Você está na página 1de 4

Sermão: O Tesouro e a Pérola (batismo

)

Texto: Mateus 13:44-46
Eu cumprimento a todos com a graça do Senhor Jesus Cristo!
O texto para nossa reflexão de hoje se encontra em Mateus 13:44-46
“O Reino dos Céus é semelhante a um tesouro escondido no campo, que um
homem achou e escondeu. Então, transbordante de alegria, vai, vende tudo o que
tem e compra aquele campo. O Reino dos Céus é também semelhante a um homem
que negocia e procura boas pérolas. Quando encontrou uma pérola de grande valor,
ele foi, vendeu tudo o que tinha e comprou a pérola.”
O que significa para você encontrar um tesouro? Encontrar um tesouro não é
algo muito comum em nosso meio. Mas não é algo raro nas terras bíblicas. Desde a
Antiguidade, o Oriente Médio é uma região do mundo assolada por guerras
constantes. Tribos do deserto e exércitos estrangeiros invadiam uma cidade ou vila,
entravam nas casas e levavam tudo de valor que encontrassem. Na época todo o
dinheiro era ouro e metais e pedras preciosos. Isso pesa, e é difícil fugir carregando
muito peso. Por isso, as pessoas guardavam seus tesouros em vasos de barro, ou em
urnas de madeira ou pedra, e enterravam no solo ou os escondiam em grutas e
cavernas, soterrando a boca da caverna para que ninguém mais encontrasse. Depois
de passada a invasão, os proprietários ou seus herdeiros regressavam para
recuperar o tesouro.
Acontece que nem sempre o proprietário tinha a oportunidade de retornar
para reaver o tesouro escondido. Assim, grandes fortunas ficavam perdidas para
sempre. Eventualmente, muitos anos após o falecimento do dono original do
tesouro, sua riqueza era descoberta casualmente. Até hoje são descobertos tesouros
que ficaram enterrados desde a época em que a Bíblia estava sendo escrita.
No dia 5 do último mês de setembro, na cidade de Como, na Itália, construtores
estavam demolindo um cinema velho para dar lugar a uma nova construção. Ao
cavarem o solo, eles encontraram uma ânfora de pedra-sabão com 300 moedas de
ouro. Os especialistas identificaram que aquelas eram moedas do tempo do Império
Romano, e devem ter sido enterradas por alguma família rica para escapar dos
saques que as tribos dos ostrogodos e dos vândalos fizeram há 1.500 anos. Cada
moeda de ouro romano pesa 7,55 gramas de ouro, e cada grama de ouro vale

As quatro primeiras parábolas.R$153. a da Pérola de Grande Valor. I. Pode ser que seus filhos tenham se tornado ingratos e não honrem quem você é para eles. “O Reino dos Céus é semelhante a um tesouro escondido que um homem achou. a do Grão de Mostarda e da do Fermento foram contadas diante de uma multidão na praia do mar da Galileia. a do Tesouro Escondido. A outra interpretação parte de você e alcança Cristo. Talvez sua esposa não reconheça o quanto você é importante. este tesouro em vasos de barro” (2Co 4:7). E para seus discípulos ele explicou reservadamente a parábola do Joio. e não lhe dá as oportunidades que você poderia ter nem a gratificação que você poderia ganhar. As quatro últimas. a da Rede e das Coisas Novas e Velhas. Para a multidão ele explicou a parábola do Semeador. Há duas interpretações principais dessas parábolas: uma começa com Cristo e chega até você. Jesus explicou apenas as duas primeiras. a importância histórica das moedas valoriza imensamente o tesouro. Jesus Cristo disse: “O campo é o mundo” (Mt 13:38). Não há potes com moedas de ouro. Você foi feito à imagem de Deus.83. Pode ser que em alguns ambientes você sinta que é ignorado. você é um tesouro precioso para Deus. Você é um tesouro valioso! Você vale o sangue de Jesus Cristo. o significado dessas duas parábolas não foi dado por Jesus na Bíblia.” Essas duas parábolas fazem parte de uma série de oitos parábolas contadas por Jesus e registradas em Mateus 13. Talvez seus pais o abandonaram afetivamente. em meio a milhões de pessoas que não reconhecem nosso valor. Você é o tesouro. nem buscam a sua companhia. Talvez seu marido não reconheça o valor que você tem. que valem você. Acontece que o mundo talvez não valoriza quem você é. Jesus contou apenas para seus discípulos em casa. Na explicação da parábola do Joio. Nós estamos enterrados neste mundo de pecado. porém. . Cristo criou você com um valor infinito. Além disso. Dessas oito parábolas. e você sabe que não é importante para eles. O mais alto preço de todo o universo foi pago por você. Você tem um valor incomensurável e inenarrável. “Temos.” “O Reino dos Céus é também semelhante a um homem que negocia e procura boas pérolas. Talvez seu chefe não reconheça seu valor. a do Joio. Você vai a certos lugares e as pessoas não se importam em ouvir sua opinião. a do Semeador. Mas apesar de o mundo não valorizar você. ou as mais raras pedras preciosas. Portanto.

Cristo é o homem que acha o tesouro enterrado no campo. vendeu tudo o que tinha e comprou a pérola. Imediatamente ele enterra novamente o tesouro. ele precisa remover para que o solo seja arado. Cristo descobriu você enterrado nesta Terra. Ele junta todas as suas economias e dá tudo para comprar o terreno. Não pertence ao dono do terreno. sem emitir juízo de valor sobre o fato. Ao abri-lo.” . ele nota algo diferente. para não correr o risco de o dono do terreno saber o que ele sabe e não lhe vender o terreno. Ele chegou em casa e começou a vender os móveis da casa. Cristo simplesmente narrou o que aconteceu ou o que poderia ter acontecido. Até que encontra uma pérola de grande valor. transbordante de alegria. O tesouro não é dele por que descobriu. Talvez fosse um empregado lavrando a terra do seu patrão. morto há centenas de anos. o homem achou o tesouro escondido no campo. enterrado em meio às dívidas. Uma joia mais valiosa do que todas as que ele já encontrou. que sequer sabe da existência do tesouro. Jesus não contou essa parábola para ensinar o que é certo fazer em situações como essa. tudo. Sua família pensa que enlouqueceu. vende tudo o que tem e compra aquele campo. ele descobre se tratar de um baú de madeira ou de pedra. Um tesouro enterrado há séculos naquela terra. Ao desenterrar o objeto. Ao passar a lâmina do arado no solo.” Imagine o homem vendendo tudo o que tem. Essa não é uma discussão sobre se é certo ou não se valer de uma informação privilegiada para obter vantagem financeira. Possuir aquela pérola de grande valor representa ser o dono de uma grande fortuna. o comerciante procura boas pérolas. “Então. Diferente do homem que encontrou o tesouro por acaso. Na história. O homem escondeu o tesouro novamente no campo. Não há como identificar seu antigo proprietário. enterrado em meio às críticas e ao desprezo de outras pessoas. enterrado em meio ao sofrimento. Ele não pode contar a ninguém o que sabe. enterrado em meio à solidão. vai. Eles usavam um arado que era puxado por um jumento ou um boi. para que nenhuma outra pessoa o descubra facilmente. escondendo-o mais profundamente. Possivelmente ele havia arrendado um campo para plantar. Se ele revelar a descoberta. percebe que se trata de um tesouro. O comerciante de boas pérolas faz a mesma coisa. o dono do terreno vai reivindicar a posse do tesouro. enterrado em meio à angústia. vendeu a casa. “Ele foi. Será uma pedra? Seja o que for.

à direita de Deus Pai Todo-Poderoso. mesmo existindo na forma de Deus. Ele se desfez de tudo o que tinha. Ele buscou você. Ele trocou seu lugar no trono branco no Céu. Jesus Cristo procurou você. tornando-Se semelhante aos seres humanos. para Deus. Jesus Cristo Se desfez de tudo o que tinha. E. e esse tesouro é você. Você é. Ele abandonou as mansões celestiais em que vivia para nascer num curral. Ele. Há. reconhecido em figura humana. essa pérola de grande valor é você. nunca teve começo. porque havia encontrado um tesouro preciosíssimo neste mundo. Ele trocou os louvores dos anjos pelo escárnio e o desprezo das pessoas. Ele Se esvaziou. tornando-Se obediente até a morte. porque é Deus. Ele Se humilhou. porém. “Cristo Jesus. assumindo a forma de servo. Ele sempre existiu. encontrou uma pérola de grande valor. e morte de cruz” (Fp 2:5-8). para estar pregado com cravos na cruz. Esta é a . Jesus existiu antes de nascer como um bebê em Belém. a pérola de grande valor. não considerou o ser igual a Deus algo que deveria ser retido a qualquer custo. Pelo contrário. uma segunda interpretação da parábola. reconheceu o imenso valor que você tem. Ele é eterno. uma explicação que parte de você e chega até a Cristo. sabe o que Jesus fez para ter você. E. e só Ele.

Interesses relacionados