma questão, para responder, onde os alunos farão o papel dos professores,
como eles estivessem dando aula, neste momento será avaliado a real situação
quanto ao aprendizado e assimilação do assunto, e depois será feito um
apanhado das questões que levantaram dúvida e será resolvido no quadro pelo
professor.

6. AVALIAÇÃO:

- Na avaliação será feita de forma processual, a medida que for sendo abordado
cada assunto, onde em todo o processo será observado a real situação do aluno
e sua participação e interação em todas aulas.

- Com ajuda de atividades extraclasses, analisaremos e teremos uma opinião


formativa e opinativa, no qual dependendo dos objetivos sendo alcançado ou
não serão feitas intervenções e orientações necessárias, de modo ajudar ao
9

aluno sanar todas as suas dúvidas, se perfazendo ao máximo, sempre buscando


o melhor caminho para ajudar o aluno em assimilar o assunto;

- E por fim uma avalição global de forma escrita, referente a cada tema
verificando e mensurando a real situação através de nota.

7. REFERÊNCIAS:

- BIANCHINI, Edwaldo & PACCOLA, Herval :Curso de Matemática – Volume


único. Editora Moderna, São Paulo, 1990, p. 146 – 157.

- Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio:


http://portal.mec.gov.br/ component/content/article?id=12598:publicações;